ELE VOLTOU


O Salão do Automóvel de Los Angeles mostrou diversos lançamentos e conceitos dos principais fabricantes do mundo, repletos de novas tecnologias e inovações, mas também mostrou, escondido em um canto, talvez o carro mais legal do evento todo.

Ao se ver exposto, aparenta ser apenas um carro antigo em excelente estado de conservação, que muitos nem devem conhecer na verdade. O nome Allard não é tão famoso como Lotus, Morgan ou mesmo Spyker, talvez por ter tido uma vida curta e acabou caindo no esquecimento do público. Tenho uma certa afeição por essa marca, por motivos que já comentei neste post passado.


Mas, olhando com cuidado o belo Allard J2X preto, nota-se que algo está diferente. Rodas mais largas e freios modernos indicam que algo não é como deveria ser o original. Pois bem, na verdade porque não é um original, mas ao mesmo tempo é. Ah?

Explico: trata-se de um carro construído recentemente, com uso de componentes modernos como os freios e motorização. Então é uma só réplica? Não, pois a plaqueta de identificação do carro o descreve como um Allard. Isso é possível pois o carro foi feito pelo o que seria uma continuação da própria Allard Motor Works, dirigida por Roger Allard, que não é parente do fundador Sydney Allard. Um pouco confuso, mas não importa.


O mais interessante deste novo carro, que recebe a sigla MkII no nome para identificá-lo como um produto da nova série, é que ele mantém todo o espírito do carro original. Os J2 e J2X originais podiam ser encomendados com a motorização de acordo com o gosto do cliente, além de alguns modelos padrão. O Allard em que andei tinha o motor Cadillac, uma das opções da época, enquanto este novo está com um Hemi 5,7-litros moderno dos 300C, mas pode receber a versão maior dos SRT8, ou um Chevrolet Small Block, ou um Ford, ou um Big Block, ao gosto do cliente.


Não sei como deve ser dirigir este carro, mas não há como estragar a receita. Um carro este tipo, dois lugares com motor dianteiro e bancos quase em cima do eixo traseiro, todo aberto ao vento e com potência de sobra, não há como errar. E imaginem o som com os escapes laterais...

Um J2X original é muito caro, então devemos pensar que este por ser novo, é uma pechincha, certo? Errado. Custa US$ 138.500,00, que é muito dinheiro. Se é justificável ou não, eu não sei, mas que aproveitar uma manhã ensolarada de fim de semana, sem preocupações e ao som de um motor roncando grave e forte, por estradas e serras desertas com um carro desses, é uma experiência impagável, ah isso é.


Fotos: Autoblog

9 comentários :

  1. Milton,

    Li seu relato sobre esse "novo" Allard, e também o bellssimo post anterior sobre a sua experiência com o Allard original em Interlagos.

    Sei não... por mais que eu queira gostar dessa versão "revival", não consigo, Não sei bem o que é - se são aquelas rodas raiadas e cromadas que parecem ter vindo de um Jaguar ou Triumph dos anos 70, se são os pneus desproporcionalmente pequenos e de perfil baixo, se á aquele parachoque tosco. O fato é que, pra mim, esse carro ficou parecido com o Excalibur, aquela réplica americana do Mercedes SSK também produzida nos anos 70. Por mais legal que seja a experiência de dirigir um carro desses, eu pegaria meus US$ 138.500.00 e daria de entrada num Allard de verdade, a ser pago em prestações a perder de vista...rs.

    ResponderExcluir
  2. Para ser franco, achei esse carro bastante feio... Mesmo um Morgan, que acho meio desengonçado, me parece mais bonito. Isso tudo sem contar que U$138.500 = Caterham + M3 + U$10.000 no bolso...

    ResponderExcluir
  3. Não vejo nada de mais nesse Allard. A primeira vez que eu ouvi falar dele foin numa revista Oficina Mecânica sobre uma prova de subida de montanha aqui no Brasil.
    Com essa grana dá pra comprar muita coisa interessante.

    ResponderExcluir
  4. Isso aí é uma josta. Dirigi o Allard original e posso garantir que foi a pior trapizonga que guiei na vida. Fui do Bar do Posto no centrinho da granja até a raposo, fiz a manobra na igrejinha e devolvi o carro para o Flavio. A suspensão dianteira é swing axle, a traseira um eixo de carroça, motorzão, caixa de 3 marchas Ford e freios de enfeite. Carro para poucos.

    ResponderExcluir
  5. Thulum, obrigado.
    Eu não compararia esse carro com um Excalibur, pois são conceitos diferentes. Esse novo J2X usa o projeto original com aperfeiçoamentos de componentes modernos, o Excalibur era mais um kit car que lembrava o SSK.

    O preço é mesmo muito caro. Mas pode ser caro para quem não tem, se fosse rico talvez achasse barato. Vai saber. hehehe

    abs,

    ResponderExcluir
  6. Já dizia o sábio, gosto cada um tem o seu.

    Eu acho muito legal, inclusive o original. É ruim de andar? É. É caro? É. Mas até aí, a maioria dos carros mais aclamados dos anos 60 e 70 também eram. O Allard só é mais honesto e sem pretenções.

    abs,

    ResponderExcluir
  7. Além de tudo, ele é horrivel e cafona até não poder mais!

    ResponderExcluir
  8. Conheci o Allard em detalhes após ler alguma coisa sobre eles aqui no blog. Aí resolvi fuçar na net a procura de mais informações. Foram mesmo carros marcantes a seu tempo. Não dá para avaliar um carro desses hoje em dia comparando com os automóveis modernos, é absurdo...

    Esse modelo "novo" ficou muito bacana, pois as melhorias não descaracterizaram o desenho original. Nada melhor para um passeio 100% entusiástico e descompromissado, por uma estrada bem sinuosa, num dia ensolarado.

    E por se tratar de um modelo exclusivo, provavelmente com baixíssima produção artesanal, o preço não é nenhum absurdo. Na verdade, a gente é que ganha pouco mesmo! hehehe...

    ResponderExcluir
  9. Nao esquecendo que um dos funcionarios da Allard foi ninguem menos que Zora Arkus Duntov. Alias, voltou para a Europa so para isso. Retornando depois para cuidar do Corvette. Bem legal MB!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.