10 melhores carros de 7 litros



Esta é uma Power List. Ninguém precisa de sete litros num automóvel, a não ser que tenha uma sede de poder comparável a de Stálin. Existem carros com mais de sete litros, mas são poucos, e francamente, menos relevantes. Sete litros parece ser o limite prático atual para poder máximo.

A idéia da lista veio como uma homenagem para o meu amigo AG, pessoa para qual nada com menos de cinco litros aparece na tela de radar. O AG andou reclamando da minha última lista, de motores muito pequenininhos (3 litros para o Garcia é nada) e chegou a pregar seu gospel (basicamente, quanto maior melhor ) nos comentários daquele post.

Agradecimentos ao Egan pela ajuda crucial, ajudando a preencher a lista de forma correta e nos pontos certos.

1) Corvette Z06 (C6)
Quando se fala em cv/litro, a idéia é sempre balizar a eficiência do motor, partindo da premissa de que, para uma mesma potência, o motor de menor deslocamento é fisicamente menor (ocupa menos espaço) e mais leve.

Isso funciona quase sempre. A não ser que se fale do motor V8 bloco-pequeno da Chevrolet, especialmente os modernos, da série LS.

E cai por terra completamente quando se fala do LS7 que equipa o Corvette Z06.

O melhor dos LS desloca gloriosos sete litros, gira até 7.000 rpm, é minúsculo, tem 505 hp (512 cv) e pesa apenas 207 kg.

Para colocar isto em perspectiva: no lançamento do atual BMW M3, a empresa bávara, famosa pela excelência de seus motores, disse que seu novo V8 de 4 litros e 414 cv era minúsculo e levíssimo, mais leve inclusive que o seis-em-linha que estava substituindo. Seu peso? 202 kg.

Sim, isto significa que o motor BMW V8 de 4 litros pesa praticamente o mesmo que o V8 Chevrolet de 7 litros. E que um dos melhores 3 litros já criado, o seis-em-linha do M3, é também mais pesado que ele.

2) Pontiac Catalina 2+2 421SD
Um americano full-size da época áurea (leia-se BIG, B-I-G, BIG!!!!) com um V8 gigantesco. Uma coisa que não volta mais.

Certa vez a revista americana Car and Driver colocou-o numa pista para competir com um Ferrari 2+2. Mesmo sabendo-se que o Catalina estava longe de ser original, 0-60 mph em menos de 4 segundos em DIAGONAIS é de arrepiar...

3) Charger 1969 Hemi 426
O Charger americano de 68 a 70 é em minha opinião um dos carros mais belos já criados. E equipado com o Hemi 426 pol³ tem potência condizente com sua aparência de mau. Quem já dirigiu o famosíssimo "street Hemi" dos anos 60 diz que não há sensação de poder tão grande em nenhum outro lugar.

4) Corvette L88 (C2 e C3)
Em 1972, um Corvette de corrida (mais leve que o de rua), com uma imensa bandeira americana no teto, usando um L88 standard exceto pela diminuição da taxa de compressão para digerir a ruim gasolina francesa, e um diferencial longo (2,73:1), foi cronometrado a exatos 212 mph no fim da reta de Mulsanne.

Isto significa 340 km/h. De um motor de rua original de fábrica. E isso 36 anos atrás.

Antes da serie LS, Chevrolet de 7 litros era apenas com o V8 bloco-grande como esse. O L88 tinha cabeçotes de alumínio para baixar o peso do paquiderme (e na raríssima opção ZL1, bloco também de alumínio para pesar o mesmo que um bloco pequeno de ferro fundido) e era praticamente um motor de corrida para rua.

5) Duesenberg J & SJ
Em 1929, quando Packards de 100 hp (101,4 cv) eram considerados exóticos e potentes, os irmãos Duesenberg, financiados por E.L. Cord, criaram um leviatã com um oito-em-linha, duplo comando e 4 válvulas por cilindro, 6,9 litros e 265 hp/268 cv (potência bruta).
Para alguns, ainda é o melhor carro já feito pelo ser humano em toda a história.

6) Ford Mark III
O ganhador de Le Mans em 1967 usava um V8 de alumínio com sete litros, e dos dez motores preparados para a prova, o que debitou MENOS potência marcou 496 hp (503 cv) nos dinamômetros de Dearborn -- motor derivado dos que levavam famílias americanas para passear em seus Galaxies nos fins de semana.

7) Bentley Brooklands
OK, são 6,75 litros, um pouco longe dos 7 litros. Mas meu sentimento é que esse castelo medieval inglês com uma roda em cada canto cai como uma luva nessa lista de PODER. V8 de alumínio, vareteiro, lançado nos anos 50, mas que aqui, com dois turbocompressores e mais de 500 hp, leva o mastodôntico Bentley a mais de 300 km/h.

8) Iso Grifo 7 litri
Motor de Corvette big-block dentro do cupê mais belo que Giugiaro já fez. Sofisticação e categoria, mas com uma montanha de músculos debaixo do terno.

9) Mercedes-Benz 450 SEL 6.9
O sedã Mercedes hot-rod dos anos 70. Toda vez que vejo um, toca "A Cavalgada das Valquírias" em minha cabeça.

10) Mercedes-Benz SSK
Um imenso seis-em-linha de sete litros com compressor (acionado apenas pelo fim de curso do pedal) num chassi curto, década de 30.

Se Hitler desse um para cada soldado seu, tinha ganhado a guerra fácil. Num carro desses, eles teriam a certeza que nada poderia vencê-los!
MAO

7 comentários :

  1. alguem ja disse que nada supera polegadas cubicas(A.J.FOYT?).de que adianta um "bando" de comando,valvulas, coletor de geometria variavel,variaçao de fase,etc,etc?sao economicos?haja grana para mante-los.o dia em que tivermoa os CAMMLESS pode ser que essa maxima caia por terra. nao adianta falar em turbo.alem de pouco torque em baixa,ele nao "empurra" so ar ,combustivel tambem.no final bebe como aspirado de cilindrada maior.small block gm e mais potente mais leve que lexus v8 "de aluminio".muscles are forever!

    ResponderExcluir
  2. MAO adorei comentario sobre M.B SSSK

    ResponderExcluir
  3. MAO,

    No replacement for displacement. Eu que o diga, esse troço de motorzinho é bom para dentista.

    ResponderExcluir
  4. Acho que não tem nada melhor pra provas de endurance! Pode passar marcha cedo que tem torque de sobra, menos ciclos, peças normalmente superdimensionadas... e aquele berro caracteristico. Só a R/L e o peso que nao costumam cooperar nos displacement monsters, masss...

    []s

    ResponderExcluir
  5. Juliano, nem sempre, pois muitas vezes ocorre o erro de se confiar demais no sobre-dimensionamento de peças. Vide o protótipo da Scuderia 111, com chassi Rilley & Scott, o carro liderava as Mil Milhas de 2006 com sobra, mas o motor quebrou por excesso de esforço que a equipe acreditou que não seria um problema.

    ResponderExcluir
  6. Fato, Milton! Mas o V8 do ZF 01 era um big block "de verdade"?

    Dei uma pesquisada por cima sobre esse protótipo e encontrei uma litragem esquisita em um site: 5,8L, dá por volta de 354ci. Se for verdade, soa como um small ou um small stroker, não?

    []s!

    ResponderExcluir
  7. Juliano, o carro correu com esse 5.8L que era um Ford preparado (não sei o que exatamente), correu com um Chevy 350 bravo, mas quando ele veio, era Ford 7 litros e quebrou algumas vezes.

    Na verdade, o motor original de projeto desse carro é um Judd V10, mas custava uma fortuna e passaram para os V8.
    [ ]'s

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.