NOTÍCIA: MELHOR BIMESTRE DA HISTÓRIA EM LICENCIAMENTO DE VEÍCULOS

A Anfavea, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, divulgou nesta terça-feira (11), balanço com o resultado da indústria automobilística em fevereiro. Os dados apontam que o primeiro bimestre do ano foi o melhor da história em licenciamentos, com 571,9 mil unidades — crescimento de 4,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

As vendas de autoveículos no mês passado registraram 259,3 mil unidades, o que representa acréscimo de 10,3% em relação a fevereiro de 2013, quando a indústria comercializou 235,1 mil unidades, mas retração de 17% ante as 312,6 mil de janeiro deste ano.

A produção fechou o segundo mês de 2014 com incremento de 16,9% se comparado com o mesmo período do ano passado. Foram produzidas 281,5 mil unidades em fevereiro deste ano, contra as 240,8 mil de 2013. Já os dados do bimestre mostraram que a fabricação recuou 2,7%: no total foram 518,6 mil veículos fabricados nos dois primeiros meses de 2014, recuo ao redor de 14 mil unidades em relação ao primeiro bimestre do ano passado.

As exportações apresentaram queda de 24% no acumulado do ano. Foram 51,6 mil produtos enviados para fora do País neste período, o que representa retração frente as 67,9 mil do primeiro bimestre de 2013. Na visão de Luiz Moan Yabiku Júnior, presidente da Anfavea, o “atual cenário econômico da Argentina teve peso relevante para o desempenho, mas a indústria tem plena confiança de que os governos dos dois países encontrarão rapidamente soluções para o atual cenário econômico”.

Só no mês passado a indústria automobilística exportou 28,8 mil veículos, acréscimo de 26,5% em relação aos 22,8 mil de janeiro de 2014 e redução de 9,1% quando comparado com as 31,7 mil unidades de fevereiro do ano passado.

Vendas de veículos leves: GM ultrapassa VW em 19 unidades e passa para 2º lugar em fevereiro



Licenciamento total de veículos leves - fevereiro 2014






Fabricante
Autos
Com. leves
Total
%










Fiat
41000
16983
57983
23,557


GM
33550
9040
42590
17,303


VW
34931
7640
42571
17,296


Ford
14878
6041
20919
8,499
66,655
4 grandes
Renault
11463
4284
15747
6,398


Hyundai BR
12637
0
12637
5,134


Toyota
7698
4262
11960
4,859


Honda
8662
302
8964
3,642


Outras
3473
4353
7826
3,180


11º
Citroën
5171
166
5337
2,168


12º
Mitsubishi
284
4218
4502
1,829


10º
Nissan
3595
809
4404
1,789


14°
Hyundai Imp
1128
3079
4207
1,709


13º
Peugeot
3321
289
3610
1,467


15º
Mercedes
660
697
1357
0,551


16º
Audi
775
276
1051
0,427


17º
Iveco
0
326
326
0,132


18º
Subaru
9
72
81
0,033


19º
Mahindra
0
52
52
0,021


20º
Agrale
0
15
15
0,006



183235
62904
246139
100,000


Fonte: Anfavea

Ae


20 comentários :

  1. Eu pensava mesmo em questionar se as noticias haviam acabado. Ainda bem q não. =)

    ResponderExcluir
  2. Pelo jeito, a coisa vai ser bem disputada esse ano, Hyundai encostando na Renault, GM passando a VW, Ford já já sendo cuspida do 4º se não levantar a cabeça... Prevejo muitos feirões da VW e da GM ao longo do ano, mais que o normal.

    ResponderExcluir
  3. É porque o carnaval caiu em março.

    ResponderExcluir
  4. A cada mês tem mais carros nas ruas e me pergunto: E se houvesse menos impostos e os carros custassem bem menos, como tanto reclamam, haveria espaço nas ruas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a diferença é que haveriam menos carros velhos e fumando por aí.

      Excluir
    2. Paulo, acredito que não. Pelo menos em Florianópolis, é muito raro você se deparar com carros em péssimo estado de conservação. A grande massa é composta por carros populares financiados. Muitos "não entusiastas" não tem coragem de comprar carros velhos, pois tem medo dos custos imprevisíveis com manutenção. No entendimento deles, é muito mais seguro adquirir um carro 0km financiado que, em teoria, não demandará manutenção, restando apenas uma prestação fixa, ao invés de comprar uma "caixinha de surpresas".

      Excluir
  5. Já não há espaço Guilherme, nem aos fins de semana.
    Tinha 3 carros, vendi um e agora estou estou "negociando" com a patroa vender o dela.
    Por motivos já exaustivamente comentados aqui no blog o trânsito já entrou em colapso.
    Estes vão desde o óbvio excesso de veículos à falta de planejamento urbano, transporte coletivos e etc.
    Sem se esquecer que como ando de moto, sou testemunha ocular do quão mal se dirige aqui na nossa terra o que agrava ainda mais a falta de espaço.
    Acosta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu venderia esse tecreiro carro tambem.
      oPTe pelo transporte coletivo !

      Excluir
  6. A Ford que se cuide a Hyundai vem com tudo mesmo.
    Eu se fosse executivo da Ford ja estaria com minhas barbas de molho.
    Quanto a Renault acho que ha um empate tecnico com a Hyundai.
    Uma vergonha para esses franceses que ja estao estabelecidos no Brasil ha muitos anos!

    ResponderExcluir
  7. O Brasil exporta mais carros para a Argentina do que importa de lá?

    ResponderExcluir
  8. Número de vendas não é tudo, se a Ford vende menos mas tem uma margem de lucro maior, talvez assim seja melhor pra eles! Digo isso porque eles não parecem querer disputar mercado com Gol, Palio, Onix e afins... Talvez vendam bem o New Fiesta e o Focus, por exemplo, com uma margem maior que em outros países (leia-se México) e tá de ótimo tamanho pra matriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo fabricante vem com esse argumento quando participação é baixa...

      Excluir
    2. RSRSRSRSRS

      Excluir
    3. HAHAHAHA!!!!!!

      Excluir
    4. Inclusive a BMW.

      Excluir
    5. A Volks, pelo que fabrica e vende aqui, está vendendo até demais! É porque o resto tem uma participação ainda pequena, mas Renalt vem avançando a cada ano e agora a Toyota já lançou sua "terceira linha" ( aqui ela só trabalhava com a segunda linha que é o Corola. A primeira linha, Camry, é importadoa A linha premium, leia-se Lexus, idem.) para competir com os carros de menores preços das outras e onde o bicho realmente pega. E toma carro "mil" no mercado!!!!!

      Excluir
  9. Como a Subaru mantém suas operações no Brasil com 9 automóveis vendidos em dois meses? Muitos desconhecem a presença da marca ou até mesmo sua existência. Carros bem projetados, bem executados, prazerosos em dirigir, resistentes. A manutenção cara e peças de reposição inexistentes devem contribuir para números tão pouco expressivos. E quais seriam os comerciais leves da Subaru?

    ResponderExcluir
  10. Gosto da Ford, mas já não é hora de chamar de "3 grandes" e não 4? pois me parece que a diferença da Ford pra Renault não é tanta assim para que a primeira seja chamada de "grande" enquanto que a segunda, não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sejamos justos, "3,5 grandes" está de bom tamanho.

      Excluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.