40 MIL REAIS


Subimos de patamar, e dessa vez vamos comparar os hatches pequenos 0-km que encontramos nessa faixa de preço. Uma coisa que chama a atenção é a sobreposição de modelos dentro da gama de um mesmo fabricante, a VW chega a oferecer 3 modelos com preços semelhantes.

Não fui detalhista a ponto de comparar item por item, nem tive a oportunidade de analisá-los com mais calma no Salão do Automóvel a ponto de perceber diferenças de acabamento e qualidade dos materiais empregados nos veículos aqui listados. Todos são equipados com direção assistida e ar-condicionado.


Volkswagen

Gol 1.6 a R$ 38.800, Fox 1.6 a R$ 41.070 e Polo 1.6 a R$ 40.880. Três variações em cima de uma mesma base, a diferença, além obviamente das carrocerias, me parece ser a política de preços de cada um. Gol tem preço base algo mais baixo, mas é mal equipado, quase todos os equipamentos constam de lista de opcionais, e com eles o preço acaba se equiparando aos demais. Fox é o intermediário, já passa a imagem de mais capricho, principalmente depois do recente face lift, um dos poucos exemplos onde o sucessor ficou melhor que o modelo original. Por último o Polo, aclamado como um dos melhores compactos do mercado por gente que conhece e entende, em um pacote mais completo, onde o preço acima indicado é o preço base.

Chevrolet

Oferece o novato Agile em sua versão intermediária LT com ar-condicionado, a R$ 40.500. Estilo polêmico, ótimo espaço interno, motor 1,4-litro com boa potência e ainda o sabor da novidade. A surpresa é o preço do bom Corsa hatch, que era um carro caro quando lançado mas foi sendo preterido pelo mercado, sofrendo empobrecimento de acabamento e equipamentos e hoje é oferecido em versão única  por honestos R$ 35.600, um carro de interior simples mas de boa engenharia, e que usa a mesma motorização Econo.flex do irmão mais novo.

Fiat

O fabricante de origem italiana vem aprontando uma bela salada. O novo Uno veio a preço de Palio, que em breve deverá ganhar uma versão renovada, mas provavelmente a preço de Punto. Juro que não entendo esse monte de modelos de mesmo porte e mesmo preço saindo da mesma linha de montagem. Temos o Uno em versão Way 1.4 com bolsas infláveis e freios ABS a R$ 38.928, o Palio Essence com o novo motor E.torQ de 1,6 litro e ótimos 117 cv, com um pacote no qual o ar-condicionado é acompanhado de rodas de liga leve de 15 polegadas, a R$ 40.710 e ainda o belo Punto Attractive em versão básica equipada com o moor Fire 1,4-litro mas com o ar-condicionado adicionado em um barato pacote (R$ 1.231) que leva o preço do carro para competitivos R$ 40.911.

Ford

A marca do oval azul vem requentando seu Fiesta, e agora o oferece em versão bem equipada, com freios ABS e bolsas infláveis a R$ 40.840. Usa o já bastante testado motor RoCam 1,6-litro, de bom desempenho, mas peca no desenho do último face lift que sofreu, pois ficou bem pior do que o original e do que o anterior, com uma dianteira que não casa com a traseira.

Renault

O fabricante de origem francesa tem na gama o Sandero Expression, que quando equipado com o Pack Expression e duplo airbag, vai a R$ 40.590 se a escolha for pelo motor de 1,6 litro e 8 válvulas. Tem ao seu favor compartilhar a mesma plataforma do Logan, de dimensões avantajadas para o segmento, avançando na faixa dos médios na questão de espaço interno, mas nunca em acabamento. Desenho atual, melhor resolvido do que seu irmão sedã. O entre-eixos 39 mm menor que o Logan não atrapalha.

Peugeot

A marca do leão vem com o 207 a preços agora mais competitivos, diferente da época do lançamento, quando o 206 ainda era oferecido e o recém-lançado 207 ‘Brasil’, na verdade um 206 levemente modificado, com a dianteira do 207 enxertada era novidade fresca e a fábrica aproveitava para salgar os preços. Oferece o 207 XR S, de motor 1,4-litro e 8 válvulas com rodas de liga leve a R$ 39.100, competitivo frente à concorrência.

Citroën

A marca irmã da Peugeot tem no C3 1.4i Exclusive um produto ainda atraente, bonito, apesar dos vários anos no mercado, fruto de um desenho muito bem elaborado. Equipado com o mesmo motor do Peugeot, custa a partir de R$ 39.580 e vem com duas bolsas infláveis e rodas aro 15.

Meu ranking pessoal, baseado apenas na percepção de custo-benefício e na preferência pelo estilo de alguns dos contendores, já que não experimentei nenhum deles, é a seguinte:

1°- Polo e Punto
3°- C3
4°- Corsa
5°- Sandero
6°- Fox
7°- Agile
8°- Uno, Gol e 207
11°- Fiesta e Palio

Infelizmente, em que pese o preço alto para hatches compactos, fica claro que temos apenas produtos defasados ou então modelos empobrecidos, para mercados ditos emergentes. Nada no nível do que é oferecido na Europa, apesar das já conhecidas gordas margens de lucro praticadas e de um mercado que já passa dos 3 milhões de unidades por ano. Tá na hora de alguém agitar, que venha o Honda Brio!
AC

44 comentários :

  1. Ótimo tópico, como de costume. Levantou a incompreensível profusão de modelos de porte e preços idênticos numa mesma montadora.

    Fiat: Mille, Uno, Palio versão anterior, Palio versão atual (o Punto é um pouco maior).

    VW: Gol antigo, novo Gol, Fox, Polo.

    Se, em vez de 4 modelos compactos, cada montadora fizesse apenas um, certamente os custos de produção seriam reduzidos.

    ResponderExcluir
  2. final de 2013 essa briga tende a melhorar muito rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ótimo tópico AC;

    Desses, eu também ficaria com o Polo, mas me deu uma certa curiosidade em relação ao Palio com o novo motor torque.

    Se fosse a versão 1.8 disponível - a esse preço - eu acho que me renderia as delícias de um motor de 132 cavalos alcoolizados propelindo uma carroceria de pouco mais de 1000 kgs. Só teria direção hidráulica e mais nada.

    Não sendo possível...Polo de olhos fechados!

    GM

    ResponderExcluir
  4. Francisco V.G.10/12/10 16:49

    Ótimo post, o parágrafo final é mais que um desejo, é um alerta aos fabricantes e um puxão de orelha nos consumidores que, na maioria das vezes, nem sabem ao fundo o que estão comprando. Vou comentar apenas o exemplo da GMB pois é o que mais conheço e fala mais ao meu coração: É um absurdo o que estão fazendo com o Corsa 4300 em favor do Ágile e "nova" Montana (essa, então, é de chorar). Estão matando um baita de um carrinho. Vale lembrar que por 45 paus você leva um Astra que dispensa qualquer comentário em comparação à um Ágile e que, agora, na linha 2011, resolveram equipá-lo com aparelho de som com bluetoth, entrada disso, entrada daquilo, sei lá... ou seja, muito melhor que Ágile caso o sujeito não abra mão da marca.

    ResponderExcluir
  5. Não creio que a diminuição de modelos ofertados a um mesmo preço fizesse o preço do carro diminuir. O Brasil, nesse quesito, tem 3 poblemas: Consumidores pouco exigentes, montadoras que abusam dos preços e da "inocência" do consumidor brasileiro e por fim, o governo, que arroxa a cadeia produtiva com seus milhares de impostos encadeados fazendo o preço final subir bastante.
    Saudades de quando um carro zero custava 9 mil dólares...

    ResponderExcluir
  6. Ótimo post. Só pecou em avaliar apenas carros novos...

    Acho interessante comparar os carros usados também, a frota de uns 10, 12 anos para cá... Tem muita coisa boa...

    ResponderExcluir
  7. Só pra deixar claro esse Polo de R$ 40 mil não tem vidros nem travas elétricas, portanto é difícil de ser encontrado a venda e se você comprar um, vai dar um trabalho danado para vendê-lo depois. Para comprar um Polo com esses itens, o pacote adicional chamado "Módulo Elétrico + Coming & Leaving Home" custa módicos R$ 3.870,00

    ResponderExcluir
  8. Muitos falam que a culpa eh do consumidor (tambem eh) mas o fabricante pra mim eh o maior culpado, ou achamos que o Astra, Corsa e Insignia (so pra ficar na Vauxhall) europeus nao iriam vender que nem agua?
    Essa historia de custo de ferramental tambem nao cola, afinal, um Agile tambem precisou fazer novo.

    ResponderExcluir
  9. Carlos Eduardo10/12/10 18:33

    Esse ano eu comprei 2 carros aqui para casa, os dois por R$40k

    Um Gol G5 1.6 e um Fox 1.6, os dois completos, ambos são muito bons.

    O que eu uso no dia a dia é o Fox, o Gol é do meu pai.

    Considero as melhores opções nesse valor, o Polo também, mas com os opcionais do Gol e do Fox ele fica bem mais caro.

    ResponderExcluir
  10. Sinceramente teclando sobre carros novos, mas na realidade faço parte de um ideal que esta crescendo no brasil de boicote aos nossos fabricantes e montadoras de carros que temos aqui no Brasil, pois eu não coloco 1 real que seja nas mãos desses sem vergonhas até que normalize os preços dos carros praticados aqui. Conscientizo todos que conheço a fazer o mesmo, meus parentes e amigos já estão aderindo o máximo possível e divulgando a todos os demais, pois se verem bem por 10, 20, 30, 40, 50 mil... se acha carros usados fantásticos e muito mais completos bem diferentes do que se acha e se cobra pelo que temos por aqui.

    Sei que a luta é muito difícil, porem acho que as coisas começam assim.

    Temos o poder de mudar tudo neste rico e único país, pois pagamos tudo caríssimo e temos poder sobre tudo e todos exatamente sobre isso. Mas o problema é o povo Brasileiro que não sabe disso, acham que estamos fazendo favor a politica, a industria, aos bancos...

    Pensem bem pessoal !

    ResponderExcluir
  11. nao duvido o honda brio vir por uns 50 mil.....

    ResponderExcluir
  12. Pedro Navalha10/12/10 20:24

    O bacana de carros como o Astra é que pode-se comprar um zero Km e ir direto para os encontros de carros antigos, pois é igualzinho ao fabricado desde... quando mesmo???

    Golf também é um bom exemplo, outra porcaria maquiada, só que caríssimo, mas que atualmente não vende praticamente nada. Nesse ponto o Astra leva uma enorme vantagem.

    ResponderExcluir
  13. Ótimo post!
    Mas uma coisa me que deixou intrigado, é o fato da maioria dos populares nas versões top's virem com ABS e Air Bag.

    ResponderExcluir
  14. O Astra foi começou a ser vendido em 97, éra o concorrente direto do Escort Zetec. Depois de 2003 mudaram a frente (frente de trem).

    Concordo que é um carro ultrapassado, mas dentre as opções aqui apresentadas, sem dúvida eu compraria um. Ou juntaria um pouco mais e levava um Focus.

    ResponderExcluir
  15. Por R$40.000,00 (quero dizer, por cerca de US$23.500,00) meu primo acabou de comprar um Honda Accord LX Premium 2011, nos E.U.A. Como diria o Bob Sharp... E ainda chamam isto aqui de "país tropical abençõado por Deus".

    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  16. Correção: na minha mensagem anterior, onde está escrito "abençõado", leia-se "abençoado".

    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  17. Franklin,

    não seria mais lógico o Polo ter substituido o Gol (que mantivesse o nome aqui no Brasil), versões entre 30 e 40 mil e um volume de vendas que fosse a soma dos 3 ?

    Tivemos Punto oferecido a 37 mil com ar condicionado e direção assistida há meses atrás ? Não está na hora do Palio sair de cena ?

    ResponderExcluir
  18. Mr Formula,

    O Palio R ganhou opção de 2 portas, ganhou aros de 15 polegadas, agora que ia ter um motor à altura, morreu. Apesar de já antiguinho, com um e-Torq 1.8 e bem acertado de chão (quando eles querem, eles fazem) a uns 40 mil, ia ser tentador mesmo.

    ResponderExcluir
  19. Bah, ficam reclamando dos preços, pelo menos vivemos em um país onde é possível comprar esses carros. De nada adiantaria nao ter impostos e ninguem ter dinheiro pra comprar mesmo assim. Não que o país seja um exemplo, ou uma maravilha, mas pelo menos, não é tão pobre.

    ResponderExcluir
  20. Francisco,

    o Agile até tem alguns predicados em relação ao Corsa, é mais espaçoso, parece ter um acabamento mais caprichado. Mas chateia saber que é baseado no Corsa de 1994, a gente quer evolução sempre, e não é o caso dele. Pior, mais equipado encosta no preço do segmento superior da mesma marca, já teve revista comparando os dois, não precisa dizer quem ganhou.

    ResponderExcluir
  21. Kantinho,

    preço cair é mesmo complicado. Mas se pelo menos a qualidade de um modo geral subisse, já seria bom. Se a 40 mil tivéssemos 207 de verdade, Corsa 4400, Clio III, estaríamos melhor servidos e em condições de exportar pro resto do mundo.

    ResponderExcluir
  22. Nicolas,

    no de 30 mil citei os usados, agora os hatches novos. Quem sabe um post de 50 mil misturando tudo ? 50 mil já entra muito carro interessante.

    ResponderExcluir
  23. Marcus,

    não sabia, bom você ter apontado isso. Imaginava que um hatch de 40 paus tivesse isso de série. Porquice da VW oferecer isso como pacote, tendo o carro AC e DH de série. É o tal negócio, se todo mundo chegasse para comprar e escutasse esse papo furado que para ter vidros e travas elétricos teria que desembolsar mais 3 mil reais, virasse as costas e fosse embora, a história seria outra. Mas ninguém liga, mais 100 pratas nas prestações e vamos que vamos.

    ResponderExcluir
  24. Antonio,

    é claro que esse tipo de pensamento nunca é unânime, e se fosse também não funcionaria, pois o usado ficaria artificialmente caro. Em segmentos superiores já tivemos o exemplo, a Honda lançando um produto atual e a GM tentando empurrar um remendo ao mesmo valor. A hora que vier um pequeno legal, moderno e bem equipado e sem sobrepreço, as outras sentirão o golpe. Já sentiram nos sedans médios

    ResponderExcluir
  25. Lucas,

    também não duvido muito não. Mas aí perde a chance de ganhar uma fatia maior do mercado.

    Pedro,

    um dos problemas é justamente a questão que se faz de que o carro pareça novo. O Golf, com desenho original, ainda é belo, e é um bom carro. A 40 e poucos mil reais, excelente compra. Mas estragaram o carro e ainda vendem muito mais caro, porque é o 'novo'. Prefiro o Astra.

    Mas cabeça de consumidor é difícil de entender, minha esposa escutou um cara na Citroen dizendo que achava o preço do Aircross muito alto, pois ele tinha pago 54 mil em um CrossFox e para ele eram concorrentes. Ou seja, pagou caro, muito caro, em um Fox enfeitado, e ainda acha que caro é o Citroen. Cancer pode ser que um dia tenha cura, burrice não.

    ResponderExcluir
  26. Pelo menos agora dá para equipar um mero Paliozinho com ABS e bolsas infláveis. Não tenho saudades do tempo que ar condicionado no Monza só a partir do SL/E, SL não tinha a opção. Uno e Gol então... Acho que o Mille foi um dos primeiros populares a oferecer o equipamento.

    ResponderExcluir
  27. Cruvinel

    Aqui no Japao,um Nissan March,modelo novo, sai por 10 mil dolares,pouco mais.
    Um Honda Fit,por cerca de 15 mil dolares.
    Nao precisa de mais nenhum comentario, precisa??

    ResponderExcluir
  28. E pensar que há pouco tempo tinha o Focus original, 1.6, por cerca de 39 mil.

    McQueen

    ResponderExcluir
  29. McQueen,

    um carraço, barato, e não vendia. Essa falta de noção do brasileiro é que mata. Para não falar de outras marcas, o Fiesta sedan vendia mais que ele, custando a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  30. Consumidor brasileiro EM GERAL é burro, muito burro..
    Pesssoal sai comprando qualquer porcaria só porque é nova e prefere acessórios supérfluos a ítens de segurança.

    Dos carros apresentados, não ficaria com nenhum 0Km, é uma vergonha!
    Se é pra ser caro assim que sejam os modelos europeus.
    E que os fabricantes não venham com mimimi de impostos porque um um Corsa não custava tudo isso há 5 anos atrás.

    ResponderExcluir
  31. O exemplo do Focus antigo, a 39, ilustra bem aquilo que insisto: o que torna nossos carros caros é a demanda, dado que aceitamos pagar o que pedem. Incidia sobre esse Focus os mesmos impostos sobre os demais carros, e o preço era justo. Mas é isso aí, somos espertos, vamos continuar fazendo fila para pagar 90 paus num Corolla, afinal todo mundo diz que é bom ...

    ResponderExcluir
  32. Acabei de vir dos EUA e com 25.000 dólares, arredondando para os cerca de 40.000 reais, vc compra um belo carro e não um geringonça como as daqui.

    Sei o que falarão sobre impostos e coisa e tal, mas a questão é que estamos acostumados a pagar muito por taõ pouco.

    ResponderExcluir
  33. Parece que quanto mais desejamos carros acima do básico do básico, os preços sobem assustadoramente.

    O ranking é aceitável, com algumas ressalvas. O Punto com motor 1.4 não desce, apesar de ser bonito e razoavelmente bem acabado.

    O Agile merece estar na 7a colocação. Acho que o 207 também poderia acompanhar o Palio e Fiesta, pois são todos carros requentados.

    O Corsa novo/velho foi muito depenado, mas tem um preço bom.

    ResponderExcluir
  34. Um anônimo falou do Classic. Quando penso no que que ele foi quando ainda se chamava Corsa e tinha uma versão GLS 1.6 tão caprichada e completa que eu costumava chamar o pequeno GM de "Monzinha"...Ô tristeza!

    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  35. Por todos os argumentos aqui mencionados, só reforço a convicção de um belo usado por 40 pratas...
    Meu irmão tá p*to da vida pois é "obrigado" a comprar um zero por esse preço para poder trabalhar e tá indignado com as opções apresentadas pelo Cruvi, que ele tb já vem analisando a um bom tempo... Tá seriamente inclinado a pegar um china, usar 2 anos e depois trocar por outro carro de uns 42 mil.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Esse post só evidencia o que já sabíamos... na linha de 30 a 40 mil temos um "vácuo" automobilístico, preenchido por produtos de baixa qualidade, opcionais caros e performance baixa.

    Dá desânimo... o jeito é aguardar e juntar para comprar um carro um pouco melhor (e mais caro) ou cair no mercado de usados, visto que com 40 mil se compra seminovos de excelente qualidade, já desvalorizados pelo nosso cruel mercado.

    ResponderExcluir
  38. Um polo por R$ 40.880,00 neste país não é caro! Caro é um palio, um uno, aí realmente não tem como entender o que se passa na cabeça de uma pessoa que tem coragem pagar esse valor por estes pseudo-carros. E agora com uma novidade, estão soltando as rodas, você vem andando quando olha de lado tá o pneu te seguindo, kkkkkkkkkkkkkk, me desculpem os fiatentusiastas, mas só me resta dar uma boa gargalhada!!!!

    ResponderExcluir
  39. Último carro que comprei 0km foi em set/09... Nós compramos carros novos para esquecermos a manutenção por um tempo, mas o carro já vem com vários "acertinhos a fazer" de fábrica, é um CA***** isso!Pretendo não repetir isto tão cedo.

    O brasileiro tem que aprender a consumir! Ou então os fabricantes não irão nos respeitar!


    AC, que tal um 40k de usados?

    Sds

    ResponderExcluir
  40. Troquei de carro recentemente. Gastei exatamente esses 40.000 reais em um Megane Grand Tour 2.0 automático 2008 com 35.000 km. Não vejo maneira melhor de se gastar essa grana sem partir para um seminovo. E estou totalmente satisfeito com o carro.

    ResponderExcluir
  41. Que venha a Chinezada (com mais qualidade), para jogar todos estes valores absurdos para baixo.

    E no mais...eu não compraria o TRagile, nem por R$ 10.000,00. Simbolo máximo da empulhação.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.