30 MIL REAIS

De uma coisa não podemos reclamar: a variedade de carros usados ofertados em nosso mercado, se comparado há um par de décadas. Uma rápida busca no conhecido portal de anúncios Webmotors aplicando os parâmetros valor = R$ 30 mil e cidade = SP, além dos opcionais - ar-condicionado e direção assistida - retornou 137 anúncios.

Nessa estreita faixa de valor, encontramos um Calibra ano 1994, uma Hilux SW V-6 gasolina ano 1997, um Alfa Romeo 156 ano 2001, um BMW 528i ano 1997, um Audi A3 turbo 180 cv ano 2003, Ford Mustang V-6 ano 1995, e vários outros modelos, para todos os gostos. Mas, convenhamos, a variedade aumentou mas os preços ainda são bem altos, pois a maioria dos carros listados já têm mais de 10 anos de uso.

Navegando pela internet, me chamou a atenção uma discussão em um blog sobre o anúncio do Nissan Livina, que mostra um homem jogando dinheiro fora e o compara ao Fiat Idea. Resumindo a tal discussão, alguns concordavam com o anúncio e enxergavam o Livina como uma excelente oferta, outros já afirmavam que a economia iria toda embora na hora da revenda.

E então voltamos ao dilema 'Tostines", que nos deixa a dúvida: Tal carro vende mais porque tem bom valor de revenda ou tem bom valor de revenda porque vende mais? A mesma lógica vale para os que vendem pouco e, dessa forma o consumidor continua alimentando o patamar de preços vigente.

Me lembro bem que no final da década de 1980 um Uno valia menos que um Chevette no mercado de usados, afinal, Fiat tinha baixo valor de revenda. Alguém hoje pagaria mais em um Chevette do que em um Uno do mesmo ano? Mas a lógica se manteve, e hoje um Uno deve custar mais do que um Clio ,de anos iguais.

Avançamos, hoje não estamos restritos a pouco mais de uma dezena de modelos, mas a relação entre os preços dos carros e o que a gente ganha ainda precisa melhorar, incluir mais gente no mundo das quatro rodas e alinhar nosso mercado com o resto do mundo.

Para terminar, na percepção de vocês um Tiida Sedan a R$ 44.500,00 é uma boa oferta frente à concorrência?

AC

38 comentários :

  1. Acho o Tiida um bom carro. Mas agora tem um forte concorrente em custo benefício: a agora Renault Grand Tour 1,6L - sem Megane - por 49 mil com air bags, ABS, A/C digital. Mas é aquele negócio, "não é bom de revenda".

    ResponderExcluir
  2. Eurico Jr.03/12/10 16:08

    Se o Tiida sedã oferecesse airbag duplo a esse preço, seria muitíssimo interessante. Na minha opinião, só deixa a desejar nesse aspecto.

    ResponderExcluir
  3. Alguém sábio disse uma vez: - As muito feias que me perdoem. Mas beleza é fundamental.

    Sei que é subjetivo, fútil e tudo o mais... mas esse carro não me agrada visualmente. E só!

    Ficaria com a Grand Tour também!!! Espetáculo!!!

    ResponderExcluir
  4. Para ser interessante um carro precisa obrigatoriamente de duplo airbag e ABS.

    ResponderExcluir
  5. Para ser um anônimo interessanrte precisa obrigatoriamente falar uma bobagem...

    ResponderExcluir
  6. Olha, como nesse valor o melhor 0Km é um Astra, certamente. Eu gosto de carro.

    Mas, nessa faixa de preço eu compraria um Civic ou Sentra usados. Carros bem superiores!

    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  7. Por esse valor eu compro uma Pajero TR4 Automatica completa que passa confortavelmente por cima de qualquer alagamento, seja no Rio ou SP.

    ResponderExcluir
  8. Cara, acho uma frescura esse preconceito com carro semi-novo. Poxa, qual o problema em pegar um carro 2007/08, motor 2.0, com preocedência, preferencialmente de particular?

    ResponderExcluir
  9. Com R$ 45k vc compra um Astra hatch 0Km.

    ResponderExcluir
  10. Alexandre e Demais,

    É aquela história: comprou barato vai vender barato. Acredito que um carro tem bom valor de revenda porque vende mais, pois os consumidores enxergam vantagens de mercado, beleza e custos de manutenção para elegerem o "querido", o que repercutirá no mercado de usados. Quanto ao Tiida Sedan acho um ótimo custo benefício frente aos demais competidores de mercado, alguém citou o Astra aqui, mas o Tiida é bem mais moderno e com mecânica mais eficiente, apesar do design apenas simpático! Claro que depois de usado, esse Tiida certamente valerá menos que um Astra do mesmo ano, isso pelas leis de mercado.Abraço

    ResponderExcluir
  11. Se tiver paciência e os 30k na mão, acha-se boas ofertas de usados hoje em dia, com baixa quilometragem e tudo o mais. O problema é ficar esperando as boas oportunidades aparecerem!

    ResponderExcluir
  12. Antonio Pacheco03/12/10 18:51

    Eu até achava o Tiida sedan por 45 mil reais um ótimo custoxbenefício. Alguém aí citou o Astra, por mais ou menos o mesmo valor. Mas, depois do anúncio do Megane Grand tour dynamique completo (airbags, abs, ar digital, sensor crepuscular e de chuva, freio a disco traseiro, rodas aro 16, piloto automático, controles de som no volante e etc, o melhor custoxbenefício atualmente só pode ser do Megane GT. Nenhum outro carro trás tanto equipamento por um preço que, se não é barato, podemos dizer que é mais justo.

    ResponderExcluir
  13. R$30.000,00 na mão é garantia de comprar um excelente carro usado, bem completo e não necessariamente ruim de mercado ou de manutenção difícil, um exemplo bom é o Focus Sedan Ghia, modelo "antigo", encontra-se ótimos exemplares com baixa quilometragem, único dono e completíssimos por esse valor, já com o maravilhoso Duratec debaixo do capô.

    Carros zero desvalorizam demais no nosso mercado, marcas excêntricas desvalorizam mais ainda, como o caso da Nissan, que não conquistou ainda o consumidor apesar de toda sua apelação "não é tiozão" ou "não jogue dinheiro fora", eles tem um longo caminho pela frente para conquistar o consumidor acostumado com o quarteto GM VW Ford Fiat e agora com os nipônicos Honda e Toyota.

    ResponderExcluir
  14. O Tiida é um bom carro, com preço honesto para os padrões brasileiros. Porém, como já foi comentado, o desenho da carroceria não é dos melhores...

    O Gran Tour é mesmo tentador pelo preço de R$49.000, mas é oferecido agora somente com o motor 1,6-litro. Para um carro com massa de 1315 kg, o desempenho fica somente mediano. Mas a lista de equipamentos é de dar água na boca. Um absurdo brasileiro não comprar mais peruas, me parece ser o "canto do cisne" do Gran Tour, uma pena.

    Concordo que com R$30.000 compra-se bons carros usados. Com paciência, dá para comprar carros muito bem conservados.

    ResponderExcluir
  15. All,

    também acho o Megane Grand Tour quase uma pechincha pelo belo carro que é e pelos equipamentos de série, mas não vende. O Cerato está na mesma faixa de preço e vende bem mais. Com 50 paus na mão, não pensaria 2 vezes em escolher o Renault.

    ResponderExcluir
  16. O Tiida é feio, sou o primeiro a admitir. Mas o pacote geral dele até compensa a estética pouco inspiradora: o porta-malas é enorme (e eu preciso de porta malas grande), o espaço interno é para lá de generoso, boa posição de dirigir, o ótimo câmbio de 6 marchas Renault, no cômputo geral eu teria um sim.
    Quanto aos seminovos, vejo apenas um problema: é público e notório que brasileiro acha que carro não tem de ter manutençaõ a não ser que dê problema mecênico. Vai daí que é muito importante saber a procedência do carro, de preferência conhecer o dono anterior. O que já ví de sujeito querer por o óleo mais barato do posto em motor de 16V não é fácil, e sabemos que esse é um ótimo jeito de estragar o motor.

    ResponderExcluir
  17. sou da turma dos que não estão preocupados com a revenda, mais emoção do que lógica na hora da compra

    ResponderExcluir
  18. Daniel Shimomoto04/12/10 00:38

    Alexandre e Entusiastas;

    Valendo-me da discussão ser Nissan ou não ser Nissan, aconteceu hoje a tarde:

    Recebi um telefonema da revenda Garcia Santos (VW) daqui da minha cidade e me perguntaram se eu já tinha comprado carro zero, pois meses atrás havia feito um Test Drive. Respondi a verdade: Comprei. Comprei um Peugeot 207 Quick Silver com teto solar, completinho. Mais barato que um Gol 1.6 Power.

    Confesso que se o Gol custasse os mesmos 40 mil do 207 (mesmo sem o teto solar), o Gol teria sido o escolhido mas....custando 44 mil Reais, achei fora. E ainda mais levando em conta que tinha um 207 A/T 1.6 e 16 válvulas por R$43 mil...pergunto ao pessoal: O Peugeot é barato ou a VW tá cara?

    Nesta época fui ver uma Palio Weekend Adventure: A partir de R$46 mil Reais num monte de plásticos! Chega a custar até 55 mil??????? Um belo Ford Focus 2.0 GLX acha-se por pouco mais de 60 mil Reais....

    Uma S10 diesel 4x4, mecanicamente inferior a Ranger custar mais????

    Bom, economicamente falando, os ilogicos da questão somos nós, consumidores, que aceitamos pagar certos preços por certos carros. Os fabricantes sabem disso e precificam o produto de acordo com aquilo que em economia chama-se "excedente do consumidor". Trocando em miudos, o quanto estamos dispostos a pagar para ter determinado produto. Quando esse preço cai demais (e a margem da montadora vai embora) tira-se de linha (Santana é o melhor exemplo. Viveu o quanto pode). Se estamos dispostos a pagar mais, estaremos pagando e pagaremso.

    O Astra...em 2003 um Astra 2.0 mecanico custava...o mesmo que custa hoje, 7 anos depois, com inflação, dolar, etc. etc. etc. um Astra Automático!!!!

    Astra a preço de Gol, mais barato que Palio Weekend, isso é a economia no sentido estrito e academico da palavra!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Realmente o visual do Tiida sedan não me agrada. Mas com certeza eu o teria. Acho o custo benefício imbatível. Com 44 paus, querendo um sedan, eu vou comprar o que? um siena? HAHAHA!!! Outro dia, vi um tiida hatch mecanico acelerando fundo e empilhando as marchas. Deu gosto ver e ouvir.
    Quanto a linda Megane Gran Tour, a minha experiencia como supervisor de transporte de uma frota de 25 meganes, me fizeram, infelizmente, excluir a marca de meus carros compráveis.
    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  20. Lucas, poste a sua opinião a respeito dessa frota. Nada como conhecer os produtos na "vida real", convivendo com seus defeitos, tendo de "aturar" as concessionárias e, claro, a visão positiva referente ao produto também.

    ResponderExcluir
  21. Vamos lá, Kantinho.

    São 25 meganes, 1.6, todos expression, modelos 2006 e 2007. São economicos, chegam a 14 km-l em Brasilia, e andam bem, desde de que bem tocados. Cambio excelente. Baixíssimo nivel de ruido interno. Suspensão muito bem acertada, macia e sem deixar o carro como uma barca. Comportamento dinamico irrepreensível.
    Mas todas essas virtudes são ofuscadas, e muito, por uma série de defeitos. Embreagem, já desisti. É colocar, e trepidar. Tem carros que começaram a trepidar com menos de 1000 km, com a embreagem de fábrica. Dos 25, hoje uns 20 trepidam. Caixa de direção já trocamos umas tres. Dois travaram o cambio. Foram rebocados. Outros dois travaram o compressor do ar condicionado. Um defeito curioso o marcador de combustível, que passou a indicar combustivel quando já não havia. Assim, em que pese tambem a culpa do motorista por somente confiar no marcador, tivemos umas cinco panes secas. Há defeitos misteriosos, como o carro apagar do nada, sem qualquer aviso, desconectarmos a bateria e ele pegar novamente, redondinho, redondinho. Foram várias dessa. Algumas bombas elétricas já se foram, e o nosso carro mais rodado tem somente cerca de 80 mil km. Os preços das peças são exorbitantes.
    Enfim, eu que era um fã desse carro, já não sou mais. Torrou a paciencia.

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  22. Impressionante! Creio que muitos colegas aqui do site vão apreciar muito o comentário acerca dessa sua experiência com o modelo. Como citei anteriormente, nada como a opinião de quem convive de perto... Serve também de alerta para quem pretende adquirir um igual. Hoje em dia desconfio cada vez mais de "publicações especializadas", preferindo me balizar mais em opiniões dos donos, como as publicadas aqui e no Bestcars.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Sobre o Tiida, é possível encontrá-lo zero por 41800. Aí sim, realmente imbatível. Procurei um teste dele e encontrei um da 4R. Acelera bem, 0 a 100 em 10s.
    Lembrando do Megane, uma característica interessente é que parte de sua carroceria é plástica, como pára-lamas e assoalho do porta-malas. Mas é bem resistente. Um uno bateu na traseira de um nosso, e ela ficou intacta, apesar da frente do uno ter amassado bastante.

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  25. Cruvinel, bem interessante o seu tópico. Também acho que alguns carros aí da lista estão muito caros por serem velhos e demandarem muita manutenção. Mas dá pra garimpar um ourinho de vez em quando! Só não pode ter pressa!!

    Villa

    ResponderExcluir
  26. Esse Tiida sedan é bom, mas é horrível.

    ResponderExcluir
  27. Astra é um ótimo carro pra comprar usado - e depreciado. Agora, 45k num carro com mais de 10 anos, com um motor de 25 anos e que não se destaca em absolutamente nada??? É preciso ser chevymaníaco ou muito "antaentusiasta" para tanto. Aliás, que dizer dos doidos que compram Corsas 1994, digo, Agiles 2010, 1.4, preço inicial de 40k?

    ResponderExcluir
  28. SE FALA TANTO DE BONS CARROS (NÃO CARROÇA SEGUNDO COLLOR)E TEMOS ESTES TAIS BONS E EXCELENTES CARROS HOJE E COMO FOI DITO POR UM PREÇO JUSTO,AÍ VEM ESSA HISTÓRIA DE QUE NÃO VENDE; CONCORDO!!, MAS CONVENHAMOS, DO MESMO JEITO QUE COMO EU E OUTROS TANTOS TEM DESEJO DE COMPRAR UM MEGANE GRAND TOUR OU UM XSARA PICASSO OU SEI LÁ UM OUTRO BOM CARRO,E SE EU TIVER UM DESTES CARROS QUANDO FOR VENDER EU POSSO ATÉ DEMORAR A VENDER!!, MAS TIVE A SATISFAÇÃO DE TER O CONFORTO DE UM MEGANE GRAND TOUR OU DE XSARA PICASSO, SABE DE UMA COISA É COMO SEMPRE FALO CADA CARRO TEM SEU DONO!! E AGORA QUE NÃO TEMOS MAIS AS CARROÇAS (MINHA OPINIÃO)VAMOS FICAR PENSANDO SÓ FATO DE SER OU NÃO SER VENDÁVEL ,ATÉ QUANDO VAMOS NOS FURTAR DE TER UM POUCO MAIS DE CONFORTO PARA NOSSO EGO, TIVE UM UNO (NADA CONTRA,POIS ME FOI MUITO ÚLTIL,MAS CONFORTO É FUNDAMENTAL, NÃO ACHAM? ) ATÉ POUCO TEMPO E HOJE ESTOU ALMEJANDO UM MEGANE GRAND TOUR A FINAL DE CONTAS EU MEREÇO!!.
    UM ABRAÇO E VAMOS SER FELIZES!!!.

    ResponderExcluir
  29. AC,
    Curti o post! Fiz esta busca no webmotors, conforme os detalhes que vc informou e retornou quase 20000 carros pra mim. Mas pude ver o 156, que carro lindo heim! Eu teria um carro deste fácil! Mas eu teria que conhecer o dono.

    É isso aê Anônimo! Vamos ser felizes!!! hahaha... Boa! Nós merecemos mesmo!

    Então, eu seria feliz com uma Megane GT, somente se ela fosse 2.0. Quanto ao pós-venda, não é o forte dos franceses, sabemos disso.

    Quanto ao Tiida, é a frase que já falaram acima... o carro pode ser ótimo, ter um tremendo custo x benefício, mas vai ser feio assim na casa do...

    Abs

    ResponderExcluir
  30. Adorei o relato do Lucas. Só comprovou aquilo que eu já sabia mas muita gente não quer aceitar: carro francês de graça é caro!!!

    ResponderExcluir
  31. Bussoranga,

    Eu ainda não tenho minha opinião totalmente formada a respeito dos franceses, mas o 307 lá de casa já passa dos 65k firmão... vai... 4 anos se passaram, a suspensão já está "mais seca", embreagem trepidando, até aí normal, mas hoje ele consome menos óleo do que quando era novo, talvez porque fique a maior parte do tempo com a minha irmã (rs*). Penso que completar 1L a cada troca é aceitável. Como já falamos a qualidade dos carros atualmente está muito similar, como muitos já comentaram por aqui, até os coreanos estão fazendo frente à concorrência.

    Sds

    ResponderExcluir
  32. Olá pessoal! Confesso que prefiro comprar carros semi-novos que veículos 0 km. Não desprezando o prazer de tirar o carro novinho da concessionária e o "cheirinho de carro novo", a sensação é que o dinheiro vale mais no caso do semi-novo... rsrsrsrs Mas é realmente importante o cara não se iludir com essas "ofertas" de carros importados que depois vão exigir uma manutenção que o comprador pode não conseguir manter. Aí começam as "gambiarras" adaptações na mecânica do carro e o que era um prazer passar a ser desespero de passar pra frente o "mico". No meu caso, quando compro um semi-novo não penso tanto na revenda. Meu objetivo é sempre poder viajar com conforto e espaço com minha família e minhas Labradoras.

    Penso que com a chegada dos chineses, o mercado de usados será paulatinamente mais e mais afetado. Apesar de carros chineses ainda não serem representativos em nosso mercado, acho que acontecerá com eles o que aconteceu com os coreanos que hoje são anunciados na TV com aquela voz de locutor de documentário da Discovery como sendo "os melhores carros do mundo"... rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  33. quero pegar, num futuro bem próximo, uma bmw dos anos 90... uma 318, 323, 325... quem sabe uma 328 ou um série 5 mais usadinho (tá q a vtd gde msm era uma m3, né...mãããs, quem ñ tem cão, caça com gato)q se acham aos montes por preço próximo a uns 20 mil reais.

    gostaria d saber sobre a manutenção desse carro e td mais, se encontra peças facilmente, se a mecânica é complicada e cara....
    mas, ñ conheço ng q tenha uma bmw!!!

    alguém poderia me dar uma 'luz' a respeito disso?!?!?

    desde já agradeço!!!!

    ResponderExcluir
  34. Fabio,

    Vamos lá, item por item:
    1. Embreagem trepidando com 65000km? Inaceitável
    2. Consumir 1 litro de óleo a cada troca? Inaceitável

    Portanto, ainda não ocorreu essa da qualidade dos carros se tornar similar. Me criticam quando recomendo o Astra, mas quem tem relata que nada disso acontece.

    Tenho carro GM comprado 0km em 98, já com 160 mil km, e absolutamente nada disso acontece. A embreagem ainda vai longe, e o consumo de óleo é absolutamente zero. Sempre meço o volume de óleo escoado do carter, e bate direitinho com os 4,5 litros que eu coloco.

    Carro pra mim tem que durar MUITO, pode por aí 300 mil km (por baixo).

    Carro pra mim TEM que admitir retífica. Tente fazer isso num motor Zetec (especialmente aquele 1.4 16V que havia sido usado no Fiesta ou na Courier), no Duratec, no seu 307, no 406 e 407, nos Xsara (principalmente o VTS) e por aí vai, e aí voce descobrirá que não há fornecimento de peças e terá que fazer gambiarra.

    Existe um conceito básico de Engenharia que a maioria dos fabricantes vem ignorando: é a mantenabilidade, isto é, capacidade um facilidade de um equipamento ter sua manutenção adequadamente feita. Quando a VW encerrou o motor AP (o que não é 100% verdade, pois o AP 2.0 com cabeçote cross-flow ainda é produzido, ao contrário do que o BS e o FB dizem), ela já definiu que não mais focará na mantenabilidade, e sim na descartabilidade.

    Meu conceito de carro é muito simples: de carro descartável "to fora". Portanto, carro francês não entra em casa. Astra de 140CV pode até ser que sim.

    Carro coreano? Sei, e como manter isso? Onde comprar embreagem, amortecedores, válvulas do circuito de água, reparos de ar condicionado (por exemplo, anéis de vedação de conexões), juntas de carter e tampa de válvulas? Tem que morrer nos preços astronômicos das roubossionárias? Thanks, but no, thanks.

    Falaram também em GM usando motor jurássico. E porque diabos aquilo que é "mais moderno" é melhor? E como se define modernidade? Modernidade é reinventar tudo para fazer a mesma coisa, sem que seja necessariamente melhor? Eu vi a VW trocando sua linha de motores EA827 (AP) pelos EA111 e EA113. Sabe qual foi o resultado? Retrocesso. Motores de baixa durabilidade e propensos a fundirem por falha na bomba de óleo.

    Definitivamente, se modernidade é isso, eu dispenso. Espero que ao menos a GM continue atualizando sua linha de motores tradicionais, e que também os demais fabricantes disponibilizem todas as suas peças a preços acessíveis.

    Como eu desconfio de que a GM, em alguns anos, não mais fornecerá peças, já comprei peças de motores, cujo uso previsto eu farei daqui a cerca de 15 anos. E olha que antigamente eu só comprava carro Ford justamente pela facilidade e baixo custo de manutenção. Quando essa acessibilidade das peças acabou, mandei-a às favas e pulei para GM. Portanto, se eu tiver que pular de novo, o farei sem problemas. Basta que o fabricante do carro me trate com respeito, fazendo carros duráveis e com peças de fácil e barata reposição.

    ResponderExcluir
  35. Bussoranga,

    No caso do 307, o consumo de óleo era maior quando o carro era novo, algo que me deixa ainda mais preocupado.
    O fato é que o carro continua bom, sem perda de desempenho. São conceitos de engenharia diferentes, a Peugeot pode não ser um exemplo de confiablidade, mas no final das contas eu acabei gostando do carrinho. Penso que é algo parecido com o que acontece com muitos carros da Fiat, ambos são carros que solicitam mais atenção à manutenção.

    Quanto à embreagem, são muitas as variáveis, este carro é usado praticamente só no trânsito da cidade de São Paulo e desconfio que minha irmã goste de descansar o pézinho no pedal. Embreagem depende do uso, defender a embreagem da GM, VW, Ford... etc. Vejo como tema furado.

    Acho o Astra um bom carro, bem honesto pelo preço, desempenho acima da média, mas eu não compraria um.
    Se formos falar em potência, o 2.0 da PSA tem 151cv com 22mkgf de torque. Se vc me perguntar "vc compraria outro Peugeot?"
    Também não compraria, mas não desmereço o carro não, o 307 possibilita uma tocada acima da média na minha opinião.

    Me diga uma coisa, o AP 2.0 equipa qual carro atualmente? Eu também desconheço esta informação.

    Quanto aos coreanos, eu também nem cogito esta possibilidade, mesmo não permanecendo com o carro por tanto tempo quanto você pretende.

    Sds

    ResponderExcluir
  36. Bussoranga, fiz uma retífica completa no 1.8 zetec que tive, com peças originais (Metal Leve). No mesmo lugar (Oficina PHD no começo da av. Brigadeiro, em Caxias) diziam fazer do 1.4 também. Há alguns anos não existia oferta das peças originais, existia um genericão (Suloy), agora tá tranquilo.

    ResponderExcluir
  37. Rapaz... O Lucas acabou com minhas fantasias em relação ao Megane!!

    Também sou terminantemente contra a compra de um carro zero no Brasil. E não me venham com esse papo de "garantia" que isso só garante mamata pras concessionárias em um serviço caríssimo e nem sempre bem feito. Na hora que vc precisa usar a garantia, por um defeito qualquer, é um parto pra conseguir provar que o defeito não foi causado por VOCÊ!!
    Sem chegar ao maravilhoso extremo de um Alfa 156 (basicamente um Marea hardcore), e usando o mesmo Webmotors, com os 44mil do bom mas feio Tiida Sedan, pego um Sentra 08, um Fusion 07, Corolla 08, Bora 09...

    ResponderExcluir
  38. Pois é, Galto, o carro em si seria muito bom, mas os problemas de qualidade realmente desanimam. Pode ser que eles tenham mudado algum coisa de 2007 para cá.

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.