VISÃO DE COMANDO DA ESTRADA

Hyundai Tucson

Para mim não há nada mais irritante do que ouvir ou ler a expressão-título deste post. Em inglês, pior ainda: commanding view of the road, prova de que lá fora também se fala besteira.

Quer dizer que o sujeito, só porque está sentado mais alto, tem visão de comando? A Caoa tem martelado comerciais de tevê do Tucson e um dos tópicos realçados é justamente esse, ver o trânsito de cima como uma coisa formidável, um atributo. E tem gente que, se não acredita, acaba acreditando nessa bobagem.

A visão de comando é tão "boa" que não dá enxergar cerca de 1 ou 2 metros adiante, onde pode estar uma criança. Loucura total. E, mais, se sentar alto proporciona visão de comando, a turma que dirige carro esporte ou de competição está numa autêntica roubada.
Nesse mundo do automóvel tem mesmo cada uma...
BS

27 comentários :

  1. A propaganda testemunial do Tucson é irritante. Como o consumidor, de maneira geral, é ignorante.

    ResponderExcluir
  2. heheheh, foi justamente o que eu disse para minha esposa, que comercial mal feito, o homem diz que tem uma sensação de "imponência", e eu digo: - e quem esta em um esportivo, deve sentir-se diminuido então!
    A mulher diz que sente a sensação de segurança: - ah, se quer sentir segura por estar em um veiculo mais alto, vai andar de onibus ou lotação! ou então compra um caminhão!
    ao invés de mostrarem as qualidade do carro, ficam falando essas bobagens, ponto negativo, esse pessoal da area de marketing está cada vez mais bobo e pior que ainda ganham dinheiro com isso, lamentavel...

    ResponderExcluir
  3. Daqui uns tempos estão vendendo Big-Foot em SP...

    ResponderExcluir
  4. ps:que bom que não é só eu que me irrito com esse comercial, já estava me achando revoltado demais, hehehe

    ResponderExcluir
  5. Alexei, veja bem o exemplo que aconteceu comigo ontem: Fui jantar em Poços de Caldas com o sogro e a namorada, fomos no Omega 2009 dele. Acabei voltando dirigindo pela estrada de Botelhos. O carro é muito bom, bem bom de curvas, ajudado pelos pneus Yokohama bem largos e a suspensão no ponto certo pra segurar o motorzão, só não vale abusar. Foi uma viagem tranquilíssima com apenas um porém: a namorada vira e fala ao sogro -O meu Captiva é muito melhor, é mais alto e mais seguro. O jantar quase saiu boca afora depois dessa, preferi guardar o comentário pra mim.

    Sem nenhum respeito aos compradores de pseudo-jipes ou utilitários esportivos, como quizerem, 90% é mulher ou cheio de frescuras, oito por cento gosta do estilo do carro, um por cento é desinformado das qualidades de outros veículos e o último por cento restante caiu nas garras da mulher e comprou de inocente.

    Fazer o que né? Coisas da vida. Acho que nunca dirigiram um Dodge 318.

    Grande abraço,

    Eduardo Zanetti.

    ResponderExcluir
  6. He he he

    Bom saber que tem mais gente que pensa o mesmo que eu a respeito da campanha publicitária dos Tucson.

    ResponderExcluir
  7. Sigmund Freud17/05/2009 21:12

    home que diz ter sensação de imponência por estar em carro mais alto, é porque tem problema de impotência, ou tem um pinto muito pequeno e precisa de um carro maior e mais alto para compensar, e mulher já é um perigo dirigindo carro pequeno, imagina um carro grande então....

    carro de mulher bobinha e de homem afrescalhado, sem mais....


    Sigmund Freud - Psicanalista

    ResponderExcluir
  8. te admiro Bob Sharp, sou teu fâ cara!!

    abraços

    Ubirajara Luz de Oliveira

    ResponderExcluir
  9. outra coisa que eu achei ridiculo em relação ao comercial é o ar arrogante do mesmo... Reparem que fazem questão de colocar que os proprietários do carro são: arquitetos, diretores e administradores de empresas, empresários. Querem dizer então, que os menos favorecidos não podem comprar um carro destes. Considero discriminação, um fala "tenho a sensação de imponência", o outro cruza os braços e diz "É gostoso olhar as pessoas de cima".
    sai da frente que estou passando com meu Tucson, resumindo: sai, pobre.
    bem coisa de burguês mesmo...
    acho que todos esse que compram o Tucson deveriam juntar mais dinheiro e trocar por um Hammer.

    detalhe: O engraçado é que essas propagandas indicando status social já foram proibidas por lei.... mas como a burguêsia esta acima da lei, é isso, isso é Brasil.

    ResponderExcluir
  10. Marlos Dantas17/05/2009 22:07

    Realmente esse comercial do Tucson é bastante sofrível... Numa escala de preço menor, no comercial do Fox, a posição elevada de dirigir também é abordada como vantagem.
    Esse negócio de utilitário esportivo é outra coisa que não entra em minha cabeça. Como pode um carro enorme, com uma enorme altura do solo e com pneus de asfalto... Pra quê a altura do solo ou a tração integral sob demanda se o carro "empola" só de chegar perto da terra? Pra quê todo aquele tamanho e peso e a péssima penetração aerodinâmica?
    Acho que ter um SUV ou picape grande só para andar na cidade, sem nenhuma carga e mostrando aos vizinhos é o cúmulo da necessidade de auto-afirmação...
    Utilitário mesmo, no sentido mais primitivo da palavra, continuam sendo Jeep Willis e Land Rover Defender.

    ResponderExcluir
  11. A propaganda do Tucson chega ao ponto de afirmar que a suspensão é "mais firme e mais macia"...

    Coisas da CAOA.

    ResponderExcluir
  12. Tudo tem limite superior e inferior. Claro que um big-foot seria horrível na cidade, e claro que um carro pequeno e de projeto antigo também é nas mesmas condições. Durante meus 4 anos com Defender, um sem número de vezes a visibilidade excepcional me ajudou a trocar de faixa em avenidas e evitar paradas desnecessárias.
    O comercial do Tucson é ridículo, assim como é esse conceito de SUV de luxo. Se é utilitário, tem que ser básico pela praticidade e higiene.

    ResponderExcluir
  13. Tudo isso fora o monte de outras verdadeiras balelas.

    Uma afirma que passou com o carro em enchente. Deveria ter comprado um carro anfíbio.

    Outra diz que o carro não desvaloriza. Fala baseado em quê? É analista de mercado de carros usados?

    Outros falam dos porta-trecos. Bom, talvez pro público do Tucson, porta-trecos sejam os itens mais importantes na escolha do carro.

    ResponderExcluir
  14. Mulheres adoram carros altos por causa da visibilidade e da (falsa) sensação de segurança que um carro mais baixo não passaria, já que estaria no mesmo nível dos outros. O que eles não percebem é que a suspensão mais alta é um convite a tombagens e capotagens, por mais que o controle de estabilidade faça malabarismos para segurar as barbeiragens dos (as) motoristas. Fora o consumo...

    ResponderExcluir
  15. O pessoal é fogo. O pior é que esse anuncio existe porque as pessoas pensam assim mesmo. Esse negócio da sensação de imponência é o cúmulo. Meia marcada este imponente está fazendo merda no trânsito só porque é maior do que os outros. Ao invés de civilizar as pessoas, isso induz a comprar briquedos cada vez maiores para intimidar cada vez mais quem está do lado.
    É bom falar para esse pessoal que se sente seguro sobre o índice de capotamentos com SUVs nas estradas americanas...

    ResponderExcluir
  16. hahahah, essa do porta-trecos foi muito bem lembrado pelo André Dantas, usar os 40 segundos de comercial para entre outras bobagens, dizer que o veiculo tem porta-trecos, sem comentários, só por ai já dá para ver o "naipe" das pessoas que inventaram esse comercial, sera que não existe ninguem mais inteligente no comando da Hyundai no Brasil que ainda não viu que esse comercial é completamente ridículo?

    ResponderExcluir
  17. um dos criadores do comercial, divulgou o mesmo no Youtube, reparem nos comentários, não estamos sozinhos....
    http://www.youtube.com/watch?v=41_7V8X_Y8s

    ResponderExcluir
  18. "Ver o trânsito de cima" deve ser um grande atributo para... quem gosta de ver o trânsito de cima.
    Nem presto atenção ao comercial da CAOA, mas publicidade é feita para realçar as qualidades de um produto (mesmo as intangíveis) junto ao seu público alvo.
    Detesto veículos altos (Tucson, Fox, Meriva, Explorer, etc), mas no caso de uma criança a dois metros da frente de um carro em movimento, pouca diferença fará a altura deste, dado que o motorista ou foi pego de surpresa (uma criança atravessando à frente do veículo de forma inesperada), ou esteve totalmente distraído (a ponto de perceber a criança a 2 metros, e não a 20, por exemplo).
    Ou seja, independente da altura do veículo, cabe ao condutor ter em mente as dimensões do mesmo e guiá-lo com o cuidado necessário. Como manda a lógica.

    ResponderExcluir
  19. Se alguém se sente inferiorizado por dirigir um automóvel baixo, precisa de tratamento psicológico... O que mais me irrita nos carros atuais é a altura de alguns modelos ser acima do padrão, estética e dinâmicamente fica muito ruim.

    Se colocar o propritário de um Tucson dentro de um Ford GT40, o cara tem um treco! Não vai dar nem tempo de perceber a absurda superioridade de estabilidade do esportivo, o sujeito surta antes...

    ResponderExcluir
  20. anônimo,
    em caso de manobras, uma criança ou até mesmo um animal pode passar desapercebido estando em um carro mais alto, isso é fato, não tem nem o que discutir, mas aposto que você é o mesmo sujeito que é a favor do insulfilm bem escuro, engate para reboque e carro alto, lamentavel

    ResponderExcluir
  21. Anderson,
    primeiramente, suas apostas são muito mal embasadas. Sugiro que você leia novamente meu comentário anterior. Só que, desta vez, COM ATENÇÃO. Você verá que eu afirmei que DETESTO veículos altos.
    Essa mesma falta de atenção que você demonstrou é uma das razões que leva um motorista a atropelar uma criança ou um animal, durante uma manobra. E isso independe da altura do veículo. Se fosse do jeito que você defende, os atropelamentos jamais se dariam com automóveis "normais"... Argumento meio ridículo, não acha?
    Por exemplo, imagine uma criança, digamos de uns 3 ou 4 anos de idade, atrás, também por exemplo, de Lamborghini Murcielago, Ferrari 430 ou Bugatti Veyron (carros notada e maravilhosamente baixos). Pelo seu raciocínio, seria quase impossível deixar de enxergá-la numa manobra...
    Ou seja, é aquela máxima, antes de ligar o carro e sair por aí, ligue o cérebro.
    Quanto à película escura (Insulfilm é marca, caso não saiba) que você mencionou, também detesto e nenhum carro meu tem. Já quanto ao engate para reboque, julgo-o muito útil... para quem tem um reboque, o que não é o meu caso.
    Acho que o que não se discute é que pessoas diferentes têm gostos e necessidades diferentes. Acho que isso deve ser respeitado. E esse respeito, pela minha opinião, também não se discute.
    Mas o que eu realmente detesto, muito mais do que qualquer outro ponto aqui levantado, são os depoimentos absolutistas, do tipo "eu é que sei o que é o certo"...
    Isso sim, pelo meu ponto de vista, é lamentável.

    ResponderExcluir
  22. Caro anônimo, veja bem, você disse: "Ver o trânsito de cima" deve ser um grande atributo para... quem gosta de ver o trânsito de cima.
    Nem presto atenção ao comercial da CAOA"

    você está opinando sobre uma coisa que não presta atenção, e depois eu que sou desatento, tambem acho que ninguem é dono da razão, mas devemos ter bom senso, o comercial da Tucson deseduca as pessoas, e é isso que estamos discutindo aqui, se mesmo em "veiculos normais" como você mesmo citou, podem ocorrer ACIDENTES, em veiculos maiores as chances são maiores ainda, e atribuir uma qualidade ao que de certa forma é um defeito, é deseducar.
    quanto ao insulfilm, puxa, como você é inteligente, tambem deve usar o nome "hastes flexiveis" ao invés de cotonetes, ou em um restaurente deve pedir ao garçon um refrigerante de cola não alcólico, ao invés de uma coca-cola, ou ainda, curativo adesivo, ao ivés de Band-Aid.

    ResponderExcluir
  23. se quer olhar o trânsito de cima, que vá andar de helicóptero, o que vemos é que a maioria das pessoas que dirigem carros grandes, se aproveitam dessa condição para intimidar os outros carros, ou fazerem as suas "barbeiragens" com mais segurança, o comercial da Tucson só reforça esse verdadeiro absurdo ainda mais, carro grande virou pra essa gente compensação fálica.
    E as mulheres vão na onda pela questão freudiana da inconsciente inveja do pênis.

    ResponderExcluir
  24. Paulo Keller19/05/2009 12:38

    Bob,

    Independente do termo ou de como vendendem isso, o "commanding view" proporciona de fato uma melhor visibilidade tanto para frente quanto para os lados. Principalmente no trânsito repleto de carros filmados onde não se vê através dos vidros (isso mata a eficiência da terceira luz de freio também.
    Quando uso picapes ou SUVs sinto uma facilidade incrível de sai da garagem de meu prédio. Tem uns palhaços que param rente a saída. Isso além de obrigar a quem está saindo abrir mais a curva e avançar mais na rua acaba com a visibilidade. No meu carro normal tenho que literalmente embicar o carro no fluxo aos poucos, torcer para que não venha nenhum louco em alta velocidade, e aos poucos conseguir alguma visão. Em carros mais altos vejo por cima o que torna a situação muito mais segura.
    Portanto acho muito difícil criticar a posição elevada dada a condição de trânsito atual.

    O que é passível de crítica é fazer disso o principal argumento de venda de um modelo. Como a VW já fez com o Fox.

    Também concordo que carro de entusiastas não pode passar de 1,4 metros de altura.

    Mas o "mercado" é bem variado e nem todo mundo é entusiasta.

    PK

    ResponderExcluir
  25. Anderson,

    pelo visto, você não consegue perceber com exatidão o que é dito. Ou escrito, nesse caso.
    Em momento algum eu opiniei especificamente sobre o comercial da CAOA.
    Acho que quem não gosta de qualquer coisa exibida na TV deveria simplesmente mudar de canal. Pior é prestar atenção àquilo que não agrada.
    Meu depoimento foi com relação à também falácia que um carro se torna mais inseguro principalmente por causa da sua altura.
    De certo que esta característica contribui para isso, mas, pelo meu ponto de vista, o despreparo de um condutor é condição extremamente preponderante. Sobretudo no exemplo de uma criança a dois metros...
    Quanto aos seus outros comentários, pela grande infantilidade deles, acredito que este blog não seja o campo correto (afinal, o assunto aqui é carro e semelhantes, em lugar de "Band-Aid" ou refrigerantes).
    Independente da minha inteligência ser grande ou pequena, acho que você faria melhor em procurar desenvolver a sua.
    Finalmente, a conversa com você já se tornou improdutiva. Assim sendo, de minha parte não haverá resposta aos seus argumentos.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo,

    um condutor que se acha inseguro em um carro grande, e fala que tem a sensação de imponência ao dirigir um carro maior, precisa procurar ajuda psicológica, e não um carro grande, mas acho que estamos falando de coisas diferentes, ou você não consegue interpretar o que é escrito. quanto ao comercial, vou mudar de canal somente por causa de um comercial? ainda mais um que passa a todo momento e em vários canais diferentes? e quanto ao fator de inteligência, você denovo querendo mostrar que é inteligênte, por isso repito, pra mim você é apenas mais um querendo compensar as frustrações e sentindo a necessidade de "aparecer".

    ResponderExcluir
  27. Galera,

    Respeitamos pontos de vista diferentes. Não existe unanimidade em nenhum assunto. Por favor, vamos respeitar uns aos outros.

    Segue uma dica de quem já atua em fóruns ha um bom tempo: na linguagem escrita metade da interpretação vem de suposições de quem está lendo. As vezes um texto pode ser considerado ofensivo mas na verdade não é.

    Esse deve ser um ambiente amistoso onde dividimos algo em comum, entusiasmo por automóveis.

    Não precisamos provar nada pra ninguém.

    Abraço

    PK

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.