O MUSTANG E O JARAGUÁ




No sábado passado, dia 20 de junho, aconteceu um dos mais interessantes e tradicionais eventos anuais automobilísticos de São Paulo, a Subida de Montanha do Pico do Jaraguá, organizada pelo Auto Union DKW Club do Brasil

Nunca participei desta prova, mas há alguns anos a acompanho de perto, com alguns amigos que participam. Este ano fui com meu amigo Marco, que já participa da prova desde os anos 1980. Seria apenas mais um piloto e um carro inscritos para subir pela estrada até o topo da montanha, assim como os quase quarenta outros carros que lá estavam, não fosse a relação dele com o carro.


 

Fomos para lá com o Mustang 1968 do Marco, seguindo uma carreata de DKWs de amigos que saiu do bairro da Lapa. O Mustang destoava um pouco dos demais carros, pois era o único carro não restaurado (fora os carros modernos, claro) que iria participar da prova. A pintura, original de fábrica, já está abatida e sem muito brilho. Os detalhes do carro estão todos lá, mas marcados pela idade. Como brinca o próprio Marco, um autêntico rat-rod.

Mas, justamente esse carro, foi um dos mais elogiados. Logo que chegamos, a primeira pessoa a ver o carro (que se não me falha a memória foi o Kid Aranha, o vencedor da prova com um 911 modificado) enquanto estava sendo estacionado ao lado dos demais, falou de boca cheia "cara, esse é o carro mais legal de todos daqui!". E isso resume o espírito que muitos outros compartilharam, e resume o espírito da própria corrida.




Não importa se o carro é um Porsche, Ferrari, Alfa, Puma, Fusca ou Mustang. Não importa que o carro seja impecável ou precisando de reforma, o que importa é a vontade de ir até lá, subir a montanha e voltar feliz para casa. Só isso. Não precisa ser o mais rápido, nem o mais bonito. O Mustang não é preparado, o motor é original e ainda anda com o carburador de corpo duplo, e o câmbio é automático de três marchas, pontos não muito favoráveis para participar de uma subida de montanha. Este ano não foi tão bem assim no resultado final, mas quem se importa?



O importante foi chegar lá, subir e voltar. Mas outro detalhe que chama a atenção é que não é a primeira vez que esse Mustang sobe até o Pico. Em 1988, o Marco já correu com o carro, e ficou em 7° no geral. Em 1989 ficou em 3° com um bom tempo final e na frente de muito carro bom. Em 1990 ficou em 4° e em 1991 em 6°. E sempre com o Mustang, do mesmo jeito e com o mesmo espírito e vontade.

Se esse espírito fosse comum ao nosso automobilismo em geral...

MB

24 comentários :

  1. PUta merda... Faz 3 anos que eu to tentando acompanhar a subida de montanha e não tem UM site, blog, jornal, sinal de fumaça, que avise com antecedência qual vai ser a data, alguem pode me atualizar aí pra no ano que vem eu não perder de novo?????

    ResponderExcluir
  2. rd, falta divulgação mesmo, fiquei sabendo no dia anterior.Mas costuma ser no meio de junho.

    abs

    ResponderExcluir
  3. Este belíssimo Mustang carrega em seu corpo, cicatrizes de uma bela história!..é como eu sempre digo, um homem que não tem em seu corpo marcas ou cicatrizes, é pq não teve uma infância cheia de emoções e aventuras!

    Este blog é fantástico! belíssimo trabalho, parabenizo a todos que fazem deste..ser oque é!..um ótimo instrumento para AUTOentusistas!

    ResponderExcluir
  4. Quero ver esse mustang reformado ...
    vai ficar tão lindo !

    ResponderExcluir
  5. Isso é o mais importante: diversão pura, sem aquela disputa sem sentido, como se fosse preciso mostrar a todos "quem é o dono do pedaço".

    Tá certo que o Mustang com a pintura original de fábrica tem seu charme, ainda mais passados 41 anos. Mas se esse Mustang recebesse um "tapa" de pintura, inteiro de lata e com todos os detalhes como está, ficaria "felomenal"!!!

    ResponderExcluir
  6. nossa, muito legal cara, eu não conhecia este evento, mas achei sensacional a idéia.
    se puder coloca mais fotos do evento e dos outros carros para nós;

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Anderson e lucius, obrigado pelos elogios, todo o pessoal do AUTOEntusiastas agradece.

    Colocarei mais fotos, e acredito que o Paulo Keller e o Arnaldo devem dar uma colaboração nesse assunto também.

    abs.

    ResponderExcluir
  8. MB,

    Genial, um sobrevivente, survivor como dizem, gasto, usado, vivo e real. Isso sim é um carro de verdade com C maisculo.

    ResponderExcluir
  9. Marlos Dantas23/06/2009 22:29

    O Porsche laranja da foto é um legítimo Carrera RS ou é um modelo "comum" (se é que se pode chamar um Porsche de comum...) caracterizado como RS?

    ResponderExcluir
  10. Milton,
    Legal este seu post. Captou o espírito desta subida de montanha. Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Putz, que demais. Belo relato, Milton. Eu ia com o Alfonso (DKW), que é amigo do Marco... ele queria muito que eu conhecesse esse Mustang. Fica pra próxima!

    []s!

    ResponderExcluir
  12. Junior VAMODOIDO24/06/2009 00:10

    Sem comentários. Para onde o dono olha no carro deve lembrar de algum episódio, alguma história. Acho que isso é maior que qualquer restauração. É ostentar a história vivida com orgulho...

    ResponderExcluir
  13. Marlos, é uma réplica, não é Porsche de verdade.

    Bob, obrigado!

    Juliano, fomos junto com o Alfonso, seguindo o grupo dos DKWs. Você devia ter ido!

    abraços

    ResponderExcluir
  14. Mister Fórmula Finesse24/06/2009 09:19

    Imagino a tocada para ficar em terceiro na geral, pois acredito que carros muito fortes participem do evento -não apenas os antigos - pelo que pude acompanhar quando alguma revista do gênero tinha a dignidade de publicar. Mustangão original em terceiro? deveria riscar bonito as curvas...

    ResponderExcluir
  15. Não sei se o esquema da subida mudou esse ano. Mas a última que fui foi em 2005 e achei uma palhaçada o fato de não permitirem que as pessoas pudessem chegar perto da largada.

    Barrar o acesso ao longo da estrada é uma coisa, por questões mínimas de segurança, mas impedir que os comuns pudessem chegar perto do ponto de largada, onde os carros estavam estacionados aguardando sua vez, para que pelo menos pudessem ver os carros de perto, largando e queimando borracha, achei um absurdo, verdadeiro clubinho elitista, que pouco tem a ver com o autoentusiasta.

    Na época, mandei um e-mail para o Arnaldo, sobre isso, e comentei que os que conseguiram ver, eu entre eles, foi porque entraram pelo parque e saíram pelo portão que dava acesso à largada.

    Na saída, vi um pai com o filho no colo, lá no começo da estrada do pico, louco pra ver e mostrar os carros de sua época ao filho, mas os seguranças não os deixaram entrar e chegar perto dos carros. Quando falei que ele podia entrar pelo parque, caminhar um pouco e sair no portão de frente pra largada, ele abriu um sorriso de orelha a orelha, doido pra mostrar pro seu filho os carros de verdade.

    Depois disso, parei de ir, mas não sei se hoje isso mudou.

    ResponderExcluir
  16. Sergio,

    Não leve a mal a organização. Estava juntando muita gente, virando zona e perigoso. Estou de acordo com você. Também acho que deveria ter acesso, mas aí é DER e prefeitura no pé e tudo quanto é burocracia pra atrapalhar e loucos pra dar um jeito de podar o evento. Creio que se eles não dessesm uma maneirada no público os manés já teriam vetado a coisa.
    É mais por aí. Não é elitismo cretino, não.
    Aqui no Brasil fazem de tudo para que esses eventos não aconteçam, pode crer, e sei bem a luta fiadamãe que é organizar essas coisas, o drible que e gente tem que dar.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo, se for por esse ponto, até concordo.

    No entanto, o que me pareceu na época, foi que era mais uma frescura de alguns em deixarem chegar perto de seus carros do que outra coisa.

    Sabemos muito bem que nem todos que participam dessa subida são verdadeiros autoentusiastas, alguns estão apenas pelo status de mostrar uma máquina rara, pois vi muito carro, nem tão antigo e nem tão raro, chegar de plataforma, subir e voltar na plataforma.

    Nada contra, mas eu penso que o carro, tendo condições, é feito pra rodar, não pra ficar apenas servindo de "exposição de ego".

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Sergio,

    Sinceramente não prestei muita atenção se este ano podia entrar qualquer um pra ver. Outros anos não podia mesmo, só credenciado.

    Mas não me lembro de muita gente sem credencial não.

    abs.

    ResponderExcluir
  19. Show ! muito legal mesmo e gostei bastante do que o Milton falou: Não importa se o carro é um Porsche, Ferrari, Alfa, Puma, Fusca ou Mustang. Não importa que o carro seja impecável ou precisando de reforma, o que importa é a vontade de ir até lá, subir a montanha e voltar feliz para casa. Só isso.

    ResponderExcluir
  20. Caro amigo Milton, a subida de Montanha do Jaragua é algo especial mesmo, e como voce disse, um evento democratico, onde o vencedor (subiu em inacreditaveis 2´37") com um maravilhoso Porsche Turbo 3.6 (dá um Post, o ultimo verdadeiro Porsche, alguem credenciado como vc pode escrever sobre o assunto)faz elogios sinceros para um pobre e combalido Mustanguinho...
    Parabens pelo seu post, estou lendo so hoje e vou dormir mais feliz, obrigado.
    Marco

    ResponderExcluir
  21. O 3.6 T 996 foi o último Porsche refrigerado a ar,em 1998.

    Consta que apesar de 450 cv divulgados,várias medições apontaram mais de 500 cv,mas o que é determinante na procura pelo modelo é que a Porsche aplicou nele toda a experiência das pistas para torná-lo uma saideira inesquecível

    ResponderExcluir
  22. Belli,

    SEN-SA-CIO-NAL!!!

    Jeito porreta de fazer o evento!

    MAO

    ResponderExcluir
  23. Milton,li hoje o seu blog falando sobre a Subida de Montanha e sobre o Mustang do Marco,que por sinal é meu.Me foi dado de presente como desculpa para a compra e no fim acabei me apaixonando por ele tambem!Já dei muitas voltas,dirigindo pela cidade e ele é realmente maravilhoso,uma paixão total.
    Parabéns pelo blog,é muito legal
    Beijo Tereza(a verdadeira dona!!!)

    ResponderExcluir
  24. Um pintura já levanta bastante esse Stang.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.