APONTANDO PARA ONDE DEVE

Ilustração: type911.org


Uma das piores coisas é dirigir com faróis desregulados, pior ainda com chuva. Além de iluminarem menos que o previsto, podem ofuscar o tráfego contrário quando altos demais. A verificação e o ajuste são bastante fáceis, embora o mais prático seja dar um pulo a uma concessionária, autoelétrica ou autocentro e solicitar o serviço. Ocorre, porém, que nem sempre o ajuste é feito como deve por desconhecimento do operador do equipamento. Por isso, o AE mostra como qualquer pessoa pode efetuar o ajuste dos faróis rapidamente e com boa precisão.

O desenho acima mostra que o facho (zona amarela) tem uma queda na parte superior em relação à linha azul, que é perfeitamente horizontal. O quanto é essa queda é que é o xis de toda a questão.

Note que o espaço entre a parte superior do facho e a linha azul é um triângulo retângulo. Quanto mais afastado o carro estiver da parede, mais a medida "b" em vermelho aumenta; mais próximo, ela diminui.

As duas linhas vermelhas inclinadas, no gráfico acima que mostra o carro, indicam a assimetria do facho baixo de todo farol de carro nacional e europeu, destinado a reduzir o mais possível o ofuscamento dos motoristas dos carros em sentido contrário. O aspecto verdadeiro é mostrado na Fig. 1:

Fig.1  Imagem real da luz projetada pelo farol assimétrico (foto gs-gsa.org)
A linha que separa o claro do escuro se chama linha de corte, inclinada a partir do centro.

A queda, expressa em porcentagem, é obrigatoriamente indicada próximo a um dos faróis,  geralmente o esquerdo, ou na plaqueta do fabricante. Essa indicação é padronizada, conforme Fig. 2  abaixo:

Fig. 2 Etiqueta indicadora de ajuste de faróis (denatran.gov.br)

O ideograma é de farol baixo e a porcentagem, é a queda, que não é necessariamente de 1,3% sempre. A porcentagem acima vale para faróis  localizados até 1 m acima do solo, medido no centro, e  corresponde à maioria dos automóveis hoje.

O que significa 1,3%? Em trigonometria, é a tangente do ângulo, 0,013 no caso. Mas não vamos complicar. Esse 1,3% quer dizer que se o carro estiver afastado 10 m (ou 1.000 cm, dá no mesmo) da parede, aquela distância "b" que vimos mais acima será de 13 cm.

Se em vez de 10 m forem 5 m, os 13 cm passam a 6,5 cm.  E se forem 2,5 m,  3,25 cm. Lembra-se? É um triângulo, tudo rigorosamente proporcional. Acho que a essa altura o leitor já matou a charada.

Com pneus calibrados, tanque aproximadamente a meio, 20 kg no porta-malas, alguém no banco do motorista e piso plano, o carro é encostado o mais possível em uma parede clara.

Acende-se o farol baixo e marca-se na parede, com um lápis, o ponto na linha de corte em que ela sai da horizontal e sobe – o vértice do ângulo – nos dois faróis. Com auxílio de uma régua, marca-se 3,25 cm para baixo de cada ponto se o recuo for de 2,5 m. Se houver espaço para recuar mais o carro,  como 5 m,  marcar 6,5 cm. Carro mais afastado dá mais precisão.

Após o carro estar afastado o desejado, observa-se o que aconteceu com a projeção de cada farol na parede.

Se o vértice do ângulo projetado ma parede estiver coincidindo o ponto que foi marcado para baixo (3,25 cm ou 6,5 cm), tanto na vertical quanto na horizontal, a regulagem está correta (Fig. 3). Acima do ponto, o ajuste está alto; abaixo, o ajuste está baixo. À esquerda, desajustado para esse lado; à direita, analogamente.
Fig. 3 Ajuste correto para queda de 10 cm por 10 m (ilustração type911.org)

Localize os parafusos de ajuste dos faróis, normalmente acessíveis no interior do compartimento do motor. Em geral, os de ajuste vertical ficam na parte superior do farol; os de ajuste horizontal, num dos lados. Se não encontrá-los, a informação consta do manual (ou deveria). A forma da cabeça desses parafusos é normalmente uma roseta, para poderem ser girados à mão com facilidade, mas nos carros mais modernos pode ser necessário chave de fenda introduzida em orifícios específicos.

Agora é só girar os parafusos para obter o ajuste desejado, tanto vertical quanto horizontal, o que é bastante simples. Pronto, agora os faróis do seu carro estão apontando para onde deve.

Lembrete: Faróis auxiliares de longo alcance devem ser ajustados com 1,0% e os de neblina, com 2,0%.


Curiosidades sobre ajuste de faróis

A fabricante de faróis Cibié sempre tinha, nos boxes do Autódromo de Interlagos, o alinhador Regloscope, de sua fabricação, e técnicos, para efetuar regulagem de faróis dos carros participantes das Mil Milhas Brasileiras. Era uma colaboração inestimável.

Os alinhadores de farol costumam ter ajuste da tela interna para atender as necessidades de cada carro. Um disco giratório, por exemplo, graduado na porcentagem de queda, permite ajuste preciso, mas o operador precisa saber de quanto ela é.

Desde quando lançado, em setembro de 1976, o Fiat 147 teve fama de ter faróis ineficientes, a ponto de as próprias concessionárias instalarem relês no circuito elétrico dos faróis para levar mais tensão às lâmpadas. A realidade era outra: eram faróis de 1,3% e só eram regulados na linha de montagem e nas concessionárias com 1,0%. O farol baixo ficava alto demais e o alto iluminava a lua, ambos perdendo eficiência.

Fiat 147 e Uno possuem um ajuste rápido, tipo A e B, para carro só com até três ocupantes e completamente carregado. A posição B, facho mais baixo, é útil ao dirigir sob neblina.

Os carros que recebo das fábricas para avaliação invariavelmente estão com faróis altos demais, mesmo só comigo a bordo. Já avisei-as sobre o problema e a solução (ajustar com 1,3%), mas até agora não vi mudança. Em vários eu mesmo baixei o facho.

Quando você estiver sendo solicitado para baixar faróis já estando no baixo, é porque estão muito altos, incomodando. Regule-os, até para você mesmo melhorar a iluminação.

É relativamente comum carros que passaram por funilaria na parte dianteira saírem da oficina com faróis desregulados. Fique atento.

O Alfa Romeo 2300 B/Ti4 tinha quatro faróis e esquema de dois baixos e dois altos. Atualmente só é permitido dois focos baixos, segundo a Resolução 227 do Contran, de 9/2/07, complementada pela de número 294, de 17/10/08.

A legislação americana não autoriza faróis assimétricos com o argumento de que a iluminação de sinalização sobre a via, como nos pórticos, é prejudicada. Já a européia, de corte assimétrico, prioriza o menor ofuscamento.  Como o Ford Fusion é fabricado somente no México, em Hermosillo, o que vem para o Brasil segue a legislação dos EUA, inclusive na cor dos indicadores de direção traseiros, vermelha e não âmbar, e luz de freio combinada com esses indicadores. O acordo bilateral de comércio Brasil-México elimina o imposto de importação e permite que o padrão de iluminação de cada país seja respeitado.

BS

148 comentários :

  1. O que a Fiat tem a dizer dos fários de Palio?

    ResponderExcluir
  2. Gilberto
    Não tenho ideia. De que está falando?

    ResponderExcluir
  3. Muito bacana o post. Informação técnica e de qualidade. Muito bacana mesmo!

    Já encontrei no meu carro onde se faz esses ajustes, mas não tinha a menor ideia de como proceder. Deu até vontade de ir fuçar lá agora! =D

    ResponderExcluir
  4. Falo do facho totalmente irregular do farol do Palio. O farol baixo, mesmo regulado, ofusca a visão do motorista que esta a frente. A luz alta tem a característica de iluminar a lua e por final existem os Palios com lampadas de xenon erroneamente adaptadas, aos péssimos fários originais, seguindo uma lei que esta entre um show de piadas e um de horror.

    ResponderExcluir
  5. Antonio Nunes31/12/10 13:35

    Bob, parabens pelo seu texto. Sempre de alto nivel e qualidade.

    Uma sujestão, faça por favor um texto explicando porque não se deve instalar os kits xenom em carros que não tem-o de fábrica por favor.

    Lí uma vez que o xenon mesmo que bem instalado e regulado ofusca pois o bloco refletor do farol normal não é feito para refletir toda aquela quantidade de luz. Não pela potencia, mas pelo tamanho da origigem da luz.

    Exemplo, numa lampada H4, H7 ou H1, são poucos milimetros do filamento que são a fonte da luz. Poucos mm onde ela brilha. Já no xenon, litronic. A LAMPADA INTEIRA brilha.

    A lampada inteira brilhando e o farol projetado para refletir poucos milimetros já viu. Reflete para todo lado.


    De novo parabens. Abraço Feliz 2011.

    ResponderExcluir
  6. Carlos Bragatto31/12/10 13:40

    Os faróis da minha Escort SW Zetec são absurdamente fortes, frequentemente recebo "piscadas" de motoristas na faixa contrária reclamando. Aí dou uma piscada com o farol alto para verem que realmente estou usando o foco baixo. É absurdamente forte.

    Mas os faróis dos Palios são ainda mais fortes.

    Em compensação TODOS os carros VW da família (diversos Santanas meus, 88, 89, 95, o Voyage 89 da minha mãe, o meu Bora 01), todos, sem exceção, tem farol extremamente fraco, não iluminam absolutamente nada. Voce anda com o farol alto, e ninguem reclama.

    Os meus Santanas e o Voyage da mamma tiveram de ter o relê instalado...

    ResponderExcluir
  7. Vale adicionar como curiosidade que carros com "mão" inglesa. A linha de corte é invertida. Do outro lado para não atrapalhar os outros carros e iluminar o lado certo da calçada.

    ResponderExcluir
  8. Leonardo Siggia
    Claro, na mão inglesa há alguns itens invertidos, a começar pela assimetria do facho baixo ser para a esquerda. Outros itens são a parada do limpador de para-brisa do outro lado e a carcaças dos espelhos anguladas diferentemente. A do lado oposto ao motorista sempre é mais fechada.

    ResponderExcluir
  9. Mais uma curiosidade sobre a "mão inglesa": quando carros americanos ou da Europa continental (com volante à esquerda) são licenciados na Inglaterra, devem ter os faróis substituídos (invertendo a direção dos fachos) ou receber sobre as lentes um adesivo especial, que modifica a linha de corte original dos fachos, para evitar o ofuscamento.

    ResponderExcluir
  10. Gilberto
    Tenho tudo para acreditar que os faróis estejam apenas regulados errado. O que você descreve leva-me a tal conclusão. Faróis com lâmpada de descarga de gás (xenon), não tendo parábola desenhada para isso, produzem péssimo resultado em questão de ofuscamento, a par de outros como cobertura luminosa deficiente.

    ResponderExcluir
  11. Antonio Nunes
    Exatamente isso. É serviço porco. Esperemos que haja fiscalização rigorosa a respeito, conforme determinado pelo Contran.

    ResponderExcluir
  12. Carlos Bragatto
    Confirmo, tive um Escort GLX 1,8 Zetec 1998 e como eram bons os faróis, embora tivesse que ajustá-los assim que comprei o carro em 2001. O ajuste correto dos faróis é crucial em qualquer carro.

    ResponderExcluir
  13. Alexandre Zamariolli
    Exatamente, é o que fazem lá. Farol é um item muito importante.

    ResponderExcluir
  14. Negativo BOB. Ja tentei regular o farol e não tem jeito. É problema do desenho do espelho. Observe os carros que ofuscao sua vizaão a noite qque notara a superioridade dos palios.

    ResponderExcluir
  15. marcelo (jmvieira)31/12/10 15:06

    Bob, existe um artificio nos farois de facho assimetrico, pra iluminar os porticos. é colocada uma superficie refletora no "chão" do farol logo à frente do refletor da luz baixa. a luz ao sair do farol baixo desce, uma parte bate nessa superficie e reflete pra cima, fazendo com um angulo bem inclinado, uns 30º, esse angulo visa respeitar a região de penumbra acima da linha de corte do facho baixo. essa luz é refletida fazendo um halo q ilumina os porticos. inclusive essa superficie reflexiva pode ser lisa/polida ou estriada (aqueles "riscos" em alto e baixo relevo muito comuns em farois). em carros de farol projetor como o astra, a superficie é lisa. em carros refletor, normalmente é estriada.

    ResponderExcluir
  16. Muito boas as informações contidas no tópico, Bob,

    outro dia vi tu falando de carro recebido desrregulado e falando no número 1,3 % pensei que era coisa de outro mundo, e agora vem esse post explicando , é a coisa mais simples , parabéns.

    E ainda bem que vc avisou , quando pego um carro geralmente faço a regulagem dos faróis eu mesmo no galpão da garagem após ler o manual, e sempre usei 1,0 % meio que automaticamente, 5 cm e fazia a horizontal , mas recuava o carro um pouco menos de 5 metros.

    Fez bem em mencionar os serviços dessa empresa nas Mil Milhas, além de patrocinar eles davam a assistência e ensinamento, todo mundo saía informado dali e informação era passada ao país.

    Abraço e um ótimo 2011 !

    ResponderExcluir
  17. Gilberto
    Você tem certeza de que foram regulados com 1,3%? E se têm linha de corte bem definida não há como ofuscar.

    ResponderExcluir
  18. Marcelo (jmvieira)
    Boa informação, aprendi mais uma. Ideia perfeita! Mais uma razão para os americanos adotarem o facho assimétrico.

    ResponderExcluir
  19. Alexei,
    Se você recua, digamos, 4,5 m e desce 5 cm, então é 1,11%. Se recuar 4 m e descer 5 cm, é 1,25%, já bem próximo. A conta é quanto baixa dividido por afastamento, ambos em centímetros. 5 / 4000 = 0,0125.

    ResponderExcluir
  20. Guilherme M.31/12/10 15:34

    Não sei se é em todas as "gerações" do Palio, mas aqui em casa tínhamos um Palio Fire 2004, e tinha uma visibilidade muito boa para quem dirigia, mas, mesmo com o facho baixo recebíamos sinal de luz dos outros condutores pedindo para baixar o farol.
    Até que trocamos o Palio por um Peugeot 206. Não que o a iluminação do Peugeot fosse ruim, mas percebemos o quanto era alta a iluminação do Palio, ainda mais depois de andarmos em carros de amigos, e vimos que a iluminação do Peugeot está na medida.

    Mas falando do Post, fiquei bem entusiasmado em ver se os faróis do nosso carro estão alinhados, mas moro em apartamento, e não posso sair riscando os muros da garagem do condomínio.

    ResponderExcluir
  21. Guilherme N
    As marcações a lápis são imperceptíveis, ninguém nota.

    ResponderExcluir
  22. Alberto Nunes
    Perfeito, o farol fica errado. Vou pensar num texto a respeito.

    ResponderExcluir
  23. Luiz Zanchin31/12/10 17:34

    Caramba sensacional, pois sempre procurei a informação de como regular faróis auxiliares e nunca tinha achado. Ótimo texto!!

    ResponderExcluir
  24. Ótimo post, vai para os favoritos. Tive uma Variant I e coloquei os faróis 4 x 4 (4 baixos e 4 altos)...era ótima na estrada.

    ResponderExcluir
  25. Infelizmente regular farol pouca gente lembra de fazer e quando faz, leva em casas "especializadas" que acabam por desregular mais ainda eles... jogando-os para cima. Faróis fortes demais como o do citado Pálio, realmente atrapalham muito, outros carros que atrapalham são as grandes e altas SUVs com faróis de xenon azulado - por sinal, farol azulado além de feio ainda atrapalha demais né?

    Feliz 2011 a todos!

    ResponderExcluir
  26. Antonio Pacheco31/12/10 21:29

    Também sou mais um crítico dos faróis da linha palio. Para o motorista os faróis são excelentes, iluminam muito. Mas é só cruzar com um Palio a noite que a gente acha que o farol está alto, quando na verdade não está. Não sei se estão desregulados, mas se tiver é a maioria. Não vejo tanto problema de ofuscamento em outros carros/modelos.
    Da linha atual, um farol que eu acho péssimo é do atual Corsa. O farol baixo é horrível, não ilumina nada.
    Aproveitando também, desejo um feliz ano novo a todos os autoentusiastas.

    ResponderExcluir
  27. Num vem falar mal de Palio não fião!

    O prblema não é do carro e sim dos donos desleixados.

    Basta regular o farol td p/ baixo...coisa ridícula de se fzr.

    Se não conhece o carro não fala merda p/ favor.

    ResponderExcluir
  28. Isso q dá ter um preconceito paleozóico de Fiat.

    Deve ser APzero p/ defecar pela boca...

    ResponderExcluir
  29. Antonio Pacheco31/12/10 22:20

    Pisca, não sei se o seu comentário foi para mim, e, se foi, você está enganado. Eu tenho um Palio e gosto dos faróis dele (como motorista), mas para quem roda em rodovias de pista simples, o farol do Palio desregulado ou não, é o que mais incomoda os outros motoristas. Também tenho um old focus e os faróis dele são muito bons, e não incomodam tanto os outros carros.

    ResponderExcluir
  30. Antonio Pacheco
    Os faróis do seu carro devem estar regulados com 1,0%. Farol de lâmpadas halógenas, original de fábrica, não pode ofuscar, por mais forte que seja.

    ResponderExcluir
  31. Marcelo Augusto01/01/11 04:04

    Esses americanos tem cada coisa estranha. Não pode facho assimétrico; não pode lente esquerda plana e a direita tem de ter aviso!

    O que que isso atrapalha ao motorista comum? Pelo contrário.

    Engraçado que os carros de várias marcas feitos no México para os americanos ou feitos nos EUA, são exportados para cá com o "kit europa": lentes convexas, piscas traseiros laranja, faróis assimétricos. Já a Ford não está nem aí, mas também a mídia deixa passar batido.

    ResponderExcluir
  32. É necessário o chão estar bem nivelado para fazer essa regulagem?

    ResponderExcluir
  33. marcelo (jmvieira)01/01/11 15:30

    falando do palio, temos q ver se a regulagem esta correta... pode ter acontecido algo como aconteceu com o fiat 147 q o Bob descreveu. outra coisa q suponho é q a suspensão do palio é macia, entao nas acelerações o carro pode estar levantando a frente um pouco mais, ou com peso atras está fazendo a traseira baixar um pouco mais, e uma ou essas duas coisas podem estar fazendo o farol ofuscar. os donos de palio poderiam observar se a regulagem veio conforme dados do farol e observarem se procede a questao da suspensão? abraço.

    ResponderExcluir
  34. Outra coisa a se atentar para a regulagem dos faróis é a qualidade e procedência das lâmpadas. Certa vez fui surpreendido por uma lampada do farol baixo que se queimou quando eu estava saindo do trabalho. Como já passava das 19h e ainda teria de enfrentar 150km de estrada pra chegar em casa, achei um autoelétrico na saída da cidade em que trabalho (em um daqueles grandes postos de combustível à beira da estrada). A lâmpada foi trocada mas tomei farol alto o caminho todo, mesmo direcionado o facho dos farois para baixo pelo interruptor dentro do carro. No auto elétrico que costumo levar meu carro tem esse "Régloscope" da Cibié (tá certo que na hora que vi, achei um ítem um tanto que jurássico, mas...) esse aparelho acusou que a lampada simplesmente não produzia um corte reto do facho e por isso ofuscava quem vinha em sentido contrário. Ao invés de gerar aquela linha reta, era um arco. Trocadas as duas lampadas (esquerda e direita, só por precaução mesmo) foi usado o regloscope que mostrou o corte reto do farol e o problema resolvido. A lampada provavelmente era de fabricação chinesa, vendida no Paraguai.
    Agora, um grande problema que vejo pelas estradas, é o farol direito dos carros com regulagem horizontal totalmente perdida. Eles apontam para o meio da pista ou na maioria das vezes para a pista contrária, quando normalmente pela assimetria deveriam ter o facho direcionado para a lateral da pista (acostamento), ofusca bastante.
    Sobre a iluminação de porticos, tenho um Fusion também, e a iluminação desse tipo de sinalização é até melhor que no Pallas de desenho europeu (que costumo chamar carinhosamente de "lixão franco-argentino"). A grande diferença que percebo entre os dois é a iluminação maior das laterais da estrada no Pallas enquanto a sinalização horizontal é mais destacada pela iluminação do Fusion, pode ser só impressão, mas é o que eu percebo no uso frequente dos dois.

    ResponderExcluir
  35. Os faróis da linha Fiat incomodam sim, não adianta "dar piti" e ficar falando besteira para os outros (Antes um AP do que um Fiat...). Já mandei regular farol em casa especializada com equipamento e ficou péssimo, apontando para o chão.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo 01/01 17:47
    Para onde você acha que farol deve apontar? Pode explicar?

    ResponderExcluir
  37. Delmiro,
    Já tive experiência com lâmpadas chinesas. Duraram exatamente três dias. Derreteram. A projeção de luz também havia ficado estranha. Suas observações em relação ao Fusion e ao Pallas procedem.

    ResponderExcluir
  38. Marcelo (jmvieira)
    Perfeito. Ao levantar a frente nas arrancadas, os faróis, se não estiverem no padrão exato de ajuste, chegam ao espelho do carro da frente. A Parati teve essa característica durante anos.

    ResponderExcluir
  39. Marcelo Augusto01/01/11 18:47

    Há uma leva de seres humanos hipersensíveis à luz ultimamente. Mesmo com faról do caro regulado, veículo zero, é comum pedido de faról atrapalhando, e o "ofuscdinho" está com luzes de posição acessa! Na estrada mesma coisa: um baita de um canteiro separando os dois sentidos da auto-estrada, linha reta, e tem hipersensível 10 km à frente no setido contrário piscando faról alto, que mantidos acessos também não atrapalharia. Vale dizer que é dever, não faculdade, usar luz alta onde não haja iluminação e quando não siga ou cruze diretamente com alguém, regra univesal. Tá explicado porque acontece alguns acidentes bobos e com carros isolados circulando em estrada: falta de visibilidade por ignorância.

    ResponderExcluir
  40. Marcelo Augusto,
    Lembre-se que muitos carros zero-km estão saindo com faróis regulados fora do padrão, muito altos. Falei sobre isso no post. Cada um tem seu próprio julgamento nessa questão de quando baixar faróis. Eu baixo assim que vejo outro carro vindo, mesmo na situação que você citou. Na maior parte das vezes é minha a iniciativa, sempre correspondida pelo outro.

    ResponderExcluir
  41. Reforçando o grupo de críticos aos faróis do Palio, estou eu.

    E não é só ele, toda a Linha Fiat tem uma facilidade ENORME em desregular (ou nem regulam na fábrica). Vivo sendo ofuscado por eles e não raro vejo faróis baixos como se fossem altos e o farol esquerdo como o direito (com o canto 'puxando' pra cima).

    Outro carro com péssimos faróis nesse sentido é o Fiesta anterior ao atual, aquele com a frente mais quadrada e que adotou 2 lâmpadas por farol.

    Acredito que nem fazem regulagem dos mesmos na fábrica, por tomar um tempo precioso para um ajuste correto. Assim como alinhamento e balanceamento, tal tarefa deve ser repassada para as concessionárias que por sua vez, assim como os outros serviços, não o fazem.

    Esse tipo de serviço, de imensurável utilidade e por ser realizável por qualquer um com o mínimo de conhecimento, deveria ser dado em autoescola.

    Uma pena que no Brasil temos "tocadores de carro", e poucos motoristas de verdade.

    ResponderExcluir
  42. No New Fit é 1%, e noto que com leve desnível da pista o foco já fica além do razoável.

    Como é um carro mundial, e até exportado daqui, acredito que este valor deve ser assim em todos os Fits mundo afora. Qual sua experiência com os importados? Que valor se usa lá fora?

    Quando eu tinha um 206, também notava que saindo um pouco do plano já incomodava, não lembro quanto era a queda.

    Cheguei ir na Dpaschoal para regular num valor mais baixo. Mas o pessoal tem má vontade, vai logo dizendo que está bom, e não dão a mínima para quanto está regulado o aparelho. Uma pena.

    ResponderExcluir
  43. Vocês têm a mesma impressão que tenho, de que os faróis com lente de risquinho tendiam a ser mais bem projetados do que os de lente lisa? Impressionante como vejo diferenças marcantes de qualidade de iluminação entre faróis monoparábola de lente lisa de carros diferentes. É uma diferença muito mais marcante do que aquela que eu via em diferentes faróis "riscados".

    ResponderExcluir
  44. Uma coisa preocupante, no caso de veículos com idade um pouco mais avançada, é o desaparecimento de faróis de marcas "confiáveis". No caso dos Monza 88 a 90 (com faróis halógenos), praticamente sumiram os Cibié e Arteb (pois as fábricas já pararam de os produzir há um bom tempo), faróis com facho definido e bom elemento refletor. Encontram-se produtos de 2ª linha (como RCD), cuja iluminação é simplesmente ridícula. Nem com lâmpadas Osram ou Phillips iluminam decentemente.

    ResponderExcluir
  45. marcelo (jmvieira)01/01/11 21:09

    essa questao da qualidade das lampadas eu ja percebi com xenon. nao posso afirmar q marca "x" é melhor q "y", mas na pratica vi q as lampadas q deram fotometria melhor foram da marca tc, em comparação com as da marca xgy. nao posso afirmar q em outros carros o resultado seria equivalente, pq minha experiencia com xenon se restringe a adaptações, e o farol nao é projetado pra xenon. mas o q da pra afirmar é q conseguir o formato correto do facho é uma dificuldade, e precisa de muito acerto e regulagem.

    ResponderExcluir
  46. Lucas (101)01/01/11 21:51

    Para quem possui carros mais antigos e não está satifeito com a luz, mesmo após a regulagem descrita pelo Bob, verifique a marca dos faróis. Mesmo entre Arteb e Cibié, dois fabricantes sérios, existe grande diferença. É só pegar um de cada e comparar, só de ver o desenho da lente do Cibié já é de se esperar melhor resultado.

    Tem também os antigos Lucas Rossi, que tinham quase que a mesma qualidade dos Cibié custando um pouco mais que os Artebs...

    Acho um tanto alto o caimento do facho do farol de neblina (2%), a não ser que ele esteja localizado acima do parachoque. Utilizo 1% à 1,5% em faróis de neblina instalados sob o parachoque, dependendo da qualidade do corte.

    Falando nisso, tenho dois Serra II novinhos guardados, "só" falta o carro para eles....

    ResponderExcluir
  47. Acabei de ajustar os do meu Celta que estavam terríveis, passei em muitos buracos e quase perdi o controle em alguns deles. Xinguei tanto ontem que quase fiquei rouco.

    Porém o ajuste foi feito no escuro a ponto de eu ter mexido no ajuste horizontal, e o alterei bastante (pelas 'rosqueadas' que dei), só depois que vi os de altura mesmo. Aliás, estava há quase dois palmos abaixo da medida correta.

    Quanto a altura está ok, mas e quanto ao ajuste horizontal? É possível estabelecer referências de ajuste ou é questão de mexer um pouco e sair tentando e/ou parar o carro numa rua vazia a noite e ir no "olhômetro?" :S

    Sairei agora a noite pra ver o que dá, mas tenho receio de ofuscar outros motoristas. De qualquer forma caiu como uma luva este post. Obrigado, Bob!

    ResponderExcluir
  48. Esse post é de muita importância,

    Já que o Lucas 9 101) comentou :

    Sobre faróis de carros mais antigos, no início dos anos 1990, mais precisamente em 92, fui comprar um Gol novo, na agência daqui tinha um com Pirellis e Arteb, liguei na agência de uma cidade vizinha tinha outro idêntico de tudo,e tinha P44 tb , mas com Cibié, fui lá e trouxe o carro.

    Os Cibiés desse modelo do Gol( hoje apelidado " chinesinho") eram BEM melhores que o Arteb.

    ResponderExcluir
  49. vale lembrar que os carros mais luxuosos possuem regulador de altura dos fachos, para compensar justamente a questão de estar com mais passageiros e/ou carga no porta-malas. Pena que 99% das pessoas que possuem carro com este recurso não sabem nem como operá-lo

    ResponderExcluir
  50. O problema dos farois do Palio são dois:

    1 - Corte de luz ruim - o farol não possui uma ótica boa, a iluminação vaza mesmo acima da "linha de corte" que é a altura média que o farol deve ser regulado. Ou seja, mesmo que o farol esteja regulado há muito vazamento de luz para lugares onde ela não deveria ir. O que normalmente não incomoda, mas quando o Palio tá equipado com Xenon... Outro carro que tem essa característica é o New Civic, já repararam como tambem ofusca demais?

    2 - Suspensão traseira muito macia - por ter uma suspensão com setup de conforto, mesmo com farol regulado um Palio acaba ofuscando veículos em sentido contrário quando o motorista acelera (mesmo em marchas mais altas) ou quando tem alguma carga extra na traseira (sejam passageiros ou mala).

    No caso de transporte de peso isso afeta a maioria dos carros que não possui nivelamento automático. Até onde eu sei, a maioria dos automóveis sai de fábrica com um controle dentro dos farois (normalmente ao lado das lâmpadas) que permite que o farol seja re-nivelado para a duração da viagem sem que se altere a regulagem original dos faróis. Mas.. quem lê o manual pra saber que esse recurso existe? E pior... mesmo sabendo que existe, porque alguem se daria ao trabalho de abrir o capô e sujar a mão pra melhorar a visão dos outros? ;)


    Quanto aos amigos que SABEM que seu farol ofusca regularmente, não custa nada parar num posto de gasolina e dar uma regulada no facho: com uma chave Philips, uma parede e 5m de chão plano qualquer um regula um farol, em 2 minutos, não é desculpa!

    []'s

    ResponderExcluir
  51. RAfael Moreira
    Você tem razão, essa questão de ajuste dos faróis poderia ser ao menos citada nas autoescolas. Pelo menos o aluno seria alertado da importância e da necessidade do ajuste correto dos faróis. Principalmente agora que aulas de direção noturna estão no currículo.

    ResponderExcluir
  52. André Andrews
    Como eu disse, falta interesse e conhecimento sobre o assunto. Lá fora se usa mais 1,3%, mas além da queda prescrita é preciso que o carro esteja com tanque pelo menos a meio, haja carga no porta-malas e uma pessoa esteja ao volante. Mas na Europa é obrigatório o ajuste de faróis de bordo, caso em que pode ser perfeitamente possível 1,0%. De toda maneira, o que pretendi com esse post foi mostrar a importância do ajuste correto dos faróis e dar os fundamentos de seu ajuste, de modo que qualquer um possa fazê-lo.

    ResponderExcluir
  53. Marcelo (jmvieira)
    De qualquer maneira, a tendência é haver fiscalização contra adaptação de lâmpadas de descarga de gás, em que a falta dos obrigatórios nivelamento automático e lavador de faróis já torna o carro irregular.

    ResponderExcluir
  54. Lucas (101)
    Faról de neblina é mesmo 2,0%, tenho literatura Bosch a respeito. Acredito que seja o melhor ajuste para evitar reflexo das gotículas d'água do nevoeiro e não ofusque.

    ResponderExcluir
  55. Transeunte
    Como primeira providência, verifique o ajuste dos faróis segundo a metodologia citada no post, que prevê tanque a meio, carga de 20 kg no porta-malas. Não é a maioria dos automóveis que possui o ajuste rápido para condição de carga, coisa que todos os Fiat têm desde o 147. Lembre-se que um eventual sujar as mãos - não ocorre na realidade - não é só para melhorar a visão dos outros, mas a própria também.

    ResponderExcluir
  56. Marcelo Augusto
    Oa americanos têm coisas realmente estranhas. Não poder ter espelho esquerdo convexo é o cúmulo. Eu, por exemplo, não consigo dirigir relaxado em carro com espelho esquerdo plano. Quando não vem com, mando trocar. Parte da mídia critica a Ford nessa questão do Fusion, a começar por mim quando do lançamento para a imprensa em Florinópolis em abril de 2006. Leia em http://www2.uol.com.br/bestcars/testes2/fusion-1.htm

    ResponderExcluir
  57. Uber
    Sim, o piso deve ser nivelado para garantir fidelidade de orientação do facho e também o perfeito assentamento do veículo na suspensão. Inclusive, por isso é essencial os pneus estarem calibrados.

    ResponderExcluir
  58. Um sinal de que o farol baixo esta muito alto é não enxergar os buracos e nem o cordão da calçada, e é claro, ofuscar os outros carros.

    ResponderExcluir
  59. @Bob Sharp 01/01/2011 - 18:01:
    Não expliquei direito: antes da regulagem eles iluminavam como devia. Após o serviço mal feito na Dpaschoal eles ficaram apontados para o chão muito próximo ao veículo (parecia faróis de neblina). A D20 é alta e se baixar demais o facho o farol não ilumina onde deveria, ficando praticamente inúteis.

    ResponderExcluir
  60. Anônimo 2/1 13:33
    Entendido agora. Mas quanto mais alto o farol em relação ao solo, maior deve ser a queda. Pode ser que o ajuste tenha sido feito corretamente levando em conta o tipo de veículo que é a sua D20, de 1.050 kg de carga útil. É uma suposição. No seu caso, eu tentaria buscar o ajuste para veículo sem carga a partir do que o autocentro fez mexendo nos parafusos de ajuste por igual e memorizando ou anotando o número de voltas dadas.

    ResponderExcluir
  61. Gente, eu já tive 3 Palios - 1997 2002 e 2005 - e em tds existe a opção de regulagem dos faróis nos mesmos.

    Basta q vc faça a regulagem 1 vez p/ ano e pronto.

    Acho q devo ser + meticuloso c/ carro doq a grande maioria das pessoas....rss.

    ResponderExcluir
  62. E completando...p/ mim farol tem q iluminar a pista e não as árvores, postes e transformadores de energia.

    Bom...vai ver q sou o único q enxerga assim né?

    ResponderExcluir
  63. Pisca
    Você está certo. Penso igual.

    ResponderExcluir
  64. Marcelo Augusto02/01/11 19:28

    Deveria haver uma escala no parafuso do nível horizontal dos faróis. Ou seja, com a variação legal (-0,5 até -2,5, que é a que costa da resolução Contran e é cópia da norma da União Européia) para uma escolha manual do facho, como nos carros que tem regulagem interna.

    Eu como não tenho espaço em casa, penso até em fazer uma marcação da posição original de fábrica do facho, e marcar apartir daí 1 ou mais milímetros para ver se fica melhor. Será que essa idéia dá certo?

    ResponderExcluir
  65. Bob, logo me lembrei... e quanto aqueles motoristas que andam com o lindo farol de neblina vermelho traseiro, superforte, ligado o tempo todo? O que falar para eles?

    O pior é quando vc reclama e o idiota olha e fala: "ah eu nem sabia que meu carro tinha isso" ou "ando assim porque gosto de ser visto" - ou seja, está duplamente errado.

    ResponderExcluir
  66. Marcelo Augusto,
    Lembre-se que a normas Contran e europeia são limites. O que prevalece é o ajuste determinado pelo fabricante do veículo, que deve respeitar esse campo de queda. Marcação pré-determinada no seu carro não dá certo porque a altura de rodagem não é rigorosamente fixa. Se você não tem espaço, o melhor é achar oficina ou autocentro que tenha máquina de regular farol com posição ajustável da tela e pedir que ajustem a 1,3%.

    ResponderExcluir
  67. Anônimo 2/1 20:43
    Até hoje tivesse sucesso ao avisar, mas chegará o dia em que poderei ouvir resposta como as que você conta. Por isso é que já sugeri ao Contran que torne infração trafegar com iluminação (faróis) e sinalização (luz traseira) de neblina sem que haja o fenômeno meteorológico.

    ResponderExcluir
  68. Quanto ao farol do Palio, se todos saem com problema de regulagem da fabrica deveria ocorrer um recall.
    O que me admira, ou nao, é que em 8 anos ninguem da impressa especializada tocou no assunto regulagem do farol.

    Outro fato a ser levado em conta é que toda autorizada executa uma revisao de entrega do carro zero. Hora se existe revisao os farois devem ser verificados e ajustados. Sendo ela a de entrega ou a dos 10k km. Coisa que parece nao ocorrer.
    Quando voltar a CWB irei olhar no manual da Adventure as referencias a respeito da regulagem do farol

    Farois com lente lisa tendem a ser mais eficientes do que os com lente esculpida. O corte no vidro tende a absorver a luz.

    Farois RCD do mercado de reposicao sao de quinta linha. Fazem produto altamente ruim. Se alguem da RCD achar ruim tenho copia do email quando na ocasiao alegaram que as lentes nunca iriam ficar amarelas. Tenho as lentes amarelas tambem...

    Uma sugestao para o proximo post seria um informativo com várias fotos de paineis de instrumentos mostrando a luz azul e o significado dela...

    Vamos todos colocar o dedo no pisca desejando um feliz ano novo.

    ResponderExcluir
  69. marcelo (jmvieira)02/01/11 23:52

    bob, o lucas ate me perguntou esse esse caimento dos farois de neblina q eu não sabia, mas ao ver q era 2% e eu fiquei com uma duvida qdo fiz umas contas: o neblina fica uns 25cm do chão. com 2% de caimento, o facho desceria 2cm a cada metro, e se eu entendi correto, em 12,5m o facho do neblina se encerraria. sendo assim, a 40km/h ou 11m/s, dirigindo devagar numa neblina, o motorista teria cerca de 1s pra ter o obstaculo iluminado pelo farol de neblina. agora vem minha duvida: se esse ~ 1s não seria um tempo um tanto curto, e se seria muito ruim nós reduzirmos essa inclinação dos neblinas pra, digamos, 1,5% ;) Abraço.

    ResponderExcluir
  70. marcelo (jmvieira)
    Correto, com faróis a 25 cm do solo e caimento de 2%, o facho chega só a 12,5 m à frente do carro. É justamente essa a utilidade do farol de neblina, proporcionar um leque de luz bem aberto e com caimento tal em relação à linha de visão que reduza ao máximo o reflexo das gotículas d'água do nevoeiro. É por isso que é pior o farol alto, há muito reflexo, que é bem menor com farol baixo. Com o farol de neblina, menos reflexo ainda. É essa proximidade a razão de muitos que gostam de andar com os neblinas ligados em vez do farol baixo os levantarem, para assim terem iluminação mais longe, o que acaba por ofuscar, já que esses faróis não são assimétricos. Tenho falado bastante a respeito disso aqui no AE. Sob nevoeiro bem denso deve-se andar a no máximo a 30 km/h, só com os neblinas. Um carro a essa velocidade para em curtíssimo espaço. Se a neblina dissipar um pouco, passa-se para o farol baixo, podendo-se aumentar a velocidade com segurança.

    ResponderExcluir
  71. "Uma sugestao para o proximo post seria um informativo com várias fotos de paineis de instrumentos mostrando a luz azul e o significado dela..."

    Hahahaha genial, Gilberto!

    Quanto aos RCD, FUJA! Marca pior não há.

    ResponderExcluir
  72. Bob,

    Perfeito! Acabei de chegar de viagem e estava justamente pensando nesse tema. Parece que leu o meu pensamento!!!

    Antes de sair pra estrada, faço a regulagem da altura do facho do farol em função da carga. Desta vez, fui com dois adultos, dois adolecentes, bagagem, um panelão de feijoada e um peru assado na mala do logan, o que deixou com a dianteira alta. Ajustei a regulagem para B, mas não ficou muito bom, pois mesmo assim focava em excesso o asfalto, sem iluminar adequadamente. Parei e ajustei novamente para A, o que melhorou a distância iluminada pelos faróis, e sem atrapalhar quem trafegava em sentido contrário.
    Como tenho que levar o carro para revisão, vou pedir que façam a regulagem.

    ResponderExcluir
  73. A prova de que os faróis de neblina só servem para baixíssima velocidade e visão de faixas, é o Bravo ter o recurso de Cornering Lights ativado apenas quando abaixo de 40 km/h.

    ResponderExcluir
  74. Pisca,

    Para caçar macaco e manga, pra isso inventaram o "caça mulata" e o "silibrim".
    hehehehe

    ResponderExcluir
  75. Numa viagem para João Pessoa, os faróis do meu velho uno não estavam iluminando bem. Parei o carro num lugar onde havia uma doca de carga, e fiz o ajuste de forma grosseira, marcando uma cruz na parede com um caco de tijolo. Iniciei a regulagem e centralizei os fachos nas cruzes marcadas. No restante da viagem ninguem mais reclamou de ofucamento e não caí mais em buraco.
    A alguns anos nos postos da PRF existiam espelhos com as marcações de dos fachos como as descritas no post para efetuar a regulagem dos faróis.
    Alguem lembra disso?

    ResponderExcluir
  76. Alessio Marinho
    Essas posições A e B no Logan são selecionáveis facilmente? E com carro bem carregado a B baixou demais o farol, foi isso? E na A, ficou bom mesmo com carro com toda essa carga? Explique, por favor, não entendi direito.

    ResponderExcluir
  77. André Andrews
    Bem lembrado!

    ResponderExcluir
  78. Quanto a discussão sobre marcas de farois e lampadas:

    Comparar peças paralelas, de qualidade inferior e preço baixo, é gastar 2x. Uma com a porcaria e outra com a boa.
    Seja esperto e compre a boa da primeira vez.

    ResponderExcluir
  79. Bob,

    As regulagens são de fácil acesso, basta girar uma "porca" plástica que existe no parafuso de regulagem, junto a carcaça do farol. Ela possui 3 posições, 0 para condutor, A para média carga e B para carga máxima (usei A e B para igualar a sua definição usada sobre os Fiats). A única dificuldade está no acesso do farol direito, pois a tubulação do ar condicionado fica na direção do regulador. Basta passar a mão por baixo, tomando cuidado para não tocar no aluminio gelado.
    Sim, o seu entendimento está correto. Acho que os faróis do meu carro estão desregulados, pois o correto seria o inverso.

    ResponderExcluir
  80. @Bob Sharp 02/01/2011 - 21:17
    Acredito que o farol de neblina, se regulado como deve, ofusca menos que o farol baixo. Tenho o costume de usar ele quando no entardecer (quando o farol baixo ligado ou não não dá diferença) ou então em tempo chuvoso. No meu veículo percebo nitidamente a diferença quando uso um e outro: se o baixo estiver ligado e ligar o neblina a faixa mais próxima do carro fica mais iluminada. Já a lanterna de neblina realmente incomoda e nunca precisei usá-la.

    ResponderExcluir
  81. Filipe
    Se tanto o farol principal quanto o de neblina estão corretamente ajustados, não incomodam. Não há diferença entre eles nesse aspecto. O de neblina é de curtíssimo alcance e só serve para orientar o motorista quando houver neblina à noite, situação em que se anda bem devagar, tipo até 30 km/h. Acima dessa velocidade de nada serve o neblina, pois o carro "corre mais que o farol", como se diz. Além disso, o carro fica bem mais visível pelos outros, de dia ou de noite, com o farol baixo do que com o neblina. E se for usado só o neblina à noite, a sinalização vertical pode não ser vista. Tudo isso, repito, com o neblina e o principal com ajuste correto. Como muitos apreciam rodar com neblinas + lanternas, sem farol baixo, ajustam os neblinas mais alto, que então passam a ofuscar, especialmnte por não terem facho assimétrico.

    ResponderExcluir
  82. Eu já me fartei de discutir alguns assuntos relacionados ao automóvel com pessoas que fazem parte do meu convívio. Mas, principalmente, me cansei:

    1) Explicar sobre uso de faróis.
    2) Posição correta de dirigir.
    3) Uso de rodas enormes e rebaixamento de suspensão.

    E mais recentemente, agora na virada do ano, uma discussão gigante sobre airbags. A mãe de uma amiga começou a chatear que o Omega é veloz e não ter airbags, que a filha e o marido foram salvos pelos airbags e etc... Por fim mandei ela pedir ao genro capotar novamente o Focus na 381 sem usar cinto de segurança. Sem falar que capotar um Focus... tem que ser um artista...

    Aí, é claro, minha mãe interveio dizendo que sou chato....

    ResponderExcluir
  83. Bob,
    Justamente pelo fato de ele ter curto alcance é que uso o neblina nestas situações, mas acredito que a visualização do carro melhore com eles do que andando só com as luzes de posição. Uso para que os outros me vejam melhor, não é para iluminar. Durante a noite uso somente o baixo. O AirCross tem excelentes faróis.

    ResponderExcluir
  84. Bob,

    A maioria nem sabe a diferença entre milha e neblina. Acham que qualquer par de faróis instalados abaixo dos faróis principais são de milha.

    ResponderExcluir
  85. Bob, me lembrei de outra coisa odiosa: Começa a chover forte ou pinta um nevoeiro e logo aparecem os motoristas que ligam o pisca-alerta, apesar do veículo continuar em movimento.

    ResponderExcluir
  86. Raphael Hagi
    Tem razão, a maioria nem sabe a diferença entre neblina e milha mesmo. E essa do pisca-alerta é de doer realmente. É, amigo, temos um longo caminho a percorrer em termos de conhecimento e cultura automobilística. Uma curiosidade: eu estava na GM quando chegaram os primeiros Omegas australianos para validação no Brasil e junto veio uma engenheira da Holden. Notei que o carro tinha faróis de neblina mas não luz traseira de neblina. Perguntei a ela se na Austrália nãi tinha neblima e se os faróis para isso eram só para dar charme. Disse que eram...

    ResponderExcluir
  87. Pisca alerta com o carro em movimento é fogo mesmo... Alguns modelos vendidos aqui eram inversos a este Ômega, como é o caso do Polo Classic: tinha lanterna de neblina mas não tinha o farol.

    ResponderExcluir
  88. Filipe,
    Menos mal, ter luz traseira de neblina e não ter farol de neblina do que no caso do Omega canguru. Mas o ideal é ter ambos, claro.

    ResponderExcluir
  89. Bob,

    E caso o modelo nacional e canguru fossem comparados à época, esta ausência da luz traseira de neblina seria um retrocesso, uma vez que o nacional, pelo menos na versão CD, tinha os dois itens de série desde o primeiro modelo de 92.

    Ainda a respeito do Omega, Bob, que dia vai abordar o assunto da adoção do 4.1 no sedan alemão? Posso estar sendo chato com isso, mas você prometeu né... Estou ansioso pra saber de algumas coisas. Já li por exemplo que a Lotus sugeriu um cabeçote 24V, que como sabemos, nunca chegou ao modelo de produção.

    ResponderExcluir
  90. Bob, pode ter ficado uma idéia de cobrança, mas é um pedido ok? Outra curiosidade que tenho é sobre a origem do motor do Chevette, mas pode ficar pra depois do 4.1 ok? hehehe.

    Abração!

    ResponderExcluir
  91. Ótimo post Bob!

    Lembro dum Gol que comprei de um vizinho, que não tinha nem um décimo do meu entusiasmo com carros.
    Na primeira semana com o carro percebi que ele já estava com vontade de ter o carro de volta. Polido, com aro 14 e calçados novos de qualidade e sem mais aquele farol RCD ridículo, que não iluminava naaada. Este carro que depois transformei na churrasqueira prateada... hahaha

    Raphael, falando de carro no reveillon? Nós não temos jeito, né?
    Mas tem família que é chata mesmo! Reclamaram porque eu estava conversando sobre hérnia de disco com uma senhora! É assim mesmo...

    Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  92. marcelo (jmvieira)03/01/11 19:40

    entendido Bob, obrigado pelo esclarecimento. inclusive meus neblinas estão com pouco caimento, o facho encerra-se a uns 30m do carro. vou providenciar o encurtamento dessa distancia. falando em farol baixo, acho q deveriamos ter mais carros com farois projetores. nesse quesito, nos nossos nacionais de cada dia, so temos o velho astra e a fiat q teve a boa iniciativa de usar em varios modelos. projetor + regulagem eletrica + motorista q saiba usar a regulagem eletrica = fim dos ofuscamentos.

    ResponderExcluir
  93. Salvo engano, no manual do meu antigo Gol GTS especificava a regulagem dos farois de milha exatamente na horizontal, sem caimento.

    ResponderExcluir
  94. Marcelo Augusto04/01/11 09:11

    Luz traseira de neblina é mais útil do que faról de neblina. Pois deixa o carro mais visível em spray de chuva ou em caso de queimadas.

    ResponderExcluir
  95. Raphael Hagi
    Sem dúvida que o australiano não ter luz traseira de neblina foi um retrocesso. Sobra o motor 4,1 no Omega CD, aguarde.

    ResponderExcluir
  96. Raphael Hagi
    Aguarde também informação sobre a origem do motor do Chevette.

    ResponderExcluir
  97. Prezado BS,
    Tópico muito esclarecedor e detalhista como sempre, obrigado por nos manter sempre informados.
    Numa de nossas lojas realizamos a regulagem de faróis e substituição de lâmpadas sinalizadoras originais, isso quer dizer que não regulamos faróis equipados com adaptações(Xenon)tampouco instalamos esse tipo de equipamento.
    Gostaria de lembrá-lo que em diversas situações de regulagem ou substituição, tanto em nossas lojas como nas ruas, pudemos verificar o ofuscamento devido a má instalação de lâmpadas halógenas no momento de sua substituição, principalmente em carros que se utilizam de lâmpadas modelo H7, que apresentam fixação por vezes diferenciada, como VW Polo, Renault CLio, Ford Fiesta e Ecosport e alguns Fiat Palio.
    Abraço
    MRA

    ResponderExcluir
  98. Filipe
    Fora que andar de noite só com as luzes de posição é proibido, além de ser um contrassenso em si mesmo.

    ResponderExcluir
  99. MRA,

    Obrigado pela informação.
    Percebi alteração depois da troca de uma lâmpada do Fox, mas confiei demais no auto-elétrico.
    Ocorreu alteração na regulagem, mas não tem incomodado os demais, mesmo assim vou pedir pra checar.

    Sds

    ResponderExcluir
  100. Marcelo (jmvieira)
    Regulagem elétrica é bom, ajuda, mas não é essencial.

    ResponderExcluir
  101. Freddy
    Não existe faroi sem caimento. No caso dos longo-alcance ("milha") é 1,0%.

    ResponderExcluir
  102. Marcelo,
    Sem a menor dúvida que luz traseira de neblina é mais importante que faróis para essa finalidade.

    ResponderExcluir
  103. MRA
    Agradeço seu comentário e sua explicação sobre montagem das lâmpadas H7 na parábola, muito esclerecedora inclusive para mim. Esteja livre para nos passar mais informações sobre essa importante parte de todo automóvel.

    ResponderExcluir
  104. marcelo (jmvieira)04/01/11 14:55

    eu já fiz instalação de alguns modelos de kits xenons em carros meus e de amigos, e percebi q nesse caso especifico o ofuscamento ou nao ofuscamento depende do casamento entre o projeto do conjunto optico e a marca da lampada. um exemplo são os kits H4-3 onde o conjunto mecanico da lampada faz toda diferença. mesmo num refletor consegue-se, com uma H4-3 adequada, uma linha de corte bem resoluta e uma penubra bem escura, sem halos q gerassem ofuscamento, o q mostra q colocando a parte questões legais, q se um kit é instalado obedecendo criterios, pode ser usado sem incomodar os demais. o problema veio depois do barateamento e popularização dos kits, onde muitos instalaram sem nenhum criterio nem noções de fotometria, muito menos regulagem. ai a adaptação passou dos limites do bom senso e adentrou nos limites da ilegalidade: as autoridades precisaram intervir, e com razão. no fim da historia a imagem da xenon ficou irremediavelmente manchada, e o q deveria trazer segurança para seu motorista, ofuscou e virou alvo de criticas e preconceitos. de fato, ainda precisamos evoluir muito.

    ResponderExcluir
  105. Lucas (101)04/01/11 14:56

    Freddy, realmente os manuais dos Gol GT/GTS/GTi não indicam caimento para faróis de milha, o que eu utilizo e acho correto. Também indicam que estejam alinhados/paralelos um ao outro.

    Alguns carros que competiam antigamente nas provas de longa duração utilizavam faróis de milha 'invertidos' (Cruzados), o esquerdo iluminando a direita e vice-versa. Ainda vou experimentar isso no GTi, acredito que melhore bastante em curvas, por ganhar maior abertura de facho, perdendo é lógico, o facho à longa distância.
    Mas pra falar bem a verdade, muda pouca coisa com eles ligados. Os principais Cibié dão conta sozinhos tranquilamente.

    ResponderExcluir
  106. Lucas (101)04/01/11 15:56

    Bob, no caso do farol alto, quando possível, deve-se regula-lo em linha reta, com o centro do facho alinhado com o centro da lampada, nem para cima, nem para baixo, nem para esquerda, nem para a direita. Aliás, são poucos os carros que permitem essa regulagem, só me lembro dos GTI/TSi, com farol duplo. E foi no manual deles onde encontrei essa informação.

    Para luz alta é desejável que haja um pouco de dispersão de luz para cima. Principalmente numa descida.

    Talvez quando utilizado faróis auxiliares de milha, estes sim com um pequeno caimento, mas tenho minhas dúvidas.

    Se pegar um farol simples (Lâmpada H4), verá que ao bater a alta, o centro do facho ficará alinhado com o centro do farol, sendo que a área de maior intensidade será a parte superior do feixe de luz. Desconsiderando, é claro, faróis desregulados, de marca duvidosa ou lâmpadas baratas.

    Estamos aqui para discutir e aprender, caso alguem tenha opnião diferente, só falar.

    ResponderExcluir
  107. Lucas (101)
    Faróis principais com lâmpara H4 se regulam pelo baixo. A orientação horizontal é reto à frente e paralelos, como mostra a fig. 3, creio não haver dúvida quanto a isso. A luz alta, se separada da baixa, e faróis de longo alcance, esses têm caimento 1,0%. Tem certeza de que leu que não há caimento?

    ResponderExcluir
  108. marcelo (jmvieira)04/01/11 22:12

    os fachos baixos no gol com farol principal H4 ficavam paralelos, porem o facho alto ficava cruzado. regulei varios.

    ResponderExcluir
  109. marcelo (jmvieira)04/01/11 22:25

    e no caimento, pra mim no caso do gol tb entendia como nulo pro facho alto. ao projetar o facho baixo e sua linha de corte com caimento de digamos 1,2%, ao comutar pra alta vemos o facho alto ficar ligeiramente acima da marcação do caimento da linha de corte na parede, na altura do farol como se o facho não descesse. tb da pra perceber isso qdo estamos a uns 2m e seguramos a chave de comutação, vemos ambos os fachos simultaneamente, a linha de corte do farol baixo, uma fina linha escura acima da linha de corte da baixa e o facho alto acima dessa fina faixa escura. no caso foi um gol bola q tive, farois cibie H4 com aquele refletor de metal polido banhado em ágata, eu usava lampadas philips.

    ResponderExcluir
  110. Exato Bob, faróis H4 se regulam pela baixa, mas mesmo assim, ao dar luz alta, o feixe direciona-se reto, centrado. Mas claro, devido à luz alta ser difusa, ela espalha em todas as direções. É notável que a parte superior do feixe é mais forte, pena que eu não tenha nenhuma foto onde possa visulizar o efeito.

    Postarei algumas imagens Bob, veja que a VW indica 1,4% para faróis baixos e 0% para alto/milha:

    Manual Gol GT 86, pag.49
    http://img819.imageshack.us/img819/8035/golgtfarol.jpg

    Manual Gol Bola (4ª edição - 05/96), pag.5-16 e 5-17
    http://img560.imageshack.us/img560/4534/p10009033.jpg
    http://img28.imageshack.us/img28/8430/p10009022.jpg


    Marcelo, a que geração de Gol você se refere?
    Esse na situação descrita é o do GTI bola (Muito ruim por sinal, só é bom na estética, perde para o H4 de mesma marca feio...), que utiliza lampadas H1 e H3.
    A VW indica 120mm de distância entre o eixo dos feixes alto e baixo, que é a mesma distância entre lâmpadas, ou seja, seguem paralelos.

    ResponderExcluir
  111. Lucas
    Tem alguma coisa errada nessas instruções. Tem de haver caimento. Vou consultar as fontes. VW é uma das marcas em que noto os faróis altos demais. Como assim, luz alta difusa? É ao contrário. Ela tem de ir longe. Aguarde você e os demais leitores eu voltar ao assunto com mais informações.

    ResponderExcluir
  112. Lucas (101)
    Jamais liguei em corridas no período noturno os faróis auxiliares de longo alcance. Bastavam-me os Cibié principais.

    ResponderExcluir
  113. Bob,
    Amigos,

    Caso ajude, encontrei esse PDF que explica, com mais alguns desenhos, os procedimentos comentados nesse post para a regulagem separada de faróis baixo e alto/milha:

    http://www.coolbulbs.com/HID-VISUAL-HEADLIGHT-AIMING-PROCEDURE.pdf

    Apesar de ser em inglês e usar medidas em polegadas, acredito que seja bem objetivo e de fácil compreensão.

    []'s!

    ResponderExcluir
  114. Bob, talvez tenha me enganado ao colocar a palavra "difusa", ficou estranho mesmo. O que eu queria me referir era ao fato da luz alta se espalhar em todas as direções, o que não acontece no baixo.

    Tem um catálogo antigo da Cibié onde tem os tipos de faixo de luz, do neblina ao milha, e também um guia de regulagem (Em Inglês).
    http://www.r5alpine.hu/letoltesek/set3/Cibie_catalog_1985.pdf

    ResponderExcluir
  115. Transeunte
    Agradeço o envio do link, bastante útil. Mas esses manuais não são muito claro, daí eu ter resolvido publicar este post. Seguindo-o ninguém terá dificuldade a ajustar os faróis com metodologia correta.

    ResponderExcluir
  116. marcelo (jmvieira)05/01/11 19:17

    lucas, eu regulei 2 gols quadrados modelo antes de 92 lampada H4 (esses eram muito fracos), os farois eram arteb. regulei um gol 94 quadrado (farol bom), farois cibie, um gol bola 95 farois cibie (bom tambem)notei facho alto cruzado nesses gols. regulei um gol g3 2000, porem no g3 eu nao vi o cruzamento do facho, acho q o facho nao era cruzado. só regulei gols com farol H4, nunca peguei um gol dupla parabola. o gol onde achei q o caimento da luz alta era nulo, como vc falou, era o meu bola 95, o g3 era meu mas nao notei, os demais nao eram meus e nao sei.

    ResponderExcluir
  117. marcelo (jmvieira)05/01/11 19:17

    lucas, eu regulei 2 gols quadrados modelo antes de 92 lampada H4 (esses eram muito fracos), os farois eram arteb. regulei um gol 94 quadrado (farol bom), farois cibie, um gol bola 95 farois cibie (bom tambem)notei facho alto cruzado nesses gols. regulei um gol g3 2000, porem no g3 eu nao vi o cruzamento do facho, acho q o facho nao era cruzado. só regulei gols com farol H4, nunca peguei um gol dupla parabola. o gol onde achei q o caimento da luz alta era nulo, como vc falou, era o meu bola 95, o g3 era meu mas nao notei, os demais nao eram meus e nao sei.

    ResponderExcluir
  118. Caro Bob,
    Muito interessante e detalhado o post, esclarecendo várias dúvidas que eu tinha a respeito do assunto.
    tive um gol bola star com farol duplo do tsi/gti e este realmente foi o unico que eu observei com parafusos para regulagem horizontal e vertical em cada espelho. do "g3" pra frente até o NF a regulagem vertical é a mesma, tendo a diferença de caimento fixo no mecanismo que sobe ou abaixo ambos os refletores.
    falando em iluminação veja esses 2 vídeos, uma bicicleta com um sistema de iluminação "decente":
    http://www.youtube.com/watch?v=Z5gwMwSN_so
    http://www.youtube.com/watch?v=ClhGtDVpwLM
    um abraço

    ResponderExcluir
  119. marcelo (jmvieira)07/01/11 18:29

    no corsa C (modelo novo) existe um "ajuste fino" independente na luz alta. ao abrir a tampa de vedação por tras do farol alto ve-se a base metalica do farol q da sustentação a lampada H1, e esta base tem dois parafusos, sendo que um deles tem um furo oblongo (ovalado) e deslocando a base tem como subir ou baixar o facho da luz alta separadamente, depois de ajustado o conjunto.

    ResponderExcluir
  120. Manual do Palio adventure ensinando a regular o farol. Como os senhores podem observar o passo a passo para regular o farol é claro e bem explicado. So nao faz quem não quer.

    http://img23.imageshack.us/img23/8448/dsc00636t.jpg

    http://img200.imageshack.us/img200/6755/dsc00637g.jpg

    Ainda acho que deveria sair um recall.

    ResponderExcluir
  121. Bob,

    Otimo post, valeu! Fiz na garagem do predio usando 4 quadradinhos de fita crepe na parede preta, uma trena para medir os 6,5cm e os 5m de distancia, uma chave phillips e ficou fantastico.

    Grande abraco,
    RT

    ResponderExcluir
  122. Alexandre Freitas20/01/11 23:23

    Bob, boa noite
    Ótimas informações, valiosas e de fácil aplicação. Infelizmente falta educação sobre o tema, como você mesmo citou. Aproveitando a observação de outro leitor sobre o uso de pista-alerta com o carro em movimento, isso é mesmo perigoso. Trafego diariamente em rodovia, e é impressionante a quantidade de motoristas que ignoram a legislação e andam com o pisca-alerta ligado, principalmente em condições de chuva forte ou neblina. Penso que não há grande dificuldade em implementar uma trava que permita seu funcionamento somente com o carro parado. Deveria ser obrigatório.

    ResponderExcluir
  123. Alexandre Freitas
    ötima ideia, chavear o pisca-alerta tomando velocidade zero como parâmetro, evitaria o que se vê, conforme você relatou. A única perda seria não poder mais ligá-lo assim que se vê tráfego parado à frente numa rodovia, para avisar a turma de trás, ou então quando o carro segue lentamente na estrada com alguma avaria mecânica que o impeça de trafegar normalmente. Talvez, acompanhando sua boa ideia, estabelecer que só ligue abaixo de, digamos, 30 km/h. De todo modo, seria uma modificação fácil, pois já existe o travamento automático de portas uma vez atingida determinada velocidade.

    ResponderExcluir
  124. Alexandre Freitas21/01/11 23:50

    Bob,
    Bem lembrado, nessas condições é importante que o pisca-alerta funcione.
    Limitá-lo à velocidade ficaria perfeito.

    ResponderExcluir
  125. Muito importante essa matéria de regulagem de faróis.

    Realmente é comum de se ver os carros andando com faróis desregulados. Mas, mesmo com os faróis regulados, incomodam tambem alguns motoristas que insistem em usar farol alto dentro da cidade à noite (talvez eles usem pelicula no vidro da frente...)

    No Brasil temos alguns carros que foram importados com faróis segundo a norma norte-americana. Eu possuo um Golf MK3 (importado do México), com faróis parábola dupla (HB3 + HB4), e demorei para me acostumar e conseguir regular o facho simétrico, pois ele não apresenta o característico vértice de corte do facho europeu. Uma das dificuldades estava no alinhamento horizontal, pois o ponto focal do farol baixo é um pouco deslocado para a direita em relação ao alto (portanto se eu o alinhasse centralizado, o farol alto acabava apontando um pouco para a esquerda).

    Enfim, busco mais informações sobre a correta regulagem, e como deve ser o facho correto produzido por esse tipo de farol, fica até como sugestão para uma continuação desta matéria.

    Abraços

    ResponderExcluir
  126. Alexandre,
    Bob sugestão essa sua. Vamos cuidar disso.

    ResponderExcluir
  127. marcelo (jmvieira)26/01/11 20:22

    sou contra o intertravamento do pisca alerta com a velocidade justamente pelo fato de: servir como alerta eventual para evitar colisão traseira numa frenagem mais abrupta (congestionamento), ou pra avisar de um acidente ou animais na pista, a quem vem em sentido contrario (ligando o alerta por alguns segundos e usando junto o corte de luz), ou avisando a quem está atras q vamos precisar desviar de um animal, etc....

    outro exemplo: quando encontro um trafego em "meia pista" a frente, ou um buraco grande em determinada faixa, revezo o alerta com a seta pro lado q se precisa desviar: se vou pra esquerda, deixo a seta da esquerda ligada e pisco 3 vezes a seta, dai aperto o alerta, vejo no painel piscando 3 vezes o alerta, desligo o alerta, e a seta pra esquerda (q continua acionada), volta a piscar e deixo a seta piscar 3 vezes... ate passar o trecho problematico.

    ResponderExcluir
  128. Marcelo (jmvieira)
    Certo, por isso talvez fosse mais eficaz adotar o pisca-alerta sob freada forte que muitos carros têm hoje, como os alemães e os franceses que têm assistência a frenagem. Mas o assunto é complexo e requer debate.

    ResponderExcluir
  129. Ola, por favor, alguem poderia me dizer quais as lampadas que usarei no meu farol de foco duplo do gol tsi 97

    ResponderExcluir
  130. Estou perguntado isso, pq um amigo meu me falou que tenho que usa h1 no baixo e h3 no alto, ja que os encaixes das lampadas, só e possivel nessa ordem. Obrigado desde ja.

    ResponderExcluir
  131. Roberto
    A menos que algum leitor tenha a resposta, procure a informação numa concessionária VW ou num catálogo de peças do fabricante dos faróis numa loja de autopeças.

    ResponderExcluir
  132. Bob, só li esse texto agora, mas achei perfeito!
    É uma das coisas que eu brigo e sou chato mesmo! hehe

    Para a turma do Palio, ele vem desregulado de fabrica mesmo, eu mesmo já regulei o de 3 Palios de amigos (na Weekend com GNV a coisa tava muuuito critica!).

    Até então sempre que comprava carro 0km vinham corretamente regulados. Mudei de cidade e ao comprar um carro novo o farol veio completamente desregulado (fui no dia seguinte reclamar e resolver - inclusive os farois de neblina estavam muito altos, concorrendo com o farol baixo) tudo reguladinho, beleza pura, visibilidade pra mim e conforto/segurança pra quem vem no sentido contrario.

    Dai, ao andar no carro de um amigo (um Corsa C identico ao meu) vi ele reclamando do farol e que ia colocar xenon, reparei que o dele estava muito baixo do lado esquerdo e muito alto do direito (facil perceber o absurdo encostando o carro numa parede), recomendei a regulagem, ele foi lá, regulou e voltou todo contente.

    Como tenho visto, parece ser comum o Palio vir desregulado pra cima e o Corsa C desregulado pra baixo. Assim elogiam o Palio e reclamam do Corsa. A simples regulagem resolve ambos os problemas.

    ResponderExcluir
  133. Farol duplo do Gol bola usa H1 na baixa e H3 na alta, como mencionado anteriormente por mim alguns posts acima.
    Não tente adaptar outro tipo de lâmpada, como alguns fazem, na tentativa de melhorar a saida de luz.

    Já vi isso acontecer algumas vezes, principalmente com a H3. Ela é realmente menos eficaz que outras lâmpadas, mas o projeto do farol nunca deve ser alterado, com rarissímas excessões (Caso dos antigos assimétricos, onde se adaptam sem problemas lâmpadas H4, ou melhor ainda, a H5 de mesma base da original).

    Pra se ter uma ideia:
    H1 55W 1550lm
    H1 Rallye 100W 2600lm
    H3 55W 1450lm
    H3 Rallye 100W 2300lm
    R2 45/40w 860/675lm
    H4 60/55w 1650/1000lm
    H4 Rallye 100/90w 2400/1620lm
    H4 Rallye 130/100w 3250/1820lm
    H7 55w 1450lm
    H7 Rallye 65w 2100lm

    ResponderExcluir
  134. Bob, eu sempre digo, muita gente critica os faróis do Omega nacional, mas digo que se estiverem em bom estado, e bem regulados, são um dos melhores que já vi.

    Sei que não é o assunto do tópico, mas a GM pecou no Omega em fazer os principais de uma marca não muito boa e os neblina de uma marca melhor, podia ser justamente o contrário, oras! O principal tem muito mais utilidade para mim, mas parece que na "cultura popular" é justamente o contrário!

    Ah, gostaria que corrigisse o texto que vc escreveu sobre o Omega no BCWS porque o Omega teve barra de proteção nas portas a partir do modelo 96 ou 97, não lembro, mas todos os modelo 97 e 98 que vi têm as barras nas portas. Não sei nem porque a GM não fez propaganda sobre isso... Passou batido.

    ResponderExcluir
  135. boa noite Bob,li pela primeira vez este blog, muito bom, tenho um corsa 2006 faris com lampada ata e baixo separadas, não consigo regular o alto sem desregular o baixo, li comentario do Marcelo em 07/01/2001 falando dos parafusos no interior do farol, pode me auxiliar? obrigado, Sinoway-rj

    ResponderExcluir
  136. corrigindo: farois , data do comentario do Marcelo, 07/01/2011, obrigado ,Sinoway/rj.

    ResponderExcluir
  137. Esse Site é legal

    ResponderExcluir
  138. Olá, Bob. Excelente texto, me esclareceu bastantes coisas. Aproveito perguntar uma dúvida, não sei se conseguiria me ajudar, tenho um Palio 2009 e tenho enfrentado problemas desde que o comprei, por volta de dezembro do ano passado. Meu pai me encheu a paciência dizendo que os faróis estavam desalinhados e não parou até que fui tentar resolver o "problema". Após o primeiro ajuste o farol ficou alto demais, no segundo consegui deixar no jeito que eu queria, até que ele resolveu, por conta própria, realinhar os faróis. Resultado: o cara meio que quebrou os parafusos de alinhamento, que segundo o pessoal da concessionária, é embutido e não tem como trocá-los por ser embutido. A solução seria trocar o farol inteiro (que aqui na minha cidade sai por 590 CADA). Quase caí de costas.
    Depois de contar essa história inteira, fico pensando se esses parafusos não tem realmente um conserto sem a necessidade de trocar os faróis.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem mesmo jeito, só comprando um farol novo.

      Excluir
    2. Era o que eu temia! rs
      Mas obrigado pelo retorno. Agora é só criar coragem, apertar o bolso e pagar.
      Abraço!

      Excluir
  139. Olá Bob,
    Acompanhei muitas corridas suas nos idos 70 no AIRJ... Bons Tempos !!!
    Parabéns pela Coluna !!!
    Vc poderia me ajudar com infos sobre como regular os faróis de neblina de Sandero. Explico, mesmo c/ o banco na posição mais alta mal consigo ver o fim do facho dos faróis, ou seja, apagados ou acesos não faz diferença.
    Agradeço a ajuda,
    Giovanni

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giovanni
      Já se vão 40 anos, o tempo voa mesmo!
      Se você reparar no texto, falo em faróis de neblina, que têm queda do facho de 2%. Lá explico como efetuar o ajuste: encostar o carro numa parede, marcar onde está o facho, em seguida afastar o carro 5 metros. Com o carro afastado, o facho deve baixar 1 cm do ponto que você marcou. Se baixar menos, está muito alto, se baixar mais, está baixo. Para regular, atue nos parafusos de ajuste de altura ou onde o manual do proprietário indicar. Lembre-se que faróis de neblina são para iluminar as margens, os limites da estrada, e não iluminar necessariamente o caminho à frente.

      Excluir
    2. Valeu, obrigado pela resposta. Só gostaria de acrescentar que atualmente os manuais dos veículos trazem muitas informações desnecessárias ( tipo, como lavar o cinto de segurança e por aí vai... ) e outras de extrema importância não aparecem mais ( explico, trabalho com ensaio de veículos e , por Norma, necessito da Tabela de troca de marchas indicada p/ cada carro... hoje em dia nem pensar !!! ). O manual do Sandero não traz informação s/ regulagem dos faróis... vou ter q descobrir como acesso a regulagem dos de neblina .... Grande Abraço !

      Excluir
  140. Bom dia Bob
    Primeiramente muito obrigado por disponibilizar em um blog o seu conhecimento, poucas pessoas fazem isso, parabéns.
    Tenho uma dúvida, meu veiculo, um VW Bora 2008 (linha nova) tem faróis de parábola dupla e lâmpadas H7 tanto para a parábola da luz baixa quanto para a luz alta.
    Acho que os faróis não estão bem regulados, já que fui chamado atenção por outros motoristas, alem de que acho a luz alta poderia ser melhor.
    Irei fazer a regulagem da luz baixa como vc indicou, a 1,3% mas a minha dúvida é a seguinte:
    Luz alta; para vertical o caimento é 0% ou 1%?, horizontal devem seguir paralelos certo?

    Obs: Acima do farol está a indicação de 1,2%, que vc acha?

    Obrigado
    Lucio

    ResponderExcluir
  141. Lucio
    Fico satisfeito que você esteja aproveitado o AE.
    Se para o farol alto está indicado 1,2%, use esse caimento e veja o resultado. Deve ficar certo. Mas você pode experimentar 1% e ver se o tráfego contrário reclama. E, sim, no horizontal, paralelo.

    ResponderExcluir
  142. Problemas com faróis do palio, Strada, Siena G4 e Fiat bravo projetor com vazamento de luz e nitidez horrível ?
    Tenho 15 anos de idade mas posso dar dicas profissionais tais como solucionar o problema de hardware dos faróis então vamos aos exemplos:
    Se você quer nitidez com um corte cutoff perfeito você precisa trocar a lente do projetor aquela lente similar a uma lupa, trocar por uma mais clear darei o nome de uma lente (lente do projetor do Mazda 3, morimoto...[...]) tem mais umas que já vi muito boas que são de projetores de bixenon....
    Agora se as coisas estão graves e dando dor de cabeça não apela pra trocar o farol tem solução, quais?
    O RETROQUIK você substitui o projetor original problemático e instale o novo de alta nitidez no lugar onde estava o anterior, okay grande mas aonde posso encontrar um par de projetores novos de um carro e como saber se é compatível ? Existe a loja "The Retrofit Source" na Califórnia onde vendem qualquer acessórios em iluminação automotiva. Você que odeia xenon e quer segurança com a mesma lâmpada halogena existe um projetor bixenon com entrada de lâmpada h1 onde previsto é a mesma usada original só porém com muito mais qualidade por causa da lente ser 100% clear e a capa de metal. Que faz este corte ________/------- é mais e melhorada já que ela foi feita pra xenon mas pra halogena também contando com o solenoid um motor que faz alto e baixo chamado de bixenon ou bihalogena.preço estimado 400 reais no ML é plug & play no motor do solenoid conectado ao farol alto do carro por a lâmpada halogena ou xenon e pronto.

    Morimoto mini 5.0
    Versões D2s/D4s bixenon alto/baixo
    2, 8 a 3"
    Morimoto mini 5.0
    Versão h1 de halogena ou xenon alto/baixo. 2, 8 a 3" (onde previsto o palio g4, Fiat bravo e Idea usam o de dois virgula oito polegada.

    ResponderExcluir
  143. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBS.: em outros carros não observo o problema, portanto, não considero que seja um problema de visão; quando visito o oftalmo, está tudo ok.

      Excluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.