HONDA CIVIC SI

video

Honda Civic Si


Muito eu já lera e ouvira falar do Civic Si, só elogios, mas ainda não o havia guiado. A curiosidade ficou latente, até que certo dia um deles passou por mim esticando uma segunda com uma saúde de arrepiar. Falei, Êpa! Péraí! Esse tróço é forte. Preciso guiá-lo.

Dali a poucos dias a Honda deixou um em casa para um teste de uma semana.

As molas são mais fortes, os amortecedores têm 40% mais de atuação e as barras estabilizadoras são mais grossas, então, como era de se esperar ele é bem mais firminho que o Civic normal. Como ele é um esportivo, tudo bem, e creio que ele está no limite do conforto para se andar em uma cidade bombardeada como São Paulo; mas que dá um pouco de dó, dá. Até os pequeninos olhos de gato sentimos no volante. Pneus Michelin R17 com 33 libras nos quatro.

Porém o preço dessa maior dureza é amplamente recompensado quando pegamos uma boa estrada.

Hoje acordei cedinho, 5 da matina, acordei minha mulher e viemos pra fazenda, aqui em Pirassununga, a 220 km de SP. Em vez da Bandeirantes, saí pela Anhanguera, pois suas curvas são mais gostosas. Sempre que faço isso, com os horizontes se abrindo e o lindo e límpido céu se descortinando, tenho a sensação do final do filme Blade Runner, quando o camarada pega a morena robô linda pra burro e se manda numa nave daquela cidade soturna.

E... bah! Como anda esse Si! Como faz curvas! Nesse acerto de suspensão foi tirada grande parte da tendência de sair de frente que o Civic normal tem. Este é quase neutro. Neutro e rápido, imediato, agarradinho. Sua distribuição de peso sobre os eixos, quando só com o motorista, é de 62% na dianteira, o que é o usual para carros com essa configuração, mas o seu acerto, principalmente de barras, creio, o deixa quase neutro – uma tiradinha de pé já traz sua traseira pra fora. Pesei-o e ele pesou 1.250 kg com meio tanque de gasolina (só usa gasosa).

O motor, então, é empolgante. Quando atinge 5.800 rpm – que é quando os já bons motores comuns começam a abrir o bico – é que ele estilinga de verdade. Parece que mais outro motor entra, pois a 5.800 é quando o comando de válvulas variável varia para o seu lado bravo e o coletor de admissão encurta. E daí ele passa fácil das 8.000 rpm. Potência máxima: 193 cv a 7.800 rpm. Corte de ignição a 8.400 rpm.

E não pensem que em baixa ele é xoxo. Ao contrário, em baixa ele é um monstrinho também, tanto que na cidade passei a pular uma marcha nas cambiadas. De 1a ia pra 3a e depois para 5a, e assim por diante, de tanto torque disponível. Na verdade, é tanto torque, e o funcionamento tão suave e liso, que esse é daqueles carros em que, se estivemos meio desligados, nem sabemos direito em que marcha estamos, já que ele anda bem e responde de qualquer jeito. E são 6 marchas + ré.

Fiz uns filminhos que ficaram meio marretas, já que o primo Paulo não estava lá pra fazer a parte dele e me virei sozinho.

video

46 comentários :

  1. Empolgante o ronco do Civic Si! O motor é perfeito para girar alto. Pela marcha-lenta a 1500 rpm já dá para ter uma idéia do que o bicho é capaz...

    E Arnaldo, pelo visto esse foi um tração dianteira que te pegou de jeito, hein?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Legal mesmo, muito ouço falarem dele mas nunca tive a oportunidade de guiar um.

    Só 2 perguntinhas:
    Onde você pesou o carro?
    Chegou a andar com ele em ruas de paralelepípedos? é muito "cabrito" ou faz muito barulho?

    ResponderExcluir
  3. AK,

    imagine agora ele em Jacarépagua, lugar certo, asfalto bom, sem surpresas com tráfego etc como no track day que relatei neste blog... nirvana!

    MM

    ResponderExcluir
  4. Legal demais, Arnaldo. Parábens.

    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  5. AK, muito bom o teste. Esse ronco empolga.

    Nossa, vagabundo mesmo o isolamento acústico do teto.

    ResponderExcluir
  6. AK,

    Tô vendo programa de tevê pintando por aí...

    Esse carro é realmente fantástico, pena que a Honda nunca deixou um aqui pra eu testar... Ele é uma das provas de que nossos amigos nipônicos têm muito entusiasmo em algum lugar daquelas cabecinhas racionais.

    Como conseguiu driblar os radares dentro duma tentação dessas?

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o video! Excelente teste!!
    Mas esse isolamento acústico ta mesmo a desejar eim?

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente alucinante!!!! Só não gostei dos cortes no primeiro vídeo... Mas o segundo, é empolgante. Cara, tá afim de testar um Mille pro auto entusiastas? Hahahahaha!

    ResponderExcluir
  9. Ótimas observações,AK

    Em 2006 fui ver o carro e não gostei do câmbio deslocado nem da mola da Quarta

    Você foi o primeiro a mencionar.

    Também é a primeira informação de 1250 kg. Mesmo com meio tanque, é mais leve ...A 4R deu 1320 kg.

    Outras coisas : esse carro tem divulgada a máxima de 233 km e na verdade tem limitador de giro que segura o carro em 217 de Quinta, a na sexta overdrive nessa velocidade o levante de válvulas ainda não está ativo. Portanto, a máxima é em quinta e 217,correto?

    Outea informação é que removendo alguns limitadores ,na caixa de filtro, uns no escapamento, e programa do Vtec o carro passa fácil de 230 Cv , isso procede?

    Muito bom ter os vídeos. E ter a tal estrada de testes, melhor ainda...

    Abraço,AK

    ResponderExcluir
  10. Arnaldo Keller18/09/09 00:16

    Road Runner,

    A lenta é a 700 rpm. Estava a 1500 porque o motor estava frio.
    Quanto a ter tração dianteira, tudo bem, pois ele se porta muito bem, mas não dá pra ter muito mais potência que os 190 cv do Si com tração dianteira.

    Anderson,

    Pesei ele numa balança de caminhão aferida e pesei também os eixos em separado com um sujeito de 75 kg dentro do carro.
    Não é barulhento em paralelepípedos, e é durinho mas não cabrito, mas em seguida peguei um Symbol e estou me sentindo num Cadillac. Olha, resumindo, dá pra andar na boa com ele, mas pro dia a dia dá um pouco de dó aqui em São Paulo. Numa cidade que não tivesse sido bombardeada como esta dá pra andar na boa.

    MM,

    Quando estava com ele, imaginei-o várias vezes num track day e imaginei-o dando trabalho prum monte de gente. É um capetinha. Lembrei que o GTO foi com o dele de de SP ao Rio, correu com ele e voltou. Isso é muito legal.

    Lucas,

    valeu! legal que gostou!

    Joel,

    O Civic normal também é assim. Coloquei um ao lado da Mondeo de minha mulher e pedi que mandassem "chuva" de mangueira e fiquei trocando de carro. Fiz isso porque pegara uma chuva e notara isso e depois quis comprovar. Na Mondeo é silêncio, no Civic é metralha.

    Marlos,

    Pior do que radar é mulher do lado. Além do mais o radar você passa e ele fica grudado lá no chão. A mulher te segue até debaixo das cobertas. E costumo viajar sossegado, na boa. Só largo o pau onde sei que não terei problemas e assim posso curtir pra valer.

    Legal, Renan!

    Fico muito contente que tenha gostado. Afinal, me sacrifiquei um bocado filmando e tal...
    Obrigado.

    Caio,

    Há um limite de 100 gigas pra anexar nos filmes e tive que fazer os cortes. Bom, foi o primeiro filme que cortei e você tem toda a razão. Conto com o seu perdão. Com o tempo espero ir melhorando.

    ResponderExcluir
  11. Jonas Torres18/09/09 00:17

    Nos países de volante a direita, ocorre mesma coisa, rente ao motorista fica o freio depois a alavanca, acho que neste aspecto a fábrica poderia ter ficado no arroz com feijão.

    ResponderExcluir
  12. Arnaldo Keller18/09/09 00:44

    Alexei,

    Com tanque cheio ele vai pra 1.270 kg no máximo. Balança aferida.
    O carro não passa mesmo dos 217 km/h, por aí, e em 5a marcha. Lá pelos 200 km/h se jogar a 6a ele xoxeia e não progride, pois é muito arrasto aerodinâmico e, como vc disse, o motor está abaixo das 6 mil rpm, que é esse "degrau" que ele tem. Máxima de 233 parece papo furado. A 5a não chega a isso nem a pau. Esses 217 de velocímetro parece o mais correto.
    A estradinha secreta é jóia, não e? Gostou, hein?

    ResponderExcluir
  13. Arnaldo Keller18/09/09 00:48

    Jonas,

    Ficaria ótimo se fosse invertido. Do jeito que está a alavanca do freio pega no joelho quando baixada e se a alavanca do câmbio ficasse próxima seria ótimo. Bastaria, portanto, inverter.
    Não consigo entender essa. Parece tão óbvio e simples...

    ResponderExcluir
  14. Arnaldo Keller18/09/09 07:58

    Alaxei,

    Me desculpe, mas esqueci de responder uma de suas perguntas, a sobre o aumento da potência para 230 cv com umas poucas mudanças de preparação.
    Não ouvi falar nada a respeito, mas leva jeito de ser isso mesmo que vc falou. Poreém, olha, ele já anda na medida e o motor está tão bem acertado que dá dó mexer nesse excelente trabalho da Honda. E são praticamente 100 cv/litro e isso é potência específica de carro esportivo top. Um Ferrari atual não tem muito mais que isso.
    Sossega, leão!

    ResponderExcluir
  15. Mister Fórmula Finesse18/09/09 10:01

    Ótimo teste Arnaldo;

    Realmente o que mais surpreende no íncio é o torque em rotações ditas normais já que o bicho gira como o demônio.

    Fui fazer um baita test drive com o carro - até o vendedor se divertiu - e de imediato fiquei bastante contente ao constatar que ele empurrava bem mais do que eu tinha esperado até os 3000 giros, o carro literalmente pede para andar e está sempre alerta, com uma casquinha do acelerador o torque já respode "presente".

    A alavanca pequena e deslocada para a direita também não passa muito confiança quando o carro está parado, é dura e engatar a sexta é quase que um movimento anti natural...mas andando - com o conjunto aquecido - é simplesmente uma delícia, tudo começa a fazer muito sentido e apenas uma vez a mão escorregou ao passar a segunda em mais uma simulação de largada, mão suada...

    A posição de condução é perfeita, a direção é perfeita e a suspensão ao menos no asfalto transmite muita confiança, mesmo sob chuva branda que tornava o piso mais perigoso e andando em ritmo allegro, é daqueles carros em que a adaptação é imediata, você pode começar a andar forte pois o bicho aceita e te dá os sinais do que gosta e de como deve fazê-lo para extrair seu verdadeiro potencial.

    Um excelente carro, bem mais linear e civilizado que um GTI de 193 cavalos por exemplo...Um carro muito bem feito!

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pelos esclarecimentos Arnaldo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Arnaldeo Keller18/09/09 11:05

    Mister F. Finesse,

    Nossas impressões batem. Só ressalvo que o canal da 5a e 6a marchas tem mola muito dura mesmo. Deu uma bobeirinha e a 4a entra. Se o camarada estiver no cacete isso é muito perigoso, ainda mais se ele estiver curvando uam de alta. Isso está errado.

    abraço,

    ResponderExcluir
  18. Mister Fórmula Finesse18/09/09 11:24

    É verdade Arnaldo, não tive espaço o suficiente para engatar a sexta quente....apenas fiz a passagem para a última marcha em modo normal, conduzindo a alavanca, apenas por fazer mesmo...para falar a verdade esse negócio de sexta marcha é tolice, já andei em Mégane que também conta com a sexta e é ruim de escolher a última marcha, sempre parece estranho. Overdrive porque no Civic SI? não faz sentido nenhum, cinco marchas com ótimo escalonamento já é mais do que o suficiente.

    abraço

    ResponderExcluir
  19. Mister Formula,

    uso o Si como daily driver há mais de 1 ano e nao vejo nada de errado em existir uma 6a do Si (não é sempre que andamos quentes). Em termos de escalonamento, é a 5a do Civic 5 marchas. Então, é necessária pra viagens (consumo e ruído interno). Pra descer a serra pela Imigrantes nova, tem que usar 5a que a 6a não segura o carro. Também, com aquele limte ridículo... (dá-lhe controlador de velocidade, super útil nessas horas).
    A passagem é ruim, mesmo, eu passo virando a mão ao contrário, palma virada pro carona, pra forçar pra fora. Errar de 5a pra 4a (ao invés da 6a) acontece fácil, como o AK descreveu.

    Abraço,

    MM

    ResponderExcluir
  20. Também acho que é muita marcha!

    4 marchas e um OD já estava bom.

    Ou que fossem 5 marchas no máximo.

    ResponderExcluir
  21. Algumas considerações minhas sobre o carro (sou proprietário de um SI 2007):

    - A alavanca de câmbio naquela posição realmente é estranha (concordo contigo), porém, isto é um "design" do interior do carro. O modelo destinado aos mercados com direção do lado direito possuem alavanca de câmbio perto do passageiro, a posição "correta" para nós.
    - Os amortecedores são da renomada empresa SHOWA.
    - No uso diário é surpreendentemente econômico (consigo de 11,5 a 12,5 km/l usando podium aqui em Brasília, que é plano e conseguimos rodar vários km em velocidade praticamente constante).
    - A mola do câmbio do canal da 5a/6a realmente é bem dura, mas em uma situação "de combate" (estrada com curvas ou track day), vc raramente usa a 5a e nunca usa a 6a (câmbio 5+E, de 6a a 8000 rpm o carro estaria a teóricos 320 km/h+, se deixar o limitador atuar e passar a 6a, a rpm vai pra antes da janela do VTEC e o motor vai murchar), portanto, é perdoável. Basta ter cuidado no uso diário ao engatar a 6a que não se terá problemas.
    - A ergonomia dele é muito boa, a posição de guiar é excelente, o punta-tacco sai quase que instintivamente.
    - O coletor de admissão é de alumínio e é "duro", sem variação.
    - O controle de estabilidade funciona bem, mas toma a direção qdo vc quer conduzir o carro de maneira mais animada. Ainda bem que existe o botão para desligá-lo
    - Em trackday vai muito bem! Pude participar de 1 aqui em Brasíla com o meu. Era engraçado os desconhecidos que assistiram me abordando falando que achavam que eu ia rodar a cada curva, tamanho o ritimo que eu imprimi e que o carro permitiu. Meus amigos que andaram em outros carros falavam que eu entrava e saía de lado nas curvas, e que era bonito de ver do lado de fora. O diferencial auto-bloqueante + câmbio close-ratio + suspensão muito bem acertada + direção com peso correto formam um conjunto muito bem sintonizado!

    Vídeo da minha participação (1a bateria, 1as voltas): http://www.youtube.com/watch?v=D_QNyQ1pq9w

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Mister Fórmula Finesse18/09/09 12:14

    MM, antes de tudo parabêns pelo carro, de fato é uma delícia de guiar, só acho que a proposta esportiva dele poderia dispensar a sexta marcha, mas sabe como é...os japoneses sempre pragmáticos pensaram em quem quer economia também.

    Uma sexta mais curta - ou quinta mais longa - não permitiria uma velocidade final maior?? Tudo bem que 217 km reais já são ótimos e ninguém vai ficar andando mais do que isso, mas parece que limitaram o potencial do carro (meu antigo Tempra Turbo com filtro esportivo e um tico a mais de pressão atingia os 220 reais, não é comparável claro pois o fiat era um caminhão ao lado do refinado Civic).

    Apenas exercício de pensamento.

    ResponderExcluir
  24. Ah sim, pelo regime de funcionamento do motor e peso do carro, 4 + E deixaria o escalonamento "aberto" demais, e o que aconteceria é que a cada troca de marchas no "redline" o motor ia sair do comando bravo, teria q esperar o motor ganhar rpm novamente pra acionar o vtec e isso ia deixar a condução dele desagradável. Se fossem 5 marchas o escalonamento atual estaria perfeito, cnsiderando o limitador, porém o câmbio ia ficar "curto" demais, o que desfavoreceria o consumo e regime de rpm em velocidade de cruzeiro. As 6 marchas do jeito que estão hoje cai muito bem ao carro.

    ResponderExcluir
  25. Mister Fórmula Finesse,

    sinceramente, quanto ao escalonamento da 6a +E ou real, não sei e não me interessei muito em saber. 200 km/h é velocidade mais do suficiente e, assim como na condução de motos (que tanto gosto), o prazer está nas curvas e na aceleração/frenagem. 99% das vezes ele acontece bem abaixo dessa velocidade e tem mais a ver com o que o carro te transmite e o que faz de curvas do que com a final. Nunca me importei com final a ponto de estudar o assunto. No Track day em Jacarepaguá passava de 3a só no final das retas (é meio travado, ok). E eu estava tããão feliz!!!

    O Carlos Eduardo de Brasilia pode nos dar mais informações de como foi no track day que participou por lá.

    Obviamente em Interlagos a história muda, mas esse carro não é de pista, nem é um 110% esportivo (na Honda mesmo tem o Type-R que não tem aqui), então acho que o produto é bem adequado pra nós. Mesmo nos EUA é assim. Só Japão e Inglaterra (com sedã e hatch Type R) tem opções mais esportivas (e mais as customizações Mugen). Aí concordaria com você. Com falsa modéstia: oras, o Si é apenas um sedã familiar com pimenta!

    Um grande abraço,

    MM

    ResponderExcluir
  26. Em Brasília só usava a 5a no finzinho da reta do colégio militar, mas era apenas por alguns segundos (trocava a 170 km/h e freiava no máximo a 180 km/h). No resto do circuito era 3a e 4a o tempo todo. No vídeo dá pra ver isso bem, já q nas 1as voltas nem a 5a eu usei (pneus frios + eu pegando a mão do carro).

    ResponderExcluir
  27. Obrigado, Carlos Eduardo.

    Não vi o video ainda, YouTube é normalmente bloqueado em empresas. Mas hoje à noite certamente assistirei.

    Como foi o desgaste de pneus? Os meus (meu 1º Track Day) achei que comeram uns 5.000 km nos 180km que rodei. Fora umas lixadas evitáveis com mais experiência e frenagens ou curvas mais acertadas.

    Grato,

    MM

    ResponderExcluir
  28. Engenheiro Carlos Eduardo

    Carlos Eduardo? Por favor, assine como "Quarteto". Ou está querendo esconder sua real identidade?

    :)

    FB

    ResponderExcluir
  29. Marco: o asfalto de BSB é velho e muito abrasivo. Quando parei o carro ao final da 1a bateria saía tanta fumaça dos 4 q achei q tinha quebrado o carro...hehehe. Eu estava com os 4 michelin originais com 15.000 km rodados, os dianteiros se acabaram, os traseiros gastaram mais ou menos como os seus.

    Bitu: assinei os comentários com minha conta do gmail, por isso eles saíram com minha "identidade secreta"...ueahuaehaeuhaeuehaua

    ResponderExcluir
  30. Arnaldo Keller18/09/09 19:48

    Endosso todos os comentários do Marcos Molazanno e do Carlos Eduardo. O escalonamento do câmbio tá certo, a 6a é boa pra estrada e as outras mantêm o motor cheio, mas continuo insistindo que a mola do canal 5a e 6a está erradamente forte. Certas coisas a gente tem que fazer sem ficar pensando e largar o pau nem sempre é num track-day quando, sim, nunca se usa a 6a, mas numa estrada, sim, podemos usar numa tocada rápida mas que não é tão rápida, e se a 4a entrar desestabiliza tudo. O fabricante tem que entregar o carro sabendo que não serão só pilotos como o Eduardo que irão dirigi-lo.
    Falei besteira, então, quanto à variação do coletor, que na verdade é fixo. Desculpem.
    Vi o filme do track-day. Legal! O duro é dividir a pista com uns caras brações que vão feito barata tonta. Gostei de ver que muitos Focus participavam. Conta aí, Eduardo, o Focus vai bem na pista?
    E que raios tinha aquele Golzinho branco que acelerava forte daquele jeito?
    Pergunto ao Eduardo: os freios aguentaram bem? Em testes da Car and Driver, tanto a brasileira quanto à americana, eles acabavam loguinho. Os seus se portaram bem? Vi que usou bem os freios, exigiu legal, bela tocada.

    ResponderExcluir
  31. Tallwang disse...
    Ué!!!!!????

    Cadê aquela foto do parto da Romiseta????

    Censura????

    Talles

    17/09/09 20:47

    ResponderExcluir
  32. Arnaldo, belo texto! E ainda com videozinho na pista de teste da fazenda. Boa!

    O Si é mesmo um carro prá lá de bom e divertido, e acredito ser uma das melhores relações custo/praticidade/diversão do nosso mercado.

    abs,

    ResponderExcluir
  33. Arnaldo Keller19/09/09 11:51

    Legal que gostou, Milton!

    Tudo bem com o Si, mas, pessoalmente, com o valor do carro eu preferiria ter dois. Um mil qualquer com A/C pra malhar no dia a dia e um esportivozinho, dois lugares e tração traseira, tipo Miata, mesmo que esse não tivesse o desempenho do Si.
    Pro dia a dia prefiro uma mula frugal e de trote macio e o cavalão raçudo pro fim de semana. Sacou?

    ResponderExcluir
  34. Arnaldo:

    - Os Focus vão muito bem de pista! Falta tração na saída de curva (todos que estavam com rodas e pneus originais falaram que o carro lixava quando eles cravavam o pé), mas, segundo o relato deles e o que pude ver na pista, o carro tem boa aderência em curvas e comportamento neutro. Realmente um projeto de chassis e suspensão impecável.

    - Aquele gol branco era 1.6 turbo "velha guarda", com carburador Brosol 2E, taxa de compressão em torno de 8:1 e chegou a rodar com 2,5 bar de pressão. Pena que o setup de freios e suspensão não acompanhava a força do motor e o dono/piloto era bração. Ele atrapalhou muita gente com carros até menos potentes que o meu, freiando muito cedo e contornando as curvas bem devagar, fora que depois de uns 15 minutos de lenha o motor não aguentou e explodiu.

    - Os meus freios desvaneciam com 2 a 3 voltas de pé embaixo. A potência de frenagem eu achei bem adequada pra proposta do carro, porém, o carro sai de fábrica com fluido DOT3, que fervem rápido. Pra mim ele é o culpado. Eu vou providenciar linhas de freio em malha de aço (os originais são de borracha, que dilatam sob pressão, deixando o pedal "borrachudo") e trocar o fluido de freio por um DOT4 da motul para uso em competição (suporta temperaturas e pressões muito maiores que um DOT 5.1 "de rua"). Creio que isso deve resolver.

    O Marco Mollazano poderia também relatar aqui o que achou do carro e dos freios dele em pista.

    Obrigado pelos elogios qto à minha tocada. Foi minha 1a vez em pista, mas acho que me saí bem, apesar de um pouco de nervosismo no começo. Ainda tenho muito o que melhorar.

    ResponderExcluir
  35. Vamos lá, por partes...

    Freios: Motul RBF 600 é realmente uma ótima pedida, mas os bons 5.1 também cairão bem. Aeroquip metálico é sempre um capricho legal. Porém um problema grande no freio do Si são as pastilhas. Vale a pena importar um jogo de EBC Red Stuff ou Hawk HP+ e ver a diferença.

    Motor: Muita gente já mexeu nele. Escapamento traz resultado mas tem que vir de fora e custa caro. Mandar fazer aqui em amassadores de canos é pedir para se estressar. A alteração na admissão também traz resultados muito positivos. Mas tudo isso vai depender de um bom acerto eletrônico. Unichip vai muito bom com a vantagem de tirar o limitador. O carro ganha de fato uns 15-20% com essas modificações e se procurar bem no youtube vai achar vídeos de um SI assim andando a 240km/h constantes medidos por GPS. Uma coisa interessante é que esses motores renderam mais quando foram acertados com V-Power (teoricamente uma gasolina comum colorida) do que com BR Podium. Pra quem quer partir pra grosseria tem receita gringa pra bater nos 300hp aspirado nesse motor, mas são modificações muito extensas e na minha opinião exageradas para um carro de rua. Um K20 de 300hp aspro cairia bem num Fit hehehe.

    Desgaste de Pneus: parece que os dois que comentaram ter colocado seus SI em trackdays eram novatos de pista. Nesse caso não dá pra avaliar se o carro gasta ou não gasta pneu porque antes de afinar o braço gasta-se pneu e freio demais mesmo. Obviamente os dianteiros sofrerão e um montinho de cambagem fará muito bem, isso é inerente aos FWD. Mas a prova de que o carro é equilibradíssimo e muito rápido são os tempos atingidos com eles por gente experiente nos trackdays de JPA.

    Por fim, concordo com o comentário do Keller logo aqui acima de que pelo preço do Si é interessante ter dois carros... É o meu caso. Um hatch 1.6 simples para o dia-a-dia e um hatch 2.0T de pista emplacado para os dias de fúria. O Si custa caro aqui no Brasil, o seguro também é algo elevado, a suspensão e as rodas sofrem com o nosso asfalto, etc. É o único motivo pelo qual eu não o considero de verdade como uma opção porque de resto ele é sem dúvida o melhor drivers-car do Brasil.

    ResponderExcluir
  36. Carlos Eduardo,

    meus freios não sofreram tanto. Talvez por Jacarepaguá ser mais travada quanto por inexperiência minha.

    Villa: concordo com quase tudo, 2 discordâncias:

    1. seguro do Si. Baratíssimo. Por enquanto, enquadrado como sedã familiar, não esportivo. E já renovei 1 vez.
    2. 2 carros. E como encarar Rio-Petrópolis ou Tamoios ou a serra de Campos do Jordão? Não seria com o 1.6 hatch do dia a dia nem como o brabo pra pista... Faltaria pegada ou segurança, mesmo sem imaginar nenhum absurdo, curtição entusiasta mesmo. A idéia dos 2 carros é ótima, mas 1 deles pode muito bem ser o Si!

    Abraço a todos,

    MM

    ResponderExcluir
  37. Concordo com o MM. Se puder, dois carros. Mas um deles é o SI.

    Não sei se a causa foi o problema da mola, mas quando levei meu SI para revisão de rotina numa concessionária Honda,há cerca de um ano, soube que um outro SI teve o motor quebrado numa troca de marchas errada, isso ocorreu na Rodovia do Sol, entre Guarapari e Vila Velha.

    ResponderExcluir
  38. MM, concordo contigo! No meu caso, tenho uma moto para o dia-a-dia e o SI pra passear ou para os dias chuvosos. Como casarei no próximo ano, a futura digníssima não reclama (tem porta-malas) e eu me divirto. Além do seguro realmente ser barato (aumentou cerca de 500 reais tanto de prêmio quanto de franquia em relação ao meu ex-gol), a manutenção é ridiculamente barata e, como todo bom carro japonês, o conjunto é extremamente robusto.

    Eu também tenho vontade de ter 2 carros, mas por enquanto, por diversos motivos, é melhor ficar como está (que eu não acho nada ruim...hehehe)

    ResponderExcluir
  39. Prezados,

    Sou proprietário de um SI 2008.

    Não vou me estender quanto ao desempenho do carro, pois já foi muito bem analisado pelo Arnaldo Keller e pelos demais que aqui comentaram.

    Por outro lado, opino no sentido de que a Honda foi muito feliz ao acrescentar uma 6ª marcha bastante longa no carro.

    Moro em Brasília/DF e, nas ocasiões em que a segurança permite, gosto de dar umas boas esticadas no carro. Porém, não é em todas as horas do dia que quero ou que é possível andar assim. Nesse contexto, a 6ª marcha cai como uma luva, pois reduz drasticamente os giros e, por consequência, gera menores nível de ruído e consumo.

    Aqui em Brasília, em que pego 0% trânsito em razão do meu horário de trabalho, além das muitas retas e poucos semáforos, o carro obtém constantemente média de 11,5 km/h (só utilizo a gasolina Podium), mesmo com as minhas esticadas diárias.

    Em suma, é como se eu tivesse três carros em um só: até 6.100 RPM e entre 1ª e 5ª marchas tenho em mãos um ótimo 2.0 16V; após os 6.100 RPM possuo um carro esportivo e, em 6ª marcha, tenho um carro que obtém excelentes médias de consumo.

    Alguns detalhes adicionais:

    1. O seguro não é caro (pago menos do que no meu saudoso Golf 2.0).

    2. O isolamento acústico realmente é péssimo.

    3. Para quem gosta de "mimos", este não é o carro ideal; há opções muito melhores no mercado.

    4. O custo de manutenção é muito barato.

    5. Os pneus originais (Michelin Pilot Preceda), embora formidáveis no seco, são ruins em piso molhado.

    6. Dá pena de andar com o carro em pisos irregulares.

    7. Quem dirige se apaixona.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  40. Arnaldo Keller20/09/09 21:07

    Pois é, o que li a respeito diz que o problema são as pastilhas do freio.
    Conheço um camarada aqui em SP que é representante de ótimas pastilhas inglesas e pode ser que ele tenha para o Si. Se alguém quiser o fone do cara (Américo) passo.
    Resumindo, o comentário final do M. Nunes sintetiza a relação de um autoentusiasta com o Si: quem o dirige se apaixona. O Si deixou aqui um espacinho dele no meu coração. Carro de macho.

    ResponderExcluir
  41. Gasolineiro21/09/09 14:56

    Shell V power rulez!

    ResponderExcluir
  42. Arnaldo,

    Se ainda estiver com o Si, tente andar com umas 50 libras nos pneus traseiros. É diversão pura!

    Descobri por acaso quando a Honda nos passou um. Notei que para um lado ele estava neutro e para outro saía de traseira deliciosamente! Parei num posto e não deu outra: 3 pneus bem calibrados e 1 com 56 lb! O estepe já estava usado; pode ter sido o estepe que foi posto para rodar e não checaram a pressão.

    Corrigida a pressão, ele voltou a ser neutro como mandava o projeto, mas que antes estava mais divertido, isso estava...

    ResponderExcluir
  43. Arnaldo Keller22/09/09 10:40

    Fala Fabríco!

    Pena que eu já o tenha devolvido, senão eu ia fazer o que vc falou. Mas, venhamos, só sair de traseira não basta. Precisaria ter tração lá atrás pra gente dar aquela aceleradinha pra controlar o quanto queremos que ele saia de bunda. É ou não é? companheiro fã de tração traseira.

    ResponderExcluir
  44. Marcelo Ramos17/10/09 21:08

    Se a mola do cambio é ruim, então compra um Fusca 1200

    ResponderExcluir
  45. Tenho um SI mas ele vai de 5º até 202 km/h, quando passo a 6º marcha ele vai a 203 km/h e não passa disso. Uso sempre gasolina Podium. E pelo que vi nos comentários mesmo com limitador o carro vai a 217Km/h. Vc. acha que meu carro tem algum problema?

    Abraço

    ResponderExcluir
  46. Olá AK.
    O carro é realmente muito bom.
    Tenho um 2007 já com 32000 Km, e preciso trocar as pastilhas de freio dianteiras e traseiras. Na última revisão a concessionária me apresentou um orçamento apimentado.
    Se tiver o contato de algum fornecedor ou importador, agradeço.
    Abraço.

    Manuel

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.