APERTA QUE DÁ


Sabe quando a gente começa a preencher um formulário e, ao final de um campo, percebe que as palavras não caberão no espaço? O que a gente normalmente faz ? Aperta as letras. Em um formulário, vá lá.

Mas nessa alça de acesso da av. Embaixador Abelardo Bueno (a avenida do autódromo aqui no Rio), que inicia na pista que sobe à direita, dá para perceber o raio bem aberto na maior parte de sua extensão, até passar por baixo dos viadutos, quando de repente o raio aperta de maneira perigosa. Percebe-se várias marcas de freadas no asfalto, pois a sinalização ali é precária e não dá noção de quanto é necessário reduzir a velocidade, e o resultado é, no mínimo, um bom susto.

Infelizmente no nosso país a solução sempre é do tipo "remendo" ou "jeitinho", nesse caso fica claro que a alça tinha que começar depois da descida do viaduto que vai em direção à Jacarepaguá, e depois de passar pelos viadutos, se espremer para permitir o entroncamento com as outras vias. Aperta daqui e dali e pronto. No final das contas, é capaz de colocarem um pardal um pouco antes da curva mais fechada e darem como resolvido o problema.

O papel a gente rasga e pega outro para preencher corretamente. Já o asfalto...

AC

8 comentários :

  1. Em SP também tem. Uma delas no túnel (que se chama "Noite Ilustrada") no final da subida da Av. Rebouças, mais precisamente aquela saída (há duas) que dá acesso ao pacaembú. O raio começa alto depois encurta rapidamente. Os desavisados cantam pneu naquele ponto. (http://goo.gl/maps/x9MT)

    ResponderExcluir
  2. Aqui em Brasília a moda é fazer curva para um lado e inclinação da pista para outro.
    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2010/11/22/interna_cidadesdf,224168/falhas-antigas-e-negligenciadas-aumentam-riscos-de-acidentes-nas-vias-do-df.shtml

    ResponderExcluir
  3. nada que 4 kilos de dinamite não resolvam.

    ResponderExcluir
  4. Como profissionl da área posso afirmar que a maioria dos projetos são gestados por arquitetos. Bonitinhos em boa maioria, porém não estudaram topografia. É o pesadelo dos engenheiros e agrimensores na execução. Cansei de ver erros imensos e não adiantava avisar. Tinha que ser daquele jeito e ponto final.
    E assim nasce um monte de melda.

    ResponderExcluir
  5. Aqui em Floripa também tem desses. Os elevados começam a curva em um ângulo e terminam em outro, bem mais fechado. Não preciso dizer que as muretas estão com todos os tipos de marcas de batidas possíveis!

    ResponderExcluir
  6. Essa curva é um ABSURDO, eu mesmo já levei um "susto" ali com piso molhado!

    Pra completar, a pista recebeu tachões entre as faixas, daqueles enormes de derrubar moto - ficou ainda mais difícil corrigir o carro numa situação de derrapagem (na época que eu quase rodei, esses tachões não estavam lá).

    Taí um dos legados do PAN...

    ResponderExcluir
  7. Realmente o raio da curva está mal calculado. Mas, respeitando o limite de velocidade, é simples corrigir a trajetória sem maiores problemas. Quem levou "susto" aí nessa curva, é porque vinha em alta velocidade, igualzinho ao Che quando "gelou" ao avistar carro da polícia rodoviária. Aliás, Che, tem foto de gente comentando aqui que é a verdadeira "imagem do autoentusiasta". Só o teu ego acredita que suas bobagens são seguidas por "esclarecidos", e não por completos idiotas.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.