google.com, pub-3521758178363208, DIRECT, f08c47fec0942fa0 TRACK DAY VIRTUAL - AUTOentusiastas Classic (2008-2014)

TRACK DAY VIRTUAL

Sexta-feira fui conhecer a LAN montada pelo pessoal da GPLBR no Hotel Novo Mundo, no Rio. A GPLBR é uma liga de pilotos virtuais que correm regularmente on-line usando o simulador rFactor (http://www.rfactor.net/), um dos preferidos pelo pessoal, pois permite usar modificações feitas por terceiros, ou seja, novas pistas, novos carros.


Aproveitando o feriado, reservaram um salão no hotel e montaram a LAN, em comemoração ao 11° aniversário da liga. Veio gente de tudo quanto é canto do Brasil, e até do exterior. Uma profusão de telas de LCD dos mais diversos tamanhos, vários bancos concha montados em cockpits especialmente fabricados para corridas em simuladores, volantes e pedais das mais diversas marcas, acho que todos com 'force feedback', que transmite ao piloto parte do que acontece na pista. Sentei no cockpit do Lotfi (que tive o prazer de conhecer momentos antes, num almoço com o pessoal) para experimentar. O dele é o que aparece na foto com 3 telas, que dá um campo visual sensacional.


Ouço de muitos entusiastas que simulador não tem graça porque a gente não sente as forças atuando. É uma meia verdade, nada como sentir a aceleração em um carro forte, as curvas, a freiada. Mas acreditem, é uma diversão e tanto. O grau de realismo é grande, as velocidades em curvas, o jeito que o carro desgarra, tudo muito parecido com a vida real. Junte a possibilidade de mexer em vários acertos do carro (ou seja, podemos brincar de mecânico também) e o recurso de jogar conectado pela internet e o circo está armado. Já participei de algumas corridas usando outro simulador e me diverti bastante, agora não vejo a hora de instalar o tal simulador e começar a correr com o pessoal. Eles mantém um servidor para corridas, e, segundo amigos, praticamente todo dia à noite tem gente disposta a um pega.

15 comentários :

  1. AC, o negócio é pegar o controle certo. Um G25 (o volante que a maioria dai tá usando) custa uns 1200 reais, junte a isso com um bom PC pra rodar de maneira adequada, um monitor de pelo menos umas 19 polegadas e outros apetrechos diversos como bancos e suportes e já dá um valor meio puxado, preço de um Kart (apesar que não tem a manutenção posterior).
    Pra começar do zero, um bom conjunto pra jogos desses não sai por menos de 5 mil, mas eu sou doido pra ter um "brinquedo" desses também hehehe.

    ResponderExcluir
  2. O único "defeito" desses caras é o simulador que eles usam.

    RFactor é video-game demais. Tem a vantagem de permitir o uso de pistas conhecidas e carros idem, mas as reações do carro não são muito reais.

    O único simulador que de fato simula com precisão o comportamento de um carro é o LIVE for Speed (http://www.liveforspeed.com.br), mas como não utiliza carros conhecidos nem tem pistas famosas, acaba sendo meio underground.

    Para quem gosta, é parada obrigatória.

    PS: Respondendo ao amigo aí em cima... Tela LCD boa de 19pol. hoje em dia custa menos de 400 reais. Banco concha e outras firulas são desnecessárias mas caso vc queria muito pode comprar um banco de fibra para buggy que custa 70 reais ou um banco de carro em ferro-velho... Com criatividade gasta-se pouco dinheiro.

    ResponderExcluir
  3. Villa,

    tenho o LFS e acho excelente, não ligo pro fato de não ter carros conhecidos. Quanto ao rFactor, meu primeiro contato foi nessa lan e não deu pra tirar conclusões. Como você tem experiência em pista e está dizendo isso, eu acredito. Vou passar a andar um pouco de rFactor e comparar.

    BK,

    realmente, um kit de ponta custa caro, mas dá para ter coisa boa sem gastar tanto.

    ResponderExcluir
  4. AC,

    Eu odeio simuladores. Simplesmente odeio-os. Videogame parei de jogar quando o Atari ficou obsoleto.

    Call me old fashioned, mas eu ainda prefiro um fusca caindo aos pedaços, mas real, do que um fórmula 1 de mentirinha.

    MAO

    ResponderExcluir
  5. MAO,

    uma coisa é uma coisa, etc...
    Eu também prefiro andar em qualquer coisa de verdade do que simuladores, mesmo que seja o 'daily driver' de menos de 60 cv. Mas dá pra se divertir, e muito ! Trust me. Volante e pedais são equipamentos mandatórios, tentar correr com teclado ou mouse só vai te fazer passar raiva.

    ResponderExcluir
  6. Pode até economizar com o assento e os suportes pra montar eles, mas pra fazer um micro pra rodar um jogo pesado como R-Factor ou GTR2 a 100% gasta uma graninha boa. Aqui explica como fazer em casa um suporte com alguns materiais, um aparelho de solda e um banco de ferro velho, já é um começo
    http://toolmonger.com/2006/06/15/how-to-build-a-game-chair-with-a-380-wire-welder/
    PS. Experimente também o GTR2 e o Redline GTP (uma modificação pro Nascar 2003, ambos tem uma fisica muito boa, quanser tão boa quanto o do LFS e ainda permite usar pistas reais como Nurburgring ou mesmo Interlagos antigo.

    ResponderExcluir
  7. O Simulador da série GP ( GP2,e depois GP3 e GP4,devidamente atualizados em todops os fatores e pistas) consistem em ferramenta obrigatória para manter o piloto afiado nos monopostos.

    O Simulador é o Autorama do século XXI.

    Volante e padaleiras Thrustmaster aqui são presença obrigatória e boas hora de vôo em simulador tornam bem mais fácil dar 2 ou 3 voltas apenas em uma pista desconhecida e já ir pegando o limite da mesma.

    ResponderExcluir
  8. Mister Fórmula Finesse15/06/2009 08:06

    Um bom simulador é uma beleza, não tenho preconceito nenhum, me divirto do mesmo modo!

    ResponderExcluir
  9. Alexandre Muniz15/06/2009 11:27

    Infelizmente não estive presente a Lan em todos os dias (ajudei na montagem da rede) e participo regularmante das corridas do grupo GPLBR. Dos simuladores em uso no momento já andei em quase todos, LFS realmente é um bom Simulador, mas dizer que é o unico e obrigatório seria o mesmo que dizer que Mclaren e Ferrari são os melhores carros da F1 sempre. Especificamente no rfactor, existe um problema (ou vantagem) de ser um jogo aberto, o que permite a confecção de diversos Mods, uns são um lixo, alguns bons e outros estupidamente bem feitos. Convido o companheiro Villa a testar o HistoricalX ou o Mod Du Mans (numa boa maquina e sem ajudas) para tecer maiores comentários. Parabéns ao Blog e a bela reportagem do evento.

    ResponderExcluir
  10. Carlos Galto15/06/2009 13:58

    Já pensei como o MAO, até que fui brincar num GTR2...

    Curto muito, é passatempo, não dá manutenção, não se machuca e a estressa menos a esposa.

    GP2 e GP3 são bons demais, baratos e não pedem muita máquina. F1Challenge tb, e é aberto, dá pra correr de todo tipo de carro.

    ResponderExcluir
  11. Cruvi,

    Eu já acho que passo tempo demais de frente para a telinha deste micro.

    Tá fazendo um solzão gostoso de inverno lá fora, acho que vou sair para dar uma volta. Inté!

    MAO

    ResponderExcluir
  12. Alexandre Muniz,

    Já testei o RFactor e um monte de MODS feitos em cima dele.

    Todos tem o mesmo defeito porque dependem do Engine do jogo, e é nele que estão os detalhes que me incomodam.

    No RFactor, quando o carro sai de traseira, ele deve ser corrigido do jeito que o jogo quer que o carro seja corrigido e não do jeito que um carro no autódromo exige correção.

    É legal, é divertido, tem várias pistas etc. mas é arcade demais, não simula de fato um carro no autódromo. São diferenças e detalhes sutis que irritam porque, ao invés de simular um carro, me obrigam a aprender um jogo.

    Já o LFS é até hoje a coisa mais parecida que inventaram, tanto que eu uso ele como treinamento para corridas reais. E é o único jogo que eu consigo jogar justamente por causa disso, o resto é brinquedinho.

    Mas essa obviamente é apenas a minha opinião.

    ResponderExcluir
  13. Eu não preciso de tanto para me divertir em termos de corridas virtuais. O Gran Turismo 4, para Playstation 2, já é o bastante para passar algum tempo "brincando de piloto".

    Existe a necessidade de se acostumar com os controles do jogo, onde o que mais me incomoda é o tempo de resposta da direção, padrão para todos os carros. O desempenho varia muito de um modelo a outro, mas deveria ser possível ajustar a resposta de esterçamento para obter-se uma dirigibilidade mais próxima da realidade.

    Por fim, o maior problema dos simuladores de corrida é não ser possível sentir na pele as reações do carro, limitando-se ao visual apenas. Na vida real, muito do ato de pilotar/dirigir vem do feeling do piloto para com o carro. Mas é por isso que os jogos se chamam simuladores, seria preciosismo demais de minha parte querer algo perfeito...

    ResponderExcluir
  14. Qual de nós tem a oportunidade de guiar um Viper do team Oreca? um toyota GT1? uma Renault espace F1, um Escudo de Pikes peak? Ou mesmo um 911, uma modena, um evolution e por aí vai....entusiasta pode se divertir também com os games, fomenta a paixão pois sabemos que a realidade é bem mais dura!!!!Sem o lúdico, a vida pode fica chata.

    ResponderExcluir
  15. Carlos Galto16/06/2009 07:22

    Para Playstation, acho o GT4 arcade demais. O visual é ótimo mas simulação zero. O Toca Race Driver é melhor, aliás desde o primeiro, no Play 1.
    Mas o melhor de console é mesmo o Forza do XBox 360.
    O LFS é ótimo sim, sem aquela sensação incômoda de excesso de velocidade, excesso de grip ou freios, se vc freia forte demais o carro trava e vai embora, simples e eficiente.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.