NOVIDADE: PNEU CONTINENTAL TEM MARCA TWI WET



A Continental aplicou no pneu ContiPowerContact (foto acima) o que classifico como o maior avanço em prol da segurança ativa, a marca TWI Wet. Como muitos sabem, a marca TWI (tread wear indicator, indicador de desgaste da banda de rodagem), em número de quatro e dispostas a 90° uma da outra, estão a uma altura correspondente a uma profundidade de sulco de 1,6 mm. Quando um pneu ultrapassa esse desgaste é considerado ilegal e leva tanto à apreensão do veículo quanto à recusa das seguradoras em saldarem um sinistro.

Só que tal profundidade de sulco, 1,6 mm, é completamente inservível em piso molhado por não drenar água, motivo para recomendarmos aqui no Ae trocar os pneus quando chegarem a 4 mm de profundidade de sulco, a metade de um pneu novo, se o objetivo é minimizar o mais possível a possibilidade de perigosa aquaplanagem. Inclusive, essa questão foi parte do polêmico post "Pneus novos na dianteira, por favor", de 3 de janeiro de 2010 (leia), uma vez que os fabricantes de pneus recomendam pneus novos atrás e os usados na frente em caso de troca de apenas dois pneus, omitindo — irresponsável e criminosamente, eu diria — o fato de que um pneu na dianteira tendo chegado à TWI ou perto dela é um sério risco à segurança pelo alto risco de aquaplanagem.

O que a Continental fez, e merece todo o aplauso do AUTOentusiastas e de quem preza a segurança ativa foi aplicar uma segunda TWI, a TWI Wet (molhado), que corresponde a uma profundidade de sulco de 3 mm. Seguindo essa valiosa orientação, os proprietários de automóveis terão noção exata da profundidade de sulco que garanta um mínimo de drenagem de água, reduzindo drasticamente, se observada, as possibilidades da perigosa aquaplanagem. Muitas vidas certamente serão poupadas.

Parabéns, Continental! Que seja imitada logo.

BS



60 comentários :

  1. Tive uma péssima experiência com pneus continental. Comprei 5, tive bolha em todos na primeira semana e não trocaram. Nunca mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As bolhas vieram do que??

      Excluir
    2. Queimadura do sol...
      He he he

      Excluir
    3. Eu com meus pneus Boto Genesis que nunca tinha ouvido falar da marca, que vieram junto com o Focus mk1,5 que eu comprei a pouco tempo, os pneus estão perfeitos. No meu antigo celta usei pneus GoodYear e Firestone e nunca tive nenhum problema com bolhas. Você teve muito azar ou não sei o que vc fez com esses pneus, pq sempre ouvi falar muito bem dos pneus Continental.

      Excluir
    4. Nao rodei 100 km com eles, apareceu bolha em 1, nao quiseram trocar, comprei outro e apareceram bolha nos outro 4 na semana seguinte.
      isso foi no comeco de 2013, e os pneus estao pra "analise" ate hoje.
      Pessimo atendimento ao cliente. Continental nunca mais.
      Comprei 4 Pirelli depois e nao me arrependi.

      Excluir
    5. Não sei se é o caso, mas muita gente tem a mania de encostar os pneus na guia da calçada (ao estacionar de frente ou de ré), o que aumenta e muito a chance de surgir bolhas.

      Excluir
    6. Já tive problemas de bolha com pneus Continental, graças ao nosso maravilhoso asfalto. O que eu ouvia falar na época era que o pneu definitivamente não estava adaptado ao nosso "off-road urbano". Mas isso já faz muitos anos, agora o que tenho ouvido falar é que eles melhoraram e muito nesse quesito.

      Excluir
  2. Comprei 4 desses pela internet!! Ainda estou esperando chegarem. Até ví esse detalhe do TWI no site da Continental (lá eles estão chamando isso de WWI), mas não foi isso o que me fez bater o martelo. O que o fez foi ser o pneu de primeira linha mais barato que achei: R$ 293,55 a unidade na medida 195 60 R15.
    Eu já usei Continental em outro carro que tive e gostei. Estou com uma boa espectativa. Vamos ver como será.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mick Jagger27/06/14 00:15

      Semana retrasada estavam a R$ 195,90 com frete grátis, no site o extra.

      Ou ninguém compra, ou é desova de pneus "outlet".

      Mas você se dará bem com esses pneus. Tanto que daqui a uns 30k km terá que comprar outro jogo...

      Excluir
    2. Corsário Viajante27/06/14 08:26

      Tbm optei pela COntental por isso, achei bom custo x benefício. A pirelli, por exemplo, tem uma linha baata e muito ruim (phantom) e as demais muito caras.

      Excluir
  3. Eu coloquei 4 contipremincontact2 e faziam muito barulho, tipo um helicóptero. Após muitas indas e vindas à loja, trocaram por este contipowercontact. Achei um ótimo pneu para "uso civil" mas após 20Kkm já tem um desgaste considerável. Acho que com uns 30Kkm já chegam no TWI Wet...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa eu gostaria de ouvir, pneu fazer barulho de helicóptero...

      Excluir
    2. Bob, lembrava um helicóptero, sei que vc me entendeu. Era um ruído que aumentava a frequencia conforme aumentava a velocidade, parecido com a hélice do motor de um helicóptero quando dá a partida.
      Acredito que era defeito na banda de rodagem, pois fiquei mais de um mês levando o carro na loja - autorizada - da continental semanalmente. Fizemos vários testes, inclusive tive que mandar revisar minhas rodas, para verificar a existência de empeno. Andava com o "técnico" da loja para demonstrar o ruído.
      Após esse período e muita insistência, trocaram os 4 pneus como disse, por outro modelo.
      Conheço a qualidade dos pneus continental, não os comprei por "preço", mas narrei o que aconteceu comigo. OK?

      Excluir
    3. Bob,
      Eu já dirigi carro com barulho de helicóptero. Vinham dos pneus e era como a descrição do anônimo acima.

      Excluir
    4. Pois uma vez comprei pneus Firestone para meu fiesta (muitos anos atrás) e não faziam barulho de helicóptero, e sim de um boeing kkkkkkkkk, tanto que consegui trocar sem custo

      Excluir
  4. Corsário Viajante26/06/14 22:00

    Estou muito satisfeito com meus ContiPowerContact.
    Esta outra marca é ótima, assim a pessoa tem mais um indicador para saber se já é hora de trocar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corsário Viajante
      Mais importante, passa a ter consciência do perigo que é rodar no molhado com menos de 3 mm, que a transportará para outras marcas de pneus e vai obrigar a concorrência a aplicar o TWI Wet também.

      Excluir
    2. Corsário
      Coloquei em meu Polo e estou adorando esse pneu
      Muito melhor que os originais Goodyears
      Sao muito silenciosos e aparentemente macios
      Agora nao seu qto a durabilidade, mas os Goidyears duraram qse 70.ooo km !

      Excluir
    3. Mas de uma coisa eu tenho certeza. Poucos irão olhar essa marcação.
      Só para terem uma ideia, um amigo borracheiro me falou certa vez que o que ele mais atende, são carros com pneus onde até aparecem os fios de aço. E não são só nos carrinhos, a maioria são de grandes picapes e suves.

      Excluir
    4. Concordo com você CCN 1410. Muita gente acha que carro só precisa abastecer e sentar o traseiro no banco e sair dirigindo. Se perguntar se os pneus são calibrados toda semana eu até já sei a resposta, imagina o TWI então...
      Todo caso, esta com certeza é uma boa iniciativa da continental. Espero também que seja copiada pelos outros fabricantes.

      Excluir
    5. O que acho incrível é muita gente pensar em trocar o pneu só quando está careca, não faço idéia de onde tiram o parâmetro para concluir só aí que o pneu já não está mais próprio de ser usado.

      Excluir
    6. Isto até me faz lembrar uma vez que fui ver um clio usado para vender. O carro tinha entre 50 e 60 mil km e os pneus estavam quase neste estado. Além disso, o extintor de incêndio estava vencido e a correia de transmissão ainda era a original de fábrica. Pior foi quando perguntei sobre as revisões e a dona (sim, era mulher) disse que mandava o carro no mecânico amigo dela que ficava na esquina de casa (só Deus sabe se ele entendia de carro 16V). Final da história: não tive coragem nem de fazer um test drive no carro e fui embora dizendo que ia pensar!

      Excluir
  5. Tenho, ao contrário, uma ótima experiência com os Continental. Excelente iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mick Jagger27/06/14 00:16

      Isso que dizer que você tem uma péssima experiência e que a iniciativa é ruim?

      Excluir
    2. Literalmente, excelente iniciativa da Continental, de cujos pneus só tenho boas impressões.

      Excluir
  6. Pedro de Albuquerque26/06/14 22:26

    E ainda tem gente que aumenta a largura original do pneu por "beleza" e "estabilidade"...

    ResponderExcluir
  7. Essa história de pneus bons e ruins é curiosa, pois vejo até reclamações de Michelin com bolhas... O pessoal ou é azarado ou anda em campo minado, até os pneus de segunda linha estão muito bons ultimamente!
    Quanto à Continental fica o meu parabéns pela idéia, é muito bom ter a segurança de dirigir sabendo que as chances de aquaplanagem estão reduzidas e a hora certa de trocar os "sapatos"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, em qualquer produto industrializado pode-se dar azar sim. Mas acho que também tem o fato de muita gente ser relaxada mesmo. Não calibram os pneus (já vi muita gente conhecida que só calibram os pneus quando estão visivelmente murchos) e também tem aqueles que tem hábito de encostar o pneus nas guias das calçadas (ao estacionar de frente ou de ré).

      Excluir
  8. Certamente será copiada muito brevemente.
    Principammente porque tende a aumentar a venda de pneus, e menos porque salva vidas.

    ResponderExcluir
  9. Caro Bob.
    Depois de ler review de muitos usuários de varias marcas de pneu nos EUA eu escolhi os pneus dos meus dois carros de acordo com a durabilidade.

    Achei um modelo que 90 % dos usuários conseguem mais que 70 mil milhas, inclusive esse pneu tem garantia de 85 mil milhas naquele pais, caso termine antes é devolvido ao dono o valor proporcional.

    Enfim depois dessa historia. Espero não ter problema falar a marca e modelo do pneu não estou fazendo propaganda.

    O pneu é o Kumho/ Marshal Solís KR21.

    Ai vem minha duvida.

    Comprei para um carro medidas 195/60r15 Kumho Solus KR21
    Comprei para o outro carro 195/70r14 Marshal Solís KR21

    São os mesmos pneus! Pesquisei e o fabricante produz os dois nomes por dificuldade de pronuncia em alguns mercados (???)

    Os Marshal Made in China
    Os Kumho Made in Vietnam.

    Agora minha duvitem uma diferença. Se são o mesmo modelo como o Treadwear é diferente. Um é 640 outro é 680. Como pode isso? Como é feito o teste de algo mais que 9k km? É comparado desgaste dos mesmo em relação ao padrão 100 dentro da marca ou todas as marcas existentes são comparadas a um pneu referência do órgão que faz o teste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 26/06/14 23:23
      Certamente existem critérios para essa avaliação, que desconheço, daí os treadwears diferentes. Nada sei lhe dizer além disso.

      Excluir
    2. amigo, tenho que concordar, esses pneus me deram um tapa na cara!

      aqui em cara temos um Cruze LT em 2013 e vieram com pneus Kumho, no começo fiquei receoso, mas já estou com 75 mil km e os pneus estão pedindo uma troca já, mas nunca tinha rodado tanto com algum pneu, sempre chegava a 50 mil k e olhe lá!

      Excluir
    3. Anônimo, comprei um par destes Kumho KR21 na medida 205/60 R15 e fiquei até espantado com o treadwear, pois o outro par que estava no carro é o Nexen CP661 com treadwear 400... As duas marcas são boas, mas os Kumho me pareceram mais confortáveis com o mesmo nível de aderência dos Nexen. Agora por ter trocado as rodas estou experimentando a marca Regal, que é produzido sob licença da Dunlop na África do Sul, pneus excelentes até agora e paguei tão barato que dá até vergonha... 270 reais na medida 225/45 ZR17! Existem muitas submarcas desconhecidas e de ótima qualidade, o porém é ser importado, mas em SP acha-se tudo!

      Excluir
    4. Acredito que a comparação do treadwear aconteça dentro dos pneus da mesma marca. Ou seja, quem tiver o maior treadwear dentro da linha é o mais durável daquela marca.

      Ai todos erram comparando o treadwear de uma marca a outra. Pois as vezes um treadwear de 600 de uma marca dura menos que o de 400 de outra. Pois a referencia que foi feito o teste era totalmente diferente.

      Acredito que deveriam ser padronizados.

      Se fossem padronizado a todos fabricantes... Os Kumho e Marshal no modelo KR21 por exemplo teriam o mesmo resultado no teste. Pois são o mesmo pneu!!

      Excluir
    5. Olha Dudu. Isso porque os pneus do Cruze são outro modelo da Kumho mesmo durável que os Solís KR21.
      Olhe o modelo e nos relate. Acredito ser o KH25 com borracha mais mole.

      Excluir
    6. Beta Romeo28/06/14 23:36

      Pode ser pela diferença das medidas. É pouca diferença, mas como são pneus que duram bastante acaba influenciando. Mesma profundidade dos sulcos, mas com diâmetros diferentes acaba tendo diferença nas distâncias percorridas.

      Excluir
    7. Beta Romeo28/06/14 23:38

      E como se pronuncia Kumho???

      Excluir
    8. Eu falo "Cumo"

      Excluir
    9. Em lojas já vi pronunciarem "cunho".

      Excluir
    10. Ta explicado porque o fabricante produz a linha com 2 nomes rs.

      Excluir
  10. Carlos Eduardo27/06/14 00:34

    Bob, a Continental já faz isso em outro modelo deles tem um bom tempo, o ExtremeContact, excelente pneu inclusive:
    http://www.tyrereviews.co.uk/images/tyres/ExtremeContactDW.jpg
    Quando o W apaga o pneu não é mais recomendado para andar no molhado (acredito que nos 3mm também)

    Também no ExtremeContact DWS, onde o S é para neve
    http://www.ridelust.com/wp-content/uploads/2011/04/ExtremeContactDWS_2.jpg

    ResponderExcluir
  11. Olhando a tabela de medidas, vi algumas surpresas: há medidas perfeitamente compatíveis com carros mais antigos, leia-se aí veículos de 25, 30 ou mais anos de fabricação, pois há medidas que já foram muito usadas no passado, como 185/60 R14 e 185/70 R14.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que essas medidas que citou são usadas em carros mais novos, há várias versões de carros pequenos (cito o Renault Clio, tenho um) usam pneus 185/60 R14, já a 185/70 vi há um tempo em alguns utilitários.

      E é exatamente o mesmo pneu que tenho no meu Clio, que já usava antes no meu Escort XR3.

      Excluir
  12. Opa, acabei de trocar os borrachudos do carro aqui de casa continental powercontact ecopro3 e estão lá os indicadores de desgaste em piso molhado, com uma elucidativo desenho de uma gota na borda dos sulcos inclusive

    ResponderExcluir
  13. Seria bom frisar que a chance de o carro aquaplanar é MAIOR quando atinge a marca TWI Wet, porque senão as cavalgaduras que fazem o nosso trânsito um caos total vão sair em dias de chuva estrada afora, com o pé na tábua, achando que não haverá aquaplanagem porque o desgaste não chegou àquela marca.
    Carlos
    Porto Alegre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado. Vai ter maluco achando que, por o pneu não ter atingido a tal marca ele não aquaplana......

      Excluir
    2. É isso aí mesmo Anônimo 27/06/14 08:28,

      O pior é que o país todo está cheio de "Seninhas" que se acham o máximo em pista molhada. E ai matam e se matam.

      Excluir
  14. Acabei de ver no site da goodyear http://www.goodyear.com.br/pneus-carro/conservando-pneu/perguntas-frequentes/pneus-novos/ e achei estranho ,eles recomendam a colocação de pneus novos atrás!,coisa de louco! ( eu sei,é cliche rssssrsss) .

    ResponderExcluir
  15. Como é essa questão da durabilidade dos pneus?? Tenho Goodyear Eagle GT no meu Astra que estão chegando aos 40.000 km e estão entre os 1,6 mm de sulco do TWI e os 3 mm que o Bob sempre defende. No local que trabalho os carros tem pneus trocados, pelo que sei, geralmente em torno do 40~45 mil km. Mas outro alí em cima falou em pneus para 85 mil MILHAS. Outro que seus Goodyear chegaram a 70.000 km.
    Como que é isso?? Os meus duraram pouco ou tem gente exagerando?? Vai muito de como o carro é usado?? Lembrando que costumo fazer rodízio a cada troca de óleo e procuro manter o carro sempre alinhado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende muito das condições de rodagem e do estilo de direção. Conheço pessoas que fazem 100 milhas por dia nos EUA. Eles saem de casa a 50 km/h e em 1km entram na Highway. A partir daí são quase 80 km rodando no piloto automático praticamente em linha reta a 100 km/h. Não acelera, não freia, não faz curva forte, nada. Aí o carro dura meio milhão de quilômetros e os pneus fazem 130.000 km mesmo.
      Christian

      Excluir
    2. Depende de onde e como o carro é usado, mas principalmente do carro. Tem carros que por sua geometria consomem mais pneu. O meu pai teve um corolla que aos 80Kkm estava com os P7 originais e não haviam chegado ao twi.

      Excluir
  16. BOB, pneus novos sempre na dianteira, inclusive para carros com tração traseira?

    ResponderExcluir
  17. Há coisa de 40k km coloquei 4 ContiPower Contact no meu C4 2.0 Hatch. Gostei bastante deles, firmes e com boa aderência. Em uma recente viagem ao Sul de Minas, na BR-381 a regulamentados 110km/h e ouvindo música, "do nada" o carro começa a vibrar absurdamente. Abaixei o som e fui pro acostamento. Meu pneu traseiro esquerdo havia dechapado completamente. Talvez um furo "imperceptível" que foi esvaziando o mesmo lentamente ao longo do trecho e findou em sua destruição. Continuei a viagem a 90km/h usando o estepe-manco e na cidade que visitei a trabalho (Lambari-MG), comprei um Toyo de mesma medida dos demais com meia-vida e retornei para Belo Horizonte (R$50,00). Como estavam com mais de 40k km, acabei trocando por 4 Michelin Primacy 3.

    Anônimo27/06/14 12:46, até onde eu sei pneus novos sempre na traseira, mas o Bob Sharp vai te falar com mais propriedade sobre, rs...

    ResponderExcluir
  18. Uso os pneus até próximo da TWI sem problemas. Trocaria ao atingir 3mm de profundidade se tivesse financeiramente melhor. Motoristas cautelosos sabem qual o grau de desgaste dos seus pneus, e o quanto devem maneirar em pista molhada. Não há santo que salve vidas de motoristas incautos.

    ResponderExcluir
  19. Anômalo 27/06/14 15:53
    Em nome da sua segurança, reveja sua crença. Imprevistos acontecem.

    ResponderExcluir
  20. Que bom. Bom para o consumidor que vai estar mais alerta para a importância de pneu bom no molhado, e bom para as fábricas que ganham mais. Essa é o tipo da ideia, fenomenal rsrsrs

    ps: Acho que as fábricas recomendam colocar pneus novos atrás porque em um processo jurídico, sair de traseira tem muito mais apelo do que sair de frente.

    ResponderExcluir
  21. Ótima iniciativa, mas não compraria nenhum pneu com wwi no Brasil atual.
    Alguma " ótoridade" me para, olha para pneus no wwi e até explicar que focinho de porco não é tomada....... estou de carro no guincho ou com documento apreendido.

    ResponderExcluir
  22. Tá aí uma marca que gosto! Já tive problemas com quase todas as marcas, mas nunca com a Continental. No episódio com a Goodyear, no qual os pneus estavam beirando o TWI aos 8000 km rodados, foi preciso recorrer ao Judiciário, e ganhamos a causa. Nos outros casos, os defeitos se manifestavam já depois de um tempo, mas muito antes do fim de vida útil aceitável. A velha, imunda, desonesta e banalizada resposta das lojas todos conhecem: mau uso.

    Mas curiosamente, a Continental já usava o TWIW em sua segunda linha, a Barum, já há alguns anos. Inclusive ele vinha com o desenho de uma gotinha, de modo a não deixar dúvidas.

    Bem, em relação ao limite de 1,6 mm, digo que nesse ponto o pneu já está completamente imprestável para o molhado. Para dizer a verdade, muito antes disso. Acredito que a moda de pneuzão/rodão agrava os efeitos do pneu gasto, já que é sabido que, quanto mais largo pneu, maior é a tendência a aquaplanar.

    Na viagem que fiz há alguns anos há Argentina, aconteceu um episódio curioso. Rodávamos sob chuva, nem tão forte, e carros semelhantes chegavam em nós com relativa facilidade. Estávamos em um Astra 2010 calçado com 205/55 R16. Apertei um pouco o ritmo, mas as frequentes aquaplanadas assustavam. Minha mulher até comentou: Pô, tamo aquaplanando desse jeito, como é que esses caras tão conseguindo rodar?!?! Eu ainda tinha 3,5 mm se sulco!!!

    Chegou a hora da troca, cocei o bolso mais fundo e coloquei os Continental ExtremeContact DW, medida original. Custou pesados R$ 400,00 cada. Interessante é que quando o `W` (wet) gravado em sua banda de rodagem some, indica que ele já não é mais indicado para a condução no molhado. Quando por sua vez o `D` (dry) é que chegou a hora da troca. Mas o desempenho do pneu é de fato soberbo. A velocidade com que se roda no molhado com segurança surpreende.

    Lembro que o pneu gasto, dada a incapacidade de drenar a água, é obrigado então a empurrá-la para os lados e para a frente. Empurrada para a frente, a agua espirra e volta na frente do carro, molhando ainda mais o para-brisa. Parece brincadeira, mas quando se anda com pneus novos, a visibilidade melhora! Claro que isso se dá em velocidades mais elevadas e trechos com bastante agua.

    Já que o assunto é segurança no molhado, gosto muito de usar os chamados "repelentes de água". O Rain-X é incrível. Acima de 80 km/h o vento retira as gotas de água de tal forma, que é perfeitamente possível andar sem usar os limpadores de para brisa. É chato de aplicar, mas quando corretamente aplicado, é excelente.

    Abraço

    Lucas CRF



    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.