INFORMAÇÃO: AÇÃO CONTRA O RODÍZIO DE SÃO PAULO

Após o post da carta aberta ao governador de São Paulo, no dia 12 de janeiro, um leitor-advogado nos escreveu e mandou seu parecer sobre a questão da ilegalidade do rodízio em São Paulo, essa mancha para a cidade e que só envergonha os paulistanos e por extensão os brasileiros.

Li atentamente o parecer deste advogado, do Paraná, cujo nome por enquanto não convém revelar, em que me ficou patente sua grande competência. Apesar de seu parecer conter pontos fortes a favor do rodízio, não obstante ele vê boa chance de ser derrubado judicialmente, fruto justamente de uma troca de e-mails que se seguiu, num dos quais levantei determinadas questões referentes à ilegalidade da "Operação Horário de Pico".

Perguntei-lhe se não me representaria numa ação contra a Prefeitura de São Paulo, no que ele disse que o faria, e sem honorários, mas que seria conveniente por ter mais força uma ação coletiva dos autoentusiastas.

Eu lhe agradeci mas disse que respeito o trabalho de qualquer profissional, que deve ser remunerado sempre, e me ocorreu levantar fundos para remunerá-lo por meio de doações dos leitores interessados nessa luta, por menor que seja a doação de cada um. Como somos dezenas de milhares, o dispêndio individual seria ínfimo.

Está lançada a idéia e oportunamente voltarei ao assunto com mais detalhes. E, claro, gostaria de ouvir a opinião de cada um.

Bob Sharp
Editor-chefe

83 comentários :

  1. Conte comigo, todo investimento vale a pena para cortar a arrecadação fácil deles sobre os nossos direitos.

    Só não faça petição na Avaaz que eu não assino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Avaaz não é confiável, está aparelhada pelos petistas!
      Eis um exemplo:
      http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/os-bons-fascistas-o-petista-pedro-abramovay-chefao-da-avaaz-no-brasil-considera-se-juiz-de-um-tribunal-de-excecao-e-comandante-de-um-pelotao-de-fuzilamento/

      Excluir
    2. Exato! Cuidado com essa PTralhada.

      Excluir
    3. O Avaaz não serve para nada! Sofativismo é uma besteira, é para o sujeito que tem preguiça até de protestar.

      Excluir
    4. Essa da Avaaz não sabia. Assinei umas duas e não faço mais.

      Excluir
  2. Bob,

    Tens o meu apoio! Aguardo mais informações para proceder com a ação.

    Obrigado por liderar nossa causa!

    ResponderExcluir
  3. Eu não sou de São Paulo. Mas acredito haver muitos leitores de lá. Se cada um doar um pouquinho, vai haver um bom dinheiro, mesmo que não seja o suficiente para pagar pelo serviço, será um bom agradecimento ao advogado.

    ResponderExcluir
  4. Mesmo não sendo morador de São Paulo, capital, dou total apoio a essa ação, contra mais um dos inúmeros desmandos do (des)governo brasileiro, ainda mais considerando-se que vou para a capital com relativa freqüência. Essa história do rodízio nunca me desceu goela abaixo!

    Caso o fato de não ser morador de São Paulo impeça legalmente de eu participar da representação, não há problema, faço minha doação do mesmo jeito. Aliás, como faço pra encaminhar minha doação?

    Abraço a todos e transmita meus cumprimentos a esse advogado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Road Runner
      Ótimo que você apóie. Qualquer cidadão pode participar de ações coletivas, mesmo porque você tem direito de rodar em São Paulo. Oportunamente darei todos os detalhes, o que é efetivamente necessário para a participação de cada um, como doar etc.
      Abraço

      Excluir
  5. Não gosto do rodízio, condição que me faz ter um terceiro carro para furá - lo..... mas será que sem ele SP não pára?
    Eu acho que as faixas exclusivas de ônibus e as ciclovias (pintadas no asfalto) atrapalham mais, opinião minha......
    Ainda se ao invés de faixas exclusivas, fossem corredores de ônibus, vá lá.......... agora no caso das ciclofaixas, moro na região do autódromo, quase ninguém as usa e o trânsito fica ridículo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gonzalez,
      Não acredito que pare, pois duvido que o impacto do rodízio no trânsito seja tão significativo, já que a maioria das pessoas que precisa usar o automóvel em São Paulo consegue outro veículo para substituir o seu nos dias proibidos. Por exemplo: no final do ano passado, em uma sexta-feira, houve em São Paulo uma reunião de encerramento do ano 2013 da empresa onde trabalho. Como meu carro tem placa final 9, ao invés de irmos com meu carro, usamos o carro de outro colega, placa final 6.

      Excluir
    2. Road Runner, há tempos eu explico a clientes e colegas o problema de decisões sobre multidões.
      Multidões agem como formigas. Vc joga uma pedra que corte o caminho das formigas e elas se espalham até encontrar um caminho alternativo.
      Vc impõe sobre a população uma medida de restrição de uso do automóvel, e as pessoas que não querem ou não podem ficar sem carro vão encontrar outra solução. No caso, a solução é óbvia: compra-se um segundo carro.
      Rodízio não é solução para reduzir a frota circulante, mas sim de aumentá-la. Basta pensar da seguinte forma: Se numa casa com dois carros há apenas um carro habilitado a circular em dois dias da semana, nos outros 5 dias há dois carros habilitados. Ao pressionar o cidadão contra seu direito de usar o carro, criou-se condições para aumentar a frota circulante quando a medida imaginava exatamente o contrário.
      Rodízio é uma medida muito burra. Muitas cidades no mundo já nem pensam em questão de rodízios. Elas estão partindo para a proibição total de veículos em suas zonas centrais e em pedágio urbano.
      É bom lembrar que no Brasil está caminhando o projeto SINIAV, que vai instalar transponders nos carros, tipo o "sem parar" para ratrear e fiscalizar a circulação de veículos, e isso pode tanto possibilitar a fiscalização automática em larga escala do rodízio, assim como implantar o rodízio urbano sem a instalação de cancelas.

      Excluir
  6. Gonzalez
    Acho que não há nada mais ridículo do que essas faixas "recreativas" de bicicleta. Há pouco peguei engarrafamento nas imediações do autódromo e as faixas, literalmente vazias. Mesmo aqui em Moema, com algumas faixas, mesma coisa, sempre vazias.
    Não, nem São Paulo e nenhuma cidade pára, isso é teoria furada. Cidades são organismos vivos e sempre se adaptam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa faixas recreativas atrapalham bastante. Na primeira vez que fui a Interlagos pós-implantação dessas faixas aos finais de semana, me assustei como o trânsito ficou complicado na região. E quase não se vê alguém as utilizando...

      Excluir
    2. Ridículo e perigoso, Bob.
      Aconteceu em minha cidade, um dia, dois meninos colidiram suas bicicletas e um deles caiu para fora da faixa!
      Felizmente, o motorista parou a tempo se não seria uma tragédia.
      E até hoje não vejo nenhuma orientação para que se reduza a velocidade dos automóveis quando se passa por essas faixas, a decisão cabe a cada motorista! É uma via de 60 Km/h, eu passo a 40 Km/h, há quem não goste que eu faça isso, mas uma vez um ciclista quase caiu do meu lado quando provavelmente a corrente da bicicleta se enroscou numa mudança de marcha.

      Excluir
    3. Uber
      Isso de andar a 40 km/h quando poderia ir a 60 km/h mostra seu grau de consciência ao dirigir, parabéns. Aqui há placas de 40 km/h quando a faixa estiver em operação, mas a rigor seriam desnecessárias se os motoristas tivessem a sua postura responsável.

      Excluir
    4. Outra coisa ridícula são essas faixas exclusivas para ônibus. Venho circulando ultimamente por Santana, onde muitas ruas mal comportam duas faixas de rolagem em mão única, e adivinhem... Já possuem corredor implantado.
      Em horário de pico, os carros se espremem na faixa única, e a faixa de ônibus vazia.
      Obrigado Sr. Haddad por este presente pra cidade.

      Excluir
    5. Faixa recreativa foi uma criação do KASSAB, que tal deixar isso claro por aqui?

      Excluir
    6. O rodízio não foi invenção do Celso Pitta? Tão irresponsável quanto quem criou alguma coisa insana é quem a mantém, no caso o prefeito atual na questão das faixas recreativas.

      Excluir
  7. Bob

    Vamos nessa!
    Essa turma é especialista e nos dificultar a vida. Nada mais justo que façamos o mesmo com eles, já que existem os instrumentos legais e adequados para tanto - e estão aí pra isso.
    Qualquer coisa você tem o meu Email.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Ótimo, Braulio.
      Oportunamente vou dar todas as instruções.

      Excluir
  9. Não só tem meu apoio como também quero que se crie jurisprudência, pois minha cidade também corre perigo de sofrer desse mal:
    http://t.co/qQDmx2Ujxe

    ResponderExcluir
  10. Bob,

    Não sou de São Paulo, e você tem o meu apoio, só pela chance de essa vergonha não chegar aqui em Goiânia!

    Abraços,

    Danilo

    ResponderExcluir
  11. Não moro em São Paulo, mas apoio totalmente a ação, da doação? Estou dentro!

    ResponderExcluir
  12. Pode contar comigo.
    Mas pode acontecer de, após a prefeitura perder na última instância (se perder) ela tomar alguma atitude mais drástica contra a cidade.
    Ou seja, temos que estar preparados para futuras retaliações. Eu estou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estaremos preparados, que se revele logo todas as (más) intensões desse desgoverno que vivemos.
      Estou dentro, contribuirei com certeza.

      Excluir
  13. Mais um apoio. E viu essa, Bob?: Avenida Rio Branco (Rio de Janeiro) será exclusiva para ônibus e táxis!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Car
      E um carioca acabou de me informar que os táxis não poderão apanhar/deixar passageiros. Os caras enlouqueceram de vez!

      Excluir
  14. Também não moro em Sao Paulo, mas tem meu apoio moral e financeiro.
    Derrubar o rodízio seria uma medida exemplar que em longo prazo pode ter reflexões em nível nacional para fretar a sanha de arrecadação e demonízação do automóvel. E quem sabe servir de exemplo para outras ações importantes, como o abuso da fiscalização eletrônica e os limites ridículos de velocidade.

    ResponderExcluir
  15. Acho que, ruim com rodízio, pior sem ele.

    MAS...

    O rodízio realizado na cidade de São Paulo, NÃO TÊM BASE LEGAL. Então, se a prefeitura nos cobra a rodar legalmente em São Paulo, nos impondo multas caso não obedeçamos estas leis, nada mais justo do que a administração da cidade fazer o mesmo. O alcaide não disse que tornaria a vida dos motoristas mais difícil? Hora dele saber o por que deve temer o povo.

    Têm o meu apoio!

    ResponderExcluir
  16. Bob, abra conta poupança (isenta de taxas) para AUTOENTUSIASTAS nos bancos mais tradicionais de modo a facilitar as doações de todos os parceiros que se propuserem à tal ato. Fica mais fácil à todos pois em poucos clicks se faz uma transferência eletrônica para colaborar na nobre causa. Aliás, notifique ao colega do Paraná que se o mesmo precisar de alguma ajuda daqui de SP eu estou à postos para auxilia-lo.
    No mais, dar os parabéns à você já tornou-se fato rotineiro, porém sempre válido ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acyr
      Boa idéia, a da poupança, e o colega do Paraná certamente lerá seu oferecimento
      Obrigado!

      Excluir
  17. A coisa pública precisa voltar a ser séria nesse país (se é que em algum momento foi). Não dá mais pra compactuar com populismos medonhos, práticas espúrias, publicidade enganatória, contabilidade criativa e sei lá o que mais com o único objetivo de se perpetuar no poder e tornar seu o que é de todos. O primeiro passo pra isso precisa ser dado de alguma forma. O poder público precisa trabalhar para o bem de todos, sem exclusão de ninguém. De ninguém!
    Terás meu apoio, Bob, mesmo eu não sendo nem de perto de São Paulo. Afinal tudo nasce de alguma forma e em algum lugar. Hoje somos como uma fértil e produtiva lavoura, mas tomada pelo inço!

    ResponderExcluir
  18. Também não sou de São Paulo, mas pode contar comigo!
    Meu estômago aperta de raiva cada vez que esse assunto é abordado.

    ResponderExcluir
  19. Perneta
    Ótimo, contar com o seu apoio. Esse assunto me tira do sério há 17 anos!

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, não importa de que cidade sejamos, pois assim como as lombadas e os radares, esse câncer também pode se alastrar para outras cidades e esta pode ser a próxima:
    http://www.diariodeguarulhos.com.br/2014/01/15/vereador-do-pt-quer-aprovar-rodizio-de-veiculos-na-cidade/

    ResponderExcluir
  21. Prezado Bob,
    Pode contar com o meu apoio - financeiro, moral e até p/ bater panela se precisar.
    Fico no aguardo de maiores informações sobre como proceder e colaborar.
    André.

    ResponderExcluir
  22. Sabe, por mais óbvio que seja o que vou escrever, acho válido reforçar.
    Ruim com o rodízio, pior sem ele? Nunca!
    Se o cidadão que tem todo, repito, todo o direito de rodar livremente pela cidade e assim o faz por necessidade, seja por trabalho, estudo ou mesmo passeio ele tendo condições certamente irá ter um outro veículo para rodar no dia de restrição.
    O que muda? Nada.

    Agora, usando eu mesmo de exemplo, sou jovem, moro na região do Planalto Paulista aqui em São Paulo, mas sou de família humilde e tenho meu carro usado com muito esforço.
    Tenho que me submeter ao rodízio, afinal só tenho 1 carro.
    Agora me respondam, no que eu sou pior que os demais que tem posses e pode ter mais de 1 veículo? Eu sou obrigado a respeitar, outras pessoas tem como driblar isto.
    Novamente fica claro que lei e regras só se aplicam aos mais pobres, inclusive no rodízio.
    Solução? Rodizio por último dígito do RG, CPF? Claro que não.
    Solução sim é respeitar o princípio básico que falei logo no começo, que é manter o direito de ir e vir irrestrito.

    ResponderExcluir
  23. Pode contar comigo Bob!! Medidas paliativas como as que estão sendo tomadas pelos governantes de SP só aumenta cada vez mais o problema ao invés de resolver.

    ResponderExcluir
  24. Bob,
    Parabéns pela iniciativa e conte comigo nessa causa. Conta poupança como o Acyr mencionou é o ideal.

    ResponderExcluir
  25. Corsário Viajante18/01/14 18:00

    Muito bom! SOu paulistano e moro perto de SP, e sempre visito meus pais, não posso contribuir com muito mas teria prazer em ajudar dentro de minhas possibilidades! Vamos derrubar esta vergonha grotesca, especialmente para quem não mora em SP é comum esquecer desta bobagem e só lembrar quando estamos chegando, ao ver uma placa na estrada, avisando que vc será multado.
    Ótima iniciativa Bob, e parabéns ao advogado (por enquanto) anônimo!

    ResponderExcluir
  26. Bob, pode contar comigo também. Não sou de São Paulo também, mas alguns "maus exemplos" começam aí e são difundidos no país por causa da influência da megalópole. Se conseguirmos derrubar o rodízio seria uma mensagem e tanto para os administradores que a população não aceita desmando.

    ResponderExcluir
  27. Lorenzo Frigerio18/01/14 18:05

    Creio que existe uma série de problemas aí, mas o pior de todos é que o judiciário é um total pau-mandado do executivo. Mesmo que um juiz de primeira instância conceda a liminar, na hora que chegar ao noso "glorioso" TJ a mesma será sumariamente cassada.
    Juízes que dão decisões contra o governo, o maior réu em processos no País, são mandados para a Sibéria.
    Lembram-se de quando o Chuchu quis cobrar pedágio no Rodoanel e havia uma lei que claramente proibia pedágios num raio de 45 km da Pça. da Sé? Era um lei dos anos 50 em plena validade, tanto que todas as estradas ainda se sujeitam a ela. Associações de usuários das estradas entraram com liminar, invocando a lei. Mais claro, legal e objetivo que isso, impossível. O TJ derrubou a liminar.

    ResponderExcluir
  28. Não dirijo em São Paulo, mas apoio a iniciativa e pretendo contribuir financeiramente também. É um primeiro passo contra a demonização do carro. Como estratégia, seria muito importante quebrar essa ideia ridícula do rodízio, que é totalmente anti-carro.

    Ricardo

    ResponderExcluir
  29. Bob e demais, contem comigo.
    Que este seja o ponto de partida para a união de nós motoristas para futuras ações também.
    Não podemos apanhar calados!

    ResponderExcluir
  30. O rodizio de veículos é a solução mais fácil para as autoridades combaterem os congestionamentos. Transferem o ônus ao cidadão, ao invés de investirem em tecnologia, como semáforos inteligentes, pavimento bem feito, eliminação dos gargalos que provocam congestionamentos por exemplo e ainda por cima arrumaram uma boa fonte de renda. É igual aos orgãos gerenciadores de transporte coletivo, que não tendo competência para vistoriar as frotas das empresas de onibus, atestando se estão em condições de prestar serviço a população, simplesmente limitam a idade máxima de fabricação do veículo. Eu apóio, ainda mais agora com este absurdo que estão tentando enfiar goela abaixo da população de aumentar a área de abrangencia do rodizio. foi publicado em reportagens que querem colocar restrição até em rodovias, como a Via Anchieta e a Raposo Tavares. Perderam completamente a noção, ou melhor nunca tiveram, mas agora estão escancarando mesmo.

    ResponderExcluir
  31. Prezado Bob Sharp,
    Lamento informar que não existe nenhuma chance de êxito de uma ação dessas, pois a questão já foi julgada em última instância pelo STF. Dessa forma, se uma ação for ajuizada, o juiz de primeira instância sequer receberá a mesma, decidindo de imediato pela rejeição com base na "COISA JULGADA". A "justiça" entendeu que a lei que criou o rodízio, bem como o regulamento do mesmo, que complementa a lei, não continham vícios e portanto o rodízio seria válido.
    Saliento que sou autoentusiasta, seguidor absoluto do AE e que acho uma nojeira não apenas o rodízio mas todas as outras coisas que estão fazendo contra SP e contra as demais cidades do Brasil. É triste.
    Qualquer coisa, estou à disposição.
    Abraço
    Jesse Alves Ferreira Junior
    Geralmente assinto como Junior Valias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. J. Junior
      Agradeço seu comentário. Todavia, o advogado paranaense, no seu parecer que me foi enviado, e ele me deu mostras de competência, não pensa assim. De qualquer maneira, há que se tentar acabar com essa vergonha que prejudica a atividade de milhares de pessoas. É o que vamos fazer.

      Excluir
    2. Bob, desculpe, só quis ajudar e acho que por ter enorme admiração por você, me senti no direito de opinar e o fiz de forma enfática demais. Sou advogado especialista em Direito do Estado e, no exercício da advocacia pública por vezes emito pareceres bastante defensáveis que, embora representem meu pensamento jurídico, esbarram em "lacres" que o sistema criou justamente para impedir a rediscussão de temas objeto de decisões já transitadas em julgado. De qualquer forma, espero sinceramente que eu esteja errado e que logrem êxito na empreitada. Abraço.

      Excluir
    3. J. Junior,
      Sei disso perfeitamente, que você só quis ajudar, e sou-lhe grato por isso.
      Abraço.

      Excluir
    4. “301, do CPC
      § 1º Verifica-se a litispendência ou a coisa julgada, quando se reproduz ação anteriormente ajuizada.
      § 2º Uma ação é idêntica à outra quando tem as mesmas partes, a mesma causa de pedir e o mesmo pedido.

      Não merece prosperar seu argumento. pois as partes não serão as mesmas, e portanto, não há que se falar em coisa julgada. Abraços.

      Excluir
  32. No mundo inteiro as grande capitais priorizam, de uma forma ou de outra, o transporte coletivo, porque aqui em São Paulo teria de ser diferente?
    Faz pouco tempo que acompanho o blog, gosto muito de suas matérias, mas confesso que me desapontei essa iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Srpopo2000
      Priorizar é uma coisa, restringir é outra completamente diferente. Não existe rodízio senão em São Paulo. E pelo jeito você, como muitos, já foi infectado pelo rodízio, acha-o "normal". Mas ainda é possível se livrar desse maldito vírus: racionalize a questão.

      Excluir
    2. Por isso disse, abaixo , ser ineficaz. Coisa julgada, pra quem eh do ramo, diz tudo. Em 17 anos, claro que algo foi tentado, e em varias argumentacoes. Seria bom trazer a nos apenas essa ementa do STF. Infelizmente, como perceberam, estou com internet de celular.

      Excluir
    3. Meu comentario era em resposta a Jesse Alvez

      Excluir
  33. Isso eh briga que leva 20 anos, vai pro Supremo. E pode ser alterado para a questao ambiental, como no inicio, que era legal. O MP esta do lado do rodizio, ja foi levado a manifestar-se. Tarde demais, e ineficaz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não interessa, o importante é lutar. Nunca ouviu dizer que nada é para sempre?

      Excluir
    2. Parafraseando um certo locutor :
      - Bob neles !!!

      Excluir
  34. Bob, estou dentro.
    A gente não pode esquecer que os governos deveriam fornecer transporte público de qualidade, com ar-condicionado, horário fixo, trajetos bem distribuídos, veículos limpos e higienizados, silenciosos e sem solavancos.
    Como não fazem nada com o dinheiro dos nossos impostos, têm a "sanha" de querer resolver os problemas na base da "canetada", um decreto ali e outro lá... E o povo que se vire.

    "Se o governo não dá tranquilidade e paz ao povo, o povo também não dá tranquilidade e paz ao governo".

    Abraços,
    Ronaldo

    ResponderExcluir
  35. Bob, o de Petrópolis19/01/14 02:34

    Bob,

    Estamos juntos.

    ResponderExcluir
  36. Luta mais do que válida. Acho o rodízio uma das maiores ofensas ao comprador de veículos no Brasil; já pagamos caro pra comprar um carro, pagamos caro pra manter, pagamos caro pra deixar sua documentação em dia, e ainda querem nos proibir de rodar com o carro pelo qual lutamos para manter, ainda que seja por um dia na semana. Faço coro com muitos que não moram em São Paulo mas também não querem ver suas cidades tomadas por tamanho absurdo. Conte com o nosso apoio Bob!

    ResponderExcluir
  37. Bob,

    É justo! Conte comigo!

    sem mais.

    ResponderExcluir
  38. Morei 10 anos em Sampa e vou colaborar também. Quando começou, percebi que só serviu pra prorrogar a vida de carros com mais de 20 anos, sem catalizador e isentos de impostos. Quando a administração percebeu, começou o controlar para aposentar os velhinhos ou faturar em cima dos bem tratados. Onde trabalhei, aumentamos a frota em 10% e os despachantes ganhavam bem pra conseguir os finais de placa que precisávamos. Hoje creio que muitos condutores usam moto nos dias de proibição a seu carro.
    Sobre as faixas exclusivas, ainda creio na faixa de arrancada para os motociclistas, tal qual na Europa, façamos faixas de boa largura e deixe que as motos costurem e parem na faixa anterior à de pedestres, saindo na frente no sinal verde. Parece que não foi bem aceito por aqui.

    ResponderExcluir
  39. Manda bala, Bob. Quando tiver a conta, fale-me.

    ResponderExcluir
  40. Posso doar 40 reais, sei que é pouco mas ajuda? O Auto-Entusiastas tem aumentado minha cultura e conhecimento e preciso ser recíproco. Essa ação despertou meu patriotismo, a muito adormecido, sou carreteiro e o ganho de causa vai melhorar minha vida quando for a SP.

    ResponderExcluir
  41. Luciano,
    Não se preocupe, e os leitores também, com importância. Como somos muitos, até menos que o que você diz será viável. Mas aguarde, e todos, mais notícias a respeito. E obrigado a você e todos que desejam ver essa mancha apagada das nossas vidas.

    ResponderExcluir
  42. Bob, pode contar comigo. Nao sou morador de São Paulo, mas trabalho todos os dias e vale a pena fazer algo.

    ResponderExcluir
  43. André Cantinho20/01/14 08:47

    Pode contar com meu apoio e doação.

    ResponderExcluir
  44. Bob Sharp, pode contar com a minha ajuda, também sou advogado e se precisar podem contar comigo, abraços

    ResponderExcluir
  45. Dentro. Dê as coordenadas. Já passou da hora de fazer barulho. MUITO BARULHO!!!!!!!!!!!!!!
    Mesmo que não dê em nada, precisamos incomodar os que se julgam acima do 'povo'..

    ResponderExcluir
  46. Tamo junto nessa Bob, pode contar comigo.
    Infelizmente eu acho que não vai dar em nada, vai ser um tal de recurso pra ca, recurso pra la que quando tivermos a resposta final, os carros já vão estar voando... rsrs

    ResponderExcluir
  47. De acordo! Cansei de jogar dinheiro fora pagando imposto e depois mais dinheiro remendando carro.

    ResponderExcluir
  48. Apoiado!! Conte comigo!

    E o próximo deveria ser sobre a maldita mania que a CET agora criou de colocar RADARES escondidos atras de todo e qualquer viaduto em SP. E como forma de "normalização" dessa ilegalidade, andaram colocando pequenas câmeras inúteis na frente destes viadutos para indicar q seria um "aparelho visível ao motorista". Enfim.... outro assunto para outro tópico

    Aguardando cenas do próximo
    capitulo!

    ResponderExcluir
  49. Pode contar comigo .MFAssis.

    ResponderExcluir
  50. cezar braga28/03/14 00:56

    Apoiado. Como estão os planos e qdo terá inicio?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.