O CARREGADOR MASTER





Descobri que carro esporte já era. Depois de completar 53 anos é que saquei que o que atrai mesmo as mulheres é a capacidade de carga de um homem. Isso mesmo, o que o sujeito pode carregar.
Estou com um Renault Master – um furgão da versão mais longa (5,9 metros), que carrega 1.691 kg e cujo baú tem o volume de 12,6 m³ – e estando com ele tenho notado os olhares femininos dos mais interessados, mais do que se estivesse num Corvette amarelo conversível. Elas me olham com os olhos meio fechadinhos, assim, olhando por entre as pestanas, imaginando-me carregando no furgão uma geladeira pra lá, um sofá pra cá, malas e mais malas, vasos de plantas, quadros etc., e esse carregamento todo lhes dá arrepios e palpitações. Não é uma acelerada de V-8, não, uma descabelada ao vento, o que as atrai de verdade. Mulher é um ser prático, mas que acumula e transporta muita coisa.
Portanto, amigo moço enamorado, para conquistar uma graciosa, antes de tudo mostre-se um carregador inato. Carregue tudo que achar pela frente do casal. Botijão de gás, latas de lixo, pedras, pneus velhos, em suma, qualquer coisa pesada que estiver pelo caminho. Por exemplo, passeando com sua amada, se por acaso você observar que uma senhora robusta está voltando da feira, vá lá e carregue-a com sacolas e tudo. Mesmo que ela estrebuche e eperneie querendo se soltar, dê tudo de si, afirme a coisa e carregue-a, e o faça sem bufar, sem mostrar cansaço, com um sorriso plácido na cara. Depois de um quarteirão assim nessa luta, você pode jogá-la ao chão de qualquer jeito, tudo bem, porque aquela impressão de grande carregador já ficou bem gravada na mente da sua amada.
Ela pensará assim: "Puxa que pa...! Esse safardana carrega coisa pracaramba! Pensei que ele não prestasse pra nada, além de abrir latas de cerveja e espremer suas berebas da pele, mas olha que eu estava enganada. Ele é bem do jeito que a mamãe falou que é o jeito bom: o cara é um carregador! Úi! vou contar já pra mamãe."
E você pode crer que a futura sogra dará de imediato sua aprovação. Já seu sogro, é possível que consiga grunhir um “Ufa!,” – entre os gemidos de dor e goles de relaxantes musculares – "enfim um trouxa pra me ajudar!".
E fique atento para as suas pernas. Não as dela, mas as suas. Elas têm que ser fortes e bem aprumadas. Assim como um autoentusiasta dá muita importância à suspensão de um carro, as mulheres analisam a nossa suspensão. Pernas arqueadas é mau sinal pra aguentar peso, portanto, para endireitá-las, durma com as duas pernas enfiadas numa só perna do pijama. Isso deve ajudar, tanto para as pernas arqueadas que nem as do Fangio, El Chueco, com para as pernas em xis. Não há contra-indicações para isso, fora o cuidado ao se levantar da cama.
O Master disputa mercado principalmente com o Ducato, da Fiat, e o Sprinter, da Mercedes. Nunca andei nesses, portanto não tenho como compará-los, mas observei que a disputa parece parelha. Deste eu gostei e fiquei contente por saber que quem trabalha com estes furgões já não sofre mais para guiá-los, como sofri quebrando as costas na picape Toyota Bandeirante e no Ford F-4000, ambos de 1979, que tive quando vivi na roça. A coisa mudou e hoje cuidam melhor de quem dirige esses utilitários de trabalho. A direção é hidráulica, a embreagem é leve, as mudanças de marcha são macias e a alavanca é curta e está bem à mão. O banco do motorista tem várias regulagens, o que lhe dá ergonomia até que razoavelmente boa. Este tem os opcionais de ar-condicionado, airbag e freios ABS (os freios são a disco nas quatro). O motor turbodiesel de 2,5 litros é silencioso e tem boa potência e torque. O Dedão, nosso viralatas tarado por cadelas e motor forte, olhou-o e gostou. São 115 cv a 3.600 rpm e 29,6 mkgf a 1.600 rpm. Acelera de 0 a 100 km/h em 16,5 seg e atinge 145 km/h. Daí que viaja tranquilamente a 120 km/h e sobe a Serra do Mar pela Imigrantes a 100 km/h sem forçar a barra. Retoma velocidade com rapidez.
O câmbio é de seis marchas, que, bem escalonadas, nos permitem manter o giro sempre na faixa ideal. E mudar marchas não é sacrifício algum com esse pedal de embreagem leve e trambulador maneiro. O entre-eixos longo e boa suspensão (duplo A na frente, com barrra estabilizadora, e eixo rígido atrás, também com barra estabilizadora) lhe dão boa estabilidade nas retas e curvas – desde que estando com carga leve – daí que viajar com o Master não é cansativo. Ele até que rola pouco nas curvas, mesmo sendo alto, isso certamente devido às grossas barras estabilizadoras. E sua altura é agradável, pois dá ampla visibilidade. Viajamos com ele de São Paulo ao litoral norte – claro que carregados de sofás, armários, quadros, vasos, etc, etc – e a viagem durou tanto quanto duraria com um sedan normal, já que o Master acelera bem e tem boa agilidade. No fim de semana seguinte fomos pra roça, também carregados, e a viagem foi igualmente rápida e nada cansativa. O que cansa é carregar e descarregar essas coisas todas de primeira necessidade feminina.
E gasta pouco combustível, muito pouco. A Renault divulga um consumo de 15,6 km/l na estrada e 9,4 km/l no uso urbano. Pelo que estou apurando, é isso mesmo, desde que não se tenha pressa. Entre estrada e cidade fiz média de 11 km/l.
Gostei.
Meus parabéns a todas as fábricas que estão produzindo esses veículos de trabalho. De uns tempos pra cá nem esses são “carroças”. A vida de quem os dirige está bem melhor.
Falta agora que as prefeituras de cidades com trânsito pesado, como São Paulo, se preocupem mais com os motoristas e usuários de ônibus, obrigando que todos os novos ônibus tenham câmbio automático. Isso evitaria muito cansaço aos motoristas e evitaria também os terríveis trancos que muitos motoristas relaxados dão nas cambiadas, trancos que machucam muita gente.
E voltando à vaca fria, se o leitor ainda duvida da minha teoria de que o ideal é o “Homem Carregador”, lhe pergunto:
— Como é que a noiva recém-casada entra em sua nova casa?
Portanto, esqueça esse lance de sex-symbol. O que funciona é ser carregador-symbol.

25 comentários :

  1. Fantastico texto.
    As mulheres gostam mesmo do carate. Incluindo o "cara te" espaco pras tralhas.
    Dirigo diariamente uma Ford Transit de entre eixos longo e teto alto, 115hp e seis marchas. Silenciosa, rapida e macia. E suficientemente veloz para encarar autoestradas, ate porque o limite e a rigidez policial na Inglaterra nao permite muito mais.

    ResponderExcluir
  2. Arnaldo Keller14/03/10 19:51

    Adalberto,

    eu nunca comentei desse modo, que o que atrai as mulheres é "o cara ter".
    Não sou tonto, portanto sei que há mulheres interesseiras, do mesmo modo que há homens também interesseiros. Mas felizmente não convivo com esse tipo de gente e nem estou aqui para falar desse tipo de gente desprezível.
    Eu só falei que elas gostam de carregar tralhas, o que gera uma reclamação comum entre os maridos. Nada mais. Pura gozaçao sem nexo. Só tirar sarro de um drama comum.
    abraço,

    ResponderExcluir
  3. Arnaldo,
    caramba cara, eu sou fissurado nos furgões gigantes. O Master era minha tara até que chegou o Transit. Demais ler sobre ele aqui em nosso blog. Nota dez pelo seu texto.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Arnaldo,
    Divertidíssimo o seu texto. Sempre gosto da maneira leve e agradável que você escreve, dando um ar de leveza e porque não dizer, até cômico nas situações diárias! E realmente, para conseguirmos levar tudo que as mulheres gostariam, só um furgão mesmo. É impressionante como minha namorada consegue fazer uma mala dela de um final de semana ser maior do que minha mala de passar a semana fora!

    abraços

    César Dias

    ResponderExcluir
  5. Arnaldo, tambem aproveitei pra tirar um sarrinho rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Mister Fórmula Finesse15/03/10 08:34

    Rss...o dedão vai virar o mascote do autoentusiastas, bota "cusco" simpático e entendido esse!

    Esse negócio de carregar é um verdadeiro clássico entre as mulheres, parece que elas escolhem a dedo as coisas mais pesadas de dentro de casa - ou de fora mesmo - para fazer a enésima mudança do dia. E se a tranqueira não for pesada, ela é volumosa, tipo de coisa que para caber no carro é complicado.

    Ontem mesmo, de-lhê colocar duas poltronas totalmente inesperadas ($$$..dor) dentro do carro, que por sábia decisão prévia, tem o simpático espaço interno de um rabecão...

    Experimente uma Transit Arnaldo, o motor diesel parece faca deslizando na seda de tão suave e contido, empurra bem e a caixa de câmbio têm enormes chances de ser mais macia do que a maioria dos nossos carros de rua do dia a dia, volante de Focus, embreagem que parece quebrada de tão leve...uma evolução exponencial em relação aso antigos utilitários.

    ResponderExcluir
  7. Marcelo R.15/03/10 08:55

    AK,

    Já dirigi um Ducato e posso te falar: Parece que você está dirigindo um carro! Deve ser a mesma sensação que você teve ao dirigir este Renault.

    Sobre os ônibus, pelo menos aqui em Sampa o Tio Kassab já "obrigou" que os novos sejam automáticos. As viagens ficaram bem mais confortáveis...rsrs

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  8. Francisco Neto15/03/10 10:18

    Tenho uma Kangoo 2004, 1.0 16V e ja me sinto feliz carregando tralhas, gente, cachorro, peças de motor e até motos, imagina ter uma Master desse porte!! :D

    Um post eu diria, bem prático AK.


    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. São sensacionais....são melhores do que muita Pick-up de luxo por aí....

    A preferida,Sprinter...quem já andou que comente....fantástica.

    ResponderExcluir
  10. Muito bom!!! Mas gosto mesmo de Kombi.

    ResponderExcluir
  11. Francisco V.G.15/03/10 14:26

    Arnaldo
    Mundaça é um saco.

    ResponderExcluir
  12. Arnaldo Keller15/03/10 15:46

    Pelo visto os concorrentes do Master se equivalem. Isso é muito bom saber.
    E, Marcelo R., você disse que agora o câmbio automático é obrigatório em SP. Tem certeza? Olha, talvez tenha um dedinho meu nessa história, porque há coisa de um ano ou um ano e meio peguei o Kassab no pulo lá no Clube Pinheiros, clube que ele frequenta. Nessas falei pra ele justamente disso e ele me disse que iria ver os estudos a respeito, se é que os havia.
    Quem sabe funcionou daí? Ele me pareceu atencioso, mas isso todo político sabe parecer...
    Esse tem as pernas em xis. Não dormiu com as duas pernas fincadas numa só do pijama.

    ResponderExcluir
  13. Excelente texto, Arnaldo

    Aguardamos o teste da Ducato , que acho tem rodagem dupla atrás, e da Sprinter, que no interior ocupou o lugar das kombis nas entregas de supermercados e afins.

    ResponderExcluir
  14. Ví uma propaganda do doblò aqui e lembrei da "teoria do carregador"
    hahahah

    http://www.youtube.com/watch?v=2pZY4g8YzRQ

    tem horas que até o carregador master se estressa hauhahuah

    ResponderExcluir
  15. Beleza de texto, Arnaldo. Temos no serviço uma Master da geraçao anterior, e o carro é unanimidade quanto ao prazer de dirigir. Torcudona, e quando a turbina entra em sua faixa ideal,empurra bonito!
    Acho que grande parte de sua boa dirigibilidade vem do bom acerto do comando do acelerador, bem fiel ao que o pé manda. Bem diferente da nojeira da maioria dos aceleradores eletronicos.

    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  16. Excelente texto, AK. Técnico, leve e com uma pitada de sarcasmo e humor... Parabéns!
    Já andei (de carona) num Ducato e achei bem legal. Por conseqüência, os gêmeos dele, Boxer e Jumper, também devem ser. Ainda dou uma de “João-sem-braço” e marco uma “voltinha” no Transit na revenda Ford...

    Você vem se mostrando, a cada dia, um grande entendedor da alma feminina! O problema desse negócio de mulher “acumular e transportar muita coisa” é que essa prática, de alguma forma, acaba atingindo nosso órgão mais sensível: o bolso.
    O Dedão tá entendendo de motores mesmo, daqui há pouco tá fazendo até as manutenções mais básicas. Numa vertente mais doméstica, estou ensinando a lingüiça daqui a levar meus sapatos para o lugar onde eu os guardo, quando chego da rua.
    Esses seus óculos são legais, são da Ray-Ban?
    Grande abraço, AK!

    ResponderExcluir
  17. Cara, sinceramente, foi um das maiores IDIOTICES que já lí na internet. Galerinha do Orkut perde é feio. Antes você se atesse apenas aos termos tecnicos sobre os furgões. Ficaria uma coisa muito mais interessante.

    ResponderExcluir
  18. Marcelo R.16/03/10 09:38

    AK,

    Se é obrigatório, eu não posso te dizer com 100% de certeza. O que eu posso te dizer é que, na prática, e nas linhas que eu costumo utilizar (enquanto meu possante repousa na garagem de casa, graças a minha impaciência com o trânsito paulistano de ultimamente), todos os novos ônibus incorporados a frota tem o dito câmbio automático, com as três teclinhas (D, N e R) no painel de instrumentos. Pelo jeito os motoristas foram treinados, pois dirigem os bichinhos direitinho... rsrs

    um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Arnaldo Keller16/03/10 20:26

    Luís,
    me desculpe por fazê-lo perder o seu tempo e humor lendo minhas idiotices.
    Evite repetir esse erro.

    Marcelo R.

    Bom, já que vc não tem bem certeza se agora é obrigatório ou não, vou conferir.
    Se der voto ou grana, é. Se não der voto nem grana, não é. É assim que funciona a cabeça do político.

    ResponderExcluir
  20. Eu ia pegar esse Master para testar, mas fui vetado por não ter a CNH de categoria "C".

    ResponderExcluir
  21. Gosto muito da Sprinter (nunca dirigi outra van). Ela tem tração traseira (como a Ford Transit) e muita disposição; são 129 cavalos. O câmbio de cinco marchas é bom e os freios são ótimos, sem falar no silêncio interno.

    ResponderExcluir
  22. Furgões também sabem ser divertidos...vide a Ford Transit Cosworth na Europa, hehehehe >:-)

    ResponderExcluir
  23. Talles Wang20/03/10 14:39

    Caro Arnaldo,

    Você está cirurgicamente correto!

    Minha esposa até hoje chora pela valente Caravan 1981 que tínhamos...
    Fez toda nossa mudança... tanto é que o síndico do prédio até hoje está esperando pelo caminhão que traria nossas coisas...
    Uma pena que ela teve que ir, mas foi necessário...
    Hoje com um opala quatro portas, nem adianta deixar ela dar umas voltas, ar condicionado... nada. Despreza-o totalmente.
    Já já esse vai ter que dançar.
    Um abração,
    Tallwang

    ResponderExcluir
  24. Estas vans são tão boas, que em Portugal a Ford vai promover a Copa Ford Transit de velocidade!
    Vai ser gostoso de assistir.
    Mais notícias em www.autosport.aeiou.pt

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.