A MEIA-VOLTA DO HIDROGÊNIO














Há exato um mês escrevi sobre as incongruências dos projetos dos carros movidos à hidrogênio e com célula a combustível.

Pois agora veio a resposta a esta questão pelo governo Obama.

O governo Bush havia estabelecido um programa de 1,2 bilhão de dólares para o desenvolvimento da tecnologia de carros a hidrogênio em substituição a um projeto semelhante, voltado a carros híbridos, criado pelo presidente Clinton.

Este projeto agora está sendo cortado agora pelo atual governo. Segundo o secretário de energia, Steven Chu, o atual governo prefere investir em soluções que economizem energia num prazo mais curto de desenvolvimento.

Em pronunciamento no dia oito deste mês, o porta-voz do Departamento de Energia, Tom Welch, disse que a probabilidade da tecnologia de veículos com célula a combustível se desenvolver em dez ou vinte anos é baixa. Ele também citou o imenso custo de se criar uma rede de dutos e postos de abastecimento de hidrogênio, bem como as dificuldades em gerar o hidrogênio e estocá-lo nos automóveis.

A questão é de ordem prática e não ideológica. Era apenas questão de tempo até ela cair.

5 comentários :

  1. Barraco Obama11/05/2009 21:36

    pois é... sem comentários né tio Dantas, o Bushit só fez shit... o homem só queria guerra, tinha sangue nos olhos, quase um Hitler

    ResponderExcluir
  2. Agora só falta acabar com a outra bullshit dos carros eletricos hibridos coca cola que são fanta como insight e prius, né mesmo?

    ResponderExcluir
  3. André,

    Taí uma decisão sensata a respeito dos veículos movidos a hidrogênio. O maior problema desses veículos, na minha opinião, é o enorme risco que representa manter o hidrogênio líquido dentro de um automóvel, como havia comentado em seu post anterior sobre o assunto.

    O pessoal precisa mudar o foco de "vilão poluidor" dos automóveis e mirar de fato nas causas mais agressivas, como geração de energia elétrica para indústrias e residências usando usinas termelétricas. E deixem os autoentusiastas viverem felizes com seus "poluidores"...

    Abraço,

    RR

    ResponderExcluir
  4. Road Runner

    Lá em São Pedro tinha um "eco-chato" que vivia enchendo o saco de todo mundo com o "impacto ambiental" de tudo, principalmente carros. O cara tinha dinheiro pra comprar um carro, mas andava de bicicleta por "convicção ecológica".

    Um dia eu não resisti e comecei a alfinetar ele: "Você sabe qual é o impacto ambiental das roupas que você compra? Você sabe qual é o impacto ambiental da indústria de bicicletas no mundo todo? Você sabe qual é o impacto ambiental do churrasco que você como no final de semana?"

    E o cara tentava argumentar, mas não conseguia. Aí encerrei: "Se você mora no mato, vive pelado, toma banho de cachoeira e só come frutas que estão no chão o seu impacto ambiental existe, mas é mínimo. A partir do momento em que você tira uma fruta do pé já aumenta o seu impacto ambiental..."

    Nunca mais o cara me olhou na cara. Acho que olhar pra mim acabou sendo um "impacto emocional", hahaha...

    ResponderExcluir
  5. Felipe Bilu,

    deixa o homem trabalhar!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.