DE CARRO POR AÍ












Coluna 0914   26.fev.2014                rnasser@autoentusiastas.com.br            
Salão de Genebra, 6 a 16 de março, tem posição mercadológica bem definida para sobreviver na disputa entre a poderosa meia-dúzia que se impõe ao setor: novidades européias e pesquisas para os novos tempos com os automóveis — menores consumo, e emissões, integração com eletrônica, novos combustíveis.
Novidades
De veículos comuns, motores de ciclo Otto – combustível vaporizado e velas de ignição —, ainda tem seu lugar e serão, por tempos, maioria das vendas.
Ford Focus - No setor, é a novidade mais palpável a consumidores brasileiros, exibindo as próximas mudanças a ser aplicadas no produto feito na Argentina. Mudança maior, frontal, grade mais elevada, trabalho no grupo óptico, idem para o traseiro. Dentro, trabalho em materiais como o cromo satinado, no console, porta-luvas, para mudar, melhor operar, oferecer sensação de aconchego e refinamento. Mudança maior, embora culturalmente difícil ao mercado brasileiro, é a opção de um novo motor: três cilindros, 1,0, 12 válvulas, injeção direta e turbo, 123 cv e uns 15 m·kgf de torque. Este motor será produzido no Brasil, inicialmente com aspiração atmosférica, marcando o sucessor do Ka. Caixa de seis marchas, suspensão, direção e freios reacertados.

Ford Focus, refrigério nas linhas

-----------------------------------------------------------------------------------
Freemont Cross – Tecnologia brasileira permeando a carro americano. As invenções Fiat sob o rótulo Adventure aparecerão no Freemont e em outro Fiat, o Panda. Coisas conhecidas, decoração com grade, molduras de faróis em preto, bancos mesclando tecido e couro. Para o mundo, duas versões de motor: 2.,0, 16V, 140 cv e 2,4, 170 cv, este tracionando as unidades enviadas ao Brasil. Tração dianteira com cinco marchas, 4x4, seis marchas.
Audi TT – Terceira geração do esportivo TT; a configuração prática do protótipo mostrado no Salão de Detroit, o Allroad Shooting Brake — utilitário esportivo de desempenho. Da marca, a versão S, com tração total, do A1, sem sucesso no Brasil. Série especial, a RS4 Nogaro comemora 20 anos da RS2.
BMW – Série 2 Tourer, primeiro BMW de tração dianteira, concorrente de Mercedes Classe B. Outro nível, a Série 4 Grand Coupé.
Citroën C1, Peugeot 108 – Revisão estética do C1, lançamento do 108, pequenos franceses com a mesma base no pânico da sobrevivência, o carro também é o Toyota Aygo. Da Citroën, o Cactus, nova experiência construtiva, com envolvente moldura chamada Airbump, um pára-choque a meia altura.
Ferrari – Revisão no modelo Califórnia, incluindo turboalimentador em motor V-8 3,9-litros para produzir 560 cv e abundante torque em baixas rotações, dando-lhe extrema maneabilidade.
Honda Civic Type R – Cupê endemoniado, seguindo a tendência das grandes marcas. Quer chamar atenção arrancando 276 cv de um motor 2,0. 
Hyundai – Crescendo em vendas e participação mundial, quer tomar posição de coragem, fazendo concorrente para os Mercedes Classe S, o Hyundai Genesis. V-6, 3,8 litros e V-8 5,0.
Lamborghini Huracan – Sucessor do Gallardo, carroceria marcada por intensiva combinação de metal e compósito de fibra de carbono, motor V-10, 5,2 litros, 601 cv e pouco imagináveis 325 km/h de velocidade final.
Mercedes S-Class Coupé – Impactante versão duas-portas do novo parâmetro em automóveis de luxo. Junto, versão Estate — camionhoneta, perua, station wagon ... Ambos V-8, 4,7 litros, 450 cv.
MINI - Nova plataforma, prática, maior, permitirá instigadora versão como a do MINI em 6 — 6! — portas.



Mercedes S Class, cupê. Classudo.

---------------------------------------------------------------------------------------------------
Renault – Tenta voltar aos tempos do Twingo, genial produto. Novo  modelo, desenvolvido com a smart, criou solução não aplicada pela Renault há quatro décadas, o motor traseiro. No caso, o tricilíndrico do smart forfour.
Volkswagen – Atualização e ampliação da linha Polo. Versões, motorizações e, até, CrossPolo. E ficará de olho no Vision C, proposta de sua marca menor, e mais atrevida em design, a Skoda. Se bem recebido pelo mercado, será co-optado.
-----------------------------------------------------------------------------------
Mercado mundial, uma olhada
Fechados os números das vendas de automóveis em 2013, a Jato Dynamics, consultoria brasileira em informações automobilísticas, ilumina o caminho. Chineses, vendendo 19M mantiveram a primeira posição crescendo incríveis 18% apesar de projetados números menores, garroteados por ação antipoluição — ganhou a indústria, perdeu o mundo. EUA, 2º., novamente, entre sorrisos expandiu 7,6% em relação a 2012, crescimento ascendente. A crise de 2009 foi-se. Terceiro mercado, Japão, 5,3M, estável, quarto Brasil, 3,5M, queda de 1,6%; Alemanha quinto, com retração de 4,1%. Todos os BRICS tiveram queda.
Marcas
Num ranking de marcas Toyota mantém-se líder: 6,4M; VW segunda 5,9M; Ford terceira 5,3M; Chevrolet 4,3M. Pouco imaginável ao nosso mercado, a Nissan é a quinta mais vendida no mundo, 3,9M, à frente da Hyundai, 3,7M. Sétima a Honda, colada na mesma centena de milhar. Oitava Kia 2,1M; Fiat 1,7M e Renault, pouco mais de milhão e seiscentos mil automóveis vendidos. Quando você olha a Kia, pouco mais que adolescente, superar as centenárias Fiat e Renault, com expansão garantida por exportações vê, o mundo do automóvel mudou.
Por categoria, picape mais vendido o Ford F-150. Utilitário esportivo,  Honda CR-V, 8º. na lista geral. Automóvel, Ford Focus, em torno de milhão de unidades.
------------------------------------------------------------------------------------------------
Roda-a-Roda
Choque – Choques na matriz Ford. Apesar do salto em 50% nas vendas, seus carros híbridos não cumprem exigências de consumo pelo governo dos EUA, e empresa dos EUA, a Paice LLC a aciona.
Desacordo – Diz, a fabricante de automóveis aplica sua tecnologia sem acertar cessão de direitos ou pagamento de royalties. Mesma empresa acionou a Toyota — e ganhou, e está em arrepios com Kia e Hyundai pelas mesmas razões.
Cenário – Wanxiang, chinesa, com US$ 149,2M arrematou os ativos da Fisker Automotive, promissora fábrica de carros elétricos nos EUA — sem marca e logo.
Novela – Não parece questão encerrada pois a Wanxiang comprou a 123 Systems, fornecedora das baterias, fechou a torneira, levou a cliente à falência.
Ocidentalização – Ética do método à parte — parte mafiosa, a se observar, marcham para o Ocidente. Dias antes compraram 15% da centenária e internacional PSA Peugeot Citroën.
Outra – Tesla, outra fabricante, capitalizada, pertencendo a Elon Musk, dono do Paypal, assustou-se com a situação da concorrente, comprou e desenvolve tecnologia para baterias, deixando de ser cliente da Panasonic.
Ampliação – Reformou antigas instalações da Nummi, ex-união GM e Toyota, mas não chegará a utilizá-las para seus carros e baterias. Novos planos tornaram-nas pequenas. Agora, diz, terá giga fábrica.
Mercado – Incremento de vendas gerando expansão não apenas pela autonomia pretendida, 320 km, mas por custar menos, por ampliar o leque de produtos, com pequeno sedã para combater Mercedes C e BMW 3, e utilitário esportivo.
… II – Distantes, perdidos em discussões sobre o álcool ser atrelado à gasolina e esta agora importada, desconhecemos no Brasil a realidade e o crescimento da presença dos carros elétricos.
Futuro – Pacific Northwest National Laboratory, dos EUA, acelera ampliar o uso dos veículos movidos por eletricidade: desenvolveu baterias lítio-enxofre, capazes de armazenar quatro vezes mais energia — entenda-se a prática de maiores autonomia e duração.
Não deu – O GT 86, projeto Toyota de fazer esportivo usando mecânica 2,0 de Subaru, e da tração total eliminando a dianteira, não vende o esperado. Antes de desistir prepara versão com motor mais forte, e cancelou a opção conversível.
Claro – Um Subaru completo, tração integral, anda melhor e custa menos.
Atraso – Fábrica da JAC, em projeto na Bahia, continua presa à feitura das fundações, e assim não cumprirá o calendário do início de produção neste exercício. Apenas em 2015.
Coisa séria – Tens agradável e novo Citroën C4 Lounge 2013? Confira se o chassi tem número entre EG 500081 e EG 537375. Se, agende com revenda verificar o módulo de controle do freio. Nesta série houve descalibração, exigindo muita força para frear.
Mercado – Novo Corolla chegará ao mercado na 2a. quinzena de março. Quer comprar o modelia atual? Barganhe. Dá negócio. Carro datado — na gíria o de modelo passado — em estoque neste ano atípico, é mico a ser esconjurado, do tipo melhor não ganhar agora para não perder depois.
Atrapalho – Fiat anunciou a apresentação do Linea 2015 — mas em abril. Não tem problema com estoques, sinaliza o futuro, avisando a novidade para deter interessados em adquirir outras marcas.
Brincadeira – Diz a Hyundai ampliará de cinco para seis anos a garantia de seus carros — caso o Brasil vença a Copa do Mundo, tornando-se hexacampeão. Parece brincadeira de mau gosto. Se tem qualidades por que não fazer desde já?
Novidade – Lotus mandou desenvolver moto com sua marca pelas empresas especialistas Holzer e Kodewa. Sua C-01 mantém a filosofia da marca, baixo peso e potência média. No caso, 210 cv vindos de motor V-2, 1.195 cm³, câmbio de seis marchas, em chassis de aço carbono e titânio. Experimentais, 100 unidades. Afim? inscreva-se em www.lotus-motorcycles.com/


O Zé, mecânico em Pirenópolis, GO, olhou e disse: "Mais feio que bater em mãe – no Dia das Mães."...

---------------------------------------------------------------------------------------------------
Carnissan – Na internet o segundo filmete da hábil conexão proposta pela Nissan entre fabricar veículos e preparar desfile de Carnaval, seu caso com a escola de samba Salgueiro. Está em (facebook.com/nissanbrasil)
Esperança – Felipe Nasr foi contratado pela Williams como terceiro piloto e de testes. Bons patrocínios, como da Petrobrás e do Banco do Brasil permeando para a equipe, dar-lhe-ão boa visibilidade, atenção e divulgação.
Caminho – Itens importantíssimos numa atividade onde é rara a junção de capital e competência pessoal, como no caso. Nasr, sem o risco de elogio ao conterrâneo, é verdadeira esperança de ascensão na Fórmula 1, corolário de carreira construída por vitórias.
Derrapagem – Coluna 4813 se equivocou quando, no final de novembro antecipou a certeza da ida publicando inconfidência de familiares traçando opções para outras equipes. Errou a equipe. 

Felipe Nasr. Mais esperança.
-------------------------------------------------------------------------------------------------
Memória – Honda NSX 1992, ex-Ayrton Senna, segundo dono o banqueiro Antônio Carlos de Almeida Braga, não atingiu valor mínimo, US$ 125 mil — uns R$ 330 mil, em leilão no circuito inglês de Silverstone.
História – Dificuldade em nosso antigomobilismo é a falta de informação correta, lastreada. Grande maioria à base do soube, ouvi li, não sei onde, e por aí vai, sem rumo. Poucos clubes dão importância às referências, a Federação setorial filiando alguns, pouco se dá a respeito, omissa no traçar e abrir caminhos.
Descaminho – Sem pesquisas, pouco se sabe da realidade e, daí, a ignorância irresponsável, a falta de dados, e ante dúvida sobre algum item, logo rotula de “Série Especial” para explicar o que não sabe.
Sem rumo - Sem saber decupar números de registro para descobrir dados do produto, quantificar produção de modelos e versões, por total, ano ou período, na maioria das vezes usa a palpitologia baseada no desconhecimento.
Exceções – As há quanto a Malzonis e Pumas com motor DKW-Vemag; bom levantamento de Willys Executivo; dados dispersos com fontes diferentes relativamente à produção dos Willys Interlagos.
Simca - O bom sítio www.simca.com.br, organiza cadastro e nele a listagem atingiu 474 unidades, de sucata a carros de museu. Belo trabalho. Tens Simca, conhece quem tem, conte ao sítioajude a salvar a memória da marca.
Gente – Alterações na área de relacionamento externo da General
Motors. OOOO Aposentadorias, PDVs, demissões, transferência. OOOO Contratará 9 recém-formados para moldá-los às funções. OOOO Issao Mizoguchi, engenheiro, tremenda promoção. OOOO 1o. brasileiro a dirigir bloco de mercado da Honda, Presidente da Honda South America. Mandará em tudo da marca: produção, importação, vendas de motos e automóveis. OOOO Dieter Zetsche, nº. 1 da Mercedes, alegre. OOOO Resultados de vendas e lucros em automóveis, seu projeto pessoal, aumentaram seu bônus pessoal de 8,15M para 8,25M de euros – uns R$ 26,5M. OOOO


RN


A coluna "De carro por aí" é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

8 comentários :

  1. Roberto

    Sobre a legenda na foto da moto da Lótus, acredito ser: "Mais feio que bater em mãe - No Dia das Mães".

    Mas a moto é feia mesmo. (risos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boni
      Erro meu ao editar, não do Nasser. Corrigido.

      Excluir
  2. Prezado Nasser,

    se Hyundai e Kia pertencem ao mesmo grupo econômico, poder-se ia dizer que elas produzindo um total de 5,8M, representam o 3o maior conglomerado produtivo de automóveis do mundo, à frente inclusive da Ford?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LeandroL64128/02/14 13:21

      Creio que esse ranking seja apenas de marcas e não de grupos. Senão a GM certamente estaria em 1º.

      Excluir
    2. Se fosse por grupo, Toyota em primeiro, depois GM. Hyundai em quarto, atrás de VW. Ou quinto, se contar a aliança Nissan-Renault como um grupo (não é).

      Excluir
  3. O motor 1.0 Ecoboost tem 17,3 kgfm e chega a 20,4 kgfm c/ Overboost, fica no meio termo entre um motor 1.8 e 2.0.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um motor fantástico por sinal! Andei num Focus 1.0 Ecoboost (perua) e demorei a acreditar que poderia se tratar de um "simples" motor 1 Litro.

      Ah, se viesse para o Brasil...

      Excluir
  4. Muito louvável esta iniciativa do "Simca.com.br". Deveria haver mais trabalhos como este. Não apenas Simcas, mas sobre diversos outros carros, vivo me perguntando quantos teriam sobrado. Talvez os números de uma catalogação dessa nem consigam mostrar uma estimativa correta, mas fica-se sabendo que existem ao menos aqueles "sobreviventes" enumerados, e qual seu estado.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.