REVISTAS: PRAZER AUTOENTUSIASTA

Aconteceu há 15 minutos.

Sexta-feira.

Semana inteira com gripe. Corpo cansado. Um monte de trabalhos inacabados. Chego em casa e dou de cara com a minha Automobile na porta, sobre o capacho. Fresquinha, no plástico.

Ninguém em casa. Sossego absoluto. Tiro a revista do plástico e dou aquela primeira folheada. Descubro que tem uma matéria sobre o Camaro, entre outras muito legais.

Pequenas coisas assim dão um grande prazer.

Agora a dica.

Automobile, Car and Driver, Road & Track e Motor Trend, todas americanas e com assinaturas da edição em papel a preços bem convidativos. De fato até mais barato que as nacionais.

Vejam as importadas:

Automobile: 1 ano por US$ 34,00 (ao redor de R$ 71,00)
Car and Driver: 1 ano por US$ 34,00 (ao redor de R$ 71,00)
Road & Track: 1 ano por US$ 38,00 (ao redor de R$ 80,00)
Motor Trend: 1 ano por US$ 38,00 (ao redor de R$ 80,00)

Por isso não vale a pena comprar nehuma dessas importadas na banca, onde custam quase R$ 40,00 cada exemplar. Já faz alguns anos que alterno assinaturas das importadas. Tive apenas um caso em que atrasou muito. Eu reclamei e adicionaram um mês a mais na assinatura.

Vejam as nacionais:

Quatro Rodas: 1 ano e seis meses por R$ 120,00
Autoesporte: 1 ano e dois meses por R$119,40
Carro: 1 ano e dois meses por R$ 96,90
Car and Driver Brasil: 1 ano por R$117,60

As nacionais sempre filo de alguém ou compro na banca dependendo do conteúdo. Talvez eu fizesse isso com as importadas se elas fossem mais baratas nas bancas.

14 comentários :

  1. Paulo

    Vale destacar tambem a revista AUTO MOTOR portuguesa: assinatura de 1 ano por apenas R$ 90,00, sem dúvida alguma a melhor revista na língua de Camões.

    Podem fazer piada com português, mas essa revista é INFINITAMENTE melhor do que qualquer revista brasileira.

    FB

    ResponderExcluir
  2. Gosto mais das inglesas (assino a Motorsport, 911&Porsche World, Porsche GT, BMW Car), mas tem americas imperdíveis (Grassroots Motorsports, Motorsport Classics, Excellence, que assino, todas no papel)....
    Mas para mim, a grande descoberta mesmo foi....

    http://www.zinio.com/


    Dêem uma olhada.

    ResponderExcluir
  3. Fala Paulo!
    Ainda está com o resfriado? Melhoras...
    E para quando você espirrar: -"SAÚDE!!!"
    Sobre as revistas, você está pensando em fazer uma biblioteca circulante de revistas? Grupo definido, revistas escolhidas em consenso e custos repartidos - cada um poderia ficar uma semana com cada revista que depois de fechado o circuito ficariam com um "fiel depositário" até serem descartadas ou vendidas a um sebo...
    Circulação por moto-boy?
    Controle de circulação pela Internet com acesso de todos?
    Xii, acho que já voei alto de novo.
    Um abraço com votos de "saúde perfeita"
    Alexander
    PS.: nesta eu levo vantagem já tomo a vacina contra gripe desde 1989...

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito da revista inglesa EVO, fui assinante durante um tempo mas acabei não renovando mais depois que a assinatura anual passou a custar mais de R$ 400,00.

    Alguma dessas americanas ou mesmo a portuguesa segue uma filosofia semelhante à EVO - The Thrill of Driving?

    Na EVO ninguém fala de opcionais, consumo, design ou bobagens semelhantes. Fala-se apenas do prazer de andar rápido e todos os comentários e análises são focados unicamente nas ferramentas que o carro oferece para se andar rápido, com uma linha de texto que não dá veredictos mas apenas passa as impressões dos testers...

    ResponderExcluir
  5. Paulo Keller23/05/2009 15:15

    Villa,

    As inglesas são muito boas! Mas incompráveis. A CAR está R$ 65,00 na banca!!!!!

    PK

    ResponderExcluir
  6. Incrível como uma revista importada, através de assinatura, pode sair mais em conta do que as revistas brasileiras. Assinei por dois anos no passado a Car Craft dos EUA. Na época saiu por cerca de R$35,00, pouco mais de R$70,00 hoje.

    ResponderExcluir
  7. Paulo Keller23/05/2009 20:09

    Alexander,

    A Gripe piorou. Febre e olhos ardendo não me deixam fazer um novo posts. Obrigado pelos votos de melhora.

    Sua ideia apesar de interessante seria difícil de praticar. Ainda se fosse no tempo de faculdade quando a turma se encontrava sempre...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Villa,

    "ninguém fala de opcionais, consumo, design ou bobagens semelhantes. Fala-se apenas do prazer de andar rápido e todos os comentários e análises são focados unicamente nas ferramentas que o carro oferece para se andar rápido"

    Na Europa onde existem vários carros de performance é viável. Já pensei em algo assim pra cá. Mas onde conseguiríamos os carros?

    PK

    ResponderExcluir
  9. Gastão Ferreira23/05/2009 20:31

    Tão negativo quanto o preço é o comprometimento discarado das revistas nacionais com seus anunciantes, nivelando por baixo a qualidade das matérias. Quase que maioria não passa de Pasquin de Fabricante. Car and drive nacional sai um pouco disso.
    A 4 rodas então... essa é a grande meretriz da imprensa!!
    A matéria de capa com Hiunday Azera detonando o Ford Fusion, com dizeres tipo... bela combinação entre linhas retas e arrendodas...e, melhor dirigibilidade ( so lá uma tração dianteira se sai melhor que um 4wd)foi uma maneira gentil que ela encontrou para agradecer o grupo Caoa.

    ResponderExcluir
  10. Gastão,

    Concordo com você de maneira geral.
    Os vereditos estão cada vez mais em cima do muro. Falta personalidade.

    Mas eu acho que grande parte da culpa é dos fabricantes, que são muito melindrados, e não só das revistas. Os carros usados nas matérias são emprestados pelos fabricantes. Ninguém vai emprestar um carro para que seja detonado.

    Mas esse assunto dá muito pano pra manga.

    ResponderExcluir
  11. Quatro Rodas ?!?! não percam o tempo precioso de vossas vidas com isso.

    ResponderExcluir
  12. Fora que as revistas nacionais passam parágrafos falando de acabamento, textura de bancos, densidade de espuma, textura de plástico no painel, enfim, TUDO aquilo que você consegue ver e avaliar com toda tranquilidade do mundo na concessionária. No que tange o comportamento dinâmico do carro, falam pouco o quase nada, justamente o que mais precisamos saber pois é o que menos se consegue avaliar no curto (e quase impossível de se conseguir) test-drive que quase sempre se limita a uma voltinha no quarteirão. Aliás, tentem conseguir um test drive do Fiesta, por exemplo. Em SP, é quase impossível.

    Nas revistas nacionais, a unica que esboça seguir um trajeto diferente é a Car And Driver ainda que "escorreguem" em algumas coisas como:
    Quase sempre não comentam o resultado dos testes que as vezes parecem duvidosos, como o Fiesta ter pior aceleração laterial que o Mille, ou o Mille fazer 14s no 0-100... Além de publicar na tabela relação peso/torque, que não faz sentido já que o torque que sai do motor é "amplificado" pela transmissão ao chegar às rodas.
    Fora isso, os textos estão anos-luz à frente das outras revistas.
    Eu gostava muito dos textos que o Bob escrevia para o BestCars. Sempre muito bons.

    ResponderExcluir
  13. Em papel, assino Hot Rod (desde 95 e vencendo em 2011, quando renovarei mais uma vez), Car Craft, Evo (caaaaaaaaaaara, mas imoral de boa) e mais umas 3 ou 4 digitais (via zinio). Das nacionais, nenhuma.

    ResponderExcluir
  14. Assino CAR CRAFT e a minha idolatrada MOPAR MUSCLE (ambas americanas).

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.