PERSONALIZAÇÃO DE VERDADE



Visitamos hoje a EAB, Expo Aero Brasil 2009 em São José dos Campos, SP, e encontramos esse jipe (dito de forma genérica) de apoio ao evento. Totalmente fora-de-série, sem nenhuma marca aparente. Motor Opala 4-cilindros, suspensão dianteira GM.
Com a inscrição "Resgate" na traseira, concluímos que deve ser um carro de uso simples e mecânica idem, que precisa estar sempre disponível.
Os jipes sempre foram um prato cheio para quem gosta de mexer no próprio carro. Muitos fabricam seus próprios acessórios, para facilitar o uso pessoal. Em um lado do espectro, há os jipes de cidade, em que o filme escuro nos vidros, som de concurso e outras frivolidades imperam. Do lado mais verdadeiro da função desse tipo de veículo, há os jipes com peças e acessórios especiais, para uso realmente fora-de-estrada, seja apenas por motivos de passeio, seja por necessidade profissional.
Volta à memória as Kombis transformadas em 4x4 pela empresa QT, nos anos 80, visando apenas os frotistas como a Eletropaulo, por exemplo, que precisa se deslocar a locais sem estrada para a manutenção de linhas de transmissão elétricas. Também as pick-ups Chevrolet grandes, C-10, C-20 e D-20 tiveram essa opção, sempre adicionadas ao carro por alguma empresa contratada pelo fabricante, dados os pequenos números de produção e as operações específicas de montagem, muito diferentes das normais de linha.
Esse jipe visto hoje mostrava vários detalhes que não seriam pensados da forma que estão se o carro fosse meu. O mais visível exemplo são os pneus, que mostram que o carro não deve ser usado na lama, pois são 100% asfalto. Por baixo do painel de instrumentos, o chicote elétrico mostrava uma certa revolta, buscando fugir do carro, e com os fios não se entendendo muito bem, pois estavam todos espalhados. Enfim, são detalhes que para mim seriam diferentes, mas que devem estar servindo ao seu dono ou usuário, então, isso é o que importa.
Quem aprecia esse tipo de carro e as criações mecânicas, sempre tem um sonho mais ou menos latente, de colocar mãos-a-obra algum dia, e montar um treco totalmente adaptado aos gostos pessoais.
O meu vem sendo maquinado há uns nove anos, e já temos vários conceitos definidos. Um dia começamos.
JJ

7 comentários :

  1. Juvenal

    Esse veículo não pode ser levado a sério, veja o ângulo de entrada dele, totalmente inadequado para um fora-de-estrada.

    É capaz de travar a frente até no carpete da sala!

    FB

    ResponderExcluir
  2. É... bem esquisitinho hahahaha

    ResponderExcluir
  3. tah arrastando o saco no chão.....

    ResponderExcluir
  4. Esse é mais um jipe cujas ideias estao mal aplicadas. Claro que nao gostei do carro todo, mas de alguns detalhes. E sao esses detalhes que vao para o caderninho de ideias.

    ResponderExcluir
  5. Juvenal, pega no meu....... pé!

    (rima é meu ponto fraco)

    ResponderExcluir
  6. Gostaríamos de solicitar a gentileza de ocupar o precioso espaço dos comentários com idéias que agregam valor.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  7. se nao gosto .nao presiza critica ,
    só ficA queto e garde as suas ideia com tigo . firmeza ?
    só vo falo uma coisa ;;;
    pega um carro . e faz ele do zero . e depois fala com nois beleza ?????88117044 jefferson

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.