Hardcore-Benz


Não é de hoje que as fábricas alemãs de automóveis disputam acirradamente o mercado de sedãs esportivos. Sou suspeito para falar, sempre fui fã da MB, é minha favorita entre as germânicas. No final dos anos 80, a Mercedes e a BMW travavam uma guerra nas etapas do DTM, o Campeonato Alemão de Turismo, o que acarretava cada vez mais no desenvolvimento dos modelos de produção. Nesta época é que nasceram os dois grandes respectivos representantes dos sedãs esportivos da BMW e da Mercedes, linhagens que continuam marcantes e desejáveis até hoje.

A BMW disputava nas pistas com a M3, então na geração E30, um dos melhores carros de performance de todos os tempos, que por regulamento deveria ter uma versão road-legal para homologação. E não foi diferente com a Mercedes. A geração W201, com modelo-base no 190E, era a escolhida para representar a marca de Stuttgart. Ao longo dos anos, o 190E ganhou diferentes versões de motorização, passando pelo já apimentado e tentador 190E 2.3-16V, até chegar ao modelo topo de linha, meu favorito, o 2.5-16V EVO II.

Falta de medicação faz mal, principalmente quando se trata de Gardenal, e com certeza a Engenharia de desenvolvimento da Mercedes estava em falta na época. O peso do carro foi reduzido para 1.408 kgf, o motor era o quatro-cilindros M102E25/2, preparado pela inglesa Cosworth, que na versão de rua possuía 235 cv a respeitáveis 7.200 rpm. A suspensão era extremamente firme e a direção muito rápida, o que fazia do carro uma covardia em estradas sinuosas. Desde 1990, a Mercedes já adotava a política da força bruta, pois o EVO II era 100 kgf mais pesado que o M3, mas com 40 cv extras.

Talvez o maior apelo do carro fosse a carroceria modificada. O modelo de corrida tinha as bitolas maiores para acomodar os largos pneus slick, então por que não passar isto para o modelo de rua? Na verdade, era obrigado, pois poucas modificações na carroceria eram permitidas pelo regulamento, baseado no carro de homologação. Os pára-lamas eram alargados em aproximadamente 90 mm de cada lado, que, juntamente com um kit aerodinâmico completo, incluindo um novo spoiler dianteiro e um aerofólio traseiro ao melhor estilo Dodge Daytona, criavam um visual perturbador e intimidante.

Na realidade, o EVO II era um DTM com bancos extras e umas frescurinhas, como painel, forro de portas e carpete. O que mais você precisa??


12 comentários :

  1. Dinheiro para comprar uma, so isso que eu preciso.

    ResponderExcluir
  2. Não sou fã de MB , mas quem gosta de carros tem que admitir que esse é demais!

    ResponderExcluir
  3. Marlos Dantas13/11/2008 22:29

    Pena que miniaturas de alguns modelos alemães específicos sejam um pouco difíceis de encontrar, é a maneira mais barata de ter um MB, por exemplo (rs). Outro alemão bem legal, inclusive no visual, é o BMW 3.0 CSL "Batmóvel" (que também não encontrei em escala).

    ResponderExcluir
  4. Precisa mais nada não, só uma amarela para destroçar todos os outros carros.

    ResponderExcluir
  5. Marlos, a EVO II existe em escala, kit para montar fabricado pela Fujimi japonesa, assim como a CSL, est um pouco mais dificil de encontrar.

    ResponderExcluir
  6. Olá Milton, obrigado pela dica. Certa vez, aqui no Centro do RJ, em uma loja de miniaturas tinha um 300 SEL (1:24) lindo, mas o preço era muito alto e não deu pra comprar. Aliás, aqui perto de casa tem um desse de verdade pra vender barato, porém, sem motor e precisando de algum restauro, não sei se já vendeu. Por enquanto tenho que me contentar com os Hot Weels (os modelos reais não aqueles "siris" com rodas enormes) porque tá difícil arrumar algo como farmacêutico e não posso me dar certos luxos. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Milton, realmente um momento notável da história do automobilismo. E que belo texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Belo artigo. Poderia soltar mais um sobre as "herdeiras" desse modelo: as C36, C43 , C55 e a atual e incrível (e demolidora de M3) C63 AMG.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado Paulo e Bob!

    Está anotada a sugestão!

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelo texto,Milton , o Bob me convidou a visitar o blog e dou de cara com essa descrição do Pocket Rocket MB , depois vc corrija o código do chassi da 190E , no caso é 201 , 210 é da Série E após 1996,ok? Nos visite no www.portalmercedes.com ,abraços do Maluhy.

    Obs: Em tempos, temos uma 190E 2.3 16v 1985, é realmente um carro extremamente rápido, a lista de " fregueses" está ficando longa,hahahaha.......

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pelos comentários amigo, o texto já foi corrigido, pequeno "lapso" de digitação.
    abraço!

    ResponderExcluir
  12. O que não interferiu em nada,precisando de info sobre MB estou às ordens,um abraço!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.