PORSCHE 911, PUREZA


pu.re.za
sf (puro+eza) 1 Qualidade de puro. 2 Estado do que não está turvo ou sujo; limpidez. 3 Qualidade do que é isento de corrupção. 4 Estado ou qualidade do que não tem mácula moral. 5 Inocência, singeleza. 6 Castidade, virgindade. 7 Genuinidade. 8 Vernaculidade (na linguagem, no estilo). 9 Correção, elegância. 10 Bel-art Finura, nitidez. 11 Perfeição. 12 Bot Arbusto liliáceo (Yucca gloriosa).


PK

27 comentários :

  1. Muuuuiiiiito bonito... obrigado pelas fotos!
    O legal é que por coincidência as fotos que você tem publicado, tem o formato certo para usar como papel de parede no meu tablet!

    ResponderExcluir
  2. Eis o significado de atemporal!
    O tempo passa, o tempo voa, e o banco bamerindos sifu... não importa o carro continua bonito pra $aralho!!!

    ResponderExcluir
  3. Justamente por isso é que eu me revolto cada vez mais, quando me deparo com aquele aborto do Panamer(d)a.
    Um estupro cometido contra uma entidade séria, como o 911.
    Seu Ferdinand se revirou e fugiu do tumulo...
    Romeu.

    ResponderExcluir
  4. F250GTO,

    Em fotos o Panamera é realmente estranho, para não dizer feio. Mas ao vivo o carro é interessante. Eu mudei de opiniâo quando ví um rodando.

    Pense em como é difícil para a Porsche a decisão de fazer uma ruptura com o 911. Os executivos não gostam de correr riscos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Magnífico PK. Qualquer palavra é pouco para descrever estas imagens do 911. O Romeu tem um pouco de razão ao criticar o design do Panamera. Os executivos da Porsche deveriam ter ousado um pouco mais na identidade do carrão.

    ResponderExcluir
  6. Oba! Overdose de super fuscão é remédio, ou, no mínimo colírio.
    Lembro bem de uma vez (1991) quando fui defender uma materia optativa na graduação, o Professor na época acabara de fazer seu doutorado na Alemanha, e numa conversa com mais uma meia duzia de colegas ele abriu sua agenda e mostrando um nome a todos disse: este cara foi meu colega de doutorado em Aachen e trabalha na Porsche. O nome do cidadao era Wendelin Wedeking. Eu e meus colegas nao demos muita bola, porem poucos anos depois o cara se tornou presidente e aquela altura do campeonato, já havia me mudado e nao tinha mais contato com o professor. Uma pena.
    Faço questao de falar um pouco da gestao deste cara para desmistificar um pouco o que hoje acontece com a gama Porsche e que gera comentarios diversos.
    O primeiro lançamento de impacto dele foi o Boxter em 96/97 pois constataram que a idade media dos compradores de 911 era muito alta (acima de 50 anos) e portanto precisavam um carro de "entrada". Dizia sempre em entrevistas "every product must have a profit" e levando isto ao pé da letra, lançam o bem sucedido Cayenne onde ganharm dinheiro a rodo, levando o valor das ações à estratosfera e deixando o corpo de acionistas rindo de orelha a orelha. Mais recentemente chegou o Panamera que fez outra parcela dos 911 fãs torcerem o nariz.
    Só que na minha opiniao há duas formas de ver isto: sob a ótica dos puristas, e a ótica dos práticos. O que quero dizer é que na verdade acho que o Sr. Ferdinand deve estar é batendo palmas no tumulo pois afinal de contas ele sabe que o seu super fuscão só está vivo graças a estas manobras inteligentes que deram competitividade à empresa e permitiram a ela sobreviver ao bombardeio japonês e tantas outras opções de mercado quase ou igualmente tão rápidas, mas por uma fração do preço do 911.
    Tambem acho (opiniao minha) que o consumidor apaixonado por 911, um dia se vê com a necessidade de levar uma sogra, um cachorro, o namorado da filha (separadamente ou todos juntos) e ele vai optar por um Cayenne ao inves de ter que migrar de marca por nao existir a opção dentro de casa, e isto está errado.
    Resumindo: uma coisa é a paixão (911), a outra é a sobrevivencia do business e é aí que o bicho pega.
    Nao me importo com o que venham a fazer. Se no futuro quiserem fabricar carrocerias de onibus urbano ou empilhadeiras, OK! se for para dar sustentabilidade ao negocio.
    Ao menos assim vou poder continuar vendo a familia 911 cada vez mais afiada tecnologicamente.
    P.S. Até onde sei, o 911 era para ter morrido com o lançamento do 928 em meados de 70, mas graças ao bom Deus, isto nao foi levado a frente.
    FERNANDO RD

    ResponderExcluir
  7. Posso até concordar com alguns argumentos que defendem o Panamera e outros projetos.
    Mas não consigo aceitar um 911 com 4 portas. Tambem já vi um de perto, ao vivo e a cores.
    Continuo considerando isso, uma heresia.
    Podem fazer onibus, caminhão, SUVs (arrghh!), tanques de querra, etc., com a marca Porsche.
    Mas sem mexer nas linhas do sagrado 911.
    Só isso!
    Romeu

    ResponderExcluir
  8. Fernando RD,
    Eu não teria escrito algo melhor para explicar Panamera e Cayenne.
    Concordo com tudo que disse.
    Abraço.
    PK

    ResponderExcluir
  9. Romeu,

    OK, sem problemas. O Cayenne não desce muito bem para mim também. Já o Panamera eu acho bacana.

    Valeu,

    PK

    ResponderExcluir
  10. O PK que tenha um pouco de paciencia comigo por encher seu espaço mas este assunto Porsche&afins é riquíssimo e inesgotável. Quem acompanhou de perto a gestao do Wedeking (que aplicou a escola Toyota de produção enxuta), sabe a que a Porsche era a montadora mais rentável do mundo durante quase toda decada que passou (nao sei se ainda é). Até hoje nao estao muito claros para mim os motivos da sua saída (acredito até que envolva ciúmes da familia Porsche e Piech), mas me chamou a atenção o valor do seu "acordo" ano passado. Uma bagatela de 50 milhoes de Euros. O que ainda é menos do que ele ganhou em 2007 que foram 72 milhoes de Euros pois o seu contrato permitia que ele recebesse 0.9% dos lucros, o que o lançou para o posto de executivo mais bem pago daquele ano, provavelmente deixando muito medalhão conhecido comendo poeira.
    Arrisco a dizer que se nao fosse o Cayenne e mais recentemente o Panamera (heresia ou nao) que está vendendo muito bem, a fabrica teria sucumbido, ou, na melhor das hipóteses, estaria hoje respirando graças a um capital chines ou indiano a exemplo do que vemos com Volvo cars e Jaguar.
    Como legado ao 911, o GT3 foi cria sua, o que mostra que ele nao era 100% financista.
    FERNANDO RD (esqueci minha senha, um dia destes eu volto a lembrar)

    ResponderExcluir
  11. Junior-Big25/12/10 20:23

    PK suas fotos falam por si...
    Excelente post! Afinal uma imagem vale mais do que mil palavras!
    Parabéns!

    Boas Festas à todos!

    ResponderExcluir
  12. Guilherme M.25/12/10 20:35

    As fotos estão ótimas, e me lembraram um pouco algumas propagandas da Citröen.
    PK, quem tirou estas fotos, e onde? Vc sabe?

    ResponderExcluir
  13. Pra mim o formato 911 se define num 911 S dda sérioe 901. |Rodas Fuchs, os cromados discretos, faróis auxiliares...

    Fernando RD

    Perfeito, enquanto produzirem 911, façam o carro que quiserem.

    Pra qquem não sabe, a Porsche já tinha desenvolvido um outro 4 portas, o 989.
    Até uma minivan estava prevista.

    ResponderExcluir
  14. Concordo com tudo que o Fernando disse e sempre defendí esses pontos de vista nas conversas de botecos com outros autoentusiastas amigos.
    Mas o Cayenne é um mostro super vitaminado e o Panamera, sei lá, parece uma bisnaga meio amassada... É baixo, esticado, alargado e com umas rodas gigantes!! Isso porque rodei ao lado de um branco, que até miniminiza a carranca, por uns bons quilómetros...
    O 911 "essesncial" é o S 901, o mais belo de todos!!!

    ResponderExcluir
  15. Fernando RD,

    Se eu não tivesse paciência não faria um blog! Seus comentários são bem-vindos.

    O Wiedeking perdeu o cardo depois que sua tentativa de fazer a Porsche ser dona da VW falhou e aconteceu exatamente o inverso.

    Veja aqui; http://autoentusiastas.blogspot.com/2009/11/20112009-porsche-sports-cars-division.html

    Abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  16. Guilherme M,

    As fotos são minhas e foram feitas no estacionamento do Parque Villa Lobos em São Paulo.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  17. Marcelo Augusto25/12/10 22:32

    A vantage do Cayenne é que dá para usar todo dia, passando lotado em lombadas e valetas, sem perder a frente em acessos a certos estabelecimentos e garagens E dá pra viajar com toda a família nas férias, ao invés de ter de usar os tradicionais sedãs da dupla Honda/Toyota, e deixar o 911 na garagem.

    Eu encaro estes SUVs de monobloco (os de chassis a lá tio sam são de lascar...) como carro de rally, dá pra dar lenha à vontade, e são perfeitos para as ruas brasileiras. Infelizmente temos que nos adaptar à nossa realidade...

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. PK
    parabéns pelas fotos.
    Fernando RD traduziu mto bem a realidade. Com tanta reviravolta por aí, é fundamental criar estratégias para manter a marca saudável.
    Os 911 certamente seguirão clássicos, e muito bem cuidados como as estrelas da festa.
    Vide o belíssimo 911 Sport Classic, lançado em 2009...
    abs

    ResponderExcluir
  20. Os novos 911 podem ser mais potentes, ter mais tecnologia...mas esre 911 das fotos é insuperável em beleza. Realmente é a pureza em seu estado clássico. E as fotos show de bola.

    ResponderExcluir
  21. PK, lindas fotos!!!

    FRD, mandou bem, comentário muito pertinente.

    Marcelo Augusto, eu ainda preferiria ter a Porsche e uma perua, também alemã, pra levar a família... hehehe... podendo ser do grupo ou não...

    Abs

    ResponderExcluir
  22. Achei o link que já tinha visto há algum tempo comparando um Super Fuscao (Carrera 4s) com uma Super Kombi (Cayenne Turbo). Nao é necessário um ingles shaksperiano para entender o recado dado pelos tempos de volta de ambos.
    Nao faz sentido levar a sogra, o labrador e o futuro genro desta forma indecentemente rapida.
    Mas a furia está lá para quem quiser usufruí-la.

    http://www.autocar.co.uk/car-video/porsche-cayenne-turbo-vs-911-carrera-4-video/

    FERNANDO RD

    ResponderExcluir
  23. Fernando, eu conhecia esse vídeo. Muito bom. Mas realmente prefiro ir de 911 do que de Cayenne.
    PK

    ResponderExcluir
  24. Até aí eu prefiro ir de RS... hehehe... Olha o video associado, comparando o RS com o Carrera... Que powerslide heeeeim!

    E Feliz 2011 pra nós!!! Que todos consigamos, nem precisa ser um RS, mas que consigamos ao menos dirigir carros que fortalecem ainda mais nosso entusiasmo...
    Neste sentido não posso reclamar de 2010.

    Abs

    ResponderExcluir
  25. Parabens PK pelas fotos e ao fernando RD pela belissima analise.
    O que não me impede de continuar achando o Cayenne e o Panamera dois trambolhos !
    As unicas variações ao 911 que eu aceito integralmente são o Boxter e o Caymann.
    Antonio

    ResponderExcluir
  26. Pensei em postar aqui, por causa do Porsche no filme...
    Caramba! Comecei a assistir Le Mans (o filme) agora e vcs acreditam, que logo aos 2'30", eu fiquei preocupado com um "pardal", é o fim da picada, dirigir no Brasil é pra deixar qualquer um neurótico!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.