40 MIL REAIS – 2 ANOS DEPOIS

Foto: Divulgação Hyundai



No final de 2010 fiz uma lista comparando os hatches compactos que podiam ser comprados com 40 mil reais. Não testei nenhum deles, a intenção foi comparar do mesmo jeito que fazemos quando começamos o processo de escolha de um carro novo, olhando modelo por modelo e comparando a dotação de equipamentos, além do preço de cada um. De lá para cá, tivemos novidades, e não foram poucas. Além disso, os fabricantes, já de olho em 2014, se anteciparam e começaram a equipar modelos dessa faixa de valor com bolsas infláveis duplas e freios ABS como itens de série.

VOLKSWAGEN

O Gol 1,6 4 portas, na versão Power, custa a partir de R$ 39.150, já com bolsas infláveis e freios ABS, porém, a VW deu com uma mão e tirou com a outra, pois o modelo não conta com ar-condicionado como item de série. Adicionando o desejável equipamento, a conta sobe para R$ 41.871 e mostra que o preço subiu junto com os itens adicionados. Um carro bom de guiar, com bom acabamento, mas que fica devendo em arrojo. Se você quer o mesmo carro, mas com pé direito mais alto, esse carro é o Fox, a R$ 43.350 com os mesmos equipamentos do Gol, ou seja, sem vidros com acionamento elétrico. Mais espaço, menos esportividade, bancos mais altos, a mulherada gosta. E o mais antigo do grupo, o Polo, ainda está na área, custando a partir de R$ 46.060 com os equipamentos dos irmãos e com acionamento elétrico dos vidros. Os três modelos podem ser equipados com a caixa de marchas robotizada ASG por aproximadamente R$ 2.600. Num alemão macarrônico, eu diria: Volkswagen é Das Teuer, Volkswagen é o caro !

CHEVROLET

Em 2010 o Agile era novato, hoje é o irmão mais velho da linha. Nasceu para brigar principalmente com o Fox, com seu jeitão alto e espaçoso. É oferecido na versão LT por R$ 40.320, e traz, alem de direção assistida, ar-condicionado, acionamento elétrico dos vidros e bolsas infláveis dianteiras. ABS fica de fora nessa versão, mas mesmo assim o preço agora é melhor do que há dois anos. Na ocasião a outra opção do fabricante da gravatinha borboleta era o Corsa de segunda geração, simplificado em acabamento e acessórios e com preço de briga. Agora a GM tem um produto bem mais atual, o Chevrolet Onix. O novo carro é mais espaçoso, tem melhor acabamento, um visual contemporâneo e uma lista de equipamentos mais gorda. Com R$ 39.490 dá para levar um LT com motor de 1,4 litro e pacote R7N, que adiciona ar-condicionado e sistema MyLink, uma interessante central multimídia devidamente instalada no centro do painel, um diferenciador que certamente agradará ao público mais jovem. Já está preparado para as exigências do ano que vem, trazendo as bolsas infláveis e freios ABS. E os números de vendas mostram que o Onix agradou, emplacando um 5º lugar na lista dos mais vendidos.

FIAT

Também tem três modelos brigando na mesma faixa de preço. O Uno Way com o mesmo pacote de equipamentos de anos atrás, agora custa R$ 37.001, uma redução de quase 2 mil reais. Já o Palio Essence é outro carro, mais espaçoso do que o modelo anterior, e custa R$ 37.850 em versão bem equipada,  com motor 1,6 16V de 117 cv (álcool) e contando com a opção de câmbio robotizado Dualogic. Um raro exemplo de carro que evoluiu e entrou no lugar do antigo mantendo o preço. Dentro desse patamar de valor é possível comprar a versão Sporting, de mesma motorização porém com visual esportivo, rodas de liga leve aro 16-pol. e suspensão mais firme por R$ 39.740. E ainda há a opção pelo Punto, que foi remodelado recentemente, na versão Attractive, como a mesma motorização Fire Evo de 1,4 litro do Uno e Palio e pacote similar de equipamentos por R$ 40.819.

FORD

O modelo oferecido continua sendo o mesmo, o Fiesta RoCam Hatch, mas com preço mais competitivo, R$ 35.600 em versão intermediária de catálogo, oferecendo os principais equipamentos dos concorrentes e uma motorização consagrada, o RoCam 1,6-litro de 106 cv (álcool). Uma opção de preço interessante, apesar do visual já datado. A opção seguinte da Ford com pacote de segurança (ABS+bolsas infláveis) já fica fora da faixa, é o belo New Fiesta Hatch, que em configuração intermediária custa R$ 47.790.

RENAULT

Mesma situação da Ford, um único modelo hatch nessa faixa de preço, o Sandero, que na versão Expression 1,6 custa agora R$ 38.060, em pé de briga com a concorrência. Ficou um pouco mais barato e, de quebra, o motor 1,6 8V foi revisto e ganhou 11 cv (com álcool) e um pouco mais de torque. Existe a versão Privilège, com rodas de liga e acabamento melhor por R$ 40.680, que é a única que pode ser equipada com câmbio automático, aqui um epicíclico tradicional de 4 marchas, não um manual robotizado. O preço pula para R$ 44.580.

PEUGEOT

Ainda com o 207 em linha, que como sabemos é um 206 modificado e não o 207 europeu. Estamos duas gerações atrasados em relação à matriz. O 207 XR S do post anterior agora custa R$ 38.090 com as bolsas infláveis (ABS não consta da lista de opcionais), quem desejar uma versão mais equipada deve partir para o Quicksilver a R$ 41.990, que traz o ABS de série e ainda teto solar, sensor de chuva, fárois com acendimento automático, entre outros equipamentos. E leva de presente o ótimo motor 1,6 16V de 113 cv. Quem busca câmbio automático (epcicíclico como o Renault) tem à disposição a versão XS a R$ 44.990, também com motor de 1,6 litro.

CITROËN

Continua oferecendo o C3 antigo na versão Exclusive 1,4-litro por R$ 37.490, sem opção de freios ABS. Por R$ 39.990 oferece o novo C3, totalmente remodelado, inclusive motor, que passou a 1,5 litro e ganhou 11 cv quando queimando etanol, e traz, além do trio ar-condicionado, direção hidráulica e vidros com acionamento elétrico, as bolsas infláveis e freios ABS, nos levando a perguntar: quem ainda compra o C3 Exclusive antigo? Manter a carroceria antiga só faria sentido se existisse uma versão muito despojada de equipamentos, sem opção de ar-condicionado, vidros elétricos etc... e custando por volta de R$ 30.000, com o intuito de atingir outro público. Câmbio automático, só no 1,6 Exclusive BVA (iniciais de câmbio automático em francês), a salgadíssimos R$ 55.290, o que lhe exclui do comparativo.

TOYOTA

Não estava presente na lista em 2010, agora entra com o Etios a partir de R$ 38.790, considerando equipamentos similares aos carros acima, e oferece ótimo espaço interno e motor 1,3 16V com 90 cv (álcool), além da fama da marca Toyota de ostentar um índice de defeitos muito baixo. Peca pelo acabamento muito simples, apesar de bem-feito, pelo quadro de instrumentos de péssima leitura e pelo estilo morno. A julgar pela insistência nas promoções em concessionários, percebe-se que as vendas não alcançaram o esperado. Ainda dentro da faixa de preço, existe a versão com motor 1,5 16V (com apenas 6,5 cv a mais) e mais equipada, a R$ 42.790.

NISSAN

Vindo do México, o Nissan March tem preço competitivo, R$ 37.190 na versão SV, que não oferece o ABS nem como opcional. O motor 1,6-litro rende 111 cv, e aliado ao peso abaixo de 1.000 kg faz do nipo-mexicano um carrinho muito esperto. Tem bom espaço interno, mas como o Toyota, o interior é simples demais perante à concorrência, o que o faz perder pontos. É oferecido também na versão SR, topo de linha, com pacote Premium (ABS + Bluetooth) a R$ 40.590.

HYUNDAI

A grande surpresa, pois o novo HB20 elevou o patamar da disputa. Desenho bem atual, interior caprichado, motorização moderna e preços na média. Resultado da combinação, fila de espera e ágio. A versão Comfort com motor 1,6 litro de 128 cv traz o mesmo pacote de conveniência e segurança proposto no comparativo, e custa R$ 36.995. Câmbio automático, só a partir do pacote Comfort Style, com preço de R$ 45.995. Preços extraídos em consultas de sites na internet, já que o site do fabricante está com a página de versões desativada. Na prática o que vem sendo praticado são valores próximos a R$ 40.000 para modelos com o motor 1-litro. Um atrativo é a garantia de 5 anos, tradicional da marca coreana.

Hoje temos uma oferta de modelos maior do que há dois anos, o que é louvável, e em alguns casos houve redução de preço e/ou acréscimo de equipamentos. Quem sabe daqui a dois anos já apareçam carros de categoria superior dentro da faixa de 40 mil reais ?

AC

104 comentários :

  1. Alexandre Cruvinel, bastante interessante este comparativo.
    Vemos que o HB20 vende bem e não é a toa: juntamente com o Fiat Palio, oferece um dos melhores custo/benefício. Quanto à Volkswagen... me admira que ocupe o posto de 2ª montadora que mais vende carros. E a Toyota desrespeita o consumidor brasileiro com esse preço do Eitos.
    Acho que seria oportuno se esse mesmo comparativo tivesse sido publicado na época do IPI reduzido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E pior é que eu nem vejo tantos novos GOl pela rua. Só se vender no Nordeste como frota. igual a Honda Pop que uma das mais vendidas e só vi 2 até hoje.

      Excluir
    2. leva um bom tempo para perder 30, 40 anos de um bom nome, mas cada ano que passa a vw esta subestimando o consumidor...quando perder o 2° posto, ou o de carro mais vendido vai ser tarde de + e vai ter que rebolar para subir de novo.

      Excluir
    3. Thales Sobral13/03/13 20:44

      Fábio, uma das coisas que faz o Gol ser bastante vendido é o fato de ser fácil de comprar: Você quer levar um Gol pra casa AGORA? Você consegue. Quer um Palio? Possivelmente vai ter que esperar algum tempo. Um HB20? Espera de 3 meses pelo menos. Sem entrar no mérito do que "vale mais a pena" (até porque isso é totalmente pessoal), mas tem gente que não gosta/não quer esperar pra levar o veículo pra casa.
      Além disso, o VW é bom de dirigir, bem melhor que o Novo Uno, por exemplo (que não gostei nada).

      Excluir
    4. Aí é que está, Thales, quis comprar um Onix e a fila de espera é de três meses e meio.
      Como é que ele consegue ser um dos cinco mais vendidos se não existe para entrega?

      Excluir
    5. CSS, simples, estão contabilizando pedidos ao invés de emplacamentos. Só pode ser.

      Excluir
  2. Adoro os carros da VW, mas não entendo essa síndrome de Audi que eles tem no Brasil. Qualquer carro da VW é mais caro, sem motivo. Não há mais tecnologia embarcada, não há mais modernidade, nada.
    O LatinNcap mostrou que socar um Gol 5 ou um Palio contra o muro dá no mesmo, apesar do pessoal supor superioridade devido a plataforma do Polo. Enfim, não há nada extra num VW que justifique qualquer centavo a mais.

    Infelizmente nosso mercado não mudou no principal que são os "bean counters". Cintos retráteis traseiros continuam opcionais em alguns modelos, associam computador de bordo a determinada gama de motorização etc etc etc.

    Melhorou, mas falta muito para agradar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E particularmente acho o design muito sem sal, não é feio igual o Sandero, mas também não é moderno igual o HB20.

      Excluir
  3. Alguma razão para não constarem na lista os modelos da JAC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wagner, falha minha. O J3 hatch custava R$ 37.990 no lançamento, com o aumento de 30% no IPI de importados pensei que o modelo tivesse ficado bem mais caro. Olhei agora o site da JAC e vi que, ao contrário do que pensava, o preço baixou, agora o J3 custa R$ 34.990, portanto está na briga.

      Excluir
    2. Muita gordura para queimar nos chineses.

      Excluir
    3. AC, com a construção da fábrica, a JAC ganhou uma cota anual de 20.000 carros sem a majoração de 30% do IPI. Somada com a cota que eles tinham, dá um total de 24.800 carros por ano sem o IPI majorado. Por isso o J3 não sofreu aumento.

      Excluir
    4. Obrigado pela correção, CMF. A julgar pelos últimos números de vendas, a cota dá e sobra.
      Eu considero o HB20 o benchmark nessa faixa, mas daí a pagar ágio por ele...Depois brasileiro reclama que carro aqui é caro.

      Excluir
    5. Fabio Alexandre, não são apenas os chineses que tem gordura a queimar. É só ver o preço dos outros nacionais que apesar de terem melhorado em alguns modelos, ainda pode melhorar um bocado.

      Mendes

      Excluir
    6. É verdade Mendes,

      O Fiesta Rocam 1.6 também passava um pouco dos R$ 40 mil há uns tempos atrás. Agora, no fim de carreira, fica nessa faixa dos R$ 35 mil...

      O Corsa G2 1.4, quando estava prestes a sair de linha, podia ser encontrado por menos de R$ 30 mil, com AC e DH, só que sem VE, TE, ABS e AB...

      As fabricantes podem melhorar muito...

      Excluir
  4. Interessante ponto de vista,desses carros iria de Polo ou HB 20 com cambio manual abraço.

    ResponderExcluir
  5. And the winner is......

    Sandero é meu voto. O maior espaço pelo melhor preço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também era o meu voto... até dirigir um. O carro parece saído diretamente dos anos 80. Tem um "andar" de carroça.
      Pode até ser espaçoso, mas tirando isso, revela-se um projeto muitíssimo inferior ao do Clio sob todos os aspectos que se analise. Os plásticos só não são mais toscos que os do finado Corsa; a ergonomia, pior ainda. As chapas da lataria são barulhentas, o acabamento das soldas e da pintura dos detalhes é medonho. Os carpetes são de péssima qualidade e parece que o motor está sentado no colo do motorista tal é a vibração (me lembrou o Twingo que tive).

      Excluir
    2. Eu tenho dois Renaults-Dacia. Realmente o acabamento deixa a desejar, mas eles têm ótimo andamento e são bem robustos. Não registrei essa barulheira toda de carroceria não, são até silenciosos, bem mais que os Fords de Camaçari, mal montados, cheios de vãos nas carrocerias.

      E o propulsor 1.6 16V é muito bom. O outro 8V vibra, ruge, mas é bem competente tb. No final de contas, nessa faixa, ainda os considero a melhor opção.

      Excluir
    3. Discordo do CSS. Tem plásticos simples, sim, mas um grande espaço interno e o motor 1.6 é muito bom.

      RicardoBF

      Excluir
  6. Tenho um HB20 Confort Plus 1.6 e é um modelo que proporciona bastante prazer ao dirigir. Tem uma relação peso potência melhor do que do Punto Tjet, não há rodas exageradas e o consumo do meu, em Brasília, com uma velocidade média de 45km/h no computador de bordo, fica em 13,1 km/l no painel (12,8 km/l na bomba).
    Sinto falta do Bob não ter feito uma avaliação do HB20 1.6 das que ele fica uma semana com o carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca fiz essas contas, mas você considerou nesse cálculo o peso do motorista e mais 1/2 tanque?

      Excluir
    2. HB20 1.6 com Gasolina: 1051kg/122cv = 8.61kg/cv
      Punto Tjet: 1263kg/152cv = 8.30kg/cv
      HB20 1.6 com Alcool: 1051kg/128cv = 8.21kg/cv

      Com alcool que a relação peso/potencia no HB20 fica melhor que a do Punto.

      O peso em ordem de marcha já acrescenta todos os fluidos necessários para o funcionamento do veículo (incluindo gasolina), então supondo o acrescimo de 80kg do motorista, daria:

      HB20 1.6 com gasolina: (1051kg+80kg)/122cv = 9.270kg/cv
      Punto Tjet: (1263kg+80kg)/152cv = 8.835kg/cv
      HB20 1.6 no alcool: (1051kg+80kg)/128cv = 8.835kg/cv

      Relação praticamente igual em ambos. Com o Punto claro tendo mais desempenho em regimes de rotação mais baixos (devido o turbo).

      Já aproveitando esse gancho da relação peso potência, antes de mais nada, imagino que num autódromo o Punto se saia melhor devido a suspensão mais esportiva e aos pneus 205/50 R17 (30mm mais largos que no HB20), porém claro que o Punto é bem mais caro também devido a isso, e o fato de estar em uma categoria acima do Hyundai. Mas ambos são carros que, desconsiderando o custo Brasil, valem o que custam. :)

      Mendes

      Excluir
    3. O HB20 1.6 tem 1000kg em ordem de marcha, ou seja, com os líquidos e sem motorista, e com os 128cv temos, 7,81 kg/cv. Já o Punto Tjet pesa 1263kg e tem 152cv, o que dá 8,31 kg/cv. Como o Punto é mais pesado e tem mais potência ele sente menos o motorista. Além disso tem bem mais torque em baixa rotação o que faz dele um carro mais veloz do que o HB20. Mas o carro da Hyundai é sensacional, principalmente quando estica-se as marchas, acompanhando bem os esportivos de até 180cv do nosso mercado, graças ao baixo peso. Seria muito interessante uma avaliação " no uso" do HB20, a CAOA não libera os carros para o site, mas será que eles já tentaram com a Hyundai Brasil?

      Excluir
    4. Paulo Silveira
      Havia um problema com a Hyundai do Brasil, que foi resolvido. Tanto que o AE esteve no lançamento do HB20S, com o Carlos Maurício Farjoun. Estamos só aguardando um HB20 para teste por esses dias.

      Excluir
    5. Muito bom esse consumo pensei que esse motor iria ficar beberrão,faço a mesma média com meu kia cerato manual monocombustivel.
      E na estrada faz quanto?!.Fiz uma viagem de 5000km ao nordeste com 4 adultos e porta molas cheio andando a 130-160km/l fez de 10km/l a 13km/l.

      Excluir
    6. Então Paulo, essa era minha questão, motorista acrescenta menos % de variação na relação peso/potência de carro mais pesado. Por isso que CG com motorista e garupa não anda. rs

      Excluir
    7. Fabio Alexandre

      Esses dados eu peguei do site da Hyundai e lá tem 2 pesos para o carro: 1000kg (peso minimo) e os 1051kg (máximo). Como eu não tinha certeza do que se tratava esse minimo/máximo então peguei o máximo para comparar.

      Quanto ao desempenho em relação a potencia e torque você tem toda a razão, mas ainda acrescento que se a Hyundai fabricasse uma versão devidamente esportiva do HB20 (nem precisa de upgrade no motor, apenas suspensão mais esportiva, freios redimensionados e pneus de largura 195) ele teria potencial para acompanhar bem de perto o Tjet. A diferença é que pra obter desempenho do motor há uma necessidade de manter o giro lá em cima, o que não é tão necessário no Punto Tjet devido a sobrealimentação (que enche rápido e fornece torque elevado já a 2000RPM).

      Mas como falei é um carro de segmento acima (mais caro), logo justifica-se o melhor rendimento em um autódromo, ou mesmo em rodovias com muitas curvas.

      Mendes

      Excluir
  7. Sandero Automático por 44 mirréis (tem por menos no mercado) é uma excelente opções. Sem dúvida seria minha escolha.


    Zé do Galo

    ResponderExcluir
  8. Olhando assim por cima, minha opinião é:

    Volkswagen: Ultra caro, e cobram 4 mil por vidros elétricos nas 4

    Ford: Produto defasado barato ou atual caro

    Chevrolet: Agile com frente de caminhão ou Onyx com frente semi-caminhão com preço não tão barato se for colocar vidro elétrico nas 4

    Fiat: Não gosto muito do visual e nem do motor e seguro ultra caro como o Gol de anos atrás

    Renault: Sandero é muito feio

    Peugeot: Versão Quicksilver tentadora em preço, mas é desaforo comprar carro velho (206) e eu já tive e tenho ódio do atendimento das concessionários e revenda péssima

    Citroën: Racionalmente o melhor conjunto pelo preço praticado, mas tenho medo por ser fabricante francês devido a PÉSSIMA experiência com a Peugeot

    Hyundai: Idem a Citröen, mas cheio de medo das revisões pós-venda pela péssima imagem que a Caoa consegui dar a Hyundai no Brasil

    Toyota: Muito feio e a Toyota acha que o Brasil é a Índia e pode vender qualquer coisa aqui que só pelo fato de ser Toyota basta. Sem falar que acham que o carro é um McLaren F1 e que eu sento no meio com aquele painel horroroso no centro

    Nissan: Feio e parece que depenado ao extremo para chegar no Brasil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da sua análise, só discordo da "feiura" do March (acho ele até simpático). E quanto ao pós-venda da Hyundai, por ser na rede própria da fabricante, talvez seja melhor que da CAOA.

      Excluir
    2. Falou e disse um potencial comprador de Rolls-Royce...

      Excluir
    3. Cara, no Brasil se compra corolla como carro de luxo, como é que a Toyota não vai achar que vende qualquer coisa aqui só colocando a marca?

      Excluir
  9. Só complementando: Me dá raiva essa tendência avarenta de colocar vidro elétrico só na frente. Em 2011 comprei um Corsa e o vendedor chegou a falar que não era possível ter vidro elétrico atrás porque o vidro não desce todo e ia queimar os motores elétricos. Só quando eu virei as costas é que resolveu me dar os vidro nas 4. E olha que quando peguei o carro só veio na frente e tive que levar o carro 2 meses depois para colocar atrás, pois não tinham as peças. Imagina a cena, eu chego, desço, aperto o alarme para fechar os vidros e... saio correndo para dar uma manivelada porque alguém deixou o vidro de trás aberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não entendo toda essa avareza de colocar só na frente... E o pior é que justamente nas portas traseiras é que o acionamento elétrico é mais necessário. Afinal de contas, para o motorista é muito mais fácil girar as manivelas dos vidros dianteiros do as que dos traseiros. Estas exigem um grande contorcionismo, ao contrário das manivelas dos vidros dianteiros.

      Excluir
    2. Concordo totalmente com vocês dois e acrescento: na minha opinião carro 4 portas deveria ter a obrigação de vir com vidros elétricos nas 4 portas. Não tanto pelo "conforto" dos passageiros, mas sim pela utilidade que tem para o motorista na hora de fechar todos os vidros. Mesmo no vidro do motorista já se sente a diferença de não ter que ficar girando manivela da própria porta enquanto no trânsito. Enfim, minha opinião.

      Mendes

      Excluir
    3. Depende, quem prefere usar sempre o ar-condicionado pode dispensar o acionamento elétrico dos vidros sem problema.

      Particularmente, compraria um automóvel com ar-condicionado e vidros manuais sem problema.

      Excluir
    4. Os carros que eu comprei com manivela atrás, simplesmente fui lá e retirei as manivelas.....

      Excluir
    5. Para quem usa ar condicionado realmente não é tão agravante a ausencia deles na traseira, dai como o anônimo falou, retire as manivelas e seja feliz. :)

      A questão é que eu pelo menos não gosto de ter que fazer contorcionismo para fechar os vidros traseiros (principalmente o traseiro esquerdo) enquanto eu sou motorista.

      Já em carros duas portas não acho tão agravante assim a ausência.

      Mendes

      Excluir
  10. Cada dia mais impossível achar um carro pequeno 4 portas, não 1.0, com AC, DH e vidro nas 4 por menos de 40. Nisso pelo menos paguei um preço mais ou menos. 34 no Corsa 1.4 com vidro nas 4, travas, alarme, AC e DH. E ainda achei caro na época.

    ResponderExcluir
  11. Acho incrível a quantidade de carros ofertados numa faixa de preço tão estreita. Alguns fabricantes oferecem até três modelos diferentes com preços que só mudam em função dos acessórios. 40 mil reais deve ser o tamanho perfeito do bolso do brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que eu não sou brasileiro (rs), pois não consigo nem trocar meu velhinho por um sedãzinho 2008 que seja.

      Excluir
  12. A Ford vende o Fiesta rocam hatch 1.6 por R$ 31.900 completo, sedan por R$ 34,900, ambos para ter o pacote segurança pagam mais R$ 2.000 ou seja bem convidativo principalmente o hatch.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente mesmo defasado, se o cara tiver o dinheiro na mão, certamente deve ser tentador comprar um Fiesta 1.6. O hatch eu ainda não curto tanto o visual, mas o sedã eu até acho bem bacana.

      Mendes

      Excluir
  13. Caros, a poucos dias adquirimos um fox 1.6, 12/13, com airbag, abs, dh, ar cond, ve4p, travas, retrovisores, computador bordo e vol. mult. função e pagamos 39,5m. Metalico. Achei caro na sua pesquisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fusca, bom saber que estão dando descontos sobre o preço de tabela em alguns modelos. Minha pesquisa foi no site do fabricante. Alguns modelos tem fila e/ou ágio, outros, desconto.
      Acho o Fox um carro interessante, meu irmão teve um 1-litro. O seu já é com o quadro de instrumentos novo, bem mais bonito, além de ser 1,6-litro, bem mais interessante.

      Excluir
  14. Eu iria de Novo Palio ou Onix. Ainda dentro da Fiat, não descartaria uma Strada 1.4 completa.

    ResponderExcluir
  15. Se não se importar com defasagem de estilo e de mecânica, além de se descartar os chinezinhos. O C x B imbatível (de longe...) é o Fiesta Sedan 1.6 completíssimo, incluindo Air bag e ABS. No mais, é um carro espaçoso para o tamanho, ótimo porta-malas, boa relação dirigibilidade x conforto e um motor que não é um primor de tecnologia, mas dá conta muito bem do recado. Com 37 Merréis, voc^etem um carrinho bem agradável por alguns anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não se importar com o preço assustador das peças de reposição mais básicas, com o alto nível de ruído interno, com o acabamento horrível dos plásticos e tecidos e nem com o excessivo consumo de combustível, continua sendo uma boa opção.

      Excluir
  16. Coincidência, estou comprando por esses dias um carro nessa faixa de preço. Mas estou com uma dúvida entre qual modelo. Gostaria de ler a opinião de vocês que acompanham esse blog. Os carros são: GOL POWER com desconto para PR(R$41.500,00)com rodas 16, vidros nas 4, ar, alarme e o que vem de série nele. ONIX 1.4 LT (R$40.300,00 esse não tem desconto nenhum, preço sugerido pelo site e ponto final). Ele não vem com rodas, retrovisores elétrico,vidros tras elét e faróis de neblina(LTZ fora de cogitação, caríssimo). PALIO SPORTING tão completo qto o Gol(R$40.500,00)e por último, HB 20 1.6 COMFORT PLUS, ele não vem com rodas, retrovisores elétricos, faróis de neblina (R$42.000,00 meu limite do limite). Abraço a todos. Gustavo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque descartou o Etios 1.5 ? Seria minha escolha. Gol power segunda opção. O HB 20 perde em pós venda. Já tive toyota, por isso a opção.

      Excluir
    2. Gustavo
      Eu iria de Gol ou de Hb20
      Mas de ima olhada nos valores de seguro antes de se decidir
      Abraços
      Jorjao

      Excluir
    3. Na minha humilde opinião, Onix 1.4 tem que ser o LTZ. Rodinhas de liga, vidro elétrico nas 4 portas com abertura e fechamento remoto pela chave, comp. de bordo, espelhos elétricos, faróis de neblina... Enfim, não sei se realmente vale os R$3500,00 a mais que o LT com todos opcionais, mas vai comprar um carrinho desses, completinho, e ñ vai ter vidro elétrico nas portas traseiras? Vai levar pra instalar em loja de acessórios? e os faróis de neblina? Sei lá, já que vai gastar, pega o LTZ. Eu pensei em comprar o LT, mas daí fui ver o preço pra por umas rodas de alumínio, faróis de neblina e vidros elétricos NA CONCESSIONÁRIA e acabou ficando impraticável, ficava mais caro do que comprar a versão LTZ, que foi o que acabei fazendo, e che se ciave le economie, como diria meu pai hehehehe

      Leonardo Pastori

      Excluir
    4. 1 -Palio / HB20
      2- Gol
      Onix esquece enquanto for lançamento.

      Vai meio pelo custo benefício. Todos são bons carros. Complicado é pagar mais caro por logotipo no capô ou por lançamento sem que haja alguma vantagem tecnologica. Por isso meu ranking acima.

      O Gol é mais caro e não há um porquê razoável. Não entendo porque toda preferência pelo VW até aqui no Auto Entusiastas.

      Excluir
    5. Acho estranho mesmo a exigência de muitos por vidros de acionamento elétrico por serem conjugados com o alarme para fechamento do automóvel.

      Fechar vidros, desligar luzes, rádio e etc, sempre com o carro ligado. Ao desligar o motor, não tenho mais nada elétrico gastando bateria.

      Excluir
    6. Anônimo 14/03/13 08:12
      Nada acontece por acaso. Algum motivo há que explique sua dúvida.

      Excluir
    7. Anônimo14/03/13 08:12

      Complementando a resposta do Bob...

      O Gol é caro. Fato. Poderia ser mais barato mas...VW Gol é VW Gol. Os 101cv do Gol 1,6L no álcool fazem sucesso e a curva de potencia dele o faz parecer um motor maior, a disponiblidade de peças é superior ao dos concorrentes (bem como o custo), é um carro agradável de dirigir, resistente e embora seja tradicional os "grilos"internos, pelo menos o carro não vai saindo os pedaços depois de dois anos de uso.

      3 anos atrás tinha uma carta de credito contemplada de R$ 44 mil para comprarmos um carro para minha esposa. Falei que até o valor da carta ela podia escolher o que quisesse e embora eu preferisse o Gol, como o carro era para ela, ela ficou com o Peugeot 207 Quick Silver (então com motor 1.4L e teto solar).

      O carro está otimo, não dá dor de cabeça só que ele só pega Rodovia Castello Branco e roda um pouco na cidade onde moro (interior de São Paulo). Mesmo assim, os parachoques dianteiros já quebraram os suportes e o interior tem uns "grilos". Se ele rodasse em condições UM POUCO piores (não precisa ser muito), provavelmente já estaria desmontando inteiro.

      Para aguentar pancada, tem que ser Gol ou Mille. Caso contrário, é dois anos de vida util antes do veiculo decompor.

      Excluir
    8. Caro Daniel, acho que você escreveu um monte de mitos. Como conheço carros e mecânica automotiva, ajudo meus familiares com a manutenção. Temos uma diversidade de marcas, inclusive um Gol. Não vejo nenhum apresentando mais ou menos desgaste do que o outro, bem como custo de manutenção. Dentre os fabricantes nacionais, a durabilidade e disponibilidade de peças é a mesma. Sempre tem um caso ou outro de uma peça mais chata, que é integrada a outra e acaba saindo mais caro, mas são casos isolados e acontece com todas as marcas.

      Com os motores EA111 acabou totalmente o papo de peças abundantes e baratas, fato parcialmente sustentado pelos motores EA827 (AP).

      Se você compara um VW com um Citroen devido a custos de manutenção, eu até compreendo. Mas colocar VW na frente de Fiat, GM, Ford ou Renault por esse motivo, não tem o menor sentido

      Excluir
    9. Agora, é indiscutível a elasticidade desse motor da linha VW. Com o torque máximo aos 2.500 giros fica muito agradável a condução.

      Minha escolha seria o Polo Sedan, sem dúvida. A direção dele é direta, comunicativa. E, salvo engano, vem de série com o rádio integrado ao painel, desde a versão de entrada, o que aprecio bastante.

      Excluir
    10. E a questão das longarinas dianteiras desse Gol G5? Já ouvi mais de uma vêz que existe gato nesse negócio, de que, dependendo do uso, abrem pros lados. Coincidência ou não cansei de ver desses Gols com as "pernas abertas", só reparar no para-choque dianteiro e ver como as abas laterais estão pra fora, como se tivessem levado uma pancada de frente, porém, nenhum sinal de acidente dá pra ser percebido. Os carros estão inteiros.

      Excluir
    11. Para o Anônimo:
      Desses que vc falou: HB 20 é a melhor escolha. Se tem medo de marcas novas: Palio. Onix e Gol não são superiores e são mais caros.

      Ricardo2

      Excluir
    12. Anônimo14/03/13 18:13

      Não é mito não! Fiat eu concordo se for o Mille e o Palio. Os demais, eu discordo. Renault...O que dizer dos Clios com motor carbonizados e cheios de graxa? Ford? O Fiesta hoje atingiu um excelente nivel de excelencia, durabilidade e conforto. GM? Tenho duvidas, especialmente para quem já se viu louco com a suspensão do Corsa/Classic

      Me desculpe, o Gol não é mito. É fato! Rodei com a linha Gol/Saveiro em torno de 450 mil km (totais - Saveiro e Gol GI e Saveiro GIII) sob condições que muitos carros considerados "resistentes" teria literalmente decomposto.

      O EA827 não é mito. É fato. Motor bom, de excelente resistencia. Não sei o EA111 mas um fato é inegável: Ele acelera com tanto vigor quanto carros de motores mais potentes. E o cambio MQ200 tem todas as marchas no seu devido lugar. Fato também.

      Excluir
    13. O que dizer dos Gols G2, G3 e G4 com as longarinas rachadas? Há vários casos para contar a história.

      Fui levar o Gol de um familiar hoje para trocar óleo. Pela tampa de óleo dá para ver princípio de borra, puxa a vareta de óleo e a cor amarelada-barro não nega: Há água sendo misturada no óleo . O carro tem 70mil km e 6 anos de uso.

      Moral da história: O gol é um lixo? Não! Mas dá problemas e tem suas qualidades na mesma medida que qualquer outro carro. Por esse motivo, não vale um centavo a mais do que o resto, e a VW cobra centenas de milhares de centavos a mais do que concorrentes na mesma categoria.

      E mais, eu não disse que o EA827 era mito. Disse que a fama de VW inquebrável acabou nele. Os novos motores EA111 são tão sensíveis quanto qualquer outro.

      Você está mudando completamente o foco, e está fazendo crer que eu acho o Gol um lixo. Não é isso. Reconheço suas qualidades, **assim como reconheço de todos os outros carros***. Exatamente por isso que não pago mais caro pelo VW.

      Excluir
  17. A melhor saída é a JAC! Meu J2 foi baratinho e é um foguetinho e completo! Só me dá alegria! Pouco mais de 30 mil reais. E melhor ainda: a loja fica ao da minha casa, dá pra ir a pé. rsrs

    ResponderExcluir
  18. A melhor compra atualmente, no Brasil, na minha singela opinião, são os carros ofertados pela JAC, os quais o autor do post esqueceu de mencionar. Melhor custo benefício impossível. Desde o J2 ao J6. E não há motivo para temer a qualidade, basta ver onde são produzidos esses carros. Fábrica extremamente moderna, eu já vi vídeos de apresentação da JAC. É coisa de 'outro mundo'.

    ResponderExcluir
  19. Chega a ser engraçado... Depois de muito tempo sem dar uma passada por aqui, entro hoje justamente para ter alguma idéia. Minha namorada perdeu um carro na enchente (detalhe, em Moema!), pensa em gastar 40k... E o primeiro carro que me veio à mente... E não podia ser outro... Se confirmou, Novo C3!

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, usado até 40k, qual seria heim? Ela perdeu um Focus 04 2.0 automático...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou suspeito para responder, mas nesse preço eu cravaria num Fusion 2008-2009... Tenho um 2008 e adoro o carro.

      Excluir
    2. 40 mil dá para pegar um Focus 2009 fácil fácil. Se bobear até um 2010.

      Eu, que não ganho rios de dinheiro, não tenho coragem de gastar 40 mil num Gol. Tá. Eu sei, você está considerando um C3, que nem se compara ao Gol, mas enfim.. Com essa grana procuraria outro Focus.

      Tenho um GL 2008, "simplão" de tudo. Já até pensei em trocá-lo, mas desisti. Cheguei a conclusão de que não vale a pena gastar muito dinheiro em carro para andar por vias paulistanas destinadas a "fora de estrada".

      Essa semana fiz a revisão dos 70 mil km. Troquei bieletas, discos e pastilhas, sendo estes dois ultimos originais. Só. Aos 40 mil troquei os batentes dos amortecedores traseiros e as bieletas. Aos 60 mil precisei recondicionar a caixa de direção (ponto fraco do focus). O restante é todo original. O único barulho diferente é o rádio (não original) que tem alguma coisa solta e fica fazendo uns barulhos chatos no painel. E não é carro de estrada, hein. É de cidade com asfalto bem maltratado.

      Pegue um "Goleta" e ande 70 mil km por SP com quase a totalidade das peças originais de fabricação. Você não precisará sequer de rádio. Terá a escola de samba te acompanhando.

      Velhão, tua namorada andava de Focus Ghia (04 e automático, presumo ser Ghia). Ajude-a a procurar um Ghia do modelo novo e deixe ela feliz...


      Marco



      Excluir
    3. Vectra elite 2011, eu iria neste facil com este valor

      Excluir
  21. Esses preços de tabela são só para inglês ver, tenta comprar HB20 1.6 por R$ 36.995 ou qualquer outro carro por menos de R$40.000, só Fiesta rocam 1.6 que inclusive tem mais que os 107cv que a Ford diz, no dinamômetro já chegaram a 117cv/121cv e 16,3/16,8(m·kgf/rpm)
    nota: "estilinga" mesmo depois de 3500rpm antes disso ele é meio morno graças a Ford que mexeu na central e deixou o carro com mistura pobre em baixa.
    Sem contar que nuca tem o carro que você quer, sempre tem um carro com algum acessório a mais encarecendo bastante o carro, ai vem a "empurroterapia" se não quiser esse vai ter que esperar 3-4 meses, sendo que não da para garantir o preço do mesmo.
    Obs: Até a cor branca está elitizada com um valor maior para conseguir!

    ResponderExcluir
  22. Só para constar...

    http://www.cars.com/guides/sedan/all/

    ResponderExcluir
  23. 1 -Palio / HB20
    2- Gol
    Onix esquece enquanto for lançamento.

    Vai meio pelo custo benefício. Todos são bons carros. Complicado é pagar mais caro por logotipo no capô ou por lançamento sem que haja alguma vantagem tecnologica. Por isso meu ranking acima.

    ResponderExcluir
  24. O gol que você fala deve ser o 1.6. Esclareço que tenho um palio sporting e gosto muito dele. Pelo preço da versão básica de cada um deles, o palio é o mais completo, e com a diferença para o gol você pode deixá-lo com mais opcionais (por ex. vidros elétricos traseiros custam por volta de 450 reais), tem piloto automático (muito útil em viagens) por uns 160 reais, rádio original por 980 (+ retrovisores elétricos), dentre outros. E caso você não goste do visual esportivo, tem o palio essence com mesmo motor e com valor menor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gol Power só existe com motor 1.6. Gostei muito do Palio Sporting. Agora estou entre ele e o Gol, visto que o HB e Onix atualmente são os piores em custo/benefício. Obrigado. Gustavo.

      Excluir
  25. Se fosse mais barato, e não tivesse o seguro tão caro, eu iria é de gol mesmo. E duas portas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o Gol 2 portas ficou bem legal. Seria a minha escolha também. O problema é que ele não vem com coluna de direção regulável (nem como opcional)que é importante pra mim. Também não tem rodas 16 como opcionais. Abraço. Obrigado.

      Excluir
    2. Gol 2 portas pode vir com rodas 16 sim.

      Excluir
  26. Ola pessoal,
    Muito legal este comparativo...
    To aguardando anciosamente a chegada do New Fiesta Nacional, fabricado em São Bernardo do Campo, mas confesso que ja da um frio na barriga pensar no que eles vão fazer com o preço do carrinho que me chamou atenção assim que o conheci. Alem da qualidade inferior que ja esta sendo especulada nos farios foruns, ha o preço que ainda é um mistério, estou pesquisando o mercado a uns 6 anos para comprar meu primeiro carro mais confeço que é desanimador comprar carros neste pais, torço muito para que este cenario siga melhorando, afinal nesta crise, fomos os principais consumiores destes produtos, merecemos respeito do governo e destas concessionarias... Mas chega deste papo chato e que todo mundo ja esta cansado de saber!kkk

    ResponderExcluir
  27. Melhor CxB sem dúvidas é o Fiesta, carro robusto e de ótima dirigibilidade, honesto pelo preço cobrado no Brasil. Estilo é pessoal, portanto não entra na questão, acho que a maior desvantagem dele é o alto consumo do Rocam 1.6.

    A Renault decepcionou ao substituir o motor 1.6 16v pelo de 8v, lamentável.

    ResponderExcluir
  28. Alguém explica porque as pessoas preferem comprar um hatch pequeno por 40 mil zero ao invés de um médio de verdade semi-novo por 40mil ?
    Bons tempos em que com 40 mil, se comprava um Vectra, com pouco a mais a dupla Civic/Corolla e Focus de primeira geração...

    P500<<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, existem pessoas que têm receio em comprar um seminovo. Não têm o conhecimento técnico suficiente para avaliar bem um carro usado, por isso receiam comprar um carro com algum problema do qual o dono quer se livrar (batido, por exemplo). Para uma pessoa assim, o 0 km com sua garantia de fábrica é uma tranquilidade. Note que eu mesmo não ajo desta forma, só compro carros usados, mas, no caso, eu sei avaliar o que estou comprando. Mesmo assim eu entendo quem opta pelo 0 km.

      Excluir
    2. Mas nunca se esqueçam da palavra vicio oculto.

      Excluir
    3. Além da segurança do comprador em comprar um veículo "virgem", também existem todos os aspectos psicológicos ligados à "vitória" que significa comprar um carro 0 km. Está no imaginário da classe média brasileira, tanto quanto a casa própria.
      Penso em trocar de carro em breve, e tenho visto que o C4 hatch 2.0 Exclusive 2011 aqui no RJ custa uns R$ 40 mil. Claro que existe a questão do custo de manutenção, mas se não fosse por essa variável ainda assim o público em geral preferiria o 0 km.

      Excluir
    4. Quando me lembro de como meus conhecidos dirigem e tratam seus carros, não tenho dúvida: quando trocar vou de 0 km novamente. A grande maioria das pessoas coloca a gasolina mais barata (do posto sem bandeira, claro), não faz manutenção e se o faz fica só no básico mesmo, independente da kmtragem do carro ou tempo de uso, passa por cratera como se estivesse andando em autoestrada alemã, troca de marcha como mané - bom nem sempre, ou só quando o carro está para morrer ou o barulho está muito alto... Sobem sarjeta como se não existisse desnível (balanceamento, geometria, etc, que é isto?).
      Me lembro de quando minha esposa levou um carro dela para avaliar, numa troca por zero km. Quando viu que era um 307 o avaliador balançou a cabeça. Depois de dar uma volta com o carro e fazer aquela olhada geral, o cara chamou todo mundo para ver o carro: era o primeiro, em anos, que estava em perfeitas condições... Motivo: nada a ver com a qualidade do carro, mas é que os donos relam o carro sem absolutamente qualquer dó. Acham que o carro (hatch médio 1.6) é uma mistura de esportivo com fora de estrada...
      Sempre me lembro também de dois amigos, em momentos diferentes, que compraram um carro (de revendas diferentes) e que poucos dias (ou horas mesmo) depois notaram que o que entregaram era outro carro, detonados, depenados, capotados, etc. Casos de polícia que nunca se resolveram... a documentação e contratos assinados feitos sobre os carros que foram entregues...
      Tô fora. Muito desgaste e risco, apesar da diferença significativa de $$.
      Não é para meu bico.

      Excluir
    5. Concordo plenamente. Por isso que eu prefiro comprar um carro 0 de uma categoria inferior, em vez de um usado de uma categoria acima. Gustavo.

      Excluir
    6. Concordo com o Anônimo das 17:40.

      Vejo muitos, mas muitos mesmo que compram um carro que não cabe no orçamento da família, tanto que nem sobra para a gasolina. Então colocam um kit gas, e toma rodar com o carro de qualquer jeito, pra tudo quanto é lado, já que o gnv é mais em conta, logo na troca de pneus, colocam remolds, amortecedores só trocam quando quebra e é por recondicionados, se precisarem de alguma peça caso pife, procuram uma "robauto", porque depois do kit gas o carro perdeu a garantia, e por aí vai... então deixam de pagar as prestações e esperam a financeira resgatar o carro ou, se for pego em alguma blitz, pois não pagou os ipvas, o pobre do carro fica lá em um depósito do Detran da vida esperando ser leiloado.

      Triste!

      Talles

      Excluir
  29. Bob, AC e demais participantes,

    Off-topic

    Lembram daquele projeto PL 3152/2012 que pretendia multar pela velocidade média? Recebeu parecer desfavorável da Comissão de Viação e Transportes e o autor, deputado Edinho Araújo (PMDB-SP) retirou de pauta...

    Aplausos para o parecer do relator:
    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1036315&filename=Parecer-CVT-06-11-2012

    ResponderExcluir
  30. Mineirim
    Agradeço o aviso de tão importante notícia. Ainda bem que ainda tem gente que pensa com clareza no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob, eu gostaria de ver é fiscalização efetiva para quem anda abaixo da velocidade mínima (metade da máxima). Estes sim são um grande perigo à segurança viária, são obstáculos móveis à circulação.

      E também para quem se auto-intitula guarda de trânsito "comprando a esquerda", com aquele pensamento de "estou na velocidade máxima, ninguém pode me ultrapassar". Ao contrário do que estes metidos a policial frustrados pensam, este comportamento os sujeita à multa prevista no art 198 do CTB: Deixar de dar passagem pela esquerda, quando solicitado, infração média.

      Excluir
    2. CMF, é isso aí!

      Excluir
    3. Bob, CMF,

      E pra quem circula no acostamento então? E a moda de andar com farol alto ligado? Existem coisa mais fácil de se fiscalizar? Já foi falado muitas vezes aqui no AE, aonde está a fiscalização? Precisamos de viaturas (com orçamento para combustível e manutenção previstos) e policiais para por ordem na bagunça.

      Excluir
  31. Obrigado pelas opiniões Jorjão, Leonardo Pastori e demais. Concordo com você, Leonardo. Onix tem que ser o LTZ, mas pagar R$44.000,00(com pintura metálica) nesse carro??? Jamais(eu também não tenho esse valor). Só não comprei o LT 1.4 porque não tem vidros elétricos atrás (nem como opcional). O Etios eu não consigo gostar. Ele é muito feio por fora e por dentro (aquele painel ninguém merece, por exemplo). Agora estou entre o Palio Sporting e o Gol Power. Onix e HB20 atualmente acho que não possuem um bom custo/benefício. Ainda estão no "efeito lançamento", tanto é que eles são vendidos sem desconto. A demanda esta grande. É o preço sugerido pelo site e ponto final. Continuo querendo ler as opiniões de vocês. Com certeza irá me ajudar. Abraços. Gustavo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo,

      Também ndei olhando as opções recentemente, e claro, o Palio Sporting é tentador, mas aí você pensa melhor e dependendo do tipo de pavimentação que você circula com frequência, será que merece pneus R16? Acho que a Essence (com rodas de 15" e "spoiler" na tampa traseira por R$1.000,00)"casa" melhor com o nosso asfalto. Na minha opinião, acho bonito um carro com a suspensão na altura correta, com pneus perfil baixo (dentro de uma coerência claro) mas infelizmente não funciona para a maioria das ruas / estradas do Brasil. A diferença de seguro entre a Essence e a Sporting também precisa ser avaliada. Espero ter ajudado! HM

      Excluir
    2. Olá HM. Eu também prefiro carro com a suspensão na altura correta. Mas as rodas 16 originais do Palio Sporting e Gol Power são muito bonitas. Estou disposto a encarar esse risco kkk. Valorizo muito o design de um carro, como um bom descendente de italianos que sou kk. Obrigado pela sua opinião e pode ter certeza que ela foi importante pra mim. Abraço. Gustavo.

      Excluir
  32. Olá.
    Só uma correção no valor do FOX.
    O FOX i-tend 1.6, completo, com i-system, a/c, vidro, trava, chave canivete, alarme, ar bag, abs, rádio com bluetooth...etc, etc, sai por 41 mil reais, 13/13.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo site da Volkswagen um Fox i-Trend 1600cm³ manual e com uma cor metálica custa R$ 47.665,00. Este "completo" que você viu deve ser alguma concessionária ou mesmo o fabricante dizendo que o carro é completo, mas por este preço vemos de cara que não é. Sugiro consultar o site do próprio fabricante e comparar preços e opcionais e verificando se o modelo oferecido é realmente o completo. É bastante comum hoje em dia a venda dos tais veículos "completos". Os vendedores acabam usando do desconhecimento das pessoas.

      Excluir
    2. Opa, então, o carro foi comprado por nós e foi pago 41.500. FOX I-Trend 1.6. Com Ar/Vidro/Trava/Dh/AirBag/ABS/RetrovisorElétrico/I-System/chave canivete/centralsom com usb, aux e bluetooth/volante com comandos do som e i-system. Pintura metálica, IPVA 2013 total grátis, jogo de tapetes.

      Os preços nos sites, seja VW, Fiat, GM, nunca são os reais praticados nas CSS.

      De carro eu entendo.
      Abs

      Excluir
    3. Exatamente, os preços praticados na rede Volkswagen, são bem, bem menores do que os indicados no site. Me pergunto há algum tempo que tipo de estratégia maluca seria essa, aqueles preços divulgados já assustam os clientes de cara.

      Excluir
  33. Senhores, ajudei um amigo a comprar um hb20 branco 1.6 em novembro.
    Não encontrei agio em nenhuma concessionária visitada, parece que a proibição e as consequencias pela prática são muito severas por parte do fabricante.
    O que ocorreu 2 ou 3 vezes foi de ligarem pra ele oferecendo o mesmo pacote em outra cor, mas ele recusava e não percebemos empurroterapia.
    Prometeram em novembro 96 dias para a cor branca, chegou em 90, na agencia de uberlandia.
    Outro amigo passou por isso também, entrou na fila em Brasília e Uberlandia, Parece que eles controlam pelo CPF e se voce tirar em uma, seu cadastro se apaga em outra. Mas nada de agio nem sinal ou pagamento adiantado. Quem conseguir encaixar a venda, faturar e entregar o carro primeiro, ganha o cliente.

    Quanto a Renault, o 1.6 16v só com cambio automático. Teve manual na série sandero hip curl mas já parou.

    O monobloco do fiesta hatch é ótimo, firme igual o palio, tenho um class 2009/10 e sinto que ele não torce muito e até levanta a roda quando pega uma lombada ou valeta transversal.
    Mas já disse sobre o meu por aqui que, com 66 mil agora, vivo regulando as portas pra dentro por causa do vento que entra e as torres da suspensão dianteira estão se fechando a cada medição de alinhamento. sinal de fadiga por torção das longarinas. O eixo traseiro também entorta mas menos.
    Nunca precisei trocar molas e amortecedores, estão bem mas os discos de freio já se acabaram, normal pra kilometragem. Vou por novo.
    O motor é bem mais forte acima de 4 mil rpm, 150 km/h ou 37,5 km/mil rpm em quinta mas não dá pra andar assim o dia todo nas rodovias.
    Consumo de 9 no alcool e 11 na gasolina, que uso só um tanque aditivada a cada 2 meses. Fica muito fraco na gasolina.

    Me irrita só poder escolher cambio automático nos motores mais potentes. Nas faixas acima de 50 mil reais é pior ainda. Na volks, só o novo fusca tem cambio manual a 75 mil. Ficou interessante. Já uma tiguan usada, só automático.
    Parece que a mitsubishi está revertendo isso a passo de lesma, soltou o TR4 só com tração traseira a 59 mil e já tinha a L200 ídem a 69 mil. O asx só com tração dianteira também está disponivel mas sem cambio manual.
    A partir de 2014, com tanto gremlins nos carros e controle pelo estado das velocidades, teremos que andar só com ótimos carros usados e emplacados no tocantins ou outro estado que as multas por foto não cheguem, Roraima talvez, hehehe.
    Não que eu corra demais, mas minha velocidade de conforto e segurança é entre 130 e 160, menos que isso eu me pego caindo em buracos da pista, saindo pro acostamento em curvas, dançando na reta igual bêbado, não tenho concentração.

    Luiz CJ.

    ResponderExcluir
  34. Tinha escrito pouco mais acima que o Hyundai HB20 parece uma boa compra, mas que tinha medo das revisões.

    Não sei se pode colocar aqui, mas segundo o link abaixo, tem que se trocar a correia auxiliar a cada 30.000 km, nunca vi um absurdo desses. E com certeza o vendedor de revisão vai tentar de empurrar o tal do esticador também.

    Essas malandragens que desanimam qualquer.

    Já chega o Tucson ser o único carro que tem que trocar óleo de câmbio manual a cada 10.000 km e agora inventaram mais essa da correia. É muita sacanagem ou o produto é de baixa qualidade.

    ResponderExcluir
  35. Acho que o mérito dessa melhora a nosso favor, digo do lado do consumidor, deve-se à chegada JAC.

    Eu acho até que ela deveria estar nesta lista, já que por causa dela os fabricantes nacionais tiveram que se coçar, tanto é que o governo mudou a regra do jogo depois dele ter começado, ou seja deu uma pernada nos chineses, o que é uma pena e até uma vergonha.

    Talles

    ResponderExcluir
  36. Bianca Nazário15/03/13 16:31

    Outro dia vi uma Kombi largada lá no Extra da Maracanã...

    Toda suja empoeirada, um nojo!

    Mas, para fazer travessuras lá no aterro dá pro gasto!

    Bianca

    ResponderExcluir
  37. Joao Gustavo Nadal16/03/13 10:09

    O melhor carro dessa lista é um Focus 2010/2011 2.0. Comprei um com 26mkm, por R$ 42.500,00

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.