POLARIS RZR XP 900: UTV RAIVOSO!

Fotos: autor



Lançado no início de 2011, o UTV (Utility Terrain Vehicle) Polaris RZR XP 900 não esconde suas intenções, e já avisamos: elas não são boas. Afinal, o que esperar de um veículo com visual intimidador, empurrado por um esperto motor de 875 cm³ e quase 90 cv, que pesa apenas 550 kg, tem suspensões de longo curso, transmissão 4x4 inteligente e dimensões de um kart que tomou fermento?

Tendo em vista tudo isso, entenda o “utility” no nome deste veículo como “pura diversão”, pois em vez de carregar sacos de ração na fazenda – como outros UTV da linha Polaris – este RZR serve mesmo para transportar adrenalina para o seu cérebro. E muita.

Cara de quem está disposto a tudo


Compacto como um quadriciclo mas com centro de gravidade mais baixo, curto entreeixos e com um motor “monstrinho”, o bicilíndrico 4T “Prostar” posicionado imediatamente à frente do eixo traseiro, acelerar o RZR 900 XP é mais do que emocionante, coisa que fizemos em Itupeva (SP) a 56 km da capital paulista, em uma nova pista para prática do fora-de estrada. Com aproximadamente 10 km de extensão, tal pista passa a fazer parte do complexo Serra Azul, um já tradicional ponto de encontro de aficcionados por motos e off-road.


Suspensão indpendente nas quatro rodas

Conhecido também como SxS, ou “Side by Side” (lado a lado) este UTV da Polaris tem um reforçado chassi tubular no qual se destacam suspensões de curso enorme: na dianteira são 343 mm com amortecedores Fox Podium com reservatório de nitrogênio separado ancorados em um esquema de triângulo duplo paralelo. Atrás o curso é ainda maior, 356 mm, com os mesmos amortecedores da dianteira só que ligados em um interessante sistema denominado “3-link”, onde um longo braço arrastado permite não apenas o apropriado curso como uma capacidade de manter o contato dos pneus traseiros com o solo de modo ideal, de maneira a favorecer ao máximo o poder de tração. 

Aliás, falando nele, poder de tração, vale citar o câmbio automático tipo CVT, onde a tração 4x4 entra só quando ela é efetivamente necessária, ou quando assim decide o piloto, que pode “travar” o RZR 900 em tração 4x4 através de uma tecla no painel. Sem fazer isso, apenas em situação de escassa aderência a força do motor também é transmitida às rodas da frente.

Isso traz uma enorma vantagem em termos não apenas de potência: como se sabe, ao inserir a tração integral o motor movimentará uma maior quantidade de peças móveis, e não apenas duas rodas mais, claro, o que compromete parte da energia do motor. Outro aspecto é que o sistema de direção perde  agilidade quando as rodas dianteiras são obrigadas a jogar potência ao solo.

Andar rápido é a praia do Polaris RZR XP 900

De fato, a tocada do RZR 900 é absolutamente radical, e por pior que for o piso a sensação é de que a capacidade de transposição de obstáculos não tem limite. Na verdade, é o tipo do veículo no qual o piloto precisa acreditar que pode mesmo manter o acelerador aberto e deixar a competência do conjunto mostrar o que pode fazer. E pode muito.

Motor de 89 cv a 8.250 epm

 E para parar toda essa “alegria”? Quatro discos atuam nas rodas de alumínio aro 12 montadas com pneus que garantem uma desaceleração potente como a... aceleracão do RZR 900! Aliás, a Polaris sustenta que seu RZR  é 29% mais rápido em aceleração do que seus diretos concorrentes.

Eficiente suspensão dianteira

Dos fabricantes deste tipo de veiculo, a Polaris é a que mais motivo tem para comemorar, pois em diversas competições, tanto no cenário nacional como internacional, vem acumulando títulos, sendo o bicampeonato no Rally Dakar na classe T3 o mais relevante. 

O modelo avaliado se diferenciava do RZR 900 XP padrão apenas pela instalação de bancos Sparco especiais e cintos de segurança de quatro pontos homologados.


Quanto custa tanta diversão? A tabela da Polaris indica R$ 71.990,00, cifra não exatamente “fácil”, mas que garante ao feliz proprietário não apenas uma grande exclusividade, mas estar no comando do veículo “top” entre os UTV esportivos. Em tempo: o RZR 900 XP é um veículo de uso exclusivo em recintos fechados ou para competição, ou seja, não pode ser licenciado.


RA

53 comentários :

  1. Com pouco mais de 6 kg/cv, deve ser o terror mesmo!

    Por que veículos como esse e quadriciclos não podem ser licenciados? Algo com pneus de asfalto, suspensão mais baixa, setas, motor apropriado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, seria interessante um carrinho desses um pouquinho mais manso andando na cidade.

      Excluir
    2. Quando fui no Uruguai vi vários quadriciclos com placa. Creio que devam ter veículos como esse Polaris licenciados por lá.

      Excluir
    3. Sério Carlos? Será que é só por aqui que não pode?

      Excluir
    4. Na verdade eu acho que lá é exceção.

      Veja esse anúncio do ML de lá:

      http://moto.mercadolibre.com.uy/MLU-407089953-nuevos-atv-250-racing-lanzamiento-2012-_JM

      Além do quad ter pneus para uso em asfalto, possui faróis, pisca, luz de freio e suporte de placa.

      Esse outro é usado e tem foto da traseira. Dá pra ver a placa: http://moto.mercadolibre.com.uy/MLU-407045115-kawasaki-prairie-4x2-del-2007-_JM

      Todas as vezes que eu vi os quads sendo usados lá a pessoa estava equipada com indumentária para pilotar motocicletas (capacete, luvas e jaqueta).

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Muito legal esses anúncios... o primeiro é show.

      Excluir
    7. Não tenho certeza, mas imagino que ele não tenha Renavam.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    10. Tive o prazer de dirigir um UTV da Can-am no Ceará, o bichinho é comedor de areia e supera dunas e atoleiros com muita valentia, são carrinhos divertidos e que lembram os antigos buggys (magnata, fyber, selvagem...) da década de 80, porém bem mais vitaminados. Quanto ao preço, a versão que eu dirigi partia dos 40 mil e estava emplacada, pronta pra utilizar no asfalto, rss.

      Excluir
    11. Os side by sides até poderiam ter RENAVAM, desde que obecidos os requisitos de segurança, porém a legislação brasileira não é nem um pouco claro e suscita diversas intepretações. Se puderem ser emplacados, como fica o teste de ruído de pneus e emissões? E a necessidade de Air Bags e ABS que existe para os carros? E o rastreamento? Essas perguntas não estão respondidas ainda, o que impossibilita uma ação neste momento.

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Apaixonante esse "carrinho", mas não consigo encontrar nada que justifique os absurdos 72 mil reais cobrados por ele - por mais bem construído e divertido que ele seja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "...mas não consigo encontrar nada que justifique os absurdos 72 mil reais cobrados por ele "
      Duas palavras: Brasil e impostos...

      Excluir
  3. Agresti,
    uma beleza de veículo, fiquei salivando por uma voltinha.
    A tristeza é mesmo o preço. Que coisa incrível esse Brasil, não é mesmo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juvenal e Agresti
      Soa irreal, não?

      Excluir
    2. Surreal...

      Excluir
    3. Para o Brasil o preço está normal, não é irreal, no site do fabricante o preço para os EUA é US$16.000,00. Um veloster, por exemplo, tem o preço nos EUA de US$17600,00 e aqui custa mais de R$80.000,00. É difícil gostar de carro no Brasil...

      Excluir
    4. Ou seja Anônimo 06/03/13 17:00
      Talvez seja muito mais vantagem tentar trazer um desses via importação direta do que comprar no Brasil. Claro, tem que ter paciência até conseguir regularizar a importação, mas já existem empresas que cuidam da burocracia aduaneira.

      Excluir
  4. 6.06kg por cavalo de força???

    Eu tenho que dirigir um desses!!!

    Mendes

    ResponderExcluir
  5. R$ 71.990,00,
    O preço dessa Diversão nao é nada Divertido!
    Jorjao

    ResponderExcluir
  6. 72 mil reais por essa coisa feia. Tem gosto pra tudo isso aí nem pro exército serve pois não ha como colocar uma metralhadora ,50 e os tripulantes são alvos facílimos.
    Abraço
    Coronel Anônimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas nem todos os veículos se destinam a isso - colocar metralhadora vírgula cinquenta.

      Excluir
    2. Tá, me diga qual o exército maluco que já equipou armas em bugres?

      Excluir
    3. metralhadora virgula 50 foi boa.
      se o cara nao gostou é so nao comprar ue...
      so na compro pq nao tenho grana,deve ser um tesao dirigir essa maquina!

      Excluir
  7. Caramba!

    Um motor 0.9 com 89 cv de potência!

    Tudo bem que isso vem a uma rotação altíssima, estilo motor de moto, mas mesmo assim rende mais que os nossos 1.0 nacionais....

    Quanto será que tem de torque essa belezinha? Será que o caminho é esse: menos cilindros? Inclusive a fiat tem um motor na Europa que é 0.8 ou 0.9, bicilindrico e turbo que é bem "danado".

    ResponderExcluir
  8. Realmente é tão caro quanto deve ser divertido; assim fica muito difícil!

    MFF

    ResponderExcluir
  9. Com as chuvas terríveis de Rio e Sampa, creio ser - se possuir dotes anfíbios - uma ótima opção.

    Mas o precinho, ó, parece, das Óticas do Povo. Morô?

    ResponderExcluir
  10. Será que fica bom se diminuir esse curso todo de suspensão e colocar uns slicks?

    ResponderExcluir
  11. Faltou o teste maior :trazer pra São Paulo pra circular ,aqui somente uma suspensão feita pela nasa para aguentar essa buraqueira .

    ResponderExcluir
  12. Filipe_GTS06/03/13 14:52

    Um brinquedo e tanto pro sítio.
    Aposto que todos aqui já sonharam com "mini-buggy" na adolescência.
    Pena que o alto valor elitiza tanto a diversão automotiva.

    ResponderExcluir
  13. Falou-se tanto em aceleração e uma pergunta ficou no ar.

    Quanto faz de 0 a 100? Ou 0 a 80...sei lá...rss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 0-100 tbm nao sei
      Mas te garanto que e mais rápido que os Pálios preparados que rodam em Goiás!
      Oce duvida?

      Excluir
    2. Palio preparado = rasgar dinheiro.

      Excluir
    3. Concordo que Palio preparado é igual a rasgar dinheiro..
      Vc prepara, prepara e o bicho continua asmatico ...
      E aí vem um pessoal falando que Palio preparado da pau em Veloster...
      É cada uma!

      Excluir
    4. Ter $$$ p/ gastar é um privilégio dos goianos....rss

      Dar pau em Veloster não.

      Excluir
  14. Interessante o carrinho, mas prefiro transpor esses obstáculos a bordo do meu Kia Mohave. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aposto que é branco!

      Excluir
  15. mais vale comprar um troller usado, que dá pra licenciar

    ResponderExcluir
  16. joão celidonio ayres06/03/13 18:04

    deve ser emocionante demais esse brinquedo.
    e viva ao capitalismo de estado brasileiro, sabotando sonhos desde sempre!

    ResponderExcluir
  17. Julio Bomfim06/03/13 18:10

    Uau, adoro este tipo de veículo, embora o preço seja alto demais... será que fora do Brasil também é assim? Máquinas rústicas e potentes, que dão conta do recado, me fascinam! Só acho lamentável o fato de não poder receber licenciamento e emplacamento no Brasil. Não vejo mal nenhum em andar nas ruas com um ATV ou veículo semelhante. Acho que seria mais uma opção em mobilidade urbana/rural.

    ResponderExcluir
  18. Ainda bem que não podem circular nas ruas. Já imaginaram um "boçal" (com ç mesmo, para não parecer cheio de bossa...) ou melhor ainda, "bostal" (cheio de bos...) aprontando com um destes no meio do trânsito, ou, num congestionamento, andando sobre as calçadas, amendtontando pessoas? Sendo caro, é acessível apenas àqueles que acham que "tenho dinheiro, então posso tudo, estou acima da lei..." como tem um monte por aí. É melhor ficar restrito a ambientes fechados mesmo, apesar de "ambiente fechado" para alguns, entende-se - claro, que errônemante - condomínios fechados e praias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Júlio Bomfim06/03/13 19:14

      Olha Anônimo 06/03/13 18:23, desculpe mas discordo deste seu ponto de vista. Como eu disse "acho que seria mais uma opção em mobilidade urbana/rural" e convenhamos que QUALQUER opção a mais escassíssimo marcado brasileiro de veículos automotores é extremamente bem-vida. Abs!

      Excluir
    2. En tão, Jùlio Bonfim.
      Mobilidade urbana/rural não pode e nem deve ser confundida com "imbecilidade" urbana/rural. Concordo que nas mãos de um idiota qualquer veículo pode ser uma arma. Mas fornecer a arma pronta? Aí já é demais...

      Excluir
    3. Quando você falou de mobilidade urbana me veio a cabeça a duvida, como é o documento desse tipo veiculo?
      Se for do mesmo jeito que é como os Jonh Deere são enquadrados como trator mesmo...

      Excluir
  19. Rodrigo West06/03/13 19:19

    Brinquedo interessante, mas seria melhor com câmbio normal no lugar do cvt... Muito caro também.

    Para quem se admirou com um motor 0.9L de 90cv.. Alta potência por litro é uma escolha de projeto, privilegiar o enchimento do motor em altos giros. Comparando a PME, ou então o torque por litro, esse motor não rende mais que uns 10kgfm/l, coisa que nossos 1.0 atuais também fazem.

    Dois cilindros, na minha opinião, só se justificam em aplicações com peso muito baixo como as motos e no máximo esse veículo... Apesar de existir o motor 2 cilindros da Fiat, nota-se claramente que a tendência para os 1.0 automotivos é de 3 cilindros.. (Kia/Hyundai, Ford, VW...).

    ResponderExcluir
  20. Corsário Viajante06/03/13 19:32

    Tava tudo muito legal, até chegar no preço...
    Bom, para quem tem uma fazenda e algum dinheiro sobrando, uma receita pra lá de divertida. Para o resto, mais um sonho automobilístico que será apenas isso - um sonho.

    ResponderExcluir
  21. O Gator 855 Diesel que a John Deere faz para trabalho já é divertido mesmo com CVT (acho estranho não sentir as trocas de marchas), agora imagino esse Polaris...

    ResponderExcluir
  22. Uma dúvida: O curso da suspensão é medido a partir do veículo no chão ou da extensão máxima até a compressão máxima do conjunto?

    ResponderExcluir
  23. Polaris en Antartida: http://autoblog.com.ar/2013/01/critica-antartica-polaris-ranger-6x6

    ResponderExcluir
  24. Uma dúvida... Como ficam as homocinéticas com um curso de suspensão tão longo como esse?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.