UM ROLO DOS INFERNOS




Antigamente, o matungo que caminhava desavisado olhando a altura dos prédios pelo centro de uma grande cidade brasileira era presa fácil de alguns personagens vivaldinos: o camelô e a prostituta. Estes eram pessoas de senso aguçado para "ler" o que se passava na cabeça dos passantes e sabiam como e quando agir para enganá-los (Ao caro leitor cabe uma ressalva: o camelô aqui citado é o camelô de antigamente, aquele malandro que trapaceava com, por exemplo, os três copinhos e um grão de feijão, com cartas marcadas, garrafadas de tônicos levanta-defunto e outras coisas extraordinárias. Não é o camelô atual, nome hoje dado a quem tem lá sua barraquinha vendendo convenientes produtos xingling, que, fique claro, até prova em contrário é um pequeno e honesto empresário).

Até aí, tudo bem, pois esses personagens safados ficavam circunscritos à região central das cidades, e suas poucas vítimas após a primeira tungada costumavam aprender a evitá-los. O problema atual é que esses personagens geraram filhos e estes, criados como foram, aprenderam com os pais e os sobrepujaram na técnica dos malfeitos, e valendo-se desse brasileiro crédulo galgaram seu caminho ao poder em todas as esferas de governo. Até aí, tudo bem, pois foi só uma troca da espécie do predador a nos caçar; o galho é que a experiência administrativa anterior desses nossos predadores atuais se restringia a levar caixotes com três copinhos e um grão de feijão para o meio da calçada ou a se deitar numa cama de lençóis sujos e abrir as pernas. E assim deu no que não poderia deixar de dar.   

Vamos à situação em que essa turma meteu os usuários do automóvel, já que aqui é para falarmos de assuntos relacionados a esses úteis veículos de transporte.

Sai de baixo (foto: fenatracoop.com.br)

Nossa gasolina, álcool e óleo diesel cedo ou tarde subirão de preço, e pelo jeito não subirão pouca coisa. Acho que subirão muito. Os filhos dos citados personagens há tempos vêm segurando o preço dos combustíveis para evitar que a inflação suba acima de 6,5 % ao ano, percentual que está na tal "tolerância" de 2 pontos percentuais acima da emblemática meta de 4,5 %. O preço dos combustíveis, como se sabe, está na formação dos preços de quase tudo na economia. Sua alta se irradia para quase tudo que é produzido e como a evolução dos fatos nos leva a crer que a tolerância da meta será estourada, mesmo sem aumento no preço dos combustíveis, o governo tratará de segurar esse aumento para depois do segundo turno das eleições, que ocorrerá no dia 26 de outubro. Para o governo, seria eleitoralmente péssimo um aumento, e já que tudo que é ruim eleitoralmente para eles é tabú, vão empurrando com a pança. Dali pra frente, para depois das eleições, estando eles(as) eleitos(as), querem que tudo se exploda; acham que darão um jeito, uma driblada qualquer, como é de sua natureza.

Ao próximo governo, seja ele qual for, logo caberá elevar os preços dos combustíveis para depois tratar de arrumar o bandalho em que se encontra a "nossa" Petrobrás, uma empresa da qual — talvez enganadamente — nos orgulhávamos. O galho é que não basta arrumar a administração da empresa. Não basta limpá-la dos filhos dos personagens anteriormente citados — que para lá só foram escalados para exercer a função de roubar para seus superiores políticos — e em seus lugares escalar os bons profissionais que vestem a camisa da empresa. Não basta isso, porque a Petrobrás tem duas encrencas das bravas a encarar. A primeira é que imbuídos de um ufanismo barato armaram a coisa de tal modo que à Petrobrás caberá imensos investimentos para a exploração do petróleo do pré-sal — ela ficou obrigada a isso —, e justamente ao longo de um futuro que se delineia num mercado mundial menos dependente do petróleo, já que os Estados Unidos, hoje o maior importador, com a crescente exploração do xisto pretendem ficar livres da importação de petróleo antes de 2020. 

Quanto riso, oh! quanta alegria! (foto: Revista Piauí)

O plano de investimentos que a Petrobrás está obrigada a cumprir é da ordem de R$ 480 bilhões nos próximos cinco anos. Investir essa soma para explorar o pré-sal e outras coisas já seria uma coisa dificílima, caso as finanças da Petrobrás estivessem saudáveis, porém ela deve os tubos, ou melhor, deve os oleodutos. Deve mais de R$ 250 bilhões, o que dá mais de R$ 1.200,00 per capita, ou seja, se cada brasileiro; se cada “brasileirinho” e “brasileirinha” — desde um marajá de Brasília a um pobre barnabé que vive de comer calango estorricado no sertão nordestino — fosse dar sua cota para pagar essa dívida, a ele (nós) caberia raspar dos bolsos mais de R$ 1.200,00. Isso é grana pracacete. Isso é grana que permitiria que cada brasileirinho e brasileirinha assistisse, nos novos e suntuosos estádios, a quantos jogos da Copa quisesse.  

A coisa foi longe demais. A bandahleiira foi longe demais. O maior problema do tipo de roubo do qual a “nossa” empresa foi vítima é que não é um roubo puro e simples, tipo o sujeito que entra na caixa-forte da empresa e de lá sai com uma sacola de grana. Não. O tipo de furto usado é o pior que há, pois é na base das malditas comissões: esses filhos dos personagens citados, mancomunados com empresários vivaldinos, armaram e continuam armando péssimos negócios — desnecessárias obras superfaturadas e desnecessárias compras superfaturadas — para que deles levem suas comissões. Sendo assim, para que o ladrão leve sua sacola de dinheiro às costas ele causa à “nossa” empresa um prejuízo de um caminhão de dinheiro. Isso, como se vê, é muito pior que o citado primeiro tipo simples de roubo. Para nós, muito melhor seria abrir a caixa-forte e deixar essa turma entrar e carregar o que pudesse.

Mas a coisa não pára por aí. Metidos nesse rolo estão os usineiros de álcool, beneficiários da maior reforma agrária às avessas que já ocorreu na História, não só deste país, mas do mundo, já que com os subsídios governamentais as melhores e mais bem localizadas terras se concentraram em suas mãos. Além dos tradicionais usineiros de açúcar e álcool, alguns anos atrás banqueiros entraram na onda e adquiriram terras e construíram usinas de álcool Brasil afora. O primeiro problema é que banqueiro brasileiro não costuma administrar nada direito além da agiotagem institucionalizada, e o segundo problema, para eles, é que a atual mandatária do país não vai com as suas fuças, e não é de hoje, já que se orgulha de anos atrás os ter assaltado a mão armada. Então, os usineiros e banqueiros, apesar de hoje se servirem de um ex-presidente-rei como lobista junto à mandatariona, eles, estupidificados, estão vendo as portas sendo batidas nas suas caras quando insistem em lhe pedir ajuda. Nunca antes neste país um presidente lhes negou regalias. O recente pedido de aumento do percentual de álcool na gasolina, de 25% para 27,5%, é só um reflexo desse esperneio intestino. Para os usineiros seria bom, pois venderiam a bom preço o álcool que está sobrando. Para a Petrobrás seria bom, pois venderia ainda mais álcool a preço de gasolina, gato por lebre, mas para o Brasil, para os brasileirinhos e brasileirinhas, seria ruim, pois nossos carros estão no limite; teríamos problemas de durabilidade das peças, além de aumento no consumo de combustível. Em outra situação, a mandatariona até que cederia, mas agora não dá, está crítico, está cada um para si, daí ela vir repetindo: "que se virem".

Business is business (foto: Tribuna da Imprensa)

O álcool como combustível, a meu ver, está fadado ao fracasso. Os EUA, como já disse, por medidas estratégicas de segurança nacional, além de tudo, está investindo pesadamente na produção de combustíveis oriundos do xisto, que vem tendo um crescimento assombroso. Essa nova fonte é uma revolução que barateia o custo dos combustíveis, o que dispensa os EUA da caríssima e subsidiada produção do álcool de lá, que é a partir do milho. Essa indústria do álcool americano virou um trambolho, pois é uma indústria que hoje consome um terço do milho lá produzido e que com isso encareceu mundialmente não só o milho, como a soja e o trigo, já que a terra é uma só e o fazendeiro deixa de produzir um para produzir o outro. O álcool deles é tão antieconômico que eles gastam 1 unidade de energia para colher 1,5 unidade (com o nosso álcool de cana-de-açúcar investimos 1 unidade e colhemos de 7 a 9 unidades, dependendo da região do país). Mesmo assim, por política estratégica, os EUA ainda subsidiam sua produção de álcool, mas esse recurso, com o tal xisto, já não se fará mais necessário. Em breve, portanto, veremos o álcool americano indo pro brejo, já que lá a lógica costuma predominar.

Já aqui a lógica dos governantes passa por cérebros nebulosos, cérebros que nunca teriam lido este post até aqui e muito menos entendido. Mal e mal compreendem um resumo em PowerPoint figurativo e muito menos pensam a longo prazo sobre assuntos que não interessa diretamente a seus estufados estômagos. Problemas mais complexos, para eles, é como uma cólica que lhes atormenta as entranhas, portanto não agem e somente reagem, e livram-se deles do mesmo modo, ou seja, aprontando mais sujeiras.

Sendo assim, o caro leitor que não me peça profecias sobre que bicho vai dar por aqui, já que por aqui a lógica passa longe, mas posso ousar recomendar que tenha maior atenção quanto ao consumo de combustível do próximo carro que pretenda comprar. Hoje isso quase não tem sido fator de peso na decisão de compra, mas em crises passadas, com preços altos dos combustíveis, já foi, lembro bem que foi.

AK

141 comentários :

  1. E tem muito mágico por aí que demora anos e anos para fazer desaparecer um elefante (com sorte um avião) a olhos vistos de uma audiência.
    Pois bem, deveriam ter aulas com uns terroristas de bandeira vermelha que estão fazendo desaparecer um país todo aos olhos de um público de 200 milhões de pessoas.
    Acho que desta vez nem voto contrário nas urnas salva, pois só há lixo no pleito para a presidência.
    Esta seria a hora ideal para uma intervenção, antes que tudo desmorone.
    E quem será que seriam os únicos patriotas que ainda restaram neste país...

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo, se investigarem a PeTrobras com a seriedade e a profundidade que tem que ser investigada, vão descobrir mais lama que todo o petróleo já retirado e ainda por retirar das entranhas do solo tupiniquim. E se o país fosse sério, só isso já seria o bastante para derrubar o (des)governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, eu trabalho na PTrobras, e vejo tanto problema tosco, que perco as esperanças. Tem gastos que não deveriam existir, e tem gente que deveria perder o emprego. Eu mesmo, comentando aqui na hora de trabalho, deveria ser alvo de suspeitas dos gerentes, caso a empresa fosse séria. Não acho que o funcionário tenha que produzir muito em todas as 8h diárias, mas não dá pra ter tanta folga.
      Imagina que os porta-toalha no banheiro, aqueles papéis de secar a mão, foram todos trocados ano passado nas instalações onde eu trabalho. Esse ano, trocaram novamente o modelo. Eu sei que é pouco, mas não precisava trocar. Alguém está gerindo muito mal essa porcaria toda, ou alguém está lucrando com as más decisões.

      Excluir
  3. Desde meus tempos de criança leio e escuto o mesmo blá blá blá e tudo continua do mesmo jeito.
    A única solução para mudar, é ensinar às pessoas para que parem de querer levar vantagem em tudo.
    Você acha que só o governo tem culpa disso? E o que você me diz dos corruptores?
    É preciso mudar, mas com a consciência de que não são apenas os governantes os culpados dessas falcatruas que ocorrem todos os dias.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cesirus, tem um trecho lá dedicado aos "empresários vivaldinos".

      Excluir
    2. "A única solução para mudar, é ensinar às pessoas para que parem de querer levar vantagem em tudo."

      Bingo!

      Excluir
    3. Sergio C.Jr.21/04/14 15:07

      O problema é que não são só os empresários Arnaldo. É praticamente enraizada na cultura brasileira a política do "levar vantagem" em tudo.

      Os governantes que aí estão são, apenas, um reflexo do povo, ou seja, nós mesmos.

      Quantos não dão um jeitinho para não serem pegos por radares, ou para fugir do rodízio, ou para escapar de uma multa do Policial Rodoviário, ou liberar todos os canais da TV pagando apenas pelo pacote básico, etc...

      São essas pequenas "contravenções" que se transformam, em um nível hierárquico maior, nessa bandalheira que vemos...

      E, convenhamos, isso não é particularidade do PT, isso é, praticamente, uma característica de todos os partidos políticos brasileiros, salvo, se existirem, raríssimas exceções.

      Hoje, o congresso não funciona pensando em aprovar leis que sejam benéficas ao povo, o congresso funciona aprovando, apenas, àquelas leis em que, de alguma forma, o partido (oposição ou base) levou vantagem de alguma forma, basta ver a questão dos planos de saúde (redução de multas por descumprimento de contrato) que foi "incluída" no meio de uma outra questão, sequer do mesmo tema e que, absurdamente, foi aprovada pelas duas casas.

      De verdade, acho que o grande problema no Brasil é o brasileiro.

      Excluir
    4. Cesirus, não são os políticos que depois de eleitos viram ladrões mas o contrário: aqueles que elegemos é que transformam-se em políticos. O erro começa no dia a população escolhe seus futuros representantes. Faça um simples teste: pergunte à 10 amigos se eles se lembram quem foram os últimos vereador e deputados que ele votou e não se espante se apenas um ou outro lembrar. Brigamos por muitos anos para ter eleições diretas para agora ter isso que está lá ?!? Nossa consciência política foi sendo aniquilada paulatinamente nas ultimas décadas.
      Na boa: sou capaz de enumerar uma série de investimentos que ocorreram na época da "pseudo" ditadura militar (grandes estradas, prédios públicos "funcionais", aeroportos, etc) mas não consigo me recordar de NADA de novo nos últimos 30 anos oriundo de uma "farra democrática". Tento, sem êxito, me lembrar de algum militar daquela época que tenha enriquecido, todavia precisaria de muito espaço nesse post para enumerar os tantos políticos pós militarismo que enriqueceram durante sua vida pública. Observe que aqui não falo de partido A ou B mas refiro-me ao todo.
      Cesirus, você está coberto de razão tanto na questão dos corruptores quanto no que se refere à necessidade de mudanças !! Façamos nossa parte.

      Excluir
    5. Concordo, não há corruptos sem corruptores. A maior lenga-lenga que ouço é daqueles que dizem que esperam o país mudar; ora, NÓS somos o país, as coisas somente começarão a melhorar quando começarmos a agir honestamente. Não devolver o troco dado a mais pelo caixa do mercado é moralmente tão condenável quanto a roubalheira dos políticos.

      Excluir
    6. "Não devolver o troco dado a mais pelo caixa do mercado é moralmente tão condenável quanto a roubalheira dos políticos."
      Exato! Nada é por acaso. A coisa começa pequena assim e se transforma numa bola de neve.

      Excluir
    7. Acyr, e quanto a saneamento básico, habitação e educação? O que os milicos fizeram de tão bom nessas áreas, que até hoje estamos correndo atrás?

      Excluir
    8. Já esta bem provado que aqui não existe concorrência nos negócios e sim belos acordos comerciais. Isso em todos os níveis.

      Excluir
    9. Xiiii... esse anônimo das 18:02 é egresso da Universidade Petista de Trollagem!

      Para quem quiser saber mais sobre a UPT, leia:
      http://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/04/21/os-professores-da-universidade-petista-de-trollagem-upt/

      Excluir
    10. Grechejr
      Verdade. Pois aqui o que prevalece é o interesse particular sobre o público.

      Excluir
    11. Ao anônimo das 18:02
      Também foi autor do maior programa de habitação da história do Brasil, construindo quase 3 milhões de casas populares - mais do que a soma de toda a história do BNH (Banco Nacional de Habitação, que posteriormente foi incorporado à caixa econômica) implantada pelo então Ministro do Interior Mario Andreazza.
      Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Figueiredo

      Excluir
  4. Tudo culpa do PT,de uns tempos pra cá tudo de ruim é culpa do PT ,me lembro d reporter na tv convencendo a população que por causa da falta de um sulco no chão(que o PT não fez) aonde caberia uma moeda o avião espatifou-se no predio da propria empresa,agora os "especialistas" me "convencem" que uma empresa que dá 22 bi de lucro está falida(por causa do PT)fim de semana preguiçoso o time do Vasco não joga bem e segundo o tecnico é ....(por causa do PT!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. totiy, a culpa é do PT mesmo. Sabe qual o motivo? 12 anos de "nunca antes nesse país". O PT se utilizou deste mote para "refundar o país". Se foi refundado, tudo o que foi feito é mérito do governo PT, idem para o que não foi feito.
      E aí, refundou ou não refundou? E 12 anos de poder não dava pelo menos para ter organizado a educação?
      Não dava para ter melhorado a infraestrutura (estradas, energia, etc.). As termoelétricas foram licitadas ainda na época do FHC, quando teve aqueles apagões.
      E agora?

      Excluir
    2. totiy, está escrito lá "todas as esferas de governo", o que inclui todos os partidos. Comigo sobra pra todo mundo.

      Excluir
    3. Agora comparem o lucro que a Petrobras tinha na época do FHC com o lucro de agora. Chega a ser absurdo dizer que uma empresa dessa está falida. Quem fala isso não tem o menor conhecimento e bom senso.

      Excluir
    4. Acho que só se baterem a carteiro do seu próprio bolso você se convence, hein?

      Excluir
    5. Já estou convencido anônimo! o País está completamente no charco ,moro em SP ,o prefeito é do PT ,não tenho duvidas que O ESTADO não a cidade etá melhor que o resto do País !Realmente ARNALDO suas metaforas e as charges escolhidas ,são claramente direcionada ao que o sr chama de "todo mundo "

      Excluir
    6. Muito bem dito, Anônimo 21/04/14 13:28
      Esses "cumpanheiros" acham que todos caem facilmente nas desculpas esfarrapadas que eles dão. Reforço sua pergunta, o PT refundou ou não esse país? Pois o quem tem dito nos últimos 12 anos, é que refundou.
      Antes, a desculpa de tudo que dava errado no governo deles era a "herança maldita" do FHC. E agora, porque não culpam mais a herança maldita? Mas como colocar a culpa nela, se a herança desse governo do PT foi deixada por outro governo do PT? Então esses canalhas se superaram, ao invés de culpar a "herança maldita", eles descaradamente tentam deturpar a realidade. A refinaria de Passadena, comprada por 10X seu valor real, foi "um bom negócio". O índice de desemprego está alto? Simples, proíbe-se o IBGE de exibir a pesquisa. As contas do governo não fecham? Nada que uma contabilidade mágica, como exportar no papel plataformas da Petrobrás que nunca saíram daqui, não resolvam. Só dois tipos de pessoas acreditam nessas fábulas, o povo analfabeto e ignorante comprado com as bolsas governamentais e a "cumpanheirada", que quer se manter no poder.

      Excluir
    7. O problema totiy é que SIM, tudo o que acontece de mal no país é culpa do PTralha (por que PT - Partido dos Trabalhadores é uma ilusão). O avião bater por falta de ranhuras que deveriam ter sido providenciadas pela Infraero, que é federal e está sob administração PTralhista É SIM culpa do PTralha. O avião com um dos reversores travados, autorizados a pousar na mais perigosa pista do Brasil pelo orgão federal É SIM culpa do PTralha. E 22 bilhões de lucro não são nada para um ralo gigante que consome quase a totalidade desse patrimônio. E até o Vasco, como você diz "preguiçoso" não jogando bem É SIM, culpa do PTralha e sua leniência do Ministério do Esporte para com a administração incompetente feita pela CBF com RECURSOS PÚBLICOS e seu calendário e horários escorchantes. E é por isso que tudo de mal que aconteça no país, É SIM culpa do PTralha!

      Excluir
    8. De fato, esse descaso com a educação é imperdoável. O que os governos tem feito com a educação no Brasil é CRIME DE LESA PÁTRIA.
      Só isso já seria motivo para uma revolta popular...se a população fosse consciente...

      Excluir
    9. Quem acha que o país está ruim só de 12 anos pra cá é porque nasceu em 2002 ou então viva em estado de amnésia. A podridão e a precariedade desse país vem de longe. Politizar o que é crônico só vai perpetuar o estado de coisas

      João Paulo

      Excluir
    10. Simples, mais simples do que parece. Quem governa o país? O que está fazendo está melhorando, dando na mesma ou piorando o país? Quem está no governo é o CULPADO, evidentemente.
      Se esquecem que o futuro se faz das expectativas projetadas do presente. Quais as expectativas projetadas? Inflação, corrupção. O que vai acontecer?
      E pergunto a todos, não sentem já há algum tempo problemas de abastecimento, falta de produtos em supermercados? Argentina e Venezuela, nos esperem!

      Excluir
    11. Culpa do PT sim. Olhem os videos do lula na epoca que FHC se candidatou. Dizia que era um absurso distribuir algo aos pobre pois era voto de cabresto. Que o plano real nao ia a frente etc etc. Pra mim a marolinha de boas coisas colhidas pelo PT no primeiro mandato do lula fpi fruto do trabalho de FHC. Agora estamos colhendo o trabalho do PT. Mas a merda do PSDB que era pra ser oposição passou esses 12 anos vendido. Porra nesse pais não existe partido de direita e esquerda.

      Excluir
    12. Se o Brasil tivesse seguro para decisões mau-tomadas por nosso governo, e tivéssemos que o acionar agora, provavelmente o que ouviríamos é que " DEU PT"

      Excluir
  5. Aléssio Marinho21/04/14 12:52

    Em 2007 comprei um quinhão da Petrobrás por R$ 300,00.
    Hoje, esse quinhão vale R$ 95,00.
    Precisa dizer mais alguma coisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisa dizer que ação PETR subindo não significa algo bom para o povo, geralmente é o contrário. Quando o acionista lucra, é o povo que está pagando mais do que deveria/poderia no combustível. A petrobras deve atender aos interesses da nação, se necessário em detrimento dos acionistas. Evidente que má gestão não atende nenhum dos dois.

      Excluir
    2. Empresa que não gera lucro vai a falência. Ir para a falência realmente é algo bom, não é?

      Excluir
    3. E a petrobras não gera lucro?

      Excluir
  6. Falou muito bem AK. A meu ver, dos que estão se apresentando, tanto faz quem ganhe para o executivo. São todos iguais, só muda o nome.
    Como para o executivo o jogo aparentemente já esteja dado, acredito que a melhor maneira de tentarmos reverter essa balburdia seja através do Poder Legislativo. Pesquisar e eleger bons deputados e senadores, saindo da mesmisse de votar nos de sempre e dos votos de protesto que acabam colocando Tiriricas da vida lá dentro. Fazer uma renovação de verdade no parlamento, colocando gente nova, com vontade de fazer, de mudar, e não trazendo de volta velhos cancros da política ou reelegendo os mesmos de sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correto. E enquato persistir o sistema político atual a coisa não vai melhorar para a maioria da polpulação, pois os pilíticos na verdade só representam os interesses dos que financiam as suas campanhas.

      Excluir
    2. Tenho 17 anos, desde pequeno tenho muita vontade de ser político. Tive uma formação patriota e tenho minhas convicções formadas pela atenção dada à diversas opiniões, inclusive de posts como este. Próximo ano, procurarei um partido político, espero um dia chegar na cadeira que quero e mudar de verdade a vida das pessoas. Próximo mês começarei a organizar um abaixo-assinado com um projeto de urbanização para meu bairro. Mas sabe o que me entristece? -Adolescentes da minha idade que só bebem e nem se quer sabe cantar o hino da sua cidade; me observo e imagino: "Será que conseguirei os votos desses eleitores com essa cabeça?" ´E difícil, mas alguém tem que fazer alguma coisa.

      Excluir
    3. Y.G
      Diz a lenda que um pai, honesto e trabalhador, estava fazendo campanha para o seu filho - estudioso, esforçado, inteligente, além de honesto e trabalhador como o pai - se eleger vereador numa pequena cidade qualquer. Eis que um grande amigo do pai, ao ser solicitado que votasse no jovem candidato, disse que não o faria. O pai, estranhou muito aquilo e pediu o porquê de não votar num jovem candidato com tantas qualidades. Ao que lhe é respondido: "para não estragar o seu filho!".

      Excluir
  7. Outro dia comentava sobre esse tal de André Vargas. Meu medo maior agora com relação a esse cara não é o Congresso, os políticos abonarem ele, o Conselho de Ética o absolver ou qualquer outra coisa do tipo. Meu maior medo com relação a esse cara (e a tantos outros) é o povão eleger de novo um demonho desses.......

    ResponderExcluir
  8. Brasileiro Surtado21/04/14 13:19

    O Brasil é engraçado...quem encarece os combustiveis não é o preço da refinaria. É o pesado encargo chamado ICMS, marotamente ocultada pela imprensa. Na Energia elétrica, a mesmissima coisa. Gasto R$100,00 de energia mas minha conta é de R$140,00 com ICMS. Gasolina, alcool e diesel acontecem a mesmissima coisa.
    ___________________________________________________________

    Infelizmente a politica no país é ridicula. Tanto o PT quanto o PSDB estão tentando acabar com a CPI da Petrobrás: Se abrirem a CPI da Petrobrás, muita podridão aparecerá (segundo alguns, o mensalão virará dinheiro de pinga perto das cifras envolvidas). Do outro lado, o PT quer vincular a CPI da Petrobrás a CPI do cartél dos trens, CPI esta que o PSDB (oposição) quer ocultar pois podridão dos trens também é fétida.

    Enquanto isso o povo se ferra na mão dessa escória politica que domina o cenário nacional

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto isso começou o Campeonato Brasileiro e temos o circo... deixa assim.

      Excluir
    2. Corsário Viajante21/04/14 22:16

      Muito bom alguém lembrar do "esquecido" ICMS que, dentre outras palhaçadas, incide sobre ele mesmo ao se calcular o ICMS.

      Excluir
    3. Ao anônimo das 16:26
      Você (in)felizmente esqueceu de mencionar o BBB 15, cuja inscrição está aberta. Viva a rede Bobo, via o Brasil, esse "gigante adormecido"

      Excluir
  9. AK, o reajuste da gasolina é a partir de 25%. O da energia elétrica uns 15%.
    Quanto ao nível de álcool na gasolina: neste último mês meu carro passou a gastar mais que vinha gastando desde que fizeram o último aumento da porcentagem de álcool. Como sempre abasteço no mesmo posto (Shell v-power), fica na dúvida: será que o porcentual de álcool já não aumentou? Quando da passagem para o álcool para 25% meu carro passou a fazer menos 0,7km/l. Nos dois últimos tanques caiu ainda mais 0,4km/l. Ou seja, 1km/l menos que antes do aumento do porcentual de álcool.
    Só completando: ano que vem será muito difícil: inflação alta, preços administrados subindo bastante (gasolina, eletricidade...), aumento de impostos (dizem que o IR terá alíquota de 35%, chuto que para todos os que ganham mais que uns 5.000 brutos...). Taxa de câmbio desvalorizando bastante o real..., baixo investimento, desemprego subindo, etc.
    Sugiro a todos a leitura da semana no The Economist, que fala sobre o brasileiro preguiçoso. Acho que a carapuça serve bem para um pais de pessoas iletradas, cujo sonho máximo já nem é o de conseguir um emprego público, mas apenas uma bocadinha (algum tipo de bolsa). Tem para quase todo mundo...
    A culpa disso tudo somos nós mesmos. Não como indivíduos, mas como povo. Eu acho que está sacramentado. País de 2.a, eternamente em desenvolvimento. Basta ver nossas mazelas. Não fazemos nada direito, não somo capazes (como povo) em garantir água tratada, esgoto, educação, ...
    Não tem jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse negócio das bolsas está espalhado por todas as classes sociais! Os pobres vão para o Bolsa-Família, a classe média recebe bolsas de estudo e os ricos recebem $ do BNDES. Só quem trabalha que se ferra pagar a conta.

      Excluir
    2. Costumo dizer que nós não somos um povo, mas uma sopa de diversos povos, com diferentes culturas que imigraram para cá. E isso nos prejudica muito. Veja, não temos uma identidade própria, uma cultura de coletivismo. Aqui é cada um por si e Deus para todos. Somos extremamente individualistas. Não somos capazes de ver que aquele papel de bala jogado no chão poderá contribuir com o entupimento de alguma galeria pluvial dali daquele lugar. Essa história de brasileiro preguiçoso, no fim é uma consequência disso tudo. Gerações e gerações vendo desmandos em cima de desmandos, meia dúzia fazendo o que querem e como querem sem que nada lhes aconteça enquanto uma legião de gente segue só "levando atrás" (como diz a música - quem é do sul vai saber qual). Acaba virando normal dizeres do tipo "é assim mesmo", "isso nunca muda" ou "sempre foi assim". E o cara acaba se acomodando mesmo, vendo que lutar é inútil.

      Excluir
    3. O importante, aqui no Brasil, é falar de futebol. Torcer pro time A, B, C... ou Z. Aí sim, o povo acha que isso é mais importante, é nisso que 99% da população foca.

      Excluir
  10. Em tempo: já que se falou em aumento da gasolina, preparem-se também para o aumento generalizado dos impostos depois da "festa" da Copa, para cobrir os rombos nos cofres públicos (roubalheiras inclusas nos gastos) por conta da realização desse "circo" aqui, verdadeiro crime contra a nação. Este será o grande "legado" da Copa. Quem viver verá, e pagará. Inclusive os que estão rindo de orelha a orelha, tirando o chapéu, e aplaudindo de pé esta palhaçada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inclusive você e eu pagaremos essa conta. Quem não paga são os políticos, vão criar ou valorizar algum "auxílio" que recebem.

      Excluir
    2. Essa Copa do mundo só vai fechar com"chave de ouro"os desmandos de 12 anos do PT,vão entregar governo,estatais e todo a máquina governamental praticamente falido.E se o PT vencer a eleição presidencial?bom essa pergunta só Deus saberá responder qual será o tamanho do caos que advirá!!!!!!!

      Excluir
    3. Anônimo 21/04/14 17:54
      Mais cedo ou mais tarde a bomba estoura. E aí vai ser o salve-se quem puder para quem estiver lá na cadeira. Não sobreviverá a próxima eleição após o estouro da bomba.

      Excluir
  11. O grande problema brasileiro é que o povo foi levado a acreditar que a nacionalização de empresas é algo benéfico, enquanto que a privatização é um pecado mortal.
    Assim, tudo que é necessário ao país é encarado como sendo responsabilidade do Estado, que deve suprir, como uma grande mamãe, todas as necessidades do povo.

    Se o Estado fosse confiável, responsável, eficiente e eficaz, tudo bem.
    Mas isto não passa de mera utopia defendida por um bando de pessoas e partidos políticos interessados no tal espólio Estadual, que é algo incontrolável, facilmente roubável, corruptível, loteável, "inchável" até onde interessa a seus controladores.

    A solução, a meu ver, mas que hoje também é mera utopia, seria a de um governo enxuto, profissional, que se dedicasse a manter competentes e eficiente órgãos controladores dos diversos setores de uma economia totalmente privatizada.

    Voltando ao tema original, por que um governo deveria ser o responsável pela exploração, refino e distribuição de petróleo?
    Segurança nacional?
    Faz-me rir...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BlueGopher, você disse tudo. E o primeiro reflexo disso seria um Congresso melhor, voltando a realmente desempenhar as suas funções, pois num governo enxuto acabariam ou diminuiriam as possibilidades do toma lá, da cá. Cesar

      Excluir
  12. Post extremamente necessário. Espero que tire alguns votos da gangue que está no poder.

    ResponderExcluir
  13. Marcus Lahoz21/04/14 14:43

    Ak o buraco da petrobrás é bem mais embaixo. Começa desde a base com funcionários incompetentes, passa por um sindicato extremamente forte e termina em um governo que determina politicos para cargos técnicos.

    A única solução para a petrobrás é a venda. Assim como a Vale, Embraer e as empresas de Telecomunicação.

    ResponderExcluir
  14. Uma investigação na Petrobrás vai pegar quase todo o sistema político brasileiro. O processo de sucateamento da Petrobrás começou muito antes de 2003, a transformação de empresa séria de produção de petróleo em cabide de emprego ocorreu pelo menos logo depois de os militares deixarem o poder (e eu acho que foi ainda bem antes disso). O PT tem culpa porque está há 12 anos no poder e nada fez para reverter a situação. Mas a culpa do PT não isenta PSDB, PMDB, PP, etc.

    ResponderExcluir
  15. Há já bastante tempo perdi as esperanças, seja no Sistema, seja nas pessoas desse nosso tão espoliado e desprezado País. Não tem jeito e me parece que a causa mais profunda está em nossa formação cultural e moral como Nação; pequeno exemplo, que acontece todo dia e passei minha vida toda vendo acontecer; ao fazer críticas a qualquer politico, inclusive da esfera mais próxima, como prefeitos e vereadores, mostrando nessas críticas a absoluta desonestidade dessas pessoas com o dinheiro público, invariavelmente fui criticado com alegações de que se eu estivesse no lugar delas, agiria da mesma forma e encheria os bolsos enquanto pudesse fazê-lo. Não há indignação contra essas pessoas, mas um sentimento de inveja por não se poder fazer o mesmo e impunemente; parece que a moral já ficou perdida no tempo, se algum dia existiu em nosso povo, e essa constatação me tirou todas as esperanças de que algum dia verei este País como um lugar onde a moral e a justiça serão respeitadas; há alguns poucos homens íntegros, porém em número insuficiente para mudar essa Nação, e podem escrever, daqui a alguns séculos ainda seremos o que sempre fomos e somos , um pobre arremedo da Nação que poderíamos ser!

    ResponderExcluir
  16. Pois é, Arnaldo, quando Lula vendeu ao país a temerária ilusão do pré-sal, não contava com o xisto, abundante não só nos EUA, mas também no Reino Unido, e, provavelmente, em muitos outros lugares.

    O petróleo é nosso, e Pasadena também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil tem muito xisto também. Aliás, o governo federal já licitou e em breve aqui no Paraná, próximo a Curitiba, a extração começará a ser feita por fracturing também. Hoje a exploração é por minas a céu aberto (São Mateus do Sul).
      Ou seja, o aquífero Guarani, e pequenos rios como o Iguaçú e muitos hectares de terra produtiva vão ser contaminados.
      E parece que ninguém sabe disso!
      E se a licitação é do governo federal não adianta colocar a culpa em outro!

      Excluir
    2. O mais interessante, Anônimo 14:08, é que no caso paranaense a poluição e a perda de recursos é exclusiva do estado mas os royalties são distribuídos para todos os estados do país. Já com o RJ é bem ao contrário...

      PS: o Iguaçu não é um rio tão pequeno não, se fosse não existiriam as Cataratas do Iguaçu.

      Excluir
    3. "pequenos rios como o Iguaçú"
      orrra... se o Iguaçú é pra ser pequeno, calcule o que seria um rio grande.... Amazonas e Nilo ficariam no chinelo....

      Excluir
  17. 1. Concordo com quase tudo sobre o texto. Todavia, sobre o xisto, andei lendo uns textos - deve ter sido FSP, Estadão ou UOL, não me recordo - que a previsão dos EUA já não é bem essa. Logo, o xisto não "quebrará" o pré-sal, não.

    2. Usineiro é bandido até prova em contrário. Sempre choraram, independentemente do governo. Tomam empréstimos bilionários junto ao BNDES e depois não pagam. Aí alegam inúmeras desculpas esfarrapadas e SEMPRE obtêm perdão das dívidas.

    3. Sobre o problema atual da Petrobrás e do André Vargas, como citaram acima. Fiquem tranquilos. Álvaro Dias e aquela tropa toda moralizante só o atacam na frente das câmeras. A hora em que o cara resolver abrir a boca e investigarem a relação do doleiro, se chegará a políticos de diversos partidos. Não se tem interesse nisso. Logo esquecerão desse cara...

    4. Outro dia, no Estadão, havia uma carta de um membro (presidente??) da associação comercial defendendo o aumento do percentual de álcool na gasolina, pois é um combustível supostamente limpo. Os malefícios - aumento de consumo (e consequentemente de gasolina), danos aos motores, etc??? Logicamente ele ignorou todos.

    5. Concordo com o totiy. Embora não seja o caso deste post especificamente, atualmente está na moda botar a culpa de todos os males do mundo no PT. O "mundo" está dividido entre PT e ANTI-PT. Haja saco...

    5. Relações políticas no Brasil sempre foram "cada um por si, pensando exclusivamente no próprio bolso".


    Marco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco
      seu post está muito bom
      e adendo a ele e ao post do Toty, é revoltante este "Fla Flu" que a midia enfiou na mente do brasileiro

      mais revoltante ainda é a tentativa da midia de fabricar rscandalos, forçar a barra e tentar abafar escandalo que NÃO é de petista, a mesma midia que faturava muito nos tempos do fhc

      e aos que falaram em "lesa patria", lembrem se da Vale, saneada com grana publica e doada por 5 % do valor de mercado na "privataria" tucana ou da venda de 30 % da mesma Petrobras na NYSE em 98, por 25 % do que valia

      sobre a "divida" da Petrobras, outra falacia contestada até mesmo no exterior e mostrada em matérias fo "jornal Valor" do qual sou assnante e outras publicações

      a idéia que tenho é que muita gente tem ódio do barbudo, do partido, e descarrega desta forma

      uma pena

      Excluir
    2. Como são calculados esses valores para Vale ou Petrobras?? Ora, eu tenho uma casa e a quero vender. Ela vale para mim X mil reais, mas não acho comprador para ela, o que faço? Tenho que baixar o preço, né? Ou fico no aguardo até alguém aparecer concordando em pagar o preço que eu quero e que acho ser o que ela vale.
      Não que essas histórias de "doada por 5 % do valor de mercado" ou "da venda de 30 % (...) por 25 % do que valia" não sejam verdades, mas onde estavam esses valores 95% ou 75% maiores do que os que no final foram praticados?? Isso assim soa como discurso de quem era contra as privatizações, pois só me lembro de ter lido em lugares supostamente isentos que foram bem vendidas.....

      Excluir
    3. Marco e R/T,

      Eu concordo com vocês.
      R/T, não sei se você referiu-se ao meu comentário: "De fato, esse descaso com a educação é imperdoável. O que os governos tem feito com a educação no Brasil é CRIME DE LESA PÁTRIA."
      Quando digo governos me refiro aos últimos cianquenta anos, no mínimo, e reafirmo que é um crime o que estão fazendo com a educação, pois estão colocando a perder o futuro do país.
      Mas eu também acho que as privatizações de modo geral foram sim crimes de lesa pátria... E a grande mídia nunca deu um piu sobre isso...por que será?

      Excluir
    4. R/T
      Não é questão de "ódio do barbudo", a questão é que o partido do barbudo fazia críticas e o povo acreditou que o barbudo seria a solução, quando assumiu mantiveram a mesmice (teta), um exemplo é referente as alíquotas do Imposto de Renda, tem também a da moradia em que o mutuário receberia o dinheiro e não a casa já pronta, "pra evitar entrar em casa errada quando tiver bebido uma pinga"(fala do barbudo) entre muitas outras.

      Excluir
    5. R/T
      Não foi a mídia, mas o próprio PT e o barbudo que criaram essa situação. Tudo é "nós" contra "eles". Quantas vezes, ao invés de defender suas ideias e posições, essas pessoas não saíram com o discurso "das elites", de quem não era à favor das medidas deles não eram à favor do país? Pois bem, aconteceu o esperado.

      Excluir
  18. AK,
    Concordo com muitas coisas que você comentou no texto e também com vários de seus pontos de vista, mas discordo que o aumento do percentual de álccol na gasolina também seria bom para a Petrobras. Acredito que só seria bom mesmo para o usineiros, já que a Petrobras não vende álcool (este é adicionado na gasolina pelas distribuidoras de combustíveis).
    Outra coisa é que há muita desinformação e sensacionalismo em cima da compra da refinaria de Passadena. Por exemplo, a tal refinaria custou para a Astra praticamente meio bilhão de dólares e não os 42 milhões, mensionados repetidamente pela mídia.
    É, temos que nos cuidar também da manipulação da grande mídia...

    ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
  19. Alguem poderia fazer um post, ou ao menos comentar quais os efeitos do aumento (ou eventual redução do teor de alcool na gasolina sobre os motores? Além da óbvia mudança no consumo, claro.

    Clássicos carburados sofrem mais? Que tipo de ajuste é necessário? E importados não flex, com injeção eletronica?

    ResponderExcluir
  20. Muito lúcido este texto. Agora além de não ter como prever nada, a pergunta é: O que fazer? Nada também, afinal não se imagina nada.
    Estamos sem esperança, seria isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grechejr,

      por enquanto é ir levantando o tamanho da encrenca, tipo verificando estragos pós-terremoto. O que sabemos é pouco, migalhas que caíram da mesa. Depois é arrumar a casa, sempre com esperança, sempre, pois é o único modo de seguir vivendo. Mas que nos vai custar caro, isso vai. Uma hora a conta vem.

      Excluir
  21. O que mais me chateia é que atualmente todo mundo é especilista em Petrobras e acha que o ataque da oposição é um problema interno, mais não. O que está por trás desta deconstrução da Petrobras são as maiores reservas de óleo que se tem conhecimento no mundo livre e com alguma regra clara, ou seja, no momento é a última coca-cola do deserto.

    Se olharmos as big oils, a única que cresceu com as reservas disponíveis nos últimos 10 anos, foi a Petrobras. As demais empresas somente declinaram a produção.

    No momento que a Petrobras for desmoralizada por a imprensa e por partidos da oposição atrás de um cocho e cair em dicrédito junto a população vem o segundo ataque. De privatizar que é bom, vender as reservas e ganhar no curto prazo.

    Hoje a empresa tem muitas dívidas, mas, no momento que a produção do pré-sal passar dos atuais 420 mil bpd aos 1 MM bpd, a empresa volta a dar lucro. Realmente o governo apela com a empresa, a obriga a importar combustível e vender com dumping para as demais empresas, inclusive a Shell, total e outras. E ainda é críticada quando tem uma refinaria no exterior podendo importar este combustível por um subpreço, mas, tudo bem.

    Esta empresa que carrega a economia nas costas, e gera milhões de emprego sempre servirá ao pais, ainda mais quando for considerado todo o investimento em conteúdo local, que, se não tivesse controle do governo com certeza não seria implementado. Se a Petrobras fosse privada quem sabe nem saberiamos do pré-sal e a base da economia do pais continuaria sendo o agronegócio.

    Me desculpem, mas no mundo do petróleo a imprensa brasileira e o brasileiro está somente de olho no umbigo e não ao que se passa neste mundo geopolitico tão complexo.

    E, Autoentusiastas, vamos falar de carros! Tem tantos outros blogs para falar de política.

    E, acho justo pagarmos R$ 5,00 no litro de gasolina, ainda seria barata que em muitos lugares no mundo e o valor de mercado da empresa seria de 400 bi ou mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, carro precisa de gasolina e/ou álcool, caminhão precisa de diesel, e é a PB que domina isso. OK?
      Não sou especialista em PB, mas, assim como você, não sou burro. Ao final do post vem um parágrafo com uma recomendação prática a respeito de carros.

      Excluir
    2. Anônimo21/04/14 18:35

      R$5,00 o liro de gasolina???? Em que realidade você vive?????

      Dizer que esse combustivel que usualmente chamamos de gasolina é "barato" em relação ao restante do mundo é uma piada de mal gosto. De fato a gasolina brasileira é barata se comparada com a de paises com um padrão de vida muito superior ao nosso ou que n ão produz 1 barril de petroleo como é o caso do Japão.

      Não sou especialista em Petrobrás e nem quero ser mas sou entendido das minhas finanças e de lógica e é ilógico 1L de gasolina custar o que custa...ainda mais num pais que produz petroleo, exporta petroleo e impora gasolina graças a nossa incompetência em ter um parque de refino.

      Excluir
    3. Anônimo Petrobras é um nada perto do superavit do agronegócio

      Excluir
    4. Por R$ 5,00 o litro, os meus Weber IDF iriam adorar passar uma Avgas 110 pelo gargalo. E não essa sujeira de petróleo misturada com álcool para ter 87 octanas e que já custa caro.

      Excluir
    5. Daniel S. de Araujo,


      Você está sendo incoerente.

      Uma das críticas direcionadas ao governo é justamente o "congelamento" de preços da gasolina, o que tem prejudicado a Petrobrás, pois é obrigada a importar combustível por um valor superior ao vendido no mercado interno.

      Ora, a Petrobrás é uma empresa de economia mista e tem de gerar lucro para os seus acionistas. Como fazer isso? Igualando o preço ao mercado internacional.

      E, goste-se ou não, basta fazer uma breve pesquisa no Google para verificar que o preço do combustível no Brasil (tem de levar em conta as variáveis como impostos em cada país, por ex.) está defasado sim em relação ao mercado internacional.

      Os países que praticam baixíssimos preços de combustível são os produtores de petróleo que SUBSIDIAM o consumo interno com as exportações. A gasolina na Venezuela ou nos países árabes custam muito pouco porque são compensadas com o lucro das exportações.

      Agora, como vocês querem que a Petrobrás dê lucro aos seus acionistas subsidiando combustível?

      Não estou defendendo o aumento do preço dos combustíveis, mas tão somente mostrando a incoerência daqueles que dizem se o valor da gasolina aumentar será porque o “governo é corrupto, o país não vai pra frente e aquela papagaiada toda” e se mantido, dirão que o governo “está quebrando a Petrobrás”.


      E para por fogo à discussão daqueles que afirmam “Estatal é ruim. Privado é bom”, um dos países que mais jorram petróleo no mundo é a Noruega. Possuem a mais alta qualidade de vida do mundo. A empresa petrolífera deles é estatal e há forte intervenção do estado na economia do país, como um todo.

      A questão nossa é a corrupção, que atinge tanto o setor público quanto o privado.


      Abraço,


      Marco


      Uma das críticas direcionadas ao governo é justamente o "congelamento" de preços da gasolina, o que tem prejudicado a Petrobrás, pois é obrigada a importar combustível por um valor superior ao vendido no mercado interno.

      Ora, a Petrobrás é uma empresa de economia mista e tem de gerar lucro

      Excluir
  22. O que o PT e atualmente a Dilma fizeram com a Petrobrás foi ato de puro terrorismo. Conseguiram avacalhar a maior empresa brasileira, prejudicaram o consumidor os acionistas os empregados, os donos, o mercado. Armaram a maior bomba que ainda vai explodir na cabeça de todos.Colocaraam só pessoas corruptas, incompetentes, mentirosas e sindicalistas na direção. Quem confia numa Presidente com a tal de sem Graça fortes, braço esquerdo da Dilam? transformaram a Petroberás Numa grande refinaria de dinheiro.Isto mesmo lavanderia não, refinaria de dinheiro a custa do povo brasileiro

    ResponderExcluir
  23. Quem culpa um ou outro partido pela bosta da situação do país é porque talvez só tenha interesse em ver o seu "partido do coração" no poder, não porque queira dias melhores. Tem o rabo preso. Tem sido assim desde sempre, um eterno revezamento onde cada um reescreve a história como bem lhe entende.

    João Paulo

    ResponderExcluir
  24. É preciso ter muita personalidade para escrever um texto como esse, pois vivemos num país onde a metralhadora dos medíocres está sempre apontada para a trincheira daqueles que sabem pensar com a própria cabeça.
    Gente medíocre vibra com esse governo que está aí pois tal governo é a expressão de que ser malandro vale a pena - de que não pé preciso ter diploma para ser diplomado presidente.
    Esse governo que está aí colocou todos os brasileiros numa corrida oval de Fórmula Indy, disputada o tempo inteiro em bandeira amarela. E a gente vai levando a vida com o freio de mão puxado no talo.
    Muitos nesse blog vão dar apoio à você, caro Arnaldo Keller. Mas esse texto vai correr entre a militância aparelhada da Internet em em poucos dias as bolas de canhão cairão de todos os lados. Saiba que você não está sozinho, e quem está com você precisa te ajudar no contra-ataque, mesmo sem um capitão ditando ordens, como acontece nos acampamentos do outro lado.

    ResponderExcluir
  25. Anônimo21/04/14 18:35 matou a pau. "Encontrou" até uma justificativa para certos investimentos externos da PeTrobrás. Parabéns! E não sabia que as DISTRIBUIDORAS podiam importar gasolina e diesel por conta própria. Mais um momento de aprendizado.

    ResponderExcluir
  26. E ainda tem gente com coragem de defender essa quadrilha chamada PT. São os Totiys da vida que sustentam essa escumalha, não importa o quanto roubem, sempre estarão ao seu lado, votando nesses patifes. O sujeito pra ser petista das duas, uma. Ou é um ingênuo, um inocente útil, ou é um ladrão safardanas. Não existe meio termo.

    ResponderExcluir
  27. A recomendacao vem ao fim do texto! Quantos comentarios foram feitos sobre o cerne autoentusiasta do texto? Me desculpe, mas todos os textos que saem do foco de falar mais de carros caem na faceta politica aonde temos inumeros blogs de varias siglas e cores para falar do assunto.

    ResponderExcluir
  28. A grande verdade é que o maior problema do Brasil é justamente o brasileiro. Justamente o contrário do que a propaganda governamental quer fazer crer. Enquanto existir por aqui essa mania maldita de querer levar vantagem em tudo, de só se importar consigo próprio, de uma trapassinha aqui outra alí só porque ninguém tá vendo, e dos políticos de rabo-preso com o poderio econômico, que tudo o que NÃO fazem é fazer valer o interesse público e coletivo, esse país vai ser indefinidamente o país do futuro que nunca chega.....

    ResponderExcluir
  29. Quem aqui concorda que uma boa medida seria abandonar-mos esse modelo tributário atual que tributa o consumo e partirmos para um modelo que tribute o patrimônio???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tal imposto das grandes fortunas? Adivinhe quem vai ser considerado "grande fortuna": aquele sujeito que se matou a vida inteira de trabalhar, conseguiu comprar um apartamento para morar e mais dois para no futuro alugar e complementar sua aposentadoria de fome, e quem sabe um sitiozinho para passar o final da vida em paz curtindo os netinhos e tendo uma hortinha como passatempo. Eis aí quem vai ser o considerado o detentor de "grande fortuna".

      Excluir
    2. Mr. Car,

      Ainda assim é bem melhor que o ICMS, que simplesmente faz o salário do trabalhador (seja rico, pobre ou classe média) sumir no supermercado. Melhor pagar imposto sobre alguns apartamentos que não ter apartamento algum sobre o qual pagar imposto!

      E o IPI? É ridículo, o Brasil taxando um setor da economia que ele deveria subsidiar (o setor industrial)! Tirar o IPI é fundamental para transformar o Brasil de uma economia extrativista (só veja o gráfico das exportações, é só minério bruto e agricultura) em uma próspera economia industrial.

      Excluir
    3. Anônimo 22/04/14 09:18 hs: Para isso tudo, IMPOSTO ÚNICO. Esse papinho de imposto sobre "grandes fortunas" não cola.

      Excluir
    4. Eu não sei em que país você vive, mas no meu, é descontado 27,5 % diretamente do meu salário a título de imposto de renda. E, embora na média salarial do país meu salário não seja ruim, sou longe de ser rico. Isso não é pouco, é muito! E sem contar ICMS, ISS, IPI, Pis, Cofins, e por aí vai.
      Agora dizer que o apis é um país extrativista é muita bobagem. O setor industrial é muito desenvolvido no país e uma de suas molas mestras, embora foque no mercado interno e não em exportação como o setor extrativista. Não há nenhum problema em nosso setor extrativista ser desenvolvido, pois somos um país com grande capacidade nessa área. Pior seria se essa capacidade fosse inexplorada. Minério no fundo da terra e fazenda sem plantação não valem nada, só geram riqueza se explorados.

      Excluir
    5. Mr. Car
      É muito mais justo do que penalizar o consumo, atravez de ICMS, IPI, ISS e taaaantos outros quanto existem por aí. Quem tem mais, paga mais! E se houverem distorções como vc sugere, que elas sejam combatidas. Um erro não justifica o outro.

      Excluir
    6. Nós achamos um exagero tamanho desconto em folha para o IR porque pagamos toda essa montanha de impostos. Sem ICMS, ISS, IPI, etc., as empresas teriam mais lucro, investiriam mais, gerariam mais empregos, o nível salarial subiria e logo o desconto do IR, apesar de ficar maior, não seria tão penoso assim.

      É muito melhor pagar IR de 50% sobre R$ 10.000,00 ao mês do que ganhar R$ 1.000,00 e ser isento.

      Excluir
    7. Anônimo 13:37

      Um país pode viver da agricultura e da mineração bruta sem problema algum. Mas, veja o tamanho da oportunidade que estamos perdendo ao entregar de bandeja os produtos em estado bruto. Por que exportar soja, se poderíamos exportar óleo e farelo (já exportamos esses subprodutos, mas poderíamos ser bem mais fortes nessa área)? Por que exportar minério de ferro, e não produtos de aço (como autopeças, etc.) prontos?

      Excluir
    8. Anônimo das 16:06, me permita ir mais longe um pouco na sua linha de raciocínio: em vez de exportar farelo de soja, exportemos carne, leite, etc, produzido com esse farelo.

      Excluir
    9. Uma boa medida já seria acabar com o teto no valor do desconto do imposto de renda. Sem teto! Se ganhar R$10.000,00 paga R$ 2.750,00. Se ganhar R$20.000,00, paga R$ 5.500,00. Se ganhar R$ 30.000,00, paga R$ 8.250,00 e assim por diante.

      Excluir
    10. Exatamente, Arnaldo.

      O Brasil importa leite, o que é simplesmente inadmissível para um país com tanto pasto, tanta mão-de-obra barata, tanta ração, e importamos leite do Uruguai! É o fim da picada.

      Excluir
    11. Pessoal, o imposto único não seria viável p/ o Brasil porque adotamos a forma federativa de Estado. Seria, então, muito difícil se encontrar um critério justo de distribuição entre União, estados-membros e municípios. O melhor seria criar um teto constitucional para o ICMS, como 6% para operações dentro de um mesmo estado e 3% para operações interestaduais. O IPI também poderia ser enquadrado dentro desse teto de 6%.
      Antônio do Sul

      Excluir
  30. Outro rolo dos infernos é a questão indígena. EU SOU FAVORÁVEL A PEC 215!! Essa Funai é uma balburdia. Tão querendo dar pra índio terras que há séculos são de famílias não indígenas se utilizando de estudos e critérios pra lá de suspeitos. Sem falar do incontável numero não índios se passando por índios só com o intuito de se aproveitarem. Gente mais branca que eu se metendo em manifestação de índio pra tirar terras de famílias honestas, que trabalharam séculos pra construir um patrimônio, pra vir um desgoverno desses e chutá-los dalí.
    PELA APROVAÇÃO DA PEC 215 E PELO EXTERMÍNIO DA FUNAI, que acha que eu não sou brasileiro só por não ser índio. Fim da picada.....

    ResponderExcluir
  31. A situação é desesperadora mesmo! De um lado temos um PT aparelhando o estado, desgovernando o Brasil, inflacionando o numero de ministérios e cargos, num ambiente de desgoverno imposto pela Sra. Dilma Roussef sem precedentes (só consigo visualizar na historia, o então Governo Jango. Com a palavra, quem viveu na época).

    Do outro lado, temos um PSDB "oposição" insípido, envergonhado do legado positivo que ele mesmo deixou quando foi governo. Que se uniu em torno de nomes por pura vaidade de quem concorreu e entregou o Brasil de bandeja ao governo atual. Envolvida em escandalos de trens (que já tem pelo menos 12 anos que eu ouço sobre o caso Alston) e do proprio mensalão, que começou em MG com o Azeredo.

    Estamos ferrados, isso sim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mensalão mineiro é dinheiro de ponga perto do mensalão do PT.

      E por outro lado se a CPI da Petrobras sair e a CPI dos estádios da copa Veras que o mensalão do PT também é dinheiro de pinga perto destes. A ambição dos corruPTos esta em alta, o montante só aumenta...

      Excluir
  32. Mas o bbbrasil é o pais do futebol. Ja vem a copa e o povo vai torcer p selecao e esquece disso. Vai pagar caro p ir ver jogo e esquece q o estadio foi superfaturado; esquece da fome dos famintos; do mensalao e dos mensaleiros que estao de bobeira, ou melhor, nao estao; e viva a copa, viva o bbrasil;
    Nao vejo luz no fim do tunel.
    brasil com bzinho msm.
    Ass thiago teixeira

    ResponderExcluir
  33. Não creio que os EUA estejam pensando seriamente em extrair óleo de xisto. O custo disso, tanto no fator ambiental, quanto científico quanto financeiro desse processo é altíssimo. Uma alternativa desesperada para quando o petróleo já não for viável mesmo...
    Acharia mais interessante e barato justamente pagar por campanhas eleitorais, ou mesmo ditaduras, em países produtores de petróleo, de modo que os poços possam ser privatizados (com sorte, para empresas americanas, com menos sorte, para uma empresa que pratique preços justos). Para os EUA, ou que interessa é ter mercadoria abundante para comprar a um preço que eles considerem justo. Eles já tem o MIT, não precisam nem provar sua superioridade tecnológica fazendo uma tolice do tamanho que é usar essa pedrinha...
    O problema político do Brasil é suprapartidário. Não há lá grandes esperanças nessa região, até por questões de representatividade: Pessoas íntegras, solidárias, cumpridoras das leis, interessadas em política e ainda por cima inteligentes e bem-preparadas para exercer cargos públicos ainda devem existir no Brasil. Só que em número insuficiente para fundar um único partido, quanto mais para eleger maioria em qualquer casa de leis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade!
      O pior é que tem uma nata (podre) da sociedade brasileira que não se importa de entregar o país todo e até a mãe, se preciso for, para manter seus privilégios.
      Todo mundo fica falando de partido x, y ou z, procurando, ou melhor, achando que sabe quem é o culpado por tudo, mas o buraco é mais em baixo...

      Excluir
    2. brauliostafora,

      poderia explicar melhor o segundo parágrafo ?

      Excluir
    3. Robson, caro que poderia: Para extrair do xisto as quase 8 bilhões de toneladas de petróleo que atualmente importam, as empresas norte-americanas teriam um custo muito superior ao atual. Até aí tudo bem, já que lá a livre iniciativa também continua valendo quando as empresas se ferram, mas o contribuinte americano acabaria pressionando o governo por óleo mais barato. Outra questão é que o custo ambiental, de um modo ou de outro, cai nos cofres públicos. Então seria mais vantajoso para os EUA, do ponto de vista financeiro, costurar alianças para que o preço baixasse, nem que para isso fosse necessário interferir na política interna do país, como já foi feito em outras ocasiões por diversos motivos (petróleo, mais de uma vez, inclusive.).
      Devemos lembrar que o governo americano segue as diretrizes de ser do povo, para o povo e pelo povo americano. Se ferrar o resto do mundo com aprovação interna for uma opção, eles irão considerá-la.

      Excluir
    4. brauliostafora,

      agora entendi o que você queria dizer.

      Mas devemos lembrar que as reservas de xisto são maiores que a de Petroleo bruto, inclusive a produção de xisto é maior que a do pré-sal, e mesmo considerando que a tendência é mais favorável ao pré-sal, essa alternativa estará interessante na década de 30 provavelmente. A gente brinca por aqui, eles lá não...

      Excluir
  34. Doutor Renato Aragão21/04/14 23:44

    Arnaldo!

    Você está muuuuito nefasto!

    Eu quero é mais! Sou funcionário público, tenho um Celta VHC 1.0, 4 portas com AC/TE/VE/DH, GNV rodas Vaska 17, que faz 170 no velocímetro. Rodo 250 km, por 20 misérias. Reclamar da PB? Nuuuunca!

    Com a gasorina à 8,50 as ruas teriam muito menos engarrafamentos!

    Eu quero é que o pobre se lasque! E que não venha limpar meu parabrisa senão eu jogo o carro em cima!

    Dr. Renato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É até engraçado ver (ler) um cara que tem um carro "popular", 1.0, e ainda por cima com GNV, dizer que quer que o pobre se lasque, hahahaha!

      O cara passa pra classe média-baixa e já acha...

      Excluir
    2. kkk...que engraxadinho ocê.

      Excluir
    3. Não concordo com o que diz esse tal de Dr. Renato, mas o anônimo das 3:30 também diz coisas sem saber, porque cada um compra e usa o carro que quiser. Muitas vezes o "cara" do Celtinha tem vários imóveis e um monte de dinheiro, enquanto o "dono" de um suve deve 60 suaves prestações para o banco e ainda tem um monte de dívidas.
      Medir o cidadão pelo que ele mostra ter, é ser tão idiota quanto o de se achar melhor que outros por ter um pouco mais.
      Rico de verdade é discreto e tem classe, porque além de ter riqueza material, tem outra que é mais importante. A riqueza moral!
      Exceções quanto artistas e desportistas.

      Excluir
    4. wanderson cleyton22/04/14 15:52

      Anônimo das 03:30,juro q pensei o mesmo q vc quando li o cara do celta 1.0 com gás,querendo q o povo se lasque...rii aos montes,nem quando eu andava de tempra a álcool,ou opala 6cc eu nunca andei com gnv(hoje possuo um voyage 2014)olha q sou um dos cabras mais quebrados do Brasil...nunca eu quis que alguém se lascasse,afff!

      Excluir
    5. Cara, deixa de falar besteira e de procurar pêlo em ovo...

      É obvio que se o cara tem dinheiro compra o que quiser e que tem gente que vive de aparência, mas não é isso que está sendo discutido.

      Tá na cara que o tal Dr acima está sendo irônico, e o outro comentário rebateu também de forma irônica. Para de querer bancar o do contra e o defensor dos fracos e oprimidos...

      E outra, comprar carro 1.0 e enfiar rodões 17 que mal entram no coitado não parece ser coisa de alguém que tenha posses, é racional e quer ser discreto.

      Excluir
    6. Dr. Renato, quer que pobre se lasque e tem um dito "carro popular", com motor 1.0 ... estranho isso.

      Também sou funcionário público, nada rico, muito longe disso, mas ninguém no órgão que trabalho tem um Celta, e sim carros mais caros. Em que pese a qualidade do Celta, é carro para quem não pode investir tanto assim em um carro.

      Impende esclarece que funcionário público é diferente de empregado público...

      Posso apostar que é um funcionário público de baixo escalão, sem a menor dúvida. Não desmerecendo estes, mas sim o tal "Dr. Renato".

      Está redondamente enganado achando que aumentando a gasolina diminuirá os engarrafamentos. As pessoas compram carros e o colocam para andar. A gasolina sempre aumentou e os engarrafamentos NUNCA diminuíram, basta pegar os últimos 30 anos.

      Sugiro juntar uma graninha e comprar um carro mais condizente com quem quer se afastar os pobres...

      Leo-RJ

      Excluir
    7. Corsário Viajante23/04/14 12:48

      Pelo visto o detector de (ótimas) ironias anda quebrado por aqui!

      Excluir
    8. Não acredito que não perceberam que o Renato Aragão é um humorista...kkk
      Meus parabéns Doutor, cosnseguiste chamar atenção!

      Excluir
  35. Pior que essa turma filho do pessoal citado no texto É ver gente supostamente esclarecida defendendo essa corja.

    ResponderExcluir
  36. Doutor Renato Aragão diga-me a cidade em que circula pois estarei abrindo + uma filial de minha rede de postos e venderei com prazer Gasolina formulada a vossa senhoria a R$8,50. Celta com rodas 17" e GNV deixou de ser carro de pobre?

    ResponderExcluir
  37. Meio off topic, mas aqui no RS, há um aumento previsto e aprovado de 28% no custo da energia elétrica. Quem eu ver torcendo para o Brasil nesta copa, vai no mínimo ouvir alguns desaforos.

    ResponderExcluir
  38. Arnaldo,
    Que desculpa esfarrapada (carro precisa de gasolina) para despejar seu ódio. O pior que manda um monte de bobagem. A petrobras vale hoje, mesmo em baixa, 5 vezes o que valia com o PSDB. isso é o mercado, mesmo depois de tanto ataque politico.
    O dono da petrobras é o estado brasileiro, ou seja nós. Se o Brasil decide investir em seu proprio petroleo, tem caixa para fazer isso.o que existe é uma guerra de (des)informação para defender os interesses de empresas que pretendem poder lucrar mais com o nosso petroleo. Na politica assim como nos negocios existem caminhos diferentes, pode-se ou não estar de acordo e o resultado pode ou não ser totalmente o que se deseja tomando qualquer dos caminhos. O que não vale é o ódio, alimentar este ponto de vista de certo x errado, jogar m... No ventilador e daí já afirmar que são todos ladrões, porque não são, assim de simples. O PT tem muitos defeitos em seus quadros, mas a busca por enriquecimento proprio, ao contrario de outros partidos, de nenhuma maneira é regra ou comum (ao contrario de outros partidos).
    Você e o blog deveriam escrever sobre carros, mas se quiser falar de outros assuntos, porque não a contribuição do Metro e trens de SP para nosso transito? É um assunto relacionado e você verá que exemplo de administração publica existe por lá. Poderá então se interessar pelo assunto e descobrir a mesma excelencia administrativa da Sabesp ( concentre-se nos contratos de engenharia e consultoria), e depois então entusiasmado com tanta eficiencia poderá nos comentar sobre a saúde, segurança e a maior estrela de SP, a educação. Tudo isso de uma forma ou outra se relacionada aos carros e nossa relação com eles, e de tabela poderemos ter muitos exemplos de como se deve fazer as coisas, pois os resultados em SP nestas áreas são fantásticos, ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vale 5 vezes mais. Só que a dívida é 3 x o valor da empresa, incluindo tudo tudo. Um negócio tão bom que o mercado derrubou estratosfericamente o valor das ações... E a dívida está crescendo rapidamente, deve chegar a 6 vezes o valor da empresa nos próximos 5 anos. Uma empresa cuja perspectiva é ser cada vez mais endividada é tudo que se precisa para o desenvolvimento econômico.

      Eu é que não sei fazer contas!

      Excluir
    2. Seu comentário está totalmente equivocado, ou por desconhecimento ou por ideologia ao partido do poder. A Petrobrás está em seu pior nível histórico, no que se refere ao valor de marcado das ações. Já que o sr fala de guerra de desinformação, vamos dar algumas informações para esclarecer: A Petrobrás teve um grande aumento de valor de marcado entre 2002 e 2008, mas não por causa do PT, mas apesar deste. neste período, o preço do petróleo petróleo saiu de U$24 o barril para U$ 99 o barril, aumentado o valor de mercado de todas as petrolíferas no mundo. Com a crise de 2008 e a queda no preço do barril, todas perderam preço, inclusive a Petrobrás, porém todas se recuperaram, menos a Petrobrás. Hoje temos, a preço de mercado internacional por exemplo, ação da BP a U$ 48, da Total a U$ 63, da Chevron a U$ 124, todas com tendência de alta, enquanto a da Petrobrás está rodando a U$ 14 com sucessivas quedas, exatamente na contramão do mercado.
      O sr. falou bem, tanto na política quanto no mercado, existem caminhos diferentes, inclusive o caminho certo e o caminho errado. O caminho certo faz a empresa prosperar, e o caminho errado faz que ela definha no mercado e até mesma venha à falência. Isso vale para uma padaria da esquina ou para um grande empresa. Está mais do que claro, tendo em vista os problemas que a empresa tem apresentado, que o caminho tomado pelo PT está totalmente equivocado.

      Excluir
  39. Anonimo partidário, faça-me o favor de não me dizer o que devo ou não devo fazer da minha vida. Limite-se.
    Quanto ao ódio, está enganado. Treinei bastante boxe na vida, o suficiente para aprender que não se deve odiar o inimigo, já que isso embota o raciocínio.
    Quanto à SABESP, etc, está claro no texto que não poupo partido algum: "só mudou o predador", lembra? Os petistas é que logo vestem a carapuça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arnaldo, não sei como você ainda responde a esses imbecis. Pela mor de Deus, calcina esses vagabundos daqui que é muito mais fácil. Não aceite a patrulha desses acéfalos. Está mais do que claro o que eles pretendem.

      Excluir
  40. Anônimo 22/04 8:05
    Pergunte a família do finado Celso Daniel o que essa corja imunda e capaz de fazer
    Partido imundo e nojento !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente o Celso Daniel já não pode mais contar o que tinha vontade, e deram um jeito de ele não abrir a boca.

      É esse o jeito desse grupo armado que mostra as caras para se fazerem de bonzinhos, mas não mostram sua real face.

      Excluir
  41. AK, sou teu fã. Teus textos me fazem ter vontado de tê-los escrito. A maneira sutil de chamar de fdp alguns personagens dessa nossa tragédia cômica foi genial.
    Honrarias à parte, eu fiquei curioso com as unidades de energia do álcool. Gurgel sempre disse que se gastava mais do que se produzia, porque o maquinário todo é movido à diesel. Tem os outros fatores contrários à produção de álcool, mas essa unidade de energia é curiosa. Será que eu posso consultar as fontes dessa informação pra entende rum pouco melhor?
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willdriveyoumad,

      esses dados de gasto de energia para produzir vieram de várias fontes, coisas que li ao longo dos anos e cujos dados batem, um confere com o outro. Já nem sei de onde peguei, mas os tenho aqui anotados. Acho que dando uma googlada vc acha fácil. Caso não confiram com os que passei, avise, mas devem conferir, sim.

      Excluir
    2. AK, eu consegui encontrar comprovações dos dados que tu citou. Tu tinhas razão. Eu descobri também que o bagaço pruduz muita energia elétrica, embora de forma pouco eficiente, o que melhora o cenário. Ainda assim, o pro-álcool e suas heranças só seriam boas pro país com o transporte ferroviário dos trabalhados, da cana e etc.

      Excluir
    3. wildriveyoumad, a grande vantagem da queima do bagaço seria que as usinas estão dentro do centro consumidor. Com poucos quilômetros de linahs de transmissão já estão nas cidades grandes. Outra é que a colheita de cana se dá justamente na seca, para facilitar a colheita, e essa é a época em que se deve economizar a água das hidrelétricas. Mas aí veio o bom-de-papo FHC e inventou de negociar gás com os governos bolivianos, "gente confiável", e trouxe o gás de lá para tocar termelétricas. Essa papagaiada vai longe, vem de longe.

      Excluir
  42. Arnaldo Keller, perfeito seu texto, da primeira à última linha. Já repassei a vários amigos, todos gostaram bastante. Parabéns!

    ResponderExcluir
  43. O setor elétrico já estava mal, mas agora a situação está crítica.
    Só a Eletrobrás conseguiu fazer 6,29 bilhões de prejuízo em 2013, já no ano de 2012 o prejuízo foi de 6,8 bilhões de reais.

    ResponderExcluir
  44. Cristiano Mendonça23/04/14 03:18

    Eu lamento toda vez que vejo a credibilidade de um blog que acompanho, por tratar na maioria das vezes de tema que me agrada, automóveis, ser utilizado como porta voz de um agente de propaganda golpista, como o Instituto Millenium. Considero desrespeito à inteligencia de muitos que aqui frequentam. esta atuação discrepante, pouco técnica, pouco comprometida com fatos, incorrendo no vicio que eu já vi muita publicação a princípio interessante descambar: a opinião norteada pelo "JABÁ". Se já tivéssemos uma regulamentação da mídia, vocês estariam sujeitos a processo por estarem sendo cúmplices de uma campanha orquestrada de a ataque a uma intituição séria e que devemos sim nos orgulhar por vários motivos que é a Petrobrás. A motivação deste ataques é que é muito pouco louvável, pois atende apenas a interesses contrários ao Brasil e a um Brasil para os brasileiros. E não me venham contra argumentar com liberdade de imprensa. Pois qualquer direito está apoiado em responsabilidades e ma delas é o compromissos com os fatos. Opinião se apoia em cima de fatos não os fabrica e todos vocês como jornalistas, sabem muito bem disto. ( Se este post na for publicado, for "filtrado", pelo menos o Sr. Sharp lerá a minha opinião manifesta)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que porta voz de agentes golpistas o caramba, Cristiano!
      Deixe de ser manipulado. Escrevi o que penso e boa. Note que critico todas as esferas de governo. Deixe você de defender quem não merece ser defendido e defenda, sim, os brasileiros seus irmãos em vez de um partido ou outro qualquer. Pense aí.
      Agora, quanto a jabá, nunca ninguém me ofereceu nenhum, se você quer saber. Nunca nem ofereceram. Uma pena. Eu gostaria de ser testado pra ver o quanto aguento. hahah!

      Excluir
    2. Parei de ler em "propaganda golpista".
      Pra esses qualquer um que discorde do PT é golpista. Golpista são vocês, Cristiano Mendonça, que querem ver no Brasil uma Venezuela, Cuba, ou pior, Coreia do Norte.

      Excluir
    3. AK, já te falei, lima esses caras daqui antes que aparelhem o blog 100%. Esse tonto aí só aparece quando é pra defender o partidão do coração. É um picareta intelectual de primeira linha e a senha pra isso é quando defende a tal regulamentação do que eles chamam de "mídia". Um esbirro de Franklin Martins.

      Excluir
    4. Discordo Anônimo 23/04/14 10:22
      Tem que deixar uns tipos desses aparecerem e serem trucidados nas respostas. Essas argumentaçõezinhas fajutas deles tem que ser todas muito bem rebatidas, pra não restar dúvidas do que eles querem.

      Excluir
    5. Cidadão que manja do assunto e se importa com a discussão construtiva não ataca o autor, e sim os seus argumentos. Cristiano, ninguém consegue discutir assim, então é melhor tu guardar teu ranço pra si mesmo.

      Excluir
    6. O problema é q gente dessa laia não quer saber de debater. Por isso ficam papagaiando imprensa golpista e tudo mais. O negócio pra eles é todo mundo ficar quietinho, baixar as orelinhas e dizer amém sempre.

      Excluir
    7. Não conheço e nem sei do que se trata esse tal Instituto Milenium. Vou pesquisar. Porém, se gente dessa estirpe fala mal já posso ter certeza de que é coisa boa, hehehe!

      Excluir
  45. Kkkkkk que militante idiota!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vocês, anônonimos geralmente, não são também militantes? Não defendem suas idéias?
      Ou nem tem idéias, só repetem os discursos do PIG, que estão na moda?

      Excluir
    2. Sergio S. (ou será SS, se é que você me entende?)
      Uma das coisas pra definir um petralha é se ele chama certa imprensa de PIG, termo inventado por um pseudo-jornalista, bem pequenino, na estatura e na moral, um vendilhão de primeira. Se o sr. costuma ler o que este sujeito escreve sugiro que mude suas leituras. Fosse outro eu nem te faria tal recomendação, mas, pelos seus comentários corretos acerca da nossa combalida educação creio ainda há salvação para vossa senhoria.

      Excluir
    3. As vezes eu leio também o que este jornalista escreve e ele definiu bem o papel da nossa grande impresnsa: partidária e golpista - mais interessada em criar crises políticas do que em informar.
      mas não sou militante do PT.
      PT final.

      Excluir
  46. Matou a laço, Keller! A verdade é que este país nunca irá para frente, não com esse povinho pseudo esperto e deslumbrado, O Zé Povinho hoje ta ganhando 5 mil por mes e acha que está bem na parada, quando na verdade está vivendo uma ilusão monetária, pois tudo custa duas ou tres vezes mais, A gasolina é cara e vagabunda, por que tem quem compre! Existe carro FLEX, por que tem quem compre! e assim por diante.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.