CONVERSA DE PISTA

Studebakers dominaram a 26ª Carrera Panamericana
Pérez e Rodríguez foram os vencedores na classificação geral

O bólido Sudebaker Commander de Pérez e Rodriguez, vencedor absoluto

Mais uma vez os Studebaker Commander foram os bichos papões da Carrera Panamericana, uma das últimas provas de velocidade pura disputadas em estradas em todo o mundo. Misto de evento esportivo com happening familiar e uma grande festa o evento terminou na quinta-feira passada em Zacatecas e em meio às festividades do "Dia de los Muertos" data que os mexicanos celebram com festas, oferendas e alegria. Isso inclui desfiles de "calaveras", como são chamadas as fantasias que lembram caveiras — as calaveras —, e fantasias de extremo bom gosto, conhecidas como Katrinas.

Uma Katrina, aliás uma "calavera"

Na competição, porém, nem mesmo Porsches 911 super bem-preparados ou um Datsun 280Z que parecia recém-saído de fábrica mostraram-se capazes de roer o osso que o veterano vêoitão americano se mostra a cada prova. Verdade que dos velhos sedãs dos anos 1950 eles muito pouco: a carroceria é praticamente toda feita em fibra em compósito de fibra de vidro e apenas o formato aerodinâmico mantém-se fiel ao velho Commander.  Duas edições atrás os carros de ponta chegaram a ser cronometrados a 315 km/h e como a situação ameaçava ficar tão caliente quanto a gastronomia famosa pelos calientes chillis, Lalo León (o promotor da Pana) resolveu adotar um sistema de ignição padrão e medidas de rodas e pneus de aro 16" como forma de reduzir a velocidade final e manter a situação mais ou menos sob controle.

Studebaker Commander: mesmo?

Mesmo assim o vencedor da edição desde ano "experimentou" pneus slick (Pirelli P7230/660 R), recurso proibido pelo regulamento. A opção mais comum para os concorrentes é o Toyo "street race", na verdade um slick com algumas ranhuras. Esta opção pode ser legal e garantir uma pegada mais forte no asfalto, mas nos trechos de montanha, especialmente e na subida dos Mil Cumbres, revelou-se demasiado arriscada: a região alta e de densa floresta é marcada por nevoeiros e alta umidade, o cria situações tão perigosas quanto complicadas. Em uma das passagens por esse frecho nada menos de seis carros ficaram pelo caminho devido a rodadas e saídas da estrada. A causa foram trechos semi-alagados e um motor estourado, que pegou muita gente de surpresa, incluindo o belo Porsche 356 1956 de Renné Brinkerhoff, americana mãe de quatro filhos que se tornou a primeira mulher a vencer uma etapa da Carrera Panameriacana. Renné venceu não apenas uma, mas várias etapas da classe Sport Menor e só não levou o caneco para casa por causa dessa escapada que maculou a traseira do belo brinquedo.

O Porsche 356 da americana Renée Brinkerhoff

Quem andou maculando para valer a carroceria do seu possante foi o astro Memo Rojas: ele acabou em segundo em sua estréia na Pana, mas até começar a pensar na sua participação no ano que vem terá que passar um bom tempo fazendo a funilaria do seu possante. Já os vencedores na classificação geral estão mais tranqüilos. Foi a terceira conquista de Gabriel Pérez, que venceu em 2006 com Angélica Fuentes como navegadora, posto que Ignácio Rodriguez ocupou em 2012 e 2013 e isso certamente fez a diferença. Conhecedor do carro e dos segredos de manter a banheira — ou como diriam os puristas "aquele moderno carretera" — sempre em cima do asfalto, Pérez usou o chassi mais antigo entre os cinco preparados por Efrain Vega e o único equipado com motor Ford, cujo cárter mais baixo em relação ao Chevy exige uma instalação diferente e mais cuidado na condução. Depois de vencer as quatro primeiras etapas, a dupla vencedora apenas administrou a vantagem nas últimas três, explorando muito bem os percalços de Hilaire Damiron e Liz Tejada, vencedores do prólogo e dos quinto e sétimo dias de prova. Conduzindo um carro finalizado pouco tempo antes da prova, porém, Damiron e Tejada pagaram o preço de conduzir o modelo mais sofisticado já fabricado pela oficina de Vega, o preparador mais vitorioso na história da Pana.

Em meio aos abraços e sorrisos que marcaram a festa de encerramento da 26ª. Carrera Panamericana da era moderna já se ouviam planos para voltar em 2014. Planos que tinham várias cores, sotaques e conjuntos mecânicos: os americanos Taz Harvey  e Steve Vadjak receberam consultas para construir três exemplares do belo Datsun Z 280 (11º na geral), o suíço Roger Furrer e o inglês Julian Pitts celebravam ter concluído a prova com o que certamente era o carro mais conservado, aliás muito bem-conservado, de todos que iniciaram a prova e a dupla Douglas Hampson pai e filho comemorava ter se divertido e gastado bem pouco: o velho Volvo que usaram para curtir cada minuto de oito dias de prova custou apenas US$ 5.000, ou seja, menos de 5% do preço de um carro de ponta. A felicidade de completar a Pana, porém, não tem preço. Veja o resultado completo da Carrera Panamericana de 2013 clicando aqui

Divertindo-se gastando pouco: este Volvo custou apenas 5 mil dólares
WG

8 comentários :

  1. Porsche 356 ... que bela "joaninha"!
    Jorjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorjão, esse carro me lembrou a Janis Joplin, ainda que o carro dessa Ninfa fosse conversível. Havia vários 356 e 911 na Pana, inclusive um 911 com a clássica pintura da Gulf. Em breve mais fotos. Abraços, Wagner

      Excluir
  2. Dúvida: Para que serve aquele espelho concavo a direita do para-choque do Porsche 356?

    Mendes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao e espelho.
      Apenas um farol de neblina. Aparentemente o vidro se quebrou e colocaram um pedaço de papel alumínio para nao entrar água...

      Excluir
    2. O Anônimo acima ganhou o prêmio "Olho de Lince by Enciclopédia Barsa": acertou na mosca e no farol....

      Excluir
  3. Um Volvo Amazon provando que os Volvo são feitos para durar pra sempre!!

    ResponderExcluir
  4. Eduardo José05/11/13 22:09

    Que coisa legal essa Carrera Panamericana, e que fotos lindas. Deixo de sugestão para o autor apenas o desejo de ver mais conteúdo em vídeos e fotos. Achei este vídeo bem interessante no youtube :

    http://www.youtube.com/watch?v=M8x4He1oQJY que mostra a saída dos carros, é incrível como esses carros são lindos.

    ResponderExcluir
  5. EduardoJosé, em breve teremos uma galeria bem legal de fotos e vídeos. Obrigado por suas palavras, um abraço, Wagner

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.