Crise, frase do dia

Enquanto a Fiat brasileira lançou a linha Palio 2010 no início de janeiro de 2009 (inacreditável, mas não vou comentar isso nesse post) o chairman Luca di Montezemolo, presidente do Grupo Fiat, disse a respeito dos atrasos nos lançamentos de novos modelos 2009:

"Para que lançarmos o carro mais bonito do mundo, se ninguém vai comprá-lo?"

PK

9 comentários :

  1. não foi o presidente da Fiat que disse que é uma empresa nanica?

    ResponderExcluir
  2. Pois é, aí compram do concorrente.

    ResponderExcluir
  3. Antonio Martins27/01/09 19:01

    Não sei como as vendas vão começar a aumentar por aqui. Virou um círculo vicioso: já não pagam bem no carro dado na troca, e agora ou não aceitam ou pagam miséria; vender a um particular piorou, pois desse modo só aparece quem vai partir do zero, não vai trocar de carro, e o mercado de novos está bom justamente para estes que vão só comprar. Vai ser difícil contornar essa situação.

    ResponderExcluir
  4. Fábio Pinho27/01/09 19:45

    Se nem o presidente do grupo acredita no potencial da empresa, o que dizer dos consumidores...

    ResponderExcluir
  5. Fábio, bem colocado. mas estamos numa crise mundial sem precedentes. Lançar um carro agora representaria um gasto elevado para nenhum retorno imediato. Sem contar a frustração de ter trabalhado anos num projeto que não vende nada.
    Veja a situação do Linea aqui no Brasil. Estão usando até o Schumy na propaganda e o carro não vende nada.
    PK

    ResponderExcluir
  6. Clésio Luiz27/01/09 20:54

    O Linea não vende nada porque é um produto inferior aos concorrentes diretos. Tivesse a Fiat colocado ele pra concorrer com Polo, Fiesta e Corsa Sedan aí ele seria uma ótima pedida. Mas a Fiat acha que no mercado só tem trouxa. O resultado está aí.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com o Clesio. Eu teria um Linea, mas não a preço de Civic.

    ResponderExcluir
  8. Clesio e Alexandre,
    OK, o preço está errado. Mas o carro foi lançado no meio da crise. O que ofuscou qualquer chance de sucesso.
    PK

    ResponderExcluir
  9. Antonio, o problema é que o brasileiro quer levar vantagem sempre. Quer usar um carro até 100 mil km e vender ele por um percentual alto em relação ao zero, que além de não ter desgaste, ainda tem garantia. Aí acontece isso que você falou, o cara prefere pegar um Corsa Classic equipado por 28 mil reais, zero km, pagando nada na entrada e um qualquer por mes, ao invés de pegar um carro já com uns 5 anos e dezenas de milhares de km rodados e ainda pagar 2/3 do novo. Os usados só são tão caros aqui porque ainda exsite carência. Basta comparar e ver que nos EUA o carro zero é mais barato que aqui, mas o usado é MUITO mais barato que aqui.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.