EXTORSÃO

Foto: politicojove.arteblog.com.br


Dólar tocando 1,60 reais, inflação ainda contida, 6,5% anual, mas mesmo assim o preço do etanol disparou, como mostra a tabela de preços de um posto, etanol comum a R$ 2,19. Não faz muito tempo andava a R$ 1,40 e a gasolina comum, R$ 2,40. Esses preços eram quase um padrão na região sudeste exceto o Rio de Janeiro. O calculador de escolha de combustível FlexCalc, produto idealizado por mim e pelo André Dantas, tinha R$ 2,10 como limite do preço do etanol. Achamos na época (2008) que era até demais, não precisaria tanto. Pois os próximos a serem produzidos terão de ter a escala de preço do "nosso" combustível modificada. Ridículo.

FlexCalc adquirido por cliente. No final da escala verde, no disco interno, em cima, o preço do etanol, R$ 2,10

Os produtores de etanol estão cometendo ato de extorsão, inequívoco abuso do poder econômico. Os que estão do lado deles alegam valer a imutável lei da oferta e da procura. Se o etanol anda escasso, o preço tem que subir. Só que subir 50 por cento em cerca de seis meses, dentro do atual quadro da economia, para mim tem nome: extorsão.

Pior, no caso da "madição energética" brasileira, esses atos de majoração de preço injustificada do etanol acabam levando junto o preço da gasolina, já que dentro do esquema de "maldição" a quarta parte dela é etanol.

A uma altura dessas, é de perguntar onde está o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) do Ministério da Justiça? As funções do importante órgão estão previstas na Lei nº 8.884/94. Ele tem a finalidade de orientar, fiscalizar, prevenir e apurar abusos de poder econômico, exercendo papel tutelador da prevenção e da repressão a tais abusos.

Há quem diga que os brasileiros têm o carro flex para se defender, mas não é tão simples assim. Primeiro, como dito acima, a gasolina também encarece. Segundo, os cidadãos que fazem projeção de seus gastos com mobilidade não podem, de uma hora para outra, ser prejudicados pela ganância de meia-dúzia de produtores de etanol.

É por essas e outras que cada vez me convenço cada vez mais de que a implantação do segundo combustível para motores de ciclo Otto prejdicou mais do que ajudou o cidadão que tem seu automóvel. Estaríamos muito melhor sem o etanol, como escrevi há poucos dias neste blog.

BS

102 comentários :

  1. Calma Bob , porque aqui tem gente que acha que esse assunto é desnecessário!!

    ResponderExcluir
  2. Aqui em Salvador o etanos esta na casa dos R$2,39 em alguns postos.
    um absurdo!

    ResponderExcluir
  3. Aqui em Juiz de Fora - MG um posto estava com a Gasolina comum a R$3,09 no sábado. Hoje li uma notícia de que subiu ainda mais, para R$3,15.

    O álcool? De R$2,39 a 2,59!

    Pra mim isso está mais para um cartel!

    Tô pensando seriamente em ir de ônibus para o trabalho. Vai ser aquele inferno de novo, pelo menos 4h por dia de ida e volta, ao invés de 1:20h.

    Como parâmetro, quarta fará 1 ano que comprei meu 1º carro. E lembro direitinho do preço de ambos combustíveis há 1 ano atrás: R$2,29 a Gasolina comum e R$1,69 o álcool.

    E ainda acham um absurdo quererem privatizar a Petrobras... O que nós ganhamos com ela, em termos de proteção do preço mesmo? NADA!

    ResponderExcluir
  4. Isso é um roubo! Etanol com preço de gasolina comum!

    ResponderExcluir
  5. Antonio Pacheco04/04/11 16:22

    Aqui em minha cidade, no Triangulo Mineiro, o álcool está custando R$ 2,55 e a gasolina R$ 2,99. Aproveitaram a desculpa do preço da entre-safra, e aumentaram bem mais do que nos outros anos, só para, agora no começo da safra, o preço "baixar" para algo em torno de R$ 2,00. Tenho certeza que não baixa disso mais. E a gasolina, que custava 2,69, aumentou 30 centavos da noite para o dia, com a mesma desculpa do preço do álcool.
    E o governo, inves de reduzir o percentual de álcool na gasolina (de 25 para 20%), prefere adicionar 1% de água no álcool anidro... é extorsão mesmo.

    ResponderExcluir
  6. totty
    Os assuntos são de escolha do editor. Leitor tem direito de não ler, certo?

    ResponderExcluir
  7. Nós pagamos caro pela gasolina e álcool por conta do Diesel, este que dificilmente sobe como a Gasolina. Aqui continua congelado a R$1,89.

    E parece que mesmo que os conflitos no Oriente Médio acabem, mesmo que o preço do barril de petróleo desabe, mesmo que os produtores de cana estejam enfiando cana até onde não devia entrar nada, os preços não baixarão nem um pouco.

    Será que voltará o tempo da febre de carros com GNV? Tenho um kit parado aqui em casa, de 2003. Se continuar nesse nível, não terei outra escolha...

    ResponderExcluir
  8. Vai baixar ...a safra tá aí...

    ResponderExcluir
  9. Sempre me perguntei pq a Petrobrás não entra de kbça nessa kestão do Alcool...

    Poxa...fica td mundo se vangloriando do nosso combustível do futuro e etc.

    Pq será q a Petrobrás nunca seker cogitou a ideia de ter plantações e usinas de cana de açúcar?

    Acho um absurdo deixar essa rique za na mão desses usineiros safados.

    Os séculos passam e essa cambada continua usando do msm expediente da época da Colônia.

    ResponderExcluir
  10. Bob, o cenário atual do álcool me faz lembrar muito a visão de futuro desse combustível apresentada pelo João Gurgel no começo da década de 1980.Entre outras coisas, que o álcool poderia ser um "combustível" para a inflação. Se não me falha a memória, a partir dessa época ele parou de fabricar carros à álcool. E nem me lembro se houve um BR-800 "alcoolizado". Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Roberto Dallabarba04/04/11 16:42

    Não tem que ter calma não,BOB!!Isso é realmente um absurdo.
    Nós, brasileiros, somos realmente acomodados, temos mesmo que nos indignar.
    Pagamos juros enormes.Juros sobre juros. E a cada momento é mais imposto. E políticos com reajustes estratosféricos. Serviços essenciais péssimos.
    Temos que pagar para termos muito do que nossos impostos já deveriam nos garantir.
    Vamos nos revoltar e disseminar a revolta começando por quem tem o poder de influenciar e credibilidade.
    Põe a boca mesmo Bob.
    Abraços.
    Roberto Dallabarba.

    ResponderExcluir
  12. Bob, o maior ganho que se teve com o carro flex foi o de se evitar que o país pare novamente como no início dos anos 90, quando cerca de 90% dos carros rodavam com etanol e ocorreu quebra de safra da cana de açúcar. Hoje em dia se isto ocorresse, a gasolina deverá atender a escassez de álcool.

    Mas o que importa é que sempre ficamos nas mãos dos usineiros, pois o governo não se impõe. São interesses de estado que estão em jogo, não interesses puramente comerciais.

    ResponderExcluir
  13. E pensar que, há poucos anos, cerca de 07, cheguei a pagar R$ 0,60 no litro do álcool na bomba em SP, época em, salvo engano, ainda estavam para lançar o primeiro flex.

    Em 2000, quando comprei meu primeiro carro, o litro da gasolina estava em R$ 1,47.

    Como bem disse o Bob, em época de estabilidade econômica, dólar baixo, auto suficiência em petróleo e o estado de São Paulo estando constituído basicamente de cultura de cana, não dá pra entender como a gasolina subiu quase 10% ao ano em uma década e como o álcool quase 300% em 07 anos.

    ResponderExcluir
  14. Se bobear, a máfia governo/usineiros/Petrossauro resolve subir (mais) o preço da gasolina, para o preço do álcool voltar a ser "vantajoso"...

    ResponderExcluir
  15. O etanol aqui em Recife está 2.09. Onde acho o aparelho, Bob? Não tinha ouvido falar dele.

    ResponderExcluir
  16. É fácil explicar esses aumentos abusivos. As agências reguladoras ainda funcionam? O Ministério Público ainda atua contra cartéis e abuso do poder econômico? Ainda existe oposição nesse país? Parece que a única providência tomada pelo governo foi anunciar importação de etanol dos EUA.

    ResponderExcluir
  17. Por isto não troco meu bom e velho Polo Classic 1.8 ano 2000.
    Faz entre 13 e 16 km/m³ na cidade. O m³ aqui está custando 1.79 (caríssimo), mesmo assim compensa muito frente os 2,89 da gasolina aditivada.
    Problemas no motor? O motor é AP, manutenção barata e simples, só o que economizei já daria pra comprar outro Polo.

    ResponderExcluir
  18. Caramba, Bob, não posso deixar de comentar que achei sua resposta ao leitor Totiy um pouco ríspida demais!
    Foi minha impressão...meu ponto de vista, e se vale, ou não, pouco importa, mas de certa maneira, se de repente ninguém mais se interessar pelo assunto, editores e jornalistas iriam escrever pras moscas e perderiam seu sentido de ser...

    ResponderExcluir
  19. Usineiros sempre foram bandidos. Essa é a realidade. Não sei atualmente, mas sempre tiveram o costume de se dizerem pobres produtores rurais, pegarem empréstimos milionários junto ao BNDES e não pagar nada depois....

    E entra governo, sai governo, e não se faz nada. Que vivemos num país capitalista e que os produtores de cana prefiram produzir açúcar a álcool, devido ao preço maior do primeiro no mercado internacional é até compreensível. Entretanto, que porcaria de relação que os governos sempre tiveram com os usineiros para não exigir uma produção mínima para atender o mercado?

    Entendo que agora seria o momento de se reduzir o percentual de álcool na gasolina, até para o preço do álcool não influenciar o do derivado de petróleo. E alguém deve se lembrar, há uns bons anos, quando estava sobrando álcool e o preço era bem baixo, para os usineiros não ter prejuízo foi aumentado o percentual de álcool na gasolina. Absurdo.

    Não me lembro onde li, que numa cidade de SC se não me engano, o preço do álcool e da gasolina são idênticos!

    Particularmente, o preço de combustíveis não me afeta tanto, pois rodo pouco por mês e não chega a comprometer as finanças, mas fico imaginando um representante comercial por ex., que em poucos meses viu quase dobrar o gasto com combustível (desde que utilize álcool, né)


    Marco

    ResponderExcluir
  20. O pior é abastecer com gasolina é continuar alimentando esse bando de fil$&% da p%&# chamados de usineiros!!!!!!!!!!!!!!!!

    Por mim tudo bem, colocar gasolina no carro flex, desde que eu tivesse a certeza absoluta de não estar dando nenhum centavo para eles.
    ISSO é livre mercado.

    Aqui temos:
    Abatece com Etanol = Compra Etanol
    Abastece com Gasolina = Compra Etanol.

    Boas opções de escolha as nossas.

    ResponderExcluir
  21. Bob,

    Essa sua escala do álcool aqui em Brasília já não serve faz tempo. O álcool aqui tá na faixa de 2,82/2,84 o litro, enquanto q a gasolina tá 2,86/2,88.

    Vim de uma viagem do Chile faz pouco tempo e dá vontade de chorar qdo vejo nossa realidade. Lá a gasolina tava em torno de 770 pesos (mais ou menos 2,60/2,70 reais dependendo da cotação), porém é gasolina pura e o governo não arranca seu couro na cobrança de impostos.

    Isso só pra ficar no assunto da gasolina. Se for abrir o foco, a coisa só piora.

    ResponderExcluir
  22. Aqui a coisa nao é diferente (POrto Alegre e regiao).
    Na maioria dos postos o alcool está mais caro que a gsolina. Média gasolina a 2,59 e alcool a 2,79...
    Tenho um carro apenas a alcool, que faz três semanas que nao anda....

    ResponderExcluir
  23. Arnaldo Keller04/04/11 17:59

    Bob,

    estamos órfãos de governo. Aqui vale a lei do mais forte. É faroeste.

    ResponderExcluir
  24. Ué, mas o onisciente mercado brasileiro não quer porque quer os maravilhosos, avançadíssimos, superecológicos, ultravantajosos carros flex?
    Toma, Gerson!

    ResponderExcluir
  25. Luiz Dranger04/04/11 18:15

    Bob,
    Estava certo o De Gaulle lá pelos anos 60 que disse "Le Brésil n’est pas um pays sérieux"(O Brasil não é um país sério), e criou um enrôsco diplomático na época.
    Abr, Luiz

    ResponderExcluir
  26. Votaram na Dilma, acabaram com o Brasil "diumavez"...

    ResponderExcluir
  27. Diego, não entendi, seu Polo Classic é a Álcool ou a Gasolina? Voce quis dizer km/l? Esse consumo está incrivelmente baixo para um carro 1.8 na cidade.

    Sobre o assunto dos preços: Embora eu não tenha carro flex, considero que essa subida tão violenta de preços foi um desrespeito mesmo, um insulto ao consumidor.

    Donos de carro flex deveriam boicotar o alcool por algumas semanas, independente do preço da gasolina estar vantajoso ou não. Quem sabe assim o governo e os usineiros entenderiam a nossa indignação?

    ResponderExcluir
  28. Primeira coisa que o governo deveria fazer era extinguir a mistura de alcool na gasolina. Já passou da hora.

    Concordo com a lei de mercado mas se feita de forma limpa, quando os preços caem o correto seria mandar um belo de um foda-se para os usineiros e não forçar o preço artificialmente.

    ResponderExcluir
  29. Bob,

    Tava dando uma olhada aqui e vi que a ANP faz coleta de preços de venda e principalmente, de CUSTO.

    http://www.anp.gov.br/preco/

    Aqui em minha cidade, a maioria dos postos não quis apresentar NF de compra na última coleta...

    Por que será?

    ResponderExcluir
  30. Temos que ficar inconformados mesmo.... É absurdo, é roubo!
    Infelizmente o consumidor brasileiro se vê atacado por todos os lados. Combústiveis, serviços de telefonia e dados, saúde. Tudo!

    Mas todo mundo se conforma! E ainda tem os malditos FDPs que fazem pouco caso daqueles que inconformados, tentam fazer alguma coisa.

    ResponderExcluir
  31. Isto é culpa do des-governo deste país que com certeza ganha mais com este roubo. Estão direcionando a maior parte da produção para o acúcar e daí "falta álcool"...Então o governo tem a brilhante idéia de importar álcool dos USA.

    ResponderExcluir
  32. Na hora que o Etanol estava 0,99 ninguém falava bem do governo.
    Quando falam do preço dos carros no Brasil, reclamam dos impostos e que o governo tinha que deixar a economia rolar.
    Agora que o Etano tá caro, querem a presença do estado na economia?

    Ma vá.......

    ResponderExcluir
  33. E tu não coloca o teu nome porque? É usineiro? Faz parte dos ladrões do Governo?

    ResponderExcluir
  34. E O PREÇO DA GASOLINA?
    UM ABSURDO O PREÇO DO ETANOL.NADA JUSTIFICA A NÃO SER A INGOVERNABILIDADE E A FALTA DE COMPROMISSSO E RESPEITO DAS AUTORIDADES COM A POPULAÇÃO.AGORA ME EXPLICA O PIOR POR QUE A GASOLINA SUBIU MAIS DE R$ 0,50 O LITRO? PELO MENOS AQUI EM B.HTE.E O GOVERNO TEM A CARA DE PAU DE FALAR QUE A GASOLINA NÃO IA SUBIR. FAZEM TUDO NA CALADA DA NOITE SEM AVISAR. AFINAL O NOSSO POVO É MESMO BÔBO, IDIOTA e ACEITA TUDO. O GOVERNO NÃO TEVE A CARA DE PAU DE FALAR QUE AUMENTOU O IOF SOBRE COMPRAS NO EXTERIOR E O IMPOSTO SOBRE BEBIDAS, PARA COMPENSAR A PERDA DE ARRECADAÇÃO COM A CORREÇÃO DA TABELA DO I. RENDA? UM ABSURD0.QUER O PIOR, A IMPRENSA DE GRANDE ALCANCE, QUE FICA TIRANDO ONDA, NÃO FALA NADA, PARECE IGNORANTE OU MAL INFORMADA? PARA NÃO FALAR COMPRADA?

    ResponderExcluir
  35. Brenno Metzker04/04/11 19:25

    Mestre Bob, este é um assunto recorrente e agora mais do que nunca, nos mais diversos fóruns do Brasil.
    Aqui em Salvador a Gasolina aditivada chegou a R$ 3,04 e o álcool a R$ 2,45.
    E agora só de bike né?
    grande abraço

    ResponderExcluir
  36. Carro Flex é o piors mundos. bebe demais em qualquer proporção dos combustíveis. E ainda tem revistas que "tiram nota" em comparartivos dos carros que não são flex. A serviço de quem eles desemerecem carros muito mais eficientes e econômicos ? Este programa do Alcool tinha que morrer para que os usineiros implirassem á população para comprar açucar. mas o lobby deles é gigantesco. E ainda querem vender alccol lá nos EUA. Como, se não tem nem aqui ? GURGEL TINHA RAZÃO !!!!!

    ResponderExcluir
  37. Lógico que para haver concorrência real não deveria ter álcool na gasolina nem gasolina no álcool.
    Mas tem que manter os usineiros felizes quando não for bom negócio vender açúcar e a Petrobrás cheia de dinheiro mesmo quando o barril está barato e usineiro está fazendo álcool, então quem paga a conta é o brasileiro, metido à esperto mas que sempre paga o pato.

    ResponderExcluir
  38. Aqui em Porto Alegre é um absurdo.
    Abasteci um dia de noite a 2.69(gasolina aditivada), no mesmo posto no outro dia de manha ja tava 2.89 a mesma gasolina. O posto perto da minha casa ta cobrando 2.89 a gasolina COMUM, 2.99 a aditivada! Alcool ta na casa dos 2.59 tambem, um absurdo.

    ResponderExcluir
  39. Bob, em Passo Fundo e Caxias do sul, gasolina e alcool á 2.89. Parelho. E aqui ainda existe cartel nos postos de combustível.

    Uma semana atrás era possível abastecer á 2.55 / 2.15.

    Preocupante....

    ResponderExcluir
  40. Defensores dos flex, mostrem aí a vantagem de ter um carro que bebe mais em qualquer situação... Mostrem aí a vantagem de poder botar álcool no carro...

    ResponderExcluir
  41. Vou acabar comprando uma camioneta à Diesel...

    ResponderExcluir
  42. Luis, nao faco parte do governo .........

    So é falso ficar defendendo liberalismo econômico e depois defender justamente o contrário quando for conveniente.
    se o mercado aqui fosse livre, poderiam ter alcool no preco que quisr. quem tem flex, poe gasolina e reza pra ter um modelo que nao e' cagado nesse combustivel, igual o Civic do meu irmao Quem tem alcool, paga mais e boa. Afinal, monocombustivel nunca teve essa. Engoliu o sapo e boa.

    Quem não gosta do alcool tem mais eh que ficar feliz, agora ta todo mundo andando de gasolina, nao é o combustivel que todo mundo defende ?

    O Governo nao devia fazer nada. Alias, devia sim, tirar o alcool da gasolina.

    ResponderExcluir
  43. Alexandre, meu Polo 1.8 é GNV/Gasolina, sim a média é muito boa, melhor que um Palio Economy 1.0 a gás que temos na família.
    No inverno já chegou a fazer 16,66 km/m³ na cidade. A última média usando AC e pegando mais trânsito foi 13,42 km/m³.
    Não vendo este carro tão cedo, é uma beleza, ando para tudo que é lugar e não estou nem ai com o preço do km rodado.

    ResponderExcluir
  44. Bom Anônimo:
    Quando malhamos o Governo é porque ele está metido diretamente nesta roubalheira desenfreada. O Álcool está neste preço não é por acaso. Ele (o governo) se mete em tudo e no que deveria realmente agir não faz nada, pois convém. Se tem álcool na gasolina é por causa de quem? Dos usineiros? Não né. Temos a gasolina mais vagabunda do mundo, temos os carros mais ineficientes com qualquer combustível do mundo, e a culpa é também do governo.

    ResponderExcluir
  45. Infelizmente é preciso ter um controle do governo para o etanol. Não compram dólar pra controlar o câmbio e mesmo assim o resultado é mínimo.

    Porque não controlam os estoques de álcool e planejam melhor questões como safra e açúcar? Se deixar na mão dos usineiros é claro que será preciso uma tabela infinita de preços.

    Pode ser que nem o governo consiga controlar a gasolina, o que dirá do álcool. Pensando assim, é melhor deixar do jeito que está?

    ResponderExcluir
  46. Anonimo das 17:01: Mesmo que voce rode pouco, esta explosão dos preços dos combustiveis, lhe afeta mesmo que indiretamente, já que o representante comercial que voce deu de exemplo, irá repassar seus custos para as empresas que ele representa, que irão repassar seus custos para os produtos que fabricam, que irá ficar mais caro e inacessivel para voce, mesmo rodando pouco.

    ResponderExcluir
  47. Bob, isto é um problema político ou técnico? Pra que servem os estoques reguladores? Porque não diminuir a porcentagem de álcool na gasolina? Pra que impostos tão altos no combustível?
    Quantas perguntas...então lá vai a última; Porque nós não fazemos nada a respeito?

    ResponderExcluir
  48. eu estou ficando muito irritado com o preço dos combustiveis em BH aqui sempre a gasolina estava na media de 2,24 a 2,39 e o detalhe na regiao metropolitana que frequento semanalmente era 2,60, agora a gasolia em BH ta 2,65 e na regiao metropolitana 2,70 alguem me explica isso to achando q estao aproveitando para montar um cartel em bh tambem...

    ResponderExcluir
  49. Bob,
    Acredito que o problema do preço do álcool e da gasolina não advém do álcool.

    Já paraste para imaginar se não houvesse álcool, mais a proibição besta de não se poder usar diesel em carros de passeio, a que preço estaria nossa "bendita" gasolina hoje? Mais de R$5,00, com certeza!

    O álcool foi uma escapatória e continua sendo, senão estaríamos reféns da Petrobrás.

    Abraços

    ResponderExcluir
  50. Em BH a gasolina até que não tá das mais caras, em Floripa tá mais de 2,90...

    E nós já somos reféns da Petrobras, dos usineiros, do governo, dos corruptos e políticos em geral. Como se explica que na Argentina, mesmo com o uso do Diesel liberado para carros de passeio, tenha uma gasolina melhor e mais barata do que a nossa? Quando tinha um Logus viajei pra lá e usando a gasolina deles ele rendeu 2km/l a mais na estrada. Nós aqui temos é álcoolina.

    ResponderExcluir
  51. Eu pessoalmente não ligo pra essas variações, tenho uma Hilux diesel, paro na bomba de diesel aditivado sempre, pra não dar problemas, e mesmo assim é vantagem.

    Aqui no meu condomínio quase não se vê carros a gasolina ou álcool, muito menos GNV, só os carros menores que a gente compra pra esposa pegar os filhos na escola, mas aí roda pouco e não tem problema.

    A solução é vocês comprarem carros diesel também, tenho dito. Meu filho de 18 anos vai ganhar um troller agora no meio do ano. Troller é jipinho bom pra adolescente ter.

    ---------

    Entenderam a "fábula" descrita acima? Pra meio entendedor, meia fábula basta.

    ResponderExcluir
  52. O que mais ha de se esperar de um país feito pra matar e sufocar seu próprio povo? Eu sinceramente ja deixei de ter orgulho dessa pátria à qual não quero pertencer, ou de chamar o país de "meu" à muito tempo, ja que esse pedaço de terra continental repousa à merce de uma meia dúzia, e sofre com a mazela putrida que vem de dentro, essa infecção generalizada chamada CORRUPÇÃO. É doentio como nesse lugar chamado Brasil tudo seja feito da forma mais incoerente possivel e NINGUÉM faça nada à respeito. Lamentavel, à ponto de não dar a menor vontade de ter um filho pra se criar nessa vala de sujeira que se auto intitula país.

    ResponderExcluir
  53. Wagner Luiz Fernandes Bonfim e Silva04/04/11 23:23

    Aqui na Grande Vitória, ES, em menos de 01 semana (!) a gas foi a R$ 2,91 e o alc a R$ 2,49 ... Pior que o GNV custa R$ 1,89 e os carros convertidos são bastante desvalorizados.

    ResponderExcluir
  54. Roberto Dallabarba04/04/11 23:55

    Esse país que o Bruno fala, mais do que um território, são pessoas. Nós. Se esse país está como está também é por culpa nossa, que como anteriormente disse, somos acomodados.
    Mas a verdade é que não basta apenas bravatas. É necessário atitudes, como a de exigir apenas o cumprimento das leis que já existem. Mas principalmente consciência e conscientisação na hora do voto.
    Mesmo aqui entre pessoas mais esclarecidas, quem lembra em quem votou? Estão cobrando os compromissos?
    abs.
    Roberto Dallabarba.

    ResponderExcluir
  55. O que eu queria era que essa corja que está por trás disso não tivesse nenhuma ajuda do governo futuramente, e que a nossa gasolina não recebesse mais álcool. Dessa forma, o que foi feito nesses meses e principalmente nessa semana não passaria desabercebido na história da matriz energética brasileira, pois seriam décadas amargando as consequências disso.

    Tenho fé que o povo brasileiro se levantará contra o álcool, e ensinará que lobby não pode interferir tão criminosamente na vida do cidadão.

    Moro em Mossoró/RN e aqui o álcool pulou para 2,59, enquanto que a gasolina aproveitou para saltar de 2,70 para 2,88.

    Confesso que era a favor do álcool, mas depois dessa, percebo que as pessoas erradas estão por trás disso, e sendo assim, seria ótimo que fosse um fiasco esse estupro ao consumidor que é o álcool e seus filhos carros flex.

    É como o AK falou, é um flho de pavão de urubu!

    Abraço, meus amigos...

    Augusto Filho

    ResponderExcluir
  56. Acho que nem precisava, pois vejo bom senso em vocês, mas aqui vai uma errata:

    O certo seria "pavão com urubu".

    Voltei também para agradecer ao Bob por mais um texto. Grande Bob Sharp!

    Augusto Filho

    ResponderExcluir
  57. Chorem amigos, o que podemos fazer a respeito? Precisamos tomar uma atitude quanto a isso!!! Já virou palhaçada!

    Caxias do Sul RS
    A = R$2,85
    G = R$2,89
    GiovanniF

    ResponderExcluir
  58. UMA ATITUDE BEM SIMPLES, NÃO ABASTECER COM ÁLCOOL.
    Como já disseram acima, aqui em CaCias o preço do suco de cana é parelho com o da gasolina.

    ResponderExcluir
  59. Vejo muita gente reclamando do presidente, ano após ano, desde os idos dos anos 90 quando elegeram o Collor, pelas próprias mãos.

    Mas tem uma coisa que esquecem, entre elas que não vivemos numa monarquia ou numa ditadura, onde o chefe de estado irá dominar tudo, regular tudo e mandar cortar cabeças. Sendo assim, pensem melhor na hora de votar em deputados, governadores, prefeitos, vereadores, etc. Todos estão lá por nossos votos e sozinho presidente algum fará um país, ou todos os mesmos que reclamam hoje irão reclamar de um país ditatorial.

    Querem que baixe o preço? Deixem de usar o carro. Todo mundo reclama mas ninguém faz nada, salvo exceções como os blogueiros daqui que produzem essas matérias na tentariva de conscientizar os outros e ainda recebem críticas.

    Se o governo é a voz do povo, o brasileiro está mudo à anos.

    ResponderExcluir
  60. Talvez para o seu uso valha a pena, mas para o meu, uma caminhonete é um elefante branco, moro em uma cidade grande, ruas apertadas, criminalidade, todos sabemos que caminhonetes a diesel são super visadas para roubo, o seguro é astronômico, um jogo de pneus custa 4x mais que o jogo de um carro de passeio, sem falar no próprio preço do veículo diesel, que chega a custar até R$ 30.000,00 a mais que a versão a gasolina. Você acha que está economizando, mas tem que ter uma visão ampla dos gastos, e não somente do km rodado.

    ResponderExcluir
  61. Antonio Pacheco05/04/11 08:42

    Acabei de ler no site da UDOP (União dos produtores de Bioenergia):
    "A União da Indústria da Cana-de-açúcar (Unica) estima que os preços do etanol devam subir 35% este ano. Mesmo com a expectativa de aumento na oferta do biocombustível nas próximas semanas, os preços no varejo continuarão em alta, assustando os consumidores, que já pagam até R$ 2,80 pelo etanol em algumas cidades brasileiras."

    Em suma, quem estiver esperando baixa nos preços do etanol a partir desse mês, pode esquecer...

    ResponderExcluir
  62. Tenho uma S10 flex ... que também usa o GNV (graças à Deus) ... O GNV, em São Paulo - Capital, está na faixa de R$ 1,20 ... minha pick-up faz 10km/m3 ... meu problema é nas viagens ... principalmente para Minas Gerais e Paraná, onde o GNV é escasso ... Agora, a escalada do álcool é absurda ... há menos de 1 ano ele custava R$ 1,10 .., e já está na casa dos R$ 2,20 ... Em São Paujlo - Capital, já tem posto vendendo álcool a R$ 2,50 ... mesmo com toda pressão pela exportação de açúcar e a tal da entressafra (é assim que se escreve depois da reforma???), a única explicação é a sua Bob Sharp: EXTORSÃO ...


    Geraldo


    Geraldo

    ResponderExcluir
  63. País ignorante, governos safados.
    Enquanto não começarem as balas nas cabeças de políticos, não irá ter conserto.

    ResponderExcluir
  64. Bob, permita-me adicionar um ponto de vista diferente.

    O etanol é precificado em um mercado livre, ao contrário da gasolina onde o governo impede a petrobras de variar o preço da gasolina de acordo com o mercado internacional. Daqui a um mês, ninguem mais lembrará disso, pois o etanol voltará a preços razoáveis.

    Quem tem carro flex, que use gasolina. Quem tem carro a alcool (eu mesmo tenho um e tenho evitado andar com ele por causa do preço que está o alcool), que deixe o carro em casa ou aceite o preço alto (na média do ano, ainda vale a pena ter um carro à alcool).

    abs

    ResponderExcluir
  65. Diego, isso é verdade, tem mais de um amigo de meu pai que perdeu a caminhonete (e por sorte não perdeu a vida) em "emboscadas" que os bandidos fazem à noite para roubar caminhonetes em estradas menos movimentadas.

    E o pior é que, lá pro interior do mato grosso e etc, é super comum os caras consertarem trator trocando o motor velho por um "motor de D20 roubado"... sem nenhum peso na consciência, de que esse motor possa ter custado uma vida.

    Mas enfim, já estou totalmente off-topic... isso seria um assunto para uma postagem inteira.

    ResponderExcluir
  66. Podem apostar, que depois que o Etanol voltar aquilo que eles chamam de normal, ele nunca vai voltar a custar os R$1,20 que custava antes dessa putaria toda.

    Depois de uma alta no preço, ele nunca volta a ser o que era antes. Na melhor das hipóteses, teremos Etanol a R$1,50

    ResponderExcluir
  67. E lembrem-se de que na crise de 2008, o preço do barril de petróleo caiu e o preço da gasolina baixou no mundo inteiro...menos no lisarB.

    ResponderExcluir
  68. Uniblab,

    Mas quando disparou o preço da gasolina no mercado externo, a petrobrás segurou o preço. E a petrobrás, não se esqueça, tem como maior acionista o governo brasileiro. Mas ela deve como qualquer outra empresa dar lucro a seus sócios.

    Por mais que a gente reclame da qualidade da gasolina, isso e aquilo, o seu preço é alinhado ao mercado internacional. Se vc analisar a europa, verá que o preço da gasolina não é nenhuma pechincha e em muitos casos é até mais cara que aqui.

    Quanto ao alcool, é bandidagem mesmo.


    Marco

    ResponderExcluir
  69. Bem essa, seu anônimo das 12:27...
    Lembro que em 2004, mais ou menos, pagava R$0,99 o litro de alcool...
    Aos pouquinhos, em cada entressafra, eles vão subindo mais...

    ResponderExcluir
  70. Pessoal, quem puder, BOICOTE !
    O brasileiro não sabe usar essa ferramenta, não está nem aí. Não é lei da oferta e da procura? Que diminua a procura.

    ResponderExcluir
  71. Eu paguei 99cents o litro em 2007-2008! Foi um período de super produção. Agora esquece...

    Pior que meu Flex na gasolina tem que esticar mais as marchas, senão o motor fica peidando e o desempenho vai pro saco.
    Cambio longo + compressão alta + gasolina = merda. Usar o tal método carga em carro flex com gasolina é pedir pra f*$%$ o motor.

    ResponderExcluir
  72. Anônimo/Marco

    Mesmo que a gasolina do 1º mundo fosse mais cara que aqui (o que acho altamente discutível), pelo menos a de lá não é poluída com álcool, chumbo, enxofre, etc. e o consumidor de lá não sofre sabendo que seu suado dinheirinho engorda os políticos vagabundos que mamam na Petrossauro.

    ResponderExcluir
  73. Anônimo das 15:16

    Agora com todos os "Frex" usando gasolina depois de muito tempo é que a gente percebe como eles ficam amarrados.

    ResponderExcluir
  74. VAMOS VENDER ESSA M***A DESSA PERTOBRAS.VIVA FHC E O PSDB QUE ACBARAM COM MUITOS DESSES CABIDES DE EMPREGOS.

    ResponderExcluir
  75. E que com alcool o desempenho eh bem melhor. dai eh obvio que na gasolina sente a diferenca. pelo menos os 1.0 na gasolina eram uma merda. agora nos flex ganharam potencia, mas na gasolina ficam a mesma merda que eram antes. nao mudou nada.

    ResponderExcluir
  76. gasol 3.24 e alcool 2.94.. tá bom pra voces ?

    Macaé - RJ " capital nacional do petróleo "

    http://img692.imageshack.us/img692/4894/dsc42361.jpg

    ResponderExcluir
  77. Marco,

    Porque então o preço da nossa gasolina não está alinhado ao cobrado na Argentina, no Equador, na Colômbia?

    E nestes países se vende Gasolina...com G maiúsculo mesmo...e não alcoolina. Entendo que uma empresa deve gerar lucro para os sócios...mas neste caso o dono é o governo e ele deveria trabalhar em pról do povo e não roubando ele.

    E todas as empresas, secretarias, ministérios, agências reguladoras servem para cabide de emprego e sugar o dinheiro do povo. Quem trabalha na área pública sabe disto, não se escapa nenhum partido.

    ResponderExcluir
  78. Filipe,

    O Governo não é dono da Petrobrás. É apenas o maior acionista. E se de uma hora para outra, Dilma dar uma canetada e mandar baixar o preço da gasosa, socios minoritarios agirão, pois seus direitos não estarão sendo respeitados.

    A diferença de valor quanto aos outros paises acredito que seja mais pelos impostos embutidos mesmo. Mas dê uma pesquisada na net e veja que na Europa, a gasolina é bem carinha também. Se vc fizer a conversão da moeda, verá que em muitos países o valor é bem superior ao cobrado aqui, sem entrar no mérito da octanagem, adulteração, entre outros.

    Pelo menos lá eles tem diesel. Nos temos alcool que deixam os carros beberroes...hehe

    Outro dia citaram aí a Venezuela, mas a PDVSA é empresa cujo único proprietario é o governo venezuelano. E o que faz o Chavez? Vende gasolina por centavinhos aos venezuelanos por compensar o valor com a venda de petroleo ao mercado externo. Coisa que a petrobrás JAMAIS irá fazer, ser adotar as mesmas regras de uma empresa privada.

    A maior roubalheira se dá mesmo é no alcool, com usineiros (aliás usineiro bandido é redundancia) e governo conivente.

    Marco

    ResponderExcluir
  79. Pois é, quando tinha meu Caravan, em 2002 cheguei a pagar R$0,60 pelo litro do etanol. Pelos preços atuais do "ouro branco", houve um aumentozinho da ordem de 300% em nove anos. Um "pouquinho" demais para economia relativamente estável, não?

    ResponderExcluir
  80. Pedro Navalha05/04/11 19:30

    Com o álcool a esse preço, os únicos carros viáveis atualmente seriam os equipados com motor CHT. O resto que veio depois não passou de mera gambiarra...

    O que a gente precisa mesmo é de engenheiros iguais ao Luc de Ferran e grande parte de sua equipe. Aqueles caras sim sabiam fazer motores a álcool.

    Uma vergonha engenheiros formados no século XXI não conseguirem pelo menos igualar as marcas de um motorzinho construído a quase 30 anos atrás...

    ResponderExcluir
  81. Recentemente a União Europeia elevou as cotas de importação de açúcar, ou seja, mais mercado para o açúcar brasileiro, apesar do câmbio desfavorável. E ainda menos oferta de etanol no mercado doméstico.

    Parece que agora o Brasil vai *importar* etanol de milho dos EUA ( ! ). Então, como fica o discurso "etílico" global deste e do governo anterior?

    O que também me assombra é a absoluta ausência de iniciativas contra os inúmeros indícios de cartelização na distribuição e revenda. Em Curitiba a maioria dos postos praticam exatamente os mesmos preços de combustíveis. O desvio-padrão é baixíssimo e nem isso parece ser suficiente para que os órgãos de defesa econômica ajam de forma eficaz.

    A tributação também é absurda, como em quase tudo no Brasil. Eu não tenho os valores aqui, mas alguém poderia citar alguns preços atuais de combustíveis nos EUA (que não são autosuficientes em petróleo).

    ResponderExcluir
  82. Velho, mas limpinho06/04/11 03:46

    Bob, isso não é nada...

    Tem um posto há 3 quadras aqui de casa (era ou é ALE).

    Ontem parei para abastecer, bati o olho nos preços das bombas e pedi para o frentista abastecer com gasolina comum, afinal a diferença era pequena, mas ainda válida (2,53 contra 2,69).

    O rapaz pegou a mangueira da aditivada e foi colocando no carro e quando chamei sua atenção sobre o engano, ele me respondeu:

    "Dotô, o preço da gasolina é o mesmo, tanto faz a comum ou a aditivada"

    Os R$ 2,53 era o preço do Álcool...

    Aliás, estou em SP na Lapa!

    ResponderExcluir
  83. Velho, mas limpinho06/04/11 03:53

    Outra coisa, em 1998 eu abastecia num posto Esso da Marginal Tietê, que tem uma Pizza Hut próximo ao prédio do Estadão e pagava R$ 0,38 no litro do álcool.

    Com R$ 25,00 enchia o tanque do meu saudozo Monza 2.0 1989...

    Aliás, era a única coisa boa daqueles anos de governo FHC.

    ResponderExcluir
  84. É o que o Sandro disse: estão fazendo acúcar para exportar e o mercado interno de etanol que se dane. E NISTO o governo deveria agir...mas com certeza ganha, e muito, com estas exportações.

    ResponderExcluir
  85. Segundo algumas reportagens de TV os "vendedores" de alcool subirão o preço até que a população reclame para aumentar o lucro. E outra com um país tão extenso estamos importando alcool dos EUA é uma enorme vergonha. Porém o preço vergonhoso não é somente o do alcool a gasosa tambem é horrível. E só para concluir mudaram o nome para ETANOL só para ficar chique e exportá-lo vão todos pra P%$¨%$ q P#%$#%$ queremos respeito.

    ResponderExcluir
  86. E quem foi o xarope que veio com essa "nerdice" de etanol?

    Por que o mesmo cretino não mudou o nome gasolina para "Hidrocarboneto Alifático", ou coisa que o valha?...

    ResponderExcluir
  87. Cel Nascimento06/04/11 16:04

    O SISTEMA É FODA!

    E ainda vem esse velho bem sujinho, que além de ser petista e abastecer no ALE... Deve peidar no elevador, mexer com a mulher dos outros, torcer para o Cutintia e ter conta no Bladescão!

    MÁ VÁ! MULEQUE!

    ResponderExcluir
  88. Velho, mas limpinho06/04/11 16:41

    Então Caro Céu,

    Foda é transar em pé na rede, ou cagar de bruços!

    E apesar de seu comentariozinho, quero deixar claro que não sou petista, peido somente no meu carro quando estou sozinho, não mexo com a mulher dos outros, a não ser que ela queira, detesto futebol e o Bradesco. Aliás, o sistema bancário em geral.

    Mas se vc quiser podemos falar sobre o Proer da vida, o SIVAM, a FIRJAN, a EAS, a Petrobrax e outras magavilhas do seu FHC...

    ResponderExcluir
  89. Matéria de capa do "Valor Econômico" de hoje (06/04/11):

    ANP assume o etanol e açúcar pode ser taxado

    "A presidente Dilma Rousseff determinou aos seus principais ministros, em reunião no fim da tarde de segunda-feira, a "transferência compulsória" do controle e da fiscalização sobre a cadeia produtiva do etanol à Agência Nacional do Petróleo (ANP). O produto passará a ser tratado como combustível estratégico e não mais como um mero derivado da produção agrícola.

    O governo sabe que tem pouco controle sobre níveis de estoques em mãos privadas e das estatísticas de oferta e demanda internas. A determinação de Dilma à ANP inclui maior controle sobre a quantidade produzida e o fluxo de comercialização das usinas. "Agastada" com a forte alta de preços nas bombas e as ameaças de desabastecimento, a presidente encomendou a quatro auxiliares estudos para reduzir "substancialmente" a mistura de etanol à gasolina, que hoje varia de 20% a 25%.

    Na reunião, ela avaliou serem necessárias "medidas complementares" para sanear o setor. A certa altura, disse aos ministros que, se os EUA decidissem retirar as tarifas ao etanol brasileiro, o país passaria pelo vexame de não ter como fornecer o combustível ao exterior. Ao contrário, o país virou importador de etanol - e justamente dos EUA. Medidas de fiscalização tributária, como a obrigação de instalar medidores de vazão nas usinas, também estão no horizonte.

    Aborrecida com os usineiros, sobretudo com executivos de companhias estrangeiras, Dilma Rousseff chegou a mencionar que, "no limite", pensaria em uma eventual taxação das exportações de açúcar. Seria uma forma de punir a alegada falta de compromisso dos empresários do setor com os planos estratégicos do governo. Os usineiros são acusados de produzir mais açúcar em detrimento do etanol. Os preços da commodity são os maiores desde a década de 70 e sua remuneração supera a do etanol em 75%. Mas há dúvidas sobre a eficácia dessa medida, tida como extrema.

    A presidente acusou os usineiros de terem atuação "pouco solidária" e de "não cumprirem" acordos. A entrada de empresas multinacionais no setor, avaliou, não resolveu esse problema. Ao contrário, agravou a "visão restritiva" dos compromissos. Dilma reconheceu que é necessário apoiar o setor com financiamentos e desonerações da cadeia produtiva, mas que, antes disso, precisa ter o compromisso dos usineiros.

    Na reunião de segunda-feira, ficou clara a disposição do governo de não ficar "de braços cruzados" esperando a situação se agravar. (...)"

    É ver pra crer.

    ResponderExcluir
  90. Que legal! Até parece que a Dilma andou lendo o AE ultimamente.

    ResponderExcluir
  91. É, o cheiro de m. está no ar mesmo.

    Estaremos de volta ao início da década de 90?

    ResponderExcluir
  92. aqui tem um posto com gasolina aditivada a 2,99 e o álcool a 3,01.

    ResponderExcluir
  93. Digo o mesmo: será que ela lê o AE também?

    Tomara que não fique só na conversa. É este tipo de intervenção que se espera de um governo preocupado com o povo (apesar que não deve ser só isto) e que não deixa a coisa rolar solta.

    ResponderExcluir
  94. Inclusive tudo o que é regulado ou sob "intervenção" do governo no Brasil funciona que é uma beleza...

    ResponderExcluir
  95. Velho, mas limpinho07/04/11 18:07

    uniblábláblá,

    Vc é muito chato e pessimista! Caramba.

    Claro que se o presidente fosse "outro", a mídia estaria aplaudindo em pé esta atitude e não teríamos comentários negativos.

    ResponderExcluir
  96. Velhos, mas sujo e xarope

    Até agora nem foi tomada "atitude" nenhuma, só marketagem na mídia vendida. O presidente da Petrossauro disse que a gasola sobe; o Manteiga derretida (com um pé fora do desgoverno) disse que não: uma verdadeira zona.

    Você põe suas mãos no fogo que a gasolina não subirá e o álcool baixará?

    E esses bate-bocas politiqueiros nos comentários, além de estéreis, estão ofuscando o blog.

    ResponderExcluir
  97. Pisca,

    Pode ter certeza de que a Petrobras já cogitou a possibilidade de plantar cana e produzir álcool.

    O problema é que nem a ANP nem o IBAMA permitiram. Isso aconteceu porque, como voce deve saber, há deputados federais que também são usineiros, e se a Petrobras entrar nesse setor ela quebra TODOS os usineiros.

    Ou seja, puro jogo de interesses.

    Todos,

    Para quem reclama da Petrobras (sem razão alguma), saiba que, na maioria esmagadora dos paises, alta do barril do petroleo implica imediatamente em alta nos preços dos combustiveis.

    No .br isso não acontece porque o governo determina que a Petrobras não deve efetuar repasse direto de custos e preços ao consumidor, pois isso causaria forte inflação.

    Se ela fosse privatizada, o governo não teria esse controle, e quem fosse a empresa produtora de petroleo faria repasse direto.

    Ou seja, parem de reclamar da Petrobras. Ela salva o país de uma situação econômica muito mais grave. Se ela fosse vendida, o governo perderia uma forte fonte de renda, e aí sabe o que ele faria? Imediato e forte aumento de impostos.

    Alguém aí quer pagar mais impostos? Eu não. Portanto sou a favor da reestatização de empresas que operam em setores críticos, como energia, telecom e mineração.

    ResponderExcluir
  98. Velho, mas limpinho07/04/11 19:46

    Uniblábláblá,

    concordo contigo que os papos politiqueiros mudam o foco do que interessa, entretanto, é um assunto pertinente, portanto não pode ficar de fora.

    Em tempo, não boto minha mão no fogo nem por mim, imagine pelo governo... hahaha

    Bussoranga, vc é meu herói!!!! (sem ironia)
    Sua argumentação é bem consistente e ponto de vista bastante realista.

    ResponderExcluir
  99. Visionário07/04/11 19:48

    Balbinu, a mídia vendida é aquela que bota a culpa de tudo o que acontece de ruim no Lula e no PT.

    "Esquecem" do PMDB, PSDB e DEM...

    ResponderExcluir
  100. Visionário....eles (políticos) são todos iguais. Trabalho no setor público e já passei por várias administrações. A do PT foi a pior disparada, com alto indice de CC's que na grande maioria não tinham nem o primário.

    É como o bussoranga disse: jogo de interesses entre des-governo e usineiros, que na verdade são alguns políticos deste país.

    ResponderExcluir
  101. 101!!!!

    Tem muita estrada por aí que já dá para levar multa!!!!

    Que venha o 102!

    ResponderExcluir
  102. Alexandre Freitas10/04/11 13:39

    Infelizmente, todos os órgãos criados para regular os setores se tornaram parceiros desses mesmos setores, devido interesses econômicos e políticos. São verdadeiros sindicatos das empresas.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.