Notícia: EQUIPE DE MINIBAJA SAE DA FEI VENCE PROVA INTERNACIONAL NOS EUA

Foto: divulgação FEI




A equipe FEI Baja venceu o Baja SAE Kansas 2014, realizado de 22 a 25 de maio, em Pittsburgh, nos EUA. Mais de 100 equipes de estudantes de engenharia de todo o mundo disputaram a prova. Composto por 14 alunos, a equipe do Centro Universitário da FEI construiu o protótipo off-road MBF-28, chamado de Armadillo, que obteve excelentes resultados: 1º lugar em Projeto, 3º lugar nas categorias Apresentação de Vendas e Custos, Design, além do 4º lugar no enduro de quatro horas de duração.

Os cinco primeiros colocados na classificação geral foram: 1º, Centro Universitário da FEI; 2º, University of Michigan – Ann Arbor; 3º, Iowa State University; 4º, Cornell University; e 5º, Rochester Institute of Technology.

O resultado consagra a FEI como a Instituição de ensino brasileira com mais títulos internacionais e nacionais na categoria Baja SAE: heptacampeã brasileira (2001, 2002, 2005, 2007, 2009, 2010 e 2011) e tetracampeã mundial (2004, 2007, 2008 e 2014).

Segundo o prof. Roberto Bortolussi, coordenador do curso de Engenharia Mecânica da FEI, e que acompanhou os alunos durante a competição, “o trabalho em equipe, a dedicação dos alunos e o conhecimento no desenvolvimento de projetos que eles têm foram fundamentais para esta importante conquista”. O professor destacou também a força de vontade e a perseverança dos estudantes quando ocorreram alguns desafios no penúltimo dia “principalmente com a mudança do tempo, de chuvoso — pela manhã, quando iniciaram as provas dinâmicas e a equipe da FEI realizou essas provas — a seco, à tarde, quando outras equipes fizeram as mesmas provas” e o apoio da FEI ao desenvolvimento de projetos como esse.

O Armadillo foi projetado e desenvolvido pelos alunos da FEI, sob supervisão dos professores. Um dos principais destaques é o sistema eletrônico, que permite comunicação em tempo real entre o piloto e a equipe. Por meio do recurso de telemetria, o boxe recebe, em tempo real, informações de velocidade, rotação do motor, níveis de bateria e do tanque de combustível. Em uma tela acoplada ao volante, o piloto obtém outros dados, como tempo do motor ligado, velocidade e bateria. O carro da FEI também tem GPS, faróis de lâmpadas LED alimentados por energia solar, suspensão traseira do tipo duplo braço triangular, transmissão automática com componentes de compósito de fibra de carbono, e laminação do banco feita à base de fibra de curará — material sustentável originado de uma planta da família do abacaxi.

Os critérios de avaliação da competição incluíram: segurança, projeto, custos de fabricação, aceleração e velocidade, subida de rampa, suspensão e tração, e o enduro (4 horas de duração). A equipe também foi avaliada pelo relatório e apresentação do projeto, custos e, excepcionalmente este ano, por uma apresentação de vendas. A experiência em anos anteriores também ajudou os alunos em relação às regras da competição internacional, que diferem das etapas brasileiras.
            
A FEI foi uma das primeiras faculdades do Brasil a ter uma equipe de minibaja para as competições da SAE (Society of Automotive Engineers) International. Criadas em 1976, as disputas chegaram ao país em 1995, pela SAE Brasil, filiada à SAE International. 


FICHA TÉCNICA DO ARMADILLO MBF 28

MOTOR

Marca (definida pelo regulamento)
Briggs & Stratton
Tipo
Ciclo Otto a gasolina, monocilíndrico, OHV, estacionário
Cilindrada
305 cm³
Potência
9,6 cv a 3.800 rpm
Torque
1,89 m·kgf a 2.700 rpm
TRANSMISSÃO
Câmbio
CVT
Caixa de transmissão
Engrenagens cilíndricas de dentes retos com duas relações e diferencial
SUSPENSÃO
Dianteira e traseira
Triângulos superpostos, mola pneumática e  amortecedor hidráulico com carcaça de alumínio
DIREÇÃO
Tipo
Pinhão e cremalheira, sem assistência
FREIOS
Tipo
A disco nas 4 rodas, duplo-circuito hidráulico paralelo
CONSTRUÇÃO
Tipo
Separada, chassi tubular de cromo-molibdênio 4130, carroceria monoposto de policarbonato
DIMENSÕES E PESOS
Comprimento
1.940 mm
Altura
1.600 mm
Distância entre eixos
1.430 mm
Bitola dianteira/traseira
1.300/1.200 mm
Peso seco
145 kg
EQUIPAMENTO ELÉTRICO
Chave de emergência
Faróis de acendimento automático
Sistema de luz de freio independente
Sistema de comunicação entre veículo e sistema de monitoramento
Sistema de alarmes sobre anomalias dos sinais vitais do veículo
DESEMPENHO*
Aceleração 0-30 m
3,85 s
Velocidade máxima
70 km/h
Frenagem 58-0 km/h
5,5 s (11,5 m)


*Números obtidos a partir de simulações

 



5 comentários :

  1. Acho que é interessante dizer também que a equipe de Baja da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) conquistou a sétima colocação no ranking geral e foi a campeã no critério Apresentação de Vendas e Custos e a equipe Mangue Baja, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e atual campeã nacional, conseguiu chegar até a nona posição no ranking geral.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns aos FEIosos, quer dizer, FEIanos, foram lá e fizeram bonito!

    ResponderExcluir
  3. CHUPA MAUÁÁÁÁÁÁÁÁ

    ResponderExcluir
  4. Parabéns. E que esses futuros engenheiros automotivos consigam apoio das fábricas para melhorar a indústria nacional.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.