google.com, pub-3521758178363208, DIRECT, f08c47fec0942fa0 BOB PRESENCIA MILAGRE. JÁ O MAO... - AUTOentusiastas Classic (2008-2014)

BOB PRESENCIA MILAGRE. JÁ O MAO...


O post do Bob sobre o dia em que atravessou a cidade sem sinal vermelho pode ter dado esperanças ao amigo, mas no meu caso, continuo pessimista.
Domingão passado, finzinho de feriado prolongado, o meu mais novo teve a pachorra de me acordar às 7h30 da manhã, exigindo que fizesse algo com ele porque o sol já havia nascido. Frio desgraçado, cobertores quentinhos, mas resolvi levantar e fazer a vontade do moleque, visto que esse ano tenho passado menos tempo que o normal com ele devido a compromissos profissionais. Por um lado foi até bom, porque lá fora o sol brilhava gostoso, e o céu estava extremamente azul como só acontece no inverno.
Botei ele no carro e saímos em direção a uma padaria que, por ser localizada relativamente longe, não frequento muito, mas que tem uns pãezinhos de queijo que o Joãozinho adora.
A caminho de lá, passo por uma larga avenida de 3 pistas, que aquela hora no domingo estava completamente deserta, às moscas. Andando devagar, conversando com o Joãozinho que já tagarelava um monte de coisas aboletado em sua cadeirinha (onde essas crianças arrumam tanta energia?), eis que noto, já tarde, que haviam montado um radar fotográfico móvel na via. Uma olhada no velocímetro e outra no retrovisor bem na hora do flash confirmam: tomei mais uma multa.
Estava a 90 km/h na maior tranquilidade e segurança possível. O limite ali é 60. Talvez seja uma daquelas que por si só já se perde a CNH.
Não é de se revoltar? Em meu bairro, não há UM DIA que não se saiba de alguma casa que foi invadida e assaltada. Vivo sempre com medo de bandidos, porque sei que a impunidade reina para eles no ponto br.
Mas ai de quem se atrever a andar acima dos limites de velocidade ridículamente baixos que vigoram em nossas vias! Para esses criminosos e assassinos em potencial, não há perdão nem escapatória!!!
E se tomar uma cerveja no almoço e voltar dirigindo para casa então, é xilindró na certa!
As vezes, me canso de ser brasileiro...

MAO

16 comentários :

  1. MAO,
    É uma loucura mesmo, não? Faz uns quatro anos que não tomo multa por excesso de velocidade, mas isso exige uma atenção exagerada, anormal com os limites. Chega a desviar atenção do tráfego algumas vezes. Na outra ponta, há os que trafegam bem abaixo, impondo trombos no trânsito. Caso famoso da lombada eletrônica, que se é de 40 km/h, o ou a idiota passa a 20. Dirigir no Brasil torna-se cada vez um martírio, um desprazer.

    ResponderExcluir
  2. MAO, Bob,
    além de todo esse estrume que as Prefeituras nos impõem, ainda há os semi-mortos que, ao abrir o semáforo, não aceleram.
    Destruamos essas câmeras amigos ! eu não aguento mais.

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo Laranjo17/06/2009 10:17

    Eu acho um absurdo esses idiotas que se queixam da "indústria das multas", só porque o "coitado" foi flagrado a 160km/h na Marginal Pinheiros.

    Mas eu ainda considero maior absurdo os limites dessas vias. Tem lugar com placa de 50, 40, até 30km/h.

    O errado não é o radar, o errado é o limite ridiculamente baixo.

    ResponderExcluir
  4. Esse é o resultado por sermos governados por uma gente tão boçal, rombuda mesmo. E a sociedade vai comprando a idéia e se idiotizando a cada dia. Não tenho mais esperanças.

    ResponderExcluir
  5. Mister Fórmula Finesse17/06/2009 10:23

    A índustria anti carro e arrecadadora do Brasil anda a mil!!! Andar de carro daqui a pouco será feio como fumar em público (nada pessoal Bob), ecologistas, governo, condutores de fim de semana...um verdadeiro complô contra a máquina mais fantástica já criada. Sei lá nessa toada, daqui uns 100 anos existirão pistas particulares só para os ricos lembrarem do prazer de condução que seus antepassados uma vez á tiveram...o trânsito? cidades impraticáveis e estradas tomadas por comboios automatizados, carro com personalidade (nano tecnologia fará milagres) e particular voltará a ser coisa de rico como foi no ínicio do século XX.

    ResponderExcluir
  6. MAO, o Big Brother está cada vez mais de olho em todos nós.

    Daqui a pouco, vão regulamentar que cada carro possua um GPS que multe o próprio carro automaticamente.

    Não há muito mais o que comentar além do que o Bob e o Juvenal comentaram.

    O que me resta é fazer um pedido e te dar um conselho. O pedido beneficia a todos e o conselho também serve a todos.

    O pedido é para que vc cadastre esse radar e todos os novos que porventura vc encontrar no site do maparadar (http://www.maparadar.com). Se esse radar te pegou, dê uma força pra comunidade para que outros não caiam na armadilha.

    O conselho que eu te dou é para comprar um GPS que avise sobre radares. A localização dos radares vc pega do site do maparadar e é bom mantê-lo atualizado.
    Te garanto que sai mais barato e te dá menos dor de cabeça.

    ResponderExcluir
  7. É um absurdo mesmo. A velocidade imposta pelos radares é totalmente não condizente com a velocidade da via. Não é natural. Obriga o motorista a ficar olhando o velocímetro e controlando no freio, perdendo o foco no trânsito e no ambiente.

    O objetivo destes radares não é controlar o fluxo, é apenas arrecadar e incrementar a receita.

    Não à toa, vemos muitos radares localizados ao final de descidas, e não no intercurso. Sempre com velocidade ao menos 10 km/h inferior à imposta na rua. Qual o sentido disso? Nós todos sabemos.

    ResponderExcluir
  8. É a maldição!! A Maldição.br !

    ResponderExcluir
  9. Rapaz,

    Esse feriado perdi completamente o tesão de andar de carro.

    Fui pra praia, desci pela Anchieta e, o limite que era de 60 km/h, baixou, inexplicavelmente, para 50 km/h. Não sei se os únicos radares são aqueles de frente, de torre, pq certa hora me peguei curtindo um S, com total segurança, a cerca de 80 km/h e já fiquei tenso se algum radar não me pegou nessa velocidade, o que seria perda da CNH e 500 paus de multa.

    Aí chego na rio-Santos, com um limite ridículo de 80 km/h, quando com segurança, nas áreas não habitadas, se anda tranquilamente a 110 km/h e, mais uma vez, a tensão de por algum devaneio tomar uma multa, como já tomei a 1 km/h acima do limite, foi maior que o prazer da viagem.

    Eu sou um que cansei de tomar multas e ando abaixo do limite de velocidade na cidade nos trechos que não conheço. O limite é 70, ando a 60, obviamente, não alugo a esquerda, mas cansei de sair e, além dos impostos altos que pago, ter que pagar multa por velocidade.

    ResponderExcluir
  10. Carlos Galto17/06/2009 16:00

    Por essas e outras a mais nova indústria "dos recursos" vai se desenvolvendo por dentro mesmo dos Detrans...
    Todo mundo conhece alguém que "dá um jeito" em multas injustas, aliás na grande maioria das vezes nem tão injustas assim...
    Não entrando no mérito dos radares absurdos, tenho um amigo que usa um scooter pra trabalhar no Centro do Rio e coloca num moto estacionamento. Isso é uma área pintada na calçada... Aconteceu com ele mais de uma vez de motoboys simplesmente pegam a scooter dele e colocam FORA da área demarcada, moto leve, nada difícil de fazer!! E os policiais da área SABEM DISSO! Ao invés de multar ou dar uma surra nos imbecís que fazem isso o multaram e levaram sua scooter para o depósito uma vez!!!!
    Nada adianta, fotos, denúncia em jornais, porra nenhuma!!!!
    Eu moro no Méier, um bairro da Zona Norte do Rio, perto do shopping de maior movimento da cidade. A quantidade de Kombis que fazem "transporte alternativo" no entorno é absurda!! Os carros chegam ao ponto de engarrafar a via por conta das kombis pararem nos ponto de ônibus e os ônibus pararem na segunda OU TERCEIRA faixa da pista!!!
    Detalhe, existe uma cabine da PM EM FRENTE dessa muvuca!!
    Acreditar no Brasil??? Ha!! Tenta daqui a duas gerações!!!!
    Já estou educando o Galtinho, com 6 anos hoje, pra sair do país quando terminar o ensino médio...

    ResponderExcluir
  11. Os limites de velocidade são escolhidos com base em dois parâmetros:
    1-a média do motorista nacional, que significa semi-retardado e mal-alfabetizado.
    2-eliminar a possibilidade de diversão para quem sabe dirigir com responsabilidade.
    Mais uma coisa: em São Paulo há duas avenidas que me irritam profundamente. A Bandeirantes com seu limite besta de 70 km/h, onde se pode andar a 80 na boa. A Santo Amaro com limite de 60 km/h, estreita e com corredor de ônibus na esquerda (troféu burrice)e montes de pedestres e cruzamentos. Esse limite é altíssimo, deveria ser 50 ou 45.
    Só dá mesmo iletrado fazendo leis.

    ResponderExcluir
  12. Jonas Torres18/06/2009 01:15

    Seja qualquer o tipo de radar (fixo, estático, móvel ou portátil), no caso específico deveria haver a placa de fiscalização entre 100 a 300 metros antes do radar. Confira e recorra.

    ResponderExcluir
  13. Rubinho Carvalho18/06/2009 16:15

    MAO, certíssimo!!!!!!!!! O circo pegando fogo e nossas autoridades dando banho no elefante! Infelizmente, nós todos estamos pagando pela indústria de multas, pois o custo delas é embutido nos preços de tudo que pagamos.Além de pagar as ditas cujas, ainda pagamos o embutido. É demais! Mas, eu sou brasileiro e não desisto nunca! Independente do que rolou nas ocasiões, aprendemos a usar cinto de segurança e a cidade de S.Paulo está mais limpa com ações insistentes de 2 políticos polêmicos. Um dia, algum outro polêmico vai cuidar disso. Tenho certeza!

    ResponderExcluir
  14. Tempos atrás eu estava refletindo sobre a quantidade de acidentes que ocorriam num trecho em obras da BR 101 no norte do RS. Um policial rodoviário, em entrevista à TV, culpava os motoristas, que não respeitavam o limite de 40 km/h no local. É tão comum vermos limites de velocidade absurdamente baixos (aparentemente, definidos com base em critérios "arrecadatórios", e não técnicos), que nos acostumamos a desrespeitá-los em vias que permitem trafegar em velocidade maior com segurança. Mas, naquele caso, o limite legal condizia com as condições de segurança da via, e alguns motoristas desavisados se envolveram em acidentes (pelo menos dois foram fatais).

    Disso, eu penso o seguinte: os limites de velocidade muito baixos, definidos erroneamente por pessoas não capacitadas (ou mal-intencionadas), também causam mortes no trânsito. E as tais pessoas não capacitadas devem estufar o peito e dizer, orgulhosas, que contribuem para a segurança no trânsito!
    É melhor eu parar de pensar, senão eu me revolto.

    ResponderExcluir
  15. FCardoso,
    Você está mais do que certo. De tanto se ver placas com limites irreais de velocidade acaba-se deixando de acreditar nelas. Aí chega-se a uma situação em que é preciso realmente diminuir e não se diminui. Pronto, mais um acidente para as estatísticas.

    ResponderExcluir
  16. Só para constar, mas não menos importante, esta foto é de Foz do Iguaçu, na cidade que me criei, e fica antes da curva da avenida JK próxima a entrada para o Jardim América, logo após o Batalhão da cidade. Neste ponto a avenida tem três pistas.
    Abs, Crsitiano.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.