BMW X6, INTRIGANTE


O BMW X6 já é uma figurinha carimbada no AUTOentusiastas. Sua proposta inovadora com um desenho chamativo e apreciado pela grande maioria das pessoas é uma contradição. E como o ser humano tem muita dificuldade em conviver com contradições, o X6 gera boas discussões e questionamentos, seja em posts ou em comentários dos leitores. Já falamos muitos sobre ele por aqui. Mas de fato nenhum de nós do AUTOentusiastas teve a chance de dirigir o SAC, como a BMW o chama.

SAC de Sports Activity Coupe, algo como veículo para atividades esportivas. Acho que esse nome não tem nada a ver! Mas seja lá como o chamam, ele é um bicho diferente. Um X5 cupê. E é bacana. Muito mais bacana do que um X5. Mas é bacana de andar?

Cheguei cedo em a uma confraternização de final de ano num sítio no interior de São Paulo. Fui um dos primeiros. Quando cheguei vi um X6 estacionado, do dono do sítio. Não tive dúvida e pedi a chave, que gentilmente me foi cedida. Nem olhei muito o carro! Abri a porta e já sentei ao volante. Percebi que o carro era blindando. Aborreci-me, pois detesto qualquer carro blindado. Mas logo me lembrei que as blindagens mais novas pesam menos de 200 kg. Não seria um problema para a performance esperada. E não é todo dia que se consegue a chave de um X6.


Bancos dianteiros excelentes, confortáveis e com um bom suporte.
Todos os ajustes são elétricos

O dono insistiu em me ensinar o funcionamento da alavanca seletora do câmbio, uma caixa automática convencional de 6 marchas. Eu querendo sair logo e ele me explicando. Até que foi bom, pois tem um macetinho para sair do parking e para engatar a ré e. Nada que eu não teria descoberto. Bolsa com a câmera já abordo, convidei minha esposa que já estava entusiasmada em andar no carro. Ela aceitou prontamente, mesmo eu a alertando que seria um teste, mesmo que rápido, e não uma simples voltinha. Fiquei super feliz ao tê-la como companheira. E ela se comportou bem melhor do que o esperado e não atrapalhou o ritmo alucinante com que eu fuçava nos comandos, aprendia sobre o carro a medida em que ia dirigindo, pensava no seu comportamento, e imaginava e trabalhava nas fotos. Foi legal.

Queria sair logo do sítio para não ter que levar mais uma mala. Com os 200 kg da blindagem não queria levar mais ninguém! Então ela subiu a bordo, dei uma ajustada meia boca no banco, com tudo que é comando elétrico, inclusive encosto de cabeça, e saí logo dali para não dar a chance para outros. Que egoísmo o meu! É isso mesmo. As vezes é bom.


Mostradores simples e objetivos, mais clareza impossível, como em todos os BMW

Parei mais adiante, ajustei corretamente o banco e volante, com ajuste elétrico também, e parti para o iDrive, aquele comando que existe em todos os BMW modernos que controla as funções do carro. Eu queria encontrar os ajustes de suspensão e de performance. Não achei nada ajustável. Mas naquele momento descobri que se tratava de um modelo com tração integral, no caso da BMW, tração xDrive. Uma das telas do mostrador central mostra a distribuição de torque em tempo real em cada roda. O xDrive usa a distribuição de torque para fazer correções na trajetória podendo controlar o torque em cada roda.


XDrive, tração integral inteligente que distribui o torque em cada roda
de acordo com a tração

Saímos do sítio e pegamos uma estrada de terra em bom estado e pouco acidentada. Nesse momento eu ainda não tinha observado as medidas dos pneus, mas sabia que eram bem largos. Para meu espanto o X6 rodou macio, muito macio e confortável. Algumas aceleradas e forçadinhas nas curvas para ver o xDrive trabalhando através das setas vermelhas que indicam o torque em cada roda se alterando em tempo real no mostrador digital. Claro que com um carro de 325.000 reais, que não é meu, não pude nem chegar próximo do limite. Minha esposa também não deixaria...


Surpreendentemente macio mesmo em estradas de terra

Antes de chegarmos na estrada pavimentada passei com mais vigor numa rotatória; carro na mão. Peguei o acesso para a estrada e pé embaixo! Estranho, pois esperava algo muito mais vigoroso. O telefone tocou e minha esposa atendeu meu sogro. Ela falou para ele que estávamos num carro espetacular. Ele perguntou que motor o carro tinha. Eu afirmei categoricamente que era um V-8. Seguimos enquanto eu brincava bastante com o acelerador mas não me empolgava. Pensei sobre o efeito da blindagem na performance. Não me convenci de que esse era o problema. Veja bem, o problema na realidade não é que a performance era ruim, só não era a que eu esperava diante de um V-8.


Alavancas de trocas de marcha no volante
Nos dois lados pode-se aumentar ou diminuir marchas
Pela frente, com o polegar, se reduz, por trás se aumenta as marchas

Não aguentei e parei no acostamento. Documento do carro encontrado e a resposta também. Sob o capô um 6 cilindros - em linha - de 3,0 litros. Na minha cabeça, acho que para combinar com o desenho do carro, sempre pensei que os X6 fossem todos V-8. Na verdade sempre que imagino um X6 o M, animalesco, é que me vem à cabeça. Mais de 2 toneladas de peso (2.070 kg), mais a blindagem e dois adultos, e eu querendo acelerações alucinantes. Só se fosse o M mesmo!

Na saída do acostamento decidi medir o tempo de 0 a 100 km/h. Caixa no modo automático, pé no freio, aceleração total, quando ponteiro dos segundos chegou na posição determinada soltei o freio. Olho no velocímetro, 100 km/h, olho no relógio e a marca de oito segundos, talvez sete. Tanto sete quanto oito segundos são excelentes. A BMW divulda 6,7 segundos. A diferença está na blindagem.


Um emblema pode indicar muita coisa

Se eu fosse menos ansioso e tivesse reparado no emblema na porta, XDrive 35i, eu pelo menos saberia que não se tratava de um V-8 e que a tração é integral. Mas eu nunca saberia a cilindrada do motor. Eu já desisti de tentar acompanhar as designações da BMW e da Mercedes. Os caras se estreparam com a nomenclatura ligada a cilindrada, pois hoje em dia motores menores tem muito mais potência que motores maiores de anos trás. O lógico seria que esse X6 fosse designado com XDrive 30i. Mas esse motor 3.0 litros tem 306 cv. Mais que muitos outros 3.5 litros. E o mais impressionante é o torque, 41,5 m.kgf já a 1.300 rpm. Isso graças aos dois turbos gêmeos, um para cada três cilindros, e a injeção direta.


Motor 6 em linha com turbos gêmeos, e invisíveis
Reforços na estrutura, uma barra transversal logo atrás do radiador,
e mais uma de cada lado, bem menores e na diagonal
unindo as torres da suspensão à base do para-brisa

Enquanto eu pensava em tudo isso, fiz um comentário para minha esposa assim que acelerei no primeiro retão: que carro alto! Achei o X6 muitíssimo alto e isso me gerou alguma insegurança ao pisar fundo. Imediatamente lembrei do M3 e não consegui entender o sentido daquela altura toda. Foi então que minha parceira exclamou: nossa, é exatamente como eu gosto! Como eu estava envolvido com outras questões achei melhor não iniciar uma discussão. Ela não me entenderia e o oposto também. Com 40 anos a gente já sabe em quais discussões vale a pena entrar.


A altura elevada contribui para uma ampla visão à frente,
mas o teto rebaixado e a traseira alta acabam com a visão traseira.
Os retrovisores externos são grandes
 e para manobrar há uma câmera de ré além de sensores 

Na parada no acostamento eu aproveitei para olhar as medidas dos pneus, 255/50R19 na frente e 285/45R19 atrás. Belos “talalargas”. Fico sempre impressionado com as suspensões modernas. Carros com pneus assim num passado não muito distante seriam indirigíveis em ruas e estradas ruins, e muito menos em estradas de terra. A direção também é precisa, mas achei um pouco “solta” demais em altas velocidades. O X6 é extremamente confortável, e impressionantemente estável ao mesmo tempo. O medo de acelerá-lo com seus 1,69 metro de altura acaba rapidinho. Acelerando e conversando com a mulher acabei me desligando do velocímetro. Quando olhei a velocidade me surpreendi. Não posso contar a quanto estava, mas era bastante, porém a sensação de segurança era total e a mesma que se eu estivesse a uns 80 km/h a menos num carro normal. Daria pra fazer um trecho de 100 km em meia hora sem ficar tenso. Ah, uma Autobahn! Mas nem por isso eu passei a gostar de carro alto!


Rodas grandes ajudam no visual do X6

Fizemos o retorno e voltamos. Aí minha mulher quis dirigir. Sua ideia era voltar no trecho de terra. Eu, que queria andar mais no carro, sugeri mais uma volta na rodovia. Então ela pegou o volante e já na reta disse: esse carro me deixa tensa! Para quem anda de Corsa eu achei bem normal esse sentimento. Ela relutou em acelerar forte, mas depois da minha insistência topou. Sua palavras foram:

“Definitivamente não preciso, não preciso de um carro desses. Quem é que precisa de um carro desses? Qual é a utilidade desse carro?”


O X6 impressiona as mulheres, ao volante ou não

Já cansei de refletir sobre isso e não cheguei a nenhuma explicação racional que não incorra em alguma crítica ao seres humanos por desejarmos coisas que nem sabemos por que queremos. Aprendi com amigos do AUTOentusiastas que podemos gostar ou desejar algo simplesmente porque é legal, bacana ou nos encanta. Também tenho aprendido que não podemos viver sem contradições e que é melhor não tentarmos explicá-las, simplesmente aceitá-las.

Por isso, eu retiro qualquer crítica que eu possa ter feito ao X6 por não compreendê-lo por completo. E agradeço a BMW pela coragem de fazer algo que foge dos padrões do que consideramos normal e ao mesmo tempo nos proporcionar prazer, em várias formas.

O X6 é o carro mais intrigante que conheço.

PK


Painel típico dos BMW, sóbrio, elegante e funcional. Perfeito!

Alavanca de trocas de marcha.

Coupé!

Na traseira apenas dois lugares, mas muito confortáveis.

Porta-malas com capacidade para 570 litros.
A tampa tem acionamento elétrico para abrir e fechar.

Faróis de xenônio e com "angel eyes", verdadeiras jóias.

A grade dupla, identidade da marca.


E agora as de "corpo inteiro".

60 comentários :

  1. É um automovel para quem marcou um "X" em todas as alternativas.

    ResponderExcluir
  2. so alemaes criam conceitos,inovam.daqui a pouco veremos algum lexus assim.se eque ja nao tem...

    ResponderExcluir
  3. “Definitivamente não preciso, não preciso de um carro desses. Quem é que precisa de um carro desses? Qual é a utilidade desse carro?”
    Sua mulher é sábia. Faço minhas as palavras dela...

    ResponderExcluir
  4. Posso estar sendo extremamente injusto com o alemão... Mas este carro me parece um Belina 4x4. Não no visual ou motor, obviamente. Mas nos conceitos.

    Grandalhão externamente mas com um espaço interno diminuto. 4WD para quê? Não temos neve... Tão pouco iríamos em sã consciência utilizá-la nos atoleiros. Não é um esportivo de puro sangue para aproveitar-se da tração em um "pulo" de saída de farol ou curvas no limite.

    Desempenho de carro esporte, para um monstro pesado. 300hp e +200km/h em um monstrinho de 2 toneladas. Me remete aquelas pick ups gigantes americanas com motores obscenos (A antiga Lightning, a RAM 3500, etc...). Acho perigoso apesar de todo desenvolvimento do conjunto.

    Sem contar que, para mim, o veículo tem uma verdadeira crise de identidade. Frente de sedã médio, traseira de fastback em suspensão de jeep.

    Sua "identidade" lembra minha velha Belina... Projeto Renault com motor Volkswagen e acabamento Ford. Uma salada automotiva!

    Não que seja ruim. LOOONGE disso! O carro deve ser muito bom como a maioria absoluta dos bávaros!

    Mas tenho um "Q" com esta série X, que não me satisfaz.

    ResponderExcluir
  5. Marcusthedriver07/12/10 10:23

    Bah... que carro!!

    Já andei na X5 modelo antiga, mas nunca numa X6... não conheço nenhum mortal ainda com tanta "bala na agulha" hehe Que carro hein! pra mim um carro desse vale cada centavo, e quem diz o contrário não pode ser chamado de autoentusiasta hehe, lógico que tem q ter dinheiro sobrando, e muito, mas se tiver, por que não? a vida é feita pra ser aproveitada, ninguém vai levar 300 mil reais pro caixão hehe

    ResponderExcluir
  6. PK

    primo, ótimo texto e impressões. Sua mulher é sensata. Fico gostando ainda mais dela.
    Carro alto traz insegurança, ao contrário do que muitos pensam. Na cidade, tudo bem, mas na estrada é uma porcaria.

    ResponderExcluir
  7. Como sempre mais uma bela matéria,
    Sempre admirei as BMWs e esse projeto é sim encantador, para o qual foi concebido!

    ResponderExcluir
  8. Mister Fórmula Finesse07/12/10 11:05

    Bacana o teste PK: bem escrito, muito bem fotografado, como a gente curte mesmo.

    Entusiasta é tudo igual mesmo, já vão pedindo a chave do carro novo dos amigos, odeiam qualquer peso a mais no carro que possa influenciar na pegada (mesmo que seja uma caixa de bira!!)...

    Somos de uma estirpe muito curiosa!

    Eu gosto desse carro; vermelha e com interior em couro creme, é algo feito para seduzir mesmo.

    A estabilidade é elogiada nos testes, mas, com 900 metros de área de escape e um asfalto mais liso do que a pele da Paola de Oliveira, fica mais fácil desafiar os verdadeiros limites e vasculhar a verdadeira personalidade do carro.

    Por isso fica a interrogação na cabeça, presumo eu, em relação ao que ela pode fazer em alentada e doentia direção esportiva.

    Excelente avaliação PK, achei ainda mais interessante esse carro!

    Mas na versão V8, sempre!

    abraço

    GM

    ResponderExcluir
  9. http://www.youtube.com/watch?v=5UwOBKSHl-c&feature=fvst , acho que o top gear diz tudo.

    ResponderExcluir
  10. Aceito os argumentos do PK, mas depois de ver um ou dois desses X6 na rua, a impressão que ficou é que esse carro é mesmo uma obscenidade exibicionista desnecessária.

    ResponderExcluir
  11. PK, mais um belo relato, como a gente gosta como disse o colega MFF.

    E concordo com a frase final, é um carro intrigante, uma maravilha e ao mesmo tempo estranho... parece um coupe que comeu fermento e inflou... o máximo do exagero, um carro desse tamanho, com tanto motor e tão pesado mas com lugar para apenas 4 pessoas... intrigante!
    A utilidade dele? Se divertir, lógico! Pro cara que quer tudo ao mesmo tempo, mas eu ainda prefiro uma SUV de verdade pro off-road e um bom carro mesmo (seja coupe, sedan, hatch ou fastback) para o asfalto.
    Pior é que o cara que compra a X6 pode ter tudo isso, um carro pra cada situação, mas prefere ter tudo ao mesmo tempo!

    ResponderExcluir
  12. Carlos Silva07/12/10 12:11

    Paulo, que veadagem é essa de "Não posso contar a quanto estava ... " ?

    Achas que vão processar o blog por apologia a lenha automotiva ?

    ResponderExcluir
  13. Belo trabalho PK. E parabéns pelo senso de oportunidade. Foi para a festa preparado para a guerra, he, he. Isso é que é profissional!
    Quanto ao carro, hum!!Um exagero.

    ResponderExcluir
  14. Carlos Silva,

    Assim como em algumas fotos deixo de mostrar partes dos carros, tem coisas que não se fala. Isso ajuda a incitar a imaginação das pessoas.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  15. Mauricio,

    Sorte não adianta quando não estamos preparado. Obrigado.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  16. Fla3D,

    Eu também sou muito racional nas minhas escolhas. Por isso esse carro me intriga. Mexe com o meu padrão de pensamento.

    PK

    ResponderExcluir
  17. Italo,

    Adorei a descrição "obscenidade exibicionista desnecessária" !

    Abraço

    PK

    ResponderExcluir
  18. Francisco V.G.07/12/10 13:11

    Resumidamente, o negócio é o seguinte: BMW com letra "X", qualquer que seja, eu passo.
    PK
    Sua esposa está de parabéns pelo que pensa e pelo que foi declarado em relação à esse modelo. Quanto à esse V6 de 3 litros e 102 cv/l, nadinha contra, principalmente quando ele está sob o capô de um série 3, vulgo 335i.

    ResponderExcluir
  19. Junior-Big07/12/10 13:11

    Não fui muito com a cara do X6, mas independente de qualquer defeito que ele possa ter lembro-me da excelência de uma BMW, só isto já é suficiente!

    ResponderExcluir
  20. Faltou só falar que o carro é horrível.
    Simplesmente a traseira mais feia dos últimos 10 anos.
    Melhor conclusão sobre o X6 eu ví no top gear. Não é um sedã e não presta como jipe, é um carro que conseguiu as desvantagens dos dois estilos sem apresentar grandes vantagens em nenhum dos dois.

    ResponderExcluir
  21. Como o Clarkson diria, o único motivo pra alguém comprar um X6 6 cilindros é não ter dinheiro pra comprar o V8.
    Mas é melhor que 90% dos outros carros...
    Quando vejo esse carro sempre me lembro do Thunder-Tanque, veículo dos Thundercats. É um símbolo da riqueza disponível no mundo hoje, pois com certeza ninguém precisa de um carro assim. Mas eu gostaria de ter um V8. Quem não gosta de se exibir um pouquinho né?

    McQueen

    ResponderExcluir
  22. No mundo motociclistico se diz que:
    "uma BMW não é uma moto, é uma BMW"
    vale a frase para alguns carros da marca.
    Mas o que será que o Jeremy Clark tem contra a marca da baviera?todos os testes com esses SUVS da BMW , ele arruma um atoleiro para os range rovers a tirarem de lá.

    ResponderExcluir
  23. Mesmo com o post, continuo não gostando deste carro. Pra mim, ele é um baluarte do desperdício de recursos para sa fazer algo que ninguém precisa, mas todo mundo "precisa". Já pude ver a versão M e ainda assim o meu sentimento não mudou.

    Se eu tivesse bala pra comprar um carro desse, compraria 2 sem titubear. Se é pra sair de atoleiros com luxo, a escolha certa é o Range Rover, que faz isso com extrema competência desde os anos 70, antes de existir SUV's empolados com seus donos que desviam de poças d'água na rua. Se é pra levar a família na estrada com conforto, vou de E-klasse Touring. Não irei ostentar (tanto) quanto nessa melancia alemãmente projetada pra se pendurar no pescoço e terei o melhor dos mundos sempre à disposição.

    totiy: os Range Rovers fazem isso desde os anos 70.

    ResponderExcluir
  24. MFF, então eu sou um entusiasta meio diferente, pq eu ñ peço a chave prá ng q teja d carro novo... pq eu simplesmente ODEIO q peçam a minha!!!!

    é aquela coisa, por mais gata e tentadora q seja a menina nova q seu amigo tá pegando vc ñ vai pedir prá dar uns amassos nela, só prá 'ver qualéquié' né?!? rsrsrsrs


    Leandro Silveira

    ResponderExcluir
  25. MFF, então eu sou um entusiasta meio diferente, pq eu ñ peço a chave prá ng q teja d carro novo... pq eu simplesmente ODEIO q peçam a minha!!!!

    é aquela coisa, por mais gata e tentadora q seja a menina nova q seu amigo tá pegando vc ñ vai pedir prá dar uns amassos nela, só prá 'ver qualéquié' né?!? rsrsrsrs


    Leandro Silveira

    ResponderExcluir
  26. Eu sei disso , caro Carlos , só não entendo porque o J.C. gosta de mostrar isso qdo testa BMWs em especial,foi assim com a5 a3 e agora a6, eu não compraria nenhuma das duas , a policia militar de são paulo adquiriu alguns landa rovers , que não aguentaram o pau, como se diz por aqui , tampa traseira que não suporta o peso do estepe , quebras frequentes de motor ,cambio, suspenção fragil, enfim, o que não é da terra ela "come".

    ResponderExcluir
  27. Concordo plenamente com o Chiavaloni, e vou mais: lamento demais pela BMW ter feito uma geringonça dessas e ter encerrado a série 8.
    Mataram o carro errado!!!

    ResponderExcluir
  28. Bem lembrado Bussoranga, matar o serie 8 e fazer uma linha de monstrengos é triste, mas eles fazem o que o mercado compra... uma pena para nós entusiastas.

    ResponderExcluir
  29. Bela matéria.

    Mas...

    Se perguntassem pra mim:
    "Você compraria um BMW? Qual?"

    Eu diria:
    "Eu compraria qualquer um deles, menos o X6."

    Ele não é melhor que um Range Rover, o "Rolls Royce lameiro", do qual eu gosto bastante.
    E não tem a eficiência de um Cayenne. Respeito muito a Porsche.

    O X6 não tem razão para existir.
    É um cupê montado em cima dum "SAV" com tração 4x4, com um design pra lá de duvidoso.

    ResponderExcluir
  30. Enquanto existerem os grandes sedas, peruas e cupes da marca, pode fazer a jabiraca que quiser, nao me importo.

    ResponderExcluir
  31. A exemplo do iDrive e do Valvetronic, o X6 é mais uma prova de que a BMW vem se especializando em criar soluções para problemas que, até então, não existiam.

    ResponderExcluir
  32. Alexandre Zamariolli,

    è isso mesmo! E o Série 5 GT também é um exemplo.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  33. Adalberto,

    Concordo 100% com você! Me dê um M3 que está tudo certo.

    PK

    ResponderExcluir
  34. Anônimo,

    Tem uns caras que gostam de emprestar as coisas! Eu peço, se o cara fizer cara feia eu me manco. Se me pedirem, avalio a pessoa. Para algumas em não empresto. E não tenho vergonha de dizer não.

    PK

    ResponderExcluir
  35. Carlos Eduardo,

    Te garanto que o dono desse X6 não pensou em atoleiro quando o comprou. Na verdade ele nem sabia que o carro tinha tração integral.
    Nesse carro, a tração integral é mais voltada para neve ou chuva, e faz muita diferença nessas condições.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  36. totiy,

    Eu arrumaria um Land Cruiser para tirar os Land Rovers...

    Desde quando os donos de SUVs de performance os compram para passar em atoleiros? Compram para ostentar, para se sentirem seguros, para se sentirem maiores e mais altos, ou porque já tem outro esportivo bacana na garagem. É a vida!

    No mundo dos carros seria:
    "Um BMW não é um carro, é um BMW."

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  37. Leonardo e outros,

    Sinceramente eu achei que todos gostavam ao menos do design do X6. Acabei de descobrir que não é bem assim. Eu particularmente gosto, mas concordo não não apresenta vantagem alguma a não ser ser diferente.

    PK

    ResponderExcluir
  38. Francisco,

    Obrigado pelo elogio a minha esposa.

    A letra X não significa terra, e sim melhor tração. Eu adoraria ter um perua BMW com a letra X.

    Abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  39. PK,

    interessante a visão pelo lado "intrigante" do X6, mas eu ainda fico com o veredito do Jeremy Clarkson no Top Gear:

    "esse carro prova que você tem dinheiro. e também prova que você não sabe gastar".

    ResponderExcluir
  40. Kiko Lanari,

    O vídeo é bacana, mas eu não gosto do jeito do Clarkson de deochar de tudo. O iDrave é fácil de usar e eu gostei de poder subir ou descer as marchas em qualquer dos botões.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  41. MFF,

    Obrigado!

    Paola Oliveira! Interessante analogia.

    De fato seria interessante testar os limites do brinquedão. Mas pelo pouco que arrisquei achei o carro muito bom de chão. A tração XDrive faz seu trabalho direitinho.

    V-8, é esse que eu quero. Hoje, um conhecido, ao ler o post, me prometeu conseguir um X6 M.

    Se todo mundo pedir ele não vai ter como dar para trás!

    Abração,

    PK

    ResponderExcluir
  42. Eduardo Palandi,

    O fato é que quem tem muita grana pode se dar ao luxo de gastar mal...

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  43. AK,

    Vou falar para a patroa.

    Como eu disse, num primeiro momento me senti inseguro. Mas ao sentir melhor o carro, essa sensação se foi. Mas mesmo assim eu prefiro andar na altura normal.

    Abraço,

    PK

    ResponderExcluir
  44. Marcusthedriver,

    Como alguns dizem: dinheiro é para se gastar".

    Valeu,

    PK

    ResponderExcluir
  45. Ary,

    Quem criou o conceito de SUV/Crossover de luxo foi a Lexus, com o priemiro RX ainda nos anos 90!

    Depois é que vieram ML e X5.

    Nem precisa dizer que esse X6 é o preferido de quem vive em Baverly Hills na California.

    PK

    ResponderExcluir
  46. Chiavaloni,

    Belina! Gostei da analogia.

    Eu pensava como você, mas depois me rendí ao desejo que esse carro me desperta.

    Abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  47. pois é PK , concordo em genero numero e grau com vc, mas repito não entendo a pegação no pé da BMW , desse britanico sem papas na lingua ,mas uma BMW é uma BMW e pronto, ou se ama ou odeia, em 1986 , tive o privilegio de tocar uma 635 CSI e até hj sinto saudades da coisa , pensei até que os carros não mais evoluiriam , mas o tempo me mostrou que estava errado , graças aos concorrentes.

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. Realmente, Paulo. Isto de nem saber o que o carro posui deve acontecer com todos os que compram esse tipo de veículo. Afinal, quem compra esse carro está mais preocupado com a aparência do que com a funcionalidade.

    Não que seja um carro ruim (BMW ruim eu creio que nunca existiu nem existirá...hehehehe), mas é um carro fora de propósito, que não sabe se é utilitário ou se é esportivo ou se tenta ser um pouco de cada pra agradar a todo mundo.

    Com certeza deve estar vendendo bem nos EUA, o que deve ter sido uma das premissas do projeto, afinal, como disse o Frank Zappa: "We're only in it for the money!".

    http://www.amiright.com/album-covers/images/album-The-Mothers-of-Invention-Were-Only-in-It-for-the-Money.jpg

    http://members.shaw.ca/fz-pomd/wazoo/marvel.jpg

    ResponderExcluir
  50. Mister Fórmula Finesse08/12/10 09:46

    PK, a versão X6 M renderia uma maravilhoso post.

    Se não me engano, são 555 cavalos prontos para "ultrapassar os imensos lamaçais do Rally Sáfari dos anos 80"....

    Brincadeiras à parte, seria um petardo para ninguém botar defeito.

    A versão "seis", apresenta a curva de torque muito similar a uma prosaica Nissan Frontier...200 kg - no mínimo - de blindagem, mais 3 pessoas adicionadas as mais de duas toneladas; dá para imaginar retomadas um pouco abaixo do esperado, ao menos até não entrar "nos comandos" onde habitam os cavalos.

    Não entendo por que toda forma tem que ter uma função, tendo em vista os comentários.

    Em fotos não gostei, mas ao ver uma dessas ao vivo, na versão top e com rodas maiores preenchendo a lateral (céus, virei um rapper?), eu gamei na hora. Tudo formava um conjunto tão impressionante que transformava o apelo visual de um Cayenne ou X5 em algo tão interessante como uma geladeira velha.

    Tomara que tenha em mãos esse bicho na versão mais nervosa.

    abraço

    GM

    ResponderExcluir
  51. Pode ser uma excelente carro, andar a 500km/h, isso e aquilo, mas é horrivel.

    ResponderExcluir
  52. AK
    Bonito e chama atençao, sem dúvidas. mas fica a questao: é o que??
    acho que é um carro p quem quer aparecer, travestido de esportivo. Mas seria uma aberração colocá-lo na categoria de esportivo. track day num desses, sei nao...
    No off road entao nem se fala!
    o vídeo do Top Gear sobre o carro chega a ser vergonhoso...


    abraçao!

    ResponderExcluir
  53. PK
    Também acho intrigante. Não sei bem definir o que sinto... o carro é imponente, mecânica ótima, mas não me parece muito racional. É mesmo um carro que cresceu e a altura me incomoda. Sempre digo que gosto mesmo é de CARROS. Picapes, SUVs, peruas (exceto RS6), não me atraem.

    ResponderExcluir
  54. Discordo com quem diz que esse carro tem desing inovador, ele ñ inovou pois o Ssangyoung Actyon segue o msm conceito de traseira e foi lançado antes. Isso tb me lembra o caso da picape strada cabine dupla que mts dizem ser a primeira cabine dupla pequena e se esquecem da pampa sr.
    Por fim, inda prefiro uma Avant.

    ResponderExcluir
  55. Qual a razão deste carro?

    Milionários que morrem de medo de serem sequestrados que compram um monstro desse blindado para passar em cima de qualquer sem vergonha que se colocar na frente.

    ou

    Pessoas que têm algum tipo de fobia, que acham que a qualquer momento irão colidir fortemente com outros veículos, seja lá o tamanho que for... "Lei da física".

    Se mostrar? O apelo de um esportivo é muito mais sedutor na minha opinião, alguém discorda? Se for versão Spyder então... aiaiaiuiui aiaiaiuiui

    No dia que tive a oportunidade de andar neste carro (não dirigir, ir de carona mesmo), a outra opção foi uma Quattroporte, adivinha qual eu escolhi??? hehehe

    De quebra o dono da Masera ofereceu o ápice do requinte com motor Ferrari para eu dar um "rolê"... hahaha... Não abusei, mas deu pra sentir qual é a do carro... Que tesão! Aquilo sim é carro de patrão! Também né... Dá pra comprar duas X6. Não pelo preço, mas pelo estilo.

    Abs

    ResponderExcluir
  56. Qual a razão deste carro?

    Milionários que morrem de medo de serem sequestrados que compram um monstro desse blindado para passar em cima de qualquer sem vergonha que se colocar na frente.

    ou

    Pessoas que têm algum tipo de fobia, que acham que a qualquer momento irão colidir fortemente com outros veículos, seja lá o tamanho que for... "Lei da física".

    Se mostrar? O apelo de um esportivo é muito mais sedutor na minha opinião, alguém discorda? Se for versão Spyder então... aiaiaiuiui aiaiaiuiui

    No dia que tive a oportunidade de andar neste carro (não dirigir, ir de carona mesmo), a outra opção foi uma Quattroporte, adivinha qual eu escolhi??? hehehe

    De quebra o dono da Masera ofereceu o ápice do requinte com motor Ferrari para eu dar um "rolê"... hahaha... Não abusei, mas deu pra sentir qual é a do carro... Que tesão! Aquilo sim é carro de patrão! Também né... Dá pra comprar duas X6. Não pelo preço, mas pelo estilo.

    Abs

    ResponderExcluir
  57. Se eu ganhasse um, única forma de eu ter um dinossauro desses, trocaria por um 325i no dia seguinte.
    NADA me atrai nesse carro, aqui no prédio do trabalho tem um X6 M. Parece um abajur de tanta saia... O pneu poderia ser usado pra fazer outros 4!!
    I'm OUT, totalmente!!

    ResponderExcluir
  58. Fernando RD10/12/10 23:06

    Ola Paulo,

    Bom ler opiniões nao pausterizados como os testes das revistas que circulam por aí.

    Bom tambem, é ler a tamanha diversidade de opiniões dos comentários, o que enrique ainda mais o texto.

    Concordo com a maioria que acha o carro sem propósito, sem sentido.
    Mas se esquecem eles, que a BMW tem inúmeras propostas bem mais racionais do que o X6. Um 118 e um 320 por exemplo, quem sabe até uma X5 3.0...
    O X6 só pode ser entendido com olhos passionais. Olhos racionais informarão ao cerebro que estao diante de uma aberração automotiva, a começar pelos 2000 kg plus que só levam 4 pessoas e que estas 4 pessoas podem ser levadas por uma tropa de até 555 cv. Nao sei porque já nao fizeram uma potencia de 666, ao menos expressaria muito melhor a besta que se abriga sob o capo!

    Quem de sã consciencia vai colocar esta cavalaria toda prá correr com mais 3 dentro do carro? E quem de sã consciencia, vai querer ficar dentro do carro? Esta situação beira o insano. Por isto defendo que carro com motor forte só pode e deve ter 2 lugares. Ponto.

    Os que travam uma batalha inconsciente do racional com o passional entre os neuronios, é que irão acha-lo intrigante.

    Fora isto o carro será sempre amado por uns e menosprezado por outros.

    Mas, quem somos nós, que estamos mais para babadores do que consumidores de plantão, para julgar as intenções da marca Bávara com este "nicho"?

    Afinal de contas, bem ou mal, estão todos falando do modelo, e com um detalhe: autoentusiastas ou não.

    Melhor assim do que estes desenhos da maioria dos carros japoneses (Corolla é um exemplo clássico) que são feitos quase sem tempero algum, igualzinho a comida de hospital, para, neste caso, agradar tanto o sabio velhinho de 90 anos como qualquer moleque encapetado de 9 anos.

    ResponderExcluir
  59. Belas fotos, PK.

    Ainda estou longe de conseguir dirigir um X6, mas tenho a impressão de que terminarei a experiência com a mesma conclusão a que você chegou:

    "Agradeço a BMW pela coragem de fazer algo que foge dos padrões do que consideramos normal e ao mesmo tempo nos proporcionar prazer, em várias formas."

    ResponderExcluir
  60. Será que só eu vi a velocidade que ele estava, ou estou ficando louco?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.