ARIEL ATOM 500 V-8 - AGORA VAI!


O Ariel Atom V-8 foi anunciado no começo de 2008, mas o lançamento deve ocorrer agora em março.

O Ariel é um carro entusiástico radical por definição. Não serve para nada além de transportar duas pessoas, e ser dirigido ou pilotado. Estrutura tubular, trem-de-força e comandos básicos. Sem nada que signifique peso considerável para atrapalhar. O próprio nome, átomo, deixa claro que é o que há de mais básico nos dias de hoje. Não tem vidros, portas, carroceria fechada, nada. Parece muito com um kart desenvolvido.

O motor V-8 que será montado nessa cadeira elétrica é de projeto da empresa de Russell Savory e feito especificamente para o Atom, tem 3 litros de cilindrada e gera cerca de 500 bhp sem sobrealimentação. Em 2008, o motor anunciado era de 2,4 litros e teria um compressor, mas a configuração final de produção será a de 3 litros, com bloco e cabeçote em liga de alumínio, câmbio sequencial de 6 marchas e montagem transversal na traseira.


Se o Atom 300 com o motor Honda, básico, vai a 60 mph em 2,7 segundos, estima-se ao menos uma melhora de 0,2 segundo para essa versão.

Com aproximadamente 500 kg de massa para os 500 bhp (507 cv), temos a mágica relação potência-massa valendo 1, ou seja, 1.000 bhp por tonelada.

Sem nenhum comentário adicional, o Bugatti Veyron tem essa relação valendo 2,02.

De minha parte, penso que o Atom é um exemplo do tipo de carro que precisamos em nossas garagens para servir como terapia. Desde que tenha espaço para andar, e não ficar parado em congestionamentos, deve ser mais eficiente que qualquer tratamento anti-stress ou anti-depressão, e que, mesmo custando 120.000 libras esterlinas, deve ficar mais barato que um tratamento com um psicólogo de renome.

Realmente, o Reino Unido poderia trocar o nome para Reino dos Entusiastas.
JJ

Veja outros discípulos do Seven: 7 x Seven = 49%

27 comentários :

  1. Realmente é carro de MUITO entusiasta.
    Mas 120k libras? Bem mais caro que um Corvette ZR1? Hummm... acho que viajaram no preço.
    Mas tudo bem, nada é perfeito. Falando em imperfeito, 500HP com 3 litros de cilindrada? Se for verdade, tenho sérias dúvidas da durabilidade desse motor.

    ResponderExcluir
  2. JJ,

    Gosto dele mas prefiro o X-bow da KTM e o triciclo com motor de Hayabusa fabricado no Canada.

    Bem bacana um Kart grande desses.

    ResponderExcluir
  3. JJ,

    Fogo na cueca esse treco!
    Porca pipa!

    MAO

    ResponderExcluir
  4. JJ
    169 cv/litro, aspiração atmosférica, certificado para rua?

    ResponderExcluir
  5. Como diría o MAO, "tem potência suficiente pra morrer gloriosamente envolto numa grande bola de fogo".
    bussoranga
    Um carro desses é caro por ter produção limitadíssima, não dá pra comparar.

    ResponderExcluir
  6. Esse carro deve ser um veneno de se pilotar, com essa relação de 1 kg/bhp. A aceleração deve ser simplesmente obscena!

    Mas já ficaria feliz com um Caterham 7 Superlight R500, mesmo tendo "apenas" 263 bhp para 506 kg. Além de ser mais em conta, "módicas" 40200 libras esterlinas.

    ResponderExcluir
  7. JJ,

    Tecnologia contemporânea unida à simplicidade e ao "foco na tarefa" dos carros esporte de outrora.

    Abraços,
    Fernando Silva

    ResponderExcluir
  8. Imediatamente me veio à cabeça uma expressão em inglês, mas pra não ofender ninguém começo pela tradução: "Cachorros loucos e inglêses". (Mad dogs and Englishmen.)

    Agora, que fica bem melhor no original, isso fica...

    ResponderExcluir
  9. Clésio Luiz01/02/10 23:18

    Esse carro deve ser o mais próximo de um F1 que você pode por as mãos sem entrar num pista.

    E cutucando o Bob, com a fenomenal aceleração desse bixinho, é bem provável que ele se convença da lógica em marchas ascendentes para trás, já que as costas e a cabeça vão estar pregadas no assento do piloto durante as acelerações...

    ResponderExcluir
  10. Clésio Luiz,
    Dei cada errada na Palio Adventure Dualogic...Ainda bem que é impossível excesso de rotação nas reduções. Era esticar a segunda e passar a primeira, um horror só!

    ResponderExcluir
  11. Esses caras foram muito inteligentes ao montar o motor na transversal.

    Isso resolve completamente aquele problema que citei noutro post (o post do AG sobre o AMC, drag racing e wheeling): o problema da distribuição assimétrica de torque devido ao diferencial hipóide.

    Mas já que falaram sobre posições de marchas, tenho que concordar com o Clesio Luiz: marchas ascendentes para trás, lógico! Quando voce faz uma arrancada brusca, a etapa mais crítica, fora o "launch", é a passagem da 1a para 2a, ou seja, movimento para trás. Os movimentos de 2a para 3a e de 4a para 5a são anti-naturais (devido ao deslocamento horizontal intermediário).

    ResponderExcluir
  12. Motor demais. Tudo na vida tem que ser balanceado. Isto é só pra mostrar pros amigos. É um carro pra ser leve, leve, leve, com motor pequeno e alto giro.

    O tempo continua ruim na Inglaterra e as inglesas continuam feias. Por isso nascem essas coisas bizarras e caras. Não curto.

    Senhor Leveza

    ResponderExcluir
  13. Bob,
    esses são os dados do fabricante. realmente incríveis e de se esperar os testes das revistas decentes para confirmar.

    ResponderExcluir
  14. Sr. leveza,
    nem todas as inglesas são feias, assim como nem todas as brasileiras são bonitas.
    Se a VW pode fazer um Veyron só para aparecer, porque não um pequeno fabricante fazer algo mais extremo ? os ingleses merecem congratulações.

    ResponderExcluir
  15. Bussoranga,
    serão 25 exemplares apenas, bem mais exclusivo e raro que um ZR1, concorda ? Exclusividade também tem preço. Se existem relógios de 5 mil dólares, tão úteis quanto um de 30 dólares, porque não um carro pelado mais caro que um ZR1 ?

    ResponderExcluir
  16. Bob,

    Esse motor V8 foi construindo a partir de dois 4-cilindros de motocicleta (se não me falha a memória, de Suzuki Hayabusa, com aumento de deslocamento). Como hoje essas motos superesportivas já estão na casa de 180 cv/l certificadas para rua, os 169 cv/l desse motor não soam tão estranhos se levar isso em consideração.

    De qualquer forma, é uma potência específica alta até mesmo para motores sobrealimentados (considerando apenas motores originais).

    ResponderExcluir
  17. Fábio Lins02/02/10 10:20

    Se o 4 cilindros já seria um ótimo brinquedo pro fim de semana, imagina esse 8 cilindros?! Gostaria muito de ter uma conta bancária gorda pra colocar um desse na minha garagem e poder brincar em estradas e track days. Como disseo o JJ, um excelente anti-stress pra quem vive numa cidade como São Paulo. Se alguém souber, gostaria de saber se esse motor tem o corte de giro alto pra alcançar essa potencia.

    ResponderExcluir
  18. Maravilhoso!! Aguardo ansioso o teste do Topgear... E imagino o belíssimo ronco que deve ter o bicho!

    Falando em rotação, pelo valor da potência e cilindrada, deve girar algo entre 12 e 14 mil rpm.

    ResponderExcluir
  19. Juvenal, concordo com vc! Pena q eu nao posso comprar um... se o carro mantem os 500cv no chão, nao vejo problemas, quanto mais forte melhor!
    Resta por pra andar com o Veyron e tirar a prova.
    Creio que velocidade final, não vai ter ninguém pra testar...
    No caso do Bugatti, mais um, mais um, mais um... pii... 407! rs*

    ResponderExcluir
  20. Neste link fica mais claro como o Russell Savory construiu o RS V8. Aliás, acho que ele vende um motor desse a quem estiver disposto a pagar o preço que ele pedir.

    http://ralphbossino.com/blog/2008/10/v8-ariel-atom-500/

    Reparem que os 2 motores de hayabusa foram montados cada um com a frente apontada para um lado. Isso deve envolver uma baita complexidade para acionar os comandos de válvulas, já que, aparentemente, isso é feito antes do 1° cilindro, e não entre o 2° e 3°, como em várias outras motos com 4 cilindros em linha.

    ResponderExcluir
  21. provavelmente a preocupação foi com o balanceamento do motor, conforme método descrito num post anterior, não?

    ResponderExcluir
  22. Vi alguma coisa igual em um ferro velho na zona leste de Sampa. Feito de restos de um circo e de um Doddge Dart...

    ResponderExcluir
  23. Com um canhão desse o camarada vai no inferno, dá uma tapa no tinhoso , volta e o coisa ruim nem vai ver, hahahahahaha, o caboclo se vier chapado e for freiar forte os testículos vão virar gravata borboleta,hahahahahahah........

    ResponderExcluir
  24. Clésio Luiz03/02/10 01:08

    Acho que, para completar a sensação de F-1, só faltava esse monstrinho ter uma boa carga de downforce, para fazer aquelas curvas de 3 ou 4 Gs que os carros de F-1 fazem.

    ResponderExcluir
  25. Clésio Luiz03/02/10 01:08

    Acho que, para completar a sensação de F-1, só faltava esse monstrinho ter uma boa carga de downforce, para fazer aquelas curvas de 3 ou 4 Gs que os carros de F-1 fazem.

    ResponderExcluir
  26. Carlos Eduardo,
    obrigado pelo link.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.