RODAS, SOM E PALAVRAS




Nessa semana de aniversário do AUTOentusiastas, não posso deixar de registrar um artista que muito colabora com meu entusiasmo de forma geral. Neil Peart, baterista da banda canadense RUSH.

Sempre superativo, como é normal em artistas criativos, Peart descobriu há muitos anos o prazer das estradas. De carro, mas principalmente de moto, já rodou América do Norte, Central e Europa. Antes disso, parte do Oeste da África. De bicicleta.

Por motivos pessoais, Peart partiu em uma viagem de moto para tentar se manter vivo, pois havia perdido a filha e esposa em um período de um ano. Uma chacoalhada brutal, quando se considerou aposentado da música, sem inspiração, sem entusiasmo. Como tem parceiros (Geddy Lee e Alex Lifeson) que são amigos de verdade, foi deixado a vontade para tocar a vida como quisesse, sem pressões para produzir.

O entusiasmo que sentimos pelas pessoas e coisas de que gostamos, nos leva a pensar para valer em como tudo está relacionado. Peart é um músico do mais alto gabarito, sendo considerado por muitos especialistas como o maior baterista de todos os tempos. Sua técnica e velocidade são notáveis, tendo evoluído sempre. Para manter e melhorar sua coordenação e preparo físico, necessários para sua profissão, decidiu utilizar moto para viajar quando a banda está na estrada. Não fica dentro do motor-home, ele sobe na moto e vai em frente, explorando estradas e caminhos fora dos mais lógicos para chegar em um ponto.

Utiliza apenas a marca BMW, por motivos vários. A frota varia de 3 a 5 motos ao mesmo tempo, duas sempre no ônibus, uma de reserva. Seu entusiasmo pela natureza, pelos livros, pelos caminhos e pelas máquinas, além, é claro, pela música, está resumido em alguns livros:

The Masked Rider - onde narra sua viagem à África, de bicicleta.
Ghost Rider - a grande viagem pela América do Norte e Central, após perder a família.
Traveling Music - a bordo de um BMW Z8, para poder ouvir música com melhor qualidade, uma jornada pelas estradas americanas.
Roadshow - de novo de moto, viagens pela América e Europa, durante a turnê R30, quando a banda comemorou 30 anos na estrada, em 2004. No caso dele, literalmente.

Leitor voraz de assuntos variados, encontra nos livros a inspiração para as letras de praticamente todas as músicas do RUSH. Esse entusiasmo de escrever e compor, levou a alguns livros escritos por ele. Sua evolução como escritor é notável. The Masked Rider tem passagens um pouco chatas, ao passo que Ghost Rider melhorou demais o ritmo de sua escrita, e Roadshow é absolutamente hipnótico.

Suas obras literárias, com diversos comentáriso sobre os atos de ler e escrever, me deram muito o que pensar, ao ser convidado para fazer parte desse grupo excepcional de amigos autoentusiastas. Com os leitores participando, criticando e elogiando, esse entusiasmo aumentou. Como bem explicou o Paulo Keller, só não escrevemos mais por absoluta falta de tempo disponível.

Mas o entusiasmo pelos carros e/ou motos (e aviões, para muitos de nós) é o que vale mesmo a pena. Dirigir sua vida ou parte dela por algo tão grandioso como os veículos é algo muito bom. E tudo o que os carros trazem junto com eles, as possibilidades, é melhor ainda.

Peart é um em alguns milhões. Tem uma carreira que lhe permite ficar muito tempo viajando, vive entre dois países com muitas facilidades para quem viaja, e mais alguns detalhes que o colocam em vantagem absoluta sobre a maioria das pessoas. Mas suas idéias e constatações valem para todos nós que temos entusiasmo por algo, (carros, no nosso caso) e que vez ou outra, nos sentimos um pouco desmotivados.

Pelo meu gosto, o som do RUSH representa a tradução musical do entusiasmo e motivação de forma pura, como uma bela moto ou carro rodando rápido por uma estrada perfeita, cheia de curvas, subidas e descidas, e sem remendos e buracos.

JJ

10 comentários :

  1. Juvenal

    Bom saber que não sou o único que gosta de posts "musicais". Não me deixe só nessa!

    Neil Peart, Ginger Baker, Carl Palmer, John Bonham... Deuses da batera.

    FB

    ResponderExcluir
  2. Apesar de ter aqui a discografia do Rush e ouvir algo deles sempre que possível, nunca me aprofundei na história dos membros.
    O som do Peart é fenomenal.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse lado autoentusiasta do Neil Peart. Agora entendo o porquê das músicas do Rush combinarem muito bem com estradas e belas viagens. E isso reforça "minha tese" de que, em todos os melhores grupos musicais (rock, melhor dizendo), existe algo a mais nos integrantes.

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha visto no seu perfil que vc gostava do Rush. Por coincidência, essa é a única banda que ainda me leva a uma loja a comprar um álbum. Mas, por coisas do destino ainda não ouvi Snakes & Arrows.

    ResponderExcluir
  5. André,
    então ouça. Mas não apenas uma vez cada música. Como quase toda obra do RUSH, é necessário ouvir várias vezes para digerir. É o oposto das músicas que tocam sem parar nas rádios normais, onde o que vende é aquilo quem nem precisa ser mastigado.

    ResponderExcluir
  6. Carlos Galto26/08/09 08:03

    Rapaz, apesar do altíssimo preço no caso do Peart, Deus foi justo e ele pode viver profissionalmente conhecendo o mundo todo sobre rodas, belas rodas aliás. E ainda fazendo e divulgando músicas geniais!!!!

    Uma Z8, freeways infinitas e um som de primeiríssima linha!!!
    Acho que cairia bem pra mim...

    ResponderExcluir
  7. Mister Fórmula Finesse26/08/09 08:54

    Peart é simplesmente um monstro na bateria, é só acompanhar o aquecimento dele antes dos shows - em uma bateria reserva - para atestar que algumas pessoas são verdadeiramente tocadas por Deus em suas profissões.

    Vida longa a ele e que volte a encontrar sua família após muitas e variadas estradas....

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse lado do Neil Peart. Bom saber que ele faz ao menos uma coisa que seja realmente legal.

    ResponderExcluir
  9. JJ
    Belo artigo! Recentemente saiu um artigo dele na BMW Motorcycle Owners of America justamnete falando desta paixão dele pelas motos, a banda e viagens. Exceto pela música, tem tudo a ver comigo!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Ron,
    aguardamos narrativas de suas viagens a bordo de sua motoca de alto gabarito.
    Valeu !

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.