ESSES FRANCESES...

...são mesmo incríveis em engenharia de motores. A versão flexível do C4 Pallas ganhou potência, de 143 para 151 cv, e torque, de 20,4 para 21,6 mkgf, mantendo-se as rotações-pico de 6.000 e 4.000 rpm, respectivamente, e a taxa de compressão, 10,8:1. Os japoneses precisam tomar umas aulas com esses franceses: quando o new Civic se "flexibilizou" não houve ganho de potência quando com álcool, o mesmo com o Corolla, que ainda por cima perdeu 4 cv na operação com gasolina.

O C4 Pallas flexível só é disponível com caixa automática (de 4 marchas) por enquanto, a versão manual virá em três meses. Estou ansioso por dirigi-la, a julgar como ficou bom com caixa automática.

BS

6 comentários :

  1. mas bob,quando vão aprender fazer cambio manual?

    ResponderExcluir
  2. Como, aprender, Ary? Não entendi.

    ResponderExcluir
  3. Bob,
    151cv é ótimo para um motor dois litros. Potência específica vai a 75,5cv/L.
    No Civic temos 140cv/1,8L, ou 77,8cv/L.
    Ponto para os japoneses!
    Quanto ao torque específico, a situação se inverte e o motor francês atinge 10,8mkgf/L, superando a barreira dos 10/L. Ponto para os franceses!
    Creio esses dois ótimos motores se destacam dos demais no mercado. Infelizmente, dadas as diferenças ténicas das caixas automáticas (Honda superior) e de escalonamento das manuais (a meu ver a francesa melhor) não permitiria um tira-teima entre os motores.
    Carlos

    ResponderExcluir
  4. Zilveti,
    Não acha que é pouca potência específica a mais para um motor que conta com i-VTEC? O motor PSA só tem variador de fase de admissão. Além disso, como foi possível não ganhar potência com álcool?

    ResponderExcluir
  5. Bob,
    O delta potência álcool/gasolina, num motor flex, é um bom parâmetro para indicar nivel de desenvolvimento da combustão, para o álccol.
    Porém, potência específica segue sendo um bom parâmetro para o mesmo fim. Melhor ainda o torque específico, pois este sim tem uma relação direta com o BMEP.
    Neste caso, o Civic chega perto de 10mkgf/L e o PSA supera essa barreira.
    No meu entender, para chegar a boas conclusões sobre o desenvolvimento, temos de olhar mais de um parâmetro e eu não concluiria que o trabalho do Civic foi mal feito, apenas por que o delta potência não foi tão significativo quanto PSA.
    Podemos sim, concluir que mexeram pouco no motor. Talvez, o investimento para tirar mais cv não compensasse, pois ele já é bom. Meu palpite.
    Carlos

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.