google.com, pub-3521758178363208, DIRECT, f08c47fec0942fa0 PETER WHEELER por Hans Jartoft - AUTOentusiastas Classic (2008-2014)

PETER WHEELER por Hans Jartoft

Tuscan
Propaganda do modelo da série M, pelo concessionário nos EUA



O texto a seguir foi escrito pelo amigo Hans Jartoft, um entusiasta sueco já comentado aqui nesse blog. Hans possui um TVR 350, e visitou a fábrica algumas vezes, tendo conversado pessoalmente com Peter Wheeler, que faleceu em 12 de junho passado.
__________________________________________________

"Após um período enfermo, Peter Wheeler faleceu aos 64 anos. De 1980 a 2004, Peter dirigiu o fabricante de carros esportivos TVR em Blackpool. Em 1979, o proprietário anterior, Martin Lilley, havia apresentado o TVR Tasmin como substituto do Taimar/M-Series, mas problemas principalmente nos EUA trouxeram grandes problemas financeiros.

Peter era um engenheiro quimico e havia feito um bom dinheiro na indústria do petróleo. Mas agora ele procurava gastá-lo na sua grande paixão por carros, então assumiu a empresa após Martin.

Entre as primeiras coisas que realizou, foi colocar o Tasmin/280i conversível em produção, e então o 350i com motor V-8 Rover. O V-8 se tornou um sucesso, e as vendas dobraram. Peter gostava de velocidade, e durante os anos 80 esse chamado “wedge”, ou cunha, foi adotando motores cada vez maiores. Peter fez até mesmo um assento especial para seu cão no carro de uso pessoal.
o 350i, "wedge"

Mesmo com os pequenos recursos da TVR, Peter fez com que novos modelos fossem lançados o mais rápido possível. Durante o final dos anos 80, a série S, de estilo mais convencional, foi lançada. Alguns anos após 1990, veio o Chimaera, de grande sucesso. A lenda de que o cachorro de Wheeler havia mordido o spoiler dianteiro de um protótipo, e que por isso ele tinha esse desenho, não é verdadeira.

O Chimaera, junto com o Griffith e Cerbera, aumentaram as vendas de umas poucas centenas, para mais de mil carros por ano. Repentinamente, o dinheiro começou a entrar e Peter foi em frente para produzir o seu seis-em-linha próprio. Este motor foi usado no Tuscan, Tamora, T350 e no selvagem Sagaris, que foram os TVRs durante os anos 2000. Desafortunadamente, eles se tornaram o início do fim, em parte devido a uma qualidade muito variável nos carros e motores, e também por problemas de liquidez. Em 2004 Peter estava em dificuldades financeiras, quando o playboy russo Smolenski apareceu com muito dinheiro.

Peter decidiu vender a empresa e se retirar para sua casa em Lancashire. Lá, ele pode apreciar a vida caçando, correndo com seus Tuscan e Aston Martin DB4, mas também começar um novo projeto de carro.

Desde que o russo não se relacionava bem com muitos membros da TVR, ela foi fechada em 2006, pois muitas pessoas-chave haviam saído antes. Algumas delas começaram a trabalhar com Peter para realizar sua idéia de um veiculo anfíbio fora-de-estrada com 3 lugares, e estilo diferente de tudo. Hoje o protótipo é dirigível e a prova d'água, mas Peter se foi. Nós estamos entre os muitos que sentem a falta de suas ideias inovadoras, e o mundo não será mais o mesmo sem ele. Nossas profundas condolências a sua família.

Descanse em paz, Peter."

Hans Jartoft

Cerbera

3 comentários :

  1. Se eu ficasse milionário da noite pro dia, 1ª coisa que eu faria seria resgatar a TVR.

    ResponderExcluir
  2. Clésio Luiz03/07/2009 18:41

    Os TVR da era Wheeler mereciam atenção também por seu desenho ousado, fora do mundinho comum de Ferraris e japoneses sem muita emoção no desenho. Uma pena que problemas de qualidade tenham derrubado a empresa.

    ResponderExcluir
  3. Que fim levou aquele plano de montar TVR Chimaera no Brasil?

    Sou fã do Cerbera e do Tuscan.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.