A NEFASTA MANIA QUE SE ALASTRA



O polêmico post de 20/5 sobre o trágico acidente em Curitiba acabou levantando a questão dos vidros escurecidos.
Muitos leitores deste blog e de outras publicações sabem da minha cruzada contra essa mania nacional de mandar aplicar películas escurecedoras nos vidros do automóvel deixando-os com transparência muito inferior à mínima regulamentar.
Sempre me pergunto o por quê desse hábito tão difundido que reduz drasticamente a visibilidade do motorista, que seus defensores garantem não trazer problema algum, mas que na realidade traz.
A transparência dos vidros é especificada por resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), começando com uma de novembro de 1998 (n° 73) que determinava 75% para o para-brisa, 70% para os laterais do motorista e 50% para os demais. Mas foi substituída pela de outubro de 2007 (n° 254), que baixou a porcentagem do para-brisa para 70%, manteve inalterados os laterais do motorista e reduziu a dos restantes para 28%.
Mas isso raramente é fiscalizado e o Contran alega que só será possível quando estiver homologado um aparelho fabricado no Paraná que mede a transmitância luminosa do conjunto vidro mais película. Só que esse processo de homologação se arrasta incompreensivelmente há um ano e meio no Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), como se não houvesse o menor interesse em fiscalizar o abuso.
A rigor, tal aparelho é desnecessário. Basta o agente fiscalizador ler a transparência impressa no vidro. Se for 75% (praticamente todos hoje), a película só pode ser de 94%, resultando na combinação vidro mais película de 70%. Qualquer outra porcentagem da chancela da película instalada significa irregularidade.
Não é preciso ser oftalmologista para afirmar que olhar através de um vidro de 70% alternando com outro bem menos transparente é totalmente impróprio, especialmente dirigindo. Algo como colocar óculos de sol ao olhar para os lados e tirá-los para olhar à frente.
Carece de toda lógica e bom senso o motorista não ter a melhor visibilidade possível. Por que, então, tanta gente manda "filmar" o carro? Acho que deve ser por uma ou mais das razões abaixo:
  • Moda
  • Busca por privacidade
  • Proteção contra assalto (embora seja possível olhar dentro do veículo pelo para-brisa)
  • Evitar estilhaçamento dos vidros laterais temperados
  • Embelezar o carro
  • Evitar multas por uso do celular ou não-uso do cinto de segurança
  • Não constranger o vendedor que, delicadamente, ofereceu as películas grátis
  • Proteger a pele dos raios solares
  • Manter o interior mais fresco quando estacionado sob sol
  • Conservar o interior

O fato é que nenhum dos pontos acima justifica um motorista se privar de boa visibilidade no seu posto de comando, fora que é irregular.

BS

32 comentários :

  1. Bob, concordo contigo.No Japao, o motorista pode comprar a pelicula e aplicar ele proprio.E usar qualquer transparencia.Entretanto so se pode usar nos vidros de tras (laterais e o traseiro,como se fosse um gol furgao, por exemplo).Nos vidros ao redor do motorista, nem um tipo de pelicula e permitida.E se o dono aplicar o filme em todos os vidros,as oficinas simplesmente nao podem atende-lo,pois o carro esta fora da lei.E a cada dois anos e necessario refazer a inspecao do licenciamento e necessario deixar o carro em ordem.Mas mesmo com esses cuidados, fica dificil ver o "brake-light" atraves dos vidros do carro da frente.Ainda assim, ve-se carros com todos os vidros "filmados".Geralmente sao brasileiros.Sera coincidencia?

    ResponderExcluir
  2. Anônimo,
    Incrível, essa de geralmente os carros "filmados" no Japão serem de brasileiros.

    ResponderExcluir
  3. BS

    Vontade para fiscalizar não há. De filmes escuros a lanternas quebradas, lâmpadas queimadas a pneus carecas, a impressão que se tem é que não se fiscaliza mais nada.

    O que existe de verdade por parte dos policiais é MEDO, pois em um carro filmado eles não sabem quantos elementos estão no interior do veículo, nem se estão armados ou não.

    Coisa mais natural do mundo, todo policial quer chegar vivo em casa. Mas basicamente é isso, quem usa G35, G20 ou G5 simplesmente abaixa os vidros e lga a luz interna em uma blitz. É garantia de não ser abordado.

    Quem sabe no dia em que algum "inteligente" lá de Brasília inventar um radar com detector de transparência, quem sabe...

    FB

    ResponderExcluir
  4. Incrível é você defender usar o celular ao volante e recriminar usar filme. É o sujo falando do mal lavado.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo,
    Filme é a anti-comunicação, celular é a excelência dela. Eis a diferença.

    ResponderExcluir
  6. Bob Sharp,
    parabens pelo post, acho válido ressaltar este assunto para abrir os olhos do Brasileiro, segurança é fundamental, e deve estar SEMPRE em 1º lugar, já basta toda insegurança que temos em nosso país, não precisamos de motoristas dirigindo igual cavalo com viseira (só olha para frente).

    acho que o maior problema no Brasil é mesmo a fiscalização, basta o bom senso da autoridade de trânsito para saber se o insulfilm esta dentro ou fora da lei, acho que os nossos politicos estão sempre focando os problemas de forma errada, ou por falta de raciocínio, ou para mostrar que está fazendo algo e ganhar votos, ou para arrecadar dinheiro;
    por exemplo a lei seca, no inicio com toda a fiscalização conseguiram reduzir os acidentes, e fica claro que não precisavam alterar a lei, bastava COLOCAR EM PRÁTICA a lei vigente, e isso não é só um problema das leis de trânsito, mas de todas as outras, o Brasil é o país da impunidade, o problema não são as leis, e sim a justiça.
    o que nos resta é sermos racionais e usar o bom senso.

    um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Anderson,
    É exatamente isso, muita lei, pouco cumprimento. Sabe por que escrevi esse post? Um, o material de imprensa do Livina tem uma parte que fala de acessórios disponíveis nas concessionárias. Um dele é películas dos vidros. A que ponto a coisa chegou! Outro, aqui perto de casa eu ter visto um Peugeot 306 2-portas prata escuro bem ajeitado, bonito, um jovem ao volante, o carro sem filme nos vidros. E ele disse que tinha um outro, branco, também sem película. Parabenizei-o, claro.

    ResponderExcluir
  8. Aqui em casa há dois carros, um com filme nos vidros e outro sem. Ao sair de noite, chegar na calçada e olhar para os lados, é incrível a diferença de visibilidade. No carro "filmado" não se consegue enxergar além da esquina, enquanto no outro se consegue enxergar até onde os limites físicos permitem. Manobrar o carro filmado dentro do pátio só é possível com os vidros abertos.
    Se o carro com filme nos vidros fosse meu, ele não as teria.

    ResponderExcluir
  9. Diego,
    Tudo isso é muito doido. Não dá mesmo para entender.

    ResponderExcluir
  10. Bob, so complementando.Aqui no Japao, a maioria dos carros tem a pelicula nos vidros,inclusive dos japoneses.Porem, da maneira correta perante a lei.A maioria dos brasileiros que tem carros, tambem usa de maneira correta,para nao ter problemas com a policia.Mas os que sao totalmente "filmados",uma grande parte sao de brasileiros.

    ResponderExcluir
  11. Marlos Dantas24/05/2009 22:54

    Bob,
    Ainda mais estúpidas são aquelas películas espelhadas. O dono de um carro (prata) que as usava disse-me que as escolheu, pois deixam os vidros semelhantes a aluminínio!
    Há uns dias dirigi um Gol "Bola" de uma amiga (as pessoas sabem que eu gosto de carros e deixam-me dirigir!) "equipado" com películas bem escuras (G5, eu acho) até no para-brisa e foi uma experiência muito ruim. Estávamos trafegando num dia ensolarado, então, entramos num estacionamento coberto (daqueles bastante mal iluminados) de um supermercado quando fiquei praticamente cego pela mudança brusca de luminosidade e tive que esperar meus olhos se adaptarem para poder estacionar o carro! Segundo ela, ao trafegar à noite, as películas a deixam mais segura...
    No estacionamento, pude esperar até me adaptar à menor luninosidade do ambiente. Mas se fosse um túnel?
    Recentemente adquiri um Ka Image com ótimos vidros verdes e não pretendo por películas. Porém, minha Elba tem o polêmico “acessório” (exceto no para-brisa e não tão escuros) e tenho vontade de retirá-lo, mas temo pela integridade do interior, pois os vidros são comuns. Existe algum tipo de película incolor (ou semelhante aos vidros escurecidos de fábrica) que filtre os raios UV?
    Talvez a solução para quem busque apenas se proteger dos raios UV fosse a criação de películas tratadas com compostos de prata, como as lentes fotocromáticas de óculos. Assim, as películas escureceriam ao sol e voltariam a clarear quando não estivessem expostas
    à luz solar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. O triste é que estas películas-brinde geralmente carecem de qualidade.
    São geralmente as "entintadas", por vezes sem garantia e qualidade.
    Acabam clareando com o tempo.
    Mas como seu custo é menor...já viu, né?
    Depois, vai tirar do vidro de trás, com aquelas malhas antiembaçamento.
    As de marca são mais caras, mas tem garantia, o que é bom, pois até minha apólice de seguro com quebra de vidro cobre a reposição!

    ResponderExcluir
  13. Bob,

    Para quem defende as películas e diz que não atrapalham a visibilidade, sugiro um teste simples: dirigir um carro sem a famigerada película, à noite, mas usando óculos escuros, como se estivessem num maravilhoso dia ensolarado. Impossível não perceber a diferença dessa maneira. E vale lembrar que os óculos escuros têm transparência superior aos filmes G5. 5% de transparência é absurdo, bloqueia-se 95% da luz!!!

    O pior de tudo é que quem não usa essas películas também é prejudicado, ao se deparar com um veículo "filmado" ao seu lado, para cruzar uma rua, por exemplo. É o mesmo que estar ao lado de uma parede, não se enxerga praticamente nada.

    E virou moda sim as concessionárias oferecerem a película de graça. Quando minha noiva foi comprar um Ford Ka no fim do ano passado, ofereceram a ela o "opcional", que fiz a gentileza de esquecer de exigir...

    ResponderExcluir
  14. Marlos,

    A um tempo atrás existiam películas com bloqueio de radiação UV, com transparência praticamente inalterada em relação ao vidro verde comum. Uma película de qualidade, mesmo incolor, bloqueia cerca de 97% dos raios UVA e UVB. Talvez ainda sejam vendidas.

    Já algumas "genéricas", mesmo sendo black total, bloqueiam menos de 50%, pois luz visível é completamente distinta de radiação UV.

    Abraços,

    RR

    ResponderExcluir
  15. André Andrews25/05/2009 02:41

    O que dá de "apaixonado por carros" dirigindo à noite e/ou com chuva, igual uma lesma, por falta de visão, não é brincadeira.

    ResponderExcluir
  16. Bob,sou contra o uso de insulfilm, não só prejudica aos motoristas como aos motociclistas! O quê? Motociclistas como? Sou motorista e motociclista com muita experiencia. Vou dar um exemplo: um motociclista trafegando atras de um veiculo sem film, ele tem como saber se o tráfego bem mais a frente flui normalmente ou não, caso de um parada brusca ele já pode se prevevir. No carro sem film tambem ele poderá prever se o carro vai mudar de faixa, ou dobrar a direita ou esquerda, pois ele tem a visão do motorista virando o volante, uso influi muito para quem usa moto. Agora vamos entre carros, toda vez que um veiculo filmado para ao meu lado emm um cruzamonto, eu temnho que espera-lo sair, pois não podemos ter a visão do trafego através do carro que está ao seu lado. Isso tem que ser proibido!

    ResponderExcluir
  17. Continuando, tenho comércio perto de uma loja que aplica esses films, e vi que a chancela que fica no film é balela, eles põem o percentual que querem, não adianta ler a chancela, é tudo armação. Abrs.

    ResponderExcluir
  18. Com certeza vocês que escrevem contra o filme não moram no Rio de Janeiro, aqui é ítem obrigatório o uso de G5 nos laterais e pelo menos G20 no parabrisas, a não ser que queira ter os vidros quebrados por ladrões ou mesmo ser assaltado nos sinais a noite, insul-film é vital! e ainda tem o bonus de afastar ambulantes que se multiplicam exponencialmente nesta cidade a cada dia.

    ResponderExcluir
  19. Uso de film é segurança para o motorista??? MENTIRA, um bandido bate com a arma no seu vidrinho filmado, e fala abra a porta, vc abre a porta e ele entra, e ninguem vê que vc está sendo roubado, assassinado, estuprado e sei lá o quê, abrs.

    ResponderExcluir
  20. A única película que pretendo por no meu futuro "samambaia" é aquela anti vandalismo, mesmo assim transparente já que a maioria dos modelos que pretendo escolher já vem com vidros "raiban". Seria interessante se no mercado oferecessem vidros eletro ou fotocrômicos. Dos carros oferecidos aqui no Brasil só o Azera oferece o fotocrômico. Impressionante.

    ResponderExcluir
  21. querer justificar o insulfilm por causa dos assaltos é o mesmo que limpar o c* com a merd*, me perdoem a expressão,
    acho que até já esqueceram um fato lamentável que ocorreu no Rio de Janeiro, onde a mulher e filho foram brutalmente assassinados pelos policiais, e o que foi alegado pela policia é justamente que não viram quem estava dentro do carro,
    insulfilm dificulta o próprio trabalho da policia, pois eles mesmos ao avistar um veiculo onde não se pode enxergar dentro, ficam desconfiados, afinal geralmente quem tem algo a esconder esta devendo.

    ResponderExcluir
  22. outro fato curioso é que após eu retirar o insulfim do meu carro, não sou mais parado em blitz!!!
    na última blitz que eu passei a policia avistou o meu carro de longe e fez sinal para eu encostar, quando eu fui chegando mais perto o policial mudou de idéia, fez sinal para eu seguir em frente, e mandou o carro que vinha atrás de mim, que por coincidência ou não, estava com insulfilm,
    fato é que até as autoridades respeitam as poucas pessoas que andam dentro da lei

    ResponderExcluir
  23. Bob, você esqueceu de mencionar uma das razões para se colocar a película :

    O Som do carro. A grande maioria dos modelos, populares que são, saem de fábrica sem aparelho de som. Os que saem com o som saem com o Code , que é ótimo.Mas a maioria não.

    Então, o cidadão, sabedor da inépcia do estado em proteger seu patrimônio, ao " filmar" a lateral e trazeira do carro lá mesmo na loja de som, imagina estar de certo modo E com carro estacionado, protegendo de olhares furtuosos o caro equipamento de som (e alto falantes) que acaba de instalar no automóvel, e mesmo um arrombamento e danos à porta para o furto do mesmo.

    E pode observar, som não original no carro é mania nacional tão forte quanto películas.

    ResponderExcluir
  24. A película para proteger o som é o feitiço virando contra o feiticeiro.

    Eles quebram o vidro só pra ver se o carro tem Toca CDs/DVDs que interesse pra eles. Incrível, mas presenciei isso, depois fui olhar e era apenas um rádio.

    Acho que todos os carros deveriam usar rádio daqueles como nos Fiats, que fazem parte do painel.

    ResponderExcluir
  25. Rubinho Carvalho27/05/2009 14:27

    O Bob me convenceu. Meu próximo carro não terá insulfilm.

    ResponderExcluir
  26. Carlos Galo27/05/2009 20:49

    Bob,
    você esta coberto de razão, pelicula escurecedora é um mal do século

    ResponderExcluir
  27. essa moda do insulfilm é a maior palhaçada, coisa de jovens desmiolados

    ResponderExcluir
  28. pra mim, saúde e segurança devem ficar sempre em 1º lugar, isso já faz parte da minha filosofia de vida.

    ResponderExcluir
  29. Olha
    Não sei qual o problema que você teve com insulfilm, mas penso que deveria pensar melhor nesse "combate" que está travando contra a película nos vidros dos carros. Antes de instalar película em meu primeiro carro, há anos atrás, questionei um policial especialista em segurança em vários segmentos e ele recomendou sim, sem titubear. Meu amigo, gaste essa energia pra coisas que realmente importam como corrupção no DETRAN, descaso com saúde pública entre muitos outros.

    ResponderExcluir
  30. Olha
    Não sei qual o problema que você teve com insulfilm, mas penso que deveria pensar melhor nesse "combate" que está travando contra a película nos vidros dos carros. Antes de instalar película em meu primeiro carro, há anos atrás, questionei um policial especialista em segurança em vários segmentos e ele recomendou sim, sem titubear. Meu amigo, gaste essa energia pra coisas que realmente importam como corrupção no DETRAN, descaso com saúde pública entre muitos outros.

    ResponderExcluir
  31. Dallas,
    Carro não é esconderijo, motorista precisa ter visibilidade adequada. Já tive, sim, vários quases, e pessoas que conheço também, porque o "escondido" não percebeu minha aproximação Película não impede abordagem; quem diz isso não sabe o que está falando. E onde gasto minha energia, administro-a eu, desculpe. Não vou descansar enquanto esta nefasta mania tupiniquim não for erradicada.

    ResponderExcluir
  32. HA HA HA HA
    Excelente!!! Cômico memso.
    O posto mais idiota que eu já vi na Internet!!
    HA HA HA HA
    Parabéns pela tua veia cômica...

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.