CHICAGO? NÃO, SÃO PAULO


    Foto do autor
Incrível, mas aconteceu. Dia 23/12, 17h00, av. 23 de Maio: uma moto de baixa cilindrada acompanhava o trânsito ocupando o lugar de um carro, sem passar entre veículos. Parecia Chicago ou qualquer outra cidade onde as motos são obrigadas a se posicionar na via como os veículos de quatro rodas.
Mas isso não quer dizer que eu concorde com a ideia de proibir que motociclistas façam uso da principal vantagem da moto, sua pequena largura. O que condeno, isso sim, é usar a "canaleta" como se ela fosse uma via livre e exclusiva, de velocidade ilimitada, não importa se a coluna de tráfego está parada ou em movimento, que considero o ápice da burrice.
Pois é burrice em mais alto grau passar entre carros com mais de 20 km/h de diferença de velocidade. Esta manobra, que de destemida não tem nada, é a principal responsável pelo triste quadro de 1,3 morte e 25 acidentes com remoção por dia na capital paulista, muitos deixando sequelas irreversíveis.
A propósito, a largura das faixas de rolamento na avenida da foto é que é a correta e permite que se passe entre as filas de carros com facilidade e segurança (observada a diferença de velocidade adequada, claro). Infelizmente a "isperta" autoridade de trânsito paulistana resolveu aumentar a capacidade de muitas vias reduzindo drasticamente a largura dessas faixas, inclusive em outros trechos da avenida fotografada. O que, inclusive, impede a fácil passagem de veículos em situação de emergência, como ambulâncias e carros policiais.
BS

8 comentários :

  1. Marcelo augusto27/12/09 21:04

    Existem aqueles motociclistas abusados, mas em muitas ocasiões quem mais atrapalha a fluides são os carros. Tem hora que irrita ver o cara na faixa da esquerda, abaixo da velocidade permitida, com 100m livres a frente e com a direta livre. Aí o mesmo idiota - depois de formar uma boa fila - sai da faixa e quase derruba o motociclista...

    ResponderExcluir
  2. Marcelo Augusto,
    Isso acontece muito realmente. Grande parte dos problemas de trânsito é causada por pessoas que não mantêm o ritmo correto.

    ResponderExcluir
  3. Autoridade de trânsito que reduz largura de faixa de rolamento só deveria ter um destino: cadeia. Perpétua.

    ResponderExcluir
  4. Por aqui essa prática de transitar no centro da faixa é relativamente comum entre as motos maiores, principalmente Custons. Mas, me espanta ver alguém guiando uma moto pequena de mesmo modo. Ainda bem que foi capturada uma foto para “documentar” o feito...

    ResponderExcluir
  5. @JJ

    "Autoridade de trânsito que reduz largura de faixa de rolamento só deveria ter um destino: cadeia. Perpétua." [2]

    ResponderExcluir
  6. Feliz Ano Novo a todos. Tem um tipo de motociclista que aqui em Ribeirão é a maioria e que recebe de mim o apelido carinhoso de "Tiozão da CG". São calmos, pacatos, nuncam tentam passar entre dois carros caso a largura do corredor seja menor que a do guidão e sempre tentam andar no ritmo do trânsito. Quando há o chamado de "tombamento de MO" é sempre algum doido tentando tirar mais do que a moto pode conseguir e sempre achando que motoristas têm que andar perpetuamente em linha reta. Sorte que aqui são minoria. Em São Paulo não adianta leis punindo os motociclistas. O que deve-se fazer é aumentar o subisídio ao transporte coletivo, criar linhas "vips", com ônibus mais confortáveis e preços diferenciados, que façam a classe média pensar seriamente em deixar o carro na garagem, incentivar os fretados que vêm de fora da cidade, subsidiar os táxis (em NY todo mundo anda de táxi e metrô) e quando o rodoanel estiver pronto, fazer igual a Seul: tirar as marginais do Tietê e construir túneis abaixo do leito do rio, haverá mais pistas para desafogar o trânsito e sem problemas com enchentes.

    ResponderExcluir
  7. Talles Wang28/12/09 22:28

    Caro Bob,

    Esses "ispertos" políticos, também fizeram iso na Ponte Presidente Costa e Silva (Rio Niterói) de três faixas com acostamento, fizeram quatro bastante estreitas mesmo, tanto que constato que os motoristas de ônibus têm bastante dificuldade em manter seus veículos corretamente nas respectivas faixas, você sabe como venta na ponte...

    O problema é que fica complicado ultrapassar um veículo desses e caso haja um acidente, o resultado é óbvio. Congestionamentos, quiçá, mais acidentes... uma lástima.

    Pelo jeito esses caras estão "chicagando" para nós, os contribuintes...

    Um abração,
    Tallwang

    ResponderExcluir
  8. Não quero politizar o post, mas já que citaram, agradeçam aos imbecis José Serra e Kassab pelas besteiras cometidas nas avenidas de SP ao estreitar as faixas, só pra citar esta.

    Outra barbaridade foi o corredor de moto na Av. Sumaré, pois além de diminuir o espaço aos carros, reduziram a velocidade permitida e instalaram mais uns 4 ou 5 semáforos, o que piorou e muito a fluidez do trânsito na região.

    Lastimável

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.