MISSÃO POSSÍVEL: SALVAR SÃO PAULO

Governador Geraldo Alckmin (foto colunistas.ig.br)

Peço desculpas aos leitores que não moram na região metropolitana de São Paulo por tratar de um assunto local, mas a coisa aqui está mesmo complicada e piorando a cada dia. De qualquer maneira, isto poderá se alastrar para os seus respectivos municípios, tendo, assim, um quê de utilidade para todos.
BS

Carta aberta ao Exmo. Sr. Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin


Meu caro Governador ("meu" porque ajudei-o a se eleger),

Do alto do seu importante cargo, V. Excia. tem uma missão importante, possível: intervir no Município de São Paulo e livrar a cidade desse cara aí embaixo:


Foto: o pensadordaaldeia.blogspot.com


Desde que esse sujeito tomou posse a cidade vem passando por verdadeiro inferno astral. Começou mexendo no assunto das inspeções veiculares ambientais, criando caso com a Controlar que, irregularidades no contrato ou não, vinha realizando um trabalho impecável. Se havia exageros, com ser obrigatória a inspeção em carros relativamente novos, de até três anos, tratava-se de pequena correção de rumo apenas e não de cancelamento do contrato, como foi feito. Agora ninguém sabe como será. Fala-se em "oficinas credenciadas" – justamente as mais interessadas em vender peças e serviços para os carros "passarem" na inspeção. A Controlar não faz manutenção, só inspeciona, como deve ser.

Depois, em junho, ocasião do aumento das passagens de ônibus, apareceu na mídia dizendo sem dó nem piedade, arrogante, que era isso mesmo, em flagrante desrespeito ao clamor da população indignada e formada por grande parte dos que o haviam eleito.

Depois, dentro do melhor estilo de seu partido, partiu para cima da "zelite" que tem automóvel, como se automóvel fosse exclusivo dessa suposta classe social, aplicando sem nenhum planejamento faixas exclusivas de ônibus que literalmente travaram a cidade. Esse cara chegou ao desplante de dizer que as pessoas "pensariam duas vezes antes de tirar o carro da garagem" — mas certamente não tira o olho grande da metade do IPVA que lhe cabe e que começará a receber em alguns dias.

A Companhia de Engenharia de Tráfego, órgão executivo do Departamento de Serviços Viários da Secretaria Municipal de Transportes, não faz outra coisa senão comprar radares/detectores de velocidade, como os 800 anunciados esta semana, em vez de cuidar realmente do que é preciso, a sucateada rede de semáforos sem o indispensável controle eletrônico para promover fluidez do trânsito.

Esse cara deve achar que a população paulistana é toda "zelite", já que propôs aumento impensável e escorchante do IPTU, como se dinheiro caísse do céu nas mãos do munícipes. Chegou à insanidade de dizer que "uma cidade é como um condomínio", em que condôminos precisam pagar o necessário para que o condomínio funcione — só "esqueceu" de dizer que condomínios não têm nenhum tipo de arrecadação fiscal.. E ainda debochou do paulistano dizendo que paga o IPTU com o maior prazer!

E agora o rodízio de veículos na capital, que esse cara quer que seja ampliado, quando o correto seria acabar com essa mancha, essa vergonha de São Paulo criada pelo espertalhão Celso Pitta em 1997 e inexplicavelmente mantido até hoje pelas sucessivas administrações municipais, inclusive pelo José Serra e seu efetivado "suplente" Gilberto Kassab. Todos esses alcaides devem achar que quem usa automóvel é para passear, num total divórcio da realidade do paulistano que trabalha e/ou estuda.

Pior, essa redução da circulação de veículos é ilegal, uma vez que o Código de Trânsito Brasileiro só o admite quando for para reduzir a emissão global de poluentes, conforme Art. 24, Inciso XVI, enquanto o rodízio é chamado oficialmente de Operação Horário de Pico, "para reduzir congestionamentos", sem nada a ver, portanto, com aspectos ambientais, que cabem exclusivamente à Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente monitorar e opinar.

Ainda questão de trânsito, continua esse sujeito a diminuir a velocidade nas ruas e avenidas da capital iniciada na gestão Kassab, como se as velocidades fossem elevadas — pelo contrário — levando a nós no trânsito da capital totalmente artificiais e, assim, evitáveis.

Por isso, governador Geraldo Alckmin, está nas suas mãos devolver à capital do estado dirigido por V. Excia. a tranqülidade e o respeito aos seus munícipes, promovendo intervenção já, sob base de improbidade administrativa combinada com falta de decoro desse sujeito que pensa ser dono da cidade.

Conto com sua imediata ação.

Atenciosamente,

Bob Sharp
Editor-chefe
AUTOentusiastas

162 comentários :

  1. Votei também no Alckmin, mas acho que a carta tem que ser para Deus...aqui, não acredito ter mais jeito, estamos entrando numa era de caos total neste país.

    ResponderExcluir
  2. Não votei no Haddad, acho que a rescisão com a Controlar uma aventura perigosíssima que ainda custará muito dinheiro à prefeitura, mas acho que precisamos considerar algumas coisas:
    - aumento das passagens de ônibus: algo que todo administrador público responsável faria. Infelizmente, o partido o forçou a recuar e agora a população terá de pagar o pato via aumento de IPTU. Em finanças, não existe mágica. A propósito, o governo estadual fez exatamente o mesmo com o metrô.
    - rodízio de veículos: não foi ele quem criou. E a idéia de expandi-lo já vem sendo desenvolvida há várias gestões (incluindo a do PSDB).

    Em suma, para quê apelar ao governador, se ele mesmo partilha certas idéias e ações com o prefeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na boa, esse controlar era um caça níquel... Inspeções sem critério (marcha lenta?), equipamentos totalmente descalibrados (muitas vezes era só levar o veículo em outro endereço do centro de inspeção que o carro passava com louvor), técnicos mal treinados e mal pagos (gerando corrupção, é fácil quebrar a inspeção). Estou é dando graças a Deus que esse controlar vá embora. Só lamento o motivo real do cancelamento do contrato, que é porque é caça níquel do PSDB e não do PT...

      Excluir
    2. Franklin
      Algum apelo tem de ser feito, ou você concorda com o que vem acontecendo com a cidade?

      Excluir
    3. Bob, concordo que algo precisa ser feito, mas não acredito em solução via instância política superior. Tampouco acredito numa mudança por via eleitoral, já que o sistema é doente. Talvez um movimento de desobediência civil em massa (não-pagamento de algum tributo específico - no caso do município, o IPTU). De qualquer forma, sou cético. Não consigo ver espaço para administradores públicos que gerenciem as cidades por critérios técnicos.

      Excluir
    4. Franklin, também acredito neste tipo de manifestação, eu mesmo não fico parado em trânsito com faixa/corredor de ônibus livre do meu lado e não sou o único não, tenho notado que cada vez mais pessoas estão aderindo. Reduzo constantemente para 50 min (que já não é pouco!) um trajeto que eu levaria duas horas e meia, caso ficasse parado com o REBANHO!

      Excluir
    5. Acho que a questão não é tão simples e certa assim. Ou então já teria aparecido alguém fazendo esse questionamento jurídico. Não tem como dizer que num universo de milhões de pessoas só uma teve essa ideia.
      Porque ao invés de mandar uma carta ao governador o editor não questiona o MP sobre a viabilidade ou não da via judicial?

      Excluir
    6. A questão é que ninguém atentou para esse detalhe. E tem mais: mesmo que fosse legal o rodízio, teria de haver sinalização específica em cada rua e avenida, pois quem é de fora da cidade e aqui dirige é obrigado a seguir exclusivamente o Código de Trânsito Brasileiro, à exceção de qualquer outra norma ou dispositivo legal. Portanto, TODAS as multas de rodízio até hoje são indevidas por a restrição à circulação não ser sinalizada dentro das normas e TODAS as multas pagas nesses 17 anos a rigor teriam de ser devolvidas. A coisa é mais séria do que pensa.

      Excluir
    7. A questão é que o o Editor está se dando crédito demais. Uma questão assim tão importante e obvia como quer colocar o editor, certamente alguém, com muito maior conhecimento jurídico que o seu, numa população de milhões de habitantes como São Paulo, já teria se dado conta.
      Quanto à sinalização, não será nem a primeira nem a última cidade brasileira com problemas nessa área. Além disso, no sistema jurídico brasileiro, ignorância à lei não é justificativa para seu desrespeito. Principalmente por ser algo público e notório. Então não, nenhuma multa desses 17 anos terá de ser devolvida sob o argumento de que "eu não sabia".

      Excluir
    8. Esta carta aberta é emocionante, mas é necessário aceitar o fato de que há excesso de carros circulando na cidade de São Paulo. A solução paliativa de alargar e expandir vias urbanas para que possa caber mais carros em movimento já vem sendo aplicada, sem êxito, há pelo menos trinta anos.

      Penso que, quando o assunto é trânsito urbano, qualquer pessoa que assuma a prefeitura de São Paulo, terá que tomar decisões impopulares ou populistas. Parece que o prefeito daquela cidade optou por decisões extremamente impopulares e, se fracassar, deverá pagar caro por isto.

      O prefeito está sendo sincero é transparente ao declarar que [nas próximas décadas] as pessoas vão pensar duas vezes antes de usar o carro. Principalmente em mega cidades como São Paulo, onde o espaço público (de todos) é utilizado por um número cada vez maior de habitantes.

      Excluir
  3. Neste país pouco sério tem advogado que entra com ação até pra ir ver jogo de futebol. Em relação ao rodízio ilegal, não seria possível a advogados entrarem com uma ação contra?

    Renato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquer advogado, bem fundamentado, acaba com essa vergonha. É só querer.

      Excluir
    2. Creio que uma ação coletiva, numa espécie de litisconsórcio poderia, ou melhor, deve ser intentada por nós na Justiça Estadual de modo a esclarecer a utilização do nefasto "rodízio" de modo contrário a deliberação expressa de lei. De qualquer modo, não duvida que existam ações desta natureza paradas nas prateleiras de nosso sistema judicial.

      Excluir
    3. Tentei pelo Ministério Público e o Inquérito Civil foi arquivado, não virou Ação Civil. Só mesmo pela via particular. Mas, e um modo ou de outro, é coisa que vai parar no STF ou STJ, levaria 20 anos para ser derrubada. Bom mesmo seria alguém no cargo de prefeito revogar a medida, mas qual deles vai abrir mão dessa "arrecadação", seja em forma de multas ou na forma de metade do IPVA de quem compra um segundo carro?

      Excluir
  4. Se o governador Geraldo Alckmin ainda não fez nada a respeito, é porque deve ser "farinha do mesmo saco" ou "boi da mesma canga".

    E tem mais: "Uma andorinha só não faz verão".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio12/01/14 15:13

      São todos "BRIMOS".

      Excluir
    2. CCN
      O Alckmin tem que ser chamado a fazer, não acha?

      Excluir
  5. Quando o PT assume, aumento em IPTU é fichinha. Em Guarulhos e Taboão da Serra, teve aumento de até 2000%.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A preocupação com o PT no governo municipal é local, não em outros municípios.

      Excluir
    2. Pelo que parece, os maiores aumentos do IPTU está nas mão do PT.

      http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/01/13/reajuste-do-iptu-no-interior-de-sp-chega-a-1000.htm

      Excluir
  6. São Paulo é o laboratório para as maluquices que fazem no trânsito, em breve será o país inteiro. Portanto, o que acontece na capital paulista é fundamental para o que o vai acontecer nas nossas cidades, mais dia, menos dia.

    ResponderExcluir
  7. Bob, solicite ao seu governador que aplique o dinheiro da Alston em melhorias para a população, e , quem sabe, subsidie o pedágio de R$ 20,20 por um trecho de 60 km na Imigrantes.

    Abraços .... E nao se esqueça , vote no cheirador em 14!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corsário Viajante12/01/14 14:24

      Isso para não falar no RodoAnel, que o homem jurava que nunca teria pedágio e... Dá-lhe pedágio!

      Excluir
    2. 12/1 13:10
      Primeiro quero resolver o problema da minha cidade, que considero o mais grave. Pelo jeito, você acha que está tudo ótimo por aqui.

      Excluir
    3. Tucanos.. rs

      Excluir
    4. Petralhas! rs

      Excluir
    5. Petralhas...rs

      Excluir
  8. Gente, se o Bob (jornalista, inteligente, esclarecido...) consegue passar 71 anos no Brasil e ainda acreditar que exista não apenas um político, mas um PARTIDO INTEIRO que mereça seu voto, por realmente ser capaz de pensar no bem da população e colocá-lo acima de benefícios pessoais e picuinhas partidárias, quem sou eu para dizer para alguém que papai noel, saci-pererê ou a fada dos dentes não existem?
    Vamos ter que convir, quando o Perda Total indicou Haddad, o pateta do ENEM, para concorrer à prefeitura, achei que a linha de raciocínio era de que ele não recusaria a honra, largaria o Ministério da Educação para que alguém um pouco menos incompetente assumisse (até aí tudo bem...) , e, por ser um cara que só não era desconhecido por causa de seu descaso com uma pasta importante, acabaria perdendo a eleição. O partido abriria mão de governar a cidade, mas salvaria o ministério.
    Quem poderia prever que a população paulistana fosse (a palavra que surge é burra, mas usemos um eufemismo e diremos que ela...) contrariar a lógica e eleger o sujeito?
    O resultado de algo tão inesperado é esse: Obviamente, o prefeito não tem um plano para a cidade, assim como quase todos seus antecessores nos últimos 20 anos: Atitudes paliativas para problemas perenes, alguns conhecidos desde os anos 20, ou até antes, como os congestionamentos (sim, primeiro vieram os congestionamentos, depois o automóvel. Incrível como as pessoas esquecem isso!), a especulação imobiliária, o esgotamento da infra-estrutura, que sempre aumentou num ritmo mais lento que a população, a falta de educação (não apenas escolas, mas convivência numa área superlotada), as poluições (sonora, luminosa, aérea, da água, do solo), o elevado custo de vida, nada disso é novidade. Nem mesmo a desconfiança do paulistano com relação ao poder policial, que, ao invés de esperar que os vigaristas fossem à cadeia, tira-os das ruas, colocando-os em sua câmara municipal. Mas, com um plano de gestão, pelo menos alguns desses problemas estariam sendo atacados de modo satisfatório, o que não é visto.
    Antes disso houveram planos? Alguns: Sanear as contas e investir no social, em detrimento das obras, com a Erundina, investir em obras de mobilidade, ainda que superfaturadas e suspeitas, com o Maluf, urbanizar as regiões de várzea, nos anos 60-70, ainda que isso agrave o problema dos alagamentos, etc. - planos não são garantia de boa administração, mas a falta de um é garantia de má gestão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito o seu comentário!
      Não será pela via política que a coisa vai mudar. Ou vai pela jurídica ou...

      Excluir
    2. Burra é pouco!!! Quase elegeram o CELSO RUSSOMANO!

      Excluir
    3. Qual o problema do Russomano? Não ser PSDB e nem esquerda? Tinha gente assim que falava maravilhas do Chalita e que se não fosse pra ter nenhum dos dois (Haddad ou PSDB) que seria melhor o Chalita. Até que ele apareceu com um monte de denúncias de corrupção.

      Enquanto isso malhavam o Russomano por ter apoio das igrejas evangélicas. E o apoio do Maluf e da Alston que é bom?

      Excluir
  9. Bob e Entusiastas Paulistas;

    Infelizmente esse nosso Governador também partilha das mesmas idéias do Sr. Haddad. É um maniaco igual ao Haddad e com um agravante: Alckimin é dissimulado. Faz-se de bonzinho mas no fundo, é outro oportunista. É outro que se aproveitou das manifestações de Junho para fazer politica e não aumentar os já carissimos pedágios paulistas (só que passou a cobrar a tarifa dos caminhões, mesmo com os eixos suspendidos...viu só, deu com uma mão, tirou com outra)

    Vivo no interior do estado e por aqui o Governo estadual é abaixo de zero. Municipalizou o ensino, deixa rodovias não concedidas a Deus dará e as que são estão concedidas, estão nas mãos de 2 ou 3 consórcios que cobram pedágios abusivos, tornando a tarefa de viajar de carro pelo estado, uma missão que em breve será exclusividade de gente rica. Alckmin acabou com a CESP, o CDHU outrora atuante hoje resume-se a programas de mutirão. A meta agora é entregar aos já sofridos municípios, os aeroportos sob responsabilidade do DAESP.

    Em contrapartida, paga-se no estado de São Paulo as aliquotas mais caras de ICMS, chegando a ponto de incentivar industrias aqui instaladas a irem para outros estados (tem empresas daqui da cidade onde moro que abriu filial...do outro lado do rio Paraná em 3 Lagoas - MS!), o IPVA mais caro do Brasil. O governo que obriga o cidadão com dois endereços a ser paulista (CMF que o diga) sob pena de acusá-lo de sonegador.

    Quando tinha Fazenda, o programa "Melhor caminho" da CODASP apareceu por aqui. Dizia que ia melhorar as estradas rurais, reconstruir pontes, integrando locais onde distâncias de 40 km poderiam ser encurtadas para menos de 10km com simples passadas de máquina e reconstrução de pontes. Sabe quantos quilometros foram feitos na região? Nenhum! Em compensação, placas de propaganda foram feitas inumeras!

    O estado de S ão Paulo, bem como o município só irão para frente no dia que os cargos de prefeito e governador pararem de ser vistos como mero trampolim político, como fez Marta Suplicy, José Serra, Geraldo Alckmin Gilberto Kassab e atualmente, Fernando Haddad.

    Coloco no anonimo porque tenho medo. Medo da ditadura PTista e PSDBista que vivemos neste país de tolos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corsário Viajante12/01/14 14:22

      Falou tudo, parabéns. E isso para não entrar no mérito da educação e segurança.

      Excluir
    2. Lorenzo Frigerio12/01/14 15:19

      "Alckimin é dissimulado. Faz-se de bonzinho mas no fundo, é outro oportunista."
      Essa, para mim, é uma descrição clássica do PSDB.
      A diferença entre o PT e o PSDB é que o primeiro rouba galinhas e, desastrado, faz o maior barulho no galinheiro, acordando o fazendeiro.
      Já o segundo é o proverbial "come-quieto", uma máfia de alto nível. Duvido que o tremsalão acabe em alguma coisa.

      Excluir
    3. Lorenzo
      Minha maior preocupação no momento é o que está acontecendo com São Paulo.

      Excluir
    4. Rouba "galinhas"? Pelo tamanho dos roubos, essas "galinhas" estão mais para avestruzes criados com doses generosas de anabolizantes, he, he, he!

      Excluir
    5. Lorenzo Frigerio12/01/14 15:19

      "Alckimin é dissimulado. Faz-se de bonzinho mas no fundo, é outro oportunista."
      Essa, para mim, é uma descrição clássica do PSDB.
      A diferença entre o PT e o PSDB é que o primeiro rouba galinhas e, desastrado, faz o maior barulho no galinheiro, acordando o fazendeiro.
      Já o segundo é o proverbial "come-quieto", uma máfia de alto nível. Duvido que o tremsalão acabe em alguma coisa.

      -Eu vejo um pouco diferente: Estes dois são eficientes capatazes do poder econômoco, mas já aceitar o PT como convidado à mesa principal é outra coisa, aí já seria demais.
      A principal diferença é que, devido à sua origem e apesar dos bons serviços prestados ao capital, o PT desperta um ódio profundo nos grandes centros produtores da ideologia burguesa.

      Excluir
    6. Nooooooosssa, quanta bobagem.

      Excluir
    7. Corsário Viajante12/01/14 20:12

      A diferença é que o PSDB quer roubar, e o PT quer dominar. O dia que eles perceberem isso e se unirem, estamos ferrados.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Perfeito comentário cara! Sou do interior do estado, e não aguento mais essa corja do PSDB afundando o estado de SP, educação uma porcaria, estradas ruins e em péssimos estados(boas somente aquelas em que o Governo torra nosso dinheiro reformando e depois entrega para seus concessionários amigos ganharem dinheiro).
      Espero que este ano, o povo Paulista acorde, e tira essa corja do estado de SP.

      Bob, minha preocupação é oque está acontecendo com São Paulo, não a cidade, mas o estado, o estado de São Paulo que está deplorável.
      É cômico calcular uma viagem de carro, e chegar a conclusão que gastarei 1 tanque, em torno de R$100,00 de combustível, e outros R$100,00 de pedágio.
      Algo está errado, como disseram, governo PSDB elitizando as estradas.

      Fernando Alniezi

      Excluir
    10. Nooooooosssa, quanta bobagem.
      x2

      Excluir
    11. O PT rouba galinhas!!! Nossa, quanta ingenuidade.

      Excluir
    12. Tudo o que o PT faz, eu disse tudo, é para manter-se no poder. Alguma novidade nisso?
      E qualquer semelhança aí com todos os outros NÃO é mera coincidência...
      Mas qual é a sua principal diferença para outro P. ou DEMoníaco qualquer?
      Repito: DEVIDO PRINCIPALMENTE À ORIGEM DE SEUS PRINCIPAIS INTEGRANTES E TAMBÉM À FORMA COMO INICIALMENTE CHEGARAM AO PODER, não conta exatamente com a simpatia da velha casta qua ainda produz ideologia burguesa no Brasil. Aliás conta sim com o seu mais profundo ódio e rancor.
      Mentira?

      Excluir
    13. Mentira. Esse discursinho é tão velho e passado que não resiste em pé um segundo sequer. Parece que você congelou faz uns 50 anos e desligaram o frezzer ontem. Quem foi o idiota que tirou o plug da tomada?

      Excluir
    14. Caro Anônimo13/01/14 21:48,

      É mesmo? Então coloque seus argumentos que eu estou disposto a escutar pois mas não me considero dono da verdade.
      A, então eu estou congelado desde que nasci, pois acabei de completar 50...kkk
      ...mas pelo menos não comento como anônimo e tenho respeito e educação com todos.


      Excluir
    15. Bom, parece que o Sr. sabe tudo das 21:48 não tem qualquer argumento para tentar derrubar o meu "discursinho" ... ou então agora é ele que está congelado...kkk

      Excluir
    16. Pior que eu te respondi, mas o comentário foi barrado (e eu nem fui mal educado, levei a coisa na base da piada). Pensando bem, melhor assim, já que eu nunca vou te convencer e vice-versa. Fico até com uma certa vergonha alheia de um sujeito que bateu nos 50 ainda ter o pensamento tão contaminado, típico de alguns centros acadêmicos, espalhados pelas universidades Brasil adentro. Não vale a pena mesmo.

      Excluir
    17. Então acertei, foste mesmo congelado ! ...kkk (desculpe pela piada)

      Pois é, opinião e b. cada um tem a sua e não há motivo para vergonha. Aliás, o Sr. nem me conhece: O comentário que eu fiz foi baseado na leitura que consigo fazer dos fatos e acontecimentos, não significando que meu pensamento esteja contaminado por alguma ideologia.
      Há cinquenta anos tento entender o mundo, por isso estou sempre disposto a escutar opiniões fundamentadas.
      É realmente uma pena que o Sr. ache que "não vale a pena". Isso sim é lamentável...

      Excluir
  10. Off-topic: vão ao site do jornal "O Globo" (www.oglobo.globo.com), cliquem na aba "Rio" da página incial, depois cliquem em "Tecnologia poderá substituir guardadores". Vejam se há a menor condição disto dar certo! Vão torrar uma grana preta dos nossos impostos na implantação desse sistema (propinas inclusas), e não vão resolver o principal (ou será que vão mandar fuzilar cada maldito elemento dessa escória?) problema, que é o assédio dos flanelinhas, tomando as ruas como sua propriedade particular, e ameaçando, constrangendo, extorquindo aos cidadãos. Outra "pérola" não citada na matéria, é a implantação de ciclo-faixas em todas as (já estreitas) transversais que dão acesso da Rua Barata Ribeiro para a Avenida Copacabana, e desta para a Avenida Atlântica, além da própria Barata Ribeiro, sua continuação Raul Pompéia, e mais a Rua Toneleiros. Nas transversais, para segurança dos ciclistas, implantação de velocidade máxima de 30Km/h, e claro, vão instalar "pardais" aos montes. Quem comete o "crime hediondo" de ter um carro, está mesmo em maus lençóis.

    ResponderExcluir
  11. Corsário Viajante12/01/14 14:17

    Bob, me desculpe, mas está apelando para as pessoas erradas... Só para começar, lembro dos pedágios abusivos de SP, especialmente para quem mora no interior, do ICMS absurdo que vem emperrando SP e do RodoAnel, cheio de erros de projeto e que cobra pedágio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corsário
      A apelação tem começar por algum lugar, por alguém. Escolhi o governador por questão de ascendência sobre o município.

      Excluir
    2. Corsário, se não fosse o Rodoanel (MARIO COVAS) estaríamos FU**DOS!!! Num mato sem nem cheiro de cachorro! sem mais.

      Excluir
  12. quando vi a foto do alckmin e do haddad, imaginava ser um texto sensato, cobrando melhoria por parte dos dois governantes. Ao ler o desabafo, se vê apenas que se trata de mais um caso de "indignação seletiva", típica cartinha de leitor publicada no Estadão.

    Como disse um leitor acima, cobre também sobre melhorias no metrô, que consequentemente ajudará o transito de SP.

    E sobre o IPTU, de fato, para muitos o aumento seria abusivo sim. Mas INÚMEROS outros municípios aumentaram o IPTU em percentual muito maior que SP, e não houve estardalhaço algum por parte da imprensa ou correria ao Judiciário.

    O me deixa mais enraivecido não são críticas merecidas ao prefeito, mas a seletividade ao poupar o "pobre" governador.

    Marco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco
      Não poupei o governador, apenas apelei a ele numa questão específica. Não dá para misturar estação neste caso.

      Excluir
  13. Bob, também sou um cidadão paulistano que está muito preocupado com o que está acontecendo, estou pensando até em me mudar de SP. Um fato que me decepcionou muito com relação ao Alckmin foi ele ter dito que "os corredores/faixas de ônibus do Haddad" são um espetáculo" - procure no Google. Estamos perdidos.
    Talvez se o Skaf se eleger governador ele bote essa "coisa petista" em seu devido lugar, penso isso em função do primeiro confronto devido ao IPTU (apesar que pouco conheço do Skaf, preciso me informar mais).
    André.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,para-alckmin-corredores-de-onibus-da-prefeitura-sao-um-espetaculo,1084175,0.htm

      p q p... e o pior é q é verdade! BOB, TIRO N'ÁGUA!

      Excluir
    2. O governador falou dos corredores, não das faixas exclusivas criadas de qualquer maneira, sem planejamento. Por exemplo, em muitos casos a faixa adjacente à esquerda ficou exageradamente larga para um carro e estreita para dois e sem linha divisória (av. 23 de Maio), exatamente como não se deve fazer. Além disso, cartas abertas têm como objetivo conscientização acerca de determinado assunto, não para que o endereçado tome providências.

      Excluir
  14. As barbeiragens que esse cara fez quando ministro da educação já o descredenciavam para o cargo de prefeito de uma cidade do porte de São Paulo. Eu conheci a figura, lá por 1997, quando meu filho estudava com o dele. Trabalhava na loja do pai, na região da 25 de Março, e dizia dar aulas na USP. E como é que se admite a possiblidade de justamente um "barbeiro", na acepção da gíria, cuidar justamente do complicadíssimo trânsito dessa cidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz
      Só pode dar no que está dando.

      Excluir
    2. Luiz, o Haddad só se elegeu prefeito de São Paulo porque estava competindo com Serra, Soninha e Russomano. Colocassem qualquer um com um pouco mais de competetitividade a candidato de São Paulo que esse seria o novo prefeito da cidade.

      O PSDB tem uma máquina de fazer política poderosa, mas ninguém para utilizá-la.

      Excluir
  15. Lorenzo Frigerio12/01/14 15:24

    O que o Bob precisa perguntar à Sua Excelência, o Picolé de Chuchu, é se ele pretende entrar com recurso contra a liminar do Ministério Público que o obriga a implantar a inspeção veicular em todo o Estado, ou se ele dissimuladamente não contestará, permitindo que a medida entre pela porta dos fundos, sem lhe gerar desgaste político.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo
      De novo, minha preocupação no momento é São Paulo, o inferno que está se tornando.

      Excluir
  16. Acho que pediu a pessoa errada.
    "Seu governador" (não meu, porque não voto nele nem que me desse uma ferrari) é outro inimigo dos carros e do nosso bolso.
    Esta implantando os pedagios "proporcionais", que quem já foi mais esperto já percebeu que a sacada é usar os pontos de pedagio como "PCs" (de ralies) que medirão a velocidade media que você trafegou na via. Quando questionado pelos reporteres sobre isso apenas respondeu com um "vai ter". Teremos vias inteiras com radar, e não apenas em alguns pontos, graças ao "seu governador".
    Assim como provavelmente o sonho dele será na próxima etapa os pedágios urbanos... deixa esse pessoal (psdb) cair na prefeitura de são paulo de novo, vai ver como vão colocar. Vão até tirar seu tão reclamado rodízio pra que mais gente passe pelos pedágios.
    ..
    Pra quem defende o pedagio "proporcional":
    a principio parecia vantajoso para quem ia entre percursos curtos e pagava "tarifa cheia", mas já foi constado que pra quem fizesse o percurso mais longo o custo aumentou, ou seja, aumentaram o valor do km, não há real proporcionalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que você e outros não notaram que o alvo no momento é a cidade de São Paulo, o que esta acontecendo aqui.

      Excluir
    2. Cara, essa história do Ponto a ponto merece um post independente de orientação política. Isso é realmente preocupante... Imaginem não ter como burlar esses limites ridículos!

      Excluir
  17. Pedir ao atual governador para ajudar em São Paulo é igual pedir a um ladrão para ajudar a proteger a sua casa. Boa sorte nesta empreitada rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá para curtir esta postagem do Hugo?

      Excluir
  18. Concordo com tudo, com exceção no que diz respeito à Controlar, que carece de pessoal especializado para aplicar os testes. Já levei vários carros para a inspeção, e muitos foram rejeitados ou reprovados por motivos estúpidos. Já teve Fusca rejeitado por vazamento de água, teve Corolla reprovado em um centro e aprovado em outro sem que tivesse sido feito NADA no carro, enfim, o que essa inspeção é na verdade é mais um caça-níquel mesmo. Cheguei até a fazer uma petição pública contra tal empresa:

    Abaixo-assinado Moralização na Inspeção Veicular
    Para: Ministério Público
    Nós, paulistanos, temos plena consciência da importância do controle das emissões veiculares, ainda mais tendo-se em vista que somos possuidores da maior frota automobilística do país. Para isso, é extremamente oportuno e indispensável haver o controle e monitoramento das emissões de gases poluentes de tal frota, que deve ser realizado por uma empresa que obrigatoriamente deve possuir vários requisitos básicos:

    1)Capacidade técnica e conhecimento pleno das ações necessárias para tal, tanto dos implantadores do sistema quanto daqueles que irão efetuar as operações de inspeção nos veículos;

    2)Idoneidade e honestidade à toda prova;

    3)Adoção de critérios e procedimentos padronizados, automatizados e independentes de avaliação humana através de qualquer um dos cinco sentidos, os quais são altamente sujeitos à influências fora do controle do aplicador dos testes e/ou avaliações, e que não dêem margem a interpretações subjetivas e/ou dependentes de fatores não-técnicos;

    4)Emissão de um relatório completo dos problemas encontrados em veículos que porventura sejam reprovados na inspeção, a fim de eliminar seguidas idas e vindas à inspeção devido a problemas não detectados em inspeções anteriores;

    5)Afixação em lugar visível, em todos os centros de inspeção, da tabela de parâmetros examinados na inspeção, de acordo com o ano e modelo do veículo;

    A atual empresa contratada pela Prefeitura do Município de São Paulo para a realização de tal inspeção, denominada CONTROLAR, não está satisfazendo tais requisitos, tendo-se em vista a quantidade imensa de reclamações por parte dos usuários em relação a procedimentos fora de padrão e/ou dependentes de critérios e avaliações totalmente dependentes de análises puramente subjetivas e sujeitas a variações em conformidade com o estado emocional dos inspetores, tanto negativamente como positivamente.

    Por estes motivos, solicitamos que esta empresa seja submetida a avaliações e o que mais for necessário, e feitas as devidas correções e ajustes para cumprir a contento a função para a qual a mesma foi criada, o que não é nada mais do que a obrigação da mesma, visto tratar-se de um serviço pago. Em caso de negativa do cumprimento de suas funções e/ou continuidade de prestação de serviços de baixa qualidade, solicitamos que tal empresa não mais seja responsável pela inspeção veicular no Município de São Paulo.

    Para quem tiver interesse:

    http://peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=P2012N24400

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo! Dispensar a Controlar não parece uma coisa ruim em si. Mas cancelar um contrato de prestação de serviços sem definir quem irá substituir a empresa contratada é uma trapalhada tão grave que nem mesmo jogando "sim city" (ainda existe?) você consegue cometer!

      Excluir
  19. ArkAngel
    A inspeção pode ter os problemas que você citou, mas é melhor que nada e, outra, é uma empresa organizada.

    ResponderExcluir
  20. Moisés_SP12/01/14 16:21

    Bob, concordo com sua indignação e faço dela a minha, pois SP está ficando uma cidade insuportável. Só queria lembrá-lo que se o Governador decidir intervir no município, isso pode ser visto como uma manobra política, pois estamos em ano eleitoral. Sendo assim, o governo federal poderia dar o troco e intervir no governo estadual, ou seja, viraria uma guerra de partidos políticos. Infelizmente no nosso país se faz política dessa maneira, em primeiro lugar o partido e depois a população. Estamos entregues ao Deus dará.

    ResponderExcluir
  21. Fernando Rodrigues12/01/14 17:50

    Fantástico este seu post,Bob Sharp! Eu adorei. Eu fico aliviado ao perceber que o maldito PT,está ganhando cada vez mais a antipatia dos eleitores que tenham cérebro. Eu acho isso um ótimo sinal...e na minha modesta opinião,o Brasil só tem à ganhar se estes vermelhos forem reduzidos a pó.

    ResponderExcluir
  22. Bob, sou totalmente a favor da Inspeção, inclusive acho que deveria se estender a outros itens, tais como: freios, suspensão, etc. Também deveriam verificar o chassis do carro, e não só a placa, pois conheço pessoas que já fizeram trambiques para passar na inspeção: elas pegam a placa de um carro que ainda não passou na inspeção, geralmente em mau estado, e colocam em um outro que já foi aprovado. É só retirar o selo deste, e pronto! Veículo aprovado sem gastar dinheiro com manutenção! Isso é comum em frotas de empresas, e já vi fazerem isso até em frota de órgãos públicos.
    Mas o principal problema são mesmo os empresários: muitas m***** acontecem porque não querem pagar bons salários a bons profissionais. Pegam um rapaz qualquer, dão um treinamento meia boca e lá se vai mais um "inspetor veicular". Esses empresários vivem enchendo a boca para reclamar: "Ah, mas aqui no Brasil está cada vez mais difícil acharmos bons profissionais." Choram e ficam cheios de mimimimi, mas quando conseguem algum bom profissional, querem pagar mixaria.

    ResponderExcluir
  23. Pois é... Se o alvo é a Cidade de São Paulo, não tem que nada apelar para o Alkmin. No máximo algo em direção ao TCE... E mais para se livrar do IPVA de 4% anuais, venha morar em Santa Catarina... Esqueci... Esse imposto, apesar de ser tambem cobrado na Cidade, palco de sua preocupação, tambem é cobrado estado afora...Nós estamos com 2%... Morra de inveja!!!..

    ResponderExcluir
  24. Enorio
    Obrigado, mas dispenso orientação a quem apelar. Não escrevi que me preocupo com o IPVA, não invente, e nada de me ensinar onde mais o IPVA é cobrado, como se eu não soubesse. E não tenho inveja de ninguém que more em outra cidade ou estado e tampouco pretendo sair de São Paulo. Tudo esclarecido?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escolha sua ficar em São Paulo. Viva com ela ao ter de aturar os problemas que ela tem.

      Excluir
    2. Você é burro ou o quê? É claro que é escolha minha, alguma dúvida?

      Excluir
    3. Bob, só querem é te irritar. Não compre briga com o anônimo de 12:24, ele está só "zoando"

      Excluir
  25. PSDB é partido de esquerda. Como que ainda tem ingênuo que acha que é partido de direita, de economia de mercado e livre iniciativa?

    João Paulo

    ResponderExcluir
  26. Postagem "jenial" ,Trabalho com meu automovel em SP E REGIÃO o aumento de transito e radares"apareceu" depois que a prefeitura mudou,não tinha observado esse problema novo!
    2Não se asustem ao copiar e colar o texto abaixo no GOOGLE sobre a autoria do mesmo:

    "O programa é uma estupidez em si só, pois abrange carros com pouco tempo de uso e baixa qujilometragem, enquanto nos países avançados somente carros com mais de três anos passam pela inspeção, o que faz todo sentido. Por exemplo, um carro zero-km licenciado em dezembro de 2011 e que receba placas de final 1, ter de passar pela inspeção até 30 de abril de 2012 é uma autêntica piada de mau gosto."

    Após a morte de meu pai ,a casa aonde morava com sua esposa(minha mãe)deixou de ser isenta de IPTU porque ela" herdou "ela tem direito a isenção pois tem82 anos ! ,isso na "gestão de outro prefeito que aumentou o IPTU em indices bem maiores que o imposto progressivo que agora seria usado .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já deu sua contribuição para o seu companheiro Genoíno pagar a multinha? Vai lá, força, rapaz! Tira o escorpião do bolso e ajude seus amigos.

      Excluir
    2. Para algumas pessoas não interessa a situação, interessa se foi culpa deste ou daquele partido. Muito triste pensar assim.

      Excluir
  27. Vi no site do UOL.

    Enquete sobre quem é a favor e quem é contra a ampliação do rodízio em São Paulo.

    Sou contra
    60,87%


    Sou a favor
    39,13%

    Total de votos:
    16.302 votos

    Achei muito alta a porcentagem de "a favor".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por mim pode colocar todos os dias da semana... Ando de moto mesmo em dia útil. Mas e os outros? Quem não anda? Quem precisa do carro para trabalhar porque não tem transporte público decente?

      Excluir
    2. Boa parcela já tem um segundo carro e acha que com o rodízio melhora um pouco o trânsito. Outra parcela dos votos a favor são dos motoqueiros. E mais outra de quem exclusivamente não usa carro na semana.

      Excluir
  28. Infelizmente, intervenção em município não pode ser feita apenas por motivos de orientação ou linha de governo. Os municípios, com a carta de 88, ganharam novo status: são entes políticos, ganharam muito mais importância - tanto que os prefeitos das capitais passaram a ser eleitos e não nomeados.

    Teremos que aturar estes palhaços tanto em Sampa como aqui no Rio. A menos que se descubra uma infração administrativa gravíssima ou ocorra uma falência gerencial completa. E ainda vamos depender de apoio parlamentar - a mesma turminha que come na mão dos prefeitos.

    ResponderExcluir
  29. Sinto, Bob, mas o país não é parlamentarista. Sua carta deveria ser enviada diretamente à Presidente Dilma, pedindo intervenção na cidade (se é que isso existe), ou aos digníssimos vereadores, para que promovessem o "impeachment" do Haddad e da Nádia Campeão (o que duvido, pois incompetência é critério relativo e a tendência das grandes cidades é o emburrecimento geral).

    Ainda assim, não seria possível retirar o cidadão de lá sem lembrar que há muitos assessores que fazem com que os governos do PT e PSDB trabalhem arduamente para criar uma cidade que não existe, nivelando São Paulo a verdadeiros "oásis" do politicamente correto como Copenhagen, Amsterdã e Bogotá. Esse pessoal deveria ser expulso dos gabinetes, assim como suas ideias, para que o trânsito da cidade voltasse a andar como a população deseja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio
      Cartas abertas não são para ser enviadas, mas têm o propósito de levantar uma questão perante a opinião pública que, de algum modo, acabam chegando aos níveis superiores de administração, judiciário etc. No caso, hierarquicamente quem está acima do prefeito é o governador de estado.

      Excluir
    2. Bob, União, Estados e Municípios são entes separados, com atribuições distintas, e não há hierarquia entre eles - teoricamente poderia existir o "impeachment" ou antecipação de eleições, mas nesse caso a reclamação teria que ir para a Câmara, não para o Alckmin (que não manda no Haddad).

      Aliás, imagine se mandasse ... já imaginou a Dilma mandando em todo mundo, e indicando o Padilha para Governador e o Haddad na Prefeitura?

      Excluir
  30. Em tempo: estava sendo irônico no comentário anterior. Mas, de resto, é por aí mesmo.

    ResponderExcluir
  31. Estado não intervirá em seus Municípios, nem a União nos Municípios localizados em Território Federal, exceto quando:
    1. Deixar de ser paga, sem motivo de força maior, por 2 anos consecutivos, a dívida fundada;
    2. Não forem prestadas contas devidas, na forma da lei;
    3. Não tiver sido aplicado o mínimo exigido da receita municipal na manutenção e desenvolvimento do ensino e nas ações e serviços públicos de saúde;
    4. O TJ der provimento a representação para assegurar a observância de princípios indicados na Constituição Estadual, ou para prover a execução de lei, de ordem ou de decisão judicial.

    http://direitoemquadrinhos.blogspot.com.br/2011/10/intervencao-federal-e-intervencao-dos.html

    ResponderExcluir
  32. Caro Bob,

    Triste é ver que muita gente sequer entendeu o que você quis dizer... Triste povo-eleitor...

    Abç!

    Leo-RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo
      Triste é pouco, põe desesperador nisso.

      Excluir
  33. Mais uma postagem desnecessária deste blog, tá indo de mal a pior quando foge do assunto principal, que são CARROS!

    Campanha eleitoral gratuita para o Alckmin...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Absurdado
      Você é dono deste blog? Quem sabe se é necessário ou não somos nós. Alguma dúvida?

      Excluir
    2. Quem mantem seu blog somos nós, os consumidores do seu produto. A isca deve ser apetitosa ao peixe não ao pescador.
      Alguma dúvida?

      Excluir
    3. Nenhuma dúvida. Apenas não estou vendendo nada para ninguém e muito menos pescando. E se não lhe ficou claro, nós é que julgamos o que é necessário publicar e nesse caso trata-se de carros sob aspecto administrativo. Se você não viu por esse ângulo, fazer o quê?

      Excluir
    4. Claro que está vendendo, vendendo seu produto, que são seu textos. Você escreve aqui para que, pra fazer bonito? Não é,né?
      Se até hoje não conhece essa expressão do peixe e do pescador, só lamento. Bom então que aprendeu algo novo, nunca é tarde para aprender para quem é humilde.

      Excluir
    5. BURRO! vendendo o quê, mané? Se o editor não recebe um centavo pelo blog.
      Vá se catar, tontão.

      Excluir
    6. O jornalista que se pauta somente para agradar o leitor não é jornalista. Jornalista que se esconde sob o manto de uma pretensa imparcialidade também não é jornalista.
      Jornalista é aquele que se posiciona claramente para o leitor e lhe indica algo relevante para se informar, mesmo que o assunto não seja palatável.
      Tratar o leitor como um peixe que deve morder a isca é o mesmo que chamá-lo de idiota, e que jornalista sério gosta de leitores idiotas?
      O bom leitor é aquele que tem senso crítico para interpretar o posicionamento claro de um jornalista franco, pois imprensa está cheia de vendilhões dissimulados.

      Excluir
    7. Nesse caso específico do prefeito estou compartilhando uma opinião, não "vendendo". Para isso não é necessário isca, não percebeu? Aprender? Esse ditado de marketing cito-o há pelo menos dez anos.

      Excluir
    8. Claro que está. Se não estivesse, ficaria com sua opinião com você ou no máximo a compartilharia apenas com as pessoas chegadas. Ao torna-la pública, está vendendo a sua ideia. Tanto é que incita outros a "tomar uma atitude" como você, e ataca veementemente aqueles que não concordam com você.
      Tudo que posta no seu blog tem o intuito de ter público, ou não seria publicado.
      Percebeu?

      Excluir
    9. absurdado (abestado), ajude o seu comparsa Genoíno a pagar a multa. Só depois disso volte aqui pra encher o saco.

      Excluir
    10. absurdado (abestado)
      Não gostou, vira as costas e vaza. Simples assim. Ou estão te apontando uma 380 na cabeça pra vc vir aqui??

      Excluir
    11. 15:52, então pela sua lógica, um cara que resolve defecar na calçada está vendendo a ideia de que isso é o certo, afinal de contas ele esta tornando suas fezes em algo público, não é mesmo? Interessante... é, pensando bem faz sentido, já que nossos políticos fazem o mesmo, só que dentro de seus gabinetes e no plenário.

      Excluir
    12. Bob Sharp, não sou dono do blog e nem quero ser, e sua resposta parece com aquela que os garotinhos davam quando perdiam a razão e levavam a bola do jogo embora.

      O sr. com tanta vivência, não percebeu ainda que este tipo de postagem não agrega nada? Só causa polêmica e deixa clara a sua indignação seletiva.
      Como jornalista, deveria conseguir criticar todos os políticos e as mazelas que eles tem feito na cidade e no Estado de SP, perde o ponto quando "espana" nas respostas dizendo que "o alvo no momento é a cidade de São Paulo", pois nunca vimos uma postagem tão indignada durante a gestão anterior, e olha que foram mais de 4 anos juntos, o blog e o Kassab. Antes que cite algum post antigo, eu vi que que criticaram a CET, mas nunca como para o lado pessoal, como fazem com o Maldadd.
      Enfim, o blog e seu, faça o que quiser com ele, mas consiga receber críticas quando vc foge do assunto ou escrever estes textos desnecessários, e ineficientes. Quem vem aqui é pq está interessado em textos inteligente, divertidos ou agregadores de conhecimento como os textos do MAO, do CMF, dos Kellers e seus, quando fala de CARRO.

      Excluir
    13. Absurdado
      Nunca um prefeito fez tanta confusão com o assunto automóvel em tão pouco tempo como este, daí minha artilharia contra ele. Desrespeitou o cidadão que tem automóvel – praticamente todos, já estamos com 1,9 habitante por veículo neste município – e pretende mais, como ampliar a área do rodízio. Críticas, recebo-as, mas não quando são maldosas, que não publico. Acho que você imaginou que este seu comentário fosse excluído, pois não foi. Tudo que critico tem relação com automóvel, portanto é pertinente neste blog. No caso do prefeito há uma agravante, o partido dele, que decididamente não gosto, haja vista o que seus membros vêm aprontando esses anos todos, que não preciso relembrá-lo. Para mim o ápice e que mostrou à nação a cara do partido foi aquela obesa deputada Angela Guadagnin dançando, debochando no plenário da Câmara dos Deputados em comemoração da absolvição um colega de partido, deputado João Magno, acusado de corrupção, triste episódio que ficou conhecido como "Dança da Pizza". Fora que é uma legenda partidária que nunca poderia ter sido aceita e registrada pelo TSE, pois partidos políticos pressupõem um ideário qualquer, a luta por um ideal, e Partido dos Trabalhadores não significa absolutamente nada. Foi um grande erro do governo do general João Baptista Figueiredo deixar que acontecesse. Lembre-se que o partido dominante na Alemanha na década 1930 também era "dos trabalhadores", mas tinha um ideário, um sentido, Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães.
      Mas você será sempre bem-vindo aqui desde que critique com base e sem me atacar ou qualquer editor nosso.

      Excluir
    14. Absurdado
      Alguém aqui tá preocupado em saber se vc gosta de churrasco ou salada?? Se torce pra time A, B ou C?? Se veste P, M ou G, ou se dorme de cueca de seda ou pijama de bolinhas?? Não. Da mesma forma eu não estou nem aí se aqui saem textos sobre carros, trânsito, políticos ou receitas de bolo. Assim, igualmente como as tuas escolhas, o que é publicado aqui é escolha de quem conduz o blog. Ponto. Eu tbm não sou o maior fã desses textos expecíficos sobre São Paulo, mas sabe o que faço nessas horas? Não leio. Ou leio mas nem comento. Vou procurar coisa melhor pra fazer e não fico aqui enchendo o saco de ninguém. No outro post de hoje, na noticia da declaração infeliz do cara da Ford, evidencia-se uma questão muito em voga hj em dia que é a invasão de privacidade. Todo mundo quer saber da vida dos outros, bisbilhotar, se intrometer. Deixa cada um cuidar da sua vida e vai vc cuidar da sua!

      Excluir
    15. Bob, achei que estes perfis anônimos estivessem impedidos de postar. Acho que seria melhor para os editores e para nós, leitores que apreciamos uma seção de comentários equilibrada.

      Excluir
    16. Franklin
      Depois de muito pensarmos a esse respeito, decidimos deixar os leitores comentarem como anônimos, muitos preferem não revelar nome, um direito que respeitamos. A quantidade de comentários que barramos é muito pequena, surpreendente mesmo. O número de anônimos que tece comentários magníficos é enorme, o que nos dá imensa satisfação. A desse sujeito aí decidi publicar para que ele lesse e possivelmente aprendesse alguma coisa. De qualquer maneira ele comentou educadamente, algo de que fazemos questão absoluta. Eu tinha certeza de que haveria vários repliques, mas tudo transcorreu de maneira civilizada. De todo modo, agradeço sua preocupação.

      Excluir
    17. Só faço um comentário a respeito dessa parte: "Fora que é uma legenda partidária que nunca poderia ter sido aceita e registrada pelo TSE, pois partidos políticos pressupõem um ideário qualquer, a luta por um ideal, e Partido dos Trabalhadores não significa absolutamente nada."

      Partidos políticos não precisam ter ideais explícitos, o PT, assim como os demais partidos, nunca tiveram essa pretensão. Democratas e republicanos nos EUA representam, mais do que pensamentos ou ideologias, segmentos da sociedade, como o PSDB com as oligarquias mais liberais ou o próprio PT com sindicatos e entidades "de esquerda", que já foi mais radical no passado.

      Além disso, se não existisse o PT, existiria algum partido para defender as ideias dele.

      Excluir
    18. Fábio
      Desculpe, mas o Partido Democrata ou o Partido Republicano querem dizer alguma coisa, alguma forma de organização da nação, mas Partidos dos Trabalhadores é nada, zero. Muito bem, se alguém como o molusco nove-dedos fundo o Partido dos Trabalhadores, qual a pretensão dele, se no estatuto do partido a palavra "trabalhadores" só existe no título? Por essa linha, o STE tinha de registrar, se alguém pedisse, o "Partido dos Boas-Vidas" ou Partido das Prostitutas", por que não? Zorra total, caro Fábio.

      Excluir
  34. Se o prefeito de São Paulo fosse o Collor já tinha sido "impitchado"
    Fora Haddad, vá plantar batata !!!!

    ResponderExcluir
  35. É isso ai! fé e coragem e pé na tabua ,estou torcendo para que de certo.

    ResponderExcluir
  36. Se a cidade está uma bosta agora, imagine na Copa...

    ResponderExcluir
  37. Primeiramente seu posto é ótimo...

    Este dito cujo, surgido das entranhas do inferno, apertou a Mão do nosso "querido" Rouba Mas Faz e do "gloriozo" ex-companheiros, em troca de ajuda em sua campanha eleitoral... Pra mim isso já é suficiente pro Jon Constantin Enviar esse Mammon devolta pro inferno... Mas agora que já foi eleito só esta querendo quitar a divida com seus amiguxos, de alguma forma obscura e só quem é do seu circulo de amizade sabe...

    ResponderExcluir
  38. marcus lahoz13/01/14 12:01

    Sou morador de Curitiba, segundo pior transito do país, e sei bem o que é este problema. O governo sempre empurra para o povo resolver a situação, quando deveriam eles resolver (com obras decentes). É aquela coisa do policial que fala para você usar uma calça com zíper no bolso para não ser roubado; afinal ele não consegue fazer o serviço de e jogo para o cidadão a responsabilidade de se defender com um zíper.

    No automóvel é a mesma coisa, ao invés de criar medidas estúpidas, por que não coloca um ônibus que presta, com ar condicionado com as pessoas sentadas; e o metro? e o trem urbano decente?

    Nada vamos inventar uma coisa estúpida e o povo que se vire.

    Para tirar o carro da rua a alternativa para ele precisa ser melhor que ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece que nunca o problema é da população, como no caso do zíper, onde você diz que é problema é responsabilidade apenas da Polícia resolver este problema. Te digo uma coisa: não é.

      O governo não "empurra" nada para o povo, os problemas sempre foram de responsabilidade nossa.

      Excluir
    2. O governo jamais empurrou nada para o povo! Somos responsáveis pelos assaltos e estupros e devemos serem os presos por isso. O mal planejamento urbano também é culpa apenas nossa e o poder de corrigir isso é apenas nosso também. Nós que fazemos leis e baixamos ordens.

      Acho que é por isso que os governos de hoje gostam tanto do políticamente correto, porque criminaliza o cidadão pelas burradas do governo enquanto eles fazem c*gadas que dariam prisão de décadas para qualquer um e ainda sequer são investigados. Parabéns!

      Excluir
  39. O nosso governador de São Paulo é menos ruim do que o prefeito da capital (o que não é tão difícil assim) mas ele simplesmente abandonou as vicinais que funcionam como alternativas para estradas pedagiadas.
    Para ir de Paulínia para Cosmópolis por vicinal, você pega mais de dois quilômetros de terra serrilhada por uma máquina com a clara intenção de soltar todos os parafusos da carroceria do carro, usando uma ponte de antiga ferrovia desativada sobre o Rio Jaguari, com mais de cem anos de uso: só passa um carro de cada vez por um estrado de madeira apoiado numa estrutura metálica prestes a ser condenada pelo tempo.
    Já no acesso para Americana, a ponte sobre um riacho caiu há mais de três anos e a comunidade local fez uma pinguela improvisada num caminho paralelo, com declividade para montanhista nenhum botar defeito. Teve motociclista desavisado que passou por ali de noite e voou para a morte.
    É vergonhoso.
    Mas o povo tem culpa também. Quem sai de Barão Geraldo, distrito de Campinas onde fica a Unicamp, com direção à Paulínia, é obrigado a passar por um verdadeiro lixão clandestino, com restos de construção, móveis e carcaças de automóvel abandonadas. Há mais de 20 anos o cenário só piora.
    O problema do Brasil é a falta de educação. Desde aquele que não sabe ler e escrever, passando por aquele que não sabe votar e chegando no elemento podre de rico e podre de espírito de porco.
    Será que dá para "resetar" o Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JT
      Seria ótimo mesmo "resetar" o Brasil A coisa está mesmo ficando insuportável.

      Excluir
  40. Bob Sharp,

    Tenho um parecer jurídico sobre o tema rodízio em mãos. Interessa-lhe para fins de leitura? Se sim, avise que remeto ao e-mail de contato do AE.

    ResponderExcluir
  41. Sim, interessa-me e muito. Agradeço antecipadamente atenção e o envio do parecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho um parecer muito bom sobre o tema. E bem resumido: Senta e chora!

      Excluir
    2. Tenho um parecer melhor que o seu: reaja.

      Excluir
    3. Não moro em São Paulo. Nesse caso eu só sento e rio. hahahhaha

      Excluir
    4. Não mora mas se vier aqui de carro poderá ser multado e levar 4 pontos na CNH.

      Excluir
    5. Como explicou o Bob, não interessa só a quem é de São Paulo, até porque o que começa aqui chega aí também. Sob outra ótica, eu acho que somos todos brasileiros... por que causa riso quando São Paulo se "ferra"? É vídeo-cassetada?

      Excluir
  42. Rodízio é o moinho de vento do Bob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma, só que esse moinho ferra todo mundo. Ou acha que não?

      Excluir
    2. Não, ferra só quem mora em São Paulo.

      Excluir
    3. Você está por fora, ferra quem é de São Paulo e quem é de fora e aqui vem. Você, por exemplo, ao viajar a Joinville espera encontrar uma lei de trânsito exclusiva de lá? Claro que não.

      Excluir
  43. Nosso país já era!! Não tenho mais esperanças com a nossa gente. É tanta falta de senso de coletividade, tanto individualismo, vaidades idiotas, mesquinhes, egocentrismo, é tanta falta de zelo pelas coisas, pelo que é de todos, falta de cuidado, falta de capricho, de atenção com o próximo que chega ser aterrorizante. O povo só quer saber de si mesmo, de seu individualismo, e explodam-se os outros. Ninguém tá nem aí qdo uma atitude errada sua, uma falta de respeito sua, prejudica ou atinge outra pessoa que não tem nada a ver com a história. É ph*da isso. Como viver em sociedade se os integrantes dessa sociedade só sabem olhar para si mesmos ou, quando muito, aos seus "grupinhos". O que esperar de uma gente assim?? Só isso aí mesmo. Uma loucura.

    ResponderExcluir
  44. Impressionante como tem gente pensando pequeno, com opiniões no mínimo pobres comentando aqui e demonstrando não se preocupar.
    Sai daqui....

    Bom, mas talvez pudéssemos oficializar uma lista de assinaturas a sua carta, algo com base nessa publicação.

    ResponderExcluir
  45. Bob,

    Uma pergunta boba:

    Se eu quiser ir até aí de carro e se minha placa não "for a do dia", eu preciso deixar meu carro na divisa e ir de táxi ou outro meio de transporte?

    E como fica a situação dos ônibus e caminhões?

    É que faz tanto tempo que não vou para São Paulo, que não entendo bem essa situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples, nesse caso calcule seu tempo de viagem para chegar em São Paulo antes de 8:00 hs ou entre 10:00 e 17:00 hs, ou após as 20:00 hs, horários em que não vigora o tal rodízio. Ou pare no acostamento da pista - o que muita gente faz e eu não recomendo por motivos óbvios - e espere dar o horário de liberação.

      Excluir
    2. Que legal isso, hein!

      Excluir
    3. pois é, Bob, a explicação é justamente para se concluir o absurdo da coisa.

      Excluir
  46. CCN
    É exatamente isso. Não interessa onde o carro é licenciado, caminhões no mesmo esquema. Por aí você vê a insanidade que é o rodízio. O inventor Celso Pitta está ardendo no Inferno.

    ResponderExcluir
  47. Sr. BOB
    De maneira nenhuma essa resposta refere a que você escreveu, sou do interior, não vou a SP nem me pagando de carro, porque sei que SP, alias o estado de São Paulo tem piamente a necessidade de acertar o faturamento através de multas automobilísticas. Penso que previsão de caixa está baixa, arruma um feriado prolongado e uns milhões de carro saem para viajar e um percentual bem grande é multado e em 60 dias aparece a grana. Tudo ai se refere a grana...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um ET pousar por aqui e ler esse seu comentário o ingênuo vai pensar que em São Paulo é que existe industria da multa com o intuito de fechar o caixa. Mas pelo menos você vai passar uma informação correta: Tudo aí (no Brasil) se refere a grana. Eu disse, no Brasil.

      Excluir
  48. Olha um cara sensato:

    http://www.jornalnanet.com.br/noticias/6571/chuvisco-vai-vetar-lei-do-rodizio-de-veiculos-em-itapecerica-da-serra

    ResponderExcluir
  49. Oi Bob, espero que seja você que aprove este comentário, assim tenho certeza que você o leu.

    Vejo cartazes nos onibus convocando a população para assembleias publicas com o suposto intuito de ter um plano diretor da cidade mais democrático. É provavel que você encontre mais infomações no site da prefeitura.

    Talvez seja o caso de você frequentar um e contar de suas inquietações. Assim como você, eles devem ter opiniões bastante teimosas mas sabendo como colocar, talvez seja capaz de mudar algo para melhor.

    Abraços

    ResponderExcluir
  50. Imaginem agora se cada cidadezinha começar a colocar suas próprias regras de trânsito (e multas) individuais como rodízio. Aí viajar pelo país vai ser uma operação de estrategista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio
      Exatamente! Só o Código de Trânsito Brasileiro vale.

      Excluir
  51. Ando indo direto andar de MTB num parque chamado Cemucam em Cotia pela Raposo Tavares. E toda vez quando estou voltando, vejo uma placa dizendo: "Verifique o final da placa e o dia da semana. Operação rodízio." E se eu venho de longe e não sei, faço o quê? Fico parado na estrada ou entro e contribuo para o caixa da prefeitura e tomo pontos na carta, mesmo sem isso significar que eu sou um mal motorista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio
      Evidente que é uma aberração essa placa. "Operação Rodízio" não existe, é "Operação Horário de Pico" (está no site da CET). Segundo, não diz do que se trata, quais veículos são atingidos. Finalmente, não é sinalização oficial Contran, portanto o motorista não é obrigado a segui-la.

      Excluir
  52. É amigos, a situação é preocupante. Volto aqui para contar outras histórias. Parece-me que as aberrações estão apenas começando.
    Estava conversando aqui com 2 colegas que estão fazendo curso comigo nos EUA tomando café da manhã, ambos de SP e para minha surpresa, um deles começou uma longa demonização à poluição do Rio Tietê. Estava ouvindo a lorota toda resignadamente até que ele começou a demonizar as pistas. Eis uma parte do diálogo:
    - Mas você acha que deveriam acabar com as pistas da Marginal?
    - Estas pistas nunca deveriam ter sido construídas. Ali deveria ser um parque, uma área de lazer, até que veio um gênio e construiu aquelas aberrações.
    - Mas e como faremos para ir p/ Guarulhos?
    - Tem uma cidade na Coreia que derrubou as pistas.
    Aí em seguida ele me explicou sua teoria inteligente de que quando você reduz a capacidade disponível o trânsito se ajusta, comparou o trânsito com um gás em expansão, etc. etc. Aí quando eu comecei a perguntar mais sobre os impactos e o que fazer, p/ ver até onde ia isso:
    - Você tem uma ideia de quantos trilhões já passaram pelas Marginais, o que você está dizendo ser o maior erro da humanidade?
    - Sim, mas agora podem ir destruindo ela aos poucos com a construção do Rodoanel, que também irá destruir uma área de proteção ambiental, outro erro. Mas de qualquer forma, terá alternativa.
    - E as pessoas que precisam ir até o aeroporto de Guarulhos?
    - De repente poderiam fazer uma linha de trem no percurso.
    - E quem está com mala?
    - Podem criar um despacho de bagagem, as pessoas já despacham a mala no trem, é melhor.

    Aí, eu vi que nem valia a pena continuar a discussão. Mais um contaminado pela corrente antiautomóvel. Agora vai começar esta moda, papagaios defendendo a destruição de vias expressas para fazer parques. O progresso que se dane. O que vale é acabar com o automóvel. Fazer um trem no lugar.
    Cada vez maior este ódio pega. Neste curso que estou fazendo aqui no exterior, com pessoas ESCLARECIDAS, eu pude perceber que a fúria anticarro está se espalhando rapidamente. Um outro chegou inclusive a bradar fortemente que o sistema de freeway da California não é sustentável.

    Resumindo, o próximo capítulo sobre o qual veremos postagens indignadas aqui serão sobre a destruição das Marginais para fazer parques em seus lugares. É só esperar. Como disse, ouvi estas e outras bobagens de pessoas extremamente esclarecidas. A loucura e falta de bom senso está tomando conta. A vida ainda vai ser bastante dificultada.

    André

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso me lembra o que acontecia na década de 80, quando nossas professoras de Geografia nos davam aulas dizendo que o transporte ferroviário era muitas vezes superior ao rodoviário, e que, por isso, o Brasil era um país atrasado (detalhe: ainda estávamos no governo Sarney, antes da Constituição de 88). Quanto ao que você está dizendo, é fácil para um cidadão que mora na Vila Madalena e vai de bicicleta para o trabalho na Paulista criticar as Marginais; se ele morasse fora do Centro Expandido, ou dependesse do carro para qualquer situação, sua opinião seria totalmente distinta da que ele está falando.

      Excluir
    2. Com o emburrecimento geral hoje, disfarçado com o progresso tecnológico (onde as pessoas se informam muito para não saber de nada, mas isso serve para fingir serem inteligentes) é normal que as pessoas cada vez mais "estudadas" e "esclarecidas" sejam as mais burras.

      Onde esse processo avançou mais, como Europa e USA, é óbvio que das universidades têm saído mais gente inútil e burra do que gente útil e inteligente. Na Europa a maioria dos diplomados já não consegue emprego nenhum (nenhum mesmo, nem os mais simples às vezes), tanto pelo erro de achar que diploma garante emprego como porque apesar do diploma a qualificação é ridícula.

      Esse processo sempre existiu mas hoje está em níveis críticos. Aqui no Brasil vamos pelo mesmo caminho, apenas mais atrasados como sempre. É o resultado tanto da população querer cargos de trabalho fáceis (e de achar que estudar é para se informar e trabalhar e não para simplesmente se educar melhor e ser mais inteligente) como também resultado de muitas teorias feitas para manipular e dominar o povo estarem aflorando agora.

      Lá nos anos 70 e 80 já começava a sementinha do políticamente correto e do pós modernismo, que basicamente estão aí para classificar como cientificamente comprovado tudo que os governos bem entenderem. E com isso vem a criminalização do que é bom/normal em nome da glorificação de babaquices para que se torne o certo um governo vender drogas mas punir quem anda de carro ou quem é religioso ou qualquer outra coisa que seja um impecilho.

      Só que lá nos anos 70 e 80 isso era coisa de idiota, de maconheiro, como realmente é. Hoje a lavagem cerebral já chegou num ponto que isso é coisa de gente "educada" e "esclarecida", de preferência com muitos diplomas. E ainda achamos que estamos num orgasmo de evolução social na nossa época!

      Excluir
    3. Anônimo 16/01/14 03:10,

      Belas palavras!

      Você disse tudo.

      Excluir
    4. Amigos, realmente, minha namorada estava comentando justamente isso comigo. Porque é bem o perfil destas pessoas, se venderem como conhecedores da atualidade, os mais cultos, leitores e repetidores de revistinhas politicamente corretas da atualidade. Fazem uma força enorme para passaram a imagem de que estão por dentro de tudo (e realmente, estão, dentro deste mundinho ridículo que criaram), e ir contra vias expressas/carros é a última moda, portanto, esse é mais um jeito de dizerem que são bem informados. Só que falta uma coisa importante: o RACIOCÍNIO, bom senso e, em muitos casos, até mesmo a humildade.
      E os amigos estão certos, apesar de tanta "formação" e "informação", essas pessoas são justamente aquelas que se você colocar numa "bucha", "espana" de primeira, pois estudaram para se informar e não para se preparar e serem mais inteligentes.
      Gostei muito dos seus comentários, sábias palavras!
      André

      Excluir
  53. Mas duvido que algum deles deixe o carro na garagem. É tudo da boca para fora. Falar é fácil e está na moda.

    ResponderExcluir
  54. Vocês realmente acham que somos nós que elegemos estes caras? .....o povo acha que elege, mas na verdade isso deve ser uma máfia além de nossas compreensões;
    E para piorar, o povo abaixa a cabeça e obedece.
    Ande por São Paulo e verás, o trânsito parado, e os "corredores de ônibus" vazios.
    Enquanto não houver uma revolução em massa neste bendito país, nada mudará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, nós elegemos esses caras, tucanos, petistas ou "outra coisa".

      Ocorre, porém, que logo depois da posse eles passam a ser assessorados por gente que acredita que uma cidade como São Paulo tem que ser transformada à força numa "cidade ideal", que não é aquela na qual seus cidadãos vivem, e que fica se envergonhando de que a MAIOR CIDADE DO HEMISFÉRIO SUL não é uma cidade-modelo para o mundo.

      Esse pessoal, que pretende tornar São Paulo numa eterna "cidade-laboratório", é que está, por trás de toda decisão tosca da cidade nos últimos 12 ou 16 anos, desde o Cidade Limpa (que tornou SP na 9ª cidade mais feia do mundo!!!) até os corredores sem critério, passando pelas ciclofaixas de domingo, o Controlar, o "tombamento forçado" do Cine Belas Artes e outras imbecilidades que são feitas por PT ou PSDB só para agradar os jornais e revistas que "os apoiam".

      E, entenda, digo PT OU PSDB porque ambos os partidos tem se mostrado cheios de amebas na arte de governar uma cidade que precisa, mais do que nunca, de políticos que façam políticas para o cidadão, e não contra ele. Não adianta tirar o partido X, Y ou Z do poder se não mandar desinfetar a administração de gente que não ajuda o cidadão comum a ter prazer em andar em São Paulo, cidade muito maior do que aqueles que a administram.

      Excluir
    2. Isso mesmo Fábio. E nessa da cidade limpa já criaram o buraco legal desejado por eles para poder voltar a ter publicidade, mas só onde interessa. Os pontos de onibus com esses relógios ridículos, que não combinam com a cidade e colocados em número excessivo em muitas regiões, podem ter publicidade e são mantidos com muita atenção.

      Semanalmente fazem manutenção nesses relógios, limpando e trocando as propagandas, coisa de primeiro mundo! Não fosse a decoração ridícula dos relógios, seriam lindos. Mas ao mesmo tempo furam a lei limpa e na frente do relógio às vezes nem tem um mísero lugar para o cidadão esperar o onibus sem ficar tomando chuva.

      É que as propagandas tradicionais deviam recolher menos imposto que eles queriam e além disso, nossa, são coisas "super ultrapassadas". Legal agora é andar de monociclo e ver as propagandas que a prefeitura escolhe para você.

      Excluir
  55. Caro Anônimo do dia 13/01/2014 15:53
    1) Quem é o sr pra me dizer quem é meu companheiro e que eu tenho de contribuir?(o que o companheiro Genoíno tem a ver com a postagem?)
    2) Melhore seus argumentos rapaz em vez de fazer ataques pessoais ,isso eleva o nivel do debate !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É porque você é um petralha, todos aqui sabem disso. E petralha TEM que contribuir, e fim de papo.

      Excluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.