DUSTER

Desculpem-me, pois acho que a grande maioria por aqui gostaria que o assunto fosse relacionado ao Plymouth Duster. Mas não é!
É que hoje foram divulgadas fotos do novo Dacia Duster a ser produzido na Romênia e vendido em vários países do Leste Europeu, Oriente Médio e África em 2010. O "jipinho" é muito simpático e será lançado por aqui com a marca Renault em 2011.
Trata-se do sexto modelo da plataforma de baixo custo da Renault, a X90, que tem o Logan como principal modelo. Além do Logan sedã existem o Logan MCV, o Logan van, o Logan picape, e o Sandero que juntos venderam pouco mais que 500.000 unidades em vários países em 2008 e devem fechar 2009 com um volume bem próximo disso.



Mas por que eu estou aqui falando desse carrinho? Porque eu gostei dele, por várias razões.

Primeiro, gosto da estratégia da Renault com essa plataforma. São carros de baixo custo (não confundam com baixo preço), de construção moderna e mais simples facilitando a manutenção e os gastos com reparações. Vários modelos derivados (embora não tenhamos todos aqui no Brasil) com uso comum de grande parte dos componentes. Enfim, carros duráveis para atender as necessidades mais básicas de transporte e segurança de alguns grupos de clientes.



Também gostei do Duster por ser o primeiro concorrente direto do EcoSport. Como pode demorarem tanto para seguir a trilha de sucesso de um carrinho bem "mais ou menos" como o Eco!? E o bom é que aparentemente a Renault fez um carro melhor, ao menos em espaço, pois o carro é maior que o Ecosport e tem um porta-malas também maior.



Outra razão é que acho esse formato de "jipinho" e carroceria exclusiva muito mais honesto que esses aventureiros adaptados como CrossFox, Linha Adventure, o próprio Sandero Stepway etc, que cobram muito por apliques e penduricalhos.



E por fim, gostei muito do desenho do Duster. À exceção da grade dianteira, a qual acredito que a Renault mudará para a versão brasileira, o desenho é bem equilibrado e lembar um pouco a Pathfinder, da Nissan, do mesmo grupo, especialmente a traseira e as barras no teto. Apesar da altura mais elevada, o desenho da carroceria dá a impressão de um carro mais baixo e com o centro de gravidade melhor localizado, mais baixo que o do EcoSport. As rodas e pneus de grande diâmetro também melhoram muito o visual.

Bem, em termos de mercado acho que será um sucesso. Dizem que o mercado é soberano e ele que dita as ações dos fabricantes. Mentira! Caso contrário outros fabricantes já teriam feito seus EcoSport fighters há muito tempo considerando a adoração que mulheres e jovens tem por jipinhos. Isso ocorre desde a época do Daihatsu Terios. Por isso acredito que o Duster seja um grande sucesso de vendas e fará a Ford melhorar muito o EcoSport.

O Duster romeno tem uma versão 4x4. No entanto, aqui nas nossas bandas não precisamos dessa versão. O "mercado" gosta de altura elevada dos bancos (o famoso commanding view), altura elevada do solo (para superar enchentes, como diz a dondoca na propaganda do Tucson), e o formato mais descolado da carroceria tipo "jipinho". Basta ver o total fracasso do EcoSport 4WD. Os jipinhos são interessantes para os fabricantes, que conseguem cobrar bem (o tal do premium) pela visão de comando, altura extra do solo e design descolado. O povo paga bem mais por isso, e fica feliz! Apesar de eu gostar do Duster, não estou disposto a pagar mais do que ele custa.



Como o povo é "Maria vai com as outras", se esse Duster fosse da Hyundai, venderia umas 5.000 unidades por mês a um preço similar ao da EcoSport. Como é Renault, talvez consiga atingir a marca de 3.000 unidades por mês dependendo do posicionamento de preços. Isso se tiver a garantia de 3 anos.
De qualquer jeito a família de entrada da Renault me parece um grande acerto.

27 comentários :

  1. Paulo,
    Também gostei imensamente do estilo, e olhe que este tipo de carro não é o meu forte!

    ResponderExcluir
  2. Eu tendo a não gostar de modelos de baixo custo caso eles não sejam de baixo preço, como acontece com a linha Logan/Sandero.
    Me doi olhar num Logan de 40mil e ouvir na estrada ruído de vento, aquele acabamento simplório, sem requinte, seus espelhos retrovisores ruins...

    ResponderExcluir
  3. Antonio Martins08/12/09 23:04

    Eu também acho boa a atitude tomada por Nissan/Renault. São carros médios a preço de pequenos, e no caso da Nissan o Livina também é o melhor custo benefício. Mas sempre tem aquele papo de "carro para terceiro mundo". E nós somos o que? O post do Arnaldo rodando na Argentina me deu nojo de ser brasileiro.

    Eu tinha rodado com o Sandero, e assim como o Caio disse, achei pouco retrovisor para muito carro, mas reparei que eles adotaram o usado lá fora agora.

    ResponderExcluir
  4. É esse mesmo povo maria vai com as outras que reclama que o Focus é mico, não é flex blablabla e compra Tucson, i30.

    Se o Duster não vier flex, vão dizer as mesmas asneiras e continuar comprando Ecosport a preço de ouro e Tucson porque é carro "chique".

    ResponderExcluir
  5. Essa linha low cost Renault me agrada. São carros honestos. A meu ver a Renault sofre muito preconceito. Palio também é projeto de terceiro mundo, muito mais apertado, ta com um projeto de 13 anos e se paga 50 mil facil nele.

    ResponderExcluir
  6. Eu li no BCWS que o Duster já foi feito pensando em estradas ruins, o que me agrada.
    Há algum tempo um amigo comentou comigo que o marrom é a cor do momento. Pra mim faz um bom jogo de luz e sombra na carroceria.

    ResponderExcluir
  7. Pena não haver fotos do interior. Não gostei muito da traseira, mas o Logan me ensinou que se você focar só em design, pode estar perdendo a oportunidade de comprar um carro extremamente honesto, de excelente custo/benefício, com um conjunto mecânico muito bem afinado, elogiável comportamento dinâmico, espaçoso, econômico, gostoso de dirigir, etc... O Logan me surpreendeu positivamente, onde realmente interessa. Espero que o Duster consiga fazer o mesmo, com seus consumidores.
    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  8. 4x4 tem que ter reduzida e motor Diesel.
    O resto é carro de shopping.

    ResponderExcluir
  9. Vejo claramente o Sandero na seção central. Pelo menos o resto gastaram dinheiro em estamparia pra evitar os excessos de uma Adventure.

    Gosto desses carros por serem honestos. E também por serem Renault. Já tive carro da marca e teria novamente fácil, pois é bom de dirigir e a mecânica é bem resolvida, nunca me deu problemas.

    Tem alguns pontos no design que sofrem pelo tal do baixo custo, como a passagem da porta da frente para o pára-lamas dianteiro... mas é um carro de terceiro mundo.

    Assim como Gol, Celta, Prisma, Novo Ka, Palio e família, Agile, Fox, etc...

    Lendo o post do Keller da Argentina e morando na Alemanha à pouco mais de um ano, não entendo porquê brasileiro se estranha quando se fala carro de terceiro mundo... Talvez porque os preços no Brasil sejam extorsivos? Provavelmente.

    ResponderExcluir
  10. Mister Fórmula Finesse09/12/09 08:18

    Eu também gostei do carro, ainda mais depois de ver a versão que Alain Prost está "dirigindo".... www.autohoje.com

    ResponderExcluir
  11. Nico acima da lei09/12/09 08:45

    Só o que falta é virar Tucsonzeiro agora.....

    ResponderExcluir
  12. Carlos Galto09/12/09 08:53

    Com certeza o carro é bom, a plataforma é bem desenvolvida, bem explorada e muito versátil. Mas bonito???
    Juntaram um monte de Nissan (X-Terra, Pathfinder, Qashqai) com a sessão central dos novos Dacia... Vejo ele e lembro do Skoda Roomster pois parece haver várias colagens de diversos modelos.
    Falei isso tudo pra dizer que é um carro honesto mas o acho feio, mas também acho o Sandero estranho e compraria um pelo custo-benefício. Dependendo do preço o Duster poderia ser comprado por mim também.
    Provavelmente fará sucesso no Brasil.

    ResponderExcluir
  13. Aproveitando a deixa, bem que vocês podiam fazer um post dedicado ao Plymouth, hein...rsrsrs
    Meu ex-vizinho tinha um (acho que ainda tem), amarelo. Lembro de como eu ficava maluco ao ouví-lo subindo a rua, o 318 roncando, aqueles pneus traseiros de largura 295...carro de brabo, rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. achei interessante este exemplar ! lembro dele quando ainda era projeto do grupo Chrysler.

    ResponderExcluir
  15. Estranho, costumo ter uma imensa repulsa a esse tipo de carro, mas simpatizei com o Duster. Espero que não custe os R$ 60 mil pedidos que o Ecosport por aqui.

    ResponderExcluir
  16. Bem levantado o ponto do Plymouth, provável que em mercados onde a Chrysler é mais atuante, force a Renault a usar outra marca.
    Quem não lembra da Ford Brasil ter de abandonar a marca Jeep?

    CZ

    ResponderExcluir
  17. Sei que estou em minoria, mas vou dizer o que realmente penso.

    Acho esse Duster uma "Pathfinder wannabe". Não sei qual é o público dele na Romênia, mas aqui certamente será o mesmo perfil de aspirante a dondoca que fez a fortuna da Ford, comprando o Ecosport antes de migrar para o Tucson e ascender ao status de dondoca júnior.

    Concordo que a plataforma Logan é bastante robusta. Afinal, ele é uma reencarnação do Renault 12 lançado em 1969, que se demonstrou muito adequado às estradas do Gabão, do Senegal e de outros países de colonização francesa na África subsahariana. Ao andar nesse carro, qualquer pessoa que já teve um Corcel 1 (que, para todos os efeitos, era um Renault 12) notará a semelhança imediatamente, mesmo de olhos fechados.

    E é melhor que fique de olhos fechados mesmo , porque o Logan é feio de doer. (Aliás, se o conde Drácula fosse um automóvel, ele seria o Logan.) O novo Voyage não é nenhuma obra prima, mas pelo menos mostra que é possível fazer um carro médio terceiromundista sem praticar um atentado violento ao senso estético.

    Mas a feiura do Logan não é só uma questão de estética: é uma feiura cinzenta, opressiva, sem esperanças. Nunca estive na Bucarest da era Ceausescu, mas imagino que o Logan se encaixaria perfeitamente no cenário.

    Da mesma forma que o Sandero, o Duster é um pouco menos horrível que o Logan. Mas pode fazer todas as plásticas que quiser, que o DNA está lá pra todo mundo ver.

    Meu veredito: o Duster fará um enorme sucesso por aqui.

    ResponderExcluir
  18. O problema é que temos comportamento bovino, seja em relação aos assassinos (não conseguimos endurecer penas e idades de maioridade), políticos safdos (mensalão, etc) e CARROS!!O ecosport era similar ao Escape nos EUA, veja hoje o Escape 2010 e veja a lacraia do Eco!!Ridículo, pior ainda se considerarmos o preço! Aí vem o papo brabo de que "são os impostos..."legal, até influi, mas não me venham dizer que um trabalhador da Ford(ou qq outra) americana ganha o mesmo que um daqui. E lá usam uniforme se quiser, aqui, se não usar é rua!!Fico impressionado com os executivosZINHOS bestas que conheço das montadora daqui: se acham!! Deveria se achar uns ASNOS!! A única coisa que sabem é depenar os carros, então mandam relatórios estúpidos a matriz dizendo que melhoraram a produtividade...São umas bestas, pq no mundo todo, cada vez mais, os carros são mais equipados, e seus preços oferecem real "produtividade" de suas montadoras. Será interessante a chegada dos chineses por aqui, não que serão baratos, disto não tenhamos dúvida, mas serão completos, a filosofia deles é diferente, vejam que uma lanterninha de "camelô" hoje não é mais barata que há 10 anos, mas vem com rádio, pisca pisca, apito e por aí vai. Eu, graças a Deus, tenho condições de comprar carro zero, mas me recuso, não compro, e p/ ser honesto, compro carro importado usado. Duram muito bem os 2 anos que os utiliso, vendo-os relativamente bem, tenho sempre a minha disposição (e Graças a Deus nunca os utilisei) airbags, ABS, Ebd, etc.Não preciso estender varinhas idiotas para sustentar o capo do motor, a mala sempre tem boa iluminaçao e os acabamentos não rangem, caem, fazem estardalhaço. Honestamente eu não suporto a indústria MULTINACIONAL (nacional era a Gurgel e acabaram com ela) aqui instalada. Em outra oportunidade, quero falar sobre a ASSASSINA Kombi.
    Sou CARLOS MAGNO
    (pseudônimo jornalístico, relativamente insano)
    Obrigado a todos!!

    ResponderExcluir
  19. Como disseram num post lá em cima, "espero que não custe os 60 mil pedido pelo EcaSport"...

    Infelizmente, conhecendo a forma como a Renault atua no mercado brasileiro, eles cobrarão R$ 65mil pelo carro pelado, ofenderão o consumidor com as taxas de juros oferecidas nas concessionárias e deixarão o cliente esperando 30 dias pra receber o veículo após a compra...

    Esta marca, assim como a Citroën, sofrem de mania de grandeza (e não me refiro ao tamanho dos carros) e sim de preços.

    ResponderExcluir
  20. parece um tucson melhorado.

    mas como diz meu amigo Italo, "Tuc-Tucson" não serve pra nada, só pra ocupar mais espaço que um carro comum.

    ResponderExcluir
  21. Não creio que a Renault irá "com sede ao pote" em relação a preços. Com a política de preços e marketing corretos, fará frente ao Ecosport.

    O que dificulta a vida da Renault é a "eterna" fama dos carros franceses de serem ruins, de manutenção cara e de grande dificuldade de revenda.

    Esta grade dianteira está bem ruinzinha, isso precisa ser melhorado...

    Vamos ver no que dá...

    ResponderExcluir
  22. A Renault com certeza virá com preços absurdos, ainda mais pela pobreza do acabamento de seus carros. Caro pra comprar, barato pra conseguir revender.

    Acredito que a fama da marca tenha melhorado, afinal apesar de ruim de revenda, os carros dela não dão mais manutenção que os dos outros fabricantes nacionais.

    ResponderExcluir
  23. Será que ele vai ter o mesmo adesivo ridículo que o Ecasport tem no quebra sol esquerdo?

    ResponderExcluir
  24. Em geral acabo identificando "baixo custo" com "baixa qualidade" pois quase sempre e isso que acontece. Ja andei de Logan e ele realmente e o que parece: um carro de baixo custo que, sinceramente, me lembra demais alguns dos antigos Gol, acabando por parecer demais com "baixa qualidade".
    Sobre o modelo, realmente, o desenho foi feliz embora nao seja lindo (o Hummer H2 tambem nao e um icone de beleza e sou "vidrado" no visual do monstro). Tambem achei que o visual remete bastante ao visual dos Nissan, sendo que com aqueles farois de corte reto, fica bem mais facil colocar um grade Nissan do que uma Renault no lugar. SE o modelo foi mudar de frente aqui, torço para que façam um bom trabalho. Lateralmente, o modelo ficou MUITO interessante.
    O que eu acho curioso e que praticamente desde o inicio de seu projeto ja se falava da vinda do modelo para o Brasil e agora que apareceram as fotos do exterior e que parece que VAO COMEÇAR A TRABALHAR NO MODELO DAQUI, pois so isso explicaria o lanbçamento la para 2.011.
    Enfim, embora esteja extremamente curioso quanto ao interior do modelo e ache um absurdo o tempo que o mesmo vai levar para chegar aqui, creio que va fazer sucesso, especialmente se tiver um interior melhorzinho no quesito MATERIAIS.

    ResponderExcluir
  25. Falaram aqui que a Renault abusa dos preços e tem mania de grandeza. Não vejo assim, aqui em Porto Alegre o Megane está custando 46.990, completo com Air Bag e ABS, enquanto o Vectra (sem Air Bag e ABS) sai por 49.900. Um Punto ou Polo Hatch, se pegar completo com Air Bag e ABS sai por preço similar ou maior. Realmente gostei da Duster, aparenta robustes e não parece "abixalhonada" como muitos carros atuais. Acredito que venderá bem, só espero muito que a Renault inclua Air-Bag duplo e ABS como itens de série e tenha uma versão 2.0 (ou até o 1.8 da Nissan, como citado na matéria), porque um carro desse porte exclusivamente com motor 1.6 não fica bem.

    ResponderExcluir
  26. Tai pessoal, o Duster já esta a quase dois meses sendo vendido no Brasil, pois bem, viajando estes dias passei por, Ribeirão Preto (uma loja Renault), Campinas (tres lojas Renault) e no final de semana em São Paulo(várias llojas Renault) destas tres cidades que fiquei pelo menos dois dias em cada, encontrei 01 (um) Duster na rua, unzinhi só, será que vai pegar???? Abraços.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.