NOTÍCIA: CONSUMIDOR NÃO ESTÁ EM CASA? ENTREGA-SE A COMPRA NO CARRO

Fotos: Divulgação Volvo Cars



A Volvo Cars apresentou um inovador sistema de entregas de encomendas que permite a entrega do produto no carro da pessoa que fez o pedido (foto). O serviço, apresentado de forma experimental esta semana no Congresso Mundial da Mobilidade, em Barcelona, Espanha, permite que os consumidores recebam seus pedidos diretamente nos carros, não importa onde eles estejam estacionados. Por meio de uma chave digital, é possível transformar o carro em ponto de retirada e entrega de encomendas.

Acompanhando o crescimento das compras online, pesquisas revelam que mais da metade das pessoas não está em casa para receber suas entregas, o que significa tempo gasto em novas tentativas de entrega. Em conseqüência, os consumidores têm o seu dia a dia constantemente interrompido para aguardar a chegada de produtos, perdendo tempo precioso. O programa piloto revelou que 92% das pessoas acharam mais cômodo receber as entregas em seus carros do que em casa.

O sistema permite que o proprietário do carro, ao fazer uma compra pela internet, indique seu veículo como ponto de entrega da encomenda. Por meio de um smartphone ou tablet, ele é informado quando a entrega será feita ou mesmo retirará algo no carro no caso de o cliente pretender usar algum serviço de entrega expressa.

Aceitando a entrega, o proprietário, por meio do aplicativo, libera uma chave digital para abrir e fechar o carro. Quando a entrega é finalizada, a chave digital é apagada. O sistema é baseado no aplicativo Volvo On Call, que, entre outras funcionalidades, permite a abertura e fechamento do carro e informa a localização e a quantidade de combustível no tanque, por meio do telefone.

Funcionária do serviço localiza o carro do cliente

A tecnologia foi testada durante um programa piloto da Volvo Cars, com 100 pessoas, sendo que 86% delas concordaram que a entrega remota é uma grande comodidade. O uso inovador das chaves digitais permite economizar tempo e dinheiro, conforme foi descoberto nos primeiros testes do conceito.

Com os serviços conectados, como a entrega remota, o futuro do carro pode ser mais que um meio de transporte. No ano passado, a Volvo Cars lançou o Sensus Connected Touch, um sistema integrado de navegação e entretenimento tecnológico. A parceria estratégica da Volvo Cars com a Ericsson tem como base o conceito de sociedade em rede, que pretende revolucionar o conceito de “carro conectado à nuvem” para os próximos anos.
"Transformando o carro em um ponto de entrega e retirada de encomendas, usando a tecnologia de chaves digitais, nós resolvemos uma série de problemas, já que podemos entregar as encomendas para as pessoas, não em lugares. Os consumidores que participaram do teste indicaram que o serviço economizou tempo na vida deles. E o mesmo foi dito das empresas que fizeram as entregas. Para se ter uma idéia, as perdas ocasionadas pelas entregas malsucedidas ultrapassam € 1 bilhão em custos de reenvio. Agora, estamos estudando os outros usos que podemos ter para a tecnologia de chaves digitais e os benefícios que podemos trazer para os consumidores", disse Klas Bendrik, chefe de informática do Volvo Car Group. (Volvo)


12 comentários :

  1. Que legal mais essa solução tecnologica, mas acho que tem uns poréns a serem levados em conta aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falando em soluções para o mundo moderno envolvendo automóveis, alguém sabe me dizer sobre o Fiat 500 L que faz cafezinho, vingou?

      Excluir
  2. Hehehe!!! Imagina um troço desses em prática no brasilsilsilsil... O que ia ter de estepe furtado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estepe e tudo o mais que estivesse dentro do carro, de moedinhas, a um eventual casaco. Tinha um manobrista que roubava as paçoquinhas que minha tia levava no porta-luvas, he,he!

      Excluir
  3. Corsário Viajante21/02/14 12:20

    Idéia legal, realmente para quem mora em local sem porteiro receber encomendas é um tormento.

    ResponderExcluir
  4. Eu faço muita compra online e sempre peço para a entrega ser feita no meu local de trabalho. Eu não utilizaria esse tipo de entrega do post, morando no país onde moro...

    ResponderExcluir
  5. Boa ideia Marcelo R.

    ResponderExcluir
  6. Imaginem o Bob encomendando umas laranjas. Confundem e deixam tangerinas (mexericas), e no momento mais quente do dia...

    -

    Para quem possui uma área reservada entre a porta principal entrada da casa e demais ambientes (um hall ou espaço "seguro" entre a porta principal e uma secundária), existe também alternativa de porteiro (DoorBot) e fechadura eletrônica (Locktron) com comando via internet, onde após verificar que trata-se realmente do entregador (ver e conversar), pode liberar o acesso para este ambiente isolado, onde as compras poderão ser deixadas em segurança e com maior limite para o tamanho das encomendas (aquele televisor enorme para assistir a copa :P). Assistam um exemplo com certa semelhança ao que descrevi (faltou a utilização da fechadura eletrônica e a encomenda ficar em ambiente reservado): http://www.youtube.com/watch?v=ouOrfvqUGbI#t=108

    ResponderExcluir
  7. Então tá. Já imagino a tele-drogas entregando direto no carro. Quanta facilidade!!! . Já acho o carro autônomo "um saco" porque tira do condutor o domínio do carro, os sistemas auxiliares (sopa de letrinhas) também limita o prazer de dirigir, agora mais esta! Sinceramente, acho que há coisas mais importantes a serem desenvolvidas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco R. A.23/02/14 16:31

      "as perdas ocasionadas pelas entregas malsucedidas ultrapassam € 1 bilhão em custos de reenvio."

      No final das contas, é isso que importa.

      De qualquer forma acho isso interessante e útil.

      Excluir
    2. Bastante groselha e repetição de mitos, como o de achar que a sopa de letrinhas tira prazer de dirigir (sendo que, na verdade, só ativa esses sistemas quem justamente dirige mal, fosse diferente não ia ter esse tipo de coisa numa M5). Bem fechada a visão também de que entregas "são mais legais" se forem feitas do jeito normal, que atrapalha muita gente (raramente os horários batem e na europa facilidades como portaria são raras).

      Só concordo com a parte do tele-drogas, que realmente parece que é para onde o mundo se encaminha.

      Excluir
  8. Acredito que no Brasil não funcionaria. Fatalmente o carro seria arrombado logo em seguida para se furtar a encomenda.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.