PUREZA AOS QUARENTA



Em 1970 o Porsche 911 era um carro esporte puro e honesto.
Nesse ano, iria receber algumas modificações interessantes. Entre elas a suspensão dianteira que foi movida 14 milímetros para a frente com o intuito de reduzir o esforço necessário para operar a direção. O motor também ganhou maior cilindrada, agora com 2.165 cm³.
Em 1970, o diferencial autobloqueante era um ítem opcional e nos Estados Unidos o carro era vendido em 3 versões:
- 911T com 145 cv e velocidade final de 205 km/h custando 6.430 dólares.
- 911E com 175 cv e velocidade final de 220 km/h com o preço de 7.895 dólares.
- 911S com 200 cv e velocidade final de 230 km/h a um custo de 8.675 dólares.
Apesar de estar no mesmo nível em termos de performance de um Jaguar E-Type e Corvette básico, o 911 era muito melhor acabado e conseguia andar muito bem através de finesse ao invés de força bruta.
Porém, era um carro bastante caro e custava mais que o Jaguar E-Type e o Corvette, mas algo em torno de mil dólares mais caro que um Mercedes 280 SL. Hoje tanto o Corvette quanto o Jaguar E-Type valem mais dinheiro que o Porsche.
Um 911 1970 já é um quarentão (ah, como gosto da língua inglesa, onde carros são sempre referidos no feminino e não no masculino...).
Conheci um novo vizinho de rua esse final de semana. O tempo estava bom e não estava nevando, então ele tirou o 911 1970 dele para fora da garagem a fim de deixar o motor rodar um pouco.
Mas o que é mais interessante de tudo isso é que esse carro que estão vendo nas fotos foi o primeiro carro dele. Ele o comprou novinho em 1970 e tem o carro há quarenta anos! Foi com esse carro que conheceu a esposa, que diz que também foi com esse carro que os três filhos foram concebidos.
O fato é que o carro ainda tem a pintura e toda a parte mecânica originais, apesar de ter vivido quarenta anos de aventura. A única coisa não original do carro são parte do revestimento dos bancos dianteiros que foi trocado por tecido, uma vez que o couro se deteriorou.
Dos três filhos, dois não dão a mínima para o carro, porém um já o pediu para ele. Como diz o pai:, melhor , assim não tem briga.
Chris, o dono do carro, é um engenheiro de computadores aposentado e agora trabalha como instrutor de ski meio periodo aqui, em um resort de Park City.
A vida cheia de alegrias e realizações a bordo de um Porsche 911 manteve o casal feliz e com total juventude.
Um verdadeiro Autoentusiasta, esse meu vizinho.
Ah, sim, o melhor da festa: ele já me convidou a experimentar o 911 na primavera.
Mal posso esperar!



Logo que vi o carro a primeira coisa que pensei foi tirar essas fotos com o iPhone e mandar para o MAO. Sabia que ele iria apreciar toda essa pureza aos quarenta!

24 comentários :

  1. Clésio Luiz06/01/10 08:15

    Que faróis estranhos. Parece os usados no Fusca a partir do final dos anos 70 aqui no Brasil. Eles eram para o modelo vendido nos EUA naquela época, sendo assim diferentes dos vendidos na Europa?

    ResponderExcluir
  2. É um belo clássico. Essas rodas são itens procurados por donos de Fusca que querem tentar diminuir a distância entre este e o Posche.

    O bom de ver um carro antigo como esse em estado tão bem conservado. Melhor ainda é colocá-lo ao lado de um modelo mais recente e constatar que o estilo não mudou em nada até agora.

    Se ao menos as Ferraris fossem assim...

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que esse não foi embora "para a prensa" por 4500 dólares...

    ResponderExcluir
  4. Clésio Luiz,
    Esses faróis pavorosos é porque na época os americanos só permitiam farol Sealed Beam, o que exigia uma solução tipo farol Tremendão, que muito Fusca por aqui tinha.

    ResponderExcluir
  5. É impressionante ver pessoas que se dizem autoentusiastas, fazerem comentários infelizes a respeito da Ferrari. Creio que pode ser creditado ao desconhecimento, a um comportamento de manada (tendo em vista que esta é a postura deste blog), ou mesmo para se fazer passar por falso entendido. Diferentemente da Porsche, que muito admiro e de outros Fabricantes, a Ferrari era uma equipe/escuderia de corridas que passou a vender Carros para se financiar. Até bem pouco tempo, suas carrocerias eram concebidas e produzidas por "carrocieri" como Pinifarina, Bertone, Scagliete, Vignale, etc. Daí a diversidade de modelos, que são antes de mais nada, tratados de Desenho e Criação, pura Arte, mas nem sempre eficientes. Exatamente o contrário da Porsche. Temos que ter cuidado ao fazermos tais julgamentos sem o devido conhecimento. Estas comparações vazias, beiram a linha limite da ignorancia.

    ResponderExcluir
  6. (teclado sem acentos)

    Anonimo,
    Eu nao concordo com muita coisa que dizem no site, mas respeito a opiniao e procuro compreender os argumentos diversos, sem perder a polidez nos comentarios.

    Sou designer, e varias vezes tem posts aqui que cutucam os designers, eu entendo, entende?

    A Ferrari tem uma historia bela e glamurosa. O unico problema e que hoje os produtos mais marketing e menos design/engenharia, e geralmente onde o marketing prevalece completamente a paixao fica "fake"...

    Eu nao gosto muito das Ferrari de hoje. Assim como eu acho que a melhor fase da Mercedes-Benz foi nos anos 70 por exemplo. O que nao quer dizer que ambas sao ruins ou lixo, muito longe disso.

    Apenas digo que ha de saber que o maior desastre seria ver estes carros virarem "geladeiras" sobre rodas.

    Em compensacao venho gostando dos ultimos Maserati, pra ficar nos italianos...

    ResponderExcluir
  7. Anônimo
    O que há de infeliz em constatar que as Ferraris de hoje nada têm em comum com as Ferraris de décadas atrás? É o tal senso de identidade, você reconhece um 911 em qualquer encarnação. Não é necessariamente um demérito, mas é fato que o mesmo não ocorre com as Ferraris.

    Se cada modelo é uma peça única de design ou não, se isso é intencional da fábrica ou apenas conseqüência de muito marketing, aí depende de cada um, e é assunto para discussões bem interessantes.

    Gosto muito da Ferrari (acho a Fiorano linda), mas que eles sofrem um pouco de complexo de Apple, isso eles sofrem... nem tudo o que eles tocam vira ouro!

    Mudando de assunto (e até meio off topic), acho que o "gênero" dos carros nos diferentes idiomas tem relação com o gênero dos navios (masculino em português e feminino em inglês, para citar os dois exemplos que conheço), ou em casos mais específico com o tipo de carro (a van Kombi).

    Mas interessante como em português geralmente nos referimos à Ferraris no feminino, independente do tipo de carro. Curioso, não?

    ResponderExcluir
  8. Carlos Galto06/01/10 11:11

    Seu Anônimo, pelo que leio aqui na "manada", ninguém nos força a acreditar que a Ferrari não presta ou perdeu identidade, apenas expressam suas opiniões.
    De outra forma parece que o Sr (ou Srª, ou qualquer coisa anônima) não aceita crítica à Santa Ferrari, contrariando a "manada"...

    Peço desculpas à "manada" mas adoro ARGUMENTOS sem argumentos.

    ResponderExcluir
  9. Prezado Sr. Anônimo,

    Sugiro que o senhor faça a sua lição de casa antes de vir aqui pontificar sobre a Ferrari. Se me permite, sugiro que comece aprendendo como se escreve carrozzieri (e não "carrocieri") e Scaglietti (e não "Scagliete"). Depois disso podemos conversar, sempre dentro das normas da boa educação.

    ResponderExcluir
  10. Bah, sempre tem um CHATO que se queima quando alguém critica Ferrari como se tal carro fosse uma coisa sagrada.

    Bem, o que importa é o 911 so vizinho do Carlos.
    O carro está visivelmente bem rodado mas com certeza bem cuidado pelo dono. Parabéns a ele.

    ResponderExcluir
  11. O que o Bob disse sobre os faróis é corretíssimo. Além do 911 outros carros europeus sofreram esteticamente com a legislação americana nos anos 70.

    Basta citar os parachoques com aqueles borrachões dos E-Type série III com motor V-12. Uma aberração.

    Ah! Os faróis dos E-Type também eram diferentes no mercado americano: muito feios.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Ola amigo
    E isso ,mas porsche e um carro nota 10, mas nao custa menos que jaguar , alguem fez cotacao errada. tem muita diferenca do preco da t da e e da s, as injecoes mecanicas modelo e e s sao carros na faixa de 60 a 80 mil dollares na america e europa, compradores e amantes de porsche reconhecem tal diferenca, Em 1971 a Mercedes lancava a 350 sl com 1200 marcos mais caros que uma porsche s, mas hoje o mercado fala por si ,uma Porsche s da para comprar alguns Jaguar e mais de uma duzia de Mercedes sl,nao o modelo Pagoda so alguns pares ,confiram no mercado europeu e saiba porque
    o preco pago as porsches hoje representa o prazer de dirigir um carro esportivo o mercado de PORSCHE nao se restringe a generalizacao .lembrem que em 1973 a PORSCHE lancou um modelo chamado RS e tiverm aqui no Brasil uns 18 carros aproximados,,, e que cada um custa us350 a 450 mil dollares la na europa
    preco que daria para comprar uma pequena colecao na europa tambem hoje vc acha testarrosa por 50 mil euros. mercedes pagoda por 45 mil euro e as mercedes 350 450 sl quase 18 mil euro, porque sera? que uma letrinha depois da palavra porsche 911 muda tanto o preco abraco a todos e um feliz 2010

    ResponderExcluir
  13. Sr Anonimo,

    O que diz dizer com o texto, peço desculpas pelo português, é que o Porsche custava mais que o Corvette e Jaguar.

    "era um carro bastante caro e custava mais que o Jaguar E-Type e o Corvette"

    Me desculpe se não fui claro. O texto foi escrito rapidamente por alguem que passou a vida inteira escrevendo muito pouco em Português.

    Aliás, eu tenho muita ajuda nos postos dos verdadeiros colunistas aqui que sempre estão me salvando e corrigindo as coisas que tento escrever.

    Obrigado por ler.

    ResponderExcluir
  14. OIIIIIIIIIIIII
    ESQUECI DA CORVETTE CUSTA DE 6 A 14 MIL NO EBAY AOS MONTES IGUAL FUSCA NO MERCADO LIVRE ... DIGITOU A PALAVRA O MICRO NAO PARA .....
    NOTA EU GOSTO DE TODOS OS CARROS QUE MENCIONO, E DEFENDEREI CAD UM COM AMOR , PLEASE NAO E PROVOQUEM
    VOCEIS QUE GOSTAM DE CARROCERIA ISSO AQUILO EU TAMBEM EU ADORO A CARROCERIA KARMANN QUE FOI USADO PELA PORSCHE TAMBEM SABIA SR ESPERTINHO A KARAMNN FEZ PORSCHE E UM QUE EU ADORO QUE E O SUPER BEETLE CONVERSIVEL ETA CARRO LNDO E BOM DE DIRIGIR.OPS LA NA AMERICA CUSTA MAIS CARO QUE ALGUMAS PORSCHES E CORVETTES TEM ATE NO EBAY POR 25 MIL DOLLARES.
    QUANTOS NAO TEVERAM UM FUSCA QUE TEM A MESMA HISTORIA DESTE 911,
    O QUE MUDA??????
    PRECO .PAIXAO PAZER DE DIRIGIR AI PEGA O DESEJO DE CADA UM
    NAO BRIGUEM DIVIRTAM SE. TUDO PASSA TUDO MESMO
    A LEMBREI DE UM CARRO AGORA QUE NAO DEVERIA DEIAR DE FALAR,, INTERLAGOS ESSE TEM CARROCERIA DESENHADA POR NIGUEM MENOS QUE O MELHOR DESIGNER DE BERLINETAS MICHELLOTI E DETALHE E FEIO AQUI...COM AUTORIZAO DA RENAULT FRANCESA FIZEMOS UM A106 BELO, SO 700 E POUCAS UNICADES BERLINETA .FUI

    ResponderExcluir
  15. Scheidecker,
    Na minha opinião o 911 do seu vizinho carrega dois pecados:os faróis (já explicados pelo Bob)e os bancos dianteiros agora, revestidos com tecido.

    ResponderExcluir
  16. PORSCHE ANONIMO
    NAO E CRITICA SOBRE O TESTO E SIM UM FOCO DE LUZ SOBRE O MERCADO DE AUTOS ANTIGOS.CREIO HAVER UM VINCULO FORTE ENTRE PRECO E PRODUTO,OU PRECO E QUALIDADE OU PRECO E DESEJO.mIL DESCULPAS PELOS ERROS DE PORTUGUES , REALMENTE PASEI A GRANDE PARTE DA VIDA LENDO E ESCREVENDO EM OUTRAS LINGUAS, MAS A PAIXAO POR CARROS TEM UM FRATERNALIDADE INCRIVEL , JA FUI A EVENTOS ONDE A MIMICA ATE QUE AS VEZES PREDOMINAVA, COMO E LEGAL CARRO ANTIGO. DEVERIA TER MAIS EVENTOS
    PREZADO AMIGO CARLOS \PARABENS PELAS REPORTAGENS
    EM ESPECIAL PELO FOCO NAS LAMBOS, QUE EU TAMBEM CONSIDERO UM CARRO ESQUECIDO . PRINCIPALMENTE AS 350 GT QUE FORAM AS PRIMEIRAS 120 UNIDADES FEITAS DE ALUMINIO PELA TURINO DE MILANO COM MOTOR 3.5 LITROS E TEM UMA MAIS ESQUECIDA AINDA E DA PARA PERDOAR DEVIDO A SUA RARIDADE, QUE E ULTRA RARA E UMA VERSAO POS 400 GT DE FERRO, SOBROU 20 CARROCERIAS DE ALUMINIO MONTADAS COM MOTOR 4 LITROS ,APENAS 20 UNIDADES E A PRIMEIRA DA PRODUCAO ESTA NO BRASIL E DE PROPIEDADE DE UM PAULISTANO
    OPS TEM A jARAMA TAMBEM URRACO E AS MAIS CNHECIDA SILHOUETTE JALPAS, CARROS LITERALMENTE DE OUTRO MUNDO

    ResponderExcluir
  17. Carlos

    Se precisar de ajuda no português pode contar comigo

    Ruivo

    ResponderExcluir
  18. CS

    Outro Jag que sofreu com a lesgilação estadunidense foi o XJ-S que tinha faróis duplos redondos.

    ResponderExcluir
  19. Gayeski,

    Sem duvida. Eu tive um XJS 1984 coupe (V-12 claro). O carro era vermelho e tinha o que chamamos de "Savage title". Ou seja, tinha sido capotado e reformado. Como perda total pela seguradora, o titulo tinha que ser Savage.

    Comprei o carro, usei no verao e depois vendi por 1.000 Dolares a mais.

    Matou minha saudade de Jaguar por 2 meses sem ter que pagar a conta dos mecanicos.

    Vou ver se acho uma foto dele no meu computador velho e coloco aqui.

    ResponderExcluir
  20. Tu tens coragem hein tchê?
    Não sei se teria um carro que foi capotado.
    Mesmo assim, fez um bom negócio hein?

    ResponderExcluir
  21. Gayeski,

    Foi diversão de graça. Eu era estudante na época.

    Dirigir um V-12 é sempre bom. Carro tinha pouquíssimas milhas porque ficou guardado muito tempo. Tinha as fotos dele na batida, não foi muito. Foi barato, pude comprar, curti para caramba, era solteiro, vendi para um cara que me chateou duas semanas para ter o carro e não me arrependo.

    ResponderExcluir
  22. Carlos Scheidecker,

    Você foi de uma sutileza e uma elegância ímpares ao pedir desculpas pelo seu português. Pra bom entendedor...

    ResponderExcluir
  23. Carlos

    Estudante??
    Bah mas era uma HUGE BARGAIN.

    ResponderExcluir
  24. Carlos Galto07/01/10 11:10

    Viver em um lugar decente é outra coisa...
    Colocam um XJ-12 a venda divulgando que foi PT recuperado, por um preço justo. Aqui, o mecânico compra o Gol num leilão de seguradora, dá um tapa no carro, esquenta os documentos e vende como carro OK.
    As histórias do xará Carlos estão sensacionais, continue nessa linha!!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.