UMA MENTIRA DE PERNA LONGA


É incrível como o ser humano tem a capacidade de florear histórias diversas, desde uma simples briga de vizinhos até escândalos nacionais. Mas o colega Alexandre Garcia disse certa vez que "se
a versão dos fatos é mais legal que os fatos, danem-se os fatos e viva a versão!".

Quando eu ainda era um moleque nos anos 80 fui ao Playcenter e vi pela primeira vez no cinema 3D o filme "C'était un rendez-vous" (em português: "Era um encontro"). Fiquei fascinado com a velocidade que o carro alcançava nas ruas de Paris, mas não fazia nem ideia do que se tratava, só me lembrava do maravilhoso som do motor e dos pneus cantando.

Anos depois, já com as facilidades da internet, fiquei sabendo que o filme fora supostamente gravado em 1978 pelo cineasta francês Claude Lelouch, com uma câmera montada no capô de um Ferrari 275 GTB, guiado por um piloto de Fórmula 1. Uma historinha bacana, que dizia até que Lelouch fora preso e que o Ferrari chegou a espantosos 324 km/h na avenida Champs-Élysées.


Definitivamente, uma mentira de perna longa. Demorou um bocado, mas a verdade veio à tona: o filme foi gravado às 5h30 de uma manhã de 1976 por Lelouch, a bordo de um Mercedes 450 SEL 6.9 (sim, o maravilhoso W116). O som do Ferrari foi "dublado" por Lelouch, a partir de seu próprio 275 GTB.

A grande verdade é essa: nada de V-12 Ferrari com 5 marchas, a performance foi de V-8 Mercedes, com câmbio automático de 3 marchas. Não há nem o que se falar em 324 km/h, já que a velocidade máxima do Mercedes é de 235 km/h.


Mas que graça teria a sonoplastia original, apesar do delicioso som do V-8 Mercedes? Como disse o AG, a versão mais legal é a mentirosa mesmo. Não tem como assistir o filme depois de vários anos e achar que foi um Mercedes que fez aquilo, por mais que eu goste do W116. Na minha cabeça, "C'était un rendez-vous" sempre terá o Ferrari 275 GTB como o astro principal, ainda que implícito.

O filme foi o precursor de outros filmes semelhantes, como a série "Getaway in Stockholm". É de se admirar a coragem irresponsável de Lelouch, pois demorou muito tempo para que aparecesse algo semelhante. Irresponsável sim, mas ainda assim genial.

Para quem nunca viu, segue o vídeo:

15 comentários :

  1. mas mesmo assim a história do filme é bem interessante, apesar de ser contra a lei...

    ResponderExcluir
  2. Acho que nunca um Mercedes (um V8 6.9!) paraceu ser tão pouco...

    Injustiça!!

    Sds,

    Der Wolff

    ResponderExcluir
  3. FB,

    É, se consegue enganar muitos por algum tempo, mas não para sempre. Eu andei numa 6.9, é legal, é bacana mas não é o fim do mundo.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. OLA caros amigos!!

    AHHHH..não creio! a máscara caiu?! poxa vida!..eu só fui conhecer esta produção a pouco tempo!!.. ser jovem as vezes é chato viu! pois é vergonhoso fazer parte desta geração 'fast and forious'!!..o grau de mentira, enganação e truques ''hollywoodianos'' são exacerbados!..não é aquela mentirinha perdoavel existe no clássico Rendezvous!)rsrs..Agora vou dormir pensando na mercedes W116 V8 andando a 324 Km/h..

    Este blog é fantástico! belíssimo trabalho, parabenizo a todos que fazem deste..ser oque é!..um ótimo instrumento para AUTOentusistas!

    ResponderExcluir
  6. Mister Fórmula Finesse02/06/2009 08:17

    Bem, o próprio fato dos alegados 324 km/h - velocidade final de uma F40 - atingidos na cidade já seriam um bom indicativo que alguma coisa estava meio errada (só se fosse exibição de F1 )...mas enfim, não deixa de ser divertido.

    ResponderExcluir
  7. Carlos Galto02/06/2009 15:49

    Realmente, uma 275 GTB a 324km/h??? Nos paralelepípedos da Champs Elysée?????
    Claro que tem romance nisso... E quem se importa???? A lenda virou fato e pronto!!!
    Igual a estória do Toivonen de Lancia Delta S4 do Grupo B de rali dando uma volta no Estoril com 2 segundos acima do tempo do pole da F1 do mesmo ano, 1986, o Senna De Lotus... E com co-piloto ao lado!!!!
    Talvez se houvesse filme, prova, nunca a estorinha seria tão legal.

    ResponderExcluir
  8. Irresponsabilidade de alguns, diversao de outros... os Getaways sao muito legais, assim como o filme. ja tentei fazer algo parecido no meu passado irresponsavel, resultado, 500tao pro delegado... hehehe

    ResponderExcluir
  9. Hahaha

    Eu vou apoiar o V8, que trabalhou no filme para a fama ficar com a Ferrari =p

    ResponderExcluir
  10. Mais um post sobre três assuntos que acompanham o universo masculino: cinema, carros e mentiras, não necessariamente nessa ordem! hauhauhau

    Muito bacana o texto, com a dose certa de emoção e informação, sem se deixar levar por empolgações juvenis...

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Mentiras à parte, um belo tour pelas ruas de Paris. O dono do Mini que cruzou à frente deve se lembrar até hoje do susto.

    ResponderExcluir
  12. Verdades e mentiras à parte, esse vídeo é de tirar o fôlego. Só o ronco "dublado" do Ferrari 275 GTB já vale a pena. Mas saber que tudo foi feito sem truques e sem edições, torna o vídeo único!

    Segundo algumas fontes que pesquisei, foi tudo feito somente para testar a câmera com estabilização giroscópica que o Claude Lelouch acabara de adquirir...

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.