FALTA TORQUE EM BAIXA?


Fotografei o emblema acima ontem (9/2), dentro de uma concessionária Renault localizada em São Bernardo do Campo. Foi a ratificação de um detalhe que eu já havia percebido no próprio site da Renault: o motor 1.6 16V foi suprimido da linha Logan/Sandero, mas mantido no pequeno utilitário Kangoo (agora disponível apenas na versão Express).

Difícil de entender, não? E o argumento de que um cabeçote multiválvulas "tem manutenção mais cara", onde vai parar numa hora dessas? Manutenção constante e custosa é tudo o que um empreendedor menos precisa, principalmente quando é o único veículo da empresa. A Renault parece não se preocupar com isso, ou melhor, só quem se preocupa é o taxista que coloca Logan na praça ou a universitária que curtiu o Sandero.

E a disposição em baixos regimes de rotação? Utilitários são veículos que precisam de bastante "torque em baixa rotação", expressão cunhada pela imprensa especializada (e pelo próprio mercado) como o "Santo Graal" da dirigibilidade nos grandes centros urbanos: se o carro não "cavoca" o asfalto ao menor toque no acelerador, ele não tem "torque em baixa rotação" e logo ganha fama de "chocho", "fraco", "preguiçoso".

Motorzinhos entusiastas, aqueles que gostam de trabalhar pra lá das 6000 rotações por minuto são constantemente criticados, ainda que a elasticidade destes motores tenha evoluído muito desde o advento do Tempra 16V, nosso primeiro automóvel equipado com cabeçote multiválvulas. Os próprios motores Renault 1.6 16V eram um exemplo de excelente calibração, mantido apenas na Grand Tour, com excelentes 115 cv.

O motor 1.6 8V Hi-Torque dos Logan/Sandero gera apenas 95 cv com etanol (contra 112 do excelente 1.6 16V que foi descontinuado). Curiosamente, quase a mesma potência desse 1.6 16V do Kangoo, que ou foi devidamente "capado" pela calibração ou está mesmo escondendo o ouro, declarando menos do que realmente rende.

Exemplos como esse não faltam no extenso folclore automobilistico nacional, dos mentirosos 99 cv dos Gol GTS aos 106 cv dos primeiros Palio equipados com o saudoso Torque 1.6 16V, sem falar nos dispostos 127 cv dos Tempra 16V. Que coisinha divertida seria um Kangoo com 112 cavalinhos sobre finíssimos (para os padrões atuais) Firestone F-580 165/70 R14...



Para finalizar, faço questão de ressaltar o péssimo atendimento da concessionária de São Bernardo do Campo: entrei no showroom, olhei Sandero, olhei Grand Tour, abri o porta-malas do Logan, me acomodei no banco traseiro do Logan, voltei ao showroom, fui ao pátio, vi o Kangoo, fotografei o Kangoo, voltei ao showroom e nem assim fizeram questão de me atender. Isso as 11 horas da manhã, fui tratado como um idiota que abriu mão de 20 preciosos minutos da própria vida para admirar Renaults.

Não vou sequer citar o nome da concessionária, mas se a Renault quiser abocanhar uma fatia maior do mercado é preciso que ela cobre outra postura de quem ostenta sua marca.

FB

92 comentários :

  1. Bitu,
    é que você é grande, os caras tem medo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabendo bem com essa ficha tecnica furada. 106CV GAS E 115CV ALC... TONTÃO

      Excluir
  2. "Exemplos como esse não faltam no extenso folclore automobilistico nacional, dos mentirosos 99 cv dos Gol GTS aos 106 cv dos primeiros Palio equipados com o saudoso Torque 1.6 16V, sem falar nos dispostos 127 cv dos Tempra 16V. (...)"

    Fiquei curioso para conhecer esses mitos, talvez renda um post sobre eles, não, FB?

    ResponderExcluir
  3. Os Renaults são bons carros, e a Mégane GT é show.

    Quanto ao atendimento, já sofri com isso também. Uma vez fui a uma concessionária VW com minha Crypton para ver o novo Crossfox, mas eles sequer me atenderam.

    Depois fui lá com uma GSX-750 de um amigo para ver a Amarok. Bem, pensaram que eu estava interessado em comprar a nova picape...

    ResponderExcluir
  4. A Renault optou por deixar os motores 16V exclusivamente no Sandero Stepway e GT. Não sei se apenas pelo fato do 16V "ter o filme queimado", ou também para diferenciar os modelos top dos demais.

    Quanto ao Kangoo 16V, como se trata de um carro de trabalho, conforme citado no texto, para o mercado brasileiro, talvez fosse mais esperto colocar o motor 8V, pelos mesmos motivos colocados. Além do mais, carro na mão de funcionário é sempre um problema.

    ResponderExcluir
  5. Gostei do post, FB! Eu queria ser uma mosquinha para participar de uma reunião onde decidem esse tipo de coisa.Quais seriam os argumentos? Achei incrivel tb a GM tirar de linha o motor 1.8 da Montana.Então a modelo SPORT é esporte em que?

    ResponderExcluir
  6. Quanto ao mau atendimento, infelizmente não está restrito à Renault, nem a São Bernardo... já entrei várias vezes em concessionárias e ninguém veio falar comigo, nem quando estava em companhia da esposa. Os vendedores tinham coisa melhor pra fazer do que atender clientes? Pelo jeito, sim. Difícil imaginar o quê...

    ResponderExcluir
  7. Se não me engano, este motor também é o oferecido pela Renault no Symbol e pela Nissan no Livina. Será que estão tentando diminuir a concorrência interna não oferecendo mais o motor nos modelos "de entrada"?

    ResponderExcluir
  8. Eu sou o felizardo proprietário de um Clio Dynamique 1.6 16v Hi-Flex, e não troco esse motorzinho por nada. Muito mais suave e brutal que o 1.8 Powertrain do Palio 1.8R do meu companheiro de república.

    E estamos quase pegando uma Grand Tour com o mesmo motor, depois de termos passado por carros com motores igualmente giradores como o Tempra 16v e Palio Adventure 1.6 16v.

    Quer torque em baixa? Compre um V8.

    ResponderExcluir
  9. Eu sou o felizardo proprietário de um Clio Dynamique 1.6 16v Hi-Flex, e não troco esse motorzinho por nada. Muito mais suave e brutal que o 1.8 Powertrain do Palio 1.8R do meu companheiro de república.

    E estamos quase pegando uma Grand Tour com o mesmo motor, depois de termos passado por carros com motores igualmente giradores como o Tempra 16v e Palio Adventure 1.6 16v.

    Quer torque em baixa? Compre um V8.

    ResponderExcluir
  10. Esse motor 1.6 16V da Renault está me surpreendendo. Recentemente comprei um Mégane 2010 com esse motor, e estou muito satisfeito com o carro. Não senti essa falta de torque, e o motor ficou bem esperto no carro, apesar de ser um médio não tão leve. Como comparação antes eu tive um Cosa 1.8, da última fase com 114 cv. Claro que o Corsa a gente sentia mais o motor, mas o Mégane tem me surpreendido por andar bem e ser econômico (estou fazendo entre 9 e 9,5 km/l de gasolina na cidade, sempre com AC), não pego engarrafamento em meus trajetos, mas considero uma média bem razoável para o tamanho do carro. No Corsa raramente cheguei a 8,5 km/l.

    ResponderExcluir
  11. henrique schauz10/02/11 17:27

    Arrisco um palpite, mais sobre o comportamento dos "profissionais(?)" da autorizada do que a alegada falta de torque... se voce entra no show room com um ar ou aparencia de saber mais que o proprio vendedor, nada feito , os caras te evitam mesmo.Quem rende é a pessoa com ar apatetado que terá sua cabeça feita quanto às suas necessidades...henrique

    ResponderExcluir
  12. FB,

    Esse motor é muito bom. Tive um Scenic com ele. No começo fiquei receoso, primeira vez num 16v. Mas logo me surpreendi! Sobe de giro rápido, de forma e suave e progressiva, sem aquele "buraco" no meio da escala. O pico de torque dele é em 3750 rpm, mas guiando na cidade nem precisa chegar nisso, pois em 2500-3000 rpm ele responde bem.
    Agora na estrada é uma delícia! Tem força pra empurrar acima de 5000 rpm e "sentia" ele pedir mais giro, com o ronco gostoso que o K4 tem.
    Um motor muito robusto e muito bem projetado. Pena que muita gente arrebenta os motores da Renault usando óleo 20W50 mineral num em vez do 10w40 sintético, por causa de 15 reais a menos por litro.

    Uma coisa me agrada muito nos Renault é a suavidade que o motor se entende com a caixa de marchas, sem trancos, pulos ou afins, bem conhecidos (e sentidos) em outras marcas, mesmo nos 1 L 16v.

    ResponderExcluir
  13. Pois é, lembro de um post do Bob em algum lugar comparando o 1.6 8v "hi-torq" com o 1.6 16v, o torque maximo do 8v era em giro mais baixo, mas nesse mesmo giro o 16v ja tinha mais torque disponível, daqui a pouco o Bob deve passar aqui pra confirmar.

    ResponderExcluir
  14. Aléssio,


    Realmente já tinha notado em outros 16V que o carro dá um "pulo" quando se passa dos 2500 rpm e no K4M ele não tem ess "pulo", sobe bem uniforme.

    ResponderExcluir
  15. Samuca - Puma GTI10/02/11 17:50

    Será que esse desinteresse dos vendedores pelo comprador é só das assim chamadas "montadoras nacionais"? Eu acabei de entrar também numa revenda Renault aqui em São José dos Campos, SP - fiquei lá dentro fuçando uma meia hora, queria ver uma Grand Tour para minha esposa, e nada de vendedor se dignar a chegar até mim !!!! E olhe que estava bem vestido, de gravata etc e tal!!! Quando a coitada da mocinha chegou, eu lhe perguntei sobre o motor do carro, e ela nada sabia.. Fui embora correndo !!!
    Já nas importadoras, e sem fazer nenhuma propaganda. quanta diferença !!! Vendedores técnicos, atendimento de primeira... e ninguém sabe pq as coreanas vendem tanto...

    ResponderExcluir
  16. Hum, parece que aqui e em vários outros sites há uma espécie de preconceito para quem gosta de motores que não andem pela rua se esganiçando alucinadamente.
    Já tive uma Blazer V6, tenho um Opala 4.1 e teria feliz um V8 se tivessemos estes carros disponíveis por aqui a preços normais.
    Não acho que andar a 6k giros ou precisar de 3k giros para tirar o carro do lugar seja divertido. Se eu gostasse de barulho comprava um bugre.
    Motores flex 16 válvulas, na minha opinião, são uma bela porcaria. Bebem mais que um Del Rey 1991 a álcool, e no trânsito da cidade são bem mais incômodos de dirigir.
    Cada um na sua opinião, é verdade, mas mantendo a imparcialidade.
    Em relação às concessionárias, concordo plenamente.

    ResponderExcluir
  17. FB, cheguei agora de uma agência Renault, fui conhecer o Fluence e fui muito bem atendido, botei os pés na agência e a mocinha do balcão já me encaminhou um vendedor.

    O vendedor foi bastante gentil - que deveria ser regra diga-se de passagem - e mostrou detalhadamento o carro. Depois, fizemos o test-drive providencialmente prolongado (os vendedores mais espertos percebem quando você gosta mesmo de carros).

    Enfim, um final de tarde bem proveitoso e com um excelente produto em mãos, acreditem..esse Fluence veio para ameaçar de vez o reinado nipônico.

    Concordo com tudo que disse, baita contra senso em podar as asinhas dos 16v...eles evoluíram horrores desde o Tempra "bipolar" 16V....

    abraço

    MFFinesse

    ResponderExcluir
  18. fla2
    Exato, o torque do 16V na rotação de torque máximo do 8V é mais alto que neste.

    ResponderExcluir
  19. Com todo respeito aos proprietários de veículos Renault, dificilmente eu teria um carro dessa marca. Os 25 Meganes de nossa frota já nos deram tanta aporrinhação, mas tanta, que os 48 paus pedidos pela Gran Tour me parecem é caros. Pode ser que eu dei azar, mas pegar 25 carros `zicados` desafia qualquer estatística...
    Bom, uns disseram que o torque em baixa é satisfatório. Ótimo. Mas para o meu gosto, ainda faltam uns bons kgfm, pelo menos no pesado Megane. Não é necessário um V8, um jurássico 2.0 GM me atende muitíssimo bem quanto a desempenho e, por incrível que pareça, consumo.

    Mas eu sei o quanto esse motorzinho Renault rende bem em alta. Os clio 1.6 16v realmente andam muito bem. Quando fiz o curso do Manzinni, me assustei com a valentia dos Clio. Prazeroso é pouco para definir aqueles carrinhos em Interlagos...

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  20. Existe um post falando do VW Power 1.0 16v?

    ResponderExcluir
  21. Ô Phil....to enganado ou vc ta meio Fietero ultimamente?

    Acho q o vírus Italiani Giratoris te pegou de vez!

    Heheheheheh

    ResponderExcluir
  22. FB,
    Tenho um 1.6 16v e sei que o carrinho é muito bravo. Deixa falando sozinho muito carro grande e sempre surpreende o dono, mesmo que este já o tenha a muitos anos.
    Agora, não sabia que ele estava na lista das potencias declaradas abaixo. Você sabe a potencia real do Palio 16v com motot Torque Ante Step??

    ResponderExcluir
  23. Quanto a atendimento em concessionária eu acho que tem que ser assim mesmo. Se eu vou olhar um carro (ou qualquer outra coisa, como roupas, móveis, etc.), não quero nenhum vendedor que não entende nada do que vende me aporrinhando. Quando eu quiser falar com ele eu chamo.

    ResponderExcluir
  24. Falando em 16v, meu pai tem um Corolla 2001, com o 1.8 16v, e realmente, é um motor e tanto.O carro mesmo tendo só 116 cvs, anda muito bem, fico impressionado com isso, ainda mas se tratando de um carro com 10 anos de uso...
    Renan

    ResponderExcluir
  25. As pessoas esquecem que a razão das 4v por cilindro é permitir que o motor "respire" melhor, principalmente em alta. Melhorando a combustão, temos mais desempenho com um consumo igual ou as vezes até menor que num motor 2v. Tanto que os motores diesel de cavalos mecanicos usam 4v por cilindro e ninguem reclama de falta de força, muito pelo contrário.
    Gosto de motores giradores, com limites altos de corte, pois me permitem uma condução mais tranquila sobretudo em cidade, já que não preciso ficar trocando de marcha cada vez que o motor chegou a 4000 rpm, pois o seu limite é em 4500...
    Deixo o giro baixo para as Scanias. Elas realmente precisam disso.

    Aléssio Marinho

    ResponderExcluir
  26. Pelo jeito o motor do Corsa 1.8 é odiado né.

    Acho estranha a comparação com o 1.4. Em potência são iguais, em consumo também, e em torque o 1.4 toma um pau homérico. Não entendo o fato de ser tão bem falado sendo que faz menos cobrando o mesmo.

    ResponderExcluir
  27. Bitu,

    Para nós autoentusiastas é uma afronta ser atendido numa concessionária por uma pessoa que não entende quase nada de carro. Os scripts de venda de carros hoje focam o status, a novidade, e outras qualidades que não são tão valorizados por quem REALMENTE GOSTA de carro. Esses argumentos satisfazem a quem busca um mero meio de transporte ou objeto de status social.
    O que realmente importa para o vendedor é se o seu carro vai ser pago em 36, 48 ou 60 meses. Para engordar o seu contracheque. Uma pena.

    ResponderExcluir
  28. Bitu,

    Para nós autoentusiastas é uma afronta ser atendido numa concessionária por uma pessoa que não entende quase nada de carro. Os scripts de venda de carros hoje focam o status, a novidade, e outras qualidades que não são tão valorizados por quem REALMENTE GOSTA de carro. Esses argumentos satisfazem a quem busca um mero meio de transporte ou objeto de status social.
    O que realmente importa para o vendedor é se o seu carro vai ser pago em 36, 48 ou 60 meses. Para engordar o seu contracheque. Uma pena.

    ResponderExcluir
  29. Guilherme M.10/02/11 21:09

    Sou 16v e não abro.

    ResponderExcluir
  30. Trabalho a muito tempo em concessíonária e pegamos um faro danado para com aqueles adultos que não amadureceram ou entusiastas de internet que só entram na loja pra encher o saco e não comprar nada. De vez em quando um escapa, pra dá logo pra perceber, pois gostam de ensinar o padre a rezar a missa, afagar o ego dizendo para os amigos que "sabia mais que o vendedor".

    Realmente é um caso para um tratado de psicologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como consumidor acho que o atendimento é como uma lavoura.. a colheita não vem na mesma hora que o plantio, e da mesma forma, acontece na concessionária: o cara vai lá, olha, analisa e depois de algum tempo e comparativo de modelos, volta lá e compra. Eu mesmo faço isso, não tem como comprar um carro em cada concessionária que passei, e nem como comprar um carro sem olhar, mecher e etc.

      Excluir
  31. É que vendedor geralmente sabe mais de técnicas de vendas, marketing pessoal, bla bla bla e acaba se esquecendo de entender sobre o carro.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Pelo que o amigo falou, parece ser errado entender de carro mais que o vendedor. Se é que o vendedor entende do "produto".

    ResponderExcluir
  34. Se falta torque em baixa nos 16volts é porque está faltando tecnologia. Hoje existem comandos de valvulas variaveis (chamdo de Vtec na Honda, VVT-i na Toyota, VIS na FIAT, etc) e coletores de admissão de geometria variavel. O resultado é uma reta (e nao curva) de torque. Faz 3 anos que dirijo um multi-valvulas com essas firulas e não quero mais saber de motores que assim não sejam. Viva a tecnologia.

    ResponderExcluir
  35. Se entra um camarada que não vai comprar carro nenhum, o vendedor não sai do pé do infeliz. Já se o incauto entra na loja com o talão de cheque no bolso para comprar umaa lacraia qualquer, não aparece uma viva alma para atendê-lo. Sabe como é né, Lei de Murphy...

    Ô Pedro, se entra uma loira deliciosa na sua loja, sem um tostão no bolso, faz um monte de pergunta e não leva nada, você não fica bravo não né??? Autoentusiasta é um bicho chato mesmo oras!

    ResponderExcluir
  36. como já falado aqui. Um GM de 2 litros me faz tão feliz que vejo esses motores 4 valvulas por cilindro com vvt e outros recursos mais e dispenso tudo isso. Ainda mais com os quase 140 cavalos da nova versão. Recentemente tentei comprar um astra sedam com essa motorização e cambio automático e infelismente o sac GM me informou que apenas está disponível para frotistas.

    ResponderExcluir
  37. 10/02/11 21:39

    Ô Pedro, se entra uma loira deliciosa na sua loja, sem um tostão no bolso, faz um monte de pergunta e não leva nada, você não fica bravo não né??? Autoentusiasta é um bicho chato mesmo oras!

    Quando é assim eu parto logo pra uma cantada. Se rolar um motelzinho memso ela não comprando anda não fico bravo não. Com os AUTOchatos, se estou de bom humor eu permito que eles mostrem o que sabem, os caras ficam se achando o máximo, deve fazer bem a eles.

    ResponderExcluir
  38. Talles Wang10/02/11 22:29

    Esse post também me parece pertinente com o post do Alexandre Cruvinel sobre o Desserviço ao consumidor.

    É que mais uma vez fazem os carros para os vendedores.

    Explico, você se interessa por um carro qualquer 16V e o vendedor vem logo com o papo de que anda muito mais, é um foquete na estrada, vamos dar uma volta para o sr. ver como ele anda e blá blá blá...

    Chega na mesma concessionária com um carro 16v e você ouvirá, é que 16v dá muita manutenção, a correia dentada tem 5mm a mais e por isso é muito mais cara e mais difícil de trocar, se fosse um 8v até que poderíamos fechar negócio...

    Pode-se trocar os mesmos textos acima por ano x modelo x+1, que dá no mesmo...

    È a lei do Gerson, que depois de jogar futebol virou garoto propraganda de cigarros e vendedor de carros...

    O grande problema é que apesar de dados técnicos disponíveis o que vale é a palavra daque simpático rapaz que manja pra caramba de carros...o vendedor.

    Talles

    ResponderExcluir
  39. Talles,

    Isso que você comentou acontece desde a época que o homem ainda andava a cavalo. Só que ao invés de depreciar o carro, o vendedor de cavalos depreciava as ferraduras gastas, os dentes do bicho, o pelo gasto...

    Com carros, desde a época da minha bisavó fazem exatamente a mesma coisa. O carro que você irá vender nunca será o que o mercado quer comprar, por outro lado, o que você quer, é o mais cobiçado. Essa lenga lenga é mais velha que andar prá frente...

    Por isso que detesto trocar, vender ou comprar carros. Vou rodando com os meus até eles literalmente virarem peças de museu, depois ainda vou aos encontros de carros antigos e o pessoal acha legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certa vez um vendedor me fez uma oferta não muito boa, mas sincera: "Olha, tua moto vale mais, tá boa mas eu tenho que ter lucro né? não posso ficar o dia todo aqui, por nada.. tambem tenho família pra sustentar. Dá uma pensada nessa modelo X... "

      Só esse até hoje.

      Excluir
  40. Esse motor 1.6 16v da Renault é muito bom. Lembro-me de em 2001 fazer um test-drive com uma Scénic equipada com tal motor. Perguntava ao vendedor sobre torque em baixa. De fato, impulsionava muito bem a minivan com o mais leve dos pés. Dando uma brecha, o vendedor fala-me "acelera" e obviamente respondi. E não foi aquela aceleração de colar o conta-giros lá em cima, mas deu para notar facilmente o porquê de ter substituído o antigo 2.0 8v de 115 cv.
    A impressão que me fica para terem dado muita ênfase no 1.6 8v flex de 95 cv é em parte por causa do tal do Symbol, que quiseram vender como algo superior ao Logan (quando na realidade é só um Clio Sedan com outra estamparia). E diríamos que estão insistindo ao extremo nisso, enquanto um Logan 1.6 16v agradaria muito mais.

    Sobre o mito das 16v, ele persistirá enquanto o brasileiro for descuidado com manutenção preventiva. Quebra a correia e o burro prefere gastar "menos" trocando oito válvulas tortas do que fazendo aquela checagem constante a cada ida ao mecânico, bem como prestando atenção a prazos que o próprio manual do proprietário fala claramente. Chegou a quilometragem de trocar? Troque-a sem dó e sem dor. E antes mesmo disso, sempre peça que o mecânico olhe o estado da referida peça. Muitas vezes vale a pena antecipar se for notado ressecamento da correia, como ocorreu com meu carro atual, cuja correia foi trocada 6 mil km antes da quilometragem recomendada. É uma simples questão de prestar atenção para depois passar uns bons quilômetros sem lembrar que tal peça existe (assim como sem lembrar que são oito peças móveis a mais no cabeçote, até porque os multiválvulas de hoje conseguem bons torques em baixa mesmo sem variações de válvula).
    E o mais incrível de tudo é que esse brasileiro mocorongo que recusa multiválvulas aceita com o melhor dos grados carros que sempre foram multiválvulas, como Civic e Corolla, e ainda frisando que eles são verdadeiros tanques de guerra. Por que subitamente o detalhe das 16v "desaparece" quando se fala desses dois carros?

    ResponderExcluir
  41. Uma vez um californiano me disse que os vendedores de carros eram descendentes dos ladrões de cavalos. A cada dia que passa eu acredito mais nisso.

    ResponderExcluir
  42. Finalmente um tópico em que posso dar um pitaco heheheh.

    Atendimento: Renault é ruim, mas a Peugeot é pior!!! Além de tudo, são metidos e ruins de negócio.
    Meu irmão mais novo estava interessado na Hogar e foi na Concessionária Peugeot de Santo André, além de ser entendido pelo príncipe das Asturias, de tão metido a besta que era o vendedor, nada de desconto ou brinde. Resultado, depois de ser bem atendido pela Alta, da VW, meu irmão adquiriu uma Saveiro 0km. Lógico que passou em frente a Peugeot buzinando e dando tchauzinho p/ todos lá dentro.r.s.

    Com relação a Renault 1.6 16v. Tive um Clio RT 2001 com motor 1.6 16V Flex 2008. Troquei o motor pq custaria mais barato a troca a manutenção do motor antigo. Após essa troca, que foi super tranquila, continuei andando com gasolina, fluido de freio dot 5, escapamento 4x1 de 2 polegadas de diâmetro e filtro esportivo. Não tinha carro 2.0 original que pegasse o pequenino, muito mais divertido que Playstation. Ia fazer um alivio e balanceamento de volante do motor, mas acabei vendendo o carro antes. Hoje estou com um Civic Coupê "VTI", um brinquedo mais divertido ainda heheheheheh

    Abraços!

    ResponderExcluir
  43. Quanto aos motores Renault eu nao sei dizer, mas o atendimento dos seus concessionários.... quanta diferença... aliás, não só Renault, mas Ford, Volkswagen, Peugeot; possuem atendimento pífio, medíocre e desinteressado. Agora Toyota, Honda, Nissan, Hyundai, Subaru possuem atendimento excelente.

    ResponderExcluir
  44. Estou no meu prmeiro 16v e ele tem um funcionamento bem mais suave e sobe bem mais fácil o giro do que os meus anteriores, todos 8v.

    Concessionárias é fogo: tu pergunta sobre tal alteração que está prevista e o vendedor desconversa, diz que não vai vir (até se entende, ele quer é vender o que está ali), muitos não conhecem os detalhes do carro que estão vendendo. Acham que todos os compradores são desinformados...

    ResponderExcluir
  45. Incrível como a participação de alguém que trabalha em concessionária só reforçou o pensamento comum de descaso e mal atendimento. Acho que a psicologia não resolve...

    ResponderExcluir
  46. Pedro,

    Me fala que em qual concessionária você trabalha, pra eu NÃO ir lá?

    E ainda vem falar de infantilidade...

    Sua postura revela o que vemos hoje em dia: vendedores são meros "tiradores de pedido" em sua maioria. Não conseguem nem perceber que quem não compra nada hoje e "só enche o saco" pode ser o comprador daqui 1 mês... 1 ano, daquele modelo top de linha sabe?

    Sua postura prefere se fazer lembrar pelo "rapaz que canta as menininhas" do que o real vendedor que te faz "sentir vontade de comprar o carro e convence", este último tipo raríssimo hoje em dia.

    Mas tudo bem, uma crise qualquer no mercado e todos os tiradores de pedido são varridos, restando apenas espaço para os bons vendedores de verdade.

    Henrique32

    ResponderExcluir
  47. Ô Pedro!

    o cara é tao bom vendedor que só nesse blog já espantou dezenas (centenas?) de compradores por causa de sua simpatia...hahaha

    ResponderExcluir
  48. Se eu espantei os AUTOentendidos pra mim foi de grande valia, até porque quem quer ficar avaliando carro em concessionária deve ter um complexo por não ter conseguido ser na vida um jornalista automobilístico, que deve ser o caso da maioria aqui.

    ResponderExcluir
  49. - Eu prefiro não ser atendido por nenhum vendedor, gosto de curtir o carro exposto até me interssar em chamar um deles. Isto vale para qualquer produto. Carro ainda mais, pois teoricamente entendo e gosto do assunto.

    - O Powertrain é um bom motor, ainda mais depois que em 2006 foi repaginado, com comando roletado, etc. Tem gente que gosta de Torque exuberante em baixa. Eu sou um. Entusiasta, não necessariamente é um fanático por altos giros. Do contrário, os americanso amantes de V8 não o seriam. O 1.8 GM é meio áspero e preguiçoso para subir de giro, mas é ótimo para quem quer descansar o pé direito.

    - O 1.6 8 Válvulas da Renaut deveria ser aposentado. Calibrado para pouca potência, nem assim tem uma curva ótima de torque em baixa. Além disto, é inacreditavelmente barulhento para os dias de hoje.

    ResponderExcluir
  50. Comprador que avalia o carro que vai comprar? Onde já se viu? Que absurdo!!! Caso de complexo, frustração, com certeza. Nem tem o que discutir.

    ResponderExcluir
  51. Sou o anônimo acima. Retificando...descansar o pé esquerdo...

    Por último,sobre o 1.8 GM virou lenda de que ele é beberrão. O Tal do e-torq (Tritec) da FIAT, que o substituiu consome o mesmo ou mais.

    ResponderExcluir
  52. Quem préjulga o outro com palavras com "complexo, frustração" deve procurar um analista. È um caso de recalque puro.

    ResponderExcluir
  53. Pois pra mim, essa autorizada Renault tem excelente atendimento, muito melhor entrar numa autorizada, ver os detalhes dos carros que me interessam e, quem sabe talvez, depois de tomar um cafezinho c/ bolacha free, procurar algum vendedor p/ perguntar 'quanto seria", quando me entregaria"...Por isso que eu não compro nenhum 0km há tempos.

    ResponderExcluir
  54. Bom, realmente deve ser frustrante para quem é comissionado atender uma pessoa que não irá comprar. Neste ponto eu entendo o lado do Pedro. Porém, a venda de um carro, um apartamento ou outras coisas de alto preço, não é uma coisa que se decide em poucos minutos. É uma compra que irá comprometer uma parcela considerável da renda da maioria das pessoas que compra carros, por isso deve-se decidir com prudência.

    Por essa razão, não vejo motivo para pré-julgar um cliente que não comprou na primeira visita (atenção, PRIMEIRA). Quando fui adquirir meu carro atual, fiz várias visitas a uma concessionária, sempre falando com o mesmo vendedor. Infelizmente, quando tive o $ para comprar o carro, este havia acabado (Focus antigo com motor Duratec, na época que chegou o novo modelo). Mesmo assim, o vendedor continou a me tratar com a mesma camaradagem de sempre (estive lá para conhecer outros carros e levar meu pai para dar uma olhada em alguns para quando ele for trocar). E porque? Quando eu for trocar meu carro, ele sabe que o primeiro que irei procurar é quem me tratou bem e compreendeu meus problemas psicológicos de entusiásta de internet. Compreendeu tanto que trocamos várias ideias sobre mecânica, modelos e mercado, o que demonstrou que ele não é apenas um tirador de pedido.

    Coincidentemente a este post, sábado passado estive em uma das concessionárias Renault de São José dos Campos para conhecer o Sandero, carro que minha mãe se interessou. Lembrando, PRIMEIRA visita. O vendedor nos atendeu muito bem (MUITO BEM MESMO) mas não tinha muita intimidade com as especificações técnicas do carro, tanto que eu que respondia as dúvidas dos meus pais sobre o carro. No meio de uma explicação escuto "este não da para enganar". Bom, nem preciso dizer que não haverá segunda visita a esta concessionária.

    Não acho que o Pedro esteja errado em ficar "P" da vida com quem "quer ensinar o padre a rezar a missa". No meu trabalho acontece e eu também fico chateado. Mas se o fiel sabe mais da missa que o Padre, acho que temos algum problema. Além disso, quem trata com público, deve estar pronto a atender todos os tipos de clientes, mesmo se for um chato, inconveniente, frustrado e pedante entusiasta como eu. As pessoas são diferentes. Há quem goste de ficar olhando o carro e depois falar com o vendedor e há quem goste de logo ir perguntado tudo. Saber identificar perfis é uma das características que separam os homens do meninos quando o assunto é vendas.

    Em relação ao tema do post (ufa!), este motor é um espetáculo! Meu irmão possui um Clio Dinamique e nunca teve problemas, além de ser um canhão e econômico.

    ResponderExcluir
  55. Como é que é?
    O vendedor não gosta que o cara avalie o carro antes de comprar?

    Como é que você compra carro então? Até sapato a gente avalia não avaliar carro?

    Imagino a cena do Bob Sharp comprando um carro na loja desse cara... ia ficar louco...

    Osmar Fipi

    ResponderExcluir
  56. Quanto ao atendimento, concordo que não é muito bom na Renault. Mas na maioria das vezes prefiro ver o carro sozinho primeiro. Concordo com o Olisses: é muito chato ter um vendedor no seu pé. Prefiro chamá-lo quando eu precisar.
    Quando aos motores 16 v, tive um Brava 1.6 e era meio sonolento ao sair dos sinais. Só acordava após 2.500-3.000 rpm. Era o mesmo motor do primeiro Palio 1.6. Na estrada era uma delícia. Aposto que tinha mais de 106 cv.
    Hoje vemos o Bravo com 132 cv, ou seja, quase 30% a mais de potência, 20% mais pesado... acelerando de 0 a 100 no mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  57. FB
    Qual era a potencia estimada dos saudosos Gol GTS ? Tive um 89 a alcool e estimo que tinha proximo de 120cvs o bixinho era valente , foram 160.000km bem rodados que deixaram saudades !

    Quanto ao atendimento na Renult , comigo aconteceu algo semelhante qdo tive vendo um Clio numa concessionaria em SP:
    Horario comercial , varios vendedores sentados a mesa ( nao estavam atendendo) entrei no carro , abri capo , analisei por fora e sai da loja como se fosse o homen invisivel !!
    Fiquei pensando.. se dao esse nivel de atencao a um possivel comprador, o que nao farao com um proprietario de carro da marca..

    Abracos

    ResponderExcluir
  58. Eu já gosto de olhar os carros sem ter um vendedor chato me rondando. Não só carro...qualquer coisa que vá comprar. Se quiser um vendedor eu chamo.

    ResponderExcluir
  59. Vendedor normalmente não entende merda nenhuma de carro. São pouquíssimos aqueles que realmente entendem do que estão vendendo.

    Já vi absurdos como "o motor do Palio tem 3 cilindros", "limpeza de bicos é sempre necessária a cada 5 mil km" etc.

    Salvo raríssimas exceções, a maioria está preocupada em saber se você vai ou não desembolsar a grana, e você que se lixe. E esses que realmente conhecem, tenho em maior consideração.

    ResponderExcluir
  60. Esse pedro nem pra vender mariomole....deve entender uma enormidade de carros!

    ResponderExcluir
  61. Como alguem comentou ai em cima , carro 16 volts é o Canal , o bicho tem partidas rapidas com seus 16 volts a ignição fica violenta e tudo da um melhorada subistancial, é pena que eu nunca tenha visto um = não em carro de serie.
    É pena que muita gente que diz 16V pra ca e 8V para la não saiba sequer desenhar um V

    ResponderExcluir
  62. Atendimento ruim não é privilégio da Renault, mas parece ser especialidade da Ford.
    Agradeço aos péssimos vendedores que não me deixaram comprar um focus a gasolina! Respotas do tipo "este é o completo, aquele é o completíssimo" me fazem desistir na hora. Isso na segunda, porque na primeira me ignoraram.

    ResponderExcluir
  63. Caro vendedor Pedro,

    Entusiastas pode ser chato. Mas é formador de opinião, sendo jornalista ou não. Se eu fosse um vendedor eu faria questão de atender bem todos os entusiastas e até aprender com eles, ou entender diferentes pontos de vista para usar com outros clientes. Um entusiasta pode visitar várias concessionárias e não comprar um carro, mas pode também recomendar tanto um carro específico como um vendedor que o tratou bem.

    PK

    ResponderExcluir
  64. Fui comprar um caro usado certa vez e o vendedor tinha um corsa e um uno pelo preço que eu podia pagar. Então ele fala que o corsa era carburado e o uno tinha injeção, na tentativa de me convencer a levar o uno. Falei que ele deveria mudar de ramo e ele ficou com raiva.
    De todo o jeito, atendimento é sempre uma questão de educação e disponibilidade.

    ResponderExcluir
  65. Renato,

    engano seu, gosto de carros que empurram desde baixos rpms, e o Kangoo 1.6 16V é assim, temos um na firma. Pode ser que as relações curtas ajudem, mas que empurra, empuura ! Ande em um e tire a prova.

    ResponderExcluir
  66. É isso aí, vendedor Pedro. Continue visitando o AE e aprenda mais.

    ResponderExcluir
  67. Carlos Mauricio Farjoun11/02/11 17:20

    Esta postura do vendedor Pedro é a típica postura de vendedor fracassado: Ele só pensa no hoje e na cota desse mês. Neste pensamento tacanho, só me interessa atender pra quem vai comprar hoje. Quem não vai comprar hoje, saia da minha loja.

    Ele só se esquece que quem não compra hoje pode querer comprar amanhã. E com certeza lembrará de quão mal antendido foi pelo sr. Pedro, preferindo outra concessionária (lá não volto porque me trataram mal) ou até outra marca. Assim Pedro joga gratuitamente a venda de amanhã na mão de outro vendedor, que se for esperto saberá aproveitar a oportunidade e dizer o quão importante é o atendimento na concessionária em que ele trabalha... E, claro, faturará a comissão que Pedro entregou de mão beijada pra ele ao escorraçar da loja dele o cliente que não compraria naquele dia.

    Se em vez de voltar rápido pra mesa dele e pro papo com os outros vendedores Pedro aproveitasse este tempo que ele tem para atender decentemente um entusiasta, a impressão passada seria outra. E quando algum parente/amigo/colega perguntasse ao entusiasta (sim, todo mundo pede palpite de carro pra gente, viu, Pedro?), este poderia recomendar a concessionária e dizer "procura o Pedro que ele vai te atender bem".

    Em vez disso, Pedro prefere voltar pra mesa dele, pro papo com os colegas, pra não perder tempo "com o cara que não vai comprar". Muito boa postura, sr. Pedro!

    ResponderExcluir
  68. Caros Mauricio Forjoun, sua colocação foi tão impecável, que eu, se fosse autor deste post, o atualizaria colocando seu comentário lá.

    Talvez o Pedro seja míope o suficiente para não olhar o número de sites e blogs de fãs automobilísticos ou de marcas específicas. E o quanto oficinas e revendas parceiras podem ganhar com isso.

    Mas vou me calar. Também serei mesquinho e guardarei o ouro para mim. Afinal, atender entusiasta e dar consultoria de graça em blogs de internet é coisa de otário.

    ResponderExcluir
  69. O ponto é o pessoal que vai avaliar no sentido de jornalista frustrado. Avaliar carro para compra é outra conversa. No trabalho de vendedor pode entrar o meu lado de quem curti automóveis, e é até legal quando isso ocorre. Mas ficar de papinho furado com jornalista frustrado ou engenheiro desencantado que se acho o Dr. Ing. h.c. Ferdinand Porsche enche os piquá. Já estou vacinado dessa raça, podem ficar com o "ouro".

    ResponderExcluir
  70. Olha honestamente amo carros e também já trabalhei com vendas, sendo que nas 3 concessionarias em que trabalhei fui sempre o melhor vendedor, me destacando tanto em vendas como em atendimento, ganhei premios de fábricas inclusive por este destaque, com a grana conquistada sai e abri meu negocio. Vou ser honesto com vcs, o vendedor de carro já não é o cara mais querido do mercado, somos conhecidos com picaretas, pagamos o alto preço disto, porque realmente no mercado existem péssimos profissionais. Existe realmente vendedor de carro que não entende nada, que fala que um golf 2.0 2003 é um gti, que o marea tem motor de alfa romeu e que um carro dotado de controle de estabilidade permite que o motorista contorne uma esquina a 180 km/h porque o sistema corrige. Mas também tem vendedores como eu era, que sabem que vc não vai trocar seu carro do ano com 2.000 kilometros até porque vc nem pagou a primeira prestação ainda e que vc só veio tirar onda, quer se sentir o milionário, quer que a gente estenda o tapete porque vc acha que é rico e só vc acha isso. Tem vendedor como eu que sabe que seu carro pode até não ter batido, mas já apanhou muito nesta vida, ou que sabe que ninguem no mercado ta pagando o que vc disse, porque o mercado não é burro como você. Existe vendedor como eu que quando você chegou com o carro falando que era um filé eu ja tinha visto de longe que era uma onça que tinha mais massa que uma coxinha de rodoviária.
    Enfim, vocês foram fazer um test drive num domingo, foram curtir que não tinha nada para fazer, deram pau no carro, quase bateram enquanto um pai de familia ta la tentando ganhar seu pão e vcs incomodando, torrando o saco ou como se diz aqui, punheteando o pobre do vendedor. Vcs pensam pelo lado humano, ele não quer estar ali sábado as 18 hs, atendendo um otário como a maioria é que não tem um pau para dar num gato e entram para ver desde um celta velho no departamento de usados até um camaro e ainda dizem que vão levar dois.
    Ali na sua frente tem um trabalhador, um cara de quem vc ta tomando tempo. Eu não vou ao seu consultorio de dentista para você me explicar todos detalhes da obituração, mostrar como faz, mentir que vai trazer o vo para colocar 20 implantes, eu não vou no seu escritorio de advocacia tomar seu tempo pedindo uma consulta sobre meus problemas de condominio, eu não vou no seu restaurante e peço um test drive do prato da casa.
    Vou mais longe, todos aqui que estão metendo pau nos vendedores que não lhe atenderam compraram alguma coisa? aposto que não, que apenas estavam importunando, e neste caso, o vendedor tem sim mais o que fazer, ligar para mulher e dizer eu te amo, ligar para o pai saber como ele esta, ler uma revista de carros para se informar mais, jogar tetris, ou quem sabe até ir ao banheiro dar uma bela cagada, porque tudo isso é melhor do que suportar um punheta arrogante, mentiroso, metido a esperto.
    Minha filosofia é tempo é dinheiro, então não vamos perder os nossos.
    Para quem pensar que posso ser um ex vendedor recalcado, vou dizer que não, como disse no começo sou um apaixonado por carros e por este mercado e hoje tenho uma empresa de consultoria em compra e vendas, busca de seguros, indicação de oficinas, aonde cobro 20% do que eu conseguir fazer meu cliente economizar, foi a minha forma de filtrar ótimos clientes e trabalhar para quem realmente merece, me possibilitando trabalhar de segunda a sexta apenas e ganhando em média o dobro do que um gerente ganha e o próximo passo agora é o lançamento de um livro.
    Da próxima vez que forem mal atendidos, vão em outra loja comprem o carro, voltem na que foram mal atendidos, chamem o diretor e mostrem, comprei tal carro em tal revenda, porque o fulano aqui me atendeu mal, agora se vc nao comprou nada, fique no seu cantinho frustrado e nao reclame, ótimo final de semana para esta fantástica familia do autoentusiastas.

    ResponderExcluir
  71. Sim, eu comprei alguma coisa. Um carro zero quilômetro, mas além de preço, estava procurando atendimento também e isso é artigo raro. Informações então, são o Santo Graal. Pro cantinho da frustração e do recalque devem ir pessoas que não gostam do que fazem, ganham mal e deveriam ir fazer outra coisa. Vender não é emprego de segunda categoria para quem não arrumou outra coisa, é um trabalho importante. Ser informado e ter trato com o público é o mínimo.

    ResponderExcluir
  72. Guilherme Mattos12/02/11 16:23

    Mudando um pouco de assunto, mas ficando na Renault: o que o amigos me dizem sobre o Clio 1.0? Meu filho está querendo comprar seu primeiro carro 0km e ando vendo opções para ele. Na faixa dos 28k me parece o mais interessante. Ou estou enganado? Saudações pacíficas a todos!

    ResponderExcluir
  73. Guilherme, ótima escolha. Acho que dos carros básicos 1.0 é o melhor. Repare no acabamento e na espessura do carpete. É claro que está defasado mas o motorzinho 16v ainda que com comando simples é bem esperto e com relação de marchas adequada, não grita a 5000 rpm a 110 por hora...

    ResponderExcluir
  74. Olha, a guerra tá feia aí na questão sobre vendedores e seu respectivo atendimento...logo, tenho umas histórias para contar...eu sempre gostei de carros e tudo mais relacionado, então, assim ainda na faculdade pensei em trabalhar com carros...(só para deixar claro, tenho duas lojas deestética de carros, então estou no caminho que gosto)..mas por pelo menos duas oportunidades cheguei bem perto de trabalhar com vendas de carros e acreditem sabe pq fui cortado das seleções??? pq eu entendia de carro!!! hahahaha pq eu diria a verdade do que estaria vendendo! e tenho que dizer isso, vendedor se vangloria mais por ter conseguido botar um usado na loja barato e vendido caro outro carro...do que dizer, eu peguei o que ele tinha num preço justo e dei a ele oque achava que ele precisava...uma que aconteceu com o meu pai foi ótima, meu pai saiu para comprar uma blazer v6 executeve, com 1 ano de uso na gm, assim, quero esse e dene-se o que vc pensa filho..hehehe e para a minha alegria...ele nem foi atendido!!! aí, levei ele em outra loja e ele pegou uma Crysler Caravan, 7 lugares, automática...mais cara ainda!!!pq foi bem atendido e o vendedor mostrou que o que ele precisava era aquele carro...concluindo, acredito que o erro está na seleção dos vendedores e no seu treinamento, que em vez só de lucrar, deveriam entender o que o comprador precisa e mostrar o melhor produto que ele possuir,ponto, se o cara vai levar hj, amanha, não importa, se vc atender bem, ele vai te indicar, comentar, saber que vc vai tentar ajudar...vc pode não ser um expert, mas está disposto...que é o que não vemos nas concessionárias.

    ResponderExcluir
  75. Marcelo de Queiroz13/02/11 07:50

    "Isso as 11 horas da manhã, fui tratado como um idiota que abriu mão de 20 preciosos minutos da própria vida para admirar Renaults."... hahaha. Muito bom, Bitu! Tem muito vendedor que acha isso mesmo.

    Mas, sobre o post, achei excelente.

    Tive um Clio 1.0 16V (ok, não é um carro de entusiasta mas fazia a lição de casa bem...) que era mesmo meio lerdo de arrancadas.

    Mas isso foi até eu aprender o carro, pegar o jeito do motorzinho. Dai pra frente eu consegui arrancar do jeito que quisesse. Dava até pra sair "cantando pneu" (e sem forçar demais o motor).

    As pessoas em geral (não é nosso caso, entusiastas em geral) não sabem que é preciso adaptar o jeito de dirigir ao carro que está conduzindo. Com isso, não conseguem aproveitar tudo que o carro oferece.

    Abraços

    ResponderExcluir
  76. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  77. Guilherme,
    Tive Clio por 4 anos. Recomendei a conhecidos e eles também recomendam, todos satisfeitos. É um carro que não nasceu para "mercados emergentes", logo ainda conserva uma construção e acertos bem feitos. Bom de dirigir e nunca me deu manutenção.

    Tem um post do AK aqui no blog sobre ele, acho que vale uma lida:

    http://autoentusiastas.blogspot.com/2009/10/renault-symbol-e-clio.html

    ResponderExcluir
  78. Guilherme Matos;

    Considero o Clio hoje a melhor opção, pois é um carrinho muito resitente, bem acabado e com um custo de manutenção na média dos populares. Mas tem coisas que outros não tem: os bancos dianteiros são os mesmos do mégane antigo, garantia de conforto, e abraçam bem mesmo os maiores. O motor é um pouquinho preguiçoso na saída com ar ligado, mas basta pisar um pouco mais no acelerador que melhora muito. O único problema é que vejo no clio é o pouco espaço para cabeça no banco traseiro, tão ruim quanto no Gol GI.
    Uma coisa que muita gente não lembra é a resistencia da suspensão dos Renaults, e a solidez que ela transmite. O rodar lembra bastante o de um carro maior.
    Só não comprei um por causa do espaço do banco traseiro. Por isso levei o Logan pra casa.
    Mas nada que apague o brilho de um bom carro.

    ResponderExcluir
  79. Marcelo Augusto13/02/11 17:35

    Esse Clio ligou o A/C cabou o carro. Por falar em ar condicionado, a Renault não usa filtro de cabine em seus carros, pura falta de respeito com o consumidor. Na linha Clio/Sandero/Logan que usam a mesma arquitetura, não se pode nem colocar como acessório dado a caixa vir lacrada.

    Esse é um pais de entusiastas de araque mesmo, se fosse um país sério, não sairia nenhuma carro sem filtro de fábrica. Isso em pleno 2011! Nos mercados sérios faz 30 anos que se usa filtro...

    Brasil, Um Pais de Tolos.

    ResponderExcluir
  80. Guilherme Mattos13/02/11 19:24

    Obrigado aos entusiastas que me responderam sobre o Clio 1.0. Suas opiniões ajudaram em muito na decisão.
    Amanhã meu filho vai a concessionária começar a negociação. Saudações!

    ResponderExcluir
  81. Inclusive porque o 2.0 16v do Tempra me parece um exemplo de elasticidade. Mesmo de concepção antiga, ele responde já nas 2000rpm, tanto que raramente é necessário passar das 3000rpm no uso em cidade pra acompanhar o trânsito sem esforço. Palavra de dono. hehe

    Sobre os Renault, o Clio realmente é um tanto apático em baixas rotações, mas acima de 3500rpm o motorzinho brilha e o carro deslancha muito bem, além de ser muito gostoso de fazer curvas. O único senão em um test drive de uma semana foi o consumo alto pra um 1.0. Marca de 6km/l com etanol. Alguns amigos donos de Clio Campus 1.0 disseram que o consumo realmente é alto quando o carro ainda é novo, mas depois vai melhorando.

    Sandero GT Line e Stepway ainda usam o 1.6 16v que é mesmo muito bom.

    ResponderExcluir
  82. Quanto às exceções, lembro de um vendedor excelente, era da rede VW, olha que coisa incrível! Foi pra Honda! Por isso que a Honda e a Toyota ganharam tanto mercado, eles devem selecionar o pessoal de forma mais criteriosa.

    Eu só vou pra CC quando estou no mínimo pensando em trocar o carro, dependendo das condições, inclusive do atendimento, eu fecho negócio!!! Nas duas últimas vezes que fui à CC, fui olhar o Focus, fui muito bem atendido pelos vendedores, mas o preço estava acima do que eu acho justo pagar pelo carro (fila de espera, preciso falar mais alguma coisa?).
    O vendedor entendeu meu lado e deixou o cartão, ele sabe que eu voltarei, ele é um dos vendedores mais antigos da rede Ford.
    Com as restrições de financiamento a coisa toda deve melhorar para quem paga carro "no tacão".
    Na minha última compra, fiz a negociação pelo telefone, já conhecia bem o carro, mas para comprar com os opcionais que eu queria, tive que ir para São Paulo, a única coisa que comprei, que não era de fábrica, foi o som original. E não é que o fdp tentou me empurrar um similar sem bluetooth? hahaha... Teve que achatar ainda mais sua comissão... Otário!!! Só fechei com este vendedor pelo preço mesmo, mas atualmente eu não teria fechado, a compra de um carro tem que ser algo prazeroso, ainda mais para nós entusiastas, então vem um babaca desse e tenta estragar este momento? Hoje eu prefiro "melar" o negócio, mesmo que o preço esteja bom, não aceito mais este tipo de palhaçada.
    Sds

    ResponderExcluir
  83. Nossa Senhora, depois do depoimento virulento desses dois "vendedores"...dá para percebe como uma concessionária é um lugar hostil.

    "punhetar vendedor, dar pau nos carros..."

    Será que não sabem que paciência é inerente a TODAS as profissões?

    MFFinesse

    ResponderExcluir
  84. Marcelo Augusto;

    Informe-se melhor, pois a linha Renault possui filtro de cabine.
    Logan desde 2010...
    E se quiser instalar um filtro acessório, é só ir numa oficina competente que eles possuem o kit para adaptação do filtro.

    ResponderExcluir
  85. Finesse, que tal se vc se arriscar ficar no final de semana atendendo gente que ta lá só porque não tem grana para fazer outro programa, e um barbeiro que acha que é piloto, pedir para fazer um test drive e quase enfiar você num pijama de madeira.
    Depois vc me diz sobre seu exercício de paciência. A sua liberdade vai até onde acaba a do próximo.

    ResponderExcluir
  86. O GM 1.8 é beberrão, mas tem um baita torque em baixa... estou pensando em colocar um no meu Niva. Se conseguir fazer uma boa adaptação vai ser muito legal, pois quero força em baixas e com uma velocidade de cruzeiro de 110 está bom (e seguro). O problema do Niva no meio dos outros carros é a retomada e a perda de força em longas ladeiras. São só 12.1 kgfm a 3.200 no motor original some a isso de 15 a 20 anos de uso... passar para os quase 18 kfgm a 2.600 vai ser demais.

    ResponderExcluir
  87. (sic) Mecher Thiagão? Pooo não F***!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.