BMW 550I, JEKYLL AND HYDE



Esse post praticamente não tem palavras simplesmente porque eu não tenho muito o que escrever sobre esse carro. Como? É fácil de entender. Se te colocassem uma Audi RS 6 Avant e esse 550i lado a lado qual dos dois você escolheria para dirigir?

Pois é, 580 cv, no formato perua e o azul reluzente me seduziram de um jeito que eu não conseguia nem olhar para o BMW. Mesmo com seu V-8 4,4-litros (550i?) biturbo de 407 cv. Juro que tentei. Fiquei com a consciência pesada e não entendia como eu pudera não demonstrar nenhuma atração por esse carro. Mas foi como se a Megan Fox (feche os olhos e pensem na sua preferida) estivesse ali na minha frente e me dando bola! Foi uma questão hormonal. Eu só pensava em acabar logo o trabalho, que era fazer as fotos dos dois carros, e colocar as mãos na Audi. E pior, nem tive vontade de fotografar o BMW!

Para não dizer que não andei no 550i, andei como passageiro para fotografar a RS 6 em movimento, o que chamamos de camera car. E como estava hipnotizado, lembro-me de pouca coisa. O que me marcou de início foi a maciez e conforto do BMW. Em asfalto ruim me senti como se estivesse a bordo de um Cadillac 59. Foi a imagem do "rabo de peixe" que me veio à cabeça. Que carro molenga! Como pode um BMW ser uma "barca"?

Mas logo voltei à minha nova paixão. Então, minutos depois, em um trecho de serra, deserto, mas com asfalto bem ruinzinho, com o motorista andando bem forte eu senti uma segurança enorme. O carro mudara completamente de comportamento. Era o BMW que eu esperava: firme, preciso e empolgante. Incrível como os controles de suspensão e direção deixaram o carro tão diferente, como se o Doutor Jekyll tivesse se tornado o Senhor Hyde. É só isso que posso dizer sobre ele.

Portanto se um tiozão passar ao seu lado num 550i, pode tratar de respeitá-lo.

Acho que também dá para falar um palavrinha sobre o design. Muito sóbrio e elegante com um toque de esportividade. Mas eu ainda prefiro a tensão do design do Série 5 do Cris Bangle, especialmente o M V-10. Se fosse esta ao lado da RS 6 eu teria sérios problemas.

Que a BMW é uma marca especial ninguém discorda. Já que o X6 tem um visual "ame ou odeie" vamos ver se o visual "tiozão" da 550i agrada mais.

PK

19 comentários :

  1. Mister Fórmula Finesse08/12/10 17:12

    Lá vou eu contra a corrente novamente!

    Entre uma X6 com esse propulsor e o 550, eu fico com a grandalhona.

    Por quê: a X6 é quebra de paradigma de desenho, é a prova que forma e função não têm que ficar de mãos dadas o tempo todo. Ela é parruda, chama a atenção - "chamariz" não precisa ser algo pejorativo - e tem uma grande personalidade.

    A 550 é legal e tudo, mas é tudo o que acompanhamos a tempos na linha de evolução dos grandes carros da marca bávara. A forma recebe apenas retoques no conjunto se comparar com um similar de 2003..claro que retoques é uma forma um tanto exagerada de mitigar os esforços da marca. Mas, ao lado da pequena revolução que foi o X6, o aprimoramento da série 5 é uma coisa simplesmente esperada sem grande surpresas, sem o verdadeiro arregalar de olhos.

    É a evolução contínua, apesar que - fazendo coro com o PK - acho essa nova repaginação um tanto suave e sem grande personalidade.

    É um ótimo carro, mas perderia-se facilmente no mar de táxis que circulam por uma Berlim da vida. Com a X6, garanto que não acontece.

    Dinâmica: evidentemente que o sedan deve dar mais prazer na direção, mas a X6 oito cilindros talvez seja um bicho tão interessante quanto. Não podemos ter a pretensão quem em cada curva abordada, estaremos perigosamente perto de tombar a X6, existe um respaldo mais do que conhecido em engenharia de segurança por debaixo daquela casca.

    Ela foi concebida para agradar motoristas que podem rodar - sem nas autoestradas sem limite - em médias de velocidade quem sabe duas vezes maiores do que podemos aplicar aqui.

    As velocidades que um carro desse poderia ser lançado em curvas - pelo que acompanhei em testes - já teriam atirado pista afora muitos dos nossos sedans nacionais modernos. Então...entrar em uma curva a 160 km/h com o 550 e no máximo a 150 com a X6, não parecem a mim um grande diferencial em comportamento dinâmico. E quanto de nós teriam condições para aproveitar tanto potencial com segurança?

    Em se tratando de bmw, mesmo sendo um carro alto como o X6, acho um tanto prematuro e infundado chama-lo de temerário.

    Sou contra as convenções, voto pelo X6 4.4...ano que vem, a 550 virá sempre um pouco melhor, algo mais tradicional que peru de Natal!

    P.s: série M é outro papo, claro!

    GM

    ResponderExcluir
  2. Mister Fórmula Finesse08/12/10 17:12

    Lá vou eu contra a corrente novamente!

    Entre uma X6 com esse propulsor e o 550, eu fico com a grandalhona.

    Por quê: a X6 é quebra de paradigma de desenho, é a prova que forma e função não têm que ficar de mãos dadas o tempo todo. Ela é parruda, chama a atenção - "chamariz" não precisa ser algo pejorativo - e tem uma grande personalidade.

    A 550 é legal e tudo, mas é tudo o que acompanhamos a tempos na linha de evolução dos grandes carros da marca bávara. A forma recebe apenas retoques no conjunto se comparar com um similar de 2003..claro que retoques é uma forma um tanto exagerada de mitigar os esforços da marca. Mas, ao lado da pequena revolução que foi o X6, o aprimoramento da série 5 é uma coisa simplesmente esperada sem grande surpresas, sem o verdadeiro arregalar de olhos.

    É a evolução contínua, apesar que - fazendo coro com o PK - acho essa nova repaginação um tanto suave e sem grande personalidade.

    É um ótimo carro, mas perderia-se facilmente no mar de táxis que circulam por uma Berlim da vida. Com a X6, garanto que não acontece.

    Dinâmica: evidentemente que o sedan deve dar mais prazer na direção, mas a X6 oito cilindros talvez seja um bicho tão interessante quanto. Não podemos ter a pretensão quem em cada curva abordada, estaremos perigosamente perto de tombar a X6, existe um respaldo mais do que conhecido em engenharia de segurança por debaixo daquela casca.

    Ela foi concebida para agradar motoristas que podem rodar - sem nas autoestradas sem limite - em médias de velocidade quem sabe duas vezes maiores do que podemos aplicar aqui.

    As velocidades que um carro desse poderia ser lançado em curvas - pelo que acompanhei em testes - já teriam atirado pista afora muitos dos nossos sedans nacionais modernos. Então...entrar em uma curva a 160 km/h com o 550 e no máximo a 150 com a X6, não parecem a mim um grande diferencial em comportamento dinâmico. E quanto de nós teriam condições para aproveitar tanto potencial com segurança?

    Em se tratando de bmw, mesmo sendo um carro alto como o X6, acho um tanto prematuro e infundado chama-lo de temerário.

    Sou contra as convenções, voto pelo X6 4.4...ano que vem, a 550 virá sempre um pouco melhor, algo mais tradicional que peru de Natal!

    P.s: série M é outro papo, claro!

    GM

    ResponderExcluir
  3. Um tremendo passo para trás em design. O série 5 anterior, que existe em bom número aqui no Brasil, é esplêndido com suas linhas de Bangle. Um marco da história, pricipalmente pelos 500 cavalões do M5, e por aquela matéria da Autocar, em que um desses espanca um Ferrari 360.
    Esse novo é um série 3 maior, ou seja, apenas um bom carro, nada demais para quem aprecia estilo automotivo inovador ou no mínimo, empolgante.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o exposto, em design o carro é medíocre, inferior a um Hyundai dos novos.
    O preço é uma gracinha.
    Vale a pena?

    McQueen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara: tu é louco. Compra teu "ruinday" e vá ter o seu "dia Ruim".

      Excluir
  5. Gosto é gosto. Cada um tem o seu. Eu particularmente acho essa 550 linda, muito mais bonita que a anterior. Um alívio Bangle ter saído da BMW. Que vá desenhar suas marmotas para o capeta...

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  6. JJ,

    concordo com você: a geração Bangle (E60) dá de dez na atual (F10), especialmente na perua, que criminosamente não veio para o Brasil.

    estive em Lisboa no ano passado e era impressionante a quantidade de peruas desta geração da 5 na rua. e era o cúmulo da elegância.

    se a perua da E60 é a mais bonita touring da linha, o sedã definitivo dela pra mim ainda é o da E34, que veio para o Brasil no começo das importações: linda, linda, linda. e o interior definitivo de uma 5, para completar a salada, é o da E39.

    essa F10 não tem como ser ruim, é fato. só não desperta a mesma empatia das anteriores...

    ResponderExcluir
  7. PK você pegou pesado,primeiro na cor dos carros,AUDI nesse azul que e simplesmente maravilhoso é a BMW nessa cor que a cada dia tenho mais ódio.
    Os carros atendem propostas diferentes,é aquilo que você falou sobre o engenheiro louco,no caso da AUDI.Na BMW,apesar da potência é sofisticação da mecânica,fica claro que ela foi desenvolvida para te dar todo o conforto durante longas viagens.
    Mas se pudesse, também preferia ficar com tais dores nas costas, ficar com essa cor, mais potência, é o visual anabolizado.

    ResponderExcluir
  8. Sorry, mas Audi (especialmente os RS) são carros feitos por alemães para serem usados na Alemanha, país do asfalto mesa de bilhar nova. Para outros países prefiro esse BMW pós aberrações do Bangle, mas obviamente não nessa cor. Um carro classudo desses em azul escuro ou verde escuro deve ficar simplesmente magnífico.

    ResponderExcluir
  9. Esse bávaro é MUITO interessante pra mim. Muito diferente do "irmão" X6...

    Enfim.

    Mas meu coração ainda bate mais forte por peruas... Principalmente aquelas com traseiras avantajadas. Se for Quattro ainda...

    Saindo do salão, ainda tinha falado com um amigo. De todos os carros que eu tinha visto alí, era a RS6.

    Como gosto daquela "bunduda"...

    :)

    ResponderExcluir
  10. joao celidonio09/12/10 00:57

    eu acho esse modelo melhor do que o antigo!
    me traz a lembrança dos outros modelos mais antigos com muita vivacidade, coisa que a outra não fazia.
    talvez eu seja conservador. rs

    ResponderExcluir
  11. praticamente qq carro atual comparado a rs6 está em desvantagem... ela é fantástica!!!!
    essa cor ñ ajuda mto a bmw....
    ela é (tanto qto uma bmw pode ser) meio 'sem graça', tirando o perfil q é belíssimo!!!!
    sem dúvida as e34 e e39 são mais 'impactantes' e atraentes....

    ResponderExcluir
  12. Acho os BMW série 5 os carros mais equilibrados da marca.

    Apesar de ter gostado muito da maioria das pirações do Bangle (provavelmente só eu gostei da Z3 Coupé, era coisa dele?), acredito que o perfil do comprador de um série 5 é o cara que busca um sedan de alta qualidade e que não está carente de atenção, daí a volta ao estilo sóbrio (e muito bom, por que não?) mas com um conjunto que deixa qualquer um feliz ao volante.

    Mas prata não, por favor. :)

    ResponderExcluir
  13. Eu acho essa 550 mais bonita que a série Chris Bangle.

    BMW (carros alemães em geral) não precisam de desenhos espalhafatosos pra serem bonitos. Aliás, acho que a beleza dos carros alemães está justamente na simplicidade de suas linhas, na dita "identidade" que a marca criou ao longo de décadas. É só ver os carros alemães mais legais de todos os tempos possuem desenhos simples, mas muitíssimos elegantes

    Pra mim, bmw = /oo 00 oo\ e cabou. Nada de ficar inventando pestana de farol, lanterna de estilo cubista, quinas e vincos mil.

    ResponderExcluir
  14. Sei lá, não acho ruim o F10 mas a BMW anda com linhas muito onduladas.
    Se fosse pra pegar um 550, que seja Touring, aí são outros 500.

    ResponderExcluir
  15. Comigo seria diferente, usaria a Audi como câmera Car dessa beleza da engenharia Bávara. Linda e elegante quando precisa não chamar a atenção, mas tenho certeza que algum botãozinho naquele console nos deixaria muito feliz, e digo mais, não faria frente a RS6 não, se perdesse seria de pouco, esses BM´s se transformam quando provocados...

    Botelho

    ResponderExcluir
  16. Esperem ate ver uma 550i Msport, voces todo irao mudar de ideia, tambem achava a F10 sem graca, mas o pacote esportivo da outra imagem ao carro. Tenho ate medo :) do que sera a nova M5. Pena que vao abandonar o S85B50 (V10).

    ResponderExcluir
  17. Adalberto o carro (BMW)está longe de ser sem graças,mas cá entre nós, prata em um carro de R$ 395.000 nem a porretada,se fosse branco ou um tom amarronzado com sai nós X-1, seria simplesmente maravilhosa.E longe dessa 550i precisar do pacote M para ser bonita, mas concordo inteiramente com você na questão da maior esportividade e agressividade que ele trará para o carro, e ai o bicho pega nas comparações de desempennho com a RS-6.

    ResponderExcluir
  18. eralnbiker, eu sempre torci meu nariz para as BMWs quando lancadas, mas quando vem o pacote MSport o carro vira outro, ao ponto de eu achar os SEs belos. :)

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.