INSPEÇÃO SEM SERIEDADE

Foto e digitalização: do próprio



Praticamente todo mundo já ouviu histórias de problemas na inspeção veicular ambiental da cidade de São Paulo, de reprovações sem motivo e já houve até contestação dos procedimentos de contratação do serviço por parte da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo pelo Ministério Público Estadual. A inspeção começou em 2008 para a frota a diesel, depois, em 2009, para a todos os veículos ano de fabricação entre 2003 e 2008, finalmente a partir de 2010 todos, inclusive motocicletas.

O programa é uma estupidez em si só, pois abrange carros com pouco tempo de uso e baixa qujilometragem, enquanto nos países avançados somente carros com mais de três anos passam pela inspeção, o que faz todo sentido. Por exemplo, um carro zero-km licenciado em dezembro de 2011 e que receba placas de final 1, ter de passar pela inspeção até 30 de abril de 2012 é uma autêntica piada de mau gosto.

Mas o que gerou este post foi um leitor do AE que costuma fazer comentários sob o pseudônimo de "Bussoranga" e que pediu para continuar no anonimato, que nos relatou o problema que seu pai teve ao levar o Vectra Elite 2005 dele para inspeção no posto da Controlar na rua Soldado Claudino Pereira, 150, na Vila Medeiros.

O posto da Controlar em questão (Google Street View)

Conta o Bussoranga:

 "Meu pai, proprietário de um Vectra Elite 2005/2005 2,2 16V, na tarde da última sexta-feira (13) realizou a inspeção na Controlar, no posto localizado próximo a Guarulhos. Tal posto foi escolhido devido à conveniência cronológica, isto é, data e horário favoráveis a ele.
Tal veículo é propriedade dele desde 2008. Toda e qualquer manutenção é feita por nós mesmos (ele e eu), incluindo, mas não se limitando a, motor, câmbio automático, suspensão, freios, ar-condicionado, direção hidráulica, sistema elétrico, limpeza (interna e externa), enfim, tudo aquilo que um carro exige e mais um pouco.
Desde 2009 sempre foi aprovado com louvor nessas inspeções da Controlar, obtendo ciclicamente índices muito abaixo dos limites supostos, o que vem atestar o excelente cuidado que temos com o carro.. Havendo interesse, posso enviar cópia digitalizada de todos os comprovantes de inspeção, com os respectivos resultados.
Porém, nesta sexta passada, o inspetor do tal centro de inspeção simplesmente se negou a fazer as medições de emissão de poluentes, sob pretexto de que o carro emitia fumaça. Inicialmente ele alegou excesso de vapor d'água, o que sabemos não ser uma alegação válida,  Em seguida "corrigiu-se" e alegou que o carro estava fazendo muita fumaça. Ora, o carro não fez, não faz e não fará fumaça alguma. Ele simplesmene inventou esta desculpa para não fazer a inspeção. O que ocorre é que todo motor de combustão interna produz, como resultado da combustão da gasolina, vapor d'água, que em temperaturas menores (18 °C naquele momento) pode ser minimamente visível.
Depois de vários protestos do meu pai, e de insistir com outros inpetores e o chefe deles, a inspeção foi finalmente feita. E o resultado era exatamente o esperado: níveis de emissões baixíssmos, muito abaixo dos limites. Tudo perfeitamente coerente com o cuidado e manutenção que fazemos.
Se isto não prova que esta inspeção criada pelo malfadado prefeito Kassab não passa de um engodo, então o povo paulista é integralmente cego. Seguem em anexo os resultados emitidos pela Controlar, incluindo a reprovação inicial absurda, e os resultados com a respectiva aprovação com louvor. Não estão omitidos nomes nem placas, mas caso vocês optem por divulgar os resultados, gostaríamos que dados pessoais fossem removidos.
Caso seja de interesse de vocês, posso enviar fotos do carro, do powertrain do carro, do interior, enfim, e se preferirem ainda convido-os para ver o carro ao vivo. O carro é impecável e absolutamente mantido como 0-km, com orçamento ilimitado, caso necessário. Possui atualmente 110 mil quilômetros, mantido 100% original com peças GM 100% originais adquiridas sempre na mesma loja (Accioly, av. Barão de Limeira, 191, em São Paulo).
Para concluir, gostaria de manifestar meu apreço pelo trabalho de vocês, e que continuem seguindo nesta linha de jornalismo sério. E sempre que quiserem ou precisarem, podem contar com minha contribuição. Espero que uma falcatrua como essa da Controlar não fique impune. Pena que o Ministério Público, mais uma vez, não esteja fazendo a parte que lhe compete.
Obrigado,
Bussoranga"



O relatório de rejeição é justamente o mostrado na abertura deste post. Depois foi emitido outro 25 minutos depois (acima), por outro inspetor, aprovando o veículo e, pelos resultados mostrados, com louvor.

Afinal, que critério é esse da Controlar? Como eu disse no começo, essa inspeção é uma autêntica piada. É necessária? Sem dúvida, ninguém tem o direito de poluir o ar acima dos limites legais, mas é preciso seriedade nestas inspeções, ou o o descrédito e a raiva só aumentarão.

Ningúém pode tratar um munícipe desta maneira, no caso fazê-lo levar o carro para serviço (desnecessário), perder dinheiro e tempo. Esse fato relatado, e comprovado, é muito grave. Tenho certeza de que este post rodará pela blogosfera e acabará sendo lido por alguém do governo municipal ou estadual que tenha coragem e competência para acabar com esses absurdos.

O Vectra Elite do pai do Bussoranga encontra-se mesmo em estado impecável, a foto o evidencia. Faltou sensibilidade e, sobretudo, seriedade ao inspetor que se recusou efetuar a inspeção e emitiu o relatório de recusa em bases totalmente falsas.


BS

133 comentários :

  1. Sem contar que a metodologia de acelerar o veículo sem carga no motor é totalmente furada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complementando, além de que em alguns motores a rotação de 2.500 rpm (usada como parâmetro para medição "em carga")já esta bem proximo à rotação máxima atingida por ele. E tem outra, somente em 1985 começou a se exigir limites de emissões de poluentes em veículo - Proconve - antes disso cada fabricante calibrava seus motores do jeito que achavam melhor, e porque agora, depois de quase 30 anos, vão querer estabelecer limites maximos de emissões para esses motores? É possível que alguns desses motores, mesmo recém saídos da linha de montagem na época, não atenderiam estes limites estabelecidos hj.

      Excluir
    2. Não fala isso que eles vão inventar mais moda...

      Excluir
    3. urdo esse controlar , tenho uma marcedes 280 s 1983 que já foi reprovada duas vezes por conta dessa tal de "emissão de fumaça" , sendo que o carro está em perfeito estado de manutenção e conservação , pois sou colecionador e como tal tenho que preserva-los em perfeito estado, numa das vezes em que foi reprovado , na minha frente tinha um fusca em pessimas condições , inclusive sem assoalho e com lataria , lanternas e pneus em pessimo estado , omesmo estava com a mistura tão pobre para passar pelo controlar que após aprovado , apagou o motor e saiu empurrado do box , mas com o selo de aprovado no vidro. Deixo aqui meu protesto por um serviço , caro , incomodo , sem resultados favoraveis para seu objetivo que é ambiental , sem profissionais competentes e demais incovenientes que todos nós paulistanos que possuimos automoveis , temos que passar , obrigado

      Excluir
  2. Esse Controlar é só mais uma invenção burrocrata para nossos "administradores" fazerem aquilo que mais lhes dá prazer: enfiar as patas no bolso do contribuinte, e claro, aporrinhar o mesmo, já que apenas roubar não os satisfaz, o roubo precisa vir acompanhado do requinte de chatear o cidadão.

    ResponderExcluir
  3. Agora imaginem o que não fazem quando o carro é antigo (diferente de velho)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio23/07/12 14:28

      Meu Charger R/T passou. Ele está equipado com um Rochester Quadrajet que comprei originalmente para meu Oldsmobile, e que permite um ajuste de mistura da baixa (APT), portanto deixei pobre. Também adiantei o ponto, ou seja, o carro não estava bom de dirigir, mas passou.
      Creio também que os barulhos de mancal gasto enganaram o sensor de rotação da máquina deles, a meu favor.
      Já o meu Santana 1990 não passou na inspeção visual - com 2 Weber 40, não é possível conectar PCV e EGR. Tive que pagar um agrado aqui na Ciretran onde moro agora, para que o Delegado da cidade pedisse isenção da Controlar, para efeitos de transferência.

      Excluir
    2. Frigerio
      Para os antigos(+30anos)o ideal é por placa preta (desde que estejam originais) e se livrar desses "pulhas".
      Jorjao

      Excluir
  4. É necessário pagar pelo agendamento do serviço toda vez que se faz necessário o retorno para obter aprovação? Não sei se estou certo disso, se não me engano algum conhecido morador de São Paulo me disse isso (sou carioca). Mas se for, acho que é um bom caminho para entender o porque do comportamento inaceitável do inspetor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também já ouvi falar isso.

      Excluir
    2. Caio, observe que no primeiro relatório diz que a reinspeção é gratuita

      Excluir
    3. A primeira reinspeção é gratuita, mas se algum imbecil do Controlar resolver continuar vendo chifre em cabeça de cavalo (e isso acontece muito), o cidadão terá que pagar por uma nova avsliação.

      Excluir
  5. Trágico. Uma coisa que deveria ser para o bem do cidadão vem apenas para lesá-lo.
    Agradeço ao Nosso governo todos os dias.

    ResponderExcluir
  6. Muito mais desanimador que depender de critérios rígidos é depender de critérios arbitrários.
    Infelizmente essa inspeção não comunga com qualquer uma de suas premissas legais; só cumpre função de arrecadar.
    Como o Guilherme ressaltou, carros antigos são alvos constantes, e só se bandeando para os idos da placa preta para se ver livre dos "abutres verdes", que verde são pela cor do dinheiro. Eu mesmo já experimentei inspeção séria (Inmetro) e meu auto passou com índices bem abaixo do limite, e isso contabilizando mais de 30 anos de idade.
    Pelo tanto que se paga de tributos sobre o automóvel correto seria uma inspeção gratuita e com foco muito maior na orientação do que na punição, fora que autos sem a mínima condição de rodar continuarão nas ruas, irregulares em documentação, como sempre foram.
    Lembro da pedra cantada pelo Flávio Gomes quando da inspeção em seu Gol BX, repetidamente reprovado, e da indignação atrelada ao fato, questionando a contrapartida estatal ao ônus endereçado ao cidadão.
    Receio que seja apenas (mais) um desdobramento da forma como as coisas funcionam por aqui: Até a melhor das idéias se perverte e se deforma em função do atendimento a interesses escusos.

    ResponderExcluir
  7. Controlar = imposto. Não há nenhuma preocupação ambiental naquilo.

    Não é o primeiro relato desse tipo que leio.

    ResponderExcluir
  8. Eu só espero que essa droga não venha pra baixada santista. Meu Monza passaria fácil em qualquer inspeção desde que fosse séria.

    ResponderExcluir
  9. Já viram o caso de um cara em que a moto zero km dele foi reprovada por causa da marcha lenta ,resultado,o cara foi até a delegacia e fez um b.o,a questão ambiental não interessa ,o que interessa é o $$$$$$$, o bem comum não existe , existe o interesse de uma massa egoísta que não quer ver o país crescer.

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente para "vorazes governantes" os fins justificam os meios..
    Os fins: como sabemos são meramente arrecadatórios: matar uma sede sem fim por mais e mais dinheiro...
    O conceito do programa de inspeção é bom, mas de forma diferente:
    -Não haver custo/ônus para os proprietários. IPVA são bem polpudos e cobrem com sobra os custos de inspeção.
    -Começar pelos carros mais velhos.
    -Preparar e capacitar empresa e equipe que prestam esse serviço. Absurdo a situação vivenciada pelo pai do nosso amigo/leitor
    -efetivo policiamento e retirada dos carros sem condição de uso de nossas ruas
    -isenção de carros novos (menos de 3 anos) do programa
    -política consistente para carros clássicos, históricos ou de coleção.
    -Depto de "ouvidoria/ombudsman" para clientes do Controlar. Para que podemos reclamar de um mal atendimento ?? Nao sei.

    ResponderExcluir
  11. o jeito é registrar o carro em outro município.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A transferência ou de município ou de proprietário só é possível com a quitação desta inspeção. Ela se tornou um problema de proporções inimagináveis para os munícipes de Sâo Paulo.

      Excluir
    2. Lorenzo Frigerio23/07/12 14:38

      Mudei-me realmente para outro município há dois anos, mas tive de molhar a mão da Ciretran para que o Delegado pedisse baixa da inspeção no sistema.
      Esse serviço existe, mas acho que as pessoas não conhecem direito, então é oferecido por propina.

      Excluir
    3. Frigerio,
      Po ! Nao seja radical.. volte para Sao Paulo , meu filho.

      Excluir
    4. Os meus veiculos dentro do possivel ja estão em osasco. Quebrar essa inspecao qualquer despachante faz, o que prova o caça níquel que é esse engodo.

      Excluir
  12. Filipe_GTS23/07/12 13:38

    Sorte que aqui em SC não tem essa porcaria. É muita imaginação e criatividade desse governo pra criar dezenas de tributos...

    ResponderExcluir
  13. Uma coisa que eu estava vendo no certificado é que em nenhum deles, tanto no aprovado quanto no reprovado, constam o procedimento adotado para efetuar a inspeção quanto à emissão de gases. Pela minha experiência, isto por si só é uma não conformidade, pois há uma falha grave de rastreabilidade quanto à procedimento adotado. Também não há nenhuma evidência quanto à validade da calibração dos instrumentos utilizados para verificação, a não ser uma nota onde o instrumento tem sua calibração verificada pelo INMETRO/IPEM, que não tem valor legal algum.

    Para o laudo ter validade, deve ter número de certificado, data de avaliação, detalhes do veículo avaliado, bem como limites de referência para o referido veículo, procedimento adotado, equipamentos utilizados, certificado de calibração dos equipamentos utilizados e data de validade, resultados obtidos, conclusão, identificação do avaliador e certificado de habilitação do profissional (CREA).

    Gostaria que o pessoal comentasse a respeito, pois, na minha ótica, um certificado incompleto não possui validade nenhuma, pois deixa muita margem a dupla interpretação.

    Neste aspecto, fica mais que evidente que a única função desta avaliação arbitrária é retirar dinheiro das pessoas desinformadas e encher os bolsos de meia dúzia de empresários e de seus padrinhos políticos, seguindo o mesmo esquema já conhecido das empresas que instalam "pardais" nas nossas ruas e avenidas. Uma verdadeira máfia da arrecadação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo ,dizer que o motivo dos radares são "questões de segurança",ou inspeção veicular é por causa do "meio ambiente",quem quiser que se deixe enganar .

      Excluir
    2. Uma vez questionados através do canal de comunicação quanto aos procedimentos, calibração de instrumentos e certificação dos instrumentos, limitaram-se a responder (após um mês): "Os instrumentos são periodicamente inspecionados". Lamentável!

      Excluir
    3. Sou o Engenheiro Responsável por uma empresa de inspeção veicular no Paraná e tenho o desprazer de dizer que num futuro não muito distante teremos esta roubalheira aqui também, e possivelmente realizada pela controlar também.

      O laudo apresentado é o Laudo da linha de inspeção, esse só tem o nome de examinador, não sei se sai um CSV ou CI no controlar, mas esses tem assinatura do engenheiro e do inspetor, com os respectivos CREAs, Já as calibrações não aparecem em lugar nenhum, ficando a cargo de auditorias anuais.

      Excluir
  14. Olá Bob,
    Obrigado pelo post.
    Se quiser publicar em revistas ou jornais, por favor sinta-se a vontade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bussoranga
      Eu é que agradeço por nos conceder a honra de publicar essa situação absurda pela qual seu pai passou. Chega a ser surreal o que aconteceu.

      Excluir
    2. Bob: surreal e rotineiro. Estamos acabados, entregues, sem esperanças, sem respeito e tratados como bandidos pelos verdadeiros e mais perigosos bandidos deste país: Os funcionários públicos e a lei.

      Excluir
  15. No ano retrasado, conversei com o dono de um dono de Sandero 1.0 reclamando de seu carro ter sido reprovado. O Sandero em questão era 2009. Também tivemos aquela reprovação em massa de Fits da geração passada, a ponto de a Honda ter entrado na jogada para saber o que raios estava acontecendo, que se devia ao corpo da borboleta.
    Ainda assim é de se perguntar se esses carros seriam reprovados se passassem por inspeção segundo critérios do Inmetro.

    ResponderExcluir
  16. Muito arbitrário mesmo essa "inspeção", e também é muito estranho não levarem em conta as condições do ambiente no momento da inspeção. Assim como, ao levar em locais diferentes de inspeção, pode ocorrer aprovação em um e rejeição em outro.
    A indignação fica, mas o que podemos fazer para que este monte de falcatruas possa parar?

    ResponderExcluir
  17. Acontece que o paulistano reclama no lugar errado. Só reclama quem não passa na inspeção (e reclama em sites, não juridicamente), o resto liga o "modo Gerson" e toca a vida.

    Essa inspeção deveria ser aos moldes do MOT Test inglês.

    http://en.wikipedia.org/wiki/MOT_test

    Pra quem já viu, eles colocam o carro no dinamômetro de rolo, testam emissão em determinada rotação com carga no motor, eles olham o carro por baixo erguendo o mesmo em elevador apropriado, etc., além é claro de respeitarem os carros 0km dando um prazo de três anos para o primeiro teste.

    O técnico é plenamente capacitado, entende de motores, sabe onde e como deve verificar o carro e o resultado é que no reino unido, mesmo carros antigos e até aparentemente desgastados rodam em perfeitas condições de segurança, ou não conseguem o MOT e ficam à merce de multa e recolhimento.

    Ah, o MOT é pago.

    Se é pra imitar os outros, que pelo menos imitemos direito, não?

    O Bussoranga soube como se proteger e conseguiu ser aprovado mas imagine a quantidade de gente gastando com oficina à toa tentando regular o que já está regulado... muita gente mandaria o carro na oficina, o profissional já condenaria retentores de válvula, etc., e lá se foi o dinheiro.

    O governo paulista (como um todo) não é sério e o povo aplaude de pé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio23/07/12 14:41

      Lembrando que o MOT também é uma inspeção de segurança.

      Excluir
    2. Hugo,

      O principal problema é que reclamar juridicamente custa, e não é pouco.
      Essa é uma maldição mundial, isto é, na maioria esmagadora dos países, para voce ter acesso ao judiciário voce tem que pagar (advogados).
      Infelizmente exigir nossos direitos custa caro, tanto em tempo como em dinheiro.
      Tanto na Europa como USA e Canada existem inspeções bem completas, com dinamômetro e não avalia somente poluição. Mas sou contra todas elas, tanto pelo caráter generalista (quem conhece motores VW a ar sabe que não há como passar nos limites impostos em SP, a não ser com uma calibração que torne o motor imprestável, para uma recalibração decente logo depois da aprovação na inspeção) como por inviabilizar diversas modificações que visam melhoria dos carros antigos.

      O governo paulista não é sério porque o povo paulista não é sério (e alguns comentários postados aqui confirmam isso). Se bem que isso também vale para os demais estados da federação.

      Excluir
    3. bussoranga,

      Quando levei meu carro para a vistoria o veículo da minha frente era um Fusca com um escapamento a alguns centímetros do chão, fui conversar com o proprietário e o que ele tinha ali era um catalisador emprestado e montado para exclusivamente passar no teste de emissões, depois do teste ele devolveria o conjunto para a oficina, não perguntei se haviam empobrecido a mistura. Não sei o quanto dura um catalisador nessa tarefa (ou seja quantos veículos se consegue aprovar antes dele ficar imprestável) mas para alguns esta foi a forma de driblar os limites impostos para os motores VW a ar. Agora ridículo mesmo foi o inspetor passando o espelho debaixo do carro e não notar ou questionar nada!!! Já o seu caso ele questionar a fumaça!!

      Excluir
    4. bussoranga,

      Sobre os VW a ar, é como um colega comentou lá para cima: na época que os primeiros motores VW a ar foram trazidos ao Brasil, sequer existia qualquer lei "por aqui" para enquadrar emissão de poluentes. E agora, como que por mágica, esses carros antigos têm que se virar para atender limites criados sabe-se lá de que forma...

      Excluir
    5. Bussoranga,

      A estupidez do povo brasileiro é tamanha que não surpreende coisas como essa inspeção, a extinta taxa do lixo, e os impostos sobre impostos.
      Aqui, na terra do futebol e do carnaval, o povo só se mexe se o time não vai ganhar o famigerado campeonato de futebol.
      Aqui, é a terra do pão e circo. Diferente da antiga Roma, só não temos os leões para matar os gladiadores a dentadas.
      Infelizmente ainda pagaremos caro, errado e pra quem não deve por coisas que são desnecessárias e/ou burras.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Hugo
      No caso é o governo paulistano, do município.

      Excluir
    8. Quem paga propina não pode ser levado a sério mesmo! É esse bando de "malandro burro" que ajuda a estragar ainda mais o País.

      SP tem o governo que merece, infelizmente!

      Excluir
  18. Também, esperar o que desse paizeco chamado brasil? Só não fomos rebaixados pro quarto mundo pq só existe até o terceiro... Vergonha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo
      Vc está exagerando!

      Excluir
    2. Nossa como classe média sofre não?

      Excluir
  19. Em Sp, nunca vi, só ouço falar a respeito desta Inspeção. Mais aqui no RJ existe já algum tempo uma inspeção veicular para que possa licenciar o carro anualmente. É feito além do exame visual do estado geral do carro ( pneus, luzes, buzina, estepe, nº do chassis ) o exame de aferição de gases. Pois bem este é a maior farsa que eu já vi. Digo por experiência própia, no início de Junho ultimo, fui fazer o licenciamento com troca de município e transferência de propiedade de um XR3 1993 com 70.700 km que adquiri recentemente. O problema é que o mesmo veio sem o catalisador, fato este somente descoberto pela vistoriadora quando colocou o sensor no escapamento. Após ser comunicado da iminente reprovação, vem aquele papo de como vamos fazer e tal. Para a minha sorte ela disse que iria liberar " no amor e na amizade " por ter ficado com pena de mim pelo que narrei que tinha adquirido o carro a apenas 1 mês e dito também que naquele dia a corregedoria do DETRAN estava presente no posto, senão o papo ($$$$) teria sido outro. Como ela fez? Simples.............3 comandos no teclado da máquina e o laudo saiu assim " APROVADO ". Então, não adianta, se eles quiserem, vão reprovar mesmo que o carro esteja no estado como o do nosso amigo Bussoranga. A culpa.....é dos safados dos políticos que estão neste exato momento pedindo seu voto........Votem neles novamente!
    Mauro_XR3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E culpa sua que queria subornar também

      Excluir
    2. Safados só os políticos mesmo. Brasileiro é um anjo. Não suborna ninguém, apenas facilita monetariamente o processo.

      Juan Caesso

      Excluir
    3. Sério mesmo que a intepretação de texto de vcs tá tão ruim assim? Ele disse que A VISTORIADORA falou que liberaria "no amor e na amizade" porque ELE disse que a Corregedoria do Detran estava no posto. Se não estivesse, ela só liberaria mediante propina.

      Em nenhum momento eu li ele dizendo "aí eu resolvi oferecer um agrado pra ela liberar meu carro".

      Excluir
    4. São estes tipinhos como os 2 anônimos acima que fazem o Brasil continuar na merd@...

      Analfabetos funcionais que votam nos mesmos lixos há anos!

      SP tem o governo que merece X2

      Excluir
    5. Anonimo das 11:49, ficou doído porque, acha certo que as pessoas subornem? Vai tomar do C*!

      Excluir
    6. O que aconteceu comigo no Detran-RJ , no posto de Duque de Caxias foi pura malandragem do vistoriador.

      Quando começou o teste da emissão de gases, meu carro (um Monza GLS 1995), estava na lenta abaixo de 1000 RPM e no computador estava marcando de acordo com o conta-giro do carro. Após o teste de deixá-lo na rotação de 2500 rpm, tirei o pé do acelerador e ele voltou para a lenta. Só que no carro marcava abaixo de 1000 RPM e no computador deles marcava 1100, 1200 rpm, chegando no limite de reprovação.

      O laudo saiu e o carro foi reprovado por causa da marcha lenta acima do limite.

      Assim, ele de algum jeito tentou manipular o resultado para me reprovar.

      Final das contas: ele se atrasou comigo porque ele pensou que eu iria dar um guaraná para ele (suborno), mas reverti a situação e não dei nada e saí do Detran com um documento 2012 escrito na observação: " Gases Inapto".

      Como Bezerra da Silva falava: malandro é malandro e mané é mané.

      Você tem que ser mais esperto que o vistoriador senão ele monta em cima de você.

      Excluir
    7. Essa da RPM acontece em SP também, a máquina demora pra acusar que baixou o giro. Mas é só esperar alguns segundos que fica normal, só o inspetor sendo mal intencionado ou sem treinamento pra reprovar por isso

      Excluir
  20. Conceitualmente, a Inspeção Veicular não é ruim nem errada. Ela só é mal implantada e mal gerenciada, como aliás a maioria das coisas nesse país onde não se estuda, não se planeja, não se pesquisa. Nem copiar direito nós sabemos.

    "Inútel... a gente somos inútel...". Já dizia o sábio Ultraje a Rigor.

    Enquanto isso... o que tem de carro velho e caminhão soltando fumaça preta a rodo por aí não é brincadeira.

    ResponderExcluir
  21. Quando que o AE será pago? não aguento mais ler comentários idiotas,esdruxulos,sem educação,ignoranres,...

    ISM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 5 reais por mes já seria o suficiente para banir esses retardados...

      Excluir
    2. Pago 10 reais ,se banirem os anônimos que não tem nada para falar e só sabem encher o saco.

      Excluir
    3. Vixe maria.. tem hora que dá vontade de desligar o computador e nunca mais entrar na Internet, nem assistir Jornal, nem ler revista, só pra não ter de ler , ver e ouvir certos absurdos...

      Já foi o tempo em que eu acompanhava os comentários dos tópicos do AE... ultimamente, só baixaria.. Que triste....

      Excluir
    4. Ah vá !
      Conta outra.

      Excluir
    5. "Já foi o tempo em que eu acompanhava os comentários dos tópicos do AE... ultimamente, só baixaria...Que triste..."
      Tá fazendo o que aqui nos comentários então? (Além de mentir,claro)

      Excluir
    6. Na boa, eu acho o AE um dos melhores ao lado da bcws em termos de noticias automotivas, mas tem reportagem fracas de vez em quando e o que salva são os comentários.... tem uma galera hilária (não estou falando dos sem educação), se banir ferrou.... humor e leveza de vez em quando não faz mau a ninguém....

      Excluir
  22. Ah, mas se eu morasse em São Paulo (graças ao bom Deus moro bem longe), uma vez aprovado na inspeção, também tocaria minha vida em frente. Não ia querer nem saber. É muito tempo desperdiçado por causa de pouca coisa.
    Aqui na cidade onde moro rodam dezenas de carros com placas da capital paulista sem o selo da inspeção. Deixa o governo aqui do RS também descobrir esse filão, aí a coisa vai mudar de figura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pode falar isso aqui não!!! Vai que algum político Lê :(

      Excluir
  23. Júlio Bomfim23/07/12 16:19

    Já é sabido que a inspeção veicular - parceria desonesta entre a Controlar e a Prefeitura de São Paulo - é simplesmente um caça-níqueis que envolve interesses de diversas esferas.
    Remova TODOS os itens de segurança se seu carro: cintos de segurança, limpadores de pára-brisa, faróis, lanternas, estepe, etc... se o carro não emitir a tal "fumaça maldita" ele passa no teste, mesmo não tendo condição nenhuma de rodar.
    Aliás, o carro pode até chegar GUINCHADO no posto de inspeção.
    Há três anos atrás meu irmão bateu a moto dele - que ficou toda torta e impossível de rodar, mas o motor funcionava - e levou para a inspeção veicular, já que ele tinha planos de consertá-la.
    Levou carregada numa Kombi uma moto toda ferrada!
    Chegaram no posto de inspeção, colocaram ela tombada no chão, ligaram o motor, viram que não saía a tal da "fumaça maldita" e pronto... moto aprovada e pronta para ser licenciada!
    Ridículo tudo isso, e o pior é que o máximo que podemos fazer é reclamar em espaços como este. Realmente já estava na hora do Ministério Público Federal examinar essas situação inconstitucional, uma vez que nenhuma legislação municipal pode sobrepor o Código de Trânsito Brasileiro (lei federal).
    Pior que, como disseram acima, essa "moda" logo, logo estará em mais municípios brasileiros, afinal de contas, aumentar a arrecadação é tudo o que eles querem né?
    Simplesmente lamentável!

    ResponderExcluir
  24. Como todo serviço público nesta terrinha tupiniquim, a inspeção veicular é mais uma presepada a infernizar a vida do cidadão honesto. Só o fato do imbecil do técnico sequer saber distinguir vapor de água de fumaça, já dá o tom do (des)preparo do pessoal (ir)responsável pela inspeção veicular.

    Aqui mesmo no AUTOentusiastas já denunciaram outras "malandragens" para reprovar o carro sumariamente. Uma delas era o fato de deixar o carro esperando um certo tempo antes de efetuar a medição, para a temperatura do motor abaixar que, como todos sabem, é crítica quanto a emissão de poluentes. A outra foi a luz espia da injeção eletrônica ficar acesa sem motivo e, mesmo o carro estando com emissões bem abaixo do permitido, ter reprovação na inspeção.

    Mas, como para a plebe ignara o importante é que o Brasil irá sediar a copa de "futebór" e as "olimpiadas" dois anos depois, tá tudo bonito! Ah, sim! E é lindo e maravilhoso também que todos possam se endividar até o pescoço e pagar juros obscenos para ter o bem tão sonhado e miseravelmente distante até tempos atrás...

    ResponderExcluir
  25. Fiz questao de passar meus carros para minha cidade. Não vou pagar nada para a prefeitura de Sao Paulo.
    Se fosse uma inspeção decente, onde checassem se o veiculo está apto a circular nas ruas, eu apoiava. Em vez disso usam a desculpa ecologica para roubar mais

    Bussoranga:
    Lindo o Vectra! Um dos carros mais legais que ja sairam da GM. Parabens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. De fato este é um dos últimos dos moicanos.

      Detalhe que eu havia esquecido de mencionar ao Bob: este carro foi de propriedade da General Motors do Brasil, o que eu posso comprovar através do primeiro CRLV do carro, além de tal informação constar no manual do carro.

      Sou colecionador de Vectras B (1997-2005), então é natural que os meus exemplares sempre estejam absolutamente impecáveis. E sou um pessimista, isto é, acredito que dificilmente a GMB produzirá nacionalmente outro carro que o supere. E olha que eu prefereria que ela produzisse algo melhor com certeza.

      Excluir
    2. Bussoranga
      Quando for vende-ló , avise a turma aqui do AE.

      Excluir
    3. O Vectra está lindão mesmo, minha mãe tem um CD da safra anterior (2004) azul perolizado e também 2.2 auto, só não está tão conservado quanto esse seu.

      Realmente dá gosto tratar do carro só com peças originais e todos os serviços anotadinhos, ainda mais se feitos em casa.

      Abs

      Excluir
  26. Alexandre - BH -23/07/12 19:43

    Desconfio que estão pondo o controverso - e perigoso - poder discricionário na mão de qualquer Zé Ruela. Vejam o conceito:

    "Ato discricionário é aquele praticado com liberdade de escolha de seu conteúdo, do seu destinatário, tendo em vista a conveniência, a oportunidade e a forma de sua realização. Isso não significa que o ato discricionário, por dar uma certa margem de liberdade ao administrador, será realizado fora dos princípios da legalidade e moralidade, pelo contrário segue o mesmo parâmetro do ato vinculado.
    O ato discricionário porém tem suas limitações, que são determinadas pela Lei. Se um Ato discricionário causar prejuízo a terceiro seja a um cidadão ou a coletividade pode-se entrar com ação civil pública, mandado de segurança, mandado de segurança coletivo, ou ação popular."

    Fonte: Wikipédia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre - BH, você tocou no ponto:
      A atitude do Bussoranga foi correta: denunciou o problema documentalmente e o AE fez um favor a todos, ao dar ressonância ao fato.
      Há atitudes adicionais a serem tomadas, a critério de quem se sentiu ameaçado (mas como foi dito pelo mesmo, há um custo grande e pode não valer a pena).
      Daí em diante, a briga seria com outro encaminhamento.
      Infelizmente, a partipação de alguns comentaristas é muito ruim, não acrescentando nada aos temas, servindo apenas para provocação, insultos e desviar a atenção, talvez defendendo interesses escusos.
      Uma discussão que poderia chegar a apontar caminhos viáveis e eficazes, vai se perdendo.
      Acho que essa é uma das caracteristicas de um povo desorganizado politicamente.
      Abrs/

      Excluir
    2. Alexandre - BH -23/07/12 20:51

      "Acho que essa é uma das caracteristicas de um povo desorganizado politicamente."

      Aham,

      Infelizmente, não dá pra esperar muita coisa de um povo que só espera pão e circo - e se for através de Bolsa Padaria e Bolsa Lazer, melhor ainda.

      Excluir
  27. Bussoranga, esse exemplar Elite 2005 que seu pai tem é extremamente raro, o melhor Vectra que já saiu, com excessão do GSI 94/96, eu trabalhava em concessionária GM em 2005 e o dono da concessionária encomendou um desses para uso dele, mesmo sabendo do lançamento do 2006 (ele sabia o que era bom), nunca tive notícias de outro Elite 2005 além desse do meu ex chefe, até os Collection acho que sairam mais que o Elite. Ninguém da concessionária (menos eu) entendia porque o chefe andava de Vectra antigo 2005 mesmo o 2006 já estando no mercado e eu tive o prazer de dirigir esse Elite quando era praticamente OKM, era infinitamente melhor em tudo que o 2006. Meu pai também é admirador dessa safra de Vectra, ele possui um GLS 96/97 em perfeito estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho saudades do Vectra GLS de primeira geração. E do GSi 94/96

      Excluir
    2. Jeison,

      Sabe da melhor ou da pior? Tenho outro exatamente idêntico a este do meu pai, sem tirar nem por, inclusive na cor.
      O meu foi para o engodo, digo, inspeção exatamente um mes antes, e no mesmo posto de inspeção (mesmo endereço). Passou sem nenhuma reclamação, também bem abaixo dos limites.
      E sim, também foi de propriedade da GMB.
      A impressão que eu tenho é que cada centro/posto de inspeção tem que atingir uma cota mínima de reprovações. Ou seja, mais uma vez a finalidade é a pura e simples arrecadação.
      Infelizmente existem outras coisas que assustam mais anda. Se voce andar a pé e prestar atenção da "rádio peão", verá que há algumas pessoas mau-caráter mesmo que acreditam que andar excessivamente devagar é bom, e que andar rápido é perigoso. Mal sabem eles que o que é perigoso é ser inepto a dirigir, e que andar devagar é sinal de inépcia.

      Excluir
  28. Como é bom NÃO morar em SP!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é muito bom poder não morar em São Paulo. Mas não fique muito empolgado, não demora muito e esse engodo de inspeção estará por aí, infernizando vossas vidas. Os caras só estão estudando a melhor maneira de fazê-lo, além, é claro, de estudarem os prejuízos políticos que isso irá trazer. Tudo que dá dinheiro é bem vindo para os políticos, a pior da raça que existe no Brasil, pouco importa o partido.

      Excluir
    2. Anônimo23/07/12 21:55

      Moço...aki na roça nem cinto de segurança o povo usa e a polícia tá nem ae.

      Interior é bem diferente de capital.

      E interior de um Estado pequeno e sem expressão é mais interior ainda.

      Nunca teremos isso aki.

      Excluir
    3. Goiás, estado pequeno e sem expressão!? Modesto ocê, né?

      Excluir
    4. Ninguém usa cinto e ninguém fala nada? Então seu estado é uma bosta

      Excluir
  29. Se essa porcaria vier para Brasília eu ando com uma liminar no porta-luvas para não fazer essa suposta inspeção. Com uma dupla de Solex C-40 funcionando com gasolina é bem provável que o GTS polua menos que uma penca de carros novos, mas não passaria em outros "critérios" estabelecidos, sobretudo se tiver alguma ligação com o DETRAN-DF, que é mestre em arrancar dinheiro do contribuinte.

    ResponderExcluir
  30. Marcelo Junji23/07/12 23:58

    O problema não é só na inspeção veicular, a MÁ VONTADE está em todos os setores. Aqui no Brasil não basta estar certo para as coisas darem certo, muitas vezes temos que tentar provar e mesmo assim saímos como errados. Em todo canto a coisa está assim.

    ResponderExcluir
  31. Quando eu era pequeno, eu era "colecionador" de plaquinhas, aquelas que eram lacradas junto com a placa principal do carro e que serviam para dizer se o carro tinha pago a TRU (Taxa Rodoviária Unica). Em 1979 elas eram azuis, em 80, laranjas, 81, verdes e 82 eram vermelhas. Em 1983 acabaram com elas apesar da enorme campanha dos fabricantes de plaquinhas, cuja linha de defesa passou a ser a "nobre" causa de manutenção de empregos (kkkkkk)

    Depois em 1988/1989 veio o "Selo Pedágio". Colocava no vidro e representava o pagamento da taxa para o uso de rodovias federais. Durou uns 2 anos.

    Em 1997 veio o selo licenciamento. Durou até 1998. Semana passada arranquei o selo que tinha no vidro do Fusca

    O Controlar vai tomar o mesmo caminho dessas "iniciativas geniais" do passado. Daqui a pouco entra um prefeito rescinde o contrato ou a justiça resolve mostrar a ilegalidade do ato e tudo se acaba.

    O problema é que até lá fomos saqueados e o nosso dinheiro suado foi parar no bolso de alguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe! Também lembro dessas famigeradas plaquinhas. E por falar em selo, lembro que, em 1989, fiz uma viagem, à noite, pela Dutra, não tinha o tal selo e nem pretendia pagar para usar a rodovia apenas uma vez. O que eu fiz? Peguei um pedaço de papel, recortei no formato (era triangular) e colei com cuspe no para brisa. Nem precisei pintar já que o selo era branco. Como a fiscalização era tremendamente porca contei com isso e fui em frente. Nunca vi tamanha desfaçatez em surrupiar o dinheiro dos motoristas. E as estradas, bem... as estradas continuaram na mesma, como sempre. Com relação ao selo do roubo-controlar é engraçado como muitos donos preguiçosos deixam os selos nos carros, fazendo uma verdadeira coleção. Já vi carros com os quatro (09, 10, 11 e 12).

      Excluir
    2. Se entrar um novo prefeito que rescinda o contrato da Controlar e fiquemos sem esse engodo, passarei a crer que ainda há salvação para o município/estado/país.

      Excluir
    3. Mordecai, essa mania de "coleção de selos" no para-brisa é hilária mesmo. O mais comum é manter os selos de inspeção da fábrica, vai ver é pra ficar com jeito de zero por mais tempo.. E já vi muita gente que não remove os adesivos de propaganda que vêm em televisores, geladeiras e outro eletrodomésticos...

      Excluir
  32. Já que o assunto é Controlar vou deixar registrado uma situação muito semelhante a do Bussoranga, no ano passado meu carro foi reprovado na inspeção visual por um motivo que ultrapassava os limites do absurdo, tenho um carro turbo adaptado, cheguei no local e fui atendido por um menino que deveria ter uns 16 anos de idade, ele rodeou o carro, ficou olhando os detalhes, abriu o capô, ficou olhando as ligações com uma lanterna, bateu o capô, puxou o carro para fora do local de medição de gases e veio um outro "moleque" me explicar que o carro foi reprovado na inspeção visual.

    Ao perguntar o motivo veio a surpresa, vou colocar aqui da mesma maneira que foi explicado pelo rapaz, "infelizmente seu carro foi reprovado pois tem uma mangueirinha que sai do cano aqui (ele se referia a tampa de pressurização) e vai para dentro do carro". A mangueira que ele se refere é a do manômetro da turbina, indignado eu expliquei a ele a função da mangueira e é claro que nada adiantou.

    Pedi para chamar o supervisor e fui surpreendido com um NÃO pois havia mudado o regulamento daquele ano e nós mortais não poderíamos chegar perto de tais inspetores, neste momento tinha juntado uns 5 "moleques" que realizavam inspeção em outros locais e todos cochichavam, olhavam para o meu carro e davam risadas.

    Não tive outra opção a não ser deixar o carro fechando o local de passagem e exigir a presença de tal supervisor, neste momento um segurança se dirigiu até a mim e exigiu que eu tirasse o carro de lá, ai já virou barraco e eu fui obrigado a dizer ao segurança que se ele encostasse as mãos no meu carro ou em mim que eu chamaria a polícia.

    Neste momento chegou o supervisor, expliquei a situação para ele (inclusive demonstrando o riso dos "rapazes"), e perguntei qual era o preparo técnico que um inspetor da Controlar recebia antes de lidar com o público, aquele que paga os impostos em dia e consequentemente pagava o salário de todos ali presentes.

    Para minha maior surpresa, o supervisor admitiu a falha, tanto na esfera técnica (ele reconheceu que os meninos não tinham muita experiência), quanto na avaliação do meu carro, mas que no momento nada podia fazer pois uma vez reprovado não havia como mudar o "sistema" da Controlar.

    Como solução ao meu problema ele me passou o nome dele e seu horário de trabalho, pediu para que eu remarcasse a inspeção e o procura-se naquele horário que ele garantiria a minha aprovação visual, olha que situação vexatória que um pagador de impostos, que honra com suas obrigações tem que passar?

    Sei que o texto está enorme, mas não posso deixar de citar o "exame de ruídos", que nesta unidade da Controlar fica a beira de uma avenida movimentada, ai pergunto, qual o critério? Como vou fazer um exame de decibéis em ambiente com alto índice de ruídos? Definitivamente nada é sério nesta porcaria de país, Bob, desculpe o desabafo, mas esta oportunidade eu não podia deixar passar, forte abraço e meus parabéns pela matéria e pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco Passarini,

      Seu carro teve o turbo adaptado legalizado?
      É verdade que se não for legalizado a reprovação é imediata, sem medição nem nada, puramente "reprovado na inspeção visual"?

      Excluir
    2. Chegar com um carro turbo não legalizado é achar que vai passar é pra dar risada mesmo. Tudo bem que os moleques não sabiam nada mas é assim mesmo, chegou com turbo sem legalização reprovou. Quem quer passar desse jeito tem que disfarçar, montar o carro como se estivesse original e fazer a inspeção

      Excluir
    3. Sei, mas a inspeção de SP é inspeção de níveis de poluição ou é inspeção de legalidade do carro?
      Ou seja, o que uma coisa tem a ver com a outra?
      Ou será que se eu remover a caixa do filtro de ar original e colocar um filtro cônico, por exemplo, meu carro passa a ser ilegal?
      Sabe-se que tal modificação, além de extremamente simples, não modifica níveis de emissões de poluentes. Então porque seria reprovado?
      Desta forma, porque seria risível querer passar com carro modificado? Se a medição das emissões estiver dentro do limite, porque eles tem que ficar inventando desculpas para reprovar?
      Pelo que li na lei de inspeção municipal, Controlar não é INMETRO nem Detran. Então, qual o embasamento legal para amarrarem uma coisa a outra?

      Excluir
    4. Mexeu no sistema de escape, como num turbo, tá sujeito a boa vontade do inspetor porque legalmente está reprovado (a não ser que seja legalizado). Tem que ou legalizar ou disfarçar a modificação

      Filtro de ar esportivo pode desde que as mangueiras e respiros estejam conectados normalmente, se não também é pau mesmo sendo um simples filtro conico

      Excluir
    5. Nao tem essa de turbo adaptado reprova...encanaram com o Francisco por causa de uma mangueirinha. o fato de ter turbina, bico extra e outras coisas nada muda o resultado final da controlar (inspecao visual), desde que nao seja uma turbina vazando óleo, e que o carro tenha PCV conectado, canister e todas as tranqueiradas originais.
      da mesma forma voce nao tera problemas de passar com 1 carro originalmente carburado que foi injetado, desde que com as traquitanas originais de poluição.

      Excluir
    6. O Anônimo 26/07/12 07:37 tem razão, eu já realizei três inspeções da Controlar com meu carro turbinado, a primeira vez o carro não estava legalizado e foi aprovado com louvor, pois o inspetor fez questão de me dar os parabéns e pedir minha autorização para fotografar o sistema de PCV que montei no meu carro e mostrar as pessoas que estavam com dúvidas em relação a adaptação, qdo reprovaram o carro já era legalizado. Abs

      Excluir
    7. O problema é que na instalação do turbo quase sempre essas traquitanas são desconectadas ou passam a serem impossíveis de usar como algumas mangueiras de respiros, aí passa só com boa vontade do inspetor ou então voltando boa parte do carro para original (inclusive catalizador). Ou seja, tem que chegar lá talvez sem nem mesmo o turbo funcionar, se chegar com qualquer turbinado por lá do jeito que se roda com eles normalmente e sem legalizar toma pau mesmo

      Excluir
  33. Caramba,

    Removeram um monte de comentários deste post, e não ficou nem aquela mensagem:

    "Este comentário foi removido pelo administrador do blog"

    Esquisito...

    ResponderExcluir
  34. Pois é ... Já na INSPEÇÃO BI-ANUAL DO GOVERNO o povão aprova os mesmos caras com louvor e sem restrições.
    Vá entender ...

    Moy

    ResponderExcluir
  35. Gosto muito de fazer essa inspeção. Meus carros são aprovados com louvor e os inspetores são sempre atenciosos e corteses. Na verdade, o valor da taxa é que me incomoda: muito baixo! Pena que é só uma vez ao ano. Bem, tudo o que é bom dura pouco.

    Abraço a todos.

    Justin Phor Trolling

    ResponderExcluir
  36. O que seria uma "inspeção visual"? Isso é mais um absurdo desses criados por burocratas sem serviço!

    Ainda bem que isso ainda não chegou aqui no ES!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ver se num tem nada muito errado, coisas soltas, vazando, caindo aos pedaços.

      Excluir
  37. O que adianta tanta revolta se depois vocês vão reeleger o GILBERTO KASSABOSTA para algum cargo importante? Brasileiro gosta de levar no lombo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa bichona não se elege mais pra merda nenhuma, pode crer.

      Excluir
  38. Já fiz esta inspeção algumas vezes e não tive problema. Acho que fazendo a manutenção do veículo regularmente com boas peças e mão de obra qualificada, o carro é aprovado tranquilamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é, pode ser... soube de carro que passou com o catalisador estourado. Ficou no limite mas passou.

      Excluir
    2. Infelizmente isso é apenas o que voce acha, e não a realidade. Flavio Gomes já provou que a inspeção é furada, e agora também pude provar.

      Excluir
    3. O Flavio Gomes não provou nada, se fosse governo do PT ele iria defender a inspeção como justiça social. Tão esquecendo que apesar dos problemas é muito difícil um carro em bom estado ser reprovado, claro que tentam enganar mas no máximo na 2ª tentativa (que não cobra a mais) o carro é aprovado. Tem uns que não querem é ter que passar por inspeção nenhuma

      Excluir
    4. Eu nunca soube de algo assim. Falo da minha experiência, de amigos e familiares. Não tivemos qualquer tipo de problema. Fomos lá e rapidamente os veículos são aprovados.
      Sobre a realidade, ela não é igual para todos. Falo pela minha realidade. Todos temos problemas, os sem terra lutam pela terra, as famílias dos desaparecidos por seus parentes, os sindicatos pelos trabalhadores, os advogados por seus clientes, etc... Enfim, é a vida.

      Excluir
    5. Flavio Gomes provou sim, se voce ignorou o relato dele, lamento.

      E mesmo se ele não tivesse provado, EU PROVEI. Está no topo desta página, conforme relatado pelo Bob Sharp.

      Nunca tive carro reprovado, como eu mesmo disse, duvido alguém fazer manutenção melhor que a minha (que é com tempo ilimitado, orçamento ilimitado, e sempre com tudo do bom e do melhor, 100% original). A reprovação tanto era uma falcatrua que logo em seguida o carro foi para a medição e passou com larga margem com relação aos limites.

      Se para voce isso não prova que a inspeção é furada, então lamento pela sua anencefalia (e portanto voce não deveria ter permissão para dirigir nada).

      Excluir
    6. bussoranga, você fala como se todo carro impecável fosse reprovado e isso não é verdade. A inspeção tem muitas falcatruas e não deveria ter, mas está longe de ser completamente furada ou inútil como você e o Flavio PT estão querendo dizer

      Excluir
    7. ô tucano...vai defender essa M de controlar na reunião de condomínio do pombal que você mora aí no lixo de SP!!! conservadorismo e fundamentalismo são uma puta ignorância sem tamanho

      Excluir
    8. ê tucanada do inferno!!! pobre animal que tem má fama depois de associado a um pobre partido político de direita ignorante enfiada na lama de um páis de terceiro mundo sem cultura!

      Excluir
    9. Ui petistinha linda, ficou doída? Fala mais chavão aí, faltou me chamar de fascista também!

      Não é o PT e a esquerda que nas eleições ficou falando que ecologia era coisa da esquerda pra pegar votos da Marina Silva? Então se você é A FAVOR DO CONSERVADORISMO e acha que não deve haver inspeção ambiental você é mais de direita do que pensa e fala

      Normal zé de partido falar tanta merda assim. Chama os outros de conservador, de esquerda ou de direita como se fosse xingamento e depois se enrola na própria baboseira que soltou pela boca, fora que ficam pensando que tudo se trata de discussão de partidos. São uns punheteiros!

      Excluir
    10. O carro bem conservado passa sem problemas.

      Excluir
  39. tem gente aí em cima se gabando de ter pago propina para facilitar questões de vistoria, recebendo comentários de REPROVAÇÃO PELA FALTA DE INTEGRIDADE ÉTICA AO APOIAR COMPORTAMENTOS CORRUPTOS COMO A BANDALHEIRA QUE ASSOLHA ESSE PAÍS, e tais reprimendas foram sumariamente apagadas pelos responsáveis deste blog, estranho...

    ResponderExcluir
  40. O que era pra ser sério, virou esculhambo e safadeza.
    Começou errado,(como voce mesmo disse, controlar emissão de carros novos??), virou fonte de renda e pilantragem e por fim caiu em total descrédito junto à população paulistana. Com ele o crédito do Kassab também foi por por água abaixo. Um tiro no pé de 12, do nosso prefeito.
    Vai lamentar muito não ter feito um trabalho sério e bem intensionado, ou no mínimo, não ter controlado quem o conduz.

    ResponderExcluir
  41. Graciano Pinto24/07/12 21:44

    Bussoranga: mistura de Bussunda com baranga.

    ResponderExcluir
  42. Bussoranga: mistura de bunda com moranga.

    ResponderExcluir
  43. H. Romeu Pinto24/07/12 21:55

    Bussoranga, a nêga nervosa da canga

    ResponderExcluir
  44. Passos Dias Aguiar - taxista24/07/12 22:00

    Bussocharanga choraminga por sua charanga chafurdada na chiqueiro da checagem

    ResponderExcluir
  45. Lussiano Hunck24/07/12 22:03

    Buço Ranga, manda seu carro pro Lata Velha do Caldeirão do Hulck

    ResponderExcluir
  46. Bussoranga rima com peixe panga

    ResponderExcluir
  47. É triste a falta de caráter de certas pessoas no funcionalismo público...

    Sem mais.

    ResponderExcluir
  48. Espero não viver o tempo em que teremos de deixar de ter carro pra poder exercer o direito a liberdade de ir e vir...

    ResponderExcluir
  49. Seriedade é uma coisa muito em falta no Brasil, especialmente de quem é eleito.

    ResponderExcluir
  50. Nunca tive um carro reprovado pelo Controlar, mas sempre fiquei impressionado com a atitude prepotente dos funcionários dos centros de inspeção. Pelo jeito, é algo que vem de cima (isto é, do burgomestre paulistano) para baixo.

    E sobre os famigerados selinhos, já vou para a inspeção com estilete e fita adesiva na mão para retirar o selo anterior. E fico de olho para que o funcionário não cole o selo novo em algum ponto que vá atrapalhar o meu campo de visão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pra quê a fita adesiva? eu tiro o selo antes de ir pra inspeção, se eu deixo pra depois o infeliz cola o novo mais pra cima e aí já viu, né?

      Excluir
  51. isso è màs um imposto absurdo como selo de 1997,kit primeiros socorros como em 1991, e assim por diante taxas de lixo e etc bando de sfados isso sim!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sacolinha de primeiros socorros foi em 1999. Me lembro de algumas, tão vagabundas, que a tesoura que vinha não cortava nem papel, pior que as tesourinhas de criança.

      Excluir
  52. Bob, aqui no Rio o Jorna Extra fez uma série de reportagens à respeito dessas empresas "terceirizadas" que prestam serviços, à população.

    É um caso, digamos, análogo ao que acontece com o Paulistano.

    O grande problema é o Governo utilizar empresas inidôneas, cujo objeto é o lucro à qualquer custo, na prestação de serviço e guarda de bens à população que, seja de maneira direta ou indireta sustenta e paga por esses serviços na forma de impostos.

    Segue link: http://extra.globo.com/noticias/rio/golpe-do-guincho-deposito-que-recebeu-veiculos-irregularmente-fez-mais-leiloes-do-que-empresa-credenciada-pelo-detran-5577527.html

    Desculpe pela demora, mas não tive tempo mesmo.
    Talles

    ResponderExcluir
  53. Postei lá no Blog do Mahar. Detran do Rio, posto da Barra!

    Mahar; Como inúmeras das coisas aqui, as bôas intenções travestem uma maracutaia, são desvirtuadas no andar da carruagem, apropriadas por todo tipo de malandro querendo algum, etc. Vou te contar minha sina da semana passada; Fui emplacar o Accord e o dito "vistoriador", um moleque imberbe que de carro conhece o mesmo que eu de foguetes que vão a lua, após revirar todo o veículo com a gana dos famintos e não achar nada, vaticinou do alto de sua inatacável posição de autoridade incontestável e juiz:
    -"o senhor VAI TER que trocar a placa trazeira".
    Olhei a placa e perguntei o porque.
    -"Está com desgaste nos números". Olhei os números, absolutamente legíveis, e vi que não fazia sentido. Certamente havia desgaste, mas nada além de um leve esmaecimento, nada mesmo, uma só falha e eram legibilíssimos, como bem comprovam as multas que recebo. Contestei e nem bola. Depois ele completou a sentença:
    "e ano que vem as placas terão que ser reflexivas. Sugiro que o sr se adeque senão vai ter que trocar de novo".
    Sentenciado, saí para cumprir minha pena. Anda, movimenta, pessoal paga duda de emplacamento, tarjeta e lacre e dias depois volto eu. Fila, espera, chega minha vez, entrego o papel e o novo vistoriador sentencia:
    "não vamos poder emplacar o carro do senhor não".
    -Porque?
    -"o senhor pagou um duda de placa traseira reflexiva e a placa dianteira não é reflexiva"...
    -E dai, seu vistoriador?
    -"daí que o senhor tem que pagar outro Duda e trocar a placa dianteira para reflexiva.
    -Tá bem, não quero mais REFLEXIVA! Pode por uma placa normal mesmo.
    -"Posso não senhor. Aqui não damos troco e o duda foi pago com preço de placa reflexiva".
    -Não quero troco rapaz. Pode por a placa.
    "posso não senhor. Este duda só serve para esta placa. Por favor puxa o carro que preciso atender o de trás"...Desolado, saí para cumprir a nova penalidade. Mais trabalho, problema, paga, arruma, volto eu dias depois. O cara olha verifica, e vaticina:
    -"posso emplacar não senhor".
    -Porque?
    -"porque o senhor pagou placa, tarjeta e LACRE e na placa dianteira não tem lacre.
    -Tá bem, ok, não põe o lacre.
    -"Posso não senhor. O duda É DE PLACA DIANTEIRA, TEM LACRE e a gente não dá troco".
    Tirei o carro dali, desci e fui ao supervisor. Expliquei a situação e o cara, depois de se coçar inteiro, chamou um auxiliar lá fora e disse
    -"olha só! Mais uma vez o pessoal fazendo M..... Aonde está na legislação que as placas tem que ser iguais? Tem que avisar esta turma! vamos lá que vou emplacar o carro do senhor".
    Me mandou ao container que faz a placa e o cara da placa sapecou:
    -"olha, a placa dianteira é reflexiva?"
    -Não, falei!
    -"Então nao vai dar para fazer a traseira reflexiva não".
    -Vai dar sim cara! ou vc faz ou chamo teu supervisor que vc não sabe de P... nenhuma! Vai se informar antes de prejudicar os outros!
    O cara se mexeu e mandou fazer a placa trazeira. Voltei para a famigerada linha 15 do emplacamento, FILA e na minha vez o emplacador mandou:
    -"posso emplacar não senhor".
    -Porque?
    -"porque esta placa é trazeira e fizeram ela sem os furos para eu passar o lacre".
    -Larguei o carro ali, travando todo mundo e fui atrás do supervisor. O cara volta, dá um esporro no moleque e manda ele ir no container arrumar a placa. 5 minutos depois ele volta com a placa, emplaca o carro e eu pergunto ao supervisor:
    - E a placa dianteira?
    -Ah, esta não vai dar para resolver. O duda é de placa com LACRE e aqui não damos troco não.....Entra no Detran com o pedido de devolução do dinheiro, paga outro duda SEM LACRE, volta aqui que a gente emplaca......
    Abraços, Mahar!

    ResponderExcluir
  54. Nesta semana passada dia 05/12 meu carro foi inspecionado e aprovado nos indices de poluição, que deram muito abaixo do esperado.
    Pois bem mas o tal inspetor reprovou meu carro, por causa da placa dianteira, acontece que estava só meia tarja da placa ou seja nem eu tinha visto é pela segunda vez que este cara reprova meu carro por bobagem. Sim porque foi no mesmo centro e o inspetor o mesmo da primeira vez.agora tive que pagar outra taxa e só consegui agendar para 27/12 o que quer dizer não vou conseguir licenciar meu carro este ano.
    A pergunta é: O que a placa tem a ver com AMBIENTAL, FUMAÇA OU SEI LÁ O QUE, era só ele ler o selo e colar no vidro, no caso da placa eu providenciaria o mais breve possivel.
    Sim porque meu carro foi aprovado, apareceu a mensagem ler o selo, e ele reprovou por que quis, por isso que muitos perdem a cabeça, esses caras além de ser ignorantes são mau preparados.
    Fica aqui minha indignação.

    ResponderExcluir
  55. Marcos Pedroso
    Absurdo total. Vou levar esse caso à Controlar. Qual foi o posto que o atendeu?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.