AS CAPINHAS

As capas plásticas em motores são uma aberração criada por pessoas que não gostam de sujar as mãos mexendo em carros.
Servem para esconder componentes que nada dizem a pessoas normais, como mangueiras, fios, cabos e outras peças fundamentais para o acompanhamento e prevenção de problemas no cofre do motor.
Para nada servem, e pior, há empresas que estão integrando funções de componentes importantes a estas bobagens estilísticas.
Agora falando sério: é tolerável um motor ser tão escondido como do conceito Chrysler Imperial de 2006?
Um Hemi quase invisível, um horror!
Será que sou só eu que sinto asco ao abrir um capô e ver essas porcarias?

JJ

39 comentários :

  1. Existem muitas capas de motor que são desenhadas afim de que condutores leigos localizem facilmente ítens e locais para manutenção do dia-a-dia (óleo, água, aditivos, etc). A Mercedes-Benz por exemplo tem umas capas de motor belas e úteis pra esse fim.

    Afinal, nem todo condutor é entusiasta. Tenho amigos que simplismente ficam perdidos quando abrem o capô...

    Quando bem desenhadas e com bom senso, sou amplamente a favor de seu uso. Mostrar a mecânica é bacana em alguns carros (no caso desse HEMI erraram em esconder uma bela máquina).

    ResponderExcluir
  2. Pior que o Corvette e o novo Camaro não ficam nada atrás neste quesito.

    Pensando bem, isso não é tão ruim, quero dizer, existem coisas piores. O pior é quando a capa é funcional, como por exemplo quando ela faz parte do coletor de admissão do motor.

    Existem alguns poucos motores onde a borboleta é acoplada a tal capa, e por ela passa ar que entra nos cabeçotes. Isso é nojento, pois impede que coloquemos o motor em operação sem tais capas. É ligar o motor sem elas e a rotação vai rapidamente até o limite. Já imaginou como fazer o diagnóstico de falhas num motor assim construído?

    ResponderExcluir
  3. Também não sou muito favorável ao uso das capas... elas enfeiam o motor, ainda mais quando a disposição dos cilindros é em "V". O v8 do BMW M3 fica escondido debaixo de uma placa de plástico com a inscrição V8 M3...

    ResponderExcluir
  4. Junior VAMODOIDO31/08/09 16:56

    Quem tem gasolina na veia gosta de abrir o capô e olhar a saúde de cada um dos brinquedos contidos ali dentro do capô!

    ResponderExcluir
  5. Confesso que debaixo do capô dos meus carros não é lá nenhum primor em organização. Cheios de fios e mangueiras dispostos de maneira que não favorecem muito o visual.

    Agora dizer que as capas plásticas servem para ajudar quem não entende nada, é piada ao meu ver!

    Se o cara não entende nada, para quê abrir o capô? No mínimo controverso. Essas pessoas mal se lembram de trocar óleo... Quem, no mínimo, sabe que existe lubrificante e líquido de arrefecimento, sabe localizar seus compartimentos...

    Que elas ALGUMAS VEZES melhoram o visual é verdade... Mas é acréscimo de peso e custo, na minha opinião.

    ResponderExcluir
  6. Um dos príncipios da mecânica na aviação é que todos os componentes devem estar sempre visiveis.

    Se já existe o capô, por que colocar uma capa plástica em cima do motor?

    Ao meu ver essas capas só servem para atrapalhar a refrigeração do motor, mangueiras, conduites fios e etc. Sem contar que podem esconder algum possivel problema...

    Úteis mesmo somente as capas que servem de proteção, como por exemplo as capas de bateria, que servem para evitar curto circuito.

    Mas em compensação, as capas protegem o motor de alguns abusos, como por exemplo as lavagens de motor (que sou absolutamente contra).

    ResponderExcluir
  7. A própria VW, em seus motores AP, passou ao uso dessas capas na linha 98, abandonando-as na linha 2003. Só pôde ser por questão de custo. Que fica "bonitinho" não resta dúvida. Mas, que não serve pra nada, isso é uma grande verdade.

    ResponderExcluir
  8. Prefiro muito mais que as peças do motor fossem trabalhadas de uma forma mais bela do que essas capinhas aí.

    O motor do palio 1.6 16v por exemplo, tem um belo coletor de admissão.
    Assim como o volkswagen 2.0 16v.
    Isso pra ficar nos carros "normais".

    Se entrar nos sonhos a lista é looonga.

    ResponderExcluir
  9. Antônio Martins31/08/09 18:59

    Idiotice é lavar motor, pricipalmente de uns 20 anos pra cá, com a capa pode ser que o pessoal só limpe esta e fique tudo como esta. Não fede nem cheira.

    ResponderExcluir
  10. JJ,

    Post engraçado. Eu gostava de olhar os cabeçotes de duplo comando com os Webers e Solex. Aliás os carburadores eram os itens mais bonitos de um motor. Fundição impecável.

    Mas hoje nos carros atuais, não há mais essa graça e as capas contribuem para um conjunto estético.

    Não tenho nada contra.

    Abr
    Luiz

    ResponderExcluir
  11. Rodrigo Laranjo31/08/09 19:21

    Estética dentro de motor também não me desce... O capô do carro já existe pra isso.

    Para ajudar os leigos, existem as tampas amarelas. Essas capaz são puro marketing e anti-funcionais.

    ResponderExcluir
  12. Chiavaloni,
    Conheço muitas pessoas que não abrem o capô por acharem "muito complicado" e isso as afasta dele e acabam negligenciando manutenções básicas como óleo. Tudo o que facilitar a visualização acho válido, seja uma capa, novas peças, cores, etc, mas desde que bem projetado, considerando usuário leigo e o trabalho de manutenção de um mecânico (fora que as da Mercedes por exemplo você pode desrosquear 3 parafusos e retirá-la quando precisar. Isso é um design bem feito e responsável.

    Essa estória começou quando as fabricantes começaram a pintar/injetar os pontos de manutenção do motor em amarelo.

    Existe também o fator estético (o que agrada e convida o leigo a abrir o capo do carro e trocar a água do lavador... por ex) assim como as calotas nas rodas de aço, a capa de motor também tem propósito similar.

    Repito, excesso como ocultar esse Hemi, nesse caso acho condenável. Também quando a capa é componente de funcionamento do motor não aprovo.

    Seria melhor ir para um caminho como falou o Ronaldin, talvez trabalhar acabamento de algumas peças mecânicas. Motocicletas são um bom exemplo de mecânica com apelo estético.

    Fora a questão de lavar o motor (detona borrachas, conexões, eletrônica..). Essa é minha opinião considerando usuário comum. Como entusiasta me sinto feliz em ver o bloco "chacoalhando" as mangueiras lá dentro...

    ResponderExcluir
  13. Rodrigo Ciossani

    Leigos como o meu tio, que viu a tampa do óleo do Citroen C3 dele, (bem no meio da tampa de válvulas) e achou que era a tampa do radiador.

    O mineiro não teve dúvidas, enfiou água lá dentro. A sorte é que meu primo ligou pra mim e passei a orientação correta.

    FB

    ResponderExcluir
  14. Também não gosto dessas capas de motor, por mais simplicidade e auxílio que possam dar aos não entusiastas. Imaginava que eu fosse um caso (bem) à parte...

    Motor foi feito para ser visto assim que se abre o capô, como o Anderson disse.

    E, por menos entusiasmo que um "usuário" (argh!!!) de carro tenha, considero primordial conhecer o básico do que se tem debaixo do capô. Percebo que, hoje em dia, muitos não se interessam em aprender um mínimo que seja de nada, de carros a computadores, preferem se restringir a simples usuários. Isso é horrível...

    ResponderExcluir
  15. JJ,

    Concordo completamente.

    Mais uma das bobagens modernas que me incomodam.

    MAO

    ResponderExcluir
  16. Lucas Fontenelli31/08/09 21:00

    O que que tem haver ser ou não ser entusiasta com capa de motor, ou cores diferentes para itens de verificação? Então dependendo do sim ou do não a pessoa passa de odiador de automóveis a seu amante. Menos, menos...

    ResponderExcluir
  17. Estás cierto el Juvenal.
    Las capichas tambien no me gustam.

    Gosto de las cosas limpias e na vista.

    ResponderExcluir
  18. Lucas, a percepção de um carro por um entusiasta é diferente de uma dona de casa. É disso que estou falando. Existem carros mais ou menos "encapados" para cada caso.
    Veja as motos... segue a mesma receita.

    O problema é generalizar que todas as capas são boas ou ruins... Existem belas capas (Maseratis por exemplo) e outras nojentas como essa do Chrysler.

    ResponderExcluir
  19. Todas as pessoas que conheço que não gostam de mecânica evitam abrir o capô até para a simples verificação dos níveis dos fluídos. Ter ou não ilustração/indicação
    para elas é irrelevante.

    Para aqueles que tomam ciência que seus vetores precisam de uns cuidados básicos, chegam perguntar até para este que aqui escreve, onde e como fazer. Pessoas as quais entendem as necessidades de uma vida moderna.

    Concordo com o amigo acima! Os projetistas poderiam inspirar-se mais ao desenhar as peças. Não há necessidade de projetarem obras de arte que ficarão quase que permanentemente escondidas. Mas algo menos desagradável visualmente seria interessante e quase não agregaria custo.

    ResponderExcluir
  20. Bitu...

    Tive um amigo de faculdade que nos idos de 2001 ganhou um Golf 1.8T zero quilometro do pai dele, pelos seus 18 anos...

    Meses depois ele trocou o motor pois fez a mesma coisa que teu tio.

    Só que o final dele não foi tão feliz.

    Justamente pq, para pagar de bacana com o vizinho, resolveu "revisar" o carro e completou o carter com água...

    ResponderExcluir
  21. Ta mentindo mais que eu hein?!. Mas em todo caso, quem não lê manual tem mais é que se lascar mesmo. E tá cheio de "entusiasta" que acha que ler manual é pra trouxa, vai entender um Pedro Bó desses.

    ResponderExcluir
  22. "Existem alguns poucos motores onde a borboleta é acoplada a tal capa, e por ela passa ar que entra nos cabeçotes. Isso é nojento, pois impede que coloquemos o motor em operação sem tais capas. É ligar o motor sem elas e a rotação vai rapidamente até o limite. Já imaginou como fazer o diagnóstico de falhas num motor assim construído?" Bussoranga, os motores renault 1.6 8v a carcaça do filtro de ar presa no cabeçote é que segura o TBI no coletor de admissão,piada isso,frances só perfume mesmo,hehehehehe........

    ResponderExcluir
  23. os franceses só perfume e os alemães só cerveja...

    ResponderExcluir
  24. Adoro o desenho do motor do vw sedan, ainda mais quando equipado com dois Solex 32, ou melhor, dois weber 40 ou 44, e por que não 48 num long block. Em resumo, toda a forma ali tem função e te dá uma bela visão. Tudo organizado em seu devido lugar sem necessidade de embelazamentos e capas. E viva o vw airccoled.

    Sds,

    Cristiano.

    ResponderExcluir
  25. Boa pessoal, é isso aí. Percebo que a maioria não gosta das capinhas. Morte a elas !!!!!!

    ResponderExcluir
  26. Clésio Luiz01/09/09 12:41

    Esperem aí: as capas não ajudam a reduzir o ruido do motor? Se sim é uma boa utilidade para elas. Se eu não estou andando num carro REALMENTE esporte não tem porque ficar ouvindo ruido de motor, especialmente quando se quer relaxar no meio do trânsito congestionado.

    ResponderExcluir
  27. Nico acima da lei01/09/09 13:39

    ah! Crésio! para de viadagem homi!

    Desde quando que motor faz ruido? motor faz som, música para os ouvidos!

    E se diminui o som do motor, também atrapalha na refrigeração, portanto não vale a pena.

    ResponderExcluir
  28. Pior que eu até acredito nessa história do cidadão que colocou água no motor pensando que estava abastecendo o sistema de arrefecimento.

    Pra esse tipo de gente, não adianta ter capas, indicadores amarelos, figuras, firulas, etc...

    Pra esses vale a famosa frase: "escreveu, não leu, o pau comeu".

    No carro, ao abrir o capô, bem no meio do capô, painel frontal, e tampas de válvulas deveria vir simplesmente escrito RTFM.

    Mas claro, isso não daria certo porque esses novos usuários de carros (novos sim, pois antigamente para ser motorista era necessário se ter um conhecimento básico de mecânica) pensariam que o seu novo carro usa motor proveniente de uma fábrica chamada RTFM.

    Esse é um dos males resultantes da banalização do automóvel, que lentamente vai se tornando um eletrodoméstico.

    Antigamente os manuais dos carros ensinavam a calibrar gap de velas, ajustar e trocar platinado, completar nível da água da bateria, etc etc etc... E hoje ninguém quer nem saber de trocar o óleo!!!

    Tudo em nome da "agitada vida moderna"? As leis da Fisica (e por tabela da Engenharia Mecânica) não querem saber se o cara não tem tempo ou interesse em manutenção. Ou faz ou quebra. E de nada adianta decretar que os óleos tem que durar isso ou aquilo. Felizmente a Fisica também não dá a mínima para decretos e leis.

    PS: RTFM = Read The Fucking Manual

    ResponderExcluir
  29. Felipe, vc escreveu que "O mineiro não teve dúvidas, enfiou água lá dentro. A sorte é que meu primo ligou pra mim e passei a orientação correta."

    Seu tio é aqui de Minas ou foi algo pejorativo ? Te garanto que quem tem um mínimo de informação por aqui põe água e óleo, cada qual no seu lugar. Eu sou mineiro e nunca fiz uma burrada dessas. Espero só ter entendido errado...

    E pra não deixar de dar o meu pitaco, lugar de capa é nas costas do Super-Homem. Em motor, não dá !

    ResponderExcluir
  30. Carlos Galto01/09/09 18:45

    Eu já fiquei sabendo de gente que colocou água no reservatorio de partida a frio de um carro flex...

    ResponderExcluir
  31. Carlos Galto01/09/09 18:48

    Mas não lembro se ele achou que estava completando a água do limpador ou do sistema de arrefecimento...

    ResponderExcluir
  32. Aqui na oficina chegou de tudo,até uma mulher (advinha a cor do cabelo,hahaha) meteu água no depósito da DH pensando que era o esguicho..uma vez escrevi um texto para a Revista de Domingo do O Globo ( jabá do Jason) e falei que os carros tinham "Manual do Propriotário" , teve gente na segunda feira querendo me bater, hahahahaha.....

    ResponderExcluir
  33. Acho que essas capas são uma modinha tipo essa praga atual de "carro cross". Se Deus quiser daqui a pouco acaba.
    Acho que as empresas tentam esconder a anatomia do motor com medo de assustar o motorista "Amélia"; assim quem sabe ele pensa que comprou um liquidificador.
    Sábio é o Marv, de Sin City:
    "The padre drove a Mercedes, or at least that's what they're passing off as a Mercedes these days. Modern cars, they all look like electric shavers."
    Alguns carros de fato ainda merecem ser chamados de carro, mas a moda agora (ainda mais em Terra Brasilis) é vender carrinhos de bate-bate homologados pelo Detran.

    ResponderExcluir
  34. mlucchezi

    Meu tio é mineiro de Ubá.

    Sou paulistano, mas cearense de pai e mãe. A família é relativamente grande e minha tia foi a única que se casou com um mineiro, motivo pelo qual o chamamos assim.

    Jamais cometeria a indelicadeza de me referir a ele pejorativamente. De qualquer maneira, me desculpe pela expressão ambígua.

    FB

    ResponderExcluir
  35. Felipe,

    Só falei o que falei porque, na internet, fica fácil demais de ofender ou entender tudo errado.

    Várias vezes, indiretamente ou diretamente, já senti um certo preconceito pelo fato de eu ser mineiro em fórums e em listas, assim como tenho ceretza de que colegas de outros estados também já sentiram isso.

    Por isso a surpresa ao ler o que li. Não espero nunca, jamais esse tipo de comportamento aqui no Autoentusiastas. Nosso gosto por essas máquinas maravilhosas supera isso.

    E ainda que aconteçam situações como essa, uma boa conversa costuma dar certo e resolver o assunto.

    Sem mais para o momento, vamos voltar a falar do que interessa... Carros com C maiúsculo.

    Grande abraço do amigo,
    Marcus Lucchezi

    ResponderExcluir
  36. quanto drama.... já pensou em trabalhar em alguma novela mexicana?

    ResponderExcluir
  37. Estas leis e cotas raciais só servem para criar frouxos.
    Sou afro-decendente, como dizem os ditos especialistas... e acredito que essas leis servem para criar ainda mais racismo.

    A pessoas tem que ter um pouco de gana na vida. Tem que mostrar teu valor. Conhecimento e atitude independem de raça, credo, opinião política, etc.

    Se eu quiser maior respeito, terei de me impor com meu conhecimento, não com sentimentos de piedade perante minha condição racial.

    J.F.F., anestesista e negro.

    ResponderExcluir
  38. Tenho uma posição neutra sobre tais capas...

    Tenho uma dúvida. Pensando aqui, tecnicamente, o Fusca conta com uma espécie de capa na sua volta... as "latarias" que escondem a parte de baixo do motor, quando você abre a tampa traseira? Já ouvi falar que elas tem função, não são meramente estéticas, que seriam para auxiliar na refrigeração... confere?

    ResponderExcluir
  39. Rodrigo,

    Confere. A intenção das capas é criar um sentido de fluxo no ar, justamente que ali, na parte trazeira do fusca tem uma zona de baixa pressão. Abrir a tampa na parte de baixo para tentar refrigerar mais o motor é um erro, pois inverte o fluxo e terá pouco fluxo na ventoinha. O fluxo que segue é grelha, ventoinha do motor, parte de baixo no carro. Outro fator é que as latas são essenciais em transito parado, tendo em vista que o ar quente sobe, logo, sem as latas, se ciria dentro do cofre do motor uma área com muito ar quente.

    Sds,

    Cristiano.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.