google.com, pub-3521758178363208, DIRECT, f08c47fec0942fa0 DELAÇÃO - AUTOentusiastas Classic (2008-2014)

DELAÇÃO


É incrível mas é verdade: o site da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), autarquia ligada à Secretaria do Meio Ambiente do governo do Estado de São Paulo, tem uma página onde quem quiser pode denunciar veículos a diesel que emitam fumança preta. Mas só fumaça preta (fuligem) de motores Diesel, qualquer outra fumaça entra para o famoso "Não é conosco".

Isso significa só uma coisa: em vez de criar programa de fiscalização nas ruas e avenidas, com agentes fiscais olhando os escapamentos dos veículos a diesel e tomando as medidas administrativas cabíveis, a Cetesb partiu para o cômodo (mas condenável) esquema da delação, como se a autarquia não soubesse por onde trafegam os veículos que emitem fumaça preta.

Fiscal utiliza escala Ringelmann para avaliar intensidade da fumaça
Pior que isso, parece que não vale nada o dispostivo do Código de Trânsito Brasileiro, Art. 231 Inciso III, Transitar com o veículo: (...) Produzindo fumaça, gases ou partículas em níveis superiores aos fixados pelo Contran. Ou seja, o que deveria ser fiscalizado pelos agentes de trânsito (foto acima) fica a cargo de uma autarquia de meio ambiente, que cruza os braços e fica contando com a "colaboração" de delatores.

Será que ninguém enxerga essa aberração?

BS

13 comentários :

  1. Em uma cidade em que só carro novo é fiscalizado em relação a emissões, tudo é possível.

    Absurdo como as multas de caminhões na Marginal do Pinheiros. Como motociclista, odeio ver caminhões nas faixas da esquerda. Mas eles tem sido multados em locais onde a pista local aparece e desaparece, como na margem do Jockey Clube. Há claras indicações de que devem ficar nas faixas 3 e 4 e nesse local aparecem faixad 5,6 e 7 que depois viram via local, de acesso à Ponte Cidade Jardim. Ou seja, onde precisa, não tem fiscalização adequada e onde não deve, tem multa injusta.
    Está sendo diariamente divulgado pela Rádio Sul America Trânsito (outra bizarrice da cidade, uma rádio que só fala de trânsito é a 2ª mais ouvida de SP!!!).

    MM

    ResponderExcluir
  2. Marco

    Qual é a sintonia da Sul America Transito? Preciso colocar na lista BSM do meu rádio.

    FB

    ResponderExcluir
  3. Marco,
    Essa é outra mazela do trânsito brasileiro: numerar as faixas de rolamento à mão esquerda (inglesa). Nosso trânsito é à direita e a numeração tem de ser 4-3-2-1 para uma via de quatro faixas, não 1-2-3-4 como está.
    Há alguns anos meu irmão veio a São Paulo me visitar e leu aviso na 23 de Maio "Aeroporto - Faixa 1", no que ele caiu para direita e se viu entrando no túnel Ayrton Senna...Fora que a demarcação de faixas é desprovida de bom senso e lógica, tipo faixa direita que desaparece e outros erros graves.

    ResponderExcluir
  4. FB,

    FM 92.1.

    http://www.sulamerica.com.br/radiotransito/

    MM

    ResponderExcluir
  5. É revoltante mesmo. Uma pergunta: apesar das partículas emitidas pelos motores a diesel serem mais visíveis do que as de motores a gasolina, já li que eles poluem menos. Isso é verdade ? Já li que eles emitem menos dióxido de carbono, por exemplo.

    ResponderExcluir
  6. Rodrigo,
    Sim, os diesel emitem menos CO2 porque funcionam a maior parte do tempo com mistura pobre, com excesso de ar.

    ResponderExcluir
  7. Bob, não podemos nos esquecer que além da fumaça preta, também conhecida por fuligem, existem as motocicletas populares de até 150cc sem catalisadores que poluem mais que um veículo de 4 ou 5 lugares e cilindrada a partir de 1000. Já foi mostrado que devido à carburação desrelugada e "gatos" ou gambiarras nos sistemas de alimentação e exaustão das motos(vide caso de escapamentos abertos ou 'esportivos'), a emissão de poluentes é mais acentuada ainda. Parece que as montadoras de ciclomotores estão de olho nisso. Algumas marcas, as líderes de mercado no Brasil por exemplo, lançaram suas versões de entrada com catalisadores, a lider com carburador "eletrônicado" e a vice líder com injeção eletronica. As legislações vigentes no nosso país estão se tornando progressivamente mais rígidas, o que é interessante do ponto de vista ambiental apesar de prejudicar, em alguns casos, o rendimento do motor, reduzindo a sua potência. Espero que as fiscalizações rodoviárias e urbanas de emissão de poluentes se intensifiquem. Fica aí um pedido pra você, com seus contatos e sabedoria do meio automotivo, mandar essa matéria as pessoas certas, e quem sabe um novo texto daqui a algum tempo. Todos nós queremos um mundo habitável para nossos descendentes.


    Abraço,


    Eduardo Zanetti.

    ResponderExcluir
  8. Eduardo,
    Obrigado pelos comentários. As motos estão sujeitas ao Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares (Promot), que acabou de entrar na fase 3, mais rigorosa. Mas falta mais fiscalização e inspeção. Sou totalmente favorável à menor poluição do ar possível, esteja certo disso.

    ResponderExcluir
  9. Jonas Torres23/04/2009 18:00

    Já que eles não atuam de ofício, não vou ficar com nenhuma consciência pesada em "caguetar" essa prática (assim como comecei a fazer no caso das lombadas irregulares, por sugestão de um leitor daqui).

    Uma pessoa que só usa a ventilação forçada no automóvel (meu caso), com 5 mil km o filtro de cabine já está preto. E como é desagradável ver a fumaça de um caminhão desses entrando pela captação de ar.

    ResponderExcluir
  10. Eduardo Zanetti, carburador eletrônico é dos tempos iniciais do Proconve. A Ford a usou e era um lixo.

    As motos atuais possuem injeções reais de combustível, com sonda lambda e atuador de marcha lenta.
    Não é carburador eletronizado.

    Bob, sabe essa foto do técnico da Cetesb olhando a emissão por meio de cartão com gradação de cinzas? Isso é furado. Já foi provado.
    Se o motor Diesel emitir muito dióxido de enxofre e pouco particulado, a fumaça é a mais tóxica possível, mas transparente.

    Cartão é gambiarra pra economizar num analizador portátil de gases.

    ResponderExcluir
  11. O Bob está certíssimo.

    Delação é coisa abominável nos termos que vem sendo implantada em todas as estâncias: um indivíduo disca 181 , diz o que quer( seja verdade ou mentira) contra algo ou alguém , e tem mantido seu sigilo. Ou seja, isso acaba na prática com a DENÚNCIA VAZIA.

    E se algo ou alguém for honesto e vier a ser prejudicado pela delação?

    Delação anônima, nunca.

    O Governo que fiscalize/investigue ,pagamos para isso.

    Daqui a pouco isso vira Faroeste, com prêmios monetários para delações...

    ResponderExcluir
  12. vão comprar um equipamento decente para verificar a emissão de poluentes, aqui no Rio Grande do Sul, tanto a fiscalização da Prefeitura, quanto a policia rodoviaria tem equipamento próprio para isso, e São Paulo que é um estado muito maior, não tem, vergonhoso, e ainda votam no Kassab, os paulistanos preferem "uma bixa nova a uma puta véia"?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.