SERÁ QUE VEREMOS DE NOVO?



A maioria já deve ter visto esse vídeo, ou lembram de ter visto na época. Mas a verdade é que ele mostra um dos, senão o maior duelo da F-1 de todos os tempos.

E olha que nem a vitória estavam disputando, era briga pelo segundo lugar. Arnoux passa Gilles, que ataca de todas as formas e Arnoux se defende como pode e chega a recuperar a posição, mas Gilles passa e se defende até o fim e garante o "caneco" de segundo lugar.

Será que veremos isso novamente? Não. No primeiro toque entre os carros em uma disputa atual, a direção de prova já interferiria e acabava com a brincadeira. Os tempos mudaram, a segurança reina e os carros são tão frágeis que acho difícil suportarem os toques. Não podemos culpar os diretores de prova por colocar ordem na casa, pois os carros são muito mais rápidos e toques assim seriam bem perigosos, mesmo com toda a evolução das células de sobrevivência dos carros.

Mas eu acredito que a Fórmula 1 perdeu mais sua graça por não ter um piloto do tipo show man, como foi o grande Gilles e o maluco do Nigel Mansell. Mesmo com os carros atuais que são o primor em tecnologia e velocidade de contorno de curva, uma disputa mais acirrada não seria impossível. Claro, não é mais possível competitivamente fazer curvas com o carro de lado, perde-se muito tempo e um piloto com o carro alinhado e na mão vai ser mais rápido, mas um piloto com menos juízo seria bem vindo.

Isto é um assunto de certa forma polêmico, os carros não podem andar muito próximos por conta do efeito aerodinâmico e etc etc, mas tenho certeza que todos querem mesmo é ver a briga por uma posição, e um novo show man não seria uma má idéia.


15 comentários :

  1. Quem tem um pouco mais de emoção hoje em dia é a Formula Indy.

    ResponderExcluir
  2. Para mim a Formula 1 vive de sua história. Minha impressão é de que a corrida se ganha no pit e que, caso a prova fosse disputada com um carro na pista medindo-se seu tempo, não mudariam muito os resultados.
    Sei que hoje está na moda falar mal dos Estados Unidos mas, Formula Indy e Nascar garantem muito mais emoção para o telespectador. Nas Brasileiras, há a F-Truck e Stock que garantem bons suspiros, ainda mais para quem vai à pista prestigiar pagando um valor bastante razoável.

    Há tempos não acordo mais cedo aos domingos para ver a corrida. Nas poucas que acordo, durmo no meio da prova. Sorte que não sou piloto. kkkk

    ResponderExcluir
  3. Piquet sempre teve umas frases ácidas nessa época, e que ficaram pra História.

    Sobre o Villeneuve, ele disse certa vez que o canadense pilotava com um capacete um número menor que a cabeça.

    O vídeo diz tudo sobre quem foi Gilles e porque ele é um dos mais brilhantes pilotos da História da Fórmula 1, mesmo sem nunca ter vencido um campeonato.

    MB, há uma outra cena que eu gostaria de ver de novo com ele.
    Lembro que ele se envolveu em um acidente numa das suas disputas, e trouxe o carro arrastado para os boxes. Quando parou, os mecânicos da Ferrari ficaram parados, olhando, enquanto ele sinalizava para trocarem o pneu traseiro furado. A questão era que o pneu não havia furado. Era a suspensão traseira que tiunha sido destroçada...

    ResponderExcluir
  4. Ivo Junior17/07/09 23:07

    Seria mesmo interessante encontrar um piloto "com a faca nos dentes", mas acredito que não sobreviveria muito tempo ali.

    Assisti uma palestra de um engenheiro da Mercedes HPE que cuidava dos motores da McLaren em 2006. Ele comentou o caso do Kimi Räikkönen, que mexia na regulagem do carro várias vezes por volta, sendo que a equipe ordenava para ele manter uma regulagem de motor (corte de giro - liberado na época), mas ele fingia que não ouvia.

    Passava uma, duas e até três voltas com o motor no talo, aquecendo, até que o engenheiro falava: Kimi, baixe para o 4, e na telemetria nada mudava, daí repetia e perguntava: "ouviu a ordem?". Logo vinha um tedioso "yes..." e baixava para 4, até 3, mas... Nas retas, grudava o dedão no Overspeed (botão que tira o limitador eletrônico de giro). Ou seja, tudo voltava ao estilo Kimi (da época). Mas quando chegava nos boxes ou terminava a corrida, outro xingão!

    Alguns pilotos fazem as suas, colocam as suas personalidades na pilotagem, mas muito do que eles fazem é ditado pelo pessoal de pista e da fábrica na Inglaterra, em tempo real. Se sair da linha, já avisam no rádio. Mas ainda vemos o brilho de poucos que se destacam em tardes inspiradas! Pena que a F1 seja tão política, senão muito piloto bom estaria dando o sangue lá e teríamos um grid bem maior (que venha 2010).

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Diria que a velocidade em curvas atingida atualmente, a excessiva dependência aerodinâmica (facilmente perturbável) e o potencial de frenagem absurdo praticamente impede este tipo de duelo.

    A configuração dos circuitos também ajuda, com topografia quase plana, asfalto-tapete e curvas com raio constante. Assim, há menor variação de desempenho.

    Mas tivemos uma briga de encher os olhos entre o Massa e o Kubica, no GP do Japão de 2007. Em alguns momentos lembrou o duelo de Dijon.

    Sobre o tipo de piloto, diria que o último que vimos deste naipe foi o Montoya. Muita ousadia, muitos erros, muitos shows.

    ResponderExcluir
  6. Anderson, é verdade, na Indy ainda tem boas disputas.

    Atualmente só nas corridas de turismo que é possível ver boa brigas.

    abs

    ResponderExcluir
  7. AAD, veja esse link então.

    http://www.youtube.com/watch?v=w27snBFzt4Y

    abs.

    ResponderExcluir
  8. Não!Ninguém mais verá aquela F1 em que o piloto era piloto,levava o carro nas costas se fosse necessário.Nunca mais veremos emoção impetuosidade e coragem, vemos hoje um jogo de estratégia e um carrossel de carros.

    ABS

    ResponderExcluir
  9. Junior-Big19/07/09 10:38

    Desde a morte do Senna a F1 acabou pra mim, até assisto, mas não com o mesmo entusiasmo. Talvez o último piloto que lembrou alguma coisa dessa época foi o Montoya, mas não existia outro "louco" à altura!
    A F1 de ontem tem historia, a de hoje momentos!
    Outra cena que não me sai da cabeça é uma ultrapassagem de Piquet sobre Senna na Hungria que tira o fôlego de qualquer espectador!

    http://www.youtube.com/watch?v=HvQ-AxXw5I0

    Um pouco de saudosismo...
    Por quê antigamente tudo era melhor? E hoje é raro alguma coisa valer a pena?

    ResponderExcluir
  10. Galvão Bueno19/07/09 12:36

    esqueceram do nosso RRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRubinhooooo Barrrrrrrrrrrrrrrrrrrriiiiiiicheloooooooooooooo!

    ResponderExcluir
  11. Clésio Luiz20/07/09 11:45

    Eu vejo muitos saudosistas, que adoram dizer que antigamente é que era bom, que antigamente tinha ultrapassagens, etc. Não é bem assim. Nem toda corrida era boa. Tinha muita corrida sem mudança de líderes. Boa parte da carreira de Senna na Mclarem foi assim. Largou na ponta, chegou em primeiro. Obviamente que o pessoal dos outros países não achava tão divertido...

    Sobre a Indy é a mesma coisa. Qualquer coisinha, tome bandeira amarela. Circuito de rua, parece F1. Última corrida em Indianápolis, um tédio só.

    O pessoal fala, fala, mas eu não vejo essas chuvas de ultrapassagens nas outras categorias. Falam da F1, mas ainda é o que o pessoal comenta na segunda feira.

    ResponderExcluir
  12. Show man? Lewis Hamilton! Impressionante que ninguém tenha tocado no nome do sujeito...
    Também tenho saudades do Kimi dos tempos da McLaren e do Montoya tb...

    ResponderExcluir
  13. http://www.youtube.com/watch?v=5xwwGoOCuXw

    essa foi a mais bela dos ultimos tempos, ao meu ver.

    ResponderExcluir
  14. Clésio Luiz23/07/09 13:16

    @Dener

    Essa é pra quem acredita que a F1 não tem mais emoção. Ótimo post.

    ResponderExcluir
  15. Clésio Luiz23/07/09 13:18

    Aliás, a temporada de 2008 foi a melhor dos últimos tempos. Teve muitas corridas emocionantes e imprevisíveis. Essa temporada, por causa do KERS não ser obrigatório em todos os carros (como o caso da última corrida onde Massa só ficou na frente de Rubinho por causa do KERS), está devendo algumas emoções.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.