EDITORIAL: IOF MAIS ALTO, ASSALTO A MÃO DESARMADA

Belo "presente" que o governo deu aos brasileiros nesse final de ano, com cidadãos de viagem ao exterior marcada: elevar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para compras no exterior com cartão de débito de 0,38% para 6,38%, conforme publicado no Diário Oficial da União de hoje. A justificativa do Ministério da Fazenda para este aumento abusivo da alíquota é "conferir isonomia de tratamento às operações com moeda estrangeira realizadas por meio de cartões de crédito internacionais", também tributadas com IOF de 6,38%, desde 2011. Haja cara de pau, haja ultraje: é como se a taxação nas operações com cartão de crédito fosse "normal", "correta".

Cara de pau governamental também chamar compra de alguma coisa de "operação financeira", total deturpação do termo e que não é de hoje. Ainda está na nossa lembrança a famigerada CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) — aquela mesma que o presidente Luiz Inácio da Silva queria porque queria que fosse prorrogada após seu término marcado para o final de dezembro de 2007 e que o Congresso, num rasgo de lucidez e patriotismo, negou. Luiz Inácio, desesperado ao ver a teta secar, chegou a bradar nos meios de comunicação que quem era contra a CPMF era sonegador.

Por que deturpação do termo "movimentação financeira"? Elementar: se a pessoa retirasse dinheiro da sua conta num terminal eletrônico e por qualquer motivo, como desistir de uma viagem, depositasse a quantia em seguida na própria conta, pagaria CPMF, pois teria havido uma "movimentação financeira". Imoral..

É a velha história da hipocrisia que virou moda no país. O Ministério da Saúde adverte que cigarro causa várias doenças, mas a indústria  e comercialização do fumo são legais, permitidas; carro sem bolsas infláveis e freios com ABS não pode mais se vendido por ser "perigoso", mas milhões de carros sem esses itens continuam a poder rodar livremente. Agora essa de se comprar qualquer coisa no exterior pagando com cartão de crédito ou débito, ato perfeitamente legal, e ter de se dar 6,38% do valor da compra de mãos beijadas para o governo. Nauseante.

AE

43 comentários :

  1. É ano de campanha tem que rer caixa! Alem do mais o "partido" esta fazendo vaquinha interna para pagar as multas dos mensaleiros. Espero que a população não se esqueça destas coisas!

    ResponderExcluir
  2. Bob;

    É nauseante mesmo!

    -> IOF sobre compras (o conceito de compra é o de adquirir mercadoria e não contrair um emprestimo bancário ou qualquer outra coisa). É o governo mais do que nunca estimulando o retorno dos "Doleiros" afinal entre comprar no cartão de debito com IOF e pagar a dinheiro, melhor a segunda opção! Dilma, Mantega e equipe econômica precisa voltar para a escola para compreender a diferença de operação financeira para transação comercial.

    -> IPVA sobre aviões e embarcações: Queria saber desde quando aeronave ou embarcação se tornou sinonimo de Automotor. E isso sem falar na cara de pau do Governador Alckmin em dizer que derrubou o IPVA em 5% em média. Se fosse assim, como explicar que minha F-1000 1998 adquirirda por 42 mil em 1998 está avaliada em 33 mil Reais em 2013, 16 anos depois? Quero ser ressarcido! Propaganda enganosa!

    -> E já que estamos falando em governador cara de pau, como explicar o lixo das estradas estaduais, que foram apenas recapeadas e tem o pedágio mais caro do Brasil? A Rod. Constancio Cintra em Itatiba por exemplo é cheia de buracos e tem pedágio. A Raposo Tavares era para ter o mesmo tipo de pista de uma Castello Branco pelo pedágio que cobram. Mas não é isso que vemos. A SP-333 era para ser bem melhor, a Marechal Rondon entre Botucatu e Itu era para ser perfeita, duplicada. e assim por diante.

    -> E o "babando" Haddad? Fez via de onibus em São Paulo inteira numa atitude claramente populista. Prometeu acabar com o "ca ça niquel" chamado Controlar (concordo com ele em todos os aspectos: Controlar é um caça niquel para o bolso da CCR que já recebe BILHOES dos pedágios do Alckmin) mas só ficou na retorica. Literalmente amarelou e deixou o eleitor na mao.

    Enquanto isso temos mais de 540 inuteis em Brasilia recebendo fortunas, uma Assembleia Legislativa estadual que não serve para nada (engavetou a investigação do cartel dos trens) e uma camara de vereadores inutil. O Brasil com legislativo ou sem legislativo é igualzinho.

    O Governo e a imprensa tenta incutir no desarmamento dos civis (esquece que a verdadeira raiz da violência tem nome - tráfico e consumo de drogas). Outro absurdo. Somente regimes como o Stalinismo e o Nazismo são favoráveis a essas atitudes. Afinal população desarmada, governantes protegidos...

    Honestamente não acredito na força do Brasil. O tal de "Gigante" que o pessoal gosta de verbalizar nunca acordou. Apenas deu uma ressonada e continua dormindo sob o ópio da Copa do Mundo, carnaval. Nada mudou e nada mudará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O gigante apenas roncou no seu sono eterno !

      Excluir
    2. Esse papo de reduzir IPVA é a mesma piada ano após ano. Se a droga do IPVA é 4% o que foi que o lixo do governo reduziu? O que aconteceu é que o veículo desvalorizou, mas continua o assalto dos 4% de IPVA e as estradas sendo vendidas por aí para serem cheias de pedágios.

      Excluir
    3. Ué, mas barcos e aviões tem motor, então são automotores. A não ser que os primeiros sejam a vela ou remo e os segundo planadores ou asa deltas. Faz mais sentido do que cobrar de reboques e semi-reboques, que esses sim, não são automotores, necessitam de propulsão externa.

      Excluir
  3. Bob, este governo vai quebrar os cofres públicos.
    Aquela história de postergar a entrada em vigor da obrigatoriedade de abs e air-bag nos carros, a meu ver, era tentativa desesperada de não arrefecer a venda de automóveis pelo iminente aumento de preços e manter a arrecadação tributária. Foi vetado.
    Agora esta de IOF, para tentar tapar os buracos orçamentários por outra ponta.
    O fato é que o governo está vendo os cofres secarem e não sabem mais de onde tirar dinheiro. Os gastos bilionários com Copa do Mundo e o inchaço da Administração Pública, somado a corrupção em alta estão detonando o erário e não há nada que possa ser feito a esta altura para sanar temporariamente o problema senão aumentar os (já absurdamente altos) tributos.
    Sendo franco, e por mais que me pese assim pensar, vejo que um fracasso na realização da Copa somado a quebra do Estado seria uma solução para resolver muitos problemas no Brasil, que há muitos anos indifere quanto a existência ou não de um governo (quem move este país para a frente é a indústria e a sociedade civil).
    Talvez seja uma oportunidade de reestabelecer a democracia, extirpar as doutrinas vermelhas do país, promover reforma tributária e desinchar a máquina pública (por mais que a altos custos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem move esse brasil para frente é a Agropecuária ! Informe-se qual foi o superavit do Agronegócio e veja quem realmente esteve escorando o Brasil nos últimos 10 anos.

      Nos 11 primeiros meses de 2013, por exemplo, as exportações do agronegócio alcançaram US$ 93,58 bilhões, valor correspondente a 42,3% de tudo o que o Brasil exportou no período. Visto pelo lado das importações, o papel do agronegócio na sustentação do equilíbrio da balança comercial brasileira é ainda mais notável.

      Do total de US$ 221,4 bilhões que o País importou de janeiro a novembro deste ano, o agronegócio foi responsável por apenas US$ 15,7 bilhões, ou 7,1% do total. Assim, o saldo comercial do agronegócio neste ano já alcançou US$ 77,88 bilhões.

      Em contrapartida o governo culpa o agronegócio pelo baixo crescimento do PIB. O homem do campo virou um eterno bode expiatório, onde só "leva desaforo pra casa" e fica calado !

      Excluir
    2. Apesar dos terroristas do MST e grupos afins, e do (des)governo que cúmplice, apoia ideologicamente seus crimes, além de lhes dar suporte logístico e monetário.

      Excluir
    3. TioTora,

      O governo comete muitos erros, mas a agricultura familiar melhorou significativamente nos últimos governos. Empréstimos a juros baixíssimos, subsídios (programa fomento rural), PRONAF, treinamento para agricultores, etc... Lula, é bom lembrar, colocou como ministro da agricultura gente que entende de agricultura (Roberto Rodrigues), não marxistas que acham que sabem alguma coisa só porque leram Das Kapital.

      Mr.Car
      O MST faz aquilo que o pequeno agricultor deveria fazer: pegar em armas para defender suas terras. Não é só o trabalho que dignifica o homem, afinal os escravos construíram casas grandes com seu trabalho e acabavam morando nas senzalas. Um homem deve trabalhar E lutar. Povo que não tem virtude acaba por ser escravo.

      Excluir
    4. E para completar, para boa parte da mídia, os agricultores são "ruralistas malvados" que querem destruir a natureza e tomar as terras dos "índios coitadinhos" que são os maiores latifundiários (improdutivos) deste país. Acorda Brasil!

      Excluir
    5. Na demarcação de terras de Pau Brasil - BA apareceu até uma tribo de índios EXTINTA à décadas exigindo terras! E conseguiu! Bando de gente oportunista!

      Se for para devolver as terras para os índios que devolvam o Brasil inteiro. Todas as cidades. Não o patrimônio de poucos produtores rurais (titulado pelo governo à décadas).

      O pobre do produtor rural já tem que deixar de 20 a 80% da sua terra para reserva legal e mais as APPs (ÁREA DE PROTEÇÃO PERMANENTE).

      Se cada pessoa desse Brasil fosse obrigada a deixar intocado de 20 a 80% do seu terreno, casa ou industria para o governo, cuidando dentro de rigorosas normas e sendo vigiado por satélite. A coisa iria ser diferente!!! As leis seriam outras em um piscar de olhos.

      Nos Estados Unidos o produtor deixa a Reserva Legal intocada e preservada, mas recebe do governo o que aquela área poderia produzir (calculado em cima da média que a parte agricultável da propriedade produz), ou seja, quem é mais eficiente recebe mais. Quem não trabalha recebe nada!

      Aqui no Brasil o produtor recebe o que para cuidar da reserva para a população ?????

      Essa é a realidade do homem no campo do Brasil!

      Excluir
    6. Anônimo 12:46,

      Essa é uma situação que vem desde antes de o PT chegar ao governo, e só vai mudar quando os agricultores passarem a agir como o MST: lutando pelo direito de viver da terra.

      É bom lembrar que quando falo MST aqui falo do coitado que, sem opção na vida, vai acampar em barraco de lona abraçado a um fuzil, e não da liderança corrupta do movimento que usa e abusa dessa gente sem esperança.

      Excluir
  4. Em uma palavra: BRASIL!

    ResponderExcluir
  5. Rafael Ribeiro28/12/13 15:54

    E a cada eleição, os mesmos cínicos dizem que não vão aumentar a carga tributária. Passada a eleição, logo tratam de arrumar uma nova fonte: aumento de IPTU, IOF, entre outros. Quando há alguma redução (como IPI por exemplo), é sempre para os mesmos beneficiados, setores ligados aos sindicatos com mais identificação ao governo federal. Aliás,se a Kombi fosse fabricada em Minas Gerais, o Ministro nem teria aberto a boca para prorrogar a interrupção de sua produção.

    Eu tenho 44 anos, sei que isso não mudará tão cedo, por isso, invisto tudo o que posso na educação de meus filhos, de forma que possam no futuro escolherem em que país vão preferir morar. Onde eles acharem que terão melhor acolhida, melhores condições de trabalho e respeito à cidadania. Não podemos ficar restritos as fronteiras, sujeitos à falsas democracias (país que tem voto obrigatório é democrático?) ou ditaduras maquiadas. Prefiro trabalhar e gastar meu dinheiro onde eu seja mais respeitado. E temos países vizinhos que estão ainda piores, e apoiados por nossos governantes atuais. O futuro do Brasil é sombrio na minha opinião... Não quero ficar por último para apagar a luz.

    Me desculpe se pareci pouco patriota, mas dane-se o patriotismo, os dirigentes aqui sempre me deram pouca importância. Fui para as ruas diversas vezes, não só em junho último, mas desde o final da ditadura. Agora, quero me dar o direito de escolher meu futuro longe daqui, se assim desejar.

    ResponderExcluir
  6. É, vamos chegar ao dia em que bastará movimentar dinheiro de qualquer forma, para que isso seja considerado movimentação financeira.

    O que não faz a deturpação de um conceito...

    ResponderExcluir
  7. O inacreditável é saber que caminhamos para mais quatro anos dessa palhaçada, salvo algo extraordinário aconteça.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente Bob, a cada dia que passa minhas esperanças de um Brasil melhor vão se enfraquecendo. Se eu tivesse 18/20 anos e solteiro já tinha pulado fora dessa barca. Uma vergonha o que essa quadrinha chamada PT e todos seus conchavos estão fazendo no Brasil. Creio que apenas uma grande revolta popular vai dar conta do recado. Quando falo em revolta não se trata de movimentos com cartazes nas mãos, mas sim uma limpeza forçada em todas as escalas do poder. As vezes é preciso de uma guerra para se ter paz, e começar tudo de novo. Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Eu não espero outra coisa mesmo do (des)governo, que não seja trolha. Vermes!

    ResponderExcluir
  10. Nossa isso é muito imoral. Agora qualquer compra feita fora do Brasil no cartão de crédito entregará este percentil absurdo ao governo.
    Cade protestos agora? O aumento da passagem era o problema mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas dos Santos29/12/13 22:01

      Protesto por conta de compras internacionais no cartão de crédito? Isso é coisa de "zelite", dirão alguns.

      Aposto que, se fosse organizado um protesto desse tipo, poucos dariam importância, exatamente devido à essa ridícula disputa entre classes cada vez mais estimulada pelo governo vigente.

      Excluir
    2. Lucas,

      Protesto para tirar os impostos do óleo diesel e da cesta básica são bem mais interessantes, pois atingem todas as classes sociais, desde a elite até o sujeito que sobrevive com o Bolsa Família. É só questão de pensar.

      Excluir
  11. Exatamente, estamos desarmados e pelados. Não tem como o cidadão se proteger nem do governo nem do bandido.

    ResponderExcluir
  12. O assalto na calada da noite de fim de ano continua em outras esferas. Em Belo Horizonte aumentaram o ITBI de 2,5% para 3%. Um verdadeiro assalto considerando a valorização violenta dos preços dos imóveis nos últimos anos.Assaltam o povo na maior cara de pau e continuam sumindo com o dinheiro e não retornam em serviços, educação e saúde.E o povo não reage.Um fim de mundo.

    ResponderExcluir
  13. Gabriel F Tomass28/12/13 21:54

    Assalto a mão desarmada? Não concordo. Experimente não pagar os tributos ao Estado para ver se virá um agente desarmado atrás de você.
    Não. Virão alguns agentes, com certeza armados, para lhe levar à prisão, como se bandido fosse.
    Desarmados, somente nós, cidadãos de bem, que TEMOS sim, o direito de nos defender e defender nosso patrimônio, seja dos bandidos, seja dos Bandidos.

    ResponderExcluir
  14. Obrigatoriedade de ABS e airbag...

    E tem alguém conferindo se os ocupantes dos carros, principalmente os passageiros do banco de trás, utilizam os cintos?

    Pelo que eu tenho lido, essa é a maior causa de mortes e ferimentos graves dos ocupantes dos carros.

    Então?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué, experimenta andar sem cinto pra ver se não vai aparecer uma multinha na sua casa rapidinho.

      Excluir
    2. Anônimo 29/12/13 20:59,

      Não tenha tanta certeza disso.

      Os fatos (acidentes) comprovam!

      Excluir
  15. Pois é pessoal AUTOEntusiasta,
    Estou em Orlando e acabo de ser surpreendido com mais esta boa noticia...
    Pior é que não nada que possa ser feito, está tudo dominado...
    Feliz Ano Novo, se for possível...

    ResponderExcluir
  16. NAO SOU RICO E VIAJO AGORA COM MUITO SUOR E ECONOMIAS.OQ ESSES CALHORDAS ESTAO FAZENDO E COVARDIA.SO PENSAM NELES,RETORNO NAO TEMOS DE NADA.NOJO DESSES POLITICOS E DE TER QUE VIVER AQUI TAO DESAMPARADO.VOTO NULO PARA ESSA CAMBADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De que adianta votar nulo? A política vai continuar ruim do mesmo jeito.

      Isso só vai entregar a importante tarefa de eleger um governante nas mãos de pessoas pouco esclarecidas, inaptas e incapazes de tratar esse assunto com a seriedade que ele merece.

      Eu prefiro votar no "menos pior" a deixar que outras pessoas tomarem decisões de grande responsabilidade como esta no meu lugar. Se a pessoa em que eu votei não ganhar, pelo menos eu terei feito a minha parte e poderei dizer: "eu tentei".

      Excluir
    2. Votar nulo, não dará o resultado que vc gostaria. Faça sua parte, vote em partido que não esteja no poder atualmente. Mude quem está "lá". Não reeleja ninguém !!!

      P500<<

      Excluir
    3. Pelo menos o voto nulo alivia a consciência, porque b*sta todos eles são.

      Excluir
    4. "Alivia a consciência"?! Para mim isso significa SE OMITIR de uma responsabilidade.

      Quem deseja uma política melhor se arrisca, dá a cara à tapa, erra quantas vezes forem necessárias... mas não fica "em cima do muro" apenas assistindo as coisas acontecerem.

      Excluir
    5. Anônimo 23:53,

      Você realmente acredita no sistema democrático do Brasil? Pois saiba que quando você vota você está declarando estar concordando com o sistema vigente. Como eu não concordo, vou manifestar minha não-concordância não votando. E como o voto no Brasil é obrigatório, há muito mais coragem e honra no ato de não votar do que no ato de votar secretamente.

      Excluir
  17. PRECISAMOS ANULAR A PRÓXIMA ELEIÇÃO!! SIMPLESMENTE ANULAR. SE FOR POSSÍVEL, TEMOS QUE FAZER ISTO PELOS NOSSOS FILHOS, PELA DECÊNCIA, POR SERMOS GENTE E NÃO OS BANDIDOS DE SEGUNDA CATEGORIA QUE OS GOVERNOS ENTENDEM QUE SOMOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anular a próxima eleição?! E de que vai adiantar isso?

      Alguém ocupará os cargos públicos do mesmo jeito e não vejo como isso melhoraria o nosso cenário político - pelo contrário, acho que afundaria de vez o país.

      Excluir
  18. Pois eh... Isso me diz uma coisa, que toda essa fome arrecadatoria eh sinal de que esta comecando a faltar, esta batendo o desespero.. Prova de que as coisas nao estao as mil maravilhas como alguns estao dizendo por ai. Porem, estes aumentos de impostos terao consequencia direta na economia, a famosa regra do cobertor curto..
    Andre.

    ResponderExcluir
  19. 1 - A política com relação ao cigarro é a melhor que se pode adotar. Produz-se legalmente para se atender a uma demanda que, queiramos ou não, existe, ao mesmo tempo que se faz uma contrapropaganda para reduzir o número de fumantes. As opções seriam manter o cigarro legal e permitir a propaganda, e com isso aumentar o número de fumantes, ou proibir o cigarro e, imediatamente, criar um mercado ilegal com todas as suas mazelas (violência, corrupção das instituições de estado, etc).
    2 - Seria um contrassenso proibir que a frota velha de veículos fôsse proibida de circular porque, doravante, será exigido o ABS e os air-bags. Essa "solução", creio, não foi adotada em nenhum país, mesmo naqueles mais ricos. Não tenho dados sobre o mercado brasileiro, mas creio que, com a renovação gradativa da frota, teremos num prazo de 10 anos aproximadamente praticamente todos os veículos equipados com esses dispositivos. Claro que ABS e air-bags não dispensam a cautela que o ato de dirigir requer. Mas, se nas mãos de um irresponsável, um carro com ABS e air-bags é ruim, pior seria sem esses dispositivos.
    3 - O Brasil vem enfrentando um problema sério nas suas contas externas, O deficit em conta corrente atingiu recentemente algo em torno de 3,5% do PIB, nível esse que começa a preocupar. Essa situação, aí sim, é culpa do governo, que permitiu de maneira irresponsável uma valorização excessiva do real. Esse populismo cambial não vejo quase ninguém criticar. Afinal a classe média se beneficia dele no presente e ninguém está nem aí para o que vai acontecer lá na frente, seja por ignorância, seja por egoísmo.

    Felisberto.

    Em tempo: o blog, quando não se aventura por política, é muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe mas faz tempo que leio tantas bobagens.

      Excluir
  20. Vi isto no Facebook de um pessoal economista, parece que é isso mesmo:
    ATENCAO a quem viaja pra fora, guia completo pra evitar IOF de 6,38 e usar um debit card gringo:

    - Vah a um Wells Fargo com seu passaporte e minimo de 300 dolares e abra uma conta chamada Opportunity. Essa conta eh para estrangeiros sem SSN/Green Card ou outro tipo de permissao de residencia.

    - Nao tem custo de abertura, manutencao ou transacao in/out e cash in/out, e a conta fica aberta pra sempre, desde que vc mantenha um saldo > 0 USD. Sem custo algum!!!

    - Vc ganha um debit card. Pronto. Pare de usar pochete!

    - Antes de sair do pais, pegue seus USD de volta e deixe um pouquinho pra conta nao ser fechada. Ao chegar, deposite o montante que planeja usar.

    - O procedimento de abertura eh super rapido, sem pegadinhas, e vc sai com o debit card em maos!

    PASSE ESSA INFORMACAO PRA FRENTE! EH UMA FORMA DE NAO DEIXAR O GOVERNO COLOCAR A MAO NO SEU DINHEIRO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob, o de Petrópolis31/12/13 16:50

      É isso mesmo. Já abri minha conta há tempos. Adiciono que a conta não tem custo se houver um mínimo de 300 dólares de saldo. Além disso é possível transferir diretamente da sua conta corrente no Brasil para a conta dos EUA.

      Excluir
  21. Até entendo que as compras efetuadas no exterior devam ser taxadas, mas com baixo limite ao que era (0,38%) ou até menor, bem menor. Esse novo limite é abuso de poder e sobre o direito de compra dos cidadãos brasileiros.

    Espalhai esta mensagem a outros como mensagem de reflexão sobre o ano de eleição e copa. Levantai contra este abuso, camaradas. Mostrai-lhe (ao governo) o poder que tens - o voto!

    KzR

    ResponderExcluir
  22. O pt precisa sair do governo com urgência. Estão acabando com o país.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.