GUERRA CIVIL, OU ALGUÉM AINDA DUVIDA?

Foto:policiamilitardesaopaulo.blogspot.com
Início da subida, lombada antes

O fato ocorreu em São Paulo, mas poderia ser em qualquer cidade do Brasil. Há uma rua conhecida aqui, no bairro do Morumbi, a Dr. Francisco Thomaz de Carvalho, mais conhecida por "Ladeirão", que no seu trecho final e algo longo é bem íngreme. É comum carros ficarem parados aguardando o sinal abrir lá em cima, na esquina com outra via ainda mais conhecida, a av. Giovanni Gronchi. Praticamente ao lado do "Ladeirão" há uma favela, a Paraisópolis. A rua é de mão dupla.

Na tal subida, aproveitando-se dos carros parados e presos em fila, o que é bastante comum, assaltos são freqüentes ali. Esta semana um policial federal foi assassinado naquele ponto. No carro estavam a esposa e a filha pequena, que presenciaram tudo.

É assim que fica o "Ladeirão" o termpo quase todo (foto estadao.com.br)

Muito bem, mãos à obra para resolver. O leitor certamente imagina (como eu) que medidas serão tomadas para proteger os cidadãos, começando por reforçar o policiamento diuturnamente naquele ponto, com armas pesadas até.

Que bando de bobos nós somos! Quanta ingenuidade!.

No melhor estilo do "Acredite se quiser", a Polícia Militar do Estado de São Paulo, pelo seu comandante-geral, o coronel Benedito Meira, solicitou à Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade que altere o tráfego ali, tornando a rua de mão única e só para descer. Grifei para o leitor não achar que escrevi errado. A notícia foi dada no jornal Folha de S. Paulo de anteontem.

Complementou o governador do estado, Geraldo Alckmin, segundo o jornal: "Tendo ali a subida, fica muito devagarinho. Se você inverter a mão, só desce, ninguém pára". Acredite se quiser II.

Detalhe: na base da subida há uma...lombada! Aliás, volta e meia se tem notícia de que um carro diminuiu velocidade para transpor uma lombada e criminosos disso se aproveitaram para assaltar e não matar, isso em vários pontos da cidade. Se o governador Alckmin quisesse dar uma de inteligente baixaria decreto estadual eliminando todas as lombadas do estado. Mas não mandar os carros morro abaixo no "Ladeirão".

Estamos perdendo a guerra — civil — por uma combinação de burrice e inoperância de quem deveria nos proteger. Afinal, com o que geramos de impostos pagamos à Polícia Militar exatamente para isso..Não é assim que funciona? Ou deveria?

BS

47 comentários :

  1. Isso nada mais é do que a admissão da falência do poder público em todos os aspectos. E não adianta falar em nomes e partidos, nenhum deles tem algo que preste para nos oferecer. Para constatar o que eu digo basta analisar os índices de criminalidade nas cidades e estados onde esses partidos governam. Conseguem ser ainda piores.

    ResponderExcluir
  2. É o padrão brasileiro de não resolver problemas. É a famosa criatividade de um povo muito burro. Tem tudo para ser primeiro mundo, mas prefere ser vira-latas.

    ResponderExcluir
  3. Bob, inocente você por acreditar que é "seu" país e querer consertar. Você é minoria. O país é deles. Pare de ser chato e querer botar regra no país deles.

    É por essas e por outras que hoje moro na Inglaterra. Lugar frio, faz 15 graus no verão (amanhece com 12), apertado, aluguéis estratosféricos, mas ainda sim melhor. Precisamos encarar a realidade: O Brasil é deles e somos um povo sem pátria, perdido. Precisamos fundar o nosso país.

    Eu sugiro o Uruguay. Tem só 2 milhões de uruguaios. A gente junta uns 10 milhões do "nosso" povo, invade lá, cancela o Mercosul, mura, e vive em país. Já começaríamos nosso novo país com uma copa do mundo no currículo!

    ResponderExcluir
  4. Bob, se você tivesse a opção de sair da cidade de São Paulo e se mudar para o interior, sairia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sairia, gosto daqui.

      Excluir
    2. Sou paulistano, nasci e vivi algumas poucas décadas em SP. Sempre gostei demais da cidade.
      Sou do tempo em que se andava regularmente e legalmente a 80km/h tanto na Av. Paulista como na Av. 23 de maio e Av. Tiradentes.
      Portanto, SP como se tornou hoje, não dá mais. Pulei fora há alguns anos. Vou a SP somente em finais de semana e feriados, e mesmo assim é um suplício.
      Temos que encarar os fatos: SP já morreu e esqueceu de deitar. Esta é a triste e deprimente realidade. Não tem mais volta.
      Concordo com o AutoClandestino em fundarmos nosso próprio país, mas discordo com o fato dele ter ido para Inglaterra. Inglaterra também está em franca decadência, o trânsito e as leis deles conseguem ser mais absurdos que os nossos.

      Excluir
  5. E agora, quem poderá nos ajudar?

    Viu só... Não é só o PT. Ninguém mais tem interesse pelo povo.
    Nossos políticos só pensam em seus salários e nada mais. Pior mesmo, que esse governador nem se dignou a providenciar um estudo sobre o assunto. Simplesmente foi no rolo e decidiu sem pensar.




    ResponderExcluir
  6. Sei de políticos que se vangloriam por nunca terem roubado ou participado de alguma falcatrua e acredito neles. Mas isso só não resolve. Também é preciso trabalhar e fazer algo de bom para o povo.
    Alguns já estão há mais de 20 anos no senado e se calam para tudo, como se não existissem. Que caiam fora e deem seus lugares para outros que queiram fazer alguma coisa.
    Só honestidade não basta. É preciso trabalhar também.

    ResponderExcluir
  7. Para chegar nas decisões que os governantes chegam, só se pensarmos como eles, que no momento seria :

    " Não temos que eliminar os bandidos. Temos que eliminar o cidadão. "

    ResponderExcluir
  8. Não há nem haverá proteção alguma. Somos reféns da bandidagem. Aqui no Rio acontece a mesma coisa.
    Estamos realmente perdidos, e ainda vão fazer copa e olimpíada.

    ResponderExcluir
  9. Corsário Viajante15/02/14 11:50

    É a concretização da piada do sofá! Parabéns ao Governador!

    ResponderExcluir
  10. Bob, é fato que a polícia militar virou um serviço de segurança privado do estado. Só está servindo para defender os interesses do estado. O sistema (chamo o governo assim, porque há toda uma engenharia por trás. O sistema é apartidário, como se fosse duas famílias de mafiosos brigando pelo direito da corrupção, muitas vezes em comum acordo para não se destruírem) financia arruaceiros para dissolver manifestações justas da população, matam pessoas, desviam assuntos (você acredita que o Feliciano está perseguindo os gays ou criando asuntos polêmicos para desviar do que realmente interessa?).
    Precisamos de um choque de ordem, e infelizmente quem pode fazer isso somos nós mesmos. Outra, tenho recebido muitas fotos de ladrões motos por seguranças privadas e policiais a paisana de folga... A omissão do poder público está criando uma milícia de justiceiros, o que é temerário, pois o justiceiro de hoje é o miliciano de amanhã, que te cobrará pedágio por proteção e matará seus desafetos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas um detalhe, o Feliciano, ao contrário da Marta Suplicy, apenas tenta manter a familia como familia. Ele não tem tentado mudar o foco do problema. A mídia que faz o povo pensar igual vc pensa. Se não acredita, veja os videos dele em entrevistas.

      P500

      Excluir
    2. O Deputado Feliciano não persegue os gays, muito pelo contrário, ele defende os valores cristãos e da familia e tem sido perseguido ele e sua familia, covardemente até, pelos ativistas gays, incentivados por esse governo de viés comunista e totalitário. Pesquise e leia o que ele disse e não o que acusam dele dizer e verás a diferença.

      Ainda acho que o problema não são só os governantes, mas sim o povo brasileiro e seus valores distorcidos de honestidade e justiça.

      Excluir
    3. E quem disse que ele tem direito de defender "valor cristão" se o Estado não pode se vincular com nenhuma religião?

      Excluir
  11. Não Bob, não duvido. E o (des)governo fazendo de tudo para que um dos lados dessa guerra (o nosso lado, o lado dos cidadãos de bem) fique totalmente desarmado.

    ResponderExcluir
  12. Bob, apenas para completar seu texto e aumentar nossa indignação, gostaria de lembro-lo que poucos dias antes do fato ocorrido com o policial federal, o filho do próprio dito cujo (Sr Asno, digo Sr. Alckmin) sofreu uma tentativa de assalto/sequestro na mesma via, e que pelo fato de ter consigo uma escolta (da propria PM), conseguiram evitar que o fato fosse consumado. Não sou de desejar o mal a ninguém, mas quem sabe se tivesse ocorrido o mesmo que aconteceu com o policial, as coisas não tivessem tomado outro rumo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tivesse sido consumado o fato com o filho do Alckmin, em questão de minutos (nem de horas) teriam pego os caras (nem sei se pegaram os malaco ou se conseguiram fugir), pq daí a puliça funciona. Pro Zé q trabalha não tem polícia.

      Excluir
  13. Marco R. A.15/02/14 13:21

    Vergonha desse país cheio de sem vergonhas.

    ResponderExcluir
  14. Bob,
    Simplesmente lamentável as ações dessas autoridades tupiniquins. Por isso quem tem oportunidade de ir embora para países desenvolvidos não volta mais. Quando voltam é um arrependimento só.
    MAF

    ResponderExcluir
  15. Pra que destruir o vírus, se podemos matar o paciente?

    É a única leitura que eu posso fazer deste caso.

    ResponderExcluir
  16. Bob, penso em morar fora do Brasil.
    Criminalidade aumentando, pais em vias de Bolivarização e falta de inteligência sendo a regra.
    Me lembrei agora de uma frase de Nelson Rodrigues que diz:
    "na batalha entre o gênio e a burrice, o gênio rosna de impotência e frustração, enquanto o cretino arde como um sol desvairado".
    É frustrante mesmo ver a cara de "eu sou muito bom" de certos imbecis ao anunciarem soluções idiotas como esta, mais uma vez so nos resta lamentar ou "rosnar" e ao ilustre governante, este sim "arde como um sol desvairado".

    ResponderExcluir
  17. Sou testemunha viva desse lugar inseguro. E ai é desse jeito há muito tempo.
    Fui vítima de uma tentativa de assalto no final da subida, parei atrás de um carro no farol vermelho, vi 4 caras vindo da esquina e já comecei a tentar sair, buzinei e o cara da frente não se mexeu, ai, dei uma ré mínima, e saí da "vaga" batendo no cara da frente, os caras já do lado do carro e chutando a porta, sai e entrei direto na Giovanni...me arrisquei muito, por instinto, mas por sorte consegui sair só com o paralama e portas amassadas, sem ser assaltado e isso faz muito tempo, foi em 2002!!!!! E até hoje é a mesma coisa.
    Eu não passo mais nesse lugar desde então. E não moraria no Morumbi nem de graça.

    ResponderExcluir
  18. Polícia com medo de bandido....
    Ladeira à baixo todo santo ajuda.
    Deus nos acuda!
    Jorjao

    ResponderExcluir
  19. Sim guerra civíl... mas só o bandido pode andar armado...

    ResponderExcluir
  20. Conheço muito bem esta subida, que continua na rua Flavio Americo Maurano. Quando bem jovem trabalhei bastante nesta área, as coisas a 10 anos eram mais tranquilas, mas sempre foi inseguro passar ali. Aquele lombada faz um desserviço tremendo mesmo.

    ResponderExcluir
  21. Gabriel F Tomass15/02/14 16:55

    Infelizmente não é "burrice e inoperância", Bob. É algo muito mais maquiavélico que isso.
    É a rendição total do cidadão ao Estado.

    ResponderExcluir
  22. Lorenzo Frigerio15/02/14 17:32

    Simples de resolver: fazer direita livre na Giovanni Gronchi. Mas a CET prefere zoar com as mãos de direção. Para botar São Paulo em ordem, precisaria acabar com 90% das mãos únicas que essa empresa implantou na Cidade nos últimos 40 anos.
    Na subida há uma lombada porque ela atravessa toda a rua, já que foi feita pensando nos carros que estão descendo - não dava para fazer só 1/2 lombada. Isso é uma coisa que engenheiros que se prezam, quando fazem um projeto, normalmente levam em conta: quando você coloca no sistema um determinado artefato que visa solucionar um problema, tem que estar atento ao reverso da moeda, a todas as dificuldades que esse artefato vai provocar em outras situações - no caso, na mão que sobe e é encimada por um semáforo, o que é absurdo. É boa prática de engenharia simplificar os sistemas para evitar problemas não imaginados; meu ponto de vista é que houve erro de julgamento.

    ResponderExcluir
  23. Caro Bob, já disse isso antes: por favor, não se limitem ao universo paulistano. Vocês são maiores que isso. Até entendo que "poderia ser em qualquer cidade do Brasil", mas se for por isso, o trânsito do Rio tem passado por grandes e confusas mudanças e não vejo nada a respeito por aqui.

    ResponderExcluir
  24. Bob, esta é igual aquela história do corno que chegou em casa e viu a mulher dele com outro no sofá.

    Com raiva, ele mandou tacar fogo no sofá e "resolveu" seu problema.

    Este é o país em que vivemos. Os problemas existem para não serem resolvidos.

    ResponderExcluir
  25. Caro Bob. Talvez com mais uns trezentos anos de história, consigamos nos transformar num país
    de verdade. Infelizmente, porque , tenho certeza, merecemos algo muito melhor do que nos ofere-
    cem hoje. Sorte!!!!!!!

    ResponderExcluir
  26. É sempre assim, todas as instituições públicas tiram o seu da reta e jogam a responsabilidade para o vizinho, independentemente da asneira da alegação.Até mesmo a PM esta adotando esta tática agora(tática de partido político da esquerda anarquista).Estão jogando a responsabilidade na população com programas de empurrar a responsabilidade para a comunidade tais como polícia comunitária,rede de vizinhos protegida e etc.Como se não pagássemos tributos para a segurança. Polícia na rua não se vê mais. Como a população consegue sobreviver e aceitar este tipo de postura irresponsável dos governos e autoridades em geral é um mistério.

    ResponderExcluir
  27. Lamentável Bob, mas os colegas Federais de São Paulo certamente estão atrás dos envolvidos, até o momento nada tinha sido alterado no local do assalto, em relação ao trânsito. Aqui em Fortaleza os assaltos são constantes, e não são raras as notícias de policiais reagindo, as vezes com sucesso.

    ResponderExcluir
  28. Gustavo
    É inevitável que determinadas observações do que acontece no transito sejam relativas a quem reside na cidade onde o veículo de comunicação é feito.

    ResponderExcluir
  29. Bob;

    O PT desarmou os civis. O PSDB ao invés de ir contra, bateu palmas! Somos uma nação onde apenas os bandidos podem ter armas dentro de casa. Se um bandido soubesse do risco de levar um tiro, garanto que ele pensaria duas vezes antes de agir.

    20 anos de PSDB em São Paulo arrebentou a Policia Militar. Covas praticamente exonerava um PM que matava um bandido em combate. A situação com Alckmin não melhorou muito.

    Recentemente saiu uma matéria em jornais locais que a Policia Militar estava sendo equipada com fuzis calibre 7.62x51 e que para familiarização os PM tinham que passar por um curso prático de 36 horas e 100 (cem) tiros. 100 tiros não deixa ninguém pr ático. 100 tiros é o que um praticante de tiro ao alvo dispara em pouco mais de uma hora!

    Ano passado sofri uma 'batida" policial altamente constrangedora. Só faltaram me virar de cabeça para baixo a procura de tóxicos e sempre um dos soldados vociferando onde estava a droga. Quando viram que eu era apenas um viajante chegando de Curitiba de madrugada e tentando chegar em casa me pediram "desculpas" e perguntaram se eu tinha alguma reclamação. Respondi que em frente de casa existe uma praça repleta de bebados, menores praticantes de pequenos furtos e usuários de drogas. Que a PM tinha que agir. Sabe o que me respoderam? Que quem tinha que agir era a Prefeitura, que isso era competencia da prefeitura! Pasmem!

    Enquanto isso os bandidos agem livremente, andando soltos por ai.

    ResponderExcluir
  30. Bob, duas considerações:
    tem um site que fala sobre a notícia do policial assassinado e refere-se à rua como "Rua Doutor Flávio Américo Maurano, conhecida como ladeirão do Morumbi...", afinal, é Rua Dr. Flávio Américo Maurano ou Dr. Francisco Thomaz de Carvalho? Para quem não conhece São Paulo, fica uma notícia confusa.
    Outro: tem muito policial vítima de assalto no Brasil. Todos os dias. Os policiais sempre estão presentes na hora e no local errado.
    Você não acha que a maioria dessas investidas contra policiais, seja de que corporação forem, são fruto de algum tipo de vingança?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas dos Santos16/02/14 13:08

      Anônimo16/02/14 11:44,

      Como eu não sou de São Paulo e não conheço a região citada no texto, a primeira coisa que fiz foi procurar o local no Google Maps. Pelo que pude apurar, a rua muda de nome antes de começar a ladeira.

      Dessa forma, até o cruzamento com a Rua Ernest Renan esta rua denomina-se Doutor Flávio Américo Maurano. Desse cruzamento em diante, ela passa a se chamar Rua Doutor Francisco Tomás de Carvalho.

      Portanto, respondendo à sua dúvida, o nome correto da rua que é objeto deste texto é Rua Doutor Francisco Tomás de Carvalho. A fim de acabar com qualquer dúvida que possa restar, aí vai o link do Google Street View mostrando o local: http://goo.gl/maps/IzAUu

      Excluir
  31. Acredito no que você diz, embora eu tenha colhido a informação do jornal citado. De qualquer maneira, o importante é o fato, nome da rua é detalhe. / Pode estar mesmo havendo vingança contra policiais.

    ResponderExcluir
  32. Não é querer ser pessimista, mas a coisa vai piorar ainda, antes de melhorar (se é que vai...). Se alguma força organizada estivesse atuando hoje na sociedade, daqui a uns 20-30 anos iríamos ver gente mais instruída, povo mais educado e responsável e menos violência. Como não está, não adianta, não vai melhorar. Nenhum de nós vai ver um país melhor. Lamento dizer, nenhum. Nem nossos filhos, quem sabe, nossos netos daqui a uns 50 anos...

    ResponderExcluir
  33. O ministro gilberto carvalho (tudo em minúsculo mesmo) tinha dito que em 2014 o "bicho ia pegar". Está pegando.

    ResponderExcluir
  34. É pior do que diz o texto, moro lá perto e também colocaram um semáforo na descida da rua, ou seja, os carros ficarão parados do mesmo jeito, pois agora tem um semáforo na quadra seguinte.

    Devem ter colocado pra ajudar os criminosos, assim eles nem precisam subir mais o ladeirão, pois devia ser cansativo!!!

    ResponderExcluir
  35. Só para constar...
    "Conforme informações divulgadas pela PRF no Facebook, 4.378 imagens de veículos em excesso de velocidade foram registradas dia 11 deste mês, em frente ao posto da PRF de Blumenau, na BR 470. No local, foi feito fiscalização com radar.
    “Muitas pessoas comentaram e ficaram indignadas com o fato de que em uma BR há trechos que a velocidade máxima permitida é de 40 km/h”. “Um dos comentários ainda diz que esse é um dos motivos das filas que acontecem nas rodovias”.
    “Na publicação, a maioria das pessoas criticou esse trabalho de fiscalização da PRF, que resultou em mais de 4.000 multas”.
    Como se esse local, em frente a PRF, fosse o local mais perigoso da rodovia.
    Barbaridade!
    Bob, eu não duvido dessa tal de guerra civil!

    ResponderExcluir
  36. A minha leitura, depois de ler o teu comentário, é mais para a do médico mau-caráter. Aquele que não deixa o paciente morrer mas tbm não cura a doença.

    ResponderExcluir
  37. Durante 8 anos (duas gestões de prefeitura) eu me vi num impasse moral aqui na cidade onde moro.
    Qualquer besteirinha imbecil no trânsito era motivo para o Secretário de Obras ordenar uma nova e garbosa lombada. Existem ruas RESIDENCIAIS com asfalto LUNAR onde ninguém anda a mais de 30 km/h (senão arrebenta um pneu num buraco) que receberam lombadas porque um dia alguém passou ali a 60 km/h e alguém achou um absurdo.
    Lombadas a menos de 15 metros da esquina? Aqui tem aos montes.
    Lombadas totalmente fora dos padrões do Contran? Todas aqui são assim.
    Lombadas construídas sem critério nenhum, apenas porque um dia o Secretário passou ali e achou que os carros "tavam muito corrido" (sic)? Aqui tem.
    Pense numa cidade de 70.000 habitantes / 35.000 carros com mais de 150 lombadas (número oficial do Departamento de Trânsito Municipal: 152).

    Porém a burrice começou a aumentar: começaram a aplicar TACHÕES transversais à via como redutores de velocidade. Simplesmente acharam bonitinho o fato do tachão brilhar com a luz do farol (e também a economia de não precisar levar um caminhão de asfalto pra fazer uma lombada) e se largaram a colocar isso em tudo quanto é esquina. E o pior é que o DNIT copiou a ideia e colocou TRÊS SEQUÊNCIAS DE TACHÕES NUMA RODOVIA FEDERAL (você não leu errado).
    Sabe de qual tachão estou falando né? Aquele GRANDE, aquele que se coloca em cima de faixa contínua pra coibir a ultrapassagem em faixa contínua.
    Agora me diz: qual a lógica de você ter que reduzir pra 10 km/h numa RODOVIA FEDERAL? A justificativa é que o DNIT não tinha verba pra fazer um redutor (!), nem colocar um radar (!!), muito menos construir um trevo decente pro acesso à cidade lindeira (!!!)

    O que eu fiz? Desci o cacete através do Ministério Público. O MP Federal OBRIGOU o DNIT a arrancar os tachões (visto que é proibido utilizar eles dessa forma), e hoje lá existe um Radar (com o limite imbecil de 40 km/h, mas melhor que uma fileira de tachões). Porém o MP Estadual era muito "amiguinho" da gestão e não fez nada em relação às lombadas irregulares.

    Meu alívio é a nova gestão. Desde que assumiram, NENHUMA lombada foi construída. Acontecem acidentes graves em algumas esquinas, carros atravessam preferenciais e capotam (porque as pessoas aqui dirigem igual MÚMIAS), e o que essa gestão faz? Uma coisa INTELIGENTE, finalmente: PINTAM vários avisos e colocam mais placas. Você chega na esquina e é um carnaval de "PARE", "DEVAGAR", "ATENÇÃO", "REDUZA". E qual a beleza disso? Quem dirige CERTO não se incomoda, e corre menos risco de um imbecil "não perceber" que tem que parar e dar no meio do seu carro. Nada de lombada, nada de tachão, fazem as pessoas PERCEBEREM como devem proceder.

    Até porque, como diz um amigo meu, lombada é igual cerca elétrica pra gado: como as vacas são BURRAS e não entendem até onde podem ir, você coloca um obstáculo físico intransponível pra que ela se obrigue a ficar onde tem que ficar.
    Se os motoristas brasileiros fossem menos acéfalos e dirigissem certo, andando da forma certa (devagar onde tiver que ser assim, rápido/com agilidade onde tiver que ser assim) e prestando ATENÇÃO, não precisariam existir lombadas.
    Uh coisa do inferno. Eu tenho azia só de ver uma lombada.

    ResponderExcluir
  38. Acompanho o blog diariamente e já me deparei várias vezes com o assunto "guerra civil" no título, então Bob hoje infelizmente tive o desprazer de ter uma arma encostada na cabeça por um indivíduo querendo levar meu carro.
    No momento do desespero o carro apagou, sai e entreguei a chave pra e sai do local, porém o infeliz não soube ligar o carro!!! E ainda se embaralhou, trancou o carro e pra sair quebrou meu vidro. Resultado da ópera, 1050 reais de prejuízo referentes a uma nova chave e segredo, além do reparo na porta danificada pelo bandido. O vidro sairá de "graça" pois o meu seguro cobre sem franquia.
    Forte abraço Bob, desculpe o desabafo porém foi a única forma de falar pra alguém mais "distante" e influente, uma vez que não tenho Facebook ou qualquer outra rede social.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. D.D.A.
      A coisa está mesmo feia e cada vez mais fica evidente estamos numa guerra sem uniformes. Felizmente você saiu ileso dessa.

      Excluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.