NOVO BMW SÉRIE 3 ARRASA ATÉ NA APRESENTAÇÃO

Foto da abertura: Luciano Prudente. Demais fotos: Divulgação BMW/Miguel Costa Jr.



Foi assim que a BMW do Brasil recebeu a imprensa para apresentar o novo BMW Série3: as seis gerações do modelo perfiladas no Centro Hípico de Excelência Serra Azul, em Itupeva, a 72 km a noroeste de São Paulo. Um momento especial para quem aprecia automóvel e sua história. Da primeira geração, o E21, de 1975, à sexta ora apresentada no Brasil (na Europa, ano passado no Salão de Frankfurt, o F30, passaram-se 36 anos e mais de 12 milhões de unidades foram produzidas, constituindo o carro de maior sucesso da história da BMW e que no Brasil responde por 70% ds vendas da marca.

A quebrada Hofmeister não poderia faltar
O novo 3 está um pouco maior, mais 93 mm no comprimento e 50 mm entre eixos, para 4.624 e 2.810 mm, respectivamente. A altura permaneceu a mesma, 1.429 mm, mas a largura diminuiu 6 mm. As linhas básicas são basicamente as mesmas do E36 de 1990, a terceira geração, com retoques e vincos aqui e ali, mas o capô proeminente, resultado das normas européias de proteção ao pedestre num atropelamento, seria melhor que não tivesse sido aplicado. Mas continua a "quebrada Hofmeister" nas colunas traseiras, para jubilo dos apreciadores da marca.


As bitolas cresceram também, 37 mm e 47 mm, dianteira e traseira. O novo Série 3 pesa 40 kg menos que a geraçào anterior e a distribuição de peso segue 50-50%, ponto de honra da marca bávara.




O espaço para os ocupantes do banco traseiro melhorou com o entreeixos maior, corrigindo na exata uma antiga deficiência do modelo. Os encostos desse banxo sào rebatíveis 40-20-40. O volume do porta-malas aumentou de 460 para 480 litros e traz abertura comandada pela ponta do pé colocada sob o pára-choque. Novidade também na abertura do capô, que não tem mais a lingüeta da trava de segurança, normalmente difícil de encontrar. Basta puxar a alavanca interna uma segunda vez.


Por falar em segurança, um detalhe surgido com o E36 de 1990 continua: dois fechos no capô, merecedor de todo o aplauso. Não conheço outro carro que tenha isso, à exceção do Passat de primeira fase no Brasil.

No Brasil, todos os Série 3 serão exclusivamente automáticos, com a caixa ZF de 8 marchas que está se universalizando – Chrysler 300C, Land Rover Discovery, Amarok....

Entre as mudanças no novo Série 3, assoalho desenhado para menor resistência aerodinâmica, rigidez torcional 10% maior e 16 tipos de aço na carroceria soleiras de porta removíveis em vez de soldadas para facilitar reparos.

A linha consiste do 328i, 335i e 320i, este previsto para agosto. Todos são turbo de injeção direta com o já conhecido variador de fase de comando duplo Vanos (admissão e escapamento) e controle da aceleração pela válvula de admissão, o sistema Valvetronic. O turbo, que a fábrica chama de TwinPower Turbo, é de dupla voluta, ou duplo caracol, um para os cilindros 1 e 4, outro para o 2 e o 3. Não é tecnologia nova, já é usada em Diesels de caminhões há algum tempo, mas a aplicação nos motores BMW é nova. A vantagem é reduzir as pulsações de escapamento negativas em baixas rotações e, com isso, ganhar rapidez no aumento de rotação da turbina.

O eficiente motor de 2 litroe e 245 cv

Todos trazem o liga-desliga de motor ao parar e regeneração da energia durante as desacelerações e frenagens, quando o alternador fornece corrente à bateria, que grande parte do tempo funciona sem receber carga e desse modo faz reduzir o consumo de combustível.

O resultado no 328i é um motor 4-cilindros de 2 litros que entrega nada menos que 245 cv de 5.000 a 6.500 rpm e 35,7 m·kgf de 1.250 a 4.800 rpm. Para o funcionamento suave em baixas rotações é usado volante de dupla-massa com pêndulo centrífugo, tecnologia do fornecedor LuK, do grupo Schaeffler, usada pela prmeira vez no 320d em 2008. No carro de 1.430 kg isso significa relação peso-potência de 5,9 kg/cv. Acelera de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos, com velocidade máxima limitada de 250 km/h

Dirigi-o no curto percurso de 40 quilômetros ida e volta do local da apresentação até a entrada para Campinas, na rodovia dos Bandeirantes, insuficiente para sentir bem um carro como este, mas  impressiona a disposição e suavidade do 4-cilindros, que além do volante citado conta com duas árvores contra-rotativas de balanceamento. Para se ter uma idéia do que é esse novo motor, o de seis cilindros 3-litros do descontinuado 330i desenvolvia 272 cv e 32,6 m·kgf, e o carro pesava 45 kg mais. E não há borboletas de trocar de marcha, embora sejam disponíveis como opção na Alemanha.

A essência de um quadro de instrumentos feito para o motorista. O menor da direita é termômetro de óleo

É claro que esta solução de cilindrada menor com superalimentação objetiva redução de consumo e a conseqüente emissão mais baixa de CO2, que neste 328i o torna capaz de rodar 12,2 km por litro na cidade e 19,2 km, na estrada, com emissão média de CO2 de 149 g/km, resultado excepcional para um carro desse porte e desempenho.

O comportamento do veículo pode ser ajustado pelo botão giratório do console, podendo-se escolher entre os modos ECO PRO, Comfort, Sport e Sport +, cada um produzindo diferenças até nos limites do controle de estabilidade. No modo Sport, em veículos equipados com o navegador Professional, dois indicadores num mostrador informam a potência o torque que estão sendo usados. No ECO PRO, o mapa do aelerador é mudado para ficar com curso mais longo e os pontos de troca de marcha são alterador para favorecer o menor consumo.

O 328i é disponível em quatro configurações: básico (R$ 171.400,00), Sport Line (R$ 189.700,00), Luxury Line (R$ 212.950,00) e Plus (R$ 229.950,00). Diferenciam as três últimas detalhes na carroceria em preto, cromo e alumínio acetinado, respectivamente. E vale lembrar que os motores de 2 litros, apesar da elevada potência e de prover grande prazer de dirigir, deixam o carro enquadrado na faixia intermediária do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), 13% e não os 25% correspondentes aos motores de mais de 2 litros.

O 320i, também 2-litros e com a mesma tecnologia de superalimentação, é o modelo de entrada da Série 3. O motor desenvolve 184 cv a 5.000 rpm e 27,5 m·kgf de 1.250 a 4.500 rpm. Acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e alcança 235 km/h. Roda 13 km com 1 litro na cidade e 20,8 km, na estrada, e lança 138 g de CO2 por quilômetro. Sairá por R$ 129.950,00, uma boa relação custo-benefício. Este e todos os motores são de injeção direta de alta pressão, 200 bar.

O novo Série 3 topo é o 335i 3-litros de 6 cilindros (torço para que a BMW não ceda jamais à pressão dos ecochatos e produza para sempre o seu espetacular "salsicha"). Entrega 306 cv de 5.800 e 6.000 rpm e 45,9 m·kgf de 1.300 a 4.500 rpm, mas não estava disponível para teste, foi apenas mostrado. Acelera de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e, como no 4-cilindros, a velocidade máxima é limitada a 250 km/h. Consumo,  cidade 1 litro para 9,8 km e estrada, 18,2 km; CO2, 169 g/km. Só vem em configuração Sport Line e custa R$ 294.950,00. Esse consumo e os demais são os divulgados pela fábrica na Alemanha, segundo o Novo Ciclo Europeu de Condução (NEDC) e com gasolina Super, de 95 octanas RON sem álcool.

A perfeição da evolução

O 328i tem Cx 0,29 e o 335i, 0,30, ambos com 2,20 m² de área frontal, apesar do capô de desenho mais elevado. Novidade são as entradas de ar verticais nas extremidades da dianteira destinadas a produzir uma cortina de ar na região das rodas dianteiras, reduzindo o arrasto aerodinâmico.

Até o final de setembro chegam versões com pacote M Sport, com detalhes externos e internos especiais.

As novidades continuam. Os fáróis baixos, além da troca automática alto-baixo, são adaptativos e reagem no sentido de evitar ofuscar o tráfego contrário por meio de reducão da intensidade luminosa conseguida  por uma cortina deslizante no seu interior. O sistema de áudio conta com 17 alto-falantes e há o mostrador projetado no pára-brisa (head-up display) para informação de velocidade, navegação e outros dados.

O veículo traz um "pelotão de homenzinhos verdes" – 18! – desitnado a promover a segurança ativa:ou facilitar o dirigir: ABS, distribuidor eletrôniico das forças de frenagem, controle de frenagem em curva, controle dinâmico dos freios, assistência à frenagem, controle dinâmico de frenagem, controle dinâmico de marchas, auxílio ao fading dos freios, controle automático de estabilidade, freio automático do diferencial, regulagem do torque do motor, regulagem do freio-motor nas reduções, controle do torque de frenagem, controle dinâmico da estabilidade, controle dinâmico da tração, controle da pressão dos pneus, controle dinâmico da velocidade de cruzeiro e controle eletrônico de desaceleração. Há também os alertas de mudança faixa e de abandono de faixa.

Além de toda a conectividade possível, o ajuste dos diversos ajustes de personalização (dois perfis) pode ser armazenado num pen drive ou passado ao carro pela internet: ao chegar ao carro ele recebe seu dono com os ajustes pessoais. O pen drive é prático, por exemplo, ao retirar o carro da oficina, em que normalmente "se mexe" no carro todo – banco, espelhos, volante e outros itens.

A BMW constuma arrasar, não é novidade, mas desta vez ela se superou com a sexta geração do Série 3.



BS


FICHA TÉCNICA BMW SÉRIE 3 6ª GERAÇÃO

328i
335i
MOTOR
Tipo
Duplo comando por corrente, 4 válvulas por cilindro, controle total de válvulas de admissão Valvetronic,  variador de fase admissão e escapamento, turboocompressor de dupla voluta com interresfriador; dianteiro longitudinal, gasolina mínimo 91 RON
Número e disposição dos cilindros
4 em linha
6 em linha
Diâmetro x curso
90,1 x 84 mm
89,6 x 84 mm
Cilindrada
1.997 cm³
2.979 cm³
Material do bloco e do cabeçote
Alumínio
Taxa de compressão
10,0:1
10,2:1
Potência máxima
245 cv de 5.000 a 6.500 rpm
306 cv de 5.800 e 6.000 rpm
Torque máximo
35,7 m·kgf de 1.250 a 4.800 rpm
45,9 m·kgf de 1.200 a 5.000 rpm
Formação de mistura
Injeção direta
TRANSMISSÃO
Tipo
Câmbio automático ZF de 8 marchas à frente e uma à ré, tração traseira
Relações das marchas
1ª 4,714:1; 2ª 3,143:1; 3ª 2,106:1; 4ª 1,667:1; 5ª 1,285:1; 6ª 1,00:1 (direta); 7ª 0,839:1; 8ª 0,667:1 ré 3,295:1
Relação do diferencial
3,154:1
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente,tipo McPherson,  braço transversal em "L"mola helicoidal e amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
DIREÇÃO
Caixa de direção
Pinhão e cremalheira com assistência elétrica variável Servotronic
Relação de direção
15,1:1
Diâmetro mínimo de curva
11,5 m
FREIOS
Dianteiros e traseiros
A disco ventilado e perfurado, pinça flutuante de alumínio de um pistão
Controle
ABS, distribuição eletrônica das forças de frenagem e auxílio à frenagem; função de secagem automática do freio
RODAS E PNEUS
Rodas
Alumínio, 7,5Jx17
Pneus
225/50R17W
CONSTRUÇÃO
Arquitetura
Monobloco em aço, sedã de 4 portas, cinco lugares
Aerodinâmica
Cx 0,29
Cx 0,30
Área frontal
2,20 m²
Área fronal corrigida
0.638 m²
0,660 m²
DIMENSÕES
Comprimento
4.624 mm
Largura
1.811 mm
Altura
1.429 mm
Entreeixos
2.810 mm
Bitola dianteira/traseira
1.531/1.572 mm
CAPACIDADES E PESOS
Porta-malas
480 litros
Tanque de combustível
60 litros
Peso em ordem de marcha
1.430 kg
1.510 kg
DESEMPENHO E CONSUMO
Velocidade máxima
250 km/h (limitada)
Aceleração 0-100 km/h
6,1 s
5,5 s
Consumo urbano (NEDC)
1 L por 12,2 km
1 L por 9,8 km
Consumo rodoviário (NEDC)
1 L por 19,2 km
1 L por 18,2 km


122 comentários :

  1. o desing da E36 ainda é imbativel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O design da E36 é soberbo, mas esse atual está bonito, muito melhor que A4. E a BMW consegue manter o mesmo estilo em toda a linha sem que fiquem todos com a mesma cara.

      Excluir
  2. Bob, a eterna pergunta que não quer calar:

    entre o novo série 3 e um Mercedes-Benz classe C da atual geração, com qual o senhor ficaria?

    (eu aqui vou de MB)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo Palandi
      Essa, só no sorteio...

      Excluir
  3. AutoEntusiasta cansado da luta03/07/12 12:22

    Estava amando tudo, até ler:
    "No Brasil, todos os Série 3 serão exclusivamente automáticos"
    Por um lado a marca enfileira todos seus modelos, o que é muito legal e mostra um respeito pela sua própria história, mas ao mesmo tempo tem uma atitude dessas... É exclusivo pro Brasil ou é política da marca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cansado da Luta.
      Nao se desespere de antemao.
      Fique com a série M (M3), que deve ter a opcao de manual ou no minimo automatico com dupla embreagem.

      Jorjao!

      Excluir
    2. autoentusiastas
      Política da filial brasileira.

      Excluir
    3. AutoEntusiasta cansado da luta03/07/12 18:17

      Jorjão, BMW ainda não é para meu bico, mas vou sonhar menos com ela imaginando automática.
      Bob, obrigado pela resposta. É pena esta escolha, me lembra quando a moda era carro duas portas e todo mundo era obrigado a comprar duas portas. Agora a moda é automático e parece que qualquer carro mais caro TEM necessariamente que ser assim. Porque não deixar ao cliente a escolha, ainda que ele espere uns 90 dias pelo carro?

      Excluir
  4. Essa nova Bmw serie 3 esta matadora. Podera ser a minha futura aquisicao, para substituir o Jetta TSI. Por falar nisso, quando voces irao fazer um teste do Jetta TSI ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou curioso pelo teste do TSi, candidato a minha garagem num futuro próximo.

      Excluir
    2. Thales; compre sem medo....por "módicos" noventa mil reais, terá um carro soberbo para dirigir. Acelera lançado de forma muito forte, ultrapassa tão fácil e seguro como uma moto esportiva de média cilindrada, firme nas curvas com o turbo assoprando ávido para chegar nas retas. Câmbio intuitivo, inteligente e muito esperto; só senti uma pequena deficiência nos freios, mas creio que foi por causa de muito abuso....

      Fácil de andar rápido, e muito seguro...só precisaria de uma carroceria um pouco mais apelativa, amplamente compensada pelos cativosos predicados técnicos!

      MFF

      Excluir
    3. Eu tambem quero um TSI ..
      Mas ainda falta "La Plata" !
      Desfrutem o de voces.

      Jorjao!

      Excluir
    4. Anônimo 13:21,

      Pois é, fiz test-drive nele e achei uma bela máquina... E agora dá pra encontrar por menos que 90 mil, melhor ainda.
      Pro meu gosto, o design "sem sal" é mais um atrativo, quem não conhece acha que é só um carro de tiozão.

      Ainda não devo comprar ele esse ano, pois acho que esse ano precisaria me apertar um pouco só pra me dar esse luxo. Ano que vem (ou em 2014) consigo comprar e usufruir sem ficar preocupado com custos, assim fica mais legal. (ou quem sabe, aparece outra coisa tão legal quanto??)

      Excluir
    5. Bruno
      Veja em http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2011/04/novo-jetta-um-em-dois.html. Mas ainda falta um uso maior do Jetta TSI (Highline).

      Excluir
    6. dirigi um Jetta TSI no sábado passado. foi um percurso curto, mas deu para ver que é um brinquedo bem divertido (e confortável). só merecia um desenho externo mais inspirado...

      Excluir
    7. Poxa Bob, o TSI merece uma reportagem exclusiva.

      Nada de misturar com a versao aspirada. Sao carros totalmente diferentes.

      abracos

      Excluir
    8. Bruno Fagundes
      Está bem, vou providenciar. Você razão, o carro merece mesmo.

      Excluir
    9. Isso, Bob! Ótima idéia! Sou doido por esse carro. Diz o site que ele está disponível na cor vermelho tornado. Nunca vi na rua; deve ser um espetáculo!

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
    10. Lucas
      Estou com um Série 6 650i Coupé dessa cor, com forração bege bem claro, é mesmo muito bonito.

      Excluir
    11. Caramba, hein, Bob! Deve estar sendo um sacrifício! è possível configurar o Jetta dessa forma também: vermelho com interior bege. Diferente, mas bem legal.

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
  5. E há quem prefira pagar o mesmo para andar de trator SW4 em ciclo urbano.
    Gostei dos detalhes de redução de largura e peso. Bem que poderia virar tendência a redução de medidas, já que essa obesidade atual está foda (por mais que muitas vezes justificável por questões de espaço interno, segurança, etc).
    E esses dados de consumo de motores com injeção direta são sensacionais, só imagino o quanto se perderá em contato com nossa alcoolina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garganta de Biela03/07/12 13:09

      Assino embaixo!
      Mas os puristas que estavam elogiando o "português correto" vão sentir que perderam um líder ao ler o "foda".

      Excluir
    2. Realmente um belo trabalho. Aumentou o entre-eixos, o porta-malas e ainda diminui o peso. Muito bom.

      Excluir
    3. Concordo, parece que existe uma nova corrida armamentista de peso e potência (mas não como paradoxo, e sim ambos os valores crescendo como irmãos).

      De resto, sem dúvida que são carros sensacionais, merecedoras da griffe bmw!

      MFF

      P.s: Um peugeot 408 pesa o mesmo que as versões mais caras da marca bávara. Uma bigorna!

      Excluir
    4. A redução de peso, ou pelo menos o não aumento deste mesmo com evolução de segurança e rigidez torcional, já é uma tendência mesmo em segmentos inferiores, vide novos modelos da Mazda.

      Excluir
    5. Estranho que tenham conseguido reduzir a largura e aumentar as bitolas. Sinal que a geração anterior realmente tinha algo sobrando, ou que a BMW conseguiu algum outro truque para se dar bem nos testes de colisão...

      Excluir
    6. Bem observado, a versão 320i que virá custará menos do que muitos mastodontes desengonçados que jamais irão ver terra pela frente. E ainda tem a vantagem da grife BMW.

      Excluir
  6. The Ultimate Driving Machine.

    245cv disponíves de 5000 a 6500RPM + um câmbio de oito marchas.
    Esses caras sabem fazer carros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Olhando para as marchas, dá pra notar que a primeira é uma reduzida e a oitava, de economia. Ainda assim seriam seis marchas para andar "normalmente". Um exagero para um motor tão elástico. Mas marketing é marketing, e esse produto, do jeito que está só mostra que mesmo na Alemanha é mais legal impressionar por ter mais do que questionar o uso...

      Excluir
    3. Não não... é perfeito, casa certinho.

      Na troca de 1ª para a segunda a 6500RPM ele volta para 5500RPM e segue empurrando com todos os 245 pocotós. De segunda para terceira cai para 5000RPM, onde novamente se tem todos os 245 pocotós disponíves. De terceira para quarta a mesma coisa, troca a 6500RPM e cai certinho em 5000RPM, aproveitando os 1500RPM planos de 245cv.

      É possível notar isso em vídeos no youtube testando o novo 328i.

      Excluir
  7. Lorenzo Frigerio03/07/12 12:44

    Motor 2.0 de verdade, com diâmetro maior que o curso e, com certeza, baixa relação r/l.
    Não sei por que VW/Audi, Fiat, Peugeot, Renault, Opel e, especialmente Volvo, se negam terminantemente a entrar nesse clube.
    É por esses detalhes que se distinguem os carros das carroças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frigerio
      Pegou pesado agora nao ?
      Muito bem observado seu ponto de vista.

      Excluir
    2. Ui ! falou o frigidério, o engenheiro de motor ! Vá se danar seu mané.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    4. Quando trazem motor bom chamam de bomba...

      Excluir
    5. Anônimo03/07/12 15:12 Qual a birra com os Dodge? Não existe carro que seja uma m*, existe motorista tão roda quadrada que não consegue aproveitar o carro e sai por aí falando besteira dos carros...

      Excluir
  8. A cherokee sport tem 2 feixos no capo também.

    ResponderExcluir
  9. Bob, faltou você dizer no post que alguns dos modelos presentes neste evento contavam com películas nos vidros, por você chamadas de sacos de lixo. Realmente um arraso de imparcialidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo 03/07/12 13:02
      Os carros que tinham pelicula sao os "antigos" provavelmente de particulares e colecionadores.
      O carro do lançamento não tinha película.
      Mostra tua cara meu rapaz.
      Pare de procurar "Chifre em Cabeça de Cavalo" e de encher nosso saco.
      Jorjao!

      Excluir
    2. Em nenhum momento eu disse que o carro do lançamento tinha películas. Falei que alguns dos modelos presentes no evento contavam com películas nos vidros, chamadas pelo Bob de sacos de lixo. Caberia muito bem uma crítica dele aos proprietários destes exemplares, bem como à organização do evento por permitir tamanho absurdo. Mas aí, eu sei: seria querer alto jornalismo. Contentamos-nos com o auto jornalismo ora praticado.

      Excluir
    3. Fácil, escreva você mesmo o seu blog. Ai você poderá fazer um auto jornalismo com lto jornalismo. Aposto que ninguém o obrigou a vir aqui e ler os ótimos textos que todos os dias, sem falta, são postados.

      Cada cara chato...

      Excluir
    4. Mas uma coisa é certa: o carros estavam com películas e fizeram vista grossa.

      Excluir
    5. Anônimo 04/07/12 09:46
      Meu Deus, como você é burro, para fazer um comentário desses! Dá até pena, em vez de raiva.

      Excluir
    6. Pode sentir pena, raiva, o que quiser, mas uma coisa é certa: você se esqueceu de dizer que alguns dos modelos apresentados neste lançamento estavam com películas nos vidros. Deveria ter repreendido veementemente seus proprietários e também advertido a BMW a não repetir isto. E mais, citar tudo no post, afinal, não são sacos de lixo como você mesmo diz?

      Excluir
    7. Caramba!
      O cara tem fixacao por sacos de lixo!
      Deve usar até como preservativo.
      Jorjao

      Excluir
    8. 04/07/12 11:14
      E o imbecil continua! Como é possível isso? Não entende nada do que se passa, é um alienado completo. Inacreditável. Foi minha última resposta a você, idiota. Quantas vieram serão sumariamente removidas.

      Excluir
    9. Jorjão
      No mínimo isso!

      Excluir
    10. Esse bob é um babaca mesmo, com essas cruzadas anti-isso, anti aquilo.

      Excluir
  10. Gustavo Cristofolini03/07/12 13:14

    Essa geração de motores turbo da Mercedes e BMW está muito bom, em minha opinião. Bom desempenho e baixo consumo. Eu, certamente optaria pelo 2.0 de 184cv, pois do jeito que estão as estradas, cheias de radares móveis e fixos, excesso de motor pode ser excesso de multas.

    Aquele consumo declarado de quase 21 km/l deve baixar para uns 17, 18 num mundo real com 20 e poucos por cento de alcool na gasolina.

    Ainda assim, eu prefiro a BMW em vez da Mercedes C180. Questão de gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O velocímetro marca errado nas versões mais potentes? Eu me preocupo mais com o péssimo estado das vias do que com radares propriamente ditos. A multa eu posso pagar, já minha face espalhada no painel é outra história.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Adlei, fiz o teste no 130i, muito menos refinado, e posso dizer: Não dá pra ter certeza! O ponteiro vai tão rápido na escala que é até perigoso você ficar reparando onde ele "estabiliza". Mesmo que tivesse o suficiente para essas máquinas, acho que meus reflexos não são bons o bastante para acompanhá-las.

      Excluir
    5. Gente, foi só uma brincadeira. Obviamente quando se acelera pra valer, a menor das suas preocupações deve ser olhar o velocímetro. Isso só aconteceria no caso de plena certeza de se estar dulpamente segurado, tanto quanto a nossa "fiscalização" quanto ao local/trânsito. Se vc tá preocupado com radares, não vai sair fazendo de 0 à 100 nos 6 segundos, né? Abraço!

      Excluir
    6. Eu tambem optaria pela versao menos arisca, a 320i. Melhor consumo e mais autonomia tambem e 184 cv ja esta de bom tamanho.

      abracos

      Excluir
  11. "O volume do porta-malas aumentou de 460 para 480 litros e traz abertura comandada pela ponta do pé colocada sob o pára-choque."

    Bob,

    Como é o sistema de segurança desse tipo de abertura do porta-malas, para se evitar que qualquer um o abra??

    Em tempo: Eu não curto essa antena "shark" que a BMW usa em seus carros. Prefiro o modelo tradicional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo R.
      Portas e tampa do porta-malas precisam estar destravados para se abrir o porta-malas da maneira descria, da mesma forma que num sistema comum. Não acho feia essa antena tubarão. Não me incomoda.

      Excluir
  12. O que é turbo de dupla voluta?
    É o mesmo que dois turbos ?

    Jorjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mesmo que twin-scroll turbo, visto em carro de produção pela primeira vez no Mazda RX-7 na década de 80.

      Excluir
    2. Valeu pela dica meu velho !
      Olhei uns desenhos na net agora entendi.
      Jorjao!

      Excluir
    3. Jorjão
      Em vez de só um duto em caracol (voluta) até à turbina, são dois, cada um recevendo gases de dois cilindros.

      Excluir
    4. Turbina de dupla voluta é mais conhecida como bipulsativa.

      Excluir
    5. mas no RX-7 não trabalham em sequência? uma até determinada rotação e outra acima?

      Excluir
    6. Anônimo 01:24, o que usa bi-turbo sequencial é o RX-7 de terceira (e última) geração, do início da década de 90.
      Me referia ao RX-7 de segunda geração, que recebeu o turbo twin-scroll no final da década de 80. Só foi aparecer em carro de produção "ocidental" mais de uma década depois (Renault).

      Excluir
    7. Ok, logo imaginei ser em outra geração que não a terceira.

      Excluir
  13. Ernesto Jr03/07/12 13:56

    Ora Bob ! Abusou com razão dos termos técnicos .. Que baita evolução dessa geração em relação a anterior .. Em design continuo preferindo a E36 ..

    ResponderExcluir
  14. mais um achado bmw com motor de opala, pro charles e box666 na oficina do bob, olha a variant kkkkk brincadeira pessoal ...hehehe

    http://img193.imageshack.us/img193/2699/bmw34108.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É aquela historia: Quem nao tem Cao Caça com Gato.
      Mas deve estar bem nervosa essa BM.

      Excluir
    2. Velho da Bengala de Osso03/07/12 15:27

      MY EYES ARE BURNING!!!!!

      Excluir
    3. Tá certo que eu gosto do GM250, mas num BMW?!!! Só posso dizer "What the f...?"

      Excluir
  15. Bob,

    Outro carro que possuía o duplo fecho no capô era o Renault Laguna de primeira geração.

    Não há o que falar da tecnologia desse carro, apenas babar. Excelência pura, os bávaros devem ter muito orgulho dessa cria, evidente no ato de enfileirar todas as gerações juntas.

    Mas que esse capô merecia uma solução de estilo melhor, merecia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caio Cavalcanti
      Bom saber. Outro leitor informou que a Cherokee também. Quanto ao desenho do capô, merecia mesmo.

      Excluir
  16. Quando será que essa marca vai parar de assaltar o bolso do cliente varonil do país onde todos vão às p¨%$ que os pariu ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que assalto acontece quando não temos direito de escolha. Não é o caso dos fabricantes de veículos. Paga quem quer.

      Excluir
  17. Filipe_GTS03/07/12 16:13

    Máquina! Mas o 325i 6-cilindros deixa saudades...
    O novo 320i está bem melhor, 2.0 turbo, 184cv, excelente!

    ResponderExcluir
  18. Ué...esse BMW tem marcador de temp. da água? O Bob não tinha dito que a BMW não vinha mais com esse instrumento há tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do óleo... É bom ler o texto.

      Excluir
    2. Provavelmente tem só a luz da retifica do cabeçote no lugar do indicador de temperatura da aguá rsrsrs...

      Excluir
  19. Segundo a foto e descrição é marcador de temperatura de ÓLEO.

    ResponderExcluir
  20. Um belíssimo carro (pra variar...). O mais triste disso é que pelo que paguei pelo meu sedã daria pra comprar um série 3 bem completo nos EUA. Mas é a vida...

    ResponderExcluir
  21. Muito legal o novo Série 3. Excelente trabalho de engenharia: maior rigidez torcional, mais espaço, porém com menor peso; mais potência e torque, menor consumo e patamares de potência e torque ainda mais amplos! E tem gente que ainda "cai de pau" em motores ciclo Otto...

    Faço votos que o 6-em-linha da BMW sempre esteja disponível (aquele ronco é magnífico!), mas desse aí eu babo até pelo 320i. Bem que poderiam vender, mesmo que sob encomenda, a versão com câmbio manual. Afinal, trata-se de carro de baixas vendas aqui no Brasil, não iria matar ninguém ampliar as opções...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Road Runner
      Bem que poderiam trazer pelo menos o 320i com caixa manual, certíssimo!

      Excluir
  22. Tenho uma Car & Driver americana, de aproximadamente um ano atrás. Há um teste de longa duração de um 535, branco, interior marron (marron mesmo, não é creme). Lindo, lindo. Os caras se amarraram no carro. O cambio? MANUAL! Não é preciso dizer mais nada. Acho que em nenhum lugar do mundo o cambio automático se tornou tão "obrigatório" quanto aqui.

    Abraço

    Lucas CRF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas
      Pois é, esse negócio de só automático até parece o reinado do preto-prata, que ecabou. Espero que o automático enfiado goela abaixo acabe também – quanto antes, melhor!

      Excluir
    2. Lorenzo Frigerio04/07/12 00:57

      Pode ter certeza que o câmbio automático de uma BMW não tem as "afetações" dos câmbios automáticos "refugo" de 4 marchas acoplados aos motores 4 cilindros "biela-curta" das carroças tabajaras, se é isso que o preocupa.
      Na minha humilde opinião, câmbio manual é coisa para carro esporte ou carro que não pode ter câmbio automático. E uma 535, mesmo não sendo topo de linha, é um sedã de luxo.
      Entretanto, borboletas no volante sempre ajudam naqueles momentos específicos em que queremos interferir na condução, coisa que, segundo a reportagem, infelizmente (e inexplicavelmente para carros desse nível) não está sendo oferecida aqui.

      Excluir
    3. A obrigatoriedade do automático me assusta. Parece que a 4R é a mais na onda do automático. A C&D, apesar de eu não ser fã dela, gosta dos manuais. Lembro-me de um comparativo que fizeram entre o Fluence e o 408, ambos top e, claro, automáticos (argh!). Porém, pediram também as repsctivas versões manuais. Nas palavras deles, depois dos testes os automáticos foram solenemente preteridos aos manuais.

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
  23. Que me perdoem Audi e Mercedes, mas BM é BM.

    PS: Usa 0,35bar de pressão tbm Bob?

    Hahahahhahaha...brincadeirinha!

    ResponderExcluir
  24. Bob, explique as mais novas das 18:

    O veículo traz um "pelotão de homenzinhos verdes" – 18! – desitnado a promover a segurança ativa:ou facilitar o dirigir: ABS, distribuidor eletrôniico das forças de frenagem, controle de frenagem em curva, controle dinâmico dos freios, assistência à frenagem, controle dinâmico de frenagem, controle dinâmico de marchas, auxílio ao fading dos freios, controle automático de estabilidade, freio automático do diferencial, regulagem do torque do motor, regulagem do freio-motor nas reduções, controle do torque de frenagem, controle dinâmico da estabilidade, controle dinâmico da tração, controle da pressão dos pneus, controle dinâmico da velocidade de cruzeiro e controle eletrônico de desaceleração. Há também os alertas de mudança faixa e de abandono de faixa.

    ResponderExcluir
  25. Bob
    O interresfriador é ar-àgua neste também?

    o valvetronic faz o papel do variador do camando, ou a variação é no comando mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 04/07/12 01:29
      Não prestei atenção se o interresfriador é ar-ar ou ar-água e não há esta informação no material divulgado. Mas provavelmente seja ar-água. O Valvetronic cuida da admissão, é a válvula, mediante um sistema de braços, que faz o papel antes desempenhado pela borboleta de aceleração. A variação dos comandos é pelo Vanos, que é acrônimo de Variable Nockenwellen Steuerung, controle varíavel do comando em alemão.

      Excluir
  26. 328i Sedan nos USA: $43,245. No Brasil, 130 mil Reais...
    E nem vale o argumento de que se converter sai por quase 100 mil, afinal, estadunidenses não ganham 600 reais por mês e não têm juros extorsivos. Mas enfim...
    Tá, não é o foco ficar discutindo preço.. mas que é F... lá isso é!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salário mínimo não compra carro.

      Excluir
    2. Aqui não mesmo.. Nos USA compra.. E se não compra BMW, um Honda Civic é certeza. é só essa a diferença né.. :-)

      Mas enfim.. não quero levantar polêmica não.. é só aquela velha máxima.. aqui tudo é caro demais.

      Excluir
    3. Bom, uma passagem pra lá é 2 mil reais, ou até menos se pegar promoção...
      A fim de lavar pratos e andar de Civic? rs

      Excluir
  27. O que que eu vou falar bmw será sempre uma bmw , belíssimos carros ,desculpe, mas o que é aquele ponteiro medidor embaixo do conta-giros e medidor da pressão do óleo acho bem interessante neste carro ,abraço aos amigos autoentusiastas !
    Fabio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só corrigindo "o que é que eu vou falar bmw será sempre um bmw "
      abraço aos amigos autoentusiastas !
      Fabio.

      Excluir
    2. É o medidor de consumo instantâneo.

      Excluir
    3. vlw!
      Fabio.

      Excluir
  28. Excelente esse carro, BMW é incrivel.

    ResponderExcluir
  29. Vi uma foto de um azul metálico, lindo mesmo. Pra mim um dessa cor, 320, manual.

    McQueen

    ResponderExcluir
  30. Que texto perfeito e completo!

    Dá para notar que a BMW veio disposta a retirar o 2.0 TSI da VW do posto de melhor turbo 2 litros. Palmas para quem pediu novo teste do Jetta.

    E arrojou nos periféricos, notem onde tiveram a coragem de colocar o intercooler emposição central inferior, estilo carro de pista, será que vai aguentar os impactos ali?

    Bob, o diferencial tem algum blocante ou é blocado só pelos freios ( um dos 18 homenzinhos verdes...)? Aliás, com o câmbio automático os 18 devem trabalhar mais facilmente,

    Como escreveram ali em cima, a dupla voluta em um turbo já é denominada " bipulsativa " , equipamento lançado no país no Diesel do 1113 da MB , funciona melhor em baixa rpm mas dá mais restrição ao escape em alta carga, correto? Talvez outro motivo pro cambio automático de 8 velocidades, deixar pouco tempo entre 5.000 e 6.500

    ResponderExcluir
  31. A para vai....o Lancer Evo tem 295 cv!!!é o 2.0 mais potente do mundo...faz tempo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não bastasse ainda tem o sportback ralliart em configuração pra 250 cv, ainda acima do vw.

      Excluir
    2. O motor da BMW ganha em refinamento, tractabilidade e eficiencia. Mas em termos absolutos, o motor do Evo é rei. A Mitsubishi UK disponibiliza versões ainda mais potentes, tudo com a confiabilidade e durabilidade da marca, e consegue se enquadrar nas normas de emissões mesmo sem injeção direta, o que acho um verdadeiro prodígio.

      Excluir
    3. O 2.0 TSI VW/Audi com o kit da APR( preparadora " oficial " VW no mundo) rende 340 cv. Lá fora, não perde nem garantia do carro.

      Excluir
    4. A Mitsubishi UK oferece Evo X na versão FQ-360, com 354cv. Há também a versão FQ-400, que desenvolte 400cv, mas é de produção limitada. Essas versões vêm com câmbio manual. Tudo com garantia de 3 anos do fabricante, é claro.

      Excluir
  32. BMW série 3 é tudo de bom, só peca em confiabilidade, onde está bem atrás da Mercedes, que por sua vez está atrás da Lexus...

    ResponderExcluir
  33. Quem compra um 320i por 123.000 mil por favor desfile nas ruas, mas nao queira acelerar, pois voce nao comprou este carro para isso.

    Um Jetta TSI de 82 mil da surra nele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas acho que no acabamento o 320i da uma surra no jetta .
      Abraço,Fabio.

      Excluir
    2. Acho que quem compra um carro desses não deve estar muito preocupado com isso.

      Excluir
    3. Dá não e eu testei isso hoje. Tenho uma 320i e o jettinha até que tentou...

      Excluir
  34. "O sistema de áudio conta com 17 alto-falantes..."
    Ora, mas não era só o Hyundai Genesis e o Rolls-Royce Phantom que tinham? (segundo a Hyunday, claro :-)))))

    ResponderExcluir
  35. Oi pessoal. Qual dos dois? Bmw 328i ou Audi A5 Sportback?

    Thiago

    ResponderExcluir
  36. Meus parabéns pela reportagem , realmente essa bmw 328 sintetiza tudo em um só carro , nessa categoria ficou sem oponentes , mas o que mais me intriga é que em tudo que se lê em matérias de carros , sempre tem alguém que fala desse bendito jetta tsi , com todo o respeito ao carro , que também tem suas qualidades , mas ja ta ficando chato . O que essas pessoas não entendem é que quem anda ou opta em comprar um mercedes ou uma bmw , busca requinte , segurança , potencia , qualidade , a lata do carro é melhor , o estepe vem com a mesma rode liga leve , os faróis..... ,poderia ficar aqui enumerando a diferença infinita , é tudo em um só carro , sem contar a tração traseira e etc ... etc ... , c -180 , bm 320 que são d entradas o conjunto da obra é infinitamente melhor que o bendito jetta tsi ! ass : antonio luiz .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Experimenta pegar um Jetta TSI e fazer um direita-esquerda rápido na direção e ver o balanço de carroceria. Fora que tenta dar uma arrancada rápida numa 320 e ver se consegue cantar pneu. No Tsi isso acontece, fazendo você perder o controle do carro. Já tentei fazer na 320 mesmo com o DSC desligado e não consegui.

      Excluir
  37. Se não me engano o 335 continua sendo biturbo (02 turbinas). Gostaria de saber se o motor com "duplo caracol" é mais eficiente que o biturbo? Grato! Alexandre

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.