google.com, pub-3521758178363208, DIRECT, f08c47fec0942fa0 A SAGA DOS NOVOS APARELHOS DE SOM DE CARROS E MP3! - AUTOentusiastas Classic (2008-2014)

A SAGA DOS NOVOS APARELHOS DE SOM DE CARROS E MP3!

O meu velho e bom amigo Luiz Dränger, aquele que teve o Chevette Lotus, me contou a respeito de um problema que está tendo e que acho merecedor de ser compartilhado com os leitores do AUTOentusiastas. Contou ele:

"Fui comprar um som para o meu carro! Uma tragédia sem limites. Cada aparelho que me mostravam, tinha o maldito “menu”! Não posso mais ouvir essa palavra; caos total e um provocador de acidentes no trânsito.
Para aumentar os graves ou agudos, tenho que apertar um microbotão não sei quantas vezes e olhar no microdisplay se estou na função certa. Um horror!
Perguntei para o vendedor se existiam aqueles aparelhos com botões circulares para volume, graves e agudos e, nada! Não existe mais. A desculpa é que potenciômetros, que são os botões, dão problemas de contato por sujeira! Eu tive tantos rádios Becker e Blaupunkt e nunca tive problemas!!!
Aí pensei em instalar um amplificador e alto-falantes apropriados e conectar um MP3 moderno (na loja em frente). Nova saga: o maldito menu e os botõezinhos que, com a idade, não enxergo direito. Navegar, enxergar em um display mínimo é caótico.
Comprei dois tipos de MP3 no Submarino.com e frustrei-me novamente. Todos são feitos para “nerds”!!!! Praticidade, zero.
Quero um aparelho com potenciômetros circulares para volume, graves, agudos e balanço, que intuitivamente acertamos. Alguém faz isso? Botões grandes ajudam na segurança no trânsito! Você conhece algum produto assim?
Ou seja, menu só nos cardápios de restaurantes.
Abraço, Luiz"

BS


27 comentários :

  1. Essa eliminação de botões é mesmo de atrapalhar. O modelo de aparelho de áudio que está instalado em meu carro é desse jeito: qualquer função "diferente" (ajuste de graves, agudos, balanço...) tem que ser acessada via menu. Para piorar, para acessar o menu com "zilhões" de funções, é preciso manter pressionado o botão de volume (giratório, pelo menos...) por cerca de 3 segundos, para que daí sejam exibidas as funções...

    É por isso que eu digo: tecnologia demais atrapalha. 90% das funções de meu aparelho não são por mim usadas...

    ResponderExcluir
  2. Também quero, mas isso não existe mais. O jeito é acertar antes de começar a dirigir e deixar como está, so se altera bem o volume e olhe lá. Sad but true.

    ResponderExcluir
  3. Acho um pouco exagerado o post... Aparelhos mais complexos pedem mais menus de acesso, afinal não existe uma frente que comporte tantos botões.
    E regulagem fina do som se faz em casa, com o carro desligado.

    ResponderExcluir
  4. A Solução é um Cobra 148 GTL DX ,versão player.

    Fácil, Fácil.

    Acopla a um Tojo GR 300, torce pro eco e fim de papo ... rs

    ResponderExcluir
  5. mas em compensação com MP3 ou USB, podemos gravar e escutar uma infinidade de músicas, sem precisar carregar CD ou ter que troca-los o tempo todo....

    eu particularmente quase não escuto música ao dirigir...

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente com seu amigo. Tudo que tem menu irrita.

    ResponderExcluir
  7. Isso não é só com som. Numa viagem recente, aluguei uma BMW 318 touring , cambio manual. Carrinho porreta, que tem uma função diferente...o motor desliga quando em ponto morto, e religa ao se pisar na embreagem. Ou seja, ao se parar num sinal, ele desliga, e quando o sinal abre, ao pisar na embreagem, antes de engatar a primeira, ele está andando novamente.
    Bem, mas o assunto aqui é outro... alguém já tentou navegar por aquele computador de bordo+gps no painel? é tanto menu....!!!!!
    acho que deve ser a idade chegando também.

    ResponderExcluir
  8. Concordo com o Alexei: basta procurar um aparelho de som antigo no Mercado Livre, tem aos montes, sobretudo da molecada que não suporta coisa velha.

    ResponderExcluir
  9. Aproveita e compra uma TV preto e branco tb. Muitas cores devem atrapalhar sua visão... É cada uma...

    ResponderExcluir
  10. Muito simples.
    Faça como o AG falou, programe tudo antes.

    Compre um aparelho que tenha um botão para Equalização, aí vc só aperta ele e navega pelos presets.

    Ou então compra um Sony com botão D-Bass ou algo que o valha, vc vai apertando para dar enfase nos graves.

    A questão é que os bons aparelhos "de menu" só precisam ser regulados uma única vez. Esqueça o seu velho equalizador Tojo com 7 sliders conectado ao toca-fitas Roadstar que ajustava Treble e Bass com anéis atrás dos botões de volume e sintonizador (sim, sintonizador manual) e que não tinha nem função Loud...

    ResponderExcluir
  11. Carlos Eduardo03/06/2009 02:53

    Eu tenho um pioneer novo, comprei a uns meses atrás, eu só salvei uma configuração de graves, agudos e balanço e nunca mais precisei mecher lá, enquanto dirijo só mecho no volume.

    ResponderExcluir
  12. Outra solução é procurar um MP3 ou MP4 player com transmissor de FM, que são mais fáceis de configurar. Se encontrar um touchscreen, melhor ainda. Sintoniza na estação e regula pelo aparelho.

    ResponderExcluir
  13. Marlos Dantas03/06/2009 11:04

    Realmente o ajuste fino deve ser feito com o carro parado, pois é praticamente impossível "decifrar" todos aqueles menus sem desviar a atenção da pista. Acho que, pelo menos, o ajuste de volume deveria ser por botão giratório, pois em grande parte dos casos, as teclas de volume (e as que mudam a faixa do CD ou MP3) não se diferenciam das outras, mas deveriam por serem as mais utilizadas. Nesse aspecto, os aparelhos originais de fábrica levam vantagem, pois de modo geral são maiores (inclusive o display) e as teclas não ficam tão amontoadas.
    Bem, não sou a pessoa ideal para falar de som, pois geralmente uso-o quando estou limpando o carro, mas muito raramente quando dirijo. Uma questão de costume, talvez.
    Estou querendo tirar o MP3 da Elba e pôr o toca-fitas original, se alguém souber de um...

    ResponderExcluir
  14. Também acho essa profusão de menus para acessar funções um tanto que "irritantes", ainda mais num aparelho que por ter a função de leitura de MP3, vc pode abarrotá-lo de músicas, milhares delas. E pulando de um gênero a outro, as equalizações necessárias também mudam. E é um porre, começar a tocar a música e vc perceber a falta de agudos ou graves e ter de primeiro, acertar os botões minúsculos na frente do aparelho, depois ir navegando ou para achar outra forma de equalização ou encontrar os ajustes de graves e agudos. Se até o Schumacher já bateu o carro nessa situação, imagina eu, um simples motorista...
    Não sou fã de controles giratórios pela estética, mas devo confessar que funcionalmente, são muito mais úteis que os botões. Não tiram sua atenção ao volante, você não fica tateando e tentando descobrir que botão é aquele sob o seu dedo.

    ResponderExcluir
  15. Recomendo você comprar um toca-fitas de bandeja em algum ferro-velho por ai.

    ResponderExcluir
  16. Sergio CJr.03/06/2009 12:30

    Não concordo que tecnologia demais atrapalha, pelo contrário, a idéia é que facilite a vida.

    No entanto, quanto maior a tecnologia embarcada, maior (nem sempre) a complexidade de utilização.

    Porém, tal problema é resolvido de forma muito simples, basta ler o manual do aparelho para se familiarizar com as funções oferecidas. No entanto, como brasileiro detesta ler manual, qualquer que seja, prefere criticar o produto, dizendo que antigamente é que era bom.

    Pois bem, se todos tivessem esse pensamento, ainda estaríamos andando de carroça puxada por Cavalo, já que cavalo não tem eletrônica embarcada, não fura pneu e tem pouco consumo de combustível.

    Hoje a tecnologia nos permite carregar num pequeno pen drive o equivalente a centenas de CDs e Fitas K7s, nos permite ajustar e programar na memória do aparelho os ajustes finos para cada gênero de música, podendo alterar os parâmetros apenas no toque de um botão.

    Ou seja, dava muito mais trabalho e levava muito mais tempo para se ajustar as configurações de som nos aparelhos antigos, além dos ajustes serem bem limitados comparados com os feitos atualmente.

    Concluindo, leiam o manual, façam os ajustes antes de sair, uma única vez (exceto quando ficar sem bateria no carro, quando alguns aparelhos perdem a memória) e, para quem tiver dificuldade visual, nada que lentes corretivas não resolvam.

    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Paulo Keller. Sua camera digital não tem Menu?

    Viva os menus, viva a interconectividade. Viva o som que fala com o celular, agenda e Ipod e ar-condicionado do carro.

    Eu prefiro os menus do caixa eletronico e do internet banking a fila do banco.

    Eu prefiro os menus do aparelho de som do carro e musicas para 15 dias sem repetir do que carregar CDs dentro do carro. Alias, muito mais seguro operar menu do que trocar CD.

    ResponderExcluir
  18. Caro Segio,

    Eu leio os manuais,mas a questão não é a dififuldade de operação. Mas como o Delmiro acima disse, a equalização muda conforme o genero, ainda mais quando gravado em MP3, e aí, ou voce faz os ajustes o que é um saco e perigoso, ou se conforma com um som de qualidade inferior.
    É simples assim.
    Abr
    Luiz

    ResponderExcluir
  19. Clésio Luiz03/06/2009 16:50

    Nesse caso o melhor é procurar uma aparelho que mude a equalização conforme o tipo de música. Não sei se existe, mas se existir, melhor é impossível.

    ResponderExcluir
  20. Dê uma olhada no site da McIntosh, pois adquiri um modelo MX-406 que além da altissima qualidade sonora, é inteiro construído com botões giratórios, e sem menus. Resolvve todos os problemas, com resultado sperior. Abs.

    ResponderExcluir
  21. dê uma olhada no museu de sua cidade, pois recentemente adquiri um 386 dx100, com o sistema MS-DOS incluso!

    ResponderExcluir
  22. Com tantos congestionamentos nas cidades grandes, há tempo de sobra para regular menu de rádio! :)

    ResponderExcluir
  23. Sergio CJR.04/06/2009 12:13

    Olá Dranger,

    Hoje, alguns aparelhos possuem opções de ajustes memorizados e, ainda, opção de ajuste pessoal.

    Nesses aparelhos, basta vc definir os ajustes para cada gênero musical. Alguns mais sofisticados, permitem, inclusive, diversos ajustes para o mesmo gênero.

    Assim, quando começar uma música, basta dar alguns toques no botão para chegar ao ajuste para aquele gênero musical.

    Acho mais simples do que ajustar manualmente e, depois, ter que reajustar para outro tipo de música.

    ResponderExcluir
  24. O Passat TSI tem botões para graves, médios e agudos. Confesso que até estranhei qdo vi...

    ResponderExcluir
  25. Eu uso um aparelho Pioneer com tela de 6" e leitor pra DVD (que no modo de leitura de vídeo desliga a reprodução junto com a luz-espia do freio de estacionamento). Ele tem controles por toque na tela e memórias de equalização.

    De qualquer forma, os arquivos de mp3 são compactados e a qualidade é bem inferior aos CDs. Aliás, algumas versões nacionais de álbuns em CD não tem qualidade alguma. De nada adianta equalizar.

    Não sou audiófilo, mas meu ouvido de músico amador só consegue equalizar à noite com o carro parado em casa.

    A melhor pedida é comprar um rádio com equalização pré-definida ou partir para um modelo mais sofisticado, com memória de equalizaçao.

    ResponderExcluir
  26. Ainda bem que eu conto com o meu Roadstar com ajustes de grave, agudo e balanço por meio de botões giratórios em meu Fusquinha!
    Infelismente, creio que esse tipo de rádio já não existe mais...

    ResponderExcluir
  27. Ainda bem que eu conto com o meu Roadstar com ajustes de grave, agudo e balanço por meio de botões giratórios em meu Fusquinha!
    Infelismente, creio que esse tipo de rádio já não existe mais...

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.